Você está na página 1de 2

ESTATUTO PMAL – SUPER CURSOS 12.

– O Policial Militar eleito em cargo público durante o


mandato não fará opção de qual fonte deve receber sua
01. - O Estatuto da PMAL tem o fim de regular a situação, remuneração.
deveres, direitos e prerrogativas dos servidores públicos
civis e militares do Estado de Alagoas 13.– o Policial Militar que for inativo por incapacidade física
(REFORMADO), passará a perceber vencimento igual ao
02. – A Polícia Militar do Estado de Alagoas, Força Auxiliar e que lhe era devido no serviço ativo e nunca inferior ao que
Reserva do Exército, é uma instituição permanente, percebe seu paradigma no mesmo posto ou graduação em
organizada com base na hierarquia e na disciplina, atividade.
subordinada administrativa e operacionalmente ao
Governador do Estado, incumbida das atividades de polícia 14.– São policiais militares de carreira aqueles que, oriundo
ostensiva e da preservação da ordem pública. do meio civil, concluam cursos de formação Policial Militar,
em todos os níveis, ou de adaptação de oficiais,
03.– A Polícia Militar, para fins de defesa interna, subordina-
permanecendo no serviço Policial Militar.
se diretamente ao Exército Brasileiro e deverá estar
adestrada para desempenhar os misteres pertinentes a
15. – São Policiais Militares temporários aqueles que,
missão supra.
oriundo do meio civil, são matriculados, após concurso
público, para frequentarem curso de formação Policial Militar
04.– Os integrantes da Polícia Militar do Estado de Alagoas,
ou de adaptação de oficiais.
em razão da destinação constitucional da Corporação e em
decorrências das leis vigentes, quer do sexo masculino ou
16. – O serviço Policial Militar consiste no exercício das
feminino, constituem uma categoria comum de servidores
atividades inerentes à Polícia Militar e a sua condição de
públicos, denominados "militares do estado”.
força auxiliar e reserva do Exército, compreendendo todos
os encargos previstos na legislação específica e peculiar,
05.– Incluem-se entre os policiais militares da ativa: os
relacionados com a preservação da ordem pública, mas não
Policiais Militares de carreira; os Policiais Militares
o policiamento ostensivo.
reformados (doença, invalidez) ou que passarem para a
reserva remunerada por ter concluído seu tempo de serviço
17– A carreira Policial Militar é caracterizada pela atividade
permanecerão na inatividade, continuando a perceber a
continuada e devotada às finalidades da Corporação.
remuneração do Estado; os componentes da reserva
remunerada, quando convocados e designados para serviço
18.– A carreira Policial Militar é privativa do pessoal da ativa.
especificado.
19.– É privativa de brasileiro nato ou naturalizado a carreira
06.– Encontra-se na inatividade o policial militar quando
de oficial da Polícia Militar
transferido para a reserva remunerada, e permanece
percebendo remuneração do Estado, porém sujeito à
20.– Polícia Ostensiva – é o ramo da Polícia Administrativa
prestação de serviço ativo, mediante convocação e
que tem atribuição à prática de atos de prevenção e
designação.
repressão destinadas à preservação da Ordem Pública.
07. – Encontra-se na atividade o policial militar reformado,
21.– Ordem Pública – é a situação de convivência pacífica e
quando tendo passado por uma ou duas situações harmoniosa da população, fundada nos princípios éticos
anteriores, ativa e reserva remunerada, está dispensado vigentes na sociedade.
definitivamente da prestação de serviço ativo, continuando a
perceber remuneração do Estado. 22.– Serviço Inativo – é aquele desempenhado pelo policial
militar nos órgãos, cargos e funções previstas na legislação
08.– Encontra-se em situação de inatividade o Policial Militar pertinente;
que assumir cargo público eletivo, oportunidade em que será
afastado do serviço ativo temporariamente, podendo voltar 23.– Graduação – é o grau hierárquico privativo do oficial,
ao serviço ativo no mesmo posto ou graduação em que foi conferido por ato do Chefe do Poder Executivo.
afastado, desde que: deseje voltar ao serviço ativo.
24.– Posto – é o grau hierárquico privativo das praças,
09.– Encontra-se em situação de inatividade o Policial Militar conferido por ato do Comandante Geral.
que assumir cargo público eletivo, oportunidade em que será
afastado do serviço ativo temporariamente, podendo voltar 25.– Precedência – é a condição hierárquica assegurada
ao serviço ativo no mesmo posto ou graduação em que foi entre os quadros e dentro destes, pela antiguidade do posto
afastado, desde que: renuncie o cargo público para o qual ou graduação.
foi eleito.
10.– Encontra-se em situação de inatividade o Policial Militar
26. – Policial Militar Temporário – condição de serviço ativo
que assumir cargo público eletivo, oportunidade em que será
transitório, exercido por policial militar, quando oriundo do
afastado do serviço ativo temporariamente, podendo voltar
meio civil, para frequentar curso de formação ou adaptação
ao serviço ativo no mesmo posto ou graduação em que foi
de oficiais.
afastado, desde que: tenha terminado o mandato de referido
cargo e não seja candidato a reeleição.
27.– Função – é o encargo administrativo previsto na
legislação da Corporação, com denominação própria,
11. – Encontra-se em situação de inatividade o Policial
atribuições específicas e estipêndio correspondente,
Militar que assumir cargo público eletivo, oportunidade em
devendo ser provido e exercido na forma da lei.
que será afastado do serviço ativo temporariamente,
podendo voltar ao serviço ativo no mesmo posto ou
28.– Cargo – é o exercício do cargo, através do conjunto dos
graduação em que foi afastado, desde que: não esteja sub
direitos, obrigações e atribuições do policial militar em sua
judice.
atividade profissional específica.

29.– Hierarquia – é a ordenação da autoridade nos


diferentes níveis, dentro da estrutura policial militar.
30.– Disciplina – é a rigorosa observância e acatamento idoneidade moral; não estar exercendo nem ter exercido
integral das leis, regulamentos, normas e dispositivos que atividades prejudiciais ou perigosas à Segurança Nacional.
fundamentam a Organização Policial Militar.
48.– Os limites de idade para ingresso serão estabelecidos
31.– Matrícula – é o ato administrativo do Comandante que de acordo com o cargo a ser preenchido, da seguinte forma:
atribui direito ao policial militar designado para frequentar Aspirante a Oficial – 21 (vinte e um) a 40 (quarenta) anos.
curso ou estágio.
49. – Os limites de idade para ingresso serão estabelecidos
32.– Designação – é a modalidade de movimentação em de acordo com o cargo a ser preenchido, da seguinte forma:
que o cargo a ser ocupado pelo policial militar é nela – Cadete – 18 (dezoito) a 30 (trinta anos) anos.
especificado
50.– Os limites de idade para ingresso serão estabelecidos
33.– Extraviado ou Desaparecido – é a situação de de acordo com o cargo a ser preenchido, da seguinte forma:
desaparecimento do policial militar quando não houver Soldado – 18 (dezoito) a 30 (trinta) anos.
indícios de deserção.

34.– Ausente – é a situação em que o policial militar deixa


de comparecer, sem licença, à unidade onde serve por mais GABARITO
de oito dias consecutivos.

35. – Deserção – é a situação em que o policial militar deixa


de comparecer ou se afasta de sua organização por mais de 01 – E 02 - C 03 - C 04 - E 05 - C 06 - C 07 - E 08 – C
vinte e quatro horas consecutivas. 09 - C 10 - C 11 - C 12 - E 13 - C 14 - C 15 - C 16 – E
17 - C 18 - C 19 - E 20 - C 21 - C 22 - E 23 - E 24 – E
36. – Organização Policial Militar (OPM) – é a denominação 25 - C 26 - C 27 - E 28 - E 29 - C 30 - C 31 - C 32 – E
33 - C 34 – E 35 - E 36 - C 37 - C 38 - E 39 - C 40 – C
genérica dada aos órgãos de direção, apoio e execução, ou
41 - E 42 - E 43 - C 44 - C 45 - C 46 - C 47 - C 48 – E
qualquer outra unidade administrativa da Corporação.
49 - C 50 - C

37.– Efetivação – é o ato de tornar o policial militar efetivo no


seu respectivo quadro.

38.– Serviço Especial – é o período de tempo vivenciado no


serviço ativo, para onde os policiais militares, quando
oriundo do meio civil, se encontram matriculados nos cursos
de formação ou adaptação.

39.– Comissionado – é o grau hierárquico temporário,


atribuído pelo Comandante Geral ao policial militar oriundo
do meio civil, matriculado em curso de formação ou
adaptação.

40.– Interinidade – é a situação em que se encontra o


policial militar no exercício de cargo cujo provimento é de
grau hierárquico superior ao seu.

41.– Legislação Peculiar – é a legislação federal ou estadual


que serve de base na elaboração da legislação peculiar.

42.– Legislação Básica – é a legislação inerente às


atividades ou administração da Polícia Militar, legislação
própria da Corporação.

43.– Legislação Específica – é a legislação que trata de um


único assunto.

44.– O ingresso na Polícia Militar do Estado de Alagoas é


facultado a todos os brasileiros, sem distinção de raça, sexo,
cor ou credo religioso, mediante matrícula ou nomeação,
após aprovação em concurso público de prova ou provas.

45.– Para ingressar na PMAL é necessário, dentre outros


requisitos: possuir nível médio ou superior.

46. – Para ingressar na PMAL é necessário, dentre outros


requisitos: – altura mínima de 1,65m (um metro e sessenta e
cinco centímetros), se do sexo masculino, e 1,60m (um
metro e sessenta centímetros), se do sexo feminino.

47.– Para ingressar na PMAL é necessário, dentre outros


requisitos: aptidão física e intelectual comprovadas através
de exames específicos; – sanidade física e mental;

Você também pode gostar