Você está na página 1de 5

Disciplina: Linguística

CEAD/UFPI
Piracuruca/PI

ARBITRARIEDADE significa liberdade para que o falante possa alterar o signo e nomear os
objetos como desejar: significante e significado não se relacionam. O signo é arbitrário: ele só
se estabelece na língua quando consagrado por uma comunidade linguística.

ARTICULAÇÃO é quando as unidades linguísticas se articulam, formando associações


significativas, em diversos níveis, fonemas, sílabas, palavras, sentenças, textos.

COMUNICAÇÃO é um processo que envolve a troca de informações entre dois ou mais


interlocutores por meio de signos e regras semióticas mutuamente entendíveis.

CANAL é o meio pelo qual se busca expressar uma mensagem a partir de um código.

CANAL DE COMUNICAÇÃO é a via de circulação das mensagens.

CIÊNCIA é o conhecimento aprofundado de algo.

CÓDIGO é a forma pela qual se busca materializar uma mensagem para que ela possa ser
expressada por um canal.

COMUNICAÇÃO é uma ação realizada com a finalidade de transmitir e receber uma


mensagem.

DIACRONIA estuda o processo de evolução da língua, isto é, as transformações pelas quais ela
passa.

DIALETOS são variações linguísticas que ocorrem em função do emissor.

ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO são componentes que estão presentes no processo


comunicativo estabelecido entre emissor e receptores. Isto é, a troca de mensagens entre o falante
e o ouvinte é constituída por esses componentes.

EMISSOR é aquele que envia a mensagem

ESTRUTURA é a maneira através do qual os componentes de um Sistema se organizam, se


arranjam.
ESTRUTURALISMO designa algumas correntes da Linguística moderna que tomam impulso
após o Cours de Linguistique Générale de Saussure e que surgiram entre as duas Grandes
Guerras: a Escola de Genebra, o Círculo Linguístico de Praga, o Círculo Linguístico de
Copenhague, na Europa, e a Escola Mecanicista de Leonard Bloomfield, na América do Norte

ETNOLINGUÍSTICA é o ramo da linguística que estuda a relação da linguagem e a cultura das


comunidades.

ETNOLOGIA é o estudo antropológico dos povos primitivos e sua cultura. Assim, os estudos
etnolinguísticos focam principalmente nas comunidades indígenas e em analisar sua linguagem
e como ela está relacionada as peculiaridades da vida primitiva, suas crenças e folclores.

FALA compreende as diferentes formas de manifestações individuais da língua.

FILOLOGIA tinha como finalidade comparar textos.

FIGURAS DE LINGUAGEM são recursos utilizados pelos falantes da língua portuguesa para
enfatizar, ou seja, deixar os textos falados ou escritos mais expressivos, por meio de efeitos
conotativos, enfáticos e indiretos.

FILOSOFIA DA LINGUAGEM é o ramo da filosofia que estuda a essência e natureza dos


fenômenos linguísticos.

FILOSOFIA sua principal finalidade era compara textos e foi muito importante para linguística
histórica

FONÉTICA é o ramo da Linguística que estuda os sons produzidos pela fala humana.

FONOLOGIA é o estudo, em Linguística, do nível dos sons da língua.

FORMA é o princípio básico responsável pela organização dos sons (substância fônica) e
significados (substância semântica que compõe a língua).

FUNCIONALISMO movimento particular dentro do Estruturalismo, tendo como representante


os membros da Escola de Praga (Círculo Linguístico de Praga -1926; Roman Jakobson e Nikolay
Trubetzkoy).

FUNÇÕES DA LINGUAGEM são recursos de ênfase que atua segundo a intenção do produtor
da mensagem, cada qual abordando um diferente elemento da comunicação.

GRAMÁTICA é aquela que se preocupa apenas com a formulação das regras: o que é certo e o
que é errado na língua.

GRAMÁTICA COMPARADA tem o objetivo de comparar as línguas e classificá-las em


Famílias Linguísticas

GRAMÁTICA DESCRITIVA se preocupa em descrever as regras que são seguidas pelos


falantes de uma língua.

GRAMÁTICA DESCRITIVA tem por objetivo descrever as observações linguísticas atestadas


entre os falantes de uma determinada língua.

GRAMÁTICA INTERNALIZADA é aquela que o falante usa ao se manifestar na sua língua.


GRAMÁTICA NORMATIVA é o que conhecemos como “norma culta”. As regras da
gramática normativa ditam a forma como o português deve ser falado.

INTERDEPENDÊNCIA cada elemento possui um valor que depende de suas relações com os
outros elementos da estrutura.

INTERLOCUTORES são aqueles indivíduos mutuamente envolvidos em um processo de


comunicação.

INTER-RELAÇÃO são os elementos que constituem um sistema possuem uma organização

LIBRAS é a sigla de Língua Brasileira de Sinais, um conjunto de formas gestuais utilizado por
deficientes auditivos para a comunicação entre eles e outras pessoas, sejam elas surdam ou
ouvintes.

LINEARIDADE o significante, por sua natureza auditiva, desenvolve-se numa linha temporal.

LINEARIDADE DO SIGNO LINGUÍSTICO reside no fato de que os signos falados formam


uma cadeia na qual cada elemento do plano de expressão ocupa uma posição determinada, sendo
que não se pode pronunciar dois fonemas na mesma unidade de tempo.

LÍNGUA é um instrumento de comunicação, sendo composta por regras gramaticais que


possibilitam que determinado grupo de falantes consiga produzir enunciados que lhes permitam
comunicar-se.

LÍNGUA segundo Saussure, é um SISTEMA de signos, os quais se constituem de duas partes


igualmente psíquicas (significante – imagem acústica + significado - conceito).

LINGUAGEM é a comunicação por meio da fala ou de símbolos

LINGUAGEM ARTICULADA emissão de sons significativos produzidos pelo aparelho vocal.

LINGUAGEM MISTA possui os dois tipos de linguagem tanto com palavras como ilustrações.

LINGUAGEM NÃO-VERBAL são todas as outras formas comunicativas que não sejam a
palavra: gestos, desenhos, pinturas, sinais, etc.

LINGUAGEM VERBAL pode-se entender como a linguagem articulada, a palavra (oral ou


escrita).

LINGUÍSTICA é a ciência que estuda os fatos da língua, situados no tempo e no espaço.

LINGUÍSTICA CONTRASTIVA é o estudo de diferentes línguas aparentadas em um mesmo


momento de seus desenvolvimentos com a finalidade de estabelecer semelhanças e diferenças
entre elas, normalmente com uma finalidade pedagógica.

LINGUÍSTICA ESTÁTICA é Relativa ao equilíbrio das forças; paralisado; imóvel; firme.

LINGUÍSTICA EVOLUTIVA é a Que se transforma espontaneamente; que produz evolução.

LINGUÍSTICA DIACRÔNICA (ou evolutiva) estuda e descreve os estados sucessivos da


língua, ligando-os a sua evolução
LINGUÍSTICA SÍNCRONA (ou estática) descreve e estuda fatos e sua relação dentro do
sistema linguístico.

MENSAGEM é o sentido que busca ser construído e expressado em um ato de comunicação.

MORFOLOGIA é o estudo do nível da formação e estruturação das palavras.

NEUROLINGUÍSTA a neurolinguística estuda “as relações entre cérebro e linguagem, com


enfoque no campo das patologias cerebrais, cuja investigação relaciona determinadas estruturas
do cérebro com distúrbios ou aspectos específicos da linguagem”.

NORMA compreende a fala menos as variantes ocasionais que nela podem ser encontradas.

OPOSIÇÃO os elementos possuem diferenças entre si, pois cada um tem a sua identidade
própria.

PARADIGMAS é que sugere que há modelos para ocorrer uma substituição.

PLANO DA EXPRESSÃO compõe-se da substância fônica (sons, palavras, sentenças, textos)


que veicula o Conteúdo.

PLANO DO CONTEÚDO constitui-se de tudo o que o homem tem na sua mente e que
comunicar: o Conteúdo.

PRECONCEITO LINGUÍSTICO é todo juízo de valor negativo (de reprovação, de repulsa ou


mesmo de desrespeito) às variedades linguísticas de menor prestígio social.

PRODUTIVIDADE a capacidade da linguagem permite que qualquer falante, em qualquer


tempo e lugar, possa produzir a mensagem que quiser, independente de já tê-la ouvido ou não.

PSICOLINGUÍSTICA “analisa qualquer processo que tenha a ver com a comunicação humana,
mediante o uso da linguagem (seja ela de forma oral, escrita, etc.)”. Estuda, também, “as
estruturas psicológicas que nos capacitam a entender expressões, palavras, orações, textos, etc.”

RECEPTOR é quem recebe a mensagem.

REFERENTE é constituído pelo contexto, pela situação e pelos objetos reais aos quais a
mensagem remete.

REGISTRO são variações linguísticas que ocorrem em função do receptor.

REGUARIDADE cada manifestação linguística tem uma significação permanente, pois a


linguagem se manifesta por meio de sistemas linguísticos.

RELAÇÕES SINTAGMÁTICAS são as relações lineares na cadeia da fala, em que as cadeias


linguísticas se combinam.

SEMÂNTICA é o estudo dos significados e sentidos que as palavras podem assumir, nos
diferentes contextos de seu uso.

SEMIOLOGIA é a ciência que estuda os sinais, símbolos e signos, bem como as formas de
emprega-los.
SIGNOS entidade psíquica de duas faces: o conceito e a imagem acústica.

SIGNO LINGUÍSTICO se constitui da combinação de um conceito da combinação de um


conceito (SIGNIFICADO) a uma imagem acústica (SIGNIFICANTE).

SIMBOLIZAÇÃO a linguagem é uma atividade simbólica, pois os signos linguísticos


representam a realidade eles não são a realidade.

SINCRONIA dentro da linguística é o modo em que se encontra a língua em um determinado


momento, fazendo um recorte no tempo.

SINTAGMAS são combinações formadas pelas unidades linguísticas em suas relações.

SINTAGMA ORACIONAL constitui-se da oração ou sentença como um todo.

SINTAGMA NOMINAL constitui-se de um conjunto cuja palavra central (ou núcleo) é um


nome.

SINTAGMA VERBAL constitui-se de um conjunto cuja palavra central (ou núcleo) é um verbo.

SINTAGMA POSICIONADO é um conjunto introduzido por uma preposição, mas seu núcleo
é um nome.

SINTAXE é o ramo que estuda os processos generativos ou combinatórios das frases das línguas
naturais, tendo em vista especificar a sua estrutura interna e funcionamento.

SINTONIA é o ajustamento que o falante faz na estrutura de seu texto com base em informações
específicas que tem sobre o ouvinte.

SISTEMA é um conjunto de elementos, concretos ou abstratos.

SOCIOLINGUISTICA estuda a diversidade linguística, analisa fatores que contribuem para


essa diversidade, como fatores geográficos e sociais.

SOLIDADARIEDADE os elementos possuem semelhanças que os aproximam entre si.

TIPO TEXTUAL é a forma como um texto se apresenta.

Junho de 2020