Você está na página 1de 10

SISTEMATIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM AO TRINÔMIO PAI-

MÃE-RECÉM-NASCIDO COM SÍFILIS CONGÊNITA UTILIZANDO A TEORIA


DAS NECESSIDADES HUMANAS BÁSICAS

Karina Oliveira de Mesquita

Gleiciane Kélen Lima

Flaviane Melo Araújo

Antônia Siomara Rodrigues Silva

1 INTRODUÇÃO
A sífilis congênita é o resultado da disseminação hematogênica do Treponema
pallidum da gestante infectada não tratada ou inadequadamente tratada para o concepto por
via transplacentária. A infecção do embrião pode ocorrer em qualquer fase gestacional ou
estágio da doença materna (BRASIL, 2006).
O Ministério da Saúde (2007) recomenda que o teste da sífilis, VDRL
(VenerealDiseasesResearchLaboratory), seja oferecido a todas as gestantes nos primeiros
estágios da gravidez e tem realizado campanhas para a eliminação da sífilis congênita no País.
Entretanto, a sífilis permanece como agravo comum na gestação, apesar de testes diagnósticos
baratos e acurados estarem disponíveis no mercado e da persistente sensibilidade do
Treponema pallidum à penicilina.
Sabe-se que a sífilis congênita pode ser evitada através da detecção e tratamento
precoces da sífilis materna, consequentes de um completo e adequado acompanhamento pré-
natal.
Além da prematuridade e do baixo peso ao nascimento, as principais características
dessa síndrome são, excluídas outras causas: hepatomegalia com ou sem esplenomegalia,
lesões cutâneas, periostite ou osteíte ou osteocondrite (com alterações características ao
estudo radiológico), pseudoparalisia dos membros, sofrimento respiratório com ou sem
pneumonia, rinite sero-sanguinolenta, icterícia, anemia e linfadenopatia generalizada
(principalmente epitroclear). Outras características clínicas incluem: petéquias, púrpura,
fissura peribucal, síndrome nefrótica, hidropsia, edema, convulsão e meningite (BRASIL,
2006).
Em uma unidade neonatal, o convívio com os pais mostrou a necessidade de maior
compreensão, não só do processo de cuidar das crianças em estado crítico como também das
pessoas de sua rede familiar que vivenciam situações de sofrimento, em particular, a mãe e o
pai.
A organização da assistência de Enfermagem, prestada ao indivíduo, família ou
comunidade, mediante utilização das fases do método científico, é denominada pela maioria
dos enfermeiros no Brasil de Sistematização da Assistência de Enfermagem, também referida
como SAE (CARVALHO et al., 2007).
No Brasil, a divulgação deste método de assistência foi iniciada, na década de 70, por
Wanda de Aguiar Horta, sendo o seu impacto observado por meio de sua aplicação na
assistência, no ensino e na pesquisa, até os dias atuais (MARQUES; CARVALHO, 2005;
CUNHA; SANTOS, 2005).
Para referencial teórico do estudo decidiu-se utilizar a Teoria das Necessidades
Humanas Básicas de Wanda Aguiar Horta, que tem como objetoo ser humano no atendimento
de suas necessidades básicas afetadas. Baseia-se ainda em que ele recupere, mantenha e
promova sua saúde em colaboração com outros profissionais e com seus próprios recursos
(HORTA, 1979).
Percebendo a aplicabilidade da Teoria das Necessidades Humanas Básicas e
entendendo que seu objeto atende plenamente às problemáticas apresentadas pelos pacientes
no atendimento das necessidades humanas básicas afetadas, compreendemos que sua
aplicação no âmbito da neonatologia é extremamente relevante. Dessa forma, ela é aplicável
noatendimento às necessidades do recém-nascido, visto que todo ser vivo, para manter-se no
mundo, requer que lhe sejam satisfeitas algumas necessidades em algum momento da vida,
cada um seguindo uma escala de prioridades (SILVA, 2004).
Nesse contexto, percebemos a importância da aplicação de uma teoria que fundamente
a prática de enfermagem e torne possível a sistematização da assistência para atender às
necessidades básicas de um neonato.

2 OBJETIVO
Realizar a sistematização da assistência de Enfermagem em um recém-nascido
portador de sífilis congênita e seus pais, com foco na Teoria das Necessidades Humanas
Básicas de Wanda Horta.
3 METODOLOGIA
Trata-se de um estudo de caso, do tipo exploratório-descritivo.
O estado de caso permite que o pesquisador aprofunde seus conhecimentos em um
determinado caso, explorando de maneira mais intensiva o objeto de estudo.Para Gil (2002) o
estudo de caso é uma modalidade de pesquisa amplamente utilizadas nas ciências biomédicas
e sociais. Consiste no estudo profundo e exaustivo de um ou poucos objetos, de maneira que
permita seu amplo e detalhado conhecimento.
O sujeito do estudo foi um recém-nascido com sífilis congênita hospitalizado na Santa
Casa de Misericórdia de Sobral (SCMS) e seus pais. Os pais aceitaram participar da pesquisa
e autorizaram a inclusão do neonato. Foi-lhe assegurado sigilo de identidade.
O cenário da pesquisa foi o berçário da Maternidade Sant’Ana da SCMS, hospital
filantrópico e conveniado ao Sistema Único de Saúde de Sobral, no estado do Ceará. Este
hospital além de se constituir como de ensino, é referência para atenção secundária e terciária
de 61 municípios da Macrorregião de Sobral, com atendimento predominante de urgência.
O estudo foi realizado no período de oito a 12 de março, utilizando-se o registro
hospital-prontuário e entrevista com os pais da criança.
A análise dos dados foi realizada com base naTeoria das Necessidades Humanas
Básicas, a partir da identificação das necessidades básicas dos pais e da criança.
Posteriormente foram estabelecidos os diagnósticos de enfermagem, a partir dos quais se fez
as prescrições e intervenções de enfermagem e se chegou aos resultados.
Para estabelecer os diagnósticos foi utilizado a Uniformização da Linguagem dos
Diagnósticos de Enfermagem da NANDA (North American Nursing Diagnoses Association).
Para a construção das prescrições utilizou-se a classificação das prescrições de enfermagem
(NIC) que, segundo SPARKS e TAYLOR (2007), trata-se de uma linguagem que contém 514
prescrições em 30 classes e sete domínios, contendo uma lista de atividades detalhadas, e
referências.Para a construção dos resultados, utilizou-se a Classificação dos Resultados de
Enfermagem (NursingOutcomesClassification - NOC) que, segundo as autoras, é uma
linguagem padronizada dos resultados do paciente que contém 330 resultados organizados em
29 classes esete domínios.
Seguiu-se os princípios contidos na Resolução nº 196/96 do Conselho Nacional de
Saúde/Ministério da Saúde, referente à pesquisas envolvendo seres humanos, que incluem
autonomia, beneficência, não-maleficência, justiça e equidade, objetivando o sigilo e
anonimato das informações.

4 RESULTADOS E DISCUSSÃO
Os achados do estudo sãoapresentados segundo as etapas do processo de enfermagem
da Teoria das Necessidades Humanas Básicas de Wanda Horta, enfatizando a identificação
das necessidades básicas afetadas, o diagnóstico, o planejamento, implementação e evolução
da assistência.

Identificação das necessidades humanas básicas afetadas


EPV 31 anos, três gestas, um natimorto, histórico de cesárea anterior,
solteira,analfabeta, não apresentava imunização prévia com antitetânica, nega uso de álcool e
drogas, não realizou pré-natal, VDRL positiva, ao ser admitida no hospitalapresentava bolsa
rota há 13 horas. Realizava poucas visitas ao hospital e aparentava ansiosa para retornar à sua
residência. Apesar de ter concordado em participar da pesquisa, ela mostrava-se
desinteressada com a assistência da criança, pois não respondia ao diálogo feito por uma das
pesquisadoras. Ao observar o momento de visita, percebia-se a distância que havia entre a
mãe e o recém-nascido. Analisando a história da mãe, consideramos afetadas as suas
necessidades psicossociais de amor, aceitação, comunicação e atenção.
Quanto ao pai da criança, era homossexual, realizava poucas visitas ao hospital, mas
demonstrava interesse e amor pela criança, aceitando gentilmente participar do estudo.
Concluiu-se que a necessidade psicossocial afetada era a comunicação. Relatou que vai criar a
criança sozinho, sem o auxílio da mãe, e que já tem outros três filhos.
Recém-nascido, a termo, sexo feminino, cor parda, admitida no berçário da
maternidade em 18 de março de 2011. Nascido com 39 semanas e dois dias de gestação de
parto Cesário, pesando 2885 gramas e medindo 44 cm, perímetro cefálico de 31,5 cm, em
sofrimento fetal, sendo reanimado com máscara de oxigênio, Apgar 4/6.Apresentava asfixia
moderada com exames sugestivos de icterícia neonatal. Diagnóstico médico inicial de sepse
neonatal. Ao exame físico apresentou-se eupneico, ativo, reativo ao manuseio, corado,
hidratado, em antibioticoterapia, abdome flácido, diurese presente, mecônio ausente. Com
diagnóstico clínico de sífilis congênita assintomática, apresentava fissura peribucal.
Identificamos as necessidades psicobiológicas afetadas: integridade cutâneo-mucosa e
crescimento e desenvolvimento.
Planejamento, implementação e evolução de enfermagem
A partir da identificação das necessidades básicas afetadas do neonato e dos pais,
elaborou-se os diagnósticos e intervenções de enfermagem, com consequentes evoluções,
conforme apresenta o quadro 1.

Quadro 1 – Diagnósticos de enfermagem, Planos de cuidados e Evoluções do recém-nascido e seus pais, de


acordo com as necessidades humanas básicas afetadas. Sobral, Ceará, 2011.
Necessidades Diagnósticos Plano de cuidados Evolução
afetadas
Maternidade alterada -Incentivar a mãe a A mãe iniciapequeno
relacionada com a ligação visitar a unidade contato com a criança
Amor, aceitação inadequada a RN
e atenção
Vínculo mãe-filho -Estimular reflexão Vínculo melhorado
prejudicado materna sobre a
problemática
-Propiciar aproximação
materno-infantil

Comunicação Déficit de conhecimento -Estabelecer um O pai expressa


relacionado com os cuidados ambiente de confiança necessidade de
neonatais e respeito mútuos para melhorar o cuidado
estimular o neonatal
aprendizado
-Orientar os pais sobre
os cuidado com o
neonato

Crescimento e - Monitorar altura, O pai expressa


desenvolvimento alterados peso, ingesta compreensão sobre as
Crescimento e relacionados a perímetro nutricional, e estado normas de
desenvolvimento cefálico inferior a 32 cm cardiovascular e desenvolvimento e
pulmonar para garantir meios para promover o
um desenvolvimento desenvolvimento da
saudável criança
- Orientar os pais sobre
a necessidade de
monitoração, bem
como estimulação dos
padrões de
desenvolvimento da
criança
Integridade da pele prejudicada - Inspecionar a A fissura peribucal do
relacionado a fissura peribucal cavidade oral a cada paciente curou-se
Integridade turno, descrever e
cutâneo-mucosa registrar a condição da
pele.
Icterícia neonatal relacionada - Incentivar o banho de O pai demonstra
sol no período de seis a compreensão sobre a
sete horas da manhã, necessidade de dar
após a alta hospitalar banho de sol ao
neonato

É válido ressaltar que a não realização do pré-natal impediu o diagnóstico precoce da


sífilis e o tratamento da gestante e do parceiro, o que possibilitou a consequente transmissão
vertical da infecção para a criança.
A gestação do RN em estudo pode ser considerada de alto risco por apresentar:
Histórico de cesárea anterior, antecedentes de morte fetal e VDRL positivo, segundo
classificações da Organização Pan-americana de Saúde (OPAS, 2007).
Diante das necessidades afetadas dos pais, identificaram-se os diagnósticos e iniciou-
se a construção das prescrições e posterior implementação. Inicialmente incentivou-se a mãe a
visitar o hospitale estimulou-se a reflexão materna sobre a problemática, a fim de aproximá-la
ao recém-nascido. A partir disso percebeu-se um aumento, mesmo que pouco, do contato
mãe-filho.
Esse distanciamento materno pode justificar-se pelo desinteresse da mãe para ter a
criança, supondo-se ter sido uma gravidez planejada para a criação exclusiva pelo pai.
Sabe-se que amanutenção do vínculo mãe-filho é necessária, poisa presença da mãe
proporciona segurança, equilíbrioemocional e recuperação do seu bebê, durantetodo o período
de internação (OLIVEIRA et al., 2005).
Posteriormente, devido ao déficit de conhecimento dos pais relacionado com os
cuidados neonatais, realizaram-se orientações sobre esses cuidados, objetivando melhorar esse
conhecimento. Apenas o pai demonstrou interesse e conhecimento.
Os profissionais de saúde estabelecem os contatos iniciais com o RN. Porém, embora
a assistência hospitalar seja necessária, o vínculo familiar é a melhor ajuda na sua
recuperação. É o que relatam Rocha, Scochi e Souza (1999), quando afirmam que estas
crianças, no ambiente hospitalar, contam com profissionais altamente especializados para
realizar os cuidados; entretanto, sua qualidade de vida está estritamente relacionada com os
cuidados realizados pelas famílias, no domicílio.
Os pais têm que advir da unidade hospitalar com educações em saúde voltadas
também para o preparo psicológico dos mesmos. Todo o resultado desse processo visa uma
melhor estratégia para a atenção ao RN no domicílio. Essa dificuldade na capacidade dos pais
no cuidado dos recém-nascidos pode ser justificada por Freitas, Coelho e Silva (2007),
quando citam que no processo gestacional, a maternidade pode se constituir numa situação de
crise para a mulher em função das intensas transformações oriundas da gravidez e definição
de novos papéis na sociedade. Da mesma forma, a paternidade pode ser uma situação crítica
no desenvolvimento emocional do homem. O medo, as incertezas, o impacto diante das
mudanças e a responsabilidade de ter que assumir o bebê levam o homem a viver um
momento conflituoso e ambíguo.
Apesar da importância da relação pai-e-filho, no caso de recém-nascidos de risco, ser
reconhecida na literatura internacional e nacional, observa-se que na maioria dos estudos
sobre a experiência de ter um filho internado o foco é a mãe e pouco se conhece sobre os
efeitos deste momento na relação entre o pai e seu filho (DENNEY et.al., 2009).
Porém, apesar do plano de cuidado ter sido direcionado ao pai e à mãe da criança
com sífilis congênita, apenas o pai expressou interesse e compreensão acerca da aproximação,
dos cuidados, das normas de desenvolvimento e os meios para promover o desenvolvimento
da criança.
Diante das necessidades básicas afetadas do RN, iniciou-se a implementação
monitorando sua altura, peso e ingesta nutricional e orientaram-se os pais sobre a necessidade
dessa monitoração, justificado pelo diagnóstico de crescimento e desenvolvimento alterados,
relacionados a perímetro cefálico inferior a 32 cm. Com o passar dos dias o pai expressou
entendimento sobre as normas de desenvolvimento da criança e os meios para promovê-lo.
O neonato apresentou perímetro cefálico menor que P10,ou seja, menor que 32 cm,
segundo parâmetros estabelecidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS, 2007), o que
pode ser indicativo de provável atraso no desenvolvimento da criança, como o refere a OPAS
(2007).
O início precoce de alimentação, tanto enteral como parenteral, é fundamental para
não alterar o estado nutricional, minimizar perdas e estimular o desenvolvimento do trato
gastrointestinal, bem como a avaliação nutricional antropométrica periódica é fundamental
para acompanhar o crescimento e desenvolvimento de acordo com o canal de crescimento e
realizar intervenção bioquímica precoce quando necessário e o seguimento pós-alta se faz
necessário para acompanhar o crescimento e desenvolvimento sem prejuízo nutricional
(OLIVEIRA; SIQUEIRA; ABREU, 2008).
Quanto à integridade da pele prejudicada relacionado à fissura peribucal, uma
característica clínica da sífilis congênita, inspecionou-se a cavidade oral a cada turno,
observando e descrevendo as alterações e melhoras, a fim de monitorar a condição dessa pele.
Visto que as intervenções cabíveis já estavam sendo realizadas pela equipe de enfermagem do
serviço.
Em meio a várias características detectadas em nosso estudo, os aspectos da pele
foram observados e, então, foi verificada a icterícia neonatal. A partir de tal constatação,
houve uma necessidade de cuidados voltados para a recuperação quanto à pigmentação
normal da pele.
A icterícia, na maioria dos casos em que ocorre, é caracterizada como fisiológica, se
iniciando após as primeiras 24 horas de vida do RN e durando, em média, uma semana
(VIEIRA, LIMA, CARVALHO, et.al., 2004; MELLO, 2006). Mas também pode ser
relacionado a uma síndrome ou doença, surgindo antes das primeiras 24 horas de vida
(MELLO, 2006).
Diante do exposto, há uma necessidade de cuidados imediatos e constantes no que
diz respeito ao problema. Atenta-se para o fato do banho de sol no período de seis a sete horas
da manhã, no pós-alta. A evolução constatou que o pai da criança demonstrou compreender
tal necessidade.

5 CONCLUSÃO

O atendimento das necessidades humanas básicas afetadas do trinômio mãe-pai-


lactente é um processo complexo, em vista de suas particularidades. Esse cuidado requer,
primeiramente, o estabelecimento de prioridades das necessidades. Portanto, a Teoria das
NecessidadesHumanas Básicas de Wanda Horta mostrou-se apropriada, pois assim foi
possível identificar os problemas e as necessidades básicas afetadas, estabelecer os
diagnósticos e construir o plano de cuidados, visando uma boa evolução. Isso permitiu colocar
em prática a sistematização da assistência de enfermagem, visando à melhoria na qualidade da
assistência e uma maior visibilidade da atuação da enfermagem no cuidado ao neonato,
através do registro das atividades implementadas.
REFERÊNCIAS

1. Brasil, Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Programa Nacional de


DST/AIDS, Diretrizes para controle da sífilis congênita: manual de bolso /Ministério
da Saúde. 2. ed. – Brasília : Ministério da Saúde, 2006.
2. Brasil, Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Boletim
Epidemiológico eletrônico. Avaliação da notificação da sífilis congênita no Brasil,
2000 A 2003. Ano 07, Nº 07. Brasília, 2007.
3. Carvalho EC, Bachion MM, Dalri MCB, Jesus CAC. Obstáculos para a
implementação do processo de enfermagem no Brasil. Revenferm UFPE online. 2007
jul./set.; 1(1):95-9).
4. Marques LVP; Carvalho DV. Sistematização da assistência de enfermagem em centro
de tratamento intensivo: percepção das enfermeiras. REME. Rev. Min. Enf. 2005 jul-
set; 9(3):199-205.
5. Cunha SMB; Barros ALB. Análise da implementação da Sistematização da
Assistência de Enfermagem, segundo o Modelo Conceitual de Horta. Rev. Bras. de
Enf. 2005 set-out; 58(5):568-72.
6. COREN-SP. Conselho Regional de Enfermagem do Estado de São Paulo.
Documentos básicos de enfermagem: principais leis e resoluções que regulamentam o
exercício profissional de enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem. São Paulo:
COREn; 2000.
7. Potter PA, Perry AG. Fundamentos de enfermagem: conceitos, processo e prática.
4ªed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 1998.
8. Tannure MC, Gonçalves AMP. Sistematização da assistência de Enfermagem: guia
prático. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2008.
9. Brasil. Resolução COFEN nº 358/2009, de 15 de outubro de 2009. Dispõe sobre a
Sistematização de Enfermagem e a implementação do processo de Enfermagem em
ambientes, públicos ou privados, em que ocorre o cuidado profissional de
Enfermagem, e dá outras providências. Disponível em:
www.portalcofen.gov.br/2007/downloads/RESOLUÇÃO3582009.doc. Acesso em: 14
dez. 2010.
10. Horta WA. Processo de Enfermagem. São Paulo: EPU; 1979
11. Silva KL. Construção e validação de instrumento decoleta de dados para crianças
hospitalizadas. 2004.[dissertação]. João Pessoa: Programa de Pós-Graduação
emEnfermagem; 2004.
12. DENNEY, K.; LOHAN, M; PARKERS, J. Experience of father of babies in intensive
care. PediatricNursing, v.21, n.1, p. 45-47, 2009.
13. FREITAS, W.M.F.; COELHO; E.A.C.; SILVA, A.T.M.C. Sentir-se pai: A vivência
masculina sob o olhar de gênero. Cadernos de Saúde Pública, v.3, n.1, Rio de
janeiro. 2007.
14. MELLO LC. Hiperbilirrubinemia indireta. In: Margotto PR. Assistência ao recém-
nascido de risco. 2 ed. Brasília: Hospital Anchieta Brasília; 2006. P. 490-5
15. ROCHA SMM, SCOCHI CGS, SOUZA HGBL. Características tecnológicas do
processo de trabalho em berçários. Ver BrasEnferm. 1999; 52(3).
16. VIEIRA AA, LIMA CLMA, CARVALHO M, MOREIRA MEL. O uso da
fototerapia em recém-nascidos: avaliação da prática clínica. Ver Bras Saúde
MaterInfant. 2004; 4(4): 359-66.
17. Oliveira AGde, Siqueira PP, Abreu, LCde. Cuidados Nutricionais no Recém-nascido
de Muito Baixo Peso. RevBras Crescimento DesenvolHum. 2008; 18(2): 148-154.

Você também pode gostar