Você está na página 1de 3

FACISA – FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE UNAÍ

Graduação em Psicologia

Disciplina Psicologia do Desenvolvimento I: Infância

Acadêmicos: Dalmir Vieira

Franciele Lourenço

Jaqueline Antério

Laísa Carvalho

Mariana Rodrigues

Vanessa Miriany
_________________________________________________________________________________
O presente trabalho surgiu da prática de observação de uma criança na faixa etária
de sete anos realizando diversas atividades em ambiente livre e sendo supervisionada por seus
pais. Observaram-se as seguintes e principais características do desenvolvimento infantil:
motor, linguagem, social, afetivo e cognitivo.

No dia 10 de Abril de 2017 das 11h06min às 12h01minh, foi observada a criança


Fulano de Tal do sexo masculino de sete anos de idade, enquanto brincava em sua casa, onde
as atividades aconteceram na área externa da residência utilizando vários instrumentos como:
papel, tintas, lápis de cor, bola, canetas e cola. Foi observado que a criança em seu
desenvolvimento físico-motor se portou na mais perfeita naturalidade, um bom
desenvolvimento cognitivo e social e um relacionamento afetivo condizente com sua faixa
etária.

Os observadores, graduandos em Psicologia, foram muito bem recepcionados pela


criança, que os cumprimentou um a um. Com os instrumentos artísticos, ele fez colagens e
desenhos enquanto divertiu-se demasiadamente com as brincadeiras de pega-varetas, dardo,
bola e jogo da memória. Nas atividades, houve ocasiões em que a criança incluiu os
observadores participantes nas brincadeiras. Nas circunstâncias de situações novas ela - a
criança -, mostrou-se um pouco constrangida quando perguntada sobre brinquedos ditos
masculinos e brinquedos femininos. Ele proferiu que bonecas eram brinquedo de mulher e
posteriormente buscou seus bonecos e os colou junto à ele.

Não foi constatado em momento algum por parte dos observadores inibição, timidez,
ansiedade ou agitação da criança, que contrariamente sempre esteve disposta quando
convidada para outra atividade, portando-se com euforia e entusiasmo. Quanto à leitura e
escrita, procedeu com naturalidade conforme a maioria das crianças de sua idade.

ASPECTOS GERAIS OBSERVADOS

Evolução do contato pessoal com a criança

 Houve uma excelente evolução da aproximação com os participantes observadores;


 Sempre atenta e receptiva, a criança não demonstrou aborrecimento, embora uma
timidez tenha sido observada por falta do contato visual inicialmente;
 Não foi presente em momento algum, agressão ou alteração de humor, negativamente
durante a observação.

Audição

 Apresentou excelente audição e percepção nos momentos apropriados;


 Não ocorreu nenhuma necessidade de alteração de voz a fim de fazer ou deixar de
fazer alguma atividade.

Visão

 Foi observado que sua visão não mostrou nenhuma alteração durante a observação,
sempre focado nas atividades.

Fala

 Fala com desenvoltura e coerência conforme outras crianças de sua idade.

Motricidade

 A criança apresentou habilidades motoras amplas condizentes com a sua idade,


locomovendo-se com segurança;
 Muito cauteloso com os objetos, tantos escolares como os brinquedos apresentados;
 Boa destreza andando e brincado perfeitamente;
 Não foi observado qualquer TOC ou transtornos perceptíveis em momento algum.

Disposição Geral

 Boa concentração nas atividades diversas, muito ativa e animada principalmente em


situações novas, agindo com criatividade.
CONCLUSÃO

O projeto de observação foi um notável aprendizado em auxilio aos graduandos de


Psicologia no estudo do desenvolvimento humano. Foi percebido que a criança observada
possuía comportamento adequado ao esperado durante a infância e que, no geral, demonstrou
uma maior independência e iniciativa nas atividades.

Em relação às características cognitivas, a capacidade de compreensão e uso da


linguagem estavam bem desenvolvidas, facilitando a interação. A criança quando brinca
desenvolve sua imaginação, pensamento e raciocínio, além de melhorar sua vida social e
emocional, e quando convenientemente planejados, são um recurso eficaz para a construção
do conhecimento.

Constatou-se que é de extrema importância que a criança tenha a oportunidade de se


desenvolver por meio de brincadeiras, pois estas possibilitam a ampliação das habilidades
motoras, bem como dos aspectos sociais e emocionais. Brincando a criança torna-se criativa,
favorece sua autoestima e constrói uma parcela importante de sua personalidade.

Você também pode gostar