Você está na página 1de 2

SEMANA 8

TEMA O QUE É SER EFETIVAMENTE CIDADÃO?


TEXTO 1 EXTRA! EXTRA! O EXTRAORDINÁRIO NO ORDINÁRIO.
DESAFIOS DA SEMANA
Escreva uma dissertação argumentativa
sobre o tema: O que é ser
25 de outubro de 2013 4 de setembro de 2014 15 de novembro de 2016 efetivamente cidadão?
Pesquisa DataSenado mostra Ferramentas voltadas para a Brasil é o segundo país do Para superar os maiores desafios da
que poucos brasileiros cobrança de autoridades ou para mundo menos interessado escrita:
conhecem realmente a a discussão de problemas da em política, de acordo com (1) Leia atentamente a coletânea e
Constituição cidade na internet têm proliferado um relatório da OCDE extraia dela as ideias para compor seu
no Brasil
projeto de texto;
(2) Utilize o diagrama do projeto de
texto para organizar essas ideias em um
6 de novembro de 2018 15 de setembro de 2019 plano de argumentação;
14 de fevereiro de 2020 (3) Exercite as técnicas de introdução, de
Ao transformar direitos coletivos Brasil despenca quase 50 Mais do que conteúdo,
posições no ranking mundial escolas ensinam cidadania, conclusão e de desenvolvimento que
em mercadorias individuais,
de solidariedade e o mundo trabalhando projeto de vida estudou até este momento.
regime econômico neoliberal
desfaz a noção de cidadania está doando menos dinheiro, com alunos, conforme Nesta semana, vamos aplicar nosso
segundo IDIS determina a BNCC conhecimento sobre as técnicas de
escrita aplicadas ao texto.

TEXTO 2 O QUE É, O QUE É?


Ser cidadão é ser reconhecido como membro ativo de uma comunidade política; essa condição se configura em termos diversos nas diferentes
sociedades. Está ligada à liberdade ou à justiça e a ambas; nesse aspecto, identifica-se com o exercício de três gerações de direitos humanos: os civis (por
exemplo, à vida, à expressão, à propriedade), os políticos (por exemplo, à função eleitoral, à associação em partidos e sindicatos) e os sociais (por exemplo, ao
trabalho, à educação, à saúde). Enquanto na Antiguidade a ideia de cidadania estava ligada essencialmente à de deveres, e na modernidade à de direitos, hoje
seu conceito se refere a direitos e deveres: ambos considerados essenciais para que alguém seja membro de uma comunidade. Mais precisamente, pode-se
dizer que a nova cidadania conjuga os direitos de liberdade e igualdade com os deveres de solidariedade; nesse sentido, a definição de cidadania está
ligada ao de democracia e é caracterizado pela necessidade de combinar a exigência de participação com a de governabilidade, por um lado, e a de justiça
com a de mercado, por outro.
Nicola Abbagnano. Dicionário de filosofia. São Paulo, Martins Fontes, 2012. [Adaptado].

TEXTO 3 P O R F O R Ç A DA L E I , É P RE C I S O L E R .
Tendo por base o compromisso da escola de propiciar uma formação integral, balizada pelos direitos humanos e princípios democráticos, é preciso
considerar a necessidade de desnaturalizar qualquer forma de violência nas sociedades contemporâneas, incluindo a violência simbólica de grupos sociais que
impõem normas, valores e conhecimentos tidos como universais e que não estabelecem diálogo entre as diferentes culturas presentes na comunidade e na
escola.
Atenta a culturas distintas, não uniformes nem contínuas dos estudantes, é necessário que a escola dialogue com a diversidade de formação e vivências
para enfrentar com sucesso os desafios de seus propósitos educativos. A compreensão dos estudantes como sujeitos com histórias e saberes construídos nas
interações com outras pessoas, tanto do entorno social mais próximo quanto do universo da cultura midiática e digital, fortalece o potencial da escola como
espaço formador e orientador para a cidadania consciente, crítica e participativa.
A noção de cidadania, com direitos e deveres, e o reconhecimento da diversidade das sociedades pressupõem uma educação que estimule o
convívio e o respeito entre os povos.
Base Nacional Comum Curricular: educação é a base. Disponível em:
http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. [Adaptado].

TEXTO 4 U M A I M A G E M V A L E M A I S Q UE M I L P A LA V R A S . S E R Á ?

Disponível em: http://jornaldasilva.blogspot.com/2010/03/clube-do-panca-e-o-papel-do-cidadao.html


QUER AMPLIAR SUA ENCICLOPÉDIA?
LEIA SEMPRE E TUDO QUE PUDER, INCLUSIVE AS LETRAS MIÚDAS: “CIDADANIA” E “DIREITOS CIVIS, POLÍTICOS E SOCIAIS” PODEM SER ESTUDADOS COMO LEITURAS COMPLEMENTARES.

LEITURA 1 ESTE TEXTO VAI MUDAR A SUA VIDA!


Para entender essa variação, Cidadania não é uma definição estanque, mas um conceito histórico cujo sentido
A Constituição dos Estados
basta pensar na relação entre a varia conforme o tempo e o espaço. É muito diferente ser cidadão na Alemanha, nos
Unidos (1787) e a Declaração
cidadania e as constituições Estados Unidos ou no Brasil, não apenas pelas regras que definem quem é ou não titular
Universal dos Direitos do
nacionais. O Brasil, por da cidadania (por direito territorial ou de sangue), mas também pelos direitos e deveres
Homem e do Cidadão (1789),
exemplo, já teve sete, todas distintos que caracterizam o cidadão em cada um dos Estados-nacionais
associadas, respectivamente,
associadas ao momento contemporâneos.
a estes dois eventos históri-
político vigente, ao passo que a No sentido moderno, o conceito de cidadania instaura-se a partir dos processos de lutas
cos, são referências funda-
Alemanha teve apenas três ao que culminaram na Independência dos Estados Unidos e na Revolução Francesa. Esses
mentais na afirmação dos
longo de sua história. Enquanto dois eventos romperam o princípio de legitimidade que vigia até então, baseado nos deveres
direitos individuais civis e
a Carta estadunidense tem 7 dos súditos, e passaram a estruturá-lo a partir dos direitos do cidadão. Desse momento em
políticos como essenciais ao
artigos e foi alterada apenas 27 diante, todos os tipos de luta foram travados para que se ampliassem o conceito e a
exercício da cidadania e, por
vezes desde 1787, a brasileira prática de cidadania, e o mundo ocidental o estendesse a mulheres, crianças,
isso, precursoras na defesa
de 1988 tem 114 artigos e já minorias nacionais, étnicas, sexuais, etárias. Nesse sentido, pode-se afirmar que, na sua
dos direitos humanos.
passou por 112 emendas. acepção mais ampla, cidadania é a expressão concreta do exercício da democracia.
Jaime Pinsky. Introdução. In: História da cidadania. São Paulo, Contexto, 2013. Disponível em: [Adaptado].

LEITURA 2 S E N T E - S E , Q U E LÁ V E M LI T E R A T U RA !
– Como é mesmo seu nome?
Ele não teve coragem de confessar que esquecera como se chamava. SAIBA MAIS!
– José da Silva. [...] No conto “O nascimento de um cidadão”, o escritor brasileiro
Ele saiu. E sentia-se outro. Sentia-se como que – embriagado? – sim, como que Moacyr Scliar narra a história de um homem que, após ser
embriagado. Mas embriagado pelo céu, pela luz do sol, pelas árvores, pela multidão demitido, sente-se envergonhado por não conseguir um novo
que enchia as ruas. Tão arrebentado estava que, ao atravessar a avenida, não viu o emprego e resolve abandonar a família. Em situação de rua ao
ônibus. O choque, tremendo, jogou-o à distância. Ali ficou, imóvel, caído sobre o longo de muito tempo, ele esquece aos poucos seu passado até
asfalto, as pessoas rodeando-o. Curiosamente, não tinha dor; ao contrário, sentia-se não lembrar o próprio nome. Sua condição solitária e anônima
leve, quase que como flutuando. Deve ser o banho, pensava. contribui para que perca as referências de sua identidade. No fim
Alguém se inclinou sobre ele, um policial. Que lhe perguntou: da narrativa, ele consegue obter ajuda numa instituição religiosa.
– Como é que está, cidadão? Dá para aguentar, cidadão? Depois de tomar banho e vestir roupas limpas, o destino o
Isso ele não sabia. Nem tinha importância. Agora sabia quem era. Era um cidadão. aguarda com um fim, contraditoriamente, triste e revelador.
Não tinha nome, mas tinha um título: cidadão. Ser cidadão, para ele, o começo de tudo.
Ou o fim de tudo. Seus olhos se fecharam. Mas seu rosto se abriu num sorriso. O último sorriso do desconhecido, o primeiro sorriso do cidadão.
Disponível em: http://redeglobo.globo.com/Globoreporter/0,19125,VGC0-2703-4121-2-64454,00.html [Adaptado].

LEITURA 3 N Ó S Q U E A Q UI E S T A M O S P O R V Ó S E S P E RA M O S .
Silvio Brava: Quase todos os atores coletivos sociais e políticos, senão todos, se
dizem defensores da cidadania... Afinal, nós estamos falando de qual cidadania? SAIBA MAIS!
Chico de Oliveira: Um caminho seria a gente tentar fazer uma definição que não Em editor-chefe do jornal “Le Monde Diplomatique Brasil”, Silvio
é de ausência, nem de carências, mas é uma definição de plenitude. Cidadania Brava, o sociólogo brasileiro Chico de Oliveira discute o que é preciso
seria uma espécie de estado de espírito em que o cidadão fosse alguém que para formar um cidadão nas sociedades modernas, defendendo que
estivesse em pleno gozo de sua autonomia, e esse gozo de sua autonomia não a autonomia dos indivíduos deve ser garantida pela mediação das
fosse um gozo passivo, mas sim um gozo ativo, de plena capacidade de intervir instituições que são criadas de forma democrática e pública.
nos negócios da sociedade e, por meio de outras mediações, intervir também nos
negócios do Estado, que regula a sociedade da qual ele faz parte. Isso na
concepção ativa de cidadania, não apenas de quem recebe, mas, na verdade, de um ator que usa seus recursos econômicos, sociais, políticos e culturais para
atuar no espaço público.
A cidadania pode ser definida, em forma sintética, como o estado pleno de autonomia, quer dizer, saber escolher, poder escolher e efetivar as escolhas. No
Estado moderno, na sociedade moderna, significa dizer um cidadão pleno, consciente e ativo dos seus direitos, dos direitos individuais e dos direitos coletivos.
Disponível em: https://www.polis.org.br/uploads/825/825.pdf [Adaptado].

DICAS PARA VOAR AINDA MAIS ALTO


P
A N E
E
S A S
L O S
S V C
E U Q
I E R
I Ç U
S G E
A A I
T U V
S
A E A
E
“É sinal de educação
Nada como ler um bom “Nenhum direito a Conheça outras 23 Quer saber o que é o
fazer sua obrigação, para
conto! Está aqui o texto menos”, canta Paulo formas de exercer sua Sistema Único de
ter o seu direito de
inteiro de Moacy Sclyar. Moska. cidadania além de votar. Assistência Social (Suas)?
pequeno cidadão.”

Você também pode gostar