Você está na página 1de 2

IGUÁ SANEAMENTO S.A.

CNPJ/ME nº 08.159.965/0001-33
NIRE 35300332351

AVISO AOS ACIONISTAS

Nos termos da Instrução da Comissão de Valores Mobiliários (“CVM”) nº 480, de 7 de


dezembro de 2009, conforme alterada (“Instrução CVM 480”), a IGUÁ SANEAMENTO S.A.
(“Companhia”) comunica aos seus acionistas e ao mercado em geral que, em reunião
realizada em 1 de outubro de 2020, o Conselho de Administração da Companhia aprovou o
aumento do capital social da Companhia, dentro do limite de capital autorizado e em
atendimento ao disposto no artigo 30, inciso XXXII, da Instrução CVM 480, a Companhia
apresenta abaixo as informações acerca do aumento de capital.

1. Valor do aumento e do novo capital social, e se o aumento será realizado mediante:


(a) conversão de debêntures ou outros títulos de dívida em ações; (b) exercício de
direito de subscrição ou de bônus de subscrição; (c) capitalização de lucros ou
reservas; ou (d) subscrição de novas ações.

O aumento do capital social da Companhia decorre da conversão de debêntures


obrigatoriamente conversíveis, emitidas nos termos do “Instrumento Particular de Escritura
da 2ª (Segunda) Emissão de Debêntures Obrigatoriamente Conversíveis em Ações, em
Série Única, da Espécie Subordinada, com Participação nos Lucros, para Distribuição
Pública com Esforços Restritos de Colocação, da Companhia de Águas do Brasil – CAB
Ambiental”, celebrado entre a Companhia e a Pentágono S.A. Distribuidora de Títulos e
Valores Mobiliários em 5 de maio de 2017 (“Debêntures” e “Escritura de Emissão”).

Em decorrência da conversão das Debêntures, o capital social foi aumentado dentro do


limite do capital autorizado, mediante subscrição de novas ações, nos termos do artigo 6º
do estatuto social da Companhia, no montante de R$ 29.377.456,28, mediante a emissão
de 7.825.282 novas ações ordinárias, todas nominativas, escriturais e sem valor nominal,
passando o capital social da Companhia de R$ 842.006.051,00, dividido em 199.192.402
ações ordinárias para R$ 871.282.507,28, dividido em 207.017.884 ações ordinárias.

2. Razões do aumento e suas consequências jurídicas e econômicas.

A Companhia esclarece que o presente aumento de capital decorre da conversão das


Debêntures prevista na Escritura de Emissão. Trata-se, portanto, de mero cumprimento das
obrigações da Companhia para com os seus debenturistas.

1
3. Cópia do parecer do conselho fiscal, se aplicável.

Não aplicável, tendo em vista que a Companhia não possui Conselho Fiscal instalado.

4. Em caso de aumento de capital por conversão de debêntures ou outros títulos de


dívida em ações ou por exercício de bônus de subscrição, o emissor deve:

(i) informar o número de ações emitidas de cada espécie e classe:

Em decorrência da conversão das Debêntures, foram emitidas 7.825.282 novas ações


ordinárias, nominativas, escriturais e sem valor nominal.

(ii) descrever os direitos, vantagens e restrições atribuídos às ações a serem emitidas:

As novas ações emitidas fazem jus, em igualdade de condições com as ações de emissão
da Companhia já existentes, a todos os benefícios, incluindo dividendos, juros sobre o
capital próprio e eventuais remunerações de capital que vierem a ser declarados pela
Companhia a partir de sua emissão, ou seja, 1 de outubro de 2020.

5. Não incidência

Em se tratando de conversão de Debêntures, não se aplicam os artigos 2º (aumento de


capital mediante subscrição de ações), 3º (aumento de capital mediante capitalização de
lucros ou reservas) e 5º (aumento de capital decorrente de plano de opção), todos do Anexo
30-XXXII da Instrução CVM 480.

São Paulo, 14 de outubro de 2020.

Felipe Rath Fingerl


Diretor de Relações com Investidores