Você está na página 1de 20

SEMINÁRIO:

REVELANDO AS SIMBOLOGIAS DO APOCALIPSE

DEZEMBRO

2019

1
INDICE GERAL

Apresentação - Págs 3-4.

Introdução - Págs 5-6

O sentido da palavra Apocalipse Pág 7.

Sobre a tradição da Igreja Pág 7.

Sobre o Apóstolo João Págs 8-9.

Subdivisões da Bíblia Pág 9.

Como se interpreta a Bíblia Págs 9 -11.

Aprendendo algumas simbologias Págs 11-12.

Contando o tempo em profecia Págs 12 -14.

Revelando as simbologias de

Daniel Págs 14 -16.

As Colunas da Verdade Págs 17 – 18.

As Bem Aventuranças Apocalípticas Págs 18 -19.

Epílogo Pág 20.

2
APRESENTAÇÃO

Quando resolvi escrever este seminário, fiz com o objetivo


de ensiná-lo em minha classe bíblica da minha igreja local. Desse
tratado surgiu a ideia de escrevê-lo por partes e assim o estou
fazendo.

Espero que Deus me abençoe e faça exatamente aquilo


que ele deseja para mim e para meus alunos e no futuro o meu
povo que ele tem prometido que irá dar-me para cuidá-los.

Tem sido cuidadosamente pesquisado. Tenho buscado a


fonte em vários autores, e cito aqui aquelas pesquisas que me tem
chamado atenção e vejo e percebo que são dignas de confiança e
aceitação.

Desde jovem que tenho estudado Apocalipse e a minha


busca continua por entender a Revelação deste livro com a sua
verdade. Dou estudos bíblicos desde os meus dezessete anos. E
de Apocalipse faço- o desde meus trinta anos, portanto são dez
anos estudando este fascinante livro e a minha pesquisa apenas
começou.

Considero-me um aprendiz de Jeová. Sou mestre para


aqueles a quem ensino, e o faço com muita dedicação e
prestimosidade. Meu tratado ainda é simples, mas procuro entender
as profundezas do livro buscando as simbologias que ele ( o livro)
nos revela.

Estudar Apocalipse requer um conhecimento profundo das


Escrituras. É necessário caminhar por toda a Bíblia Sagrada, pois
as Simbologias, apesar de que estão concentradas neste livro de
presente estudo, também estarão espalhadas por todo o Novo E
Antigo Testamento, e isto leitor você verá com seus próprios olhos
que não uso de falácia, mas profiro a palavra com muita veracidade.

Espero que vocês alunos apreciem estas minhas aulas.


Pretendo fazer deste manual um resumo; porque, pessoalmente se

3
aprende com mais facilidade, pois, ler requer muita atenção e
dedicação.

Vamos ao assunto! Bem vindos e boas aulas!!

Washington Lisboa França

4
INTRODUÇÃO

Tudo na vida é regido por símbolos, quando olhamos ao nosso


redor percebemos isto.

Deus se comunica com o homem por meio de símbolos. A


semiótica é a ciência geral da linguagem e esta estuda a
comunicação tanto verbal( oral e escrita) e a comunicação não
verbal( os símbolos, como sinalização de transito por
exemplo). A semiótica estuda também a simbologia da
comunicação. Os surdos mudos usam as mãos e fazem sinais
com os dedos para se comunicar. A realidade manifesta-se por
meio dos símbolos.

A realidade é vista de maneira distinta por cada pessoa.

Uma ministração da Palavra de Deus traduz um único


discurso,porém seus ouvintes possuem vivências diferentes,e,
aquela ministração realizada em um culto vai ser traduzida no
coração de cada crente de maneira pessoal e subjetiva para as
suas necessidades próprias espirituais; e Deus manifesta a
Sua Palavra no coração de cada servo individualmente, apesar
de que sua ministração foi coletiva.

Jesus exemplifica a sua Palavra através dos símbolos


revelados por ela.

“ os símbolos não apenas transmitem informações, mas também


comunicam valores e suscitam (fornecem) emoções”.

E por que utilizar símbolos?

1 – Esse tipo de código espiritual é compreendido somente pelos


que conhecem a cristo pessoalmente.

2 – O motivo mais importante: o simbolismo não sofre os efeitos do


tempo.

(o que significa isto? Como professor de língua portuguesa


que sou, aprendi que a língua evolui e as palavras que hoje

5
existem e possuem um sentido próprio, daqui a cem anos por
exemplo podem deixar de existir, exemplo: Vossa Merce –
Vosmice – Voce –Ce..)

A língua é mutável mas os símbolos não são, e uma vez


estabelecidos são inalienáveis ( não podem ser transferíveis).
(Comentário nosso)

Os símbolos bíblicos são coerentes com a Revelação das


Escrituras em sua totalidade. Alguns são exemplificados (em
Apocalipse 1.20; 4.5; 5.8);outros são compreensíveis a imageria do
Antigo Testamento(A.T.) ( Apocalipse 2.7; 17; 4.7) e alguns não são
acompanhados de explicação alguma ( a pedrinha branca de
Apocalipse 2.17). Há em Apocalipse quase 300 referencias ao AT,
isso significa que se deve basear as interpretações no que Deus já
revelou pois de outro modo, acaba-se tirando conclusões
equivocadas acerca deste livro. (Comentário Biblico Expositivo War-
ren W .Wiersbe pág 722)

Obs: o que está em negrito é comentário nosso, e o que está sem


negrito faz parte do comentário bíblico expositivo, referido acima.

6
O SENTIDO DA PALAVRA APOCALIPSE

A palavra apocalipse vem do grego “apokalupsis” e significa


desvendar, descobrir. Ou também podemos entender como
revelação. Em Inglês, o livro é chamado de “REVELATION”.

SOBRE A TRADIÇÃO DA IGREJA

A tradição presente nos primeiros escritores cristãos (Clemente de


Alexandria, Origens, Vitorino de Petau, Eusébio de Cesaréia) diz
que João foi expulso e exilado em Patmos; contudo, antes da sua
morte foi para Éfeso, onde, segundo Poicates de Éfeso, foi
sepultado. De acordo com a testemunhança de Tertuliano, João
sobreviveu a um atentado martírio (imersão em uma banheira de
óleo fervente) por ordem do imperador Domiciano. O ancião
apóstolo teria resistido tanto sem ser queimado que os carrascos,
convencidos que fosse um mago poderoso, o liberaram e o
enviaram em exílio a Patmos, onde teria escrito o Apocalipse.

Outro autor Estevão T. Bettencourt que nos deixou muitas


respostas a dúvidas em sua Revista Pergunte e Responderemos e
Cursos Bíblicos, falando do livro do apocalipse assim afirma: “O
imperador Domiciano (81-96) moveu perseguição aos cristãos,
deportando então João, bispo de Éfeso, para a ilha de
Patmos (conf.1,9)” (Fonte: Curso Bíblico, pag. 89).(
https://www.abiblia.org/ver.php?id=3933 )

7
SOBRE O APÓSTOLO ESCRITOR

JOÃO
O apóstolo, irmão de Tiago, o “Grande” (Mt 4:21; Mt 10:2; Mc 1:19;
Mc 3:17; Mc 10:35). Era um dos filhos de Zebedeu (Mt 4:21) e de
Salomé (Mt 27:56; comp. Mc 15:40), provavelmente o mais novo,
tendo nascido em Betsaida. O seu pai era, aparentemente, um
homem rico (comp. Mc 1:20; Lc 5:3; Jo 19:27). Ele foi, sem dúvida,
treinado em tudo o que constituia a vulgar educação destinada aos
jovens judeus. Quando cresceu, seguiu a profissão de pescador, no
Lago da Galileia. Quando João Baptista começou o seu ministério
no deserto da Judeia, João, juntamente com muitos outros, juntou-
se a ele e foi profundamente influenciado pelos seus ensinos. Aí ele
ouviu o anuncio ‘Eis o Cordeiro de Deus’ e, imediatamente, a
convite de Jesus, se tornou num discípulo, sendo contado entre os
seus seguidores (Jo 1:36, 37) durante algum tempo. Ele e o seu
irmão voltaram, então, para a sua ocupação durante mais algum
tempo. Jesus chamou-os novamente (Mt 4:21; Lc 5:1-11) e agora
eles deixam tudo, ligando-se permanentemente à companhia dos
seus discípulos. Fez parte do circulo mais íntimo (Mt 5:37; Mt 13:3;
Mt 17:1; Mt 26:37). Ele foi o discípulo amado. Pelo seu zelo e
intensidade de caráter, foi chamado “Boanerges” (Mc 3:17). Mas,
este espírito foi domado (Mt 20:20-24; Mc 10:35). quando da traição
de Jesus, ele e Pedro seguiram Cristo de longe, enquanto que os
outros fugiram apressadamente (Jo 18:15). No julgamento, segue
Cristo até à câmara do concílio e depois até ao pretório (Jo 18:16,
19, 28), indo também até ao lugar da crucificação (Jo 19:26, 27). É
a ele e a Pedro que Maria dá primeiro as novas da ressurreição (Jo
20:2) e são eles os primeiros a ver o que tudo aquilo significava.
Após a ressureição, ele e Pedro voltam ao mar da Galiléia, onde o
Senhor se lhes revela (Jo 21:1, 7). Após estes acontecimentos,
vemos Pedro e João frequentemente juntos (Jo 3:1; Jo 4:13).
Aparentemente, João permaneceu em Jerusalém como líder da
igreja aí estabelecida (At 15:6; Gl 2:9). A sua história subsequente

8
não está registada. Ele não estava em Jerusalém, contudo, no
momento da última visita de Paulo (At 21:15-40). Parece que se
tinha retirado para Éfeso mas não sabemos em que altura. As sete
igrejas da Ásia foram objeto do seu especial cuidado (Ap 1:11).
Sofreu perseguições e foi preso em Patmos (Ap 1:9), de onde
voltou para Éfeso. Aí morreu provavelmente em 98 d.C., tendo
sobrevivido a todos ou quase todos os amigos e companheiros,
mesmo os dos seus anos mais maduros. Existem muitas tradições
interessantes sobre João, enquanto ele viveu em Éfeso mas a
nenhuma se pode atribuir um caráter de verdade histórica.

(enciclopédia temática MUNDO BÍBLICO)

SUBDIVISÕES DA BÍBLIA( Pr. Luiz Gonçalves)

História – Gênesis a Ester, incluindo Atos dos Apóstolos . 90% do


que está escrito se entende como se lê.

Poesia – Jó a Cantares de Salomão . 85% do que está escrito se


entende como se lê.

Profecia – Isaías a Malaquias incluindo Apocalipse. 95% do que


está escrito não se entende como se lê.

Evangelhos – Mateus a João. 85% do que está escrito se entende


como se lê. 15% são as parábolas.

Cartas – Romanos a Judas. 90% do que está escrito se entende


como se lê.

Como se interpreta a Biblia? ( Pr. Luiz Gonçalves)

Isto esta registrado em Is 28:10 - Porque é mandamento sobre


mandamento, mandamento sobre mandamento, regra sobre regra,
regra sobre regra, um pouco aqui, um pouco ali.

9
As Escrituras foram traduzidas em 1500 línguas e escritas em 1600
anos por 40 escritores, e seu autor é Deus. Originalmente elas
foram escritas em 3 idiomas: hebraico, aramaico e grego e
possuem 66 livros.

A palavra Bíblia quer dizer: Os livros. Plural de Biblos ( singular :


livro). É uma palavra de origem grega.

O Apóstolo João começa dizendo que é a Revelação de Jesus


Cristo que Deus lhe deu,para mostrar aos servos as coisas que
brevemente devem acontecer; e pelo seu anjo as enviou e as
notificou a João seu servo. ( Apoc 1.1)

1. Quem deu a Revelação foi Deus(Pai) a Jesus com o objetivo de


nos mostrar a nós seus servos as coisas que em breve devem
acontecer.

2. Essa mensagem foi enviada pelo anjo que entregou a João o


Apóstolo.

Em Apocalipse 1:2 esta registrado o seguinte texto: “O qual


testificou da palavra de Deus, e do testemunho de Jesus Cristo,
e de tudo o que tem visto”. Esta palavra ocorre pelo menos 4(
quatro) vezes no referido livro. Ap 12.17;19.10;20.4.

Em Apocalipse 1:4 nos está dito o seguinte: João, às sete igrejas


que estão na Ásia: Graça e paz seja convosco da parte daquele
que é, e que era, e que há de vir, e da dos sete espíritos que estão
diante do seu trono. Encontramos aqui, de imediato uma
simbologia bem clara:

Os sete espíritos – isto esta predito lá em Isaías 11.2 –“ E


repousará sobre ele o Espírito do Senhor, o espírito de sabedoria e

10
de entendimento, o espírito de conselho e de fortaleza, o espírito
de conhecimento e de temor do Senhor.”

Vamos aprender que o Apocalipse e a própria Bíblia se explicam,


portanto aplicando a regra de Isaías 28:10 ... um pouco aqui e um
pouco ali, mandamento sobre mandamento e regra sobre regra.

Nosso objetivo agora é mostrar que o Apocalipse é um livro que


pode ser lido e entendido, porque vamos encontrar respostas auto-
explicativas na própria Escritura.

APRENDENDO ALGUMAS SIMBOLOGIAS:(Pr. Luiz Gonçalves)

Mulher – Igreja - Efésios 5;23

1 Dia – 1ANO - Ezequiel 4:6,7 e Números 14:34.

Ventos – Guerras - Jeremias 51: 1-5.

Cauda – Falso Profeta – Isaías 9:15

Estrelas – Anjos e Pregadores = Mensageiros Daniel 12:3 e


Apocalipse 12:4.

Animal – Rei ou Reino – Daniel 7: 17-23

Chifre – Poder, Rei ou Reino – Apocalipse 17:12

Tempos – Anos – Daniel 11;13

Cordeiro – Jesus – João 1:29.

Águas – Povos – Apocalipse 17:15.

11
CONTANDO O TEMPO EM PROFECIA

Um detalhe que quero enfatizar aqui. As profecias nos ensinam a


contar o tempo (anos) e ate horas e frações de hora.

Em Apocalipse 17:12 - E os dez chifres que viste são dez reis, que
ainda não receberam o reino, mas receberão poder como reis por
uma hora, juntamente com a besta.

Apocalipse 8:1 - E, havendo aberto o sétimo selo, fez-se silêncio


no céu quase por meia hora.

12
Eu fiz os cálculos para saber as horas em profecias e os dias . Veja
como ficou a revelação:

Conforme Ezequiel 4: 6,7 e Números 14:34.

1 DIA = 1 ANO 1 ANO = 365 DIAS E 6 HORAS.

1 DIA = 24 HORAS

24 HORAS possui 1440 minutos . Calcula-se conforme a nossa


matemática 24h x 60 minutos = 1440 minutos.

1 ANO = 365 dias e 6 horas. Calcula-se de forma semelhante:

365 dias x 24 h= 8760 h, lembre –se de acrescentar mais 6 horas


= 8766 h. Transforme este resultado em minutos

365 dias x 8766 h = 12.623.040 minutos

Agora vamos calcular 1 h em profecia:

1 hora = x

24 horas 365 d

O cálculo é diretamente proporcional, portanto

24 x = 365

X = 365 / 24 = 15,2083333333

PORTANTO :

1 HORA EM PROFECIA = 15 DIAS .

13
30 MINUTOS = 7,5 DIAS.

SE QUISER SABER OS MINUTOS EM PROFECIA É SO


MULTIPLICAR,

15 DIAS X 1440 MINUTOS = 21.600 MINUTOS

Calcular tempos proféticos nos revelam coisas profundas do mundo


espiritual. Por isso Jesus não nos revelou o período da sua volta
porque a própria Bíblia nos ensina a contar os tempos(anos)
profeticamente. Acabei de te demonstrar algo acima. Por isso ele
permitiu a confusão no tempo para que o propósito de Deus fosse
concretizado. Não se sabe o período exato do nascimento de
Jesus, vivemos em um tempo aproximado do calendário divino.
Para ser exato, o calendário Judaico é o que mais se aproxima do
tempo divino. Devemos ficar atento ao Calendário de Israel para o
cumprimento das profecias. Vou falar pessoalmente na aula sobre
esse assunto.

REVELANDO AS SIMBOLOGIAS EM DANIEL

No meu aprendizado do estudo de profecias, foi me ensinado que


não se pode entender Apocalipse sem entender o Livro de Daniel.
O interessante é que os dois profetas viveram em períodos
diferentes(João no Novo Testamento e Daniel no Velho
Testamento), mas o conteúdo de ambos os livros nos atestam da
Autoria do Criador do Universo.

Logo no Capítulo 2 de Daniel está registrado o Sonho de


Nabucodonosor, Rei da Babilônia e a sua interpretação da grande
estátua que ele viu a partir do versículo 29 até o 49.

14
Cabeça - de Ouro

Peitos e Braços - de prata

Coxas – de cobre

Pernas – de ferro

Pés – Em parte de Ferro e em parte de barro

A Pedra – que esmiuçou a estatua pelos pés, pernas,peitos, braços


e a cabeça

No verso 39 é dito que o terceiro reino terá domínio sobre toda a


terra (Universal).

A Grécia dominou militarmente, mas exerce domínio cultural sobre


a Terra até os dias atuais (hodiernos). O Novo Testamento foi
escrito em grego. O domínio era romano no período apostólico, mas
as nações falavam grego como língua de prestígio. A Filosofia(
etimologia: amor ao conhecimento ou gosto pela sabedoria) surgiu
na Grécia e o estudo da Gramática também como um ramo desta
ciência ( considerada a mãe das ciências).

Interpretação

Babilônia – A cabeça de Ouro.

A história tem registrado os quatro reinos que dominaram o mundo


são eles por ordem: Babilônia, Média-Persia, Grécia, Roma.

15
Então assim:

Parte Material Nação Período

Cabeça Ouro Babilônia 606 a 539 a.C.

Braço e Prata Medo-Persa 539 a 331 a.C.

Peito Bronze Grécia 331 a 146 a.C.

Pernas e Ferro Roma 146 a.C a 476

Pés Ferro e d.C.

Barro

Deus ainda repete o mesmo assunto em Daniel capitulo 7, falando


de maneira diferente; e em Daniel 8 o mesmo autor fala ainda de
dois reinos, citando o carneiro como a Medo-Pérsia e o Bode como
A Grécia nos versículos 20 e 21. Vemos, portanto que na profecia
Deus revela que haveria 4 (quatro)governos mundiais e depois
disso vem o reino de Deus representado pela Pedra que derrubou a
estátua por completa.

Por hora agora encerramos a simbologia em Daniel e retornaremos


para o Apocalipse, porém quero ressaltar também que as parábolas
de Jesus também encerram simbologias revelatórias acerca do
Reino de Deus. Em um outro momento irei discorrer um pouco
sobre elas.

Em sua descrição de glorificação em Apocalipse 1:13-15, ocorre


uma simbologia semelhante em Daniel capítulo 7:9. E a descrição
Filho do Homem, usada por Daniel para referir-se a Jesus; utilizada

16
também pelo profeta Ezequiel e várias vezes usada por Jesus
quando esteve aqui na Terra ( ver Mateus 8.20).

AS COLUNAS DA VERDADE ( Pr.Luiz Gonçalves)

A verdade da Palavra de DEUS esta baseada em 5 pilares ou


colunas. Isto porque a verdade se manifesta em 5 aspectos. A
seguir veremos quais são eles.

Jeremias 10:10 - Mas o Senhor Deus é a verdade; ele mesmo é o


Deus vivo e o Rei eterno; ao seu furor treme a terra, e as nações
não podem suportar a sua indignação.

João 14:6 - Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a


vida;ninguém vem ao Pai, senão por mim.

1 João 5:6 - Este é aquele que veio por água e sangue, isto é,
Jesus Cristo; não só por água, mas por água e por sangue. E o
Espírito é o que testifica, porque o Espírito é a verdade.

João 17:17- Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade.

Salmo 119:151-Tu estás perto, ó Senhor, e todos os teus


mandamentos são a verdade.

Assistindo a um seminário de Apocalipse pela televisão Novo


Tempo e a um DVD que eu tenho aqui em casa, me apropriei deste
conhecimento e achei muito bom e aqui vou aplicar o entendimento
que tive a partir destes versículos acima.

Deus é este primeiro aspecto ou coluna do conhecimento da


verdade. Ninguém ousará dizer que Deus não é verdade.

Jesus é um segundo aspecto ou coluna do conhecimento da


verdade. Alguns tem ousado a duvidar da divindade de Cristo, mas

17
as próprias Escrituras afirmam que Jesus é homem e também é
Deus.

Em terceiro está o Espírito Santo que também dirige a sua Igreja na


face da Terra. Alguns ousam a negar a sua divindade, temos visto
isto acontecer nestes tempos.

Em quarto está as Escrituras Sagradas como reveladora do


conhecimento da verdade de Deus para nós que cremos Nela. Há
uma benção para os que crêem na Bíblia: são santificados na
Palavra de Deus.

Em quinto está os Mandamentos ou a LEI DE DEUS tão reveladora


do caráter do próprio Deus. Através da lei eu conheço o caráter e a
vontade de Deus para a minha vida.

São essas colunas que nos fazem permanecer em equilíbrio em


toda a verdade.

AS BEM-AVENTURANÇAS APOCALIPTICAS

Como nosso objetivo é estudar as simbologias do Apocalipse,


encontramos neste livro sete bem aventuranças das quais também
encontramos no Evangelho de Mateus ( 9) , e no Livro de Lucas
aparecem 4 ( quatro).

As bem-aventuranças apocalípticas estão registradas em todo o


livro nos seguintes capítulos e versículos:

Apocalipse 1:3 - Bem aventurado aquele que lê, e os que ouvem as


palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão
escritas; porque o tempo está próximo.

Apocalipse 14:13 – Bem aventurados os mortos que, desde agora


morrem no Senhor, Sim, diz o Espírito, para que descansem dos
seus trabalhos, e as suas obras os sigam.

18
Apocalipse 16:15 – Bem aventurado aquele que vigia e guarda as
suas vestes, para que não ande nu, e não se vejam as suas
vergonhas.

Apocalipse 19:9 – Bem aventurados aqueles que são chamados à


ceia das bodas do Cordeiro.

Apocalipse 20:6 – Bem aventurado e santo aquele que tem parte na


primeira ressurreição; sobre estes não tem poder a segunda morte,
mas serão sacerdotes de Deus e de Cristo e reinarão com ele mil
anos.

Apocalipse 22:7 – Bem aventurado aquele que guarda as palavras


da profecia deste livro.

Apocalipse 22:14 – Bem aventurados aqueles que lavam as suas


vestiduras no Sangue do Cordeiro, para que tenham direito à arvore
da vida e possam entrar na cidade pelas portas.

Quais são os objetivos das bem aventuranças?

Reforçar a nossa fé e manter viva a nossa crença de que O céu é


real e verdadeiro. E posso testemunhar por mim mesmo que a Água
da Vida é real porque quando eu tinha 6 anos de idade e quando
ainda era servo do inimigo, eu fui levado em sonho a uma parte do
céu onde a fonte da água da vida estava lá, e me foi permitido
beber daquela água; experiência esta que tive 2 vezes com a
mesma idade .

Pessoalmente eu vou contar para meus alunos a experiência que


tive, foi muito linda e bonita e eu nunca esqueci. João se maravilhou
pelo que viu, e eu também me maravilhei pelo que aconteceu. Deus
é real, e ele existe! Ele nos deu JESUS e quer dar-nos o céu como
herança e a terra renovada onde Cristo será nosso legitimo
governante e onde não haverá mais pecado,nem morte e nem dor.

19
EPÍLOGO

Quero terminar este primeiro tratado de simbologia expressando


que, nos meus estudos sobre apocalipse eu aprendi uma coisa
nova aqui, fazendo este material para vocês. Tendo lido este livro
várias vezes mas nunca tinha prestado atenção para as bem
aventuranças; eu aprendi que este é um livro de consolo e
exortação,também um livro de esperanças e por fim a mensagem
final dele é que só irão tomar posse das promessas finalmente
somente aquele que vencer, portanto é minha obrigação e a sua
vencermos: o mundo, o diabo e a nós mesmos a cada dia.

20

Você também pode gostar