Você está na página 1de 1

Biologia Marinha é uma especialidade da Biologia, que estuda os seres vivos que habitam os

ecossistemas de água salgada, como os oceanos, e as relações que estabelecem com esse
ambiente. O biólogo marinho procura compreender os ambientes marinhos, os seus
habitantes e o seu ciclo de vida.

Em Portugal só é possível tirar uma licenciatura em Biologia Marinha na Universidade do


Algarve. Mas no Instituto Politécnico de Leiria pode-se tirar um curso semelhante – Biologia
Marinha e Biotecnologia.

Ambos têm a duração de 6 semestres, ou seja, 3 anos, equivalentes a 180 créditos. Para
ingressar neste curso é necessário, pelo menos, uma das seguintes provas: Biologia e Geologia,
Física e Química e Matemática A, caso seja na Universidade do Algarve, ou Matemática, no
caso do Instituto Politécnico.

Nas duas opções, a classificação mínima de candidatura é 100 pontos e as classificações


mínimas das provas de ingresso são 95 pontos. A média global de acesso é calculada de modo
igual nas duas instituições: 65% do valor é relativo à média do secundário e os restantes 35%
devem-se aos resultados obtidos nas provas de ingresso.

Na Universidade do Algarve, as médias para este curso têm sofrido algumas alterações. Em
2017, a média do último colocado foi na primeira fase 12,2. Por outro lado, este ano, a média
do último colocado foi 13,3. Comparativamente, no Instituto Politécnico de Leiria, em 2017, a
média foi 10,6, enquanto este ano foi 10,9. Sendo assim, posso concluir que as médias dos
últimos colocados foram sendo sempre superiores na Universidade do Algarve em comparação
com as médias do Instituto Politécnico de Leiria.

Quanto ao plano de estudos, o curso de Biologia Marinha apresenta diversas unidades


curriculares relacionadas com o estudo da vida marítima e habitat (por exemplo, geologia
marinha ou biologia dos vertebrados), mas também outras unidades mais gerais, como a
estatística/matemática e a química. O plano de estudos do curso Biologia Marinha e
Biotecnologia é bastante parecido.

A grande diferença entre estes dois cursos é o foco também na biotecnologia, presente no
curso do politécnico de Leiria. A Biotecnologia é a ciência que cria produtos para melhorar a
sociedade e a qualidade de vida dos humanos, utilizando para isso, organismos vivos.

São diversas as áreas em que um licenciado em Biologia Marinha pode atuar, como, por
exemplo, na conservação e aproveitamento dos recursos pesqueiros e biotecnologia. Pode
desempenhar funções de técnicos superiores de Serviços de Ambiente da Administração Local
e Central, técnicos/assistentes de investigação, técnicos de assessoria/consultadoria. O curso
de Biotecnologia, além das saídas anteriormente mencionadas, também oferece
conhecimentos que permitem ao estudante tornar-se um empresário na área dos recursos
marinhos (inovação tecnológica e produtos naturais) ou trabalhar em laboratórios de biologia
molecular, farmacêuticos, análises químicas e microbiológicas.

Você também pode gostar