Você está na página 1de 139

Breve Saltério e Cânticos Espirituais

3ª. Edição

Igreja Presbiteriana da Pampulha (IPB)

www.ipbpampulha.org.br

1ª. Edição 2006 – tiragem desconhecida

2ª. Edição 2012 – tiragem 100 cópias

3ª. Edição 2019 – tiragem 150 cópias

Material de uso exclusivo na Igreja, não retirar do salão de culto


Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Sumário

Cânticos Espirituais
1. A começar em mim....................................................................................8
2. A sós com Deus..........................................................................................8
3. A ti, Senhor.................................................................................................9
4. Aclame ao Senhor......................................................................................9
5. Adorai.......................................................................................................10
6. Agora e Sempre (Judas 24-25).................................................................11
7. Agrada-te do Senhor.................................................................................11
8. Alfa e ômega.............................................................................................12
9. Ao nosso Deus (Apocalipse 7.10-12)........................................................13
10. Ao orarmos...............................................................................................13
11. Ao que está assentado (Apocalipse 5.13).................................................14
12. Ao sentir....................................................................................................14
13. Aquele que me ama (Jo 14.21).................................................................15
14. Aquele que não poupou............................................................................15
15. Autor da minha fé.....................................................................................16
16. Banquete...................................................................................................17
17. Brilha, Jesus (Isaías 60.1)........................................................................18
18. Buscai primeiro (Mateus 6.33)................................................................19
19. Cada instante...........................................................................................20
20. Calmo, sereno e tranquilo.......................................................................20
21. Canção do Apocalipse...............................................................................21
22. Canto de vitória........................................................................................22
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

23. Carvalho de justiça (Isaías 61.1-3)...........................................................23


24. Colossenses 1............................................................................................24
25. Começando aqui.......................................................................................25
26. Confiança..................................................................................................26
27. Consagração.............................................................................................27
28. Cotidiano..................................................................................................28
29. Da vida o melhor......................................................................................29
30. De todas as tribos.....................................................................................30
31. Desde o nascer do sol...............................................................................31
32. Deus por nós............................................................................................32
33. Deus supremo..........................................................................................33
34. Deus, somente Deus.................................................................................33
35. Doce Nome...............................................................................................34
36. Domínio e poder.......................................................................................35
37. Dono do meu coração..............................................................................35
38. Ele é exaltado...........................................................................................37
39. Em Seu Nome..........................................................................................38
40. Enche-me, Espírito..................................................................................38
41. Então se verá (Mateus 24.27)..................................................................39
42. Espinhos...................................................................................................39
43. Esta paz.....................................................................................................41
44. Estamos reunidos.....................................................................................43
45. Foi assim..................................................................................................43
46. Glória pra sempre....................................................................................44
47. Hino da Reforma Protestante (5 Solas)..................................................44
48. Hoje é tempo............................................................................................45
49. Isaías 53....................................................................................................46
50. Jesus Cristo mudou meu viver................................................................47
51. Jesus em Tua presença............................................................................48
52. Lancemos sobre Deus..............................................................................48
53. Logo de manhã.........................................................................................50
54. Louva a Deus!...........................................................................................50
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

55. Louvado seja.............................................................................................51


56. Louvores e honras....................................................................................52
57. Mão no arado (Lucas 9.62)......................................................................52
58. Minhas fontes...........................................................................................54
59. Não temas.................................................................................................54
60. Não tenhas sobre ti..................................................................................55
61. Nas estrelas...............................................................................................55
62. Nosso Deus é Soberano............................................................................57
63. O Evangelho.............................................................................................57
64. O meu louvor............................................................................................59
65. O retorno (Lucas 15)................................................................................60
66. O Sol..........................................................................................................61
67. Perdoa-me, Senhor (Hino 275 HCC)......................................................62
68. Porque ele vive.........................................................................................63
69. Portas abertas (Lc15)...............................................................................64
70. Quem é deus acima do Senhor................................................................66
71. Quero louvar-te........................................................................................66
72. Redenção..................................................................................................67
73. Rei das nações..........................................................................................68
74. Se confessarmos (1 João 1.9)...................................................................69
75. Sê exaltado, ó Deus!.................................................................................69
76. Seja engrandecido....................................................................................70
77. Sinceramente...........................................................................................70
78. Sola Gratia.................................................................................................71
79. Solus Christus...........................................................................................73
80. Te agradeço..............................................................................................74
81. Teu povo...................................................................................................76
82. Tu és Soberano.........................................................................................76
83. Tudo Novo................................................................................................77
84. Tudo para ti!.............................................................................................79
85. Um servo Teu...........................................................................................80
86. Vamos adorar a Deus...............................................................................81
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

87. Vaso novo..................................................................................................81


88. Venha sobre nós.......................................................................................82
89. Vim para adorar-te..................................................................................83

Salmos
90. Salmo 1 (GB)............................................................................................85
91. Salmo 2 (GB)............................................................................................85
92. Salmo 3 (HC)............................................................................................87
93. Salmo 4 (HC)...........................................................................................88
94. Salmo 5 (GB)............................................................................................89
95. Salmo 6 (HC)............................................................................................91
96. Salmo 10 (HC NC254).............................................................................92
97. Salmo 11 (HC)..........................................................................................94
98. Salmo 15 (GB)...........................................................................................95
99. Salmo 15 (HC)..........................................................................................96
100. Salmo 16 (HC NC32)................................................................................97
101. Salmo 19 (HC)..........................................................................................98
102. Salmo 23 (HC)........................................................................................100
103. Salmo24 (HC).........................................................................................101
104. Salmo 32 (HC)........................................................................................102
105. Salmo 32 (CT)........................................................................................104
106. Salmo 34 (CT)........................................................................................104
107. Salmo 40 (HC NC26).............................................................................105
108. Salmo 40 (CT)........................................................................................108
109. Salmo 46 (HC)........................................................................................108
110. Salmo 47 (GB)........................................................................................109
111. Salmo 50 (HC NC18)..............................................................................110
112. Salmo 51 (CT)..........................................................................................112
113. Salmo 54 (HC NC299)............................................................................114
114. Salmo 61 (HC).........................................................................................115
115. Salmo 62 (HC)........................................................................................116
116. Salmo 70 (HC).........................................................................................117
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

117. Salmo 84 (HC)........................................................................................118


118. Salmo 84 (CT).........................................................................................119
119. Salmo 92 (CT).........................................................................................121
120. Salmo 96 (CT).........................................................................................121
121. Salmo 96 (CT).........................................................................................122
122. Salmo 98 (CT).........................................................................................122
123. Salmo 100 (CT).......................................................................................123
124. Salmo 103 (CT).......................................................................................124
125. Salmo 113 (HC).......................................................................................125
126. Salmo 115 (CT)........................................................................................126
127. Salmo 117 (HC NC10).............................................................................127
128. Salmo 118 (CT)........................................................................................127
129. Salmo 119 (CT).......................................................................................128
130. Salmo 121 (CT)........................................................................................129
131. Salmo 122 (HC NC350)..........................................................................129
132. Salmo 124 (GB)......................................................................................130
133. Salmo 128 (HC).......................................................................................131
134. Salmo 131 (HC).......................................................................................132
135. Salmo 137 (HC).......................................................................................132
136. Salmo 139 (HC)......................................................................................133
137. Salmo 139 (CT).......................................................................................135
138. Salmo 140 (Deus, somente Deus)..........................................................136
139. Salmo 142 (HC).......................................................................................137
140. Salmo 150 (CT).......................................................................................138

Legendas

GB – Genebrino; HC – Hinos Conhecidos; CT - Contemporâneo

NC – Novo Cântico; HCC – Hinário Cantor Cristão


Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Cânticos Espirituais

1. A começar em mim
(2 vezes)

A começar em mim,

Quebra corações,

Pra que sejamos todos um,

Como tu és em nós.

A começar em mim,

Quebra corações,

Pra que sejamos todos um,

Como tu és em nós.

Onde há frieza,

Que haja amor.

Onde há ódio, o perdão;

Para que o teu corpo

Cresça assim,

Rumo a perfeição.

2. A sós com Deus


Quando estou a sós com Deus

Tudo em mim é paz

Foge a dor e a aflição

Pois me ampara a sua mão.

Se por volta há tempestade, confusão

Perto está o Senhor!

Tudo em mim é paz

7
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Quando estou a sós com Deus

Tudo em mim é paz

Foge a dor e a aflição

Pois me ampara a sua mão.

Se por volta há tempestade, confusão

Perto está o Senhor!

Tudo em mim é paz

Tudo em mim é paz

Paz!

3. A ti, Senhor
(2 vezes)

A ti, Senhor, elevo a minh'alma.

A ti, Senhor, elevo a minh'alma.

Oh, meu Deus, em ti confio.

Guarda-me, Senhor, pois em ti, Senhor, me refugio.

Faz-me, Senhor, andar nos teus caminhos.

Faz-me, Senhor, andar nos teus caminhos.

Oh, meu Deus, em ti confio.

Guarda-me, Senhor, pois em ti, Senhor, me refugio.

4. Aclame ao Senhor
(2 vezes)

Meu Jesus, salvador, outro igual não há!

Todos os dias quero louvar as maravilhas de teu amor.

Consolo, abrigo, força e refúgio é o Senhor!

Com todo o meu ser, com tudo o que sou,

8
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Sempre te adorarei

Aclame ao Senhor toda a Terra e cantemos

Poder, majestade e louvores ao Rei!

Montanhas se prostrem e rujam os mares

Ao som de teu nome!

Alegre te louvo por teus grandes feitos.

Firmado estarei, sempre te amarei.

Incomparáveis são tuas promessas pra mim!

5. Adorai
Adorai em majestade! Toda glória seja dada a Cristo Jesus!

Adorai em santidade! Ele morreu, ele venceu, é o Rei dos reis.

Adorai, bem alto erguei de Cristo o nome!

Exaltai, glorificai, Jesus Cristo Rei!

Adorai em majestade!

Vinde, louvai; vinde, adorai ao Rei dos Reis.

Adorai, bem alto erguei de Cristo o nome!

Exaltai, glorificai, Jesus Cristo Rei!

Adorai em santidade! Ele morreu, ele venceu, é o Rei dos Reis.

Adorai, bem alto erguei de Cristo o nome!

Exaltai, glorificai, Jesus Cristo Rei!

9
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Adorai em santidade! Ele morreu, ele venceu, é o Rei dos reis.

6. Agora e Sempre (Judas 24-25)


Ao Deus que nos guarda de tropeçar,

Para nos apresentar puros diante da sua glória.

Ao Deus que nos guarda de tropeçar,

Para nos apresentar puros diante da sua glória.

Ao único Deus, Salvador,

Por meio de Cristo, o Senhor,

Majestade e glória, poder e reino,

Antes e agora, e para todo o sempre!

Majestade e glória, poder e reino,

Antes e agora, e para todo o sempre!

7. Agrada-te do Senhor
Agrada-te do Senhor e ele fará

Aquilo que deseja o teu coração.

Entrega o teu caminho ao Senhor

E o mais Ele fará.

Descansa no Senhor e espera nele,

Pois Ele é a tua salvação.

Ele é teu castelo e teu refúgio na tribulação.

Confia no Senhor e Ele agirá.

10
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Ó Rei, sublime em majestade e glória

Sobre as milícias do celeste além,

Ouve o louvor e os hinos de vitória

Dos que de ti recebem todo bem!

Vinde, ó remidos, filhos de Deus!

Dai vossas glórias que levam os céus!

Rocha eterna, meu Jesus, quero em ti me refugiar!

Só teu sangue, lá na cruz derramado em meu lugar,

Pode a mim, Senhor, valer; do pecado proteger!

Agrada-te do Senhor e ele fará

Aquilo que deseja o teu coração.

Entrega o teu caminho ao Senhor

E o mais ele fará.

Descansa no Senhor e espera nele,

Pois Ele é a tua salvação.

Ele é teu castelo e teu refúgio na tribulação.

Confia no Senhor e Ele agirá.

8. Alfa e ômega
(2 vezes)

Tu, que estás assentado no trono,

Sempre reinando soberano!

Anjos cantando, homens louvando,

11
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Deus reunido com seu povo!

Oh! Oh! Oh! Alfa, Ômega, Cristo, Filho!

Oh! Vem! Oh! Vem! Oh! Vem, Senhor Jesus!

9. Ao nosso Deus (Apocalipse 7.10-12)


Ao nosso Deus, que se assenta no trono,

E ao Cordeiro, pertence a salvação.

Ao nosso Deus, que se assenta no trono,

E ao Cordeiro, pertence a salvação.

O louvor, e a glória, e a sabedoria,

E as ações de graças, e a honra,

E o poder, e a força

Sejam ao nosso Deus,

Pelos séculos dos séculos. Amém!

(2 vezes)

10. Ao orarmos
(2 vezes)

Ao orarmos, Senhor,

Vem encher-nos com teu amor,

Para o mundo agitado esquecer;

Cada dia, tua vida viver.

Nossa vida vem, pois, transformar;

Refrigério pra alma nos dar.

12
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

E, agora, com outros irmãos,

Nos unimos aqui em oração.

11. Ao que está assentado (Apocalipse 5.13)


(2 vezes)

Ao que está assentado

No trono e ao Cordeiro,

Seja o louvor, e a honra,

E a glória, e o domínio

Pelos séculos dos séculos. Amém!

12. Ao sentir
Ao sentir o mundo ao meu redor,

Nada vi que pudesse ser real.

Percebi que todos buscam paz, porém em vão;

Pois, naquilo que procuram, não há solução (não há solução).

Só em Jesus a paz real eu pude encontrar!

O seu amor pude experimentar!

Me entreguei a Cristo, e a vida eterna vou gozar!

Posso ver que você não é feliz.

Vou dizer que não pode ser feliz,

Se continuar a procurar em vão

Por caminhos que não trazem solução (não trazem solução).

13
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Só em Jesus, a paz real você vai encontrar!

O seu amor vai experimentar!

Venha a Jesus Cristo, e a vida eterna vai gozar!

(2 vezes)

13. Aquele que me ama (Jo 14.21)


Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda,

Esse é o que me ama.

Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda,

Esse é o que me ama;

E aquele que me ama será amado por meu Pai,

E eu também o amarei e me manifestarei a ele.

Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda,

Esse é o que me ama.

Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda,

Esse é o que me ama.

E aquele que me ama será amado por meu Pai,

E eu também o amarei e me manifestarei a ele.

Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda,

Esse é o que me ama.

Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda,

Esse é o que me ama.

Esse é o que me ama.

14. Aquele que não poupou


(2 vezes)

14
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Aquele que não poupou

Seu próprio filho

Antes o entregou por nós

naquela cruz

Porventura não nos dará

Graciosamente com ele

todas as coisas!

Padapá padapáua pada padapá

15. Autor da minha fé


Ó Pai, eu queria tanto ver o meu Senhor descer vindo me encontrar!

Eu posso até imaginar a refulgente glória do Senhor Jesus

Transpondo as brancas nuvens, no mais puro azul,

Onde nem sul, nem norte existirá.

E em meio a lágrimas, sorrisos de alegria e de prazer,

Eu, que era cego, agora posso ver, contemplar, contemplar, enfim!

Por isso eu canto glória!

Glória! Glória ao autor da minha fé!

Glória! Glória ao autor da minha fé!

Ó Pai, eu queria tanto, tanto ouvir o som que vai abrir

O encontro triunfal!

Rever amigos que um dia, em Cristo, foram feitos meus irmãos.

E agora, sim, podemos dar as mãos, pois temos todos um,

Somente um, um só Senhor!

E eis o consolo que envolve a minha vida: o meu Senhor Jesus,

Que foi morto, sim, naquela cruz,

15
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Voltará! Voltará, enfim!

Por isso eu canto glória!

Glória! Glória ao autor da minha fé!

Glória! Glória ao autor da minha fé!

Glória ao Senhor (Aleluia) 4x

O Autor da minha fé!

16. Banquete
Hoje tem banquete, já mandou chamar.

Vem de fora um Santo nos curar.

Para os pecadores reservou lugar.

Saiu pelas ruas a gritar.

Sem preço e sem dinheiro, pode vir comprar;

E de vinho, pão e leite se fartar.

Venham os doentes, pronto vou curar.

Quem procura, vai me encontrar.

Muitos da cidade sem compreender;

Pois, aos fortes, não quis receber.

Lhe chamaram louco, festeiro e beberrão,

Que diz que é santo, mas não lava as mãos.

Mas, no meio da gentalha, o Mestre nem se importou;

Repartia graça e amor (amor).

E aquela cidade toda se espantou;

16
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

No banquete, nem um forte entrou.

Por isso, vem! Deixa a soberba de lado e vem,

Que é só no meio dessa gentalha que tem

Comida e bebida de graça.

Tem amor, muito amor.

Então, vem, que os fortes ficaram de fora.

Vem, pois, o Mestre te chama agora.

Pois, quem não está doente, não pode lhe encontrar.

Mas, no meio da gentalha, o Mestre nem se importou;

Repartia graça e amor (amor).

E aquela cidade toda se espantou;

No banquete, nem um forte entrou.

Hoje tem banquete!

Já mandou chamar!

17. Brilha, Jesus (Isaías 60.1)


Vejo a luz do Senhor que brilha.

Bem no meio das trevas brilha.

Jesus Cristo é a luz deste mundo;

Nos acorda do sono profundo.

Brilha em mim, brilha em mim.

Brilha, Jesus, mostra ao mundo a luz de Deus Pai.

Espírito de Deus, vem, refulge em nós.

17
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Faz transbordar sobre os povos tua graça e perdão.

Vem ordenar que haja luz, ó Senhor!

Eis que chego ao teu trono incrível.

Mais finito ao intangível!

No Teu sangue precioso eu ouso entrar

Minhas sombras da alma, vem dissipar!

Brilha em mim, brilha em mim.

Brilha, Jesus, mostra ao mundo a luz de Deus Pai.

Espírito de Deus, vem, refulge em nós.

Faz transbordar sobre os povos tua graça e perdão.

Vem ordenar que haja luz, ó Senhor!

Contemplando tua majestade,

Teu reflexo em nossas faces,

Cada dia, de glória em glória,

Mostrem sempre a tua história!

Brilha em mim, brilha em mim.

Brilha, Jesus, mostra ao mundo a luz de Deus Pai.

Espírito de Deus, vem, refulge em nós.

Faz transbordar sobre os povos tua graça e perdão.

Vem ordenar que haja luz, ó Senhor!

18. Buscai primeiro (Mateus 6.33)


Buscai primeiro o Reino de Deus e a sua justiça,

18
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

E as demais coisas vos serão acrescentadas;

Aleluia, aleluia.

Aleluia, aleluia, Aleluia, aleluia, aleluia.

Não só de pão o homem viverá, mas de toda a palavra

Que procede da boca de Deus.

Aleluia, aleluia.

Aleluia, aleluia, Aleluia, aleluia, aleluia.

Pedi, pedi e dar-se-vos-á; buscai, buscai e achareis.

Batei, batei e abrir-se-vos-á.

Aleluia, aleluia.

Aleluia, aleluia, Aleluia, aleluia, aleluia.

19. Cada instante


(2 vezes)

Cada instante contigo, Senhor,

Que passo a teus pés,

Eu sou mais feliz.

Cada instante contigo, Jesus,

É paz em minh'alma, suave harmonia

No teu grande amor.

É paz em minh'alma, suave harmonia

No teu grande amor.

20. Calmo, sereno e tranquilo


Calmo, sereno e tranquilo, sinto descanso neste viver.

Isto devo a um Amigo; e só por ele eu pude obter.

19
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Ele é Jesus, meu Amigo, meu Senhor, o Salvador.

Só por ele eu ganhei a vida eterna com Deus, com Deus.

Triste foi sua história, levado à cruz sem pecado algum.

Só porque me amou, morreu por mim e não hesitou.

Ele é Jesus, meu Amigo, meu Senhor, o Salvador.

Só por ele eu ganhei a vida eterna com Deus, com Deus.

21. Canção do Apocalipse


Digno é o Cordeiro

Que foi morto

Santo, Santo Ele é

Um novo cântico

Ao que se assenta

Sobre o Trono do Céu

(2 vezes)

Santo, santo, santo

Deus todo poderoso

Que era, e é, e há de vir

Com a criação eu canto

Louvores ao Rei dos Reis

És tudo para mim

E eu te adorarei

Está vestido do arco-íris

Sons de trovão, luzes, relâmpagos

20
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Louvores, honra e glória

Força e poder pra sempre

Ao único Rei eternamente

Santo, Santo, Santo

Deus Todo Poderoso

Que era, e é e há de vir

Com a criação eu canto

Louvores ao Rei dos reis

És tudo para mim

E eu te adorarei

Maravilhado, extasiado

Eu fico ao ouvir Teu nome

Jesus, Teu nome é força

É fôlego de vida

Misteriosa Água Viva

Santo, Santo, Santo

Deus Todo Poderoso

Que era, e é e há de vir

Com a criação eu canto

Louvores ao Rei dos Reis

És tudo para mim

E eu te adorarei

21
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

22. Canto de vitória


Eu tenho em mim um canto de vitória,

Que foi escrito por Jesus na cruz.

Um canto lindo que mudou a história

E que, ao mundo em trevas, trouxe luz.

Eu tenho em mim um canto de esperança,

Que a todos eu preciso proclamar.

Jesus firmou comigo uma aliança,

Na qual eu vivo e posso descansar.

Eu tenho em mim um canto de alegria.

Eu tenho em mim um hino de louvor.

Não apenas de palavras, mas de vida e amor,

Que testemunha a vitória do Senhor.

Com meus lábios canto a verdade,

Que o Rei Jesus em breve voltará.

Virá com seu poder e majestade

E com sua igreja em glória reinará.

Eu tenho em mim um canto de alegria.

Eu tenho em mim um hino de louvor.

Não apenas de palavras, mas de vida e amor,

Que testemunha a vitória do Senhor.

(2 vezes)

22
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Que testemunha a vitória do Senhor.

23. Carvalho de justiça (Isaías 61.1-3)


O Espírito do Senhor Deus está sobre mim,

Porque o Senhor me ungiu a pregar

Boa-nova aos quebrantados,

E enviou-me a curar os quebrantados de coração,

E a livrar todos os cativos,

E a pôr em liberdade todos os algemados;

E apregoar o ano aceitável do Senhor

E o dia da vingança do nosso Deus;

A consolar todos os que choram,

E a pôr sobre os que em Sião de luto estão

Uma coroa ao invés de cinzas,

Óleo de alegria ao invés de pranto,

Vestes de louvor ao invés de espírito angustiado;

A fim de que se chamem (a fim de que se chamem)

Carvalhos de justiça plantados pelo Senhor.

Carvalhos de justiça

(2 vezes)

Plantados pelo Senhor para a sua glória.

23
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

24. Colossenses 1
Ele é a imagem do Deus invisível,

Ele é Senhor sobre a criação.

Pois, nele, foram criadas todas as coisas, nos céus e na terra,

Sejam tronos, soberanias, poderes ou autoridades.

Ele é antes de tudo e a todos sustenta pela Palavra.

Pois foi do agrado de Deus que em tudo Ele tenha supremacia.

Ele é o resplendor da glória do Pai.

Ele é a exata expressão do seu ser.

Pois, nele, foram criadas todas as coisas, nos céus e na terra,

Sejam tronos, soberanias, poderes ou autoridades.

Ele é antes de tudo e a todos sustenta pela Palavra.

Pois foi do agrado de Deus que em tudo Ele tenha supremacia.

Nunca houve nada que a Ele não pertença.

Em tudo existe graça. Cantemos, sim!

(2 vezes)

25. Começando aqui


A sua entrega é total.

Você não pode mais adiar.

Jesus chegou ao seu coração,

Chamou por seu nome, você atendeu.

24
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Algumas lágrimas vêm

E vão lavando qualquer temor.

O Santo Espírito está aqui,

Lhe abraça e diz o quanto esperou.

Sua vida vai desabrochar,

Vai sorrir, vai cantar.

Começando aqui e por todo sempre

O amor de Deus vai lhe acompanhar.

Ele prometeu; jamais vai deixá-lo.

Você não estará sozinho a vagar;

Deus vai lhe amparar.

Se o amanhã lhe trouxer

Temores, dúvidas e pesar,

Jesus, ao seu lado, vai estar

Pra completar o que começou.

Sua vida vai desabrochar,

Vai sorrir, vai cantar.

Começando aqui e por todo sempre

O amor de Deus vai lhe acompanhar.

Ele prometeu; jamais vai deixá-lo.

Você não estará sozinho a vagar;

(2 vezes)

25
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Deus vai lhe amparar.

26. Confiança
(2 vezes)

Pai, Deus poderoso, tem compaixão de mim.

Preciso da tua graça abundante aqui.

Quebra o meu coração e salva-me de mim.

Faz-me bem-aventurado em ti.

Pai, Deus de justiça, misericórdia e amor,

Confesso que me afastei, me esqueci de ti

Eu não sou mais que os outros; me ensina a ver quem sou.

Faz-me doar ao invés de possuir.

Esvazia o meu ego, enche-me de ti.

Ajuda-me a confiar mesmo quando a confiança me faltar.

Ajuda-me a enxergar mesmo quando o meu olhar falhar.

Ajuda-me a confiar mesmo quando a confiança me faltar.

Ajuda-me a enxergar mesmo quando o meu olhar falhar.

27. Consagração
Ao Rei dos Reis consagro tudo o que sou.

De gratos louvores transborda o meu coração.

A minha vida eu entrego nas tuas mãos, meu Senhor,

Pra te exaltar com todo meu amor.

26
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Eu te louvarei conforme a tua justiça

E cantarei louvores, pois tu és Altíssimo!

Celebrarei a ti, ó Deus, com meu viver!

Cantarei e contarei as tuas obras!

Pois por tuas mãos foram criados terra, céu e mar

E todo ser que neles há!

Toda a terra celebra a ti

Com cânticos de júbilo,

Pois tu és o Deus criador!

Toda a terra celebra a ti

Com cânticos de júbilo,

Pois tu és o Deus criador!

(2 vezes)

A honra, a glória, a força e o poder ao Rei

Jesus, e o louvor ao Rei Jesus.

(2 vezes)

28. Cotidiano
Tem dia em que o tempo não dá, parece que tudo passou!

Não adianta tentar se vejo que o medo ficou.

Tristeza da vida que é a indecisão de vencer.

Angústia de fracassar antes mesmo perder!

(2 vezes)

Se fecho os olhos da fé e amorteço a razão,

27
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

a barra pesa demais; o medo fica outra vez.

O choro brota bem fundo; humilhação pra valer.

Consolo então verdadeiro: Cristo cura outra vez!

Ah! O amor!

O perfeito amor lança fora o medo!

Ah! O amor!

O perfeito amor lança fora o medo!

29. Da vida o melhor


Nova vida para sempre.

Uma família, alegria! (oh...)

Caminhar, o amor buscar.

Aprender, a luz brilhar.

Saber que a gente pode crescer,

Viver, chorar, dançar e se alegrar! (oh...)

Para nós Ele é da vida o melhor.

Nosso mover e existir, paraíso aqui.

Só a Ele entregar. O princípio e o fim.

Do universo o Rei. Do mundo a luz.

(Mulheres somente)

Vida, verdade; caminho e paz.

Luz sobre as trevas, Redentor.

28
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

(Mulheres e os homens com a próxima melodia 2x)

Vida, verdade; caminho e paz.

Luz sobre as trevas, Redentor.

(Melodia dos homens com as mulheres anterior)

Nosso refúgio, fortaleza

Nossa força nas batalhas

O perfeito sacrifício

Verbo em carne, Rei dos Reis

(2 vezes)

(mulheres e homens juntos)

Nosso refúgio, fortaleza.

Nossa força nas batalhas.

O perfeito sacrifício.

Verbo em carne, Rei!

Para nós Ele é da vida o melhor.

Nosso mover e existir, paraíso aqui.

Só a Ele entregar. O princípio e o fim.

Do universo o Rei. Do mundo a luz.

30. De todas as tribos


De todas as tribos, povos e raças,

Muitos virão te louvar.

De tantas culturas, línguas e nações,

No tempo e no espaço, virão te adorar.

29
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Bendito seja sempre o Cordeiro,

Filho de Deus, raiz de Davi!

Bendito seja o teu santo nome,

Cristo Jesus presente aqui.

Remidos, comprados, grande multidão,

Muitos virão te louvar.

Povo escolhido, teu reino e nação,

No tempo e no espaço, virão te adorar.

Bendito seja sempre o Cordeiro,

Filho de Deus, raiz de Davi!

Bendito seja o teu santo nome,

Cristo Jesus presente aqui.

E a nós só nos cabe tudo dedicar

Oferta suave ao Senhor.

Dons e talentos queremos consagrar

E a vida no teu altar para o teu louvor.

Bendito seja sempre o Cordeiro,

Filho de Deus, raiz de Davi!

Bendito seja o teu santo nome,

Cristo Jesus presente aqui.

Cristo Jesus presente aqui.

30
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

31. Desde o nascer do sol


Desde o nascer do sol ao pôr do sol

A tua presença me enche de paz.

Desde o nascer do sol ao pôr do sol perto estás!

Desde o nascer do sol ao pôr do sol

A tua presença me enche de paz.

Desde o nascer do sol ao pôr do sol perto estás!

Cada dia do meu viver a alegria me invade o ser

Ao notar tua mão fiel abençoando o meu lar

Muito mais que o pedir ou pensar.

Cada dia do meu viver a alegria me invade o ser

Ao notar tua mão fiel abençoando o meu lar

Muito mais que o pedir ou pensar. Deus Fiel!

Desde o nascer do sol (pôr do sol) ao pôr do sol (pôr do sol)

A tua presença me enche de paz.

Desde o nascer do sol (desde o nascer do sol). perto estás!

Perto estás!

Perto estás!

Perto estás!

Desde o nascer do sol.

Desde o nascer do sol.

Desde o nascer do sol!

31
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

32. Deus por nós


Ao anoitecer o choro pode vir, mas a alegria vem pela manhã!

Os que esperam no Senhor renovam suas forças!

Nada nos pode separar do amor de meu Deus.

Se Deus é por nós, quem será contra nós?

Se Deus é por nós, quem será contra nós?

Nada nos pode separar do amor de meu Deus.

Ao anoitecer o choro pode vir, mas a alegria vem pela manhã!

Se Deus é por nós, quem será contra nós?

Se Deus é por nós, quem será contra nós?

Deus será por nós! Deus será por nós!

Nosso Deus é por nós! Deus por nós!

33. Deus supremo


(2 vezes)

Deus, supremo és. Soberano em glória.

És incomparável, maravilhoso em sua formosura.

És incomparável, maravilhoso em sua majestade.

Não há outro Deus como Jeová!

Não há outro Deus além do Senhor!

Não há no céu, não há na terra,

Não há no mar Deus como o Senhor!

Não há no céu, não há na terra,

32
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Não há no mar Deus como o Senhor!

34. Deus, somente Deus


Deus, somente Deus, criou o mundo e o que nele há.

O ser que pode respirar existe pra mostrar a glória do Senhor.

Deus, somente Deus, os seus mistérios pode revelar.

Os seus desígnios, quem jamais um dia conheceu?

Pois Deus somente é Deus.

Deus, somente Deus,

Domina o trono do universo.

Que a voz da criação se erga para dar

Louvor somente a Deus!

Deus, somente Deus, eternamente em nós há de inspirar

A alegria de adorar, desejo de exaltar a Deus, somente a Deus!

Deus, somente Deus,

Domina o trono do universo.

Que a voz da criação se erga para dar

Louvor somente a Deus!

Deus, somente Deus,

Domina o trono do universo.

Que a voz da criação se erga para dar

Louvor somente a Deus!

33
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

35. Doce Nome


Só de ouvir tua voz, de sentir teu amor,

Só de pronunciar o teu nome,

Os meus medos se vão, minha dor, meu sofrer,

Pois de paz tu inundas meu ser!

(2 vezes)

Jesus! Que doce nome

Que transforma em alegria o meu triste coração.

Jesus, só o teu nome é capaz de dar ao homem salvação!

Só de ouvir tua voz, de sentir teu amor,

Só de pronunciar o teu nome,

Os meus medos se vão, minha dor, meu sofrer,

Pois de paz tu inundas meu ser!

Jesus! Que doce nome

Que transforma em alegria o meu triste coração.

Jesus, só o teu nome é capaz de dar ao homem salvação!

(2 vezes)

...é capaz de dar ao homem salvação!

36. Domínio e poder


(2 vezes)

34
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Domínio e poder pertencem a Jesus.

Louvores em Sião sejam dados ao Rei.

Seu trono está nos céus,

Seus pés aqui na terra,

E o pai o coroou rei de Israel!

E o pai o coroou, e o pai o coroou,

E o pai o coroou Rei de Israel!

37. Dono do meu coração


Rei do universo te dou meu louvor.

Com tantas bênçãos me cercas, Senhor.

Só tu és a fonte de alegria e prazer.

Melhor que a própria vida é a ti conhecer!

Tu és o dono do meu coração.

Tu és o dono do meu coração.

E não há outro! (E não há outro!)

E não há outro! (E não há outro!)

Só tu és o dono do meu coração!

Só tu és o dono do meu coração!

Paz e família, abrigo e luz,

Minhas necessidades supres todas em Jesus.

Mas nem o ouro e a prata podem satisfazer;

A sede da minh'alma é a ti pertencer!

Tu és o dono do meu coração.

35
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Tu és o dono do meu coração.

E não há outro! (E não há outro!)

E não há outro! (E não há outro!)

Só tu és o dono do meu coração!

Só tu és o dono do meu coração!

Planos e sonhos tu tens para mim;

Eu, maravilhado, digo: "Eis me aqui".

Quero agradar-te e cumprir teu querer;

Caminhando em graça vou obedecer.

Tu és o dono do meu coração.

Tu és o dono do meu coração.

E não há outro! (E não há outro!)

E não há outro! (E não há outro!)

Só tu és o dono do meu coração!

Só tu és o dono do meu coração!

Em minha jornada intimamente te amar

Para que, na glória, quando o dia chegar,

Ao contemplar teu rosto eu venha reconhecer

O olhar tão doce que amou o meu ser.

Tu és o dono do meu coração.

Tu és o dono do meu coração.

E não há outro! (E não há outro!)

E não há outro! (E não há outro!)

36
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Só tu és o dono do meu coração!

Só tu és o dono do meu coração!

38. Ele é exaltado


(2 vezes)

Ele é exaltado! O Senhor é exaltado nos céus!

Eu o louvo!

Ele é exaltado, pra sempre exaltado nos céus!

Eu o louvarei!

Ele é o Senhor;

Para sempre Ele reinará.

Terra e céus

O seu nome proclamarão!

Ele é exaltado!

O Senhor é exaltado nos céus!

39. Em Seu Nome


Onde estiverem dois ou três reunidos,

Em nome de Jesus para buscar a Deus,

Ali Deus estará; sim, estará ali.

Ele abençoará. Abençoará.

Quando seu povo orar humildemente,

Confiando no poder do soberano Pai,

Ali Deus estará; sim, estará ali.

Ele nos ouvirá e atenderá.

37
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Nós te adoramos, Pai, por tua graça,

E aceita o cântico que te entoamos!

Tu és bendito eternamente!

O teu imenso amor nos alcançou!

40. Enche-me, Espírito


Enche-me, Espírito; mais que cheio quero estar.

Eu, menor dos teus vasos, posso muito transbordar.

(2 vezes)

Oh! dá-me falar, cada dia, com salmos, hinos de amor.

Oh! dá-me viver, cada dia, com gratidão e louvor.

Enche-me, Espírito; mais que cheio quero estar.

Eu, menor dos teus vasos, posso muito transbordar.

Oh! dá-me falar, cada dia, com sobriedade e temor.

Em sujeição uns aos outros, como convém no Senhor.

Enche-me, Espírito; mais que cheio quero estar.

Eu, menor dos teus vasos, posso muito transbordar.

41. Então se verá (Mateus 24.27)


(2 vezes)

Então se verá o Filho do Homem

38
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Vindo sobre as nuvens com poder e glória.

Então se verá o Filho do Homem

Vindo sobre as nuvens com poder e glória.

Porque assim como um relâmpago

Que sai do oriente e se mostra no ocidente,

Assim há de ser a vinda do Filho do Homem.

Porque assim como um relâmpago

Que sai do oriente e se mostra no ocidente,

Assim há de ser a vinda do Filho do Homem.

42. Espinhos
Senhor Jesus, eu não entendo o espinho;

Mas, se a cruz é o fim deste caminho,

Dá-me mais graça;

Não sou maior que meu Senhor.

Apenas servo sou;

Apenas servo e nada mais.

Se as pontas aguçadas da coroa

Te feriram, ó cabeça,

Eu, que sou corpo,

Parte do teu corpo,

Não devo reclamar.

Dá-me mais graça, Senhor!

Dá-me mais graça!

Passa os teus dedos nos meus olhos;

39
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Vem me consolar.

Dá-me mais graça, Senhor!

Dá-me mais graça!

Faz-me em Cristo, outra vez,

Ser mais que vencedor!

Senhor Jesus, ainda não entendo o espinho;

Mas, se o mesmo

Faz parte da tua cruz,

Eu o aceito; não sou maior que meu Senhor.

Apenas servo sou;

Apenas servo e nada mais.

Senhor, se estou por ti sendo provado,

Eu quero aprovado ser

Agora! Sei o que tens a dizer,

E creio nisto também.

Basta-me a graça!

Dá-me mais graça, Senhor!

Dá-me mais graça!

Passa os teus dedos nos meus olhos;

Vem me consolar.

Dá-me mais graça, Senhor!

Dá-me mais graça!

Faz-me em Cristo, outra vez, (Faz-me em Cristo, outra vez)

Faz-me em Cristo, outra vez,

40
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Ser mais que vencedor.

Um vencedor em Cristo! (ah...)

43. Esta paz


Esta paz que sinto em minh’alma

Não é porque tudo me vai bem.

Esta paz que sinto em minh’alma

É porque eu louvo ao meu Senhor.

Não olho as circunstâncias, não (não, não)

Olho o seu amor, seu grande amor.

Não me guio por vista, alegre estou.

(2 vezes)

Este gozo que sinto em minh’alma

Não é porque tudo me vai bem.

Este gozo que sinto em minh’alma

É porque eu louvo ao meu Senhor.

Não olho as circunstâncias, não. (não, não)

Olho o seu amor, seu grande amor.

Não me guio por vista, alegre estou.

(2 vezes)

E ainda que os campos não floresçam,

E a vide não dê o seu fruto,

41
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

E ainda que os montes

Se lancem ao mar,

Ou que a terra trema, hei de confiar!

Não olho as circunstâncias, não. (não, não)

Olho o seu amor, seu grande amor.

Não me guio por vista, alegre estou.

(2 vezes)

Glória, glória, aleluia!

Aleluia, glória ao meu Senhor!

44. Estamos reunidos


Estamos reunidos aqui, Senhor,

Porque temos conhecido teu amor.

Trazemos em nossos lábios

Um novo cântico em teu louvor,

Pois tua glória tem enchido este lugar.

Estamos reunidos aqui, Senhor,

Porque temos conhecido teu amor.

Trazemos em nossos lábios

Um novo cântico em teu louvor

Pois tua glória tem enchido este lugar.

Pois tua glória tem enchido este lugar.

42
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

45. Foi assim


Conheci o mundo mal e, com ele, seus ardis.

Me arrastei no lamaçal; tudo isto porque eu quis

Saber mais que qualquer um, construir algum amor,

Onde a paz pudesse ser a verdade pra eu ver.

Mas Jesus Cristo veio e me achou

Assim tão sujo.

E, numa cruz, por mim derramou

Sangue tão puro!

Foi assim, que me salvou!

Eu conheço agora, sim, a clareza de Jesus.

Foi das trevas que eu vim; encontrei-me com a luz!

Hoje quero, sim, saber do meu Mestre salvador!

Quero dar-lhe meu louvor; eu só nele posso crer.

Mas Jesus Cristo veio e me achou

Assim tão sujo.

E, numa cruz, por mim derramou

Sangue tão puro!

Foi assim, que me salvou!

Foi assim, que me salvou!

46. Glória pra sempre


(2 vezes)

Glória, pra sempre, ao Cordeiro de Deus!

43
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

A Jesus, o Senhor, ao Leão de Judá,

À raiz de Davi, que venceu e o Livro abrirá.

O céu, a terra e o mar, e tudo o que neles há

O adorarão, e confessarão:

Jesus Cristo é o Senhor!

Ele é o Senhor, ele é o Senhor!

Ressurreto dentre os mortos, ele é o Senhor!

Todo joelho se dobrará, toda língua confessará

Que Jesus Cristo é o Senhor!

47. Hino da Reforma Protestante (5 Solas)


Pela Escritura Deus se revelou.

Só a Escritura mostra quem eu sou.

Minha regra para crer, minha norma pra viver.

Pela Escritura Deus vem me suster.

Só por Cristo posso me achegar a Deus.

Só em Cristo, Deus a salvação me deu.

Ele me justificou, minha dívida pagou.

Só Jesus na cruz da morte me livrou.

Só a Graça de Jesus me redimiu.

Só a Graça do Deus vivo me atraiu.

Mesmo sendo pecador, recebi o seu favor.

Deus por Sua imensa graça me salvou.

Só a fé que Deus me deu me transformou.

44
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Só a fé que vem de Deus me habilitou.

Para crer na salvação, esperar com convicção.

Que as promessas que Ele fez se cumprirão.

Só ao Deus Triuno a glória eu darei.

Só a Deus todo o louvor eu renderei.

Porque sempre me amou, nunca me desamparou.

Que em tudo eu viva para o Seu louvor.

48. Hoje é tempo


Hoje é tempo de louvar a Deus.

Em nós, agora, habita o seu Espírito.

Então, é só cantar e a Cristo exaltar,

E sua glória encherá esse lugar.

Vem louvar, (homens)

Vem louvar (mulheres)

Vem louvar, (homens)

Vem louvar (mulheres)

No meio dos louvores Deus habita

E é seu prazer cumprir o que nos diz.

Então, é só cantar e a Cristo exaltar,

E sua glória encherá esse lugar.

Vem louvar, (homens)

Vem louvar (mulheres)

45
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Vem louvar, (homens)

Vem louvar (mulheres)

49. Isaías 53
Ele não tinha qualquer beleza, ou majestade pra nos atrair.

Nada havia em sua aparência, para o desejarmos.

Mais rejeitado dentre os homens, ainda assim carregou nossas dores.

O seu castigo nos traz paz, e a esperança não se esvai.

A oferta pela culpa ele ofereceu.

Pra satisfazer o Criador ele morreu.

Pra que a sua luz em nós pudesse brilhar,

O Filho do amor se entregou em nosso lugar.

Mais rejeitado dentre os homens, ainda assim carregou nossas dores.

O seu castigo nos traz paz, e a esperança não se esvai.

A oferta pela culpa ele ofereceu.

Pra satisfazer o Criador ele morreu.

Pra que a sua luz em nós pudesse brilhar,

O Filho do amor se entregou em nosso lugar.

És o cordeiro, que pelos nossos pecados foi esmagado!

Sem dizer uma só palavra, se entregou aos cravos.

Derramou sua vida até a morte, provando a ira amarga

Pra nos dar sua doce graça e nos fazer viver.

46
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

50. Jesus Cristo mudou meu viver


Jesus Cristo mudou meu viver!

Jesus Cristo mudou meu viver!

É a luz que ilumina meu ser!

Sim, Jesus Cristo mudou meu viver!

Diferente hoje é o meu coração!

Diferente hoje é o meu coração!

Cristo deu-me paz e perdão!

Sim, diferente hoje é meu coração!

O amor só conhecia em canções

Que falavam de ilusões.

Mas agora é diferente;

Isto eu falo a toda gente,

Pois Cristo me deu seu amor.

Jesus Cristo mudou meu viver!

Jesus Cristo mudou meu viver!

É a luz que ilumina meu ser!

Sim, Jesus Cristo mudou meu viver!

51. Jesus em Tua presença


Jesus, em tua presença reunimo-nos aqui.

Contemplamos tua face e rendemo-nos a ti.

Pois, um dia, a tua morte trouxe vida a todos nós

E nos deu completo acesso ao coração do Pai.

47
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

(2 vezes)

O véu que separava já não separa mais!

A luz, outrora apagada, agora brilha

E cada dia brilha mais!

Só pra te adorar e fazer teu nome grande,

E te dar o louvor que é devido, estamos nós aqui.

(2 vezes)

... estamos nós aqui

52. Lancemos sobre Deus


Lancemos sobre Deus

A nossa ansiedade,

Pois ele tem cuidado de nós.

(2 vezes)

Assim falou Jesus:

Olhai os passarinhos.

Não guardam comida

Pra amanhã.

Mas o nosso Pai

Celestial os dá.

Lancemos sobre Deus

A nossa ansiedade,

Pois ele tem cuidado de nós.

(2 vezes)

48
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Assim falou Jesus:

Olhai no campo os lírios.

Não fazem roupas

Pra vestir.

Mas o nosso Pai

Celestial lhes dá.

Sobre nós

Deus tem cuidado.

Jesus assim falou

Que o Pai do céu,

Em seu grande amor,

Tem cuidado de nós!

Lancemos sobre Deus

A nossa ansiedade,

Pois ele tem cuidado de nós.

(2 vezes)

... pois ele tem cuidado de nós.

53. Logo de manhã


Logo de manhã quero te buscar,

Tua voz ouvir, teu amor sentir.

Estender as mãos para te louvar,

Derramar meu coração sobre teu altar.

49
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Pois tu sabes bem tudo quanto há em mim.

Vou te seguir e te amar até o fim.

(Repete do início até o fim)

E no fim do dia, quando o sol se for,

Te adorarei, te darei louvor.

Mesmo a escura a noite brilha a tua luz!

Em teus braços eu descanso,

Meu senhor Jesus!

54. Louva a Deus!


(Todas as estrofes vão se repetindo 2 vezes)

Louva a Deus! Louva a Deus!

E ao Senhor Jesus, de quem as bênçãos vêm!

E o coração abrir! Águas vivas do interior irão fluir!

Ao seu nome louva, então!

Nunca mais serás o mesmo, meu irmão!

E o coração abrir! Águas vivas do interior irão fluir!

Glória a Deus! Glória a Deus!

E ao Senhor Jesus, de quem as bênçãos vem!

50
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

55. Louvado seja


(2 vezes)

Louvado seja, Senhor, teu nome,

Entronizado entre as nações!

Exaltarei a ti, Senhor!

Pelo que tu és, eu te adorarei.

Recebe a minha adoração,

Que é fruto de tua graça a mim

E do teu amor que restaura em mim

O meu amor por ti, Jesus.

Engrandecerei, exaltarei teu nome!

Diante dos reis e dos poderosos

Eu louvarei a ti, Senhor!

56. Louvores e honras


Louvores e honras ao nome de Cristo

Convém, fica bem adorar ao Senhor.

Quem já viu em sua vida o que nós temos visto,

Só pode dizer que ele é cheio de amor.

Cristo salva e sustenta com mão poderosa

Seus eleitos e amados bem perto de si.

Cristo chama, ele inflama de amor pela obra.

Renova, restaura, nos reclama pra si.

(2 vezes)

51
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Estou pronto pra ir, Cristo Amado,

E seguir-te onde queres que eu vá,

E servir com amor dedicado,

Com meus lábios pra sempre louvar!

57. Mão no arado (Lucas 9.62)


Quem tem posto a mão no arado

Não pode mais olhar pra trás!

Pois quem no arado põe a mão,

Trabalho certo e perto! Tem serviço e profissão!

Quem tem posto a mão no arado

Não pode mais olhar pra trás!

Pois quem no arado põe a mão,

Trabalho certo e perto! Tem serviço e profissão!

Lança a semente, espalha pelo chão,

Planta em tua terra,

Faz do teu trabalho tua guerra.

Quem em Cristo põe a vida,

Não pode mais olhar pra trás!

Pois quem ao Mestre deu a mão,

Trabalho certo e perto! Tem serviço e profissão!

Prega a palavra, ensina ao teu redor,

Mostra em tua vida,

52
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Faz das boas novas tua lida!

Quem tem posto a mão no arado

Não pode mais olhar pra trás!

Pois quem no arado põe a mão,

Trabalho certo e perto! Tem serviço e profissão!

(2 vezes)

Quem tem posto a mão no arado,

Não pode olhar pra trás!

Quem em Cristo põe a vida

Não pode olhar pra trás!

58. Minhas fontes


(2 vezes)

As minhas fontes são em ti.

A força para vencer o mal, vem de ti.

De joelhos aos teus pés

Encontro alento e mais!

Me fazes pronto a obedecer

Pois quem resiste à tua voz?

Teu grande amor constrange a alma!

59. Não temas


Como é importante, meu Jesus,

Sentir que tu estás comigo.

53
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Poder ouvir a tua voz

A falar tão meiga no meu coração:

"Meu servo, não temas!

Não temas, pois eu te escolhi!

Sei que é difícil, mas confia em mim!

Confia em mim e então

Tu verás o meu poder!"

Senhor, eu ouço o teu chamar,

E me alegro em dizer: "Senhor, estou aqui".

E sempre ouço a tua voz tão linda,

Tão cheia de amor, que me diz:

(2 vezes)

"Meu servo, não temas!

Não temas, pois eu te escolhi!

Sei que é difícil, mas confia em mim!

Confia em mim e então

Tu verás o meu poder!"

60. Não tenhas sobre ti


Não tenhas sobre ti um só cuidado, qualquer que seja.

Pois um, somente um, seria muito para ti.

É meu, somente meu, todo trabalho.

E o teu trabalho é descansar em mim.

54
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

(2 vezes)

Não temas quando, enfim, tiveres que tomar decisão.

Entrega tudo a mim, confia de todo coração.

É meu, somente meu, todo trabalho.

E o teu trabalho é descansar em mim.

(2 vezes)

61. Nas estrelas


Nas estrelas vejo a sua mão

E no vento ouço a sua voz.

Deus domina sobre terra e mar.

O que ele é para mim?

Eu sei o sentido do natal,

Pois na história tem o seu lugar.

Cristo veio para nos salvar.

O que ele é para mim?

Até que um dia o seu amor senti,

Sua imensa graça recebi.

Descobri, então, que Deus

Não vive longe lá no céu sem se importar comigo.

Mas agora ao meu lado está.

Cada dia sinto o seu cuidar,

55
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Ajudando-me a caminhar.

O que ele é para mim?

Até que um dia o seu amor senti,

Sua imensa graça recebi.

Descobri, então, que Deus

Não vive longe lá no céu sem se importar comigo.

Mas agora ao meu lado está.

Cada dia sinto o seu cuidar,

Ajudando-me a caminhar.

O que ele é para mim?

Tudo ele é para mim!

Tudo é Jesus pra mim!

62. Nosso Deus é Soberano


(2 vezes)

Nosso Deus é soberano!

Ele reina antes da fundação do mundo!

Nosso Deus é soberano!

Ele reina antes da fundação do mundo!

A terra era sem forma e vazia

E o Espírito do nosso Deus

Se movia sobre a face das águas.

Foi ele quem criou o céu dos céus,

Fez separação das águas na terra seca.

56
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Foi ele quem criou os luminares,

E criou a natureza,

E formou o homem.

Glória a Deus por suas maravilhas!

Pela sua grandeza, glória a Deus!

Glória a Deus por suas maravilhas!

Pela sua grandeza, glória a Deus!

63. O Evangelho
Eu sinto verdadeiro espanto no meu coração

Em constatar que o evangelho já mudou.

Quem ontem era servo, agora acha-se senhor,

E diz a Deus como ele tem que ser.

Mas o verdadeiro evangelho exalta a Deus.

Ele é tão claro como a água que eu bebi,

E não se negocia sua essência e poder.

Se camuflado, a excelência perderá!

O evangelho é que desvenda os nossos olhos

E desamarra todo nó que já se fez.

Porém, ninguém será liberto, sem que clame

Arrependido aos pés de Cristo, o Rei dos reis.

O evangelho mostra o homem morto em seu pecar,

Sem condições de levantar-se por si só.

57
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

A menos que Jesus, que é justo, o arranque de onde está

E o justifique, e o apresente ao Pai.

Mostra ainda a justiça de um Deus

Que é bem maior que qualquer força ou ficção,

Que não seria injusto se me deixasse perecer,

Mas soberano em graça me escolheu.

É por isso que não posso me esquecer –

Sendo seu servo, não lhe digo o que fazer,

Determinando ou marcando hora para acontecer,

O que Sua vontade mostrará.

O evangelho é que desvenda os nossos olhos

E desamarra todo nó que já se fez.

Porém, ninguém será liberto, sem que clame

Arrependido aos pés de Cristo, o Rei dos reis.

Porém, ninguém será liberto, sem que clame

Arrependido aos pés de Cristo, o Rei dos reis.

64. O meu louvor


O meu louvor é fruto do meu amor por ti, Jesus;

De lábios que confessam o teu nome.

É fruto de tua graça e da paz que encontro em ti

E do teu Espírito que habita em mim.

Que habita em mim.

58
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Ainda que as trevas venham me cercar,

Ainda que os montes desabem sobre mim,

Meus lábios não se fecharão,

Pra sempre hei de te louvar.

O meu louvor é fruto do meu amor por ti, Jesus;

De lábios que confessam o teu nome.

É fruto de tua graça e da paz que encontro em ti

E do teu Espírito que habita em mim.

Que habita em mim.

Ainda que cadeias venham me prender,

Ainda que os homens se levantem contra mim,

Meus lábios não se fecharão,

Pra sempre hei de te louvar.

65. O retorno (Lucas 15)


Nos restos que eu comi,

Lembrei-me de onde vim.

Eu tinha tudo lá

Na casa do meu pai.

Cansado de servir,

Juntei minhas coisas e

Clamei minha porção.

Do tronco o galho eu cortei.

59
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Eu roubei do meu pai, no afã de ser livre me prendi.

Escravo do meu querer, buscando o prazer com os porcos eu comi.

No mundo esbanjei;

Anfitrião, fui rei.

Comprei deleites vãos,

Mas num vazio me encontrei.

Queria retornar, distante despertei.

Se o vejo, implorarei;

Dos servos seus, menor serei.

Eu roubei do meu pai, no afã de ser livre me prendi.

Escravo do meu querer, buscando o prazer com porcos eu comi.

Voltando, o avistei.

Correndo, me abraçou;

De nada se lembrou,

Além do seu eterno amor.

Falar, nem me deixou.

Urgente em celebrar:

“Meu filho, que morreu,

Achado foi agora; vivo está!”

Vejo o preço que meu Pai pagou pra eu estar aqui.

Me deu roupas para festejar e fez aliança.

60
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Graça, amor, justiça e redenção!

Que banquete preparou pra mim!

Eu voltei pro meu Pai. Servindo em sua casa, eu sou livre!

66. O Sol
Era noite em meu viver

Possuído de temor e desespero

Caminhava perdido na escuridão

Caminhava em solidão

De repente eu vi o Sol

Vi o belo amanhecer

Minhas trevas em luz se tornaram

E a Cristo eu pude ver

E aceitar sua morte em cruz

P’rá me salvar

Seu amor singular

Doce cuidar

Este Sol me dá consolo e poder

Me faz alegre, paciente, bondoso

Me faz fiel, manso, amoroso,

Este sol encheu de paz meu coração

Este sol é o Espírito de Deus

61
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Santo Espírito de Deus

Este sol é o Espírito de Deus

Santo Espírito de Deus

67. Perdoa-me, Senhor (Hino 275 HCC)


Perdoa-me, Senhor, se eu não vivi pra te servir.

Se meu agir o teu amor também não refletir.

Perdoa-me, Senhor, se teu caminho não segui.

Se falhas cometi, se tua doce voz não quis ouvir.

Escuta minha oração, Senhor!

Desejo aqui viver pra teu louvor.

Ensina-me a te ouvir, e com amor servir,

E santos passos teus, aqui, seguir.

Perdoa-me, Senhor, se eu de ti me afastei.

Se, em meu caminho escuro, tua luz não procurei.

Perdoa-me, Senhor, se na aflição não te busquei.

Se eu não te sondei, se teu querer pra mim não procurei.

Escuta minha oração, Senhor!

Desejo aqui viver pra teu louvor.

Ensina-me a voltar e junto a ti estar,

E em Tua graça sempre confiar.

Perdoa-me, Senhor, se frutos eu não produzi.

Se, indiferente a tudo, a missão eu não cumpri.

62
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Perdoa-me, Senhor, se os campos brancos eu não vi.

Se só pra mim vivi; se os meus talentos não desenvolvi.

Escuta minha oração, Senhor!

Desejo aqui viver pra teu louvor.

Ensina-me a agir, e o meu dever cumprir,

E frutos dignos dedicar a ti.

(2 vezes)

68. Porque ele vive


Deus enviou seu Filho amado

Pra me salvar e perdoar

Na cruz morreu por meu pecado

Mas ressurgiu e vivo com o Pai está

Porque Ele vive, posso crer no amanhã

Porque Ele vive, temor não há

Mas eu bem sei, eu sei, que a minha vida

Está nas mãos de meu Jesus, que vivo está

E quando, enfim, chegar a hora

Em que a morte enfrentarei

Sem medo, então, terei vitória

Verei na Glória o meu Jesus que vivo está

Porque Ele vive, posso crer no amanhã

Porque Ele vive, temor não há

63
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Mas eu bem sei, eu sei, que a minha vida

Está nas mãos de meu Jesus, que vivo está

Está nas mãos de meu Jesus, que vivo está

69. Portas abertas (Lc15)


Ontem, deixou sua casa e saiu pelo mundo.

De coração, lá no fundo eu não entendi.

Tudo o que fiz, o que ele quis.

Meus braços abertos ficaram e ainda estão assim.

E vão continuar até um dia vê-lo regressar.

Posso pensar no que o mundo lhe tem preparado.

Sei, privações tem passado. E tudo por quê?

Falsos amigos por aí; conselhos vazios,

mas cheios de palavras vãs!

Que grande ilusão! Mentiram ao seu jovem coração!

Mas nunca é tarde, não. Sai da escuridão!

Há novo dia, nova manhã!

A mesma casa tem portas abertas,

Pessoas certas, amigos e irmãos.

Parece sonho, mas nem a distância me engana.

O coração de quem ama não pode esquecer.

Seus passos fracos, tropeções;

Seus olhos rebrilham e choram.

"Pai, eu sei que errei, mas vim para acertar

64
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Permita-me de novo aqui ficar!

Pai, só lamento que onde passei via muitos filhos

Sem rumo, sem teto e carentes de amor.

Que o Senhor lhes dê a mão;

Lhes mostre de novo o caminho

Para um renascer, um novo proceder

Na mais perfeita e bela comunhão!"

Mas nunca é tarde, não. Sai da escuridão!

Há novo dia, nova manhã!

A mesma casa tem portas abertas,

Pessoas certas, amigos e irmãos.

70. Quem é deus acima do Senhor


Quem é deus acima do Senhor?

Quem é rocha como nosso Deus?

Dá força e proteção.

Ele é a torre de libertação

Pra quem confia em Jesus.

Quem é deus acima do Senhor?

Quem é rocha como nosso Deus?

Me treina pra lutar.

Me mostra onde devo eu andar.

Glórias ao nome do Senhor!

65
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Me treina pra lutar.

Me mostra onde devo eu andar.

Glórias ao nome do Senhor!

71. Quero louvar-te


(2 vezes)

Quero louvar-te, sempre mais e mais,

Quero louvar-te, sempre mais e mais.

Buscar o teu querer, Tua graça conhecer, quero louvar-te.

Quero adorar-te, sempre mais e mais,

Quero adorar-te, sempre mais e mais.

Buscar o teu querer, Tua graça conhecer, quero adorar-te

As aves do céu cantam para ti,

As feras do campo refletem teu poder.

Quero louvar, quero levantar as minhas mãos à ti

(2 vezes)

72. Redenção
Vivo hoje estou aqui,

Pois ele decidiu me amar.

E então eu posso livre andar.

O seu sangue sobre mim

Me comprou, me restaurou.

66
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Sem culpa, então, me tornou.

O passado já não mais tem poder, pois novo sou.

Nele vou viver, posso amar.

Toda morte e o sofrer não me assustarão jamais.

Pois foi ele quem venceu em meu lugar.

Jesus Cristo, Rei dos reis,

Nos trouxe a redenção.

A esperança retornou.

Graça e paz nos revelou.

(Repete do início até o fim)

Tudo entregar! Vou me render! Aos seus pés vou me lançar! (6x)

O passado já não mais tem poder, pois novo sou.

Nele vou viver, posso amar.

Toda morte e o sofrer não me assustarão jamais.

Pois foi ele quem venceu em meu lugar.

Jesus Cristo, Rei dos reis,

Nos trouxe a redenção.

A esperança retornou.

Graça e paz nos revelou.

73. Rei das nações


(Todas as estrofes vão se repetindo 2 vezes)

67
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Grandes são as tuas obras,

Senhor, Todo-Poderoso!

Justos e verdadeiros são os teus caminhos!

Ó Rei das nações, quem não temerá?

Quem não glorificará teu nome?

Ó Rei das nações, quem não te louvará?

Pois só teu nome é santo!

Todas as nações virão

E adorarão diante de ti,

Pois os teus atos de justiça se fizeram manifestos.

Ó Rei das nações, quem não temerá?

Quem não glorificará teu nome?

Ó Rei das nações, quem não te louvará?

Pois só teu nome é santo!

74. Se confessarmos (1 João 1.9)


(2 vezes)

Se confessarmos os nossos pecados,

Ele é fiel e justo

Para nos perdoar os pecados

E nos purificar de toda injustiça.

68
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

75. Sê exaltado, ó Deus!


Sabemos bem o amor que tu nos tens.

Em ti vivemos; Cristo vive em nós!

Tu nos trouxeste a este Santo Lugar,

De amor transborda o nosso coração!

Nesta hora aqui gozamos tua paz.

Na gratidão que só tua benção traz!

Certeza temos que o melhor está por vir!

Em Cristo nos conduzirás em triunfo!

Sê exaltado, ó Deus,

Acima dos Céus!

E em toda a terra esplenda a tua glória!

Altíssimo Senhor!

Nesta hora aqui gozamos tua paz.

Na gratidão que só tua benção traz!

Certeza temos que o melhor está por vir!

Em Cristo nos conduzirás em triunfo!

Sê exaltado, ó Deus,

Acima dos Céus!

E em toda a terra esplenda a tua glória!

Altíssimo Senhor!

(2 vezes)

69
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

76. Seja engrandecido


Seja engrandecido, ó Deus da minha vida!

Tu és o Deus da minha salvação!

És a minha rocha, a minha segurança, meus lábios

Sempre te exaltarão!

Aleluia! Te louvo, pois sei que sobre todos és Senhor!

Aleluia! Te louvo, pois sei que sobre todos és Senhor!

(2 vezes)

Aleluia! Aleluia! Aleluia! Louvemos ao Senhor!

Aleluia! Aleluia! Aleluia! Louvemos ao Senhor!

77. Sinceramente
Sinceramente, eu preciso encontrar

Outro caminho, outra vida levar.

Sinto que existe um motivo melhor

Para viver, por que lutar,

Sem iludir, só amar.

Ouço falar por aí sobre Deus,

E que nas trevas a luz ele traz,

E satisfaz suas vidas também.

Buscam o bem, gozam a paz,

Tem um motivo pra crer.

Vão correndo pra Deus! Vão correndo pra Deus

Esperando um caminho melhor! Esperando um caminho melhor!

70
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Se realmente é verdade o que ouvi,

São tantas coisas – eu posso sentir –

Que vão encher o vazio de mim!

Nova canção quero cantar!

Quero este amor abraçar!

Vão correndo pra Deus! Vão correndo pra Deus

Esperando um caminho melhor! Esperando um caminho melhor!

78. Sola Gratia


Desde o Éden, eu pequei.

Teu querer eu desprezei.

Fui rebelde, fugi do Senhor.

Tua Lei me faz saber

Que eu devia perecer;

Mas salvaste este vil pecador.

Na cruz do calvário

Teu sangue verteu

E, agora, sou digno de ser chamado filho de Deus.

Não por obras,

Não por nada que eu mesmo possa conquistar.

É por graça

Mediante a fé em ti, Jesus.

Não por obras,

Não por algo por que eu possa me vangloriar.

71
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

É por graça, só por graça

Mediante a fé.

Deus provou o seu amor

Quando eu era pecador.

O Cordeiro perfeito enviou,

No perfeito plano seu,

O bom Deus me escolheu.

Vida nova e eterna outorgou.

A vida é o Cristo

Que ressuscitou.

Por isso, sou digno de ser chamado filho de Deus!

Não por obras,

Não por nada que eu mesmo possa conquistar.

É por graça

Mediante a fé em ti, Jesus.

Não por obras,

Não por algo por que eu possa me vangloriar.

É por graça, só por graça

Mediante a fé.

79. Solus Christus


Mudaste a nossa sorte.

Nos tornaste um povo santo

Separado pra somente a ti louvar.

Salvou-nos por sua graça.

72
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

A boa-nova compreendemos

E o evangelho, então, podemos proclamar.

Que Jesus é Senhor,

Fez-se homem, fez-se servo,

De sua glória abdicou.

Cristo é Salvador!

Sendo Rei, se fez Cordeiro;

Com sua morte nos comprou.

Por nós sempre intercede.

Nossa fraqueza compreende.

Nele, o Pai propício está a perdoar.

Deixou-nos o seu Espírito

Consolador, que em nós habita.

Mediante a fé, então, podemos proclamar.

Que Jesus é Senhor,

Fez-se homem, fez-se servo,

De sua glória abdicou.

Cristo é Salvador!

Sendo Rei, se fez Cordeiro;

Com sua morte nos comprou.

(2 vezes)

80. Te agradeço
Por tudo o que tens feito

73
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Por tudo o que vais fazer

Por tuas promessas e tudo o que és

Eu quero te agradecer

Com todo o meu ser

Te agradeço, meu Senhor (homens)

Te agradeço, meu Senhor (mulheres)

Te agradeço, meu Senhor (homens)

Te agradeço, meu Senhor (mulheres)

Te agradeço por me libertar e salvar

Por ter morrido em meu lugar, te agradeço

Jesus, te agradeço

Eu te agradeço

Te agradeço

Por tudo o que tens feito

Por tudo o que vais fazer

Por tuas promessas e tudo o que és

Eu quero te agradecer

Com todo o meu ser

Te agradeço, meu Senhor (homens)

Te agradeço, meu Senhor (mulheres)

Te agradeço, meu Senhor (homens)

Te agradeço, meu Senhor (mulheres)

74
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Te agradeço por me libertar e salvar

Por ter morrido em meu lugar te agradeço

Jesus, te agradeço

Eu te agradeço

Te agradeço

Te agradeço, meu Senhor (homens)

Te agradeço, meu Senhor (mulheres)

Te agradeço, meu Senhor (homens)

Te agradeço, meu Senhor (mulheres)

Te agradeço por me libertar e salvar

Por ter morrido em meu lugar te agradeço

Jesus, te agradeço

Eu te agradeço

Te agradeço

Te agradeço por me libertar e salvar

Por ter morrido em meu lugar te agradeço

Jesus, te agradeço

Eu te agradeço

Te agradeço

Te agradeço

Te agradeço

81. Teu povo


(2 vezes)

75
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

É teu povo, aqui, presente.

Todos, numa só voz, declarando que só

Tu és grande!

Exaltamos teu doce nome,

Pelo amor, pela cruz, por teu filho Jesus,

Pois é santo! Sim, és digno, de louvor e de ser adorado!

És bondoso! Pai querido! Entre todas as coisas

Tu és verdadeiro, Senhor!

(2 vezes na repetição apenas)

82. Tu és Soberano
Tu és soberano sobre a terra, sobre os céus tu és Senhor

Absoluto!

Tudo que existe e acontece, tu o sabes muito bem.

Tu és tremendo!

E, apesar desta glória que tens,

Tu te importas comigo também.

E esse amor tão grande eleva-me e amarra-me a ti

(Do início ao fim)

Tu és tremendo!

83. Tudo Novo


Se você tentou e não conseguiu;

Se você chorou e ninguém mais viu;

76
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Se você gritou em meio à aflição;

Se não encontrou quem lhe estendesse a mão,

Saiba, Deus tudo viu.

(Deus tudo viu)

Como não iria te acolher

O que te formou?

Quem te fez nascer,

Os seus olhos lança sobre toda a terra.

Ele não dormita, por todos vela.

Saiba que ele é Deus.

E Deus faz tudo novo, de novo,

Se for do seu querer.

Junta os pedaços quebrados;

Faz até o morto reviver!

E Deus faz tudo novo, de novo,

Se for do seu querer.

Como a primavera vem depois do inverno,

Certo como o sol que surge após a tormenta,

Deus faz tudo novo, de novo,

Pra você!

Se a esperança já acabou;

Só restaram cinzas,

Nada mais ficou;

Se o desespero lhe roubou a paz;

77
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Quando é impossível recomeçar,

Saiba, Deus tudo vê.

E Deus faz tudo novo, de novo,

Se for do seu querer.

Junta os pedaços quebrados;

Faz até o morto reviver!

E Deus faz tudo novo, de novo,

Se for do seu querer.

Como a primavera vem depois do inverno,

Certo como o sol que surge após a tormenta,

Deus faz tudo novo, de novo!

Pra você!

Mas você precisa confiar

Nas promessas que esse Deus lhe dá,

E pela fé as lutas passarão.

Melhores dias, sim, virão

À frente, à frente.

É só confiar, é só confiar.

E Deus faz tudo novo, de novo,

Se for do seu querer.

Junta os pedaços quebrados;

Faz até o morto reviver!

E Deus faz tudo novo, de novo,

Se for do seu querer.

78
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Como a primavera vem depois do inverno,

Certo como o sol que surge após a tormenta,

Deus faz tudo novo, de novo!

Novo, de novo!

Deus faz tudo novo, de novo!

Pra você!

84. Tudo para ti!


(2 vezes)

Nem os céus dos céus te podem conter

Tu és majestoso em glória e poder

Tudo em Cristo tu criaste

E nele tudo subsiste

No nosso meio presente estás

O teu Santo Espírito opera em nós

Na tua graça descansamos.

A nossa vida te pertence!

Tudo vem de ti, ó bondoso Deus!

(Todo dom perfeito vem de Deus)

Tudo para ti, confessam os filhos teus.

(E das tuas mãos te dão os teus)

(somente na repetição)

Tudo vem de ti, ó bondoso Deus!

(Todo dom perfeito vem de Deus)

79
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Tudo para ti, confessam os filhos teus.

(E das tuas mãos te dão os teus)

85. Um servo Teu


Faze-me um servo igual a ti, manso e humilde, Senhor!

Sempre ajudar quem precisar, em tudo mostrar amor.

Faze-me ser um servo teu, toma-me, não sou mais meu.

Faze-me ser um servo teu.

Quero junto a ti ficar para o teu amor jorrar.

Faze-me ser um servo teu, faze-me ser um servo teu.

Faze-me um servo igual a ti, o amor da cruz repartir.

‘Té todo ser te conhecer, a todo custo servir.

Faze-me ser um servo teu, toma-me, não sou mais meu.

Faze-me ser um servo teu.

Quero junto a ti ficar para o teu amor jorrar.

Faze-me ser um servo teu, faze-me ser um servo teu.

86. Vamos adorar a Deus


Vamos adorar a Deus! Vamos adorar a Deus!

Vamos invocar seu nome! Vamos adorar a Deus!

(2 vezes)

80
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Ele veio em minha vida num dia especial.

Trocou meu coração por um novo coração.

E esta é a razão por que eu canto assim:

Vamos adorar a Deus!

Vamos adorar a Deus!

87. Vaso novo


Eu quero ser, Senhor amado,

Como um vaso nas mãos do oleiro.

Quebra minha vida e faze-a de novo.

Eu quero ser, eu quero ser

Um vaso novo.

Como tu queres, Senhor amado,

Tu és o oleiro e eu o vaso.

Quebra minha vida

E faze-a de novo.

Eu quero ser, eu quero ser um vaso novo.

88. Venha sobre nós


Sobre nós e através de nós

Seja feita a tua vontade.

Nos ensine a te imitar

Por aqui e em toda parte.

Nossos pés, boca e mãos, nossa mente e coração,

81
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Tudo em ti e para ti!

Venha sobre nós teu Reino!

Faz brilhar em nós a tua luz!

Quem pode esconder uma casa sobre o monte?

No silêncio ou perigo,

És a calma, a paz e o abrigo.

És amor em ação,

Esperança e a canção.

Dos que choram és consolo,

E dos famintos, profusão;

Dos perdidos, salvação.

Venha sobre nós teu Reino!

Faz brilhar em nós a tua luz!

Quem pode esconder uma casa sobre o monte?

Que as nossas obras mostrem o mover da tua mão,

Como sal que dá sabor e a luz que brilha e aponta

Para o teu amor.

Venha sobre nós teu Reino!

Faz brilhar em nós a tua luz!

Quem pode esconder uma casa sobre o monte?

(2 vezes)

82
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

89. Vim para adorar-te


Luz do mundo, vieste a terra

Para que eu pudesse te ver.

Tua beleza me leva a adorar-te.

Quero contigo viver.

Vim para adorar-te!

Vim para prostrar-me!

Vim pra dizer que és meu Deus!

És totalmente amável,

Totalmente digno!

Tão maravilhoso pra mim!

Eterno rei, exaltado nas alturas,

Glorioso no céu,

Humilde, vieste à terra que criaste.

Por amor pobre se fez.

Vim para adorar-te!

Vim para prostrar-me!

Vim pra dizer que és meu Deus!

És totalmente amável,

Totalmente digno!

Tão maravilhoso pra mim!

(2 vezes)

83
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Eu nunca saberei o preço dos meus pecados lá na cruz!

(4 vezes)

Vim para adorar-te!

Vim para prostrar-me!

Vim pra dizer que és meu Deus!

És totalmente amável,

Totalmente digno!

Tão maravilhoso pra mim!

(2 vezes)

84
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Salmos

90. Salmo 1 (GB)


Quão bem-aventurado é o varão

Que nunca anda em ímpia sugestão,

Não se detém no andar de pecadores

Nem se associa aos escarnecedores,

Mas seu prazer na lei de Deus está

E dia e noite nela meditar.

Tal como arbusto à beira de água está,

Que, em tempo próprio, o fruto ele dá,

Sua folhagem nunca desvanece,

Tudo que faz é bom, prospera e cresce.

Os ímpios nunca podem igualar,

São como a palha ao vento a voar.

Por isso os ímpios não subsistirão

E, no juízo, todos cairão.

Entre os justos, quando congregados,

serão os pecadores derrubados.

Dos justos Deus conhece o caminhar,

Mas o ímpio, seu caminho morrerá.

91. Salmo 2 (GB)


Por que se amotinam as nações,

85
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Pensam os povos sempre em vaidades?

Os reis da terra tomam posições,

E os governantes buscam unidade

Contra o Senhor e contra Seu Ungido

Dizendo: “Os laços seus vamos romper,

Suas algemas lançaremos fora,

Deles queremos nós nos desfazer”.

Porém, aquele que nos céus está

Põe-se a rir, o Senhor zomba deles.

Na sua ira, há de lhes falar

No seu furor os deixará turbados:

Constitui meu Rei, o meu Ungido

Sobre o meu santo monte de Sião

Proclamarei do Senhor seu decreto:

Disse: “és meu Filho, hoje te gerei”.

Pede a mim e herdarás nações

E os fins da terra como tua posse.

Com teu bastão de ferro as quebrarás

Qual vaso de oleiro despedaçarás.

Agora pois ó reis sede prudentes,

Deixai-vos, ó juízes, exortar.

Prestai a Deus serviço com temor

E alegrai-vos nele com tremor.

Beijai o Filho, Ungido do Senhor,

86
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Para que sua ira não se acenda

E no caminho ainda pereçais,

Quando em breve seu furor se levantar.

São todos nele bem-aventurados,

Todo que nele se refugiar.

São todos nele bem-aventurados,

Todo que nele se refugiar.

92. Salmo 3 (HC)


Senhor, como aumentam contra mim

Os opositores meus.

São muitos que proferem contra mim:

“Nem Deus o salvará”.

Tu és minha glória, escudo meu.

Exaltas o servo teu.

Clamei com minha voz; responde-me

Do santo monte seu.

E pego no sono ao deitar,

Acordo, pois me susténs.

Não temo a multidão ao meu redor

Que contra mim está.

Levanta-te, ó Deus, vem me salvar.

Feriste inimigos meus.

Seus dentes e seus queixos quebrastes,

87
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Ferindo-os de uma vez.

Ao Senhor Javé, o nosso Deus,

Pertence a salvação.

A bênção divinal esteja, pois,

No povo teu, Senhor.

93. Salmo 4 (HC)


Deus, justiça minha, ouve eu clamo a ti,

Tens me aliviado na angústia e dor.

Tem misericórdia de mim, quando clamo;

Ouve a minha prece, minha oração.

Homens, até quando vós transformareis

Em vexame a minha glória e esplendor?

Homens, até quando, amareis vaidades?

Até quando a vil mentira buscareis?

Mas sabei que Deus distingue seus fiéis;

O Senhor me ouve, quando eu clamar.

Irai-vos e não pequeis, e no travesseiro

Consultai o coração e sossegai.

Sacrifícios de justiça oferecei;

No Senhor esteja vosso confiar.

Muitos dizem: “Quem a nós, o bem nos fará saber?

A luz do Teu rosto, ergue sobre nós”.

88
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Pões mais alegria no meu coração

Do que quando a eles, sobram vinho e pão.

E em paz me deito, sem demora o sono vem,

Pois só Deus me faz seguro repousar.

94. Salmo 5 (GB)


Ouve, Senhor, minhas palavras.

Acode os gemidos meus.

Escuta-me, Deus meu e Rei!

À minha voz que clama, implora,

Vem dar ouvidos.

Pela manhã, Senhor, me escutas.

Tu ouves minha voz, Senhor;

Sobe a ti o meu clamor.

Pela manhã fico orando,

E vigiando.

Pois não és Deus que se agrade

Com a iniquidade.

Contigo o mal não ficará

Nem arrogantes permanecem

À tua vista.

Odeias todos os iníquos,

Destróis os mentirosos.

89
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Os fraudulentos e cruéis

Tu, ó Senhor, os abominas

E repudias.

Pela riqueza da tua graça,

Em tua casa entrarei

E inclinado ficarei

Diante do teu santo templo,

No teu temor.

Por causa dos meus inimigos,

Em tua justiça guia-me

E faz-me reto o caminhar.

Eles são falsos, e tem crimes

No coração.

Sua garganta é cova aberta

E lisonjeiam ao falar.

Que, ó Deus, culpados caiam já.

Rejeita-os pelos seus pecados,

Pois são rebeldes.

Mas regozijem-se aqueles

Que em ti confiam, ó Senhor!

Que rejubilem sem cessar,

Porque, Senhor, sempre os defendes

Eternamente.

90
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Em ti, Senhor, que se gloriem

Os que ao teu nome tem amor.

Ao justo, ó Deus, a bênção dás;

Com teu favor, cercas a ele

Como um escudo.

95. Salmo 6 (HC)


Não me reproves, ó Senhor,

Nem me castigues no furor.

Tem compaixão de mim, Senhor,

Porque enfraquecido estou.

Vem me sarar, Senhor, porque

Bem fracos os ossos meus estão.

Também a minha alma está

Profundamente em terror,

Mas tu, Senhor, quando agirás?

Volta, Senhor, e livra-me!

Por teu favor vem me salvar,

Nem tumba e morte dão louvor.

Estou cansado de gemer;

Às noites faço alagar,

De lágrimas meu leito encher.

Meus olhos tristes mágoas têm

Amortecidos, fracos são

91
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

De tantos inimigos meus.

De mim distantes estejais,

Vós todos que fazeis o mal,

Pois Deus o meu lamento ouviu

E acolheu minh’ oração.

Envergonhados fugirão

Os inimigos de uma vez.

96. Salmo 10 (HC NC254)


Por que, SENHOR, ficas longe,

Ausente na provação?

Os ímpios com grande arrogância

Ao pobre vem perseguir.

Nas próprias tramas que urdiram,

Presos, pois, venham ser;

Pois se vangloria o perverso

Da sua cobiça vil,

Blasfema o avarento contra o SENHOR, e o maldiz.

Não investiga o perverso, pois

Que Deus não existe é seu cogitar,

Tem sempre os caminhos a prosperar,

Estão muito longe os juízos teus

E zomba dos oponentes seus.

Pois, pra si, diz assim:

“Abalos nunca jamais terei nas gerações”.

92
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Tem ele cheia a sua boca

De enganos e maldição,

Insulto debaixo da língua,

Pecado e transgressão.

Monta tocaia nas vilas

A fim de espreitar.

Trucida inocentes no ermo

Qual fera a emboscar.

Na rede o pobre já enlaçou e o prendeu;

Baixa e se arrasta em seu poder.

Caíram aflitos. Diz ele, a pensar:

"Não lembra o Senhor, nem jamais verá.

O rosto virou e logo esqueceu".

Levanta, ó Deus, ergue a tua mão!

Ó Senhor, ó Senhor,

Dos pobres não venhas te esquecer, ó meu Senhor!

Por que razão fica o ímpio

Desprezando ao Senhor,

Pensando que Deus não se importa?

Mas tens visto, ó Senhor;

Ao sofrimento atentas

Para os tomar nas mãos.

A ti se entrega o pobre,

Do órfão és defensor.

Tu quebras o braço do homem mau, transgressor.

Sonda-lhes toda maldade até

93
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Não mais encontrar.

Rei eterno é o Senhor,

Da terra de Deus somem-se as nações.

Dos mansos tu tens escutado a voz

E firmarás os seus corações.

Seu clamor ouvirás

E assim ninguém lhes trará terror, pois justo és.

97. Salmo 11 (HC)


Meu refúgio está em Deus.

Como podes me dizer

“Qual ave foge ao monte seu

Assim fujas também.

Pois eis que os ímpios vão,

Têm já pronto o arco à mão

Para às ocultas disparar

Nos justos de coração.

Quando há destruição,

Fundamentos já não são,

Que pode o justo fazer então

Se nesta vil condição? ”

No templo está o Senhor,

Tem nos céus o trono seu;

Seus olhos sondam com atenção

Os filhos dos homens veem,

94
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

E ao justo aprova Deus,

Mas odeia o homem mau

E aquele que violência faz

Deus o abomina já.

Javé fará chover

Fogo, enxofre, sobre os maus

E vento abrasador será

A taça que lhes dará.

Pois justo é o Senhor,

Ele ama a retidão

E, cada um que justo for,

A face lhe verá.

Pois justo é o Senhor,

Ele ama a retidão

E, cada um que justo for,

A face lhe verá.

98. Salmo 15 (GB)


Quem, ó Senhor, habitará

No tabernáculo, tua casa?

Que homem pode ali morar,

No santo monte do Senhor?

Quem vive com integridade,

Justiça vive a praticar,

De coração fala a verdade,

95
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Que não difama no falar,

Ao semelhante não faz mal,

Nem lança injúria ao vizinho.

Aquele que aos olhos tem

Por desprezível o malvado

Mas honra quem teme ao Senhor.

Jura, mas sem se retratar,

Mesmo que sofra dano próprio.

Empresta sem agiotar.

Também suborno não aceita

Para inocentes condenar.

Quem deste modo proceder,

Jamais será, pois, abalado!

99. Salmo 15 (HC)


Quem vai morar, Senhor, no teu santo templo?

Quem há de residir no teu monte, ó Deus?

2. Quem vive em retidão, tem justo proceder,

Só a verdade diz no seu coração.

Não vive a difamar, não faz mal a outrem;

Ao seu vizinho não quer injuriar,

Despreza o homem vil, honra ao que teme a Deus;

Jura com perda, até, mas não volta atrás.

96
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

O seu dinheiro não cede com usura,

Suborno algum jamais pensa receber

Para incriminar quem inocente é.

Quem assim proceder, não se abalará.

100. Salmo 16 (HC NC32)


Guarda-me, ó Deus, pois em ti eu me abrigo

Minh’ alma diz que tu és meu Senhor.

Além de ti outro bem eu não tenho

E nos teus santos está meu prazer.

Há muitas punições, penalidades mil

Pra quem por deuses trocar o Senhor.

Jamais darei sacrifício a tais deuses,

A quem meus lábios não pronunciarão.

És minha taça, Senhor, minha herança;

Da minha sorte o arrimo tu és.

Tenho as divisas em áreas amenas,

Minha herança é formosa e sem par.

Bendigo o meu Senhor, que a mim conselhos traz

E à noite o coração vem me ensinar.

Tenho o SENHOR sempre à minha presença;

Ele à direita, abalado não sou.

Meu coração bem alegre exulta,

Meu corpo a salvo repouso terá.

Minh’ alma não deixarás no abismo,

97
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Nem o teu Santo provar corrupção.

Tu me farás saber por onde devo andar;

Sim, o caminho da vida enxergar.

Há pleno gozo na tua presença,

Na tua destra delícias sem fim.

101. Salmo 19 (HC)


Claramente os céus celebram

A glória do grande Deus.

Anuncia o firmamento,

De poder os feitos seus!

Noite a noite, dia a dia

Fazem a proclamação;

Mostram o conhecimento,

Sem palavras e sem som.

Sua linha de medida

Por toda a Terra se estendeu

E a proclamação, que é sua,

Aos confins do mundo deu.

Neles Deus estabeleceu

Uma tenda para o sol;

Deixa o tálamo, qual noivo

E vem, grato e heroico sol!

Vem desde os céus extremos,

Orbitando até os fins seus.

98
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Nada, pois, se ocultando

Às chamas, calores seus.

De Javé, oh Lei perfeita,

Conversão à alma traz!

De Javé, o Testemunho

Fiel, sábio ao simples faz!

De Javé, são retas as ordens,

Trazem gozo ao coração.

De Javé, os mandamentos

Puros, luz aos olhos dão.

De Javé, o temor é limpo,

Para sempre durará.

De Javé, os julgamentos

Verdadeiros, justos são.

Preciosos mais que o ouro,

Bem mais que o puro ouro,

E mais doces são que o mel,

Que escorre dos favos.

Ensinado e admoestado

Neles o teu servo é

E muito recompensado

Será quem os retiver.

Quem discerne os próprios erros?

Dos que ocultos me são,

99
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Vem limpar-me, me expurgar,

E da presunção livrar.

Não os deixes dominar-me,

E ficarei em retidão;

Eu serei por inocente,

De mui grande transgressão.

Que as palavras dos meus lábios

E o pensar do coração

Sejam, pois, bem agradáveis,

Encontrando aceitação

Diante de tua vista,

Ante tua face, ó Javé,

Minha rocha, minha força

Defensor e redentor meu.

102. Salmo 23 (HC)


O meu pastor é o Senhor

E nada me faltará.

Em pastos verdes faz-me deitar,

Às fontes de paz conduz.

Minh’ alma Deus vem restaurar

E guia meu caminhar:

Por justas veredas faz-me andar

Por causa do nome seu.

100
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Se a morte me ameaçar

No vale da escuridão,

Não temerei mal nenhum

Pois tu comigo estás.

A tua vara e o teu bordão

A mim consolo dão.

E mesa pões diante de mim,

Perante inimigos meus.

Com óleo a fronte unges-me,

Transborda o copo meu.

Bondade tua e compaixão

Deveras me seguirão.

Sim, todos os dias me seguirão,

Por todo o meu viver,

E eternamente habitarei

Na casa do Senhor.

103. Salmo24 (HC)


Do Senhor e a terra e a sua plenitude,

O mundo e todos os habitantes seus,

Pois sobre os mares ele a fundamentou

E sobre as correntes, estabeleceu.

Quem pois subirá para o monte do Senhor

101
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Ou quem estará no seu santo lugar?

Aquele que é limpo de mãos e coração,

Não ama vaidade, enganoso não é.

Tal homem recebe a bênção do Senhor,

Justiça do Deus da sua salvação.

Tal é a linhagem daqueles que o buscam,

Que buscam a face do Deus de Jacó.

Erguei já, ó portas, as vossas cabeças.

Portais eternais, levantai-vos ao Rei

A fim de que entre ali o Rei da Glória!

Portais eternais, levantai-vos ao Rei.

Quem é o Rei da Glória, este Rei tão glorioso?

Senhor das batalhas que é forte em poder!

Erguei já, ó portas, as vossas cabeças.

Portais eternais, levantai-vos ao Rei

A fim de que entre ali o Rei da Glória!

Portais eternais, levantai-vos ao Rei.

Quem é o Rei da Glória, este Rei tão glorioso?

Ele é o Rei da Glória, das hostes Senhor!

104. Salmo 32 (HC)


É mui feliz quem tem perdão da sua transgressão

E cuja iniquidade vil, assim, coberta foi.

Feliz aquele em quem não há engano no seu ser,

A quem Javé não imputou jamais pecado algum.

102
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Enquanto eu me calei acerca dos pecados meus,

Os ossos dentro em mim envelheceram, de gemer.

Pois dia e noite a tua mão pesava sobre mim

E o meu vigor tornou-se qual estio em sequidão.

Então a ti eu confessei o meu pecado e não

Deixei oculto mal algum e teu perdão ganhei

Eu disse, então: “confessarei a Deus minha transgressão”,

E perdoaste a iniquidade do pecado meu.

Por isso, todo o piedoso a ti suplicará;

Sim, rogará em tempo de poder te encontrar.

Ao transbordarem muitas águas, não o atingirão.

Tu és esconderijo meu quando em tribulação.

Com júbilos de salvação me cercas, ó Senhor.

Tu cercas-me de alegres cantos de libertação.

“Eu te darei a instrução da senda que deves ir

E sob as minhas vistas, pois, conselhos te darei”.

Cavalo e mula não sejais, na sua estupidez,

Pois só com freios e cabrestos vão e obedecer.

O ímpio muito sofrimento ainda irá curtir,

Mas quem confia no Senhor misericórdia tem.

O ímpio muito sofrimento ainda irá passar,

103
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Mas quem confia no Senhor misericórdia tem.

Oh, alegrai-vos no Senhor, vós justos de coração

Cantai alegremente a Deus, ó santos, exultai!

105. Salmo 32 (CT)


Enquanto eu calei os meus pecados,

Envelheci eu sei de tão cansado,

Porque a tua mão pesava sobre mim,

E o meu vigor chegou ao fim.

E o meu pecado então eu não mais ocultei

Ao meu Senhor e Rei;

Assim, eu confessei o meu pecado

E pelo sangue de Jesus eu fui lavado.

Porque a tua mão pesava sobre mim,

E o meu vigor chegou ao fim.

E o meu pecado então eu não mais ocultei

Ao meu Senhor e Rei.

106. Salmo 34 (CT)


Em todo tempo eu louvarei ao Senhor,

Sempre estará nos meus lábios o teu louvor.

Em todo tempo eu louvarei ao Senhor,

Sempre estará nos meus lábios o teu louvor.

Alegrar-se-á no Senhor a minh’ alma!

Alegrar-se-á no Senhor a minh’ alma!

Engrandecei ao Senhor,

104
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Engrandecei-o comigo

E todos à uma lhe exaltemos o nome!

Engrandecei ao Senhor,

Engrandecei-o comigo

E todos à uma lhe exaltemos o nome!

Seu glorioso nome!

Seu glorioso nome!

Em todo tempo eu louvarei ao Senhor,

Sempre estará nos meus lábios o teu louvor.

Em todo tempo eu louvarei ao Senhor,

Sempre estará nos meus lábios o teu louvor.

Alegrar-se-á no Senhor a minh’ alma!

Alegrar-se-á no Senhor a minh’ alma!

Seu glorioso nome!

Seu glorioso nome!

Alegrar-se-á no Senhor a minh’ alma!

107. Salmo 40 (HC NC26)


Pelo Senhor espero confiante,

Pois se inclinou e ouviu quando clamei.

Do poço horrível, tremedal de lama

Deus me tirou, na rocha me firmou.

E nos meus lábios novo canto pôs,

Um hino de louvor a Deus.

E ao virem isto, muitos temerão

e no Senhor confiarão.

105
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

É bem-aventurado todo aquele

Que no Senhor a confiança põe;

Não pende para os homens arrogantes,

Nem para aqueles que amam o mentir.

Prodígios mil, desígnios sobre nós,

Tens feito, ó Deus, não tens igual.

Quisera anunciá-los, proclamar

Mas ultrapassam meu contar.

Ofertas, sacrifícios não quiseste;

Abriste os meus ouvidos para ouvir;

Ofertas, holocausto não requeres,

Pelo pecado, pela transgressão.

Então, eu disse: “Eis aqui estou,

No rolo consta sobre mim;

O meu prazer é teu querer cumprir

E dentro em mim tua lei está”.

E proclamei as novas de justiça

Perante os santos na congregação.

Tu sabes que jamais cerrei os lábios,

Tu bem o sabes, ó Senhor, meu Deus.

Tua justiça em mim não ocultei,

Fidelidade proclamei;

Não escondi da grande reunião

Verdade, graça e salvação.

106
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Mercê, ó Deus, de mim não deixes longe:

Verdade e graça venham me guardar.

São incontáveis males que me cercam

Já me alcançou tamanha transgressão!

São mais que meus cabelos, muito mais

Me desfalece o coração.

Ó Deus, te apressa em dar-me salvação!

Ó vem, Senhor, me socorrer!

Envergonhado, cheio de vexame,

Seja o que quer a vida me tirar.

Sim! Volte atrás coberto de vergonha

Quem tem prazer se mal me sobrevém!

Por sua ignomínia sofram, pois

Os que estão falando assim,

Dizendo “Foi bem-feito! Muito bem! ”

Sofram de ti, perturbação!

Em ti se alegrem, sejam jubilantes

Os que te buscam, todos, ó Senhor;

Quem ama a Tua salvação, proclame:

“Engrandecido seja o nosso Deus”.

Necessitado e pobre embora sou,

Cuida de mim, o meu Senhor.

És meu amparo, meu libertador;

Não te detenhas, ó Deus meu.

107
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

108. Salmo 40 (CT)


Esperei confiantemente no SENHOR

E Ele se inclinou para mim,

E me ouviu quando clamei por socorro.

E me ouviu quando clamei por socorro.

E me pôs nos lábios uma nova canção, um hino de louvor ao nosso Deus.

Muitos verão essas coisas com temor e confiarão no Senhor.

Muitos verão essas coisas com temor e confiarão no Senhor.

Tirou-me de um poço de lama e perdição,

Colocou-me os pés sobre a rocha,

E me firmou os passos.

E me firmou os passos.

Refrão

109. Salmo 46 (HC)


Refúgio e fortaleza é Deus, presente em socorrer

Nas horas de tribulação não temos que temer

Ainda que a terra toda venha a transtornar

Ou que os montes se abalem no seio do mar.

Ainda que as águas venham a tumultuar,

Também os montes estremeçam com fúria total,

Um rio a cidade do Senhor vem alegrar

O santuário das moradas do mais alto Ser.

E no seu meio Deus está, jamais se abalará,

Pois o Senhor a ajudará desde o amanhecer.

108
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Os reinos podem se abalar; nações, também, bramar.

A Sua voz Deus levantou e a terra dissolveu.

O Senhor dos exércitos está conosco aqui;

Refúgio nosso ele é, o Deus de Israel!

Oh! Vinde contemplai as obras do Senhor Javé:

Que assolações efetuou na terra o nosso Deus!

Põe termo à guerra até os confins do mundo o nosso Deus.

O arco ele quebra, e a lança despedaçará.

Os carros todos Deus fará no fogo incendiar.

Põe termo à guerra até os confins do mundo o nosso Deus!

"Aquietai-vos e sabei que eu sou o vosso Deus.

Sou exaltado entre as nações; na terra, grande eu sou".

O Senhor dos exércitos está conosco aqui;

Refúgio nosso ele é, o Deus de Israel!

110. Salmo 47 (GB)


Ó povos, batei palmas ao Senhor!

Com voz jubilante, oh, celebrai.

Temido é o Senhor, o Altíssimo!

Da terra inteira ele é grande Rei.

Nações colocou sob os nossos pés;

Todas as nações Deus nos submeteu.

Pra nós a herança Deus escolheu:

Glória de Jacó, a quem Deus amou.

109
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Subiu Deus por entre as aclamações,

Ao som da trombeta o Senhor subiu!

Cantai-lhe louvor e salmodiai!

Sim, cantai louvor, pois, ao nosso Rei.

Na terra inteira reina o Senhor

Com sabedoria, salmodiai.

Do Seu santo trono, governa Deus.

Ajuntam-se reis de muitas nações,

Povo do Senhor, Deus de Abraão,

Brasões lhe pertencem, glorioso é!

111. Salmo 50 (HC NC18)


Fala o Senhor, o poderoso Deus

Convoca a terra inteira a reunir

Desde Sião; de formosura tal

Desde Sião já resplandece Deus.

Vem sem guardar silêncio, o nosso Deus.

Um fogo ardente diante dele está;

Ao seu redor tormenta a esbravejar.

Céus, terra vêm, seu povo irá julgar.

Chamai meus santos que comigo estão

Em aliança sacrificial.

Justiça os céus estão a anunciar,

Porque é o próprio Deus quem vai julgar.

110
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Escuta povo meu e eu falarei;

Contra Israel eu testemunharei.

Sou Deus, teu Deus, e não censurarei

Teus sacrifícios de contínuo a mim.

Novilhos não aceitarei de ti,

Nem bodes dos apriscos vou querer.

São todos meus, do bosque os animais

Por sobre os montes aos milhares vão.

Das aves das montanhas todas sei

E os animais do campo já são meus.

Sentindo fome não diria a ti,

Pois meu é o mundo e quanto nele há.

Do boi, a carne, acaso comerei?

Ou de cabritos sangue beberei?

A Deus ações de graças venhas dar,

Cumpre os teus votos ao supremo Deus.

Vem invocar a mim no dia mau.

Livrar-te-ei e glórias me darás,

No dia angustioso vem a mim.

Livrar-te-ei e glórias me darás.

Deus diz ao ímpio: que te servirá

111
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

A minha Lei teus lábios repetir?

Mas aborreces meu disciplinar

Minha palavra toda rejeitar?

Tu tens prazer ao vires um ladrão

E ao prostituto associado estás.

Soltas a boca pra falar do mal

E a tua língua trama enganos vis.

Sentas e falas contra teu irmão;

Tens difamado o filho de tua mãe.

Porque calei, julgaste-me igual

E à tua vista tudo arguirei.

Considerai, pois, nisto, todos vós,

Todos que do Senhor vos esqueceis,

Pra que não venha vos despedaçar

Sem que haja alguém que possa vos livrar.

Quem sacrifício, oferece a mim,

De ações de graças, glórias me dará

E a quem o seu caminho preparar

Darei que veja a salvação de Deus.

112.Salmo 51 (CT)
Tem compaixão de mim, Senhor, segundo, ó Deus, benigno és.

Segundo é grande o teu favor, apaga, pois, todo meu pecar.

112
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Da minha transgressão vem me lavar, e purifica-me do meu pecar.

Pois eu conheço e sei do mal que fiz, que de contínuo está perante mim.

E contra ti, Senhor, pequei, só contra ti mal procedi;

Então, serás justo ao falar, no teu julgar puro hás de ser.

Na iniquidade, pois, foi que eu nasci

E minha mãe em mal me concebeu

Pois, na verdade, no meu coração

Está ó meu Senhor, o teu prazer.

No oculto em meu interior me fazes ver o teu saber.

Vem me lavar com hissopo, ó Deus, purificado ficarei.

Mais alvo, pois, que a neve então serei,

E alegre regozijo dá-me ouvir,

Pra que exultem, pois, os ossos meus

Que foram esmagados, ó Senhor.

Do meu pecar o rosto teu esconde, ó Deus, apaga, pois,

Todo o meu mal e transgressão e cria em mim puro coração.

Renova dentro em mim, ó meu SENHOR,

Inabalável coração me dá.

De ti não me repulses, nem de mim

Retires teu Espírito, Senhor

Da Salvação o alegrar vem devolver a mim, Senhor,

E me sustém com um coração que seja, ó Deus, voluntário. Então,

Aos transgressores eu ensinarei

113
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Os teus caminhos e eles voltarão.

Do crime de matar vem me livrar,

Ó Deus, Senhor da minha salvação.

Senhor, meus lábios vem abrir e cantarei o teu louvor.

Pois tu, Senhor, não tens prazer nos atos de sacrificar,

Pois do contrário eu faria assim.

Mas de holocaustos não te agradarás,

Pois sacrifício a Deus é o quebrantar

E ao compungido não desprezarás.

Senhor, o bem faze a Sião conforme o teu querer que é bom.

Os muros de Jerusalém vem tu, Senhor, edificar.

Dos holocaustos, pois, te agradarás;

De sacrifícios de justiça e mais

Oferta que queimada se fizer

E em teu altar novilhos se darão.

113.Salmo 54 (HC NC299)


Ó Deus, me salva por teu nome;

Faz-me justiça com poder.

Ó Deus, escuta minha prece;

Minhas palavras vem ouvir.

Contra mim, pois, se levantam

Insolentes, homens vis!

Dar cabo querem da minha vida

Perante si, pois, não têm Deus!

114
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Eis que Deus é meu socorro,

Minha vida Deus sustém.

Retribui meus opressores,

Dá cabo deles, Deus Fiel.

Com voluntários sacrifícios

Louvar-te-ei, porque é bom!

Pois livrou-me das angústias

E derrotados vejo os maus.

114.Salmo 61 (HC)
Minha oração atende, ó Deus; ouve, ó Pai, meu suplicar.

Dos fins da terra clamo a ti, com abatido coração.

Leva-me à rocha, ó Senhor, que é bem mais alta do que eu;

Pois torre forte és para mim, refúgio contra o homem mau.

No templo sempre assista eu; sob tuas asas firme estou

No esconderijo protetor.

Pois escutaste os votos meus,

Me deste a herança dos que tem temor ao nome teu, Senhor.

E longo tempo dás ao rei, seus anos duram gerações.

Que permaneça diante de Deus para sempre o nosso rei.

Tua verdade e teu favor seu reino possam preservar.

Assim teu nome louvarei, com salmos sempre cantarei

E dia a dia cumprirei os votos feitos ao Senhor.

115
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

115. Salmo 62 (HC)


Somente em Deus, ó minha alma,

Silente espera no Senhor.

A minha salvação vem dele,

A minha rocha é só meu Deus,

Refúgio alto e salvação;

Muito abalado não serei.

Até que ponto, vós, a um homem

Atacarás pra derribar?

Tal qual parede que pendida

E muro prestes a cair,

Só pensam em lhe derribar;

Da sua honra, despojar.

E na mentira se comprazem,

De boca dizem só o bem;

Porém, no coração maldizem,

No interior só falam mal.

Silente espera, ó alma, em Deus;

Só dele a esperança vem.

Só Deus é minha rocha forte,

Refúgio alto e salvação.

Jamais serei, pois, abalado;

Refúgio e rocha estão em Deus.

A minha glória e salvação

116
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Dependem do Senhor, meu Deus.

Em Deus confiai pra sempre, ó povo.

E derramai o coração

Perante Deus, nosso refúgio.

Somente nele confiai.

Apenas vaidade são

Os homens ricos e os plebeus.

Pesados juntos em balança,

Mais leves que vaidade são.

Não confieis no vosso roubo,

Do furto não vos ufaneis;

E se prosperam vossos bens,

Não ponhais neles afeição.

Falou uma vez, e ouvi mais duas,

Que o poder pertence a Deus.

E a ti, Senhor pertence a graça,

Pois retribuis a cada um;

Sim, recompensas cada um

Segundo as obras de suas mãos.

116.Salmo 70 (HC)
Praza-te, ó Deus, em me livrar;

Sê pressuroso em me acudir.

Tenha vergonha e confusão

117
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Quem minha vida quer tirar.

Envergonhado volte atrás

Quem se compraz no meu sofrer.

Vergonha os faça recuar,

Pois eles zombam do meu mal.

Quem te procura, ó Senhor,

Folgue e jubile sempre em ti.

“Magnificado seja Deus!”,

Diga quem ama a salvação.

Necessitado e pobre sou.

Ó Deus, te apressa em me valer,

Amparo meu, Libertador,

Não te detenhas, ó Senhor.

117. Salmo 84 (HC)


Javé, Deus dos exércitos, oh quão amáveis são

As tuas tendas, pelas quais meu ser suspiros dá.

E o meu vigor se esvai pelos átrios do Senhor

Ao Deus vivente clamam minha carne e coração.

Até o pardal pra si achou a casa pra morar

E a andorinha encontrou um ninho para si

Que acolha os seus filhotes. Achei o teu altar.

Ó Senhor dos exércitos, meu Rei, meu Deus tu és.

Os que habitam o lugar da casa do Senhor

118
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Continuamente louvam a Deus e bem felizes são.

Feliz é o varão cuja força está em ti

E tem, no coração, caminho reto, puro e bom,

O qual, passando pelo vale estéril, seco e ruim

Faz dele manancial; e as chuvas bênçãos vêm trazer. (*)

De força em força vão bem diante do Senhor,

Aparecendo cada um no monte de Sião.

Senhor, Deus dos exércitos, escuta a oração.

Ó Deus de Israel, concede ouvidos para mim

E volta o teu olhar, nosso escudo e proteção.

Contempla, ó Senhor, o rosto do Ungido teu.

Um dia nos teus átrios vale muito mais que mil.

É bem melhor na porta estar da casa do meu Deus

Do que permanecer junto às tendas do homem mau. (*)

Pois o Senhor Javé é nosso sol e proteção.

Dá graça e glória o Senhor, pois ele nenhum bem

Sonega aos homens que estão trilhando a retidão

Javé, Senhor das hostes, feliz é o homem que

Em ti confia para sempre, ó Deus de Israel!

118.Salmo 84 (CT)
Quão amáveis são os teus tabernáculos,

Senhor dos Exércitos;

119
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

A minha alma suspira e desfalece

Pelos teus átrios!

O pardal encontrou casa,

E a andorinha ninho para si;

Eu encontrei teus altares,

Senhor, Rei meu e Deus meu!

Bem-aventurados aqueles que habitam

Em tua casa;

Pois um só dia, Senhor, nos teus átrios,

Vale mais que mil.

O pardal encontrou casa,

E a andorinha ninho para si;

Eu encontrei teus altares,

Senhor, Rei meu e Deus meu!

Pois o Senhor é sol e escudo,

Dá graça e glória;

Não negará bem algum aos que vivem

Corretamente.

O pardal encontrou casa,

E a andorinha ninho para si;

Eu encontrei teus altares,

Senhor, Rei meu e Deus meu!

120
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

119.Salmo 92 (CT)
Bom é render graças ao Senhor e cantar

Louvores ao seu nome, ó Altíssimo.

Anunciar de manhã tua misericórdia

E durante as noites, tua fidelidade

Oh Senhor, como é bom te louvar!

Pois me alegraste com os teus feitos,

Exultarei nas obras das tuas mãos.

Quão grandes, ó Senhor, são as tuas obras

E, teus pensamentos, que profundos são!

Oh Senhor, como é bom, te louvar!

120. Salmo 96 (CT)


(2 vezes)

Cantai ao senhor um cântico novo.

Cantai ao Senhor todas as terras.

Cantai ao Senhor, bendizei o seu nome,

Proclamai a sua salvação!

Anunciai entre as nações

A sua glória,

Entre todos os povos

As tuas maravilhas,

Porque grande é o Senhor,

Mui digno de ser louvado,

Mais temível do que falsos deuses.

121
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Glória e majestade

Estão diante dele!

Força e formosura,

No seu santuário!

Glória e majestade

Estão diante dele!

Força e formosura,

No seu santuário!

121.Salmo 96 (CT)
Alegrem-se os céus e a terra exulte

Ruja o mar e a sua plenitude

Folguem os campos e tudo o que neles há

Regozijem-se todas as árvores

Na presença do Senhor, porque vem julgar a terra

E os povos com justiça e fidelidade

Na presença do Senhor, porque vem julgar a terra

E os povos com justiça e fidelidade

122. Salmo 98 (CT)


Cantai ao Senhor um cântico novo,

Porque ele tem feito maravilhas.

A sua destra e o seu braço santo lhe alcançaram a vitória.

O Senhor fez notória a sua salvação;

Manifestou a sua justiça perante os olhos das nações.

Lembrou-se da sua misericórdia

122
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

E da sua fidelidade para com a casa de Israel.

Todos os confins da terra viram a salvação do nosso Deus.

Celebrai com júbilo ao Senhor todos os confins da terra.

Aclamai, regozijai-vos e cantai louvores! (2x)

Cantai com harpa louvores ao Senhor,

Com harpa e voz de canto,

Com trombetas e ao som de buzinas

Exultai perante o Senhor, que é Rei.

Ruja o mar e a sua plenitude, o mundo e os que nele habitam.

Os rios batam palmas e juntos cantem, de júbilo, todos os montes

Na presença do Senhor, porque ele vem julgar a terra.

Julgará o mundo com justiça e os povos com equidade.

Lembrou-se da sua misericórdia

E da sua fidelidade para com a casa de Israel.

Cantai ao Senhor um cântico novo, porque ele tem feito maravilhas.

A sua destra e o seu braço santo lhe alcançaram a vitória.

123. Salmo 100 (CT)


Celebrai com júbilo ao Senhor,

Todas as terras.

Servi ao Senhor com alegria,

Apresentai-vos diante dele

Com canções.

Sabei que o Senhor é Deus;

Foi ele quem nos fez e dele somos.

Somos o seu povo

E rebanho do seu pasto.

123
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Entrai por suas portas

Com ações de graça

E nos seus átrios

Com hinos de louvor.

Rendei-lhe graças,

Bendizei-lhe o nome.

Porque o Senhor é bom,

Sua misericórdia dura para sempre.

De geração em geração

É a sua fidelidade.

Sabei que o Senhor é Deus;

Foi ele quem nos fez e dele somos.

Somos o seu povo

E rebanho do seu pasto.

124. Salmo 103 (CT)


Bendize, ó minh’ alma, ao Senhor,

E tudo o que há em mim bendiga ao

Seu santo nome.

Bendize, ó minh’ alma, ao Senhor,

E não te esqueças de nenhum só de

Seus benefícios.

Bendize, ó minh’ alma, ao Senhor.

Ele é quem perdoa as tuas

Iniquidades;

124
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Ele é quem sara as tuas enfermidades;

Ele é quem te salva da morte,

E te coroa de graça e misericórdia.

Bendize, ó minh’ alma, ao Senhor.

Bendizei ao Senhor, todos os seus anjos.

Vós, ministros seus, que fazeis sua vontade.

Bendizei ao Senhor, todas as suas obras,

Em todos os lugares do seu domínio.

Bendize, ó minh’ alma, ao Senhor.

Bendize, ó minh’ alma!

Bendize, ó minh’ alma!

Bendize, ó minh’ alma, ao Senhor!

125. Salmo 113 (HC)


Aleluia, servos de Deus;

Ao seu nome, dai louvor.

2. Agora e para sempre, então,

Seja bendito o nome seu.

Do nascente ao pôr do sol,

Ao seu nome dai louvor.

Excelso é Deus sobre as nações

E sua glória, sobre os céus.

Quem é semelhante a Deus,

Cujo trono acima está;

Deus, que se volta para ver

125
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Tudo o que passa em terra e céus?

Deus o pobre ergue do pó,

Do monturo o fraco traz

Para sentá-lo com os reis;

Sim, com os reis do povo seu.

Faz a estéril conceber,

Mãe alegre se tornar

Viva em família com os seus.

Oh Aleluia, aleluia!

126. Salmo 115 (CT)


Não a nós, Senhor, não a nós, Senhor,

Mas ao teu nome dá glória,

Por amor da tua misericórdia e da tua fidelidade.

Por que diriam as nações: “pois, onde está o Deus deles? ”

No céu está o nosso Deus e tudo faz como lhe agrada.

Prata e ouro são os seus deuses vãos.

São obras das mãos de homens.

Tem boca, não falam; tem olhos cegos;

Tem ouvidos, mas não escutam.

Tem nariz, não cheiram; e as mãos não são

Capazes de segurarem.

Semelhantes tornem-se a eles todos os que os fazem e neles confiam.

Confia, Israel, em Deus, que é teu amparo e escudo.

126
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

A casa de Arão, em Deus, confia, pois é seu refúgio.

No Senhor confia quem tem temor,

Pois é amparo e escudo.

Tem de nós lembrado e dará sua bênção

A Judá e Arão, suas casas.

Abençoa, Deus, quem lhe tem temor,

Assim pequenos e grandes.

Sobre vós aumente suas bênçãos sempre, sobre vós e os filhos da prole.

Benditos sede do Senhor que fez os céus e a terra.

Os céus são céus de Deus, Senhor; aos homens deu ele a terra.

Ao Senhor os mortos não louvam mais;

Porém, nós o bendiremos.

Bendiremos Deus, o seu santo nome,

Desde agora e sempre, aleluia!

127. Salmo 117 (HC NC10)


Vós, todas as nações, louvai;

Povos, ao Senhor cantai.

Mui grande é seu favor a nós.

Fidelidade do Senhor

Pra sempre há de subsistir.

Louvai a Deus, Aleluia!

128. Salmo 118 (CT)


Dai graças ao Senhor, porque Ele é Bom

127
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Porque para sempre é Sua misericórdia

Porque para sempre é Sua misericórdia

Diga agora Israel que para sempre é sua misericórdia

Diga agora casa de Arão que para sempre é sua misericórdia

Digam agora todos que temem ao Senhor que para sempre é sua misericórdia

Em meio angústia invoquei a Deus

E respondeu-me Deus, e respondeu-me Deus

Colocando-me num lugar seguro,

Colocando-me num lugar seguro

O Senhor está comigo não temerei

O que possa fazer o homem

O Senhor está comigo não temerei

O que possa fazer o homem

129. Salmo 119 (CT)


Bem-aventurado aquele que no seu caminho vai

Irrepreensivelmente, atendendo à lei de Deus.

Bem-aventurado aquele que obedece às prescrições

E de coração inteiro tem buscado ao Senhor.

Não pratica a iniquidade, mas caminha no Senhor.

Ordenaste os mandamentos para com exatidão

Os cumpramos. Ó Deus, faça, que meus pés bem firmes vão,

Para que os teus preceitos eu consiga obedecer.

128
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Nos teus mandamentos todos, quando eu considerar,

Não terei qualquer vergonha, quando neles ponderar

Muitas graças ao teu nome, renderei Senhor, meu Deus.

Com meu coração inteiro, muitas graças renderei,

Quando os teus juízos retos aprendido eu tiver.

Cumprirei os teus decretos, jamais venhas me deixar.

Cumprirei os teus decretos, jamais venhas me deixar.

130. Salmo 121 (CT)


(2 vezes)

Elevo os meus olhos para os montes; de onde virá o meu socorro?

O meu socorro vem do Senhor, que fez os céus e a terra.

Não deixará vacilar os teus pés; não dormirá quem te guarda.

Eis que não dormirá o que guarda Israel.

O Senhor é quem te guarda; o Senhor é a tua sombra à tua direita.

O sol não te molestará de dia, nem a lua de noite.

O Senhor te guardará de todo o mal; ele guardará tua alma.

O Senhor guardará a tua entrada e a tua saída, desde agora e para sempre.

... desde agora e para sempre.

131.Salmo 122 (HC NC350)


Alegrei-me quando me disseram:

“Vamos à casa de Deus”.

Nossos pés pararam junto às portas,

Teus portais, Jerusalém.

129
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Construída bem compacta,

Onde as tribos vão subir,

Pois convém a Israel.

Para ao santo nome do Senhor render sua gratidão,

Lá estão os tronos de justiça,

Os da casa de Davi.

Que prospere quem te ama,

Pela sua paz, orai.

Por Jerusalém, orai.

Reine paz entre os teus muros, nos palácios ricos bens

Por amor dos meus irmãos

Por amor de amigos meus

“Haja paz em ti”, eu peço

Pela casa do Senhor

Buscarei sempre o teu bem

132. Salmo 124 (GB)


Não fosse Deus, que o diga Israel,

Se ao nosso lado não viesse estar,

Quando se ergueram homens contra nós.

Com toda ira vindo sobre nós,

Vivos seriamos tragados, pois.

Se o SENHOR não estivesse lá,

Águas viriam a nos submergir.

130
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Por sobre a nossa alma a correr,

Águas impetuosas a passar,

Iriam nossa alma afogar.

Bendito seja Deus, Senhor Javé,

Que não nos deu por presa aos dentes seus

A nossa alma ele resgatou,

Tal como ave que se libertou,

Do laço feito pelo caçador.

A nossa alma ele resgatou

Tal como ave que se libertou

Do laço feito pelo caçador.

Nosso socorro é o nome do Senhor:

Foi ele quem a terra e o céu criou.

133. Salmo 128 (HC)


Bem-aventurado aquele que temor tem ao Senhor

E que anda nos caminhos, os caminhos de Javé.

Do labor das tuas mãos o teu pão granjearás;

E feliz, então, serás e o bem te seguirá.

Tua esposa, em tua casa, é videira a florescer;

Quais rebentos de oliveira os teus filhos brotarão.

Ao redor da tua mesa, todos juntos estarão.

Eis a bênção que alcança quem assim teme ao Senhor.

131
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Que o Senhor te abençoe desde o monte de Sião

E, em Jerusalém, tu vejas todo o bem que haverá.

Pelo tempo dos teus dias, pelos anos do viver,

Filhos dos teus filhos vejas. Seja a paz sobre Israel!

134. Salmo 131 (HC)


Não é soberbo o meu coração,

Nem tenho altivo o olhar.

As grandes coisas não vou buscar,

Grandes demais pra mim.

Mas a minh’ alma eu fiz sossegar

Como um infante está

Bem desmamado com sua mãe.

Minh’ alma assim está.

Ó Israel, espera em Deus.

Espera no Senhor

Desde o presente, que agora é

E para sempre, amém!

135. Salmo 137 (HC)


Nas margens lá dos rios da Babilônia nos assentamos.

Lembrando de Sião, nós choramos! Nós choramos!

Lá nos salgueiros nós penduramos todas as nossas harpas,

Pois nossos opressores a nós pediam canções alegres

132
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

De Sião, pois queriam ouvir os cantos;

Mas em terra de estranhos era impossível.

Que minha mão direita resseque toda,

Se de Jerusalém eu vier esquecer.

Se de Jerusalém eu vier esquecer!

Se eu não lembrar de ti, que minha língua ao meu paladar se

Apegue;

Se eu, a Jerusalém, não preferir ao regozijo.

Dos filhos de Edom lembra-te, Senhor, para seres contra;

Pois de Sião, diziam, “até as bases arrasai-a! ”

Hás de ser, Babilônia, aniquilada!

Quem te der, pois, o pago será bendito!

Do mal que nos fizeste, sim, grande mal,

Feliz quem aos teus filhos pegar, prendê-los,

Para esmagá-los todos contra os rochedos

136. Salmo 139 (HC)


Senhor, tu me sondas, sabes de mim;

Conheces meu sentar, meu levantar

E de longe sondas meu pensar.

Estudas meu andar e o meu deitar.

Sabes meus caminhos meu falar

Antes da palavra pronunciar.

Tu me cercas por completo e pões

Sobre mim a tua mão, Senhor.

Tal conhecimento é demais

133
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Elevado a mim.

É maravilhoso e além

Do entendimento.

Como me ausentar da face de Deus

Ou do teu santo Espírito fugir?

Se subir aos céus, tu lá estás;

Se me deitar no abismo, estás também.

Se eu tomar as asas da manhã,

Nos confins dos mares me deter,

Inda lá tua mão me guiará,

Tua destra me sustentará.

Se eu disser que as trevas, então,

Hão de me encobrir,

Ao redor de mim toda luz

Há de ser escura,

Nem as trevas são escuras a ti.

Trevas e luz tu julgas como iguais,

Pois formaste o meu interior,

Tu me teceste dentro de minha mãe.

Com assombro me formaste, então,

Graças renderei a ti, Senhor.

Tuas obras admiráveis são

E minh' alma sabe muito bem;

E os meus ossos viste, Senhor,

Quando oculto fui

134
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Feito, entretecido tal qual

Como em profundezas.

Tu me viste informe ainda, Senhor,

E no teu livro escrito meu viver.

Tu determinaste os dias meus

Sem que houvesse pelo menos um.

Oh, que preciosos para mim

São teus pensamentos, ó Senhor.

Como é grande a soma; se contar,

Como grãos de areia, não tem fim.

Oh, que desses cabo, Senhor,

Do perverso e mau.

Apartai-vos todos de mim,

Homens sanguinários.

Eles, contra ti rebeldes estão;

Falam malícia, inimigos teus.

Não odeio eu quem odeia a ti?

Não abomino os que são contra ti?

Ódio consumado tenho, sim;

São, de fato, inimigos meus.

Sonda-me, ó Deus, meu coração;

Prova-me, conhece o meu pensar.

Vê se há em mim, ó Senhor,

Um caminho mau.

Dá-me direção, ó meu Deus,

135
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

No caminho eterno.

137.Salmo 139 (CT)


Senhor tu me sondas e me conheces

Sabes quando me assento e me levanto

De longe penetras os meus pensamentos

(2 vezes)

Sonda Senhor, meu coração

Prova Senhor, meus pensamentos

E vê se há em mim algum caminho mal

E guia-me Senhor pelo teu bom caminho

E guia-me Senhor ao caminho eterno

(2 vezes)

138. Salmo 140 (Deus, somente Deus)


Livra-me, Senhor, do homem mau e que violência faz;

Cujo coração maquina males e contendas vive a planejar.

Como a da serpente a sua língua afiada está;

Sob os lábios tem veneno de áspide mortal, Senhor; ó guarda-me.

Guarda-me, Senhor, da mão dos ímpios, preservando a mim

Do homem violento, os quais se empenham por meus passos desviar

Os soberbos ocultaram armadilhas contra mim;

Cordas, redes e ciladas no caminho colocaram contra mim.

Digo ao meu Senhor: tu és meu Deus, acode o meu clamor;

136
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

És minha forte salvação, a minha proteção no dia em que eu lutar.

E ao perverso, ó Deus, não venhas seus desejos atender;

Que não se realize o mau desígnio do seu coração, Senhor.

Quanto aos que me cercam e o cabeça que se opõe a mim,

Cubra-os a maldade dos seus lábios, caiam brasas vivas sobre os tais,

E ao fogo atirados e aos abismos todos juntos vão;

Para que não mais consigam se erguer, não possam mais se levantar.

E o caluniador na terra não se estabelecerá;

Ao homem violento, com golpe sobre golpe; o mal perseguirá.

E o Senhor, eu sei, do oprimido a causa manterá

E o direito do necessitado, eu sei que Deus também preservará.

E assim renderão os justos, ao teu nome, a gratidão.

Elevando ações de graças sempre em tua presença, assim habitarão

E assim renderão ações de graças ao teu nome, ó Deus.

E assim os homens justos em tua presença sempre e sempre habitarão.

139. Salmo 142 (HC)


Ergo a minha voz, clamo ao SENHOR.

Com a minha voz ao SENHOR suplico.

Diante dele a queixar-me eu estou;

Diante dele exponho a minha aflição.

Quando aqui dentro de mim esmorece o meu espírito,

Tu, então, conheces minha vereda.

No caminho que percorro me ocultam armadilhas,

Atenta à minha mão direita e vê,

137
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Pois não há quem reconheça a mim,

Não há nenhum lugar pra meu refúgio;

Ninguém que por mim tenha atenção,

Alguém que interesse tenha por mim

Meu Senhor, o meu clamor a ti

Venho dirigir, pois és meu refúgio.

Nesta terra dos viventes, tu

És na terra, pois, a minha porção.

Vem, atende o meu clamor, pois me encontro muito fraco.

Dos perseguidores meus vem livrar-me;

Pois mais fortes do que eu, sim, mais fortes todos eles.

E da prisão minh’ alma vem tirar,

Para que ao SENHOR graças eu dê.

Graças eu darei ao teu nome santo

E ao redor de mim justos virão,

Quando me fizeres todo esse bem.

140. Salmo 150 (CT)


Louvai a Deus no Seu Santuário

E no firmamento, obra do Seu poder

Louvai a Deus no Seu Santuário

E no firmamento, obra do Seu poder

Louvai-O ao som da trombeta

Louvai-O com saltério e com harpa

Louvai-O com adufes e com danças

138
Breve Saltério e Cânticos Espirituais

Com instrumentos de cordas e com flautas

Louvai-O pelos Seus poderosos feitos

Louvai-O consoante a Sua muita grandeza

Louvai-O pelos Seus poderosos feitos

Louvai-O consoante a Sua muita grandeza

Louvai-O ao som da trombeta

Louvai-O com saltério e com harpa

Louvai-O com adufes e com danças

Com instrumentos de cordas e com flautas

Louvai-O com címbalos sonoros

Louvai-O com címbalos retumbantes

Louvai-O com címbalos sonoros

Louvai-O com címbalos retumbantes

Todo o ser que respira louve ao Senhor (4 x)

Aleluia, aleluia, aleluia, aleluia!

139

Você também pode gostar