Você está na página 1de 3

CLARETIANO CENTRO UNIVERSITÁRIO

CAMPUS BATATAIS

JOSIANE DOS SANTOS FREIRE


1131447

ATIVIDADE DE PORTIFÓLIO
EDUCAÇÃO LÚDICA

BATATAIS
2019
ENTREVISTAS

1) Que vantagens traz a atividade lúdica para o aprendizado da criança?

2) O que a atividade lúdica proporciona?

3) Em que momentos de sua aula, você faz uso da atividade lúdica?

RESPOSTAS

Entrevista -1
1) Trazendo benéficos para o aprendizado da criança, de uma forma prazerosa e divertida. Mas sempre com
o foco em aprender.

2)O prazer em aprender, de uma forma diferenciada.

3) Em vários momentos da aula, como por exemplo em um jogo da memória, onde a criança encontrava o
animal e depois escrevia em seu caderno o nome do animal representado na figura.

Entrevista - 2
1) “Eu colocaria na número 1 como vantagens, porque na segunda pergunta fala “proporciona”, então fica
bem próximo.Mas eu colocaria como vantagem do lúdico, é que a atividade lúdica ela está muito próxima
do universo da criança, do mundo dela, do mundo infantil. Ela é atrativa, ela vai desenvolver a parte da
atenção, da criatividade, a própria interação com o outro. Porque é um convite à descoberta.”

2) “O lúdico, através de jogos, música, brincadeiras, histórias, contação de histórias, são atividades lúdicas e
a criança ela vai socializar e socializando ela vai aprender, o lugar dela e o lugar do outro. Respeitar o limite
e onde entra a função do outro na vidinha dela, tem a questão também de desenvolver a imaginação. Então
ela proporciona a criança esse desenvolvimento da imaginação., traz novos conhecimentos e
consequentemente que se são significativos na hora da brincadeira, ele vai gerar aprendizado.”

3) “Acredito que em todos momentos, né. Quando a gente fala de criança, a gente não separa só um
momento no dia pra atividade lúdica. Então, um exemplo de uma rotina de professor, as modalidades
organizativas, que são projetos, atividades permanentes, sequências didáticas. Essas atividades tudo tem que
estar embutida a parte da ludicidade e não só reservar um momento, no final da aula ou no começo da aula,
ou após o recreio para a atividade lúdica. Então ela tem que estar interagindo e contextualizada as ações do
professor junto com a criança.”

1-) a atividade lúdica permite que a criança desenvolva seu comportamento em sociedade. Ela aprende a
conviver e respeitar seus pares, a dividir, colaborar. Ela consegue ter uma maior compreensão do mundo,
daquilo que está ao seu redor. Também permite que a criança se interesse pela escola e pelos conteúdos de
maneira prazerosa e agradável.

2-) Proporciona momentos de lazer e descontração ao mesmo tempo que traz conhecimento e aprendizagem.
Um jogo educativo, por exemplo, faz a criança aprender brincando. Ela é capaz de assimilar melhor o
conteúdo em uma brincadeira. Além de favorecer as habilidades e competências, como o raciocínio rápido.
3- A todo tempo. Na chamada é possível introduzir o lúdico, como contar as meninas e depois os meninos,
em seguida somar o número de alunos que vieram e o número que faltaram. Faço isso com desenhos na
lousa e com a participação de todos. Posso introduzir o jogo de dados para que os alunos reconheçam os
numerais. Enfim, considero a atividade lúdica uma grande aliada para alcança o resultados que eu objetivo
dentro da minha sala de aula.

RELATÓRIO CONCLUSIVO DE ANÁLISE

Na entrevista 1, a professora respondeu de forma breve, mas deixou claro que as atividades lúdicas tem que
ser prazerosas e divertidas. Assim a criança assimila de uma forma mais fácil, construindo seus
conhecimentos. O autor nos fala que dos principais objetivos dessas atividades na educação é promover a
alegria na escola, esse é um objetivo possível e de extrema importância, em virtude de estimular no aluno o
interesse pela educação. E que alunos que passam por situação de fracasso, dentro e fora da escola, a alegria
deve ser prioridade nessas atividades. Pois sem esse estimulo, os alunos poderão abandonar os estudos,
assim que possível.
Sobre os momentos de inserção da ludicidade, os jogos são ótimas atividades. Segundo CHATEU, pode se
conceber o jogo como um artifício que conduz finalmente à vida séria, como um projeto de vida séria que
esboça, por antecipação, essa vida. Ela pode brincar e imaginar sobre possíveis possibilidades futuras. Ir
construindo na imaginação e despertando o interesse e aprendendo para que possa ser algo real
posteriormente.
Na entrevista 2, a professora ressaltou que o brincar é “ um convite à descoberta”, que as atividades lúdicas,
são mais atrativas e despertam melhor a atenção, estimulam a criatividade e algo muito importante, a relação
com o outro.
Destacou varias formas de atividades, e o quanto auxiliam na socialização, e na percepção da criança do seu
limite e do outro, de aprender melhor sobre regras do jogo e assim trazer para construção dos seus conceitos
internos, ampliando suas experiências e aumentando o aprendizado. Proporciona meios indispensáveis como
conflitos e a negociação de sentimentos, idéias e soluções.
Sobre quando trabalhar esse lúdico, a professora confirma que em todos os momentos, enfatiza que os
professores tem de estar atualizados, atentos e que as atividades lúdicas, já venham dentro de todo plano de
ensino, plano de aula, que seja uma permanente no trabalho com os alunos. E que o professor esteja atento,
observando a evolução da criança.
Na entrevista 3, estabelece a relação prazer em aprender, facilitação do aprendizado e socilização e
compreensão da criança do seu mundo e do mundo ao redor, em uma só questão. Realmente as atividades
proporcionam todos esses benefícios e outros mais.
Alem de trazer, o jogo educativo como potencializador desse aprendizado. “Segundo Moyles, a qualidade de
qualquer brincar dependerá em parte de qualidade e talvez da quantidade e variedade controladas daquilo
que é oferecido”. Caso o professor reconheça a utilização do lúdico como recurso motivacional de sua aula,
a ludicidade pode ser considerada como fonte facilitadora da aprendizagem.
E mais uma vez, nota-se como é essencial a ludicidade em todos os momentos, desde a chamada com a
interação entre professor e aluno.
Verifiquei que todas as respostas condizem com o material estudado, que estão bem embasadas e trabalham
nesse formato em sala de aula, buscando sempre o melhor desenvolvimento intelectual, emocional, social da
criança. Que ela acima de tudo possa aprender com alegria, para que seu aprendizado seja significativo e
estimulo para que se interesse cada vez mais pelas atividades.
Algo que não citaram e acho importante frisar sobre a como “avaliar” essa criança. De observar as crianças
em suas evoluções e dificuldades os professores são capazes de compreender onde as crianças estão em sua
aprendizagem e desenvolvimento para promover novas aprendizagens nos domínios cognitivo e afetivo.