Você está na página 1de 28

Resolução de Problemas

Matemáticos
Professor

Caderno de Atividades
Pedagógicas de
Aprendizagem
Autorregulada - 04
9° Ano | 4° Bimestre

Disciplina Curso Bimestre Ano


Resolução de Problemas
Ensino Fundamental 4° 9°
Matemáticos

Habilidades Associadas

1. Resolver problemas envolvendo informações apresentadas em tabelas e/ou gráficos.

2. Construir gráficos e tabelas a partir de situações reais.

3. Interpretar e resolver problemas envolvendo área de figuras planas, a partir de situações reais.
Apresentação

A Secretaria de Estado de Educação elaborou o presente material com o intuito de estimular o


envolvimento do estudante com situações concretas e contextualizadas de pesquisa, aprendizagem
colaborativa e construções coletivas entre os próprios estudantes e respectivos tutores – docentes
preparados para incentivar o desenvolvimento da autonomia do alunado.
A proposta de desenvolver atividades pedagógicas de aprendizagem autorregulada é mais uma
estratégia pedagógica para se contribuir para a formação de cidadãos do século XXI, capazes de explorar
suas competências cognitivas e não cognitivas. Assim, estimula-se a busca do conhecimento de forma
autônoma, por meio dos diversos recursos bibliográficos e tecnológicos, de modo a encontrar soluções
para desafios da contemporaneidade, na vida pessoal e profissional.
Estas atividades pedagógicas autorreguladas propiciam aos alunos o desenvolvimento das
habilidades e competências nucleares previstas no currículo mínimo, por meio de atividades
roteirizadas. Nesse contexto, o tutor será visto enquanto um mediador, um auxiliar. A aprendizagem é
efetivada na medida em que cada aluno autorregula sua aprendizagem.
Destarte, as atividades pedagógicas pautadas no princípio da autorregulação objetivam,
também, equipar os alunos, ajudá-los a desenvolver o seu conjunto de ferramentas mentais, ajudando-o
a tomar consciência dos processos e procedimentos de aprendizagem que ele pode colocar em prática.
Ao desenvolver as suas capacidades de auto-observação e autoanálise, ele passa ater maior
domínio daquilo que faz. Desse modo, partindo do que o aluno já domina, será possível contribuir para
o desenvolvimento de suas potencialidades originais e, assim, dominar plenamente todas as
ferramentas da autorregulação.
Por meio desse processo de aprendizagem pautada no princípio da autorregulação, contribui-se
para o desenvolvimento de habilidades e competências fundamentais para o aprender-a-aprender, o
aprender-a-conhecer, o aprender-a-fazer, o aprender-a-conviver e o aprender-a-ser.
A elaboração destas atividades foi conduzida pela Diretoria de Articulação Curricular, da
Superintendência Pedagógica desta SEEDUC, em conjunto com uma equipe de professores da rede
estadual. Este documento encontra-se disponível em nosso site www.conexaoprofessor.rj.gov.br, a fim
de que os professores de nossa rede também possam utilizá-lo como contribuição e complementação às
suas aulas.
Estamos à disposição através do e-mail curriculominimo@educacao.rj.gov.br para quaisquer
esclarecimentos necessários e críticas construtivas que contribuam com a elaboração deste material.

Secretaria de Estado de Educação

2
Caro Tutor,
Neste caderno, você encontrará atividades diretamente relacionadas a algumas
habilidades e competências do 4° Bimestre do Currículo Mínimo de Resoluções de
Problemas Matemáticos do 9° ano do Ensino Fundamental. Estas atividades
correspondem aos estudos durante o período de um mês.
A nossa proposta é que você atue como tutor na realização destas atividades
com a turma, estimulando a autonomia dos alunos nessa empreitada, mediando as
trocas de conhecimentos, reflexões, dúvidas e questionamentos que venham a surgir no
percurso. Esta é uma ótima oportunidade para você estimular o desenvolvimento da
disciplina e independência indispensáveis ao sucesso na vida pessoal e profissional de
nossos alunos no mundo do conhecimento do século XXI.
Neste Caderno de Atividades, vamos resolver problemas envolvendo
informações apresentadas em tabelas e/ou gráficos essenciais ao nosso exercício de
cidadania. Iremos ainda construir gráficos e tabelas a partir de situações reais e
finalmente, interpretar e resolver problemas envolvendo área de figuras planas, a
partir de situações reais.

Para os assuntos abordados em cada bimestre, vamos apresentar algumas


relações diretas com todos os materiais que estão disponibilizados em nosso portal
eletrônico Conexão Professor, fornecendo diversos recursos de apoio pedagógico para o
Professor Tutor.
Este documento apresenta 03 (três) aulas. As aulas são compostas por uma
explicação base, para que você seja capaz de compreender as principais ideias
relacionadas às habilidades e competências principais do bimestre em questão, e
atividades respectivas. Estimule os alunos a ler o texto e, em seguida, resolver as
Atividades propostas. As Atividades são referentes a dois tempos de aulas. Para reforçar
a aprendizagem, propõe-se, ainda, uma pesquisa e uma avaliação sobre o assunto.

Um abraço e bom trabalho!


Equipe de Elaboração

3
Sumário

Introdução ................................................................................................... 03

Objetivos gerais ........................................................................................... 05


Materiais de Apoio Pedagógico .................................................................. 05
Orientação Didático-Pedagógica ................................................................ 06
Aula 01: Problemas envolvendo informações em tabelas e/ou gráficos..... 07
Aula 02: Construção de gráficos e tabelas a partir de situações reais.......... 14
Aula 03: Área de figuras planas a partir de situações reais.......................... 18
Avaliação......................................................................................................... 22
Avaliação Comentada..................................................................................... 22
Pesquisa .......................................................................................................... 25

Referencias ..................................................................................................... 28

4
Objetivos Gerais

No 9º ano do Ensino Fundamental, o conteúdo de Resoluções de Problemas


Matemáticos tem por objetivo estimular habilidades e competências traçadas a partir
do Currículo Mínimo desta disciplina. Portanto, este Caderno de Atividades tem o
objetivo de estimular a observação e análise de situações que propiciem o confronto
de concepções, possibilitando ao aluno construir seu próprio conhecimento
matemático.
Assim, desejamos que os alunos sejam capazes de reconhecer a representação
gráfica de uma função polinomial do 1º grau e suas características relevantes.
Também, calcular e analisar dados relativos a tabelas e ainda gráficos de caráter
intuitivo. Não temos a pretensão de estabelecer conceitos e definições formais, tendo
em vista que tal abordagem será apresentada no documento de Matemática.

Materiais de Apoio Pedagógico

No portal eletrônico Conexão Professor, é possível encontrar alguns materiais


que podem auxiliá-los. Vamos listar estes materiais a seguir:

Teleaula N° 29 – Habilidade: Compreender os


conceitos básicos de estatísticas. Resolver
problemas envolvendo o cálculo de média e
aritmética, mediana e moda.
Descrição: Os gráficos são importantes no dia a dia.
Você verá que eles são usados para fazer
Teleaulas estimativas projeções futuras, para organizar
informações e para facilitar a visualização dos
dados. Além disso, saberá que uma amostra
aleatória deve incluir os mais diferentes tipos de
pessoas e camadas sociais
Endereço eletrônico:
http://www.youtube.com/watch?feature=player_e
mbedded&v=sZUFFj5vcIU

5
Teleaula Nº 28 – Habilidade: Identificar o gráfico de
uma função do 1º grau. Utilizar a função do 1º grau para
resolver problemas.
Descrição: Pode-se aplicar uma função do 1º grau para
situações do cotidiano e que toda aquela que intenciona
um crescimento e/ou descrescimento linear.
Endereço Eletrônico:
http://www.youtube.com/watch?v=XqTLxjHfxck

– Representar graficamente uma função do 1º grau.


Orientações Pedagógicas
Endereço Eletrônico:
do CM http://objetoseducacionais2.mec.gov.br/handle/mec/16
505 e
http://objetoseducacionais2.mec.gov.br/handle/mec/79
03

– Resolver problemas envolvendo o cálculo de máximos


e mínimos.
Endereço Eletrônico:
http://objetoseducacionais2.mec.gov.br/handle/mec/16
930

Orientação Didático-Pedagógica

Para que os alunos realizem as atividades referentes a cada dia de aula,


sugerimos os seguintes procedimentos para cada uma das atividades propostas no
Caderno do Aluno:
1° - Explique aos alunos que o material foi elaborado que o aluno possa
compreendê-lo sem o auxílio de um professor.
2° - Leia para a turma a Carta aos Alunos, contida na página 3.
3° - Reproduza as atividades para que os alunos possam realizá-las de forma
individual ou em dupla.
4° - Se houver possibilidade de exibir vídeos ou páginas eletrônicas sugeridas na
seção Materiais de Apoio Pedagógico, faça-o.
5° - Peça que os alunos leiam o material e tentem compreender os conceitos
abordados no texto base.

6
6° - Após a leitura do material, os alunos devem resolver as questões propostas
nas ATIVIDADES.
7° - As respostas apresentadas pelos alunos devem ser comentadas e debatidas
com toda a turma. O gabarito pode ser exposto em algum quadro ou mural da sala
para que os alunos possam verificar se acertaram as questões propostas na Atividade.
Todas as atividades devem seguir esses passos para sua implementação.

Aula 1: Problemas envolvendo informações em tabelas e/ou gráficos

Caro aluno, muitas vezes em nossas vidas nos deparamos com gráficos e/ou
tabelas, em jornais, revistas e até mesmo na internet, que dizem muito sobre
determinada situação.
Desta forma, se faz importante saber ler e interpretar esses dados, pois este
conhecimento nos possibilita exercer de forma plena nossa cidadania, nossos direitos
enquanto pessoas e cidadãos, à medida que podemos compreender as informações
apresentadas nos diversos meios.
Você já percebeu que os gráficos podem ter várias aparências assim como as
tabelas? Nesta aula, iremos trabalhar algumas ideias que estão ligadas a esse assunto.

1 – LUCROS E PREJUÍZOS:

Em muitas situações observamos gráficos e/ou tabelas representando situações


reais. A partir da leitura e interpretação desses gráficos poderemos entender melhor o
nosso dia-a-dia e ainda os acontecimentos econômicos, sociais e políticos da nossa
sociedade. Dentre esses diversos assuntos abordados, um conceito importante a ser
trabalhado é o conceito de lucro.

7
EXEMPLO 01:
Observe a tabela abaixo onde são apresentados valores obtidos por um dono de
lanchonete com a compra e venda de refrigerantes.

Quantidades de refrigerantes 1 10 20 30
Gasto em R$ 0,85 8,50 17 25,50
Venda em R$ 1,50 15 30 45

Se o dono da lanchonete quiser comprar 50 refrigerantes para vender em um


final de semana, de quanto será o seu lucro?

Resolução:
Observe que o lucro será a diferença entre o valor de uma compra e uma venda.
Assim, se você comprar e vender um produto pelo mesmo preço, não terá lucro, se você
vender por um valor maior que o comprado, terá lucro e finalmente se vender por um
valor abaixo do comprado, terá prejuízo.
Para sabermos o valor do lucro do comerciante para 50 refrigerantes,
primeiramente teremos que calcular o valor para a compra de 50 unidades e depois o
valor para a venda dessas 50 unidades.
Como um refrigerante custa R$ 0,85, teremos que 50 x 0,85 = R$ 42,50. Da
mesma forma podemos pensar a respeito da venda das 50 unidades: 50 x 1,50 =
R$ 75.
Assim podemos aplicar a fórmula:

           

E, o valor do lucro desse comerciante será:


L = 75 – 42,50
L = R$ 32,5

8
Podemos dizer que Lucro é a diferença
entre o Valor de Venda e o Valor de
Compra.

EXEMPLO 02:
O gráfico abaixo que indica o crescimento populacional dos anos de 1940 aos anos de
1990.

Houve maior variação de crescimento populacional no período de 1970 a 1980


ou no período de 1980 a 1990?

Resolução:
O gráfico indica que a população em 1970 era composta por 93 milhões de
pessoas, em 1980 por 119 milhões e finalmente em 1990 por 150 milhões. Assim,
A para
se calcular a variação do crescimento populacional é necessária uma simples subtração
entre o valor final
nal e o valor inicial dos períodos.
De 1970 a 1980 = 119 – 93 = 26 milhões de pessoas
De 1980 a 1990 = 150 – 119 = 31 milhões de pessoas

Assim a maior variação ocorreu nos anos de 1980 a 1990.

9
Podemos dizer que Variação é a
diferença entre o Valor Final e o
Valor Inicial.

EXEMPLO 03:
O gráfico abaixo que indica o número de automóveis produzidos no 1º
semestre de determinado ano.

Em que período essa produção foi reduzida?

Resolução:
O gráfico indica a produção de janeiro a junho. Observa-se
Observa se que a produção em:

 janeiro foi de 8000 veículos


 fevereiro foi de 8000 veículos
 março foi de 9000 veículos
 abril foi de 7000 veículos
 maio foi de 7000 veículos

10
 junho foi de 7000 veículos

A produção foi reduzida do mês de março ao mês de abril.

Vamos exercitar um pouco!!

Atividades Comentadas 1

01. Observe o gráfico abaixo que relaciona o aumento da população com o passar das
décadas de 1940 a 1990.

Fonte: www.ibge.gov.br

Entre quais anos a população brasileira chega a 100 milhões de habitantes?

Resolução:
Entre 1970 e 1980. Ao observamos o gráfico conclui-se que 100 milhões de habitantes
está entre 90 e 119 milhões de habitantes.

02. Observando o gráfico abaixo que indica a quantidade de carros produzidos no


primeiro semestre de um determinado ano, responda:

11
Em que período ocorreu o aumento na produção?

Resolução:
O aumento na produção ocorreu entre Fevereiro e Março.

03. Observe o gráfico abaixo que indica o tempo de digestão de alguns alimentos e
responda:

www.veja.abril.com.br

Que tipo de alimentos sólidos são mais facilmente digeridos?

Resolução:
Frutas e Legumes, pois são alimentos sólidos.

04. Observe o gráfico abaixo e indique ao aproximado em que se chegou ao total de


45 milhões de telefones celulares.

12
www.anatel.gov.br

Resolução:
No ano de 2003, observa-se o ponto mais próximo a 45 milhões.

05. A tabela abaixo indica a renda per capta de alguns países. (Renda per capta é a
média das rendas das pessoas de um país, é como se fosse o que cada um possui)

País EUA Canadá Argentina Brasil Quênia Índia


Renda per capta 16000 14000 3000 2000 500 300
em dólares
(aproximadamente)
www.veja.abri.com.br

Qual o país com a menor renda per capta?

Resolução:

Índia. Ao se consultar a tabela observa-se a Índia como o país com menor renda per
capta.

13
Aula 2: Construção de gráficos a partir de situações reais.

Da mesma forma que buscamos a solução de algumas situações através da


leitura e interpretação de um gráfico e/ou tabela, podemos ainda simplificar algumas
situações através da construção de tabelas e/ou gráficos.
Vamos analisar alguns exemplos para que você possa compreender melhor
essas construções!
Vamos à aula!

EXEMPLO 01:
Em uma lanchonete trabalham três funcionários. O funcionário A utiliza somente
ônibus para ir e vir da lanchonete para a sua casa. O funcionário B utiliza trem e ônibus
e o funcionário C utiliza barca e ônibus. Qual será o gasto do dono da lanchonete com
o transporte de cada funcionário em um dia e ainda o gasto total mensal?
(OBS: Considere que esses funcionários trabalham 25 dias por mês. )

Resolução:
O primeiro passo é saber o valor dos transportes em sua cidade. No Rio de
Janeiro, por exemplo, são esses os valores de cada bilhete:

 R$ 2,75 é o valor para se tomar um ônibus (funcionário A)


 R$ 3,95 é o valor para se tomar um ônibus e trem (funcionário B)
 R$ 3,95 é o valor para se tomar um ônibus e barca (funcionário C)

Observe a tabela a seguir:

1 dia (ida e volta) 25 dias no mês


Funcionário A 2,75 x 2 = R$ 5,50 25 dias x 25,5 = RS 137,50
Funcionário B 3,95 x 2 = R$ 7,90 25 dias x 7,90 = R$ 197,50
Funcionário C 3,95 x 2 = R$ 7,90 25 dias x 7,90 = R$ 197,50
Total R$ R$ 21,30 R$ 532,50

14
Desta forma, fica fácil visualizar o total em reais gasto pelo dono da lanchonete
em um dia de trabalho de seus funcionários. O quanto cada funcionário gasta e ainda o
total gasto por mês.
As tabelas e gráficos sempre facilitam nossa vida!

EXEMPLO 02:
O professor de matemática Rodrigo precisava ter um panorama (uma visão geral) das
notas de seus alunos em matemática no 4º bimestre. Depois das correções dos testes
constatou que das notas: 15% eram ruins, 25% eram regulares, 35% eram boas e 25%
eram ótimas. Qual a porcentagem de alunos que não ficarão para recuperação
paralela?

Resolução:
Uma boa alternativa para poder entender uma situação é a construção de uma
tabela e/ou gráfico. Observe o gráfico abaixo:

Fonte: http://www.brasilescola.com/matematica/graficos.htm

Perceba que através desta representação gráfica, a simples observação indica


que os 35% dos alunos com boas notas e ainda os 25% com ótimas notas, não
precisarão participar da recuperação paralela.

15
EXEMPLO 03:
Um ramal de trem parte de 30 em 30 min de uma estação a partir das 6h10min. Um
passageiro que chega às 9h40min irá demorar quanto tempo para pegar o próximo
trem?

Resolução:
O primeiro passo é construir uma tabela onde se consiga verificar todos os
horários da manhã. Assim, podemos apresentar os horários na seguinte tabela:

Horário do
6h10 6h40 7h10 7h40 8h10 8h40 9h10
Trem
Horário de
Chagada do 9h40 10h10 10h40 11h10 11h40 12h10
passageiro

Desta forma, se torna fácil visualizar que se o passageiro chega às 9h40min,


que o próximo trem a ser pego será o de 10h10min e ele terá que esperar o tempo de
20 minutos, pois 10h10min – 9h40min = 30 min.

Atividades Comentadas 2

01. Se uma pessoa tem gasto diário de R$ 20,00, construa uma tabela para
representarmos esta situação?

Resolução:
1º dia 2º dia 3º dia 4º dia 5º dia
20 40 60 80 100
Esta tabela indica o gasto diário durante 5 dias.

02. Considerando que determinado restaurante cobra R$ 20,00 pelo buffet livre, qual
tabela representa melhor essa situação? (OBS: buffet livre – paga-se somente um
único valor)

16
Resolução:
1ª hora 2ª hora 3º hora 4º hora 5º hora
20 20 20 20 20
Qualquer quantidade consumida, o valor a ser pago será de 20 reais.

03. Uma loja vende um pen drive por R$ 40,00 a cada hora. Qual o gráfico que melhor
representa essa situação?

Resolução:

40

O gráfico apresenta a situação acima que parte de uma venda de 40 reais


sempre crescente.

04. Uma caixa d’agua perde 20 litros a cada hora. Qual o gráfico que melhor
representa essa situação?

Resolução:

(x-20)

O gráfico apresenta a situação acima que parte de uma perda linear de 20 litros
a cada hora.

05. Um cabelereiro cobra R$ 20,00 por cada tratamento que realiza a cada hora. Se
costuma realizar 2 tratamentos por cliente, indique a tabela que melhor representa
essa situação.

17
Resolução:

1º cliente 2º cliente 3º cliente 4º cliente 5º cliente


40 80 120 160 200
A tabela apresenta o valor crescente que o cabelereiro recebe a cada cliente.

Aula 3: Área de figuras planas a partir de situações reais

A geometria, parte integrante da Matemática, nos orienta na solução de muitas


questões do dia-a-dia em que se precisa mensurar (medir) áreas e perímetros. Esta
parte da matemática tem especial utilização na reforma e construção de residências e
edifícios, você sabia?
Nesta aula iremos abordar algumas situações problemas referentes à área de
algumas figuras planas!
Bom estudo!!

EXEMPLO 01:
Imagine que o dono de uma lanchonete resolva trocar o piso da sala onde se
faz as refeições. Considerando que esta sala tem 4m de largura por 6m de
comprimento, quantos m2 de piso ele precisará comprar para cobrir esta sala e ainda
quantos metros de rodapé?

Resolução:
Perceba que esta situação problema não envolve apenas o cálculo da área da
sala em questão, mas o perímetro. Você conseguiu entender o porquê?
Vamos às explicações!! Vamos começar recordando a fórmula da área do
retângulo:
Área = base x lado
ou
Área = comprimento x largura.

18
Em seguida, vamos registrar os dados do problema:

 4 m de largura
 6 m de comprimento

Assim a área será: A = 4 x 6 = 24 m2


Agora que já calculamos a área, sabemos que o dono da lanchonete irá precisar
de 24m2 de piso. No entanto, para se calcular o perímetro, é necessário lembrar que
Perímetro é a soma de todos os lados do polígono.
Assim, teremos:
Perímetro = 4 + 6 + 4 + 6 = 20 m.

Desta forma, serão necessários 24 m2 de área e 20 m de rodapé.

EXEMPLO 02:
Imagine que o dono da lanchonete dos exemplos anteriores resolva ainda forrar com
papel as paredes. Sabendo que a altura da parede é de 3 m, quantos m2 de papel serão
necessários para se forrar a lanchonete?

Resolução:
Primeiramente temos que considerar que se tratam de 4 paredes com as
seguintes características:

 2 paredes de 4 m de largura por 3 m de altura


 2 paredes de 6 m de comprimento por 3 metros de altura.

Assim, pelo fato das paredes serem retangulares também usaremos a fórmula
anterior.
A = 2 x 4 x 3 = 24 m2 e A = 2 x 6 x 3 = 36 m2

Conclui-se que serão necessários 24 m2 + 36 m2 = 60 m2 de papel.

19
EXEMPLO 03:
Considere que o dono da lanchonete tenha escolhido um piso com 0,5 m2 (cada peça),
quantas peças ele precisaria para aplicar em todo o piso?

Resolução:
Para saber quantas peças seriam necessárias, basta dividir o total da área pela
área de uma peça. Como estamos tratando da mesma lanchonete, lembre-se de que a
área obtida é de 24 m2 e como cada peça tem área igual a 0,5 m2. Basta dividir os
valores encontrados. Temos então:

24m2 divididos por 0,5 m2= 48 peças.

Serão necessárias 48 peças para forrar todo o piso.

Atividades Comentadas 3

01. Um quarto mede 3m de largura por 5m de comprimento. Qual a área desse


quarto?

Resolução:
Área = 2 x 5 = 15 m2

02. Se um quarto possui 3m de largura por 5m de comprimento, seu perímetro será


de:

Resolução:
Perímetro = 3 + 5 + 3 + 5 = 16 m

20
03. Uma corda de 20 metros foi utilizada para cercar um terreno quadrado. Se sobrou
1m de corda, qual a medida do lado do quadrado?

Resolução:
Corda gasta = 20 – 1 = 19m. Como o terreno é quadrado, faremos 19:4 = 4,75

04. Um laboratório tem formato de trapézio retângulo. Se os lados paralelos dessa


sala medem 10m e 8m e a área total é de 27m2, o lado que forma o ângulo reto terá
medida de:

Resolução:
(10 + 8).h
27 =
2
18h
27 =
2
54 = 18h
h =3m

05. Uma piscina tem formato de triângulo equilátero de lado 15m. Se cada azulejo que
circunda a borda tem 15 cm, quantos serão necessários para forrar toda a borda?

Resolução:
Perímetro = 15 + 15 + 15 = 45m
Assim faremos 45m : 15cm = 4500 cm : 15 cm = 300 azulejos.

Avaliação

Caro Professor Aplicador, sugerimos duas diferentes formas de avaliar as turmas


que estão utilizando este material: uma avaliação e uma pesquisa.
Nas disciplinas que não participam da Avaliação do Saerjinho podem utilizar a
participação dos alunos durante a leitura e execução das atividades do caderno como
uma das três notas. Neste caso teríamos:

21
 Participação: 2 pontos
 Avaliação: 5 pontos
 Pesquisa: 3 pontos
A seguir apresentaremos as avaliações propostas neste caderno para este
bimestre. Abaixo você encontrará o grupo de questões que servirão para a avaliação
dos alunos. As mesmas questões estão disponíveis para os alunos no Caderno de
Atividades Pedagógicas de Aprendizagem Autorregulada – 04.
Segue o gabarito das questões da avaliação proposta no caderno de atividades.

Avaliação Comentada

01. Um produto foi revendido por R$ 850,00 com um lucro de R$ 230,00. Qual o valor
inicial do produto?

(A) 1080
(B) 390
(C) 680
(D) 620
(E) 1930

Resolução:
Letra D – Para o cálculo do lucro basta subtrair 230 de 850.

02. A cozinha da casa de Rodrigo tem formato quadrado de lado 5m e precisa ser
forrada com piso. Quantos m2 de piso ele deverá comprar?

(A) 15
(B) 20
(C) 25
(D)30
(E) 35

22
Resolução:
Letra C. Para o cálculo da área basta utilizar a fórmula da área do quadrado,
resultando em A = 5 x 5 = 25.

03. Considerando a questão acima, quantos azulejos de 200 cm2 seriam necessários
para cobrir todo o piso?

(A) 1000
(B) 1250
(C) 1500
(D)1750
(E) 2000

Resolução:
Letra B. Para este cálculo basta dividir a área 25m2 (ou 250000 cm2) por 200 cm2, que é
a medida de um azulejo.

04. João foi a um show no qual o ingresso custava R$ 15,00 e cada refrigerante R$
2,50. Indique a tabela que melhor representa para o gasto de João para o consumo de
1 a 5 refrigerantes.
(A)
Refrigerantes 1 2 3 4 5
Valor 15 17,50 20 22,5 25
(B)
Refrigerantes 1 2 3 4 5
Valor 17,50 20 22,50 25 27,50
(C)
Refrigerantes 1 2 3 4 5
Valor 2,50 5 7,50 10 12,50

23
(D)
Refrigerantes 1 2 3 4 5
Valor 5 10 15 20 25
(E)
Refrigerantes 1 2 3 4 5
Valor 12,50 15 17,50 20 22,50

Resolução:
2ª tabela apresentada – letra B
Observe que o gasto de João já é de 15 reais a partir da entrada, e somam-se 2,50 a
cada refrigerante, ou seja ao beber o 1º refrigerante, João já pagou 17,50 reais.

05. Observe o tabela abaixo que indica a porcentagem com a incidência de problemas
em voos.
Problema no vôo Porcentagem
Decolagem 12%
Cruzeiro em voo 5%
Circulação e estacionamento 3%
Aproximação e descida 38%
Aterrissagem 26%
Aceleração na decolagem 16%

Em um total de 200 voos em quantos ocorrem problemas de aterrissagem?


(A) 6
(B) 10
(C) 24
(D) 52
(E) 76

24
Resolução:
Basta calcular 26% de 200 = 54. Letra D

Pesquisa

Caro professor aplicador, agora que o aluno já estudou todos os principais


assuntos relativos ao 4° bimestre, é hora de discutir um pouco sobre a importância
deles em suas vidas.
Iniciamos este estudo, reconhecendo a importância de extrairmos dados de um
gráfico e/ou uma tabela, os quais facilitam o entendimento sobre aquilo que está
sendo mostrado. Depois, trabalhamos com o processo inverso, buscamos construir
gráficos e/ou tabelas que pudessem expor melhor os dados de uma situação que
quiséssemos mostrar. E finalizamos, com algumas aplicações de geometria em nosso
dia-a-dia.
Agora, leia atentamente as questões a seguir e através de uma pesquisa
responda cada uma delas de forma clara e objetiva.

ATENÇÃO: Não se esqueça de identificar as Fontes de Pesquisa, ou seja, o nome dos


livros e sites nos quais foram utilizados.

I – Apresente dois gráficos e depois explique com detalhes do que se trata:

Gráfico 1 – Este gráfico de setores (ou de pizza) indica a porcentagem da população


brasileira, distribuídas por cor/raça. É possível explorar a matemática através da
porcentagem, realizar estimativas com os alunos da turma de acordo com sua própria
auto-classificação e ainda discutir e analisar socialmente o que são os critérios para
essa classificação.

25
Gráfico 2:

O gráfico apresenta valores relativos a utilização de água. Pode-se


Pode se aproveitar o gráfico
para comparar o consumo de água em diversos países do mundo e ainda do gasto
dentro das residências. É possível
possível ainda trabalhar paralelamente questões sociais
ligadas ao tema.

II – Agora você irá construir um gráfico e/ou tabela que facilitará o entendimento
sobre o assunto que você quer mostrar.

A partir da participação dos alunos, construa gráfico que relacione as pessoas da turma
com a faixa etária dos habitantes e familiares na residência dos alunos. Será possível
mostrar a distribuição proporcional da população e caso isso não ocorra poderá ser
s
trabalhado esse conceito.

26
Referências

[1] ANDRINI, Álvaro ; VASCONCELLOS, Maria José. Praticando matemática. 3 ed.


Renovada. São Paulo: Editora do Brasil, 2012.
[2] BIANCHINI, Edwaldo. Matemática: Bianchini. 7 ed. São Paulo: Moderna, 2011.
[3] DANTE, Luiz Roberto. Projeto Teláris: Matemática. 1 ed. São Paulo: Ática, 2012.
[4] JAKUBOVIC, José et al. Matemática na medida certa, 7º ano. São Paulo: Scipione,
2002.
[5] MORI, Iracema ; ONAGA, Dulce Satiko. Matemática: Ideias e desafios, 7º ano. 17
ed. São Paulo: Saraiva, 2012.
[6] SOUZA, Joamir Roberto de ; PATARO, Patricia Rosana Moreno. Vontade de saber
matemática, 7º ano. 2 ed. São Paulo: FTD, 2012.

Fonte de Imagens

[1] Figura 1: www.ibge.gov.br


[ 3] Figura 3: www.veja.abril.com.br
[ 4 ] Figura 4 www.anatel.gov.br
[ 5] Figura 5: www.veja.abril.com.br
[6] Figura 6: www.veja.abril.com.br
[ 7] Figura 7: https://www.google.com.br/search?q=grpopulacao+indigena
[ 7] Figura 7: www.agua .com.br

27
Equipe de Elaboração

COORDENADORES DO PROJETO

Diretoria de Articulação Curricular


Adriana Tavares Mauricio Lessa

Coordenação de Áreas do Conhecimento


Bianca Neuberger Leda
Raquel Costa da Silva Nascimento
Fabiano Farias de Souza
Peterson Soares da Silva
Marília Silva

COORDENADORA DA EQUIPE
Raquel Costa da Silva Nascimento
Assistente Técnico de Matemática

PROFESSORES ELABORADORES
Ângelo Veiga Torres
Daniel Portinha Alves
Fabiana Marques Muniz
Herivelto Nunes Paiva
Izabela de Fátima Bellini Neves
Jayme Barbosa Ribeiro
Jonas da Conceição Ricardo
Reginaldo Vandré Menezes da Mota
Tarliz Liao
Vinícius do Nascimento Silva Mano
Weverton Magno Ferreira de Castro

Revisão de Texto
Isabela Soares Pereira

28