Você está na página 1de 7

Relatório de Controle Tecnológico – Asfalto e agregados

Empresa executante: Kopav – Pavimentação e Construções LTDA

Local da obra: Traçado/ Kopav – Ipumirim Data: 30/09/2020


Responsável Técnico Laboratório: Eng. Christian Antônio Dos Santos

1. Ensaios e parâmetros realizados:


1.1 Teor de umidade de agregados - Método Frigideira
1.2 Granulometria – Agregado miúdo
1.3 Teor de Betume – Extração de Betume. DNER-ME053
1.4 Granulometria – massa asfáltica

2. Definição de parâmetros:
2.1 TEOR DE UMIDADE – MÉTODO FRIGIDEIRA
O método da frigideira é um método prático de se obter a umidade do solo em base de
massa. Procedimento este que consiste em secar uma determinada amostra de solo em uma
frigideira por meio de um fogareiro. As principais vantagens do método são a significativa
redução no tempo de secagem e possibilidade de ser empregado diretamente no campo.
2.2 GRANULOMETRIA
Segundo a NBR 7217\1987 pelo ensaio de granulometria é possível encontrar o modulo
de finura, a dimensão máxima característica, quantidade de material pulverulento. As definições
são:

Materiais pulverulentos: Partículas minerais com dimensão inferior a 0,075 mm, incluindo os
materiais solúveis em água presentes nos agregados.

O ensaio de granulometria segue o procedimento:

•Secar as amostras pelo ensaio da frigideira, esfriar à temperatura ambiente e determinar suas
massas (M1 e M2). Tomar a amostra (M1) e reservar a outra (M2).

•Encaixar as peneiras previamente limpas, de modo a formar um único conjunto de peneiras,


com abertura de malha em ordem crescente da base para o topo.

•Colocar a amostra ou porções dela sobre a peneira superior do conjunto, de modo a evitar a
formação de camada espessa de material sobre qualquer uma das peneiras. Considerar o teor
de materiais pulverulentos no cálculo da composição granulométrica.

•Promover a agitação mecânica do conjunto por um tempo razoável, para permitir a separação
e classificação prévia dos diferentes tamanhos de grão da amostra.

_____________________________________________________________________________________________________________________________ ______________________________
KOPAV - Pavimentação e Construções Ltda
Rua Tancredo de Almeida Neves, 5192 – Sala 2
Bairro São Cristóvão – Concórdia – SC CEP 90711-650
CNPJ: 31.659.735/0001-55 – I.E: 25.88.385-15 – LM: 29.111
E-mail: comercial.kopav@concordia.psi.br// laboratório.britax@gmail.com
Fones: (49) 3442-6321 | (49) 9 9936-0432
Relatório de Controle Tecnológico – Asfalto e agregados

•Destacar e agitar manualmente a peneira superior do conjunto (com tampa e fundo falsos
encaixados) até que, após 1min de agitação contínua, a massa de material passante pela peneira
seja inferior a 1% da massa do material retirado.

•Remover o material retido na peneira para uma bandeja identificada. Escovar a tela em ambos
os lados para limpar a peneira.

•Proceder à verificação da próxima peneira, depois de acrescentar o material passante na


peneira superior, até que todas as peneiras do conjunto tenham sido verificadas.

2.3 EXTRAÇÃO DE BETUME


O ensaio de extração de betume, é utilizado para determinar o volume de CAP (Concreto
Asfáltico de Petróleo), perante a quantidade de amostra total. Este material é o ligante do asfalto,
através dele que a capa asfáltica adquire a sua forma e características de flexibilidade,
impermeabilidade e travamento.

Os resultados apurados são comparados ao projeto da usina de CBUQ (Fornecedor da massa


asfáltica). Nestes resultados pode-se apresentar dois fatores:
- Percentagem de betume é maior que a do projeto: a massa asfáltica pode apresentar-se com
flexibilidade acima do necessário, desfavorecendo o travamento, e consequentemente causar
deformações no pavimento;
- Percentagem de betume for menor que a do projeto: a quantidade de material ligante não é
suficiente para o perfeito travamento dos agregados, reduz as taxas impermeabilização e
flexibilidade, podendo causar problemas de segregação dos agregados causando crateras e
fissuras no pavimento.

2.5 Controle de temperatura

São efetuadas medidas de temperatura, com um termômetro de proteção metálica, durante a


jornada de 8 horas de trabalho, em cada um caminhão que saem da usina com destino a obra.

Além dessa aferição a usina conta com um controle de temperatura dos agregados, do ligante e
da também da mistura no momento da saída do misturador, instalados na própria central
dosadora.
3. Resultado de ensaios Realizados:

Agregados Umidade 1
Areia industrial 1,98%
Pedrisco 0,74%
Brita 1 0,55%
Média ponderada 1,09%

_____________________________________________________________________________________________________________________________ ______________________________
KOPAV - Pavimentação e Construções Ltda
Rua Tancredo de Almeida Neves, 5192 – Sala 2
Bairro São Cristóvão – Concórdia – SC CEP 90711-650
CNPJ: 31.659.735/0001-55 – I.E: 25.88.385-15 – LM: 29.111
E-mail: comercial.kopav@concordia.psi.br// laboratório.britax@gmail.com
Fones: (49) 3442-6321 | (49) 9 9936-0432
Relatório de Controle Tecnológico – Asfalto e agregados

Granulometria agregado miúdo

GRANULOMETRIA DA AREIA
699,47
PENEIRAS Retido Passant. Passando
POL (MM) (g) (g) (%)
Nr.04 4,76 0,0 699,47 100,00
Nr.10 2,00 136,4 563,05 80,50
Nr.40 0,42 358,1 204,98 29,31
Nr.80 0,180 55,4 149,57 21,38
Nr.200 0,074 51,3 98,30 14,05

Teor de betume

EXTRAÇÃO DE BETUME
Coleta: Caminhão 2 Caminhão 3 Caminhão 6 Caminhão 8
Amostra + Tara 2.663,96 2.639,46 2.562,59 2.676,19
Tara (g) 1.771,82 1.771,92 1.771,92 1.771,92
Amostra (g) 847,31 825,06 751,50 858,30
Insol + tara 2.619,13 2.596,98 2.523,42 2.630,22
Solúvel (g) 44,83 42,48 39,17 45,97
Teor Betume % 5,02% 4,90% 4,95% 5,08%
Média Teor Betume 4,99%

_____________________________________________________________________________________________________________________________ ______________________________
KOPAV - Pavimentação e Construções Ltda
Rua Tancredo de Almeida Neves, 5192 – Sala 2
Bairro São Cristóvão – Concórdia – SC CEP 90711-650
CNPJ: 31.659.735/0001-55 – I.E: 25.88.385-15 – LM: 29.111
E-mail: comercial.kopav@concordia.psi.br// laboratório.britax@gmail.com
Fones: (49) 3442-6321 | (49) 9 9936-0432
Relatório de Controle Tecnológico – Asfalto e agregados

3.1.3 Granulometria da massa asfáltica

FAIXA C - DNIT
GRANULOMETRIA 847,31 Granulometria
AMOSTRA da mistura -
(G) traço NB Lab.
PENEIRAS Retido Passando Passando (%)
POL (MM) (g) (%) (%)
1 1/2 37,50 0,00 100,0 100,0
847,31
" 3/4 19,10 0,00 847,31 100,0 100,0
" 3/8 9,50 79,83 767,48 90,6 87,7
Nr.04 4,76 173,3 594,18 70,1 56,8
Nr.10 2,00 222,04 372,14 43,9 42,2
Nr.40 0,42 252,14 120,00 14,2 15,2
Nr.80 0,180 30,12 89,88 10,6 11,1
Nr.200 0,074 28,18 61,70 7,3 7,1

FAIXA C - DNIT
GRANULOMETRIA 825,06 Granulometria
AMOSTRA da mistura -
(G) traço NB Lab.
PENEIRAS Retido Passando Passando (%)
POL (MM) (g) (%) (%)
1 1/2 37,50 0,00 100,0 100,0
825,06
" 3/4 19,10 0,00 825,06 100,0 100,0
" 3/8 9,50 99,78 725,28 87,9 87,7
Nr.04 4,76 163,26 562,02 68,1 56,8
Nr.10 2,00 204,29 357,73 43,4 42,2
Nr.40 0,42 246,42 111,31 13,5 15,2
Nr.80 0,180 27,55 83,76 10,2 11,1
Nr.200 0,074 25,38 58,38 7,1 7,1
_____________________________________________________________________________________________________________________________ ______________________________
KOPAV - Pavimentação e Construções Ltda
Rua Tancredo de Almeida Neves, 5192 – Sala 2
Bairro São Cristóvão – Concórdia – SC CEP 90711-650
CNPJ: 31.659.735/0001-55 – I.E: 25.88.385-15 – LM: 29.111
E-mail: comercial.kopav@concordia.psi.br// laboratório.britax@gmail.com
Fones: (49) 3442-6321 | (49) 9 9936-0432
Relatório de Controle Tecnológico – Asfalto e agregados

FAIXA C - DNIT
GRANULOMETRIA 751,50 Granulometria
AMOSTRA da mistura -
(G) traço NB Lab.
PENEIRAS Retido Passando Passando (%)
POL (MM) (g) (%) (%)
1 1/2 37,50 0,00 100,0 100,0
751,50
" 3/4 19,10 0,00 751,50 100,0 100,0
" 3/8 9,50 69,2 682,30 90,8 87,7
Nr.04 4,76 187,95 494,35 65,8 56,8
Nr.10 2,00 201,82 292,53 38,9 42,2
Nr.40 0,42 204,41 88,12 11,7 15,2
Nr.80 0,180 20,62 67,50 9,0 11,1
Nr.200 0,074 22,42 45,08 6,0 7,1

FAIXA C - DNIT
GRANULOMETRIA Granulometria
AMOSTRA 858,30 da mistura -
(G) traço NB Lab.
PENEIRAS Retido Passando Passando (%)
POL (MM) (g) (%) (%)
1 1/2 37,50 0,00 100,0 100,0
858,30
" 3/4 19,10 0,00 858,30 100,0 100,0
" 3/8 9,50 132,86 725,44 84,5 87,7
Nr.04 4,76 157,15 568,29 66,2 56,8
Nr.10 2,00 233,38 334,91 39,0 42,2
Nr.40 0,42 226,42 108,49 12,6 15,2
Nr.80 0,180 27,66 80,83 9,4 11,1
Nr.200 0,074 28,18 52,65 6,1 7,1

_____________________________________________________________________________________________________________________________ ______________________________
KOPAV - Pavimentação e Construções Ltda
Rua Tancredo de Almeida Neves, 5192 – Sala 2
Bairro São Cristóvão – Concórdia – SC CEP 90711-650
CNPJ: 31.659.735/0001-55 – I.E: 25.88.385-15 – LM: 29.111
E-mail: comercial.kopav@concordia.psi.br// laboratório.britax@gmail.com
Fones: (49) 3442-6321 | (49) 9 9936-0432
Relatório de Controle Tecnológico – Asfalto e agregados

3.1.3 Gráfico da Faixa de trabalho e mistura asfáltica

_____________________________________________________________________________________________________________________________ ______________________________
KOPAV - Pavimentação e Construções Ltda
Rua Tancredo de Almeida Neves, 5192 – Sala 2
Bairro São Cristóvão – Concórdia – SC CEP 90711-650
CNPJ: 31.659.735/0001-55 – I.E: 25.88.385-15 – LM: 29.111
E-mail: comercial.kopav@concordia.psi.br// laboratório.britax@gmail.com
Fones: (49) 3442-6321 | (49) 9 9936-0432
Relatório de Controle Tecnológico – Asfalto e agregados

_____________________________________________________________________________________________________________________________ ______________________________
KOPAV - Pavimentação e Construções Ltda
Rua Tancredo de Almeida Neves, 5192 – Sala 2
Bairro São Cristóvão – Concórdia – SC CEP 90711-650
CNPJ: 31.659.735/0001-55 – I.E: 25.88.385-15 – LM: 29.111
E-mail: comercial.kopav@concordia.psi.br// laboratório.britax@gmail.com
Fones: (49) 3442-6321 | (49) 9 9936-0432

Você também pode gostar