Você está na página 1de 16

Combinações

Simples
Expediente

Governador de Pernambuco Autor


Prof.ª Amanda Rodrigues Marques da Silva
Paulo Henrique Saraiva Câmara Prof. Jhonatan de Holanda Cavalcanti
Vice-governadora de Pernambuco
Revisão de Língua Portuguesa
Luciana Barbosa de Oliveira Santos Prof.ª Aline Vieira de Oliveira Couto
Secretário de Educação e Esportes de Pernambuco
Projeto gráfico
Frederico da Costa Amancio Clayton Quintino de Oliveira

Diagramação
Caio Renato Tavares da Silva

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) de acordo com ISDB

GOVERNO de Pernambuco. Secretaria de Educação e Esportes.


Matemática: Combinações Simples. – Recife: Secretaria de Educação e Esportes, 2020.
14 p.: il.
2º Ano Ensino Médio. Educa-PE. Fascículo 9.
1. Matemática – Ensino Médio. 2. Combinações Simples. I. Título.
CDU – 51(075.3)

Elaborado por Hugo Carlos Cavalcanti | CRB-4 2129


E aí, fera? Beleza? Felicidade em estar aqui de novo
com você.

Nesse fascículo, veremos a ideia de combinação simples. Vamos


lá?
Fonte: Pixabay.com

Você lembra em quais tipos de problemas usamos essa técnica?

Se não lembra, sem problema! Vou te explicar, vem comigo!

Quando falamos em combinação simples, associamos à ideia de que a ordem dos


elementos não importa. Por exemplo: vamos pensar nessa dupla de professores que
escreve esse fascículo para você: Amanda e Jhonatan! Ao mencionar essa dupla, se
colocarmos Amanda e Jhonatan ou Jhonatan e Amanda, teremos a mesma dupla. Ou
seja, a ordem não influenciou.

Essa ideia vai ficar ainda mais clara com os exemplos que iremos
analisar no decorrer desse fascículo. Se liga!

Os problemas de Combinação Simples consistem em calcular o


número de maneiras que podemos escolher p elementos
distintos entre n elementos distintos dados, onde, esse p, será a
quantidade de elementos que vamos usar a cada escolha e n é a
quantidade de elementos que temos disponíveis para escolher.

Ou seja, temos que escolher os elementos. Por esse motivo, a


Fonte: Pixabay.com

ordem não tem importância.

1
Agora, vamos pensar em uma maneira para resolver qualquer combinação simples de
n elementos tomados p a p.

𝑛!
A fórmula da combinação de n elementos combinados p a p é: 𝐶𝑛,𝑝 = .
𝑝!(𝑛−𝑝)!

E o melhor, vou te explicar com um macete sensacional. Se liga!


Fonte: Freepik.com

Fonte: Pixabay.com
Se não entendeu, sem problema! Vou te explicar melhor nos exemplos a seguir.

Em uma combinação simples de 6 elementos distintos tomados 3 a 3, por exemplo.


Como faríamos?

Se você pensou em abrir o 6 três vezes e dividir pela abertura do 3, acertou! Como
mostra o esquema a seguir:
Fonte: Freepik.com

Fonte: Pixabay.com

Mas se não entendeu, não tem problema. Se liga nesse próximo exemplo!

Como faríamos em uma combinação simples de 5 elementos distintos tomados 2 a


2?

2
Se você pensou em abrir o 5 duas vezes e dividir pela abertura do 2, acertou! Com
isso, temos:

Fonte: Pixabay.com
E para ter certeza de que você pegou o macete, responde essa! Em uma combinação
simples de 3 elementos distintos tomados 3 a 3, como faríamos?

Acho que pensou em abrir o 3 três vezes e dividir pela abertura do 3. Acertei? Muito
bem! Por isso, temos:
Fonte: Freepik.com

Fonte: Pixabay.com

E ainda vou te colocar na cara do gol com uma dica! Se liga!

Nas combinações simples, sempre que n for igual a p, o resultado será 1.

Se não entendeu, vou exemplificar para ficar melhor.


Fonte: Freepik.com

Fonte: Pixabay.com

3
Top, né?! Agora é só praticar, pois já sabemos como e quando usar a técnica de
combinação simples. Vamos lá?

Exemplo 1: O time de professores do EDUCA PE é composto por Jaidete, Walter,


Anthony e João. Sabe-se que 3 deles serão escolhidos para representar o Estado de
Pernambuco num evento. Quantos grupos de professores diferentes podem ser
formados se os escolhidos terão funções idênticas?

Nesse exemplo, temos 4 professores disputando 3 vagas para representar


Pernambuco em um evento.

Se pensarmos em um trio composto por Jaidete, Walter e Anthony temos uma das
possibilidades.

Se trocarmos a ordem dessas pessoas, temos um trio diferente?

Se você respondeu não, acertou! Ao trocarmos a ordem temos os mesmos


professores compondo o trio. Como mostra o esquema a seguir:

Por isso temos uma situação de combinação simples, pois ao trocarmos a ordem dos
professores que pertencem a um mesmo grupo, não geramos um trio diferente.

Agora é só aplicar o macete!

4
Fonte: Freepik.com

Fonte: Pixabay.com
Portanto, podemos formar 4 grupos de professores diferentes.

E aí? Gostou, né?! Então vamos juntos para mais um exemplo.

Exemplo 2: De quantos modos distintos Bento pode escolher três entre as cinco
camisas que possui para levar em uma viagem?

Vamos supor que as cores das camisas de Bento sejam amarela, azul, verde, vinho e
preta. Como mostra a imagem a seguir:

O fato de Bento escolher as camisas de cores amarelo, azul e preto, é o mesmo que
ele escolher as camisas de cores azul, preto e amarelo, ou seja, a ordem não
importará, ele levará para sua viagem as mesmas camisas. Como mostra o esquema a
seguir:

5
Por isso, temos uma situação de combinação simples, pois ao trocarmos a ordem das
camisas que pertencem a um mesmo grupo, não geramos uma escolha diferente.

Agora é só aplicar o macete, fera!


Fonte: Freepik.com

Fonte: Pixabay.com

Portanto, Bento terá 10 maneiras diferentes de levar suas camisas para a viagem.

Top, né?! Vem comigo para mais um exemplo que esse assunto é massa!

Exemplo 3: Uma senhora faz doces com sabores de morango, banana, menta e
chocolate. Ela quer preparar embalagens especiais, cada uma com dois potes de doce
de sabores diferentes para vender. Quantas embalagens diferentes essa senhora
poderá preparar?

6
Vamos pensar! São quatro tipos de doces, como mostra a imagem a seguir:

Se pensarmos na embalagem com os doces de chocolate e morango, temos uma


possibilidade.

Ao trocarmos a ordem desses doces, ou seja, morango e chocolate, temos a mesma


situação! Como mostra o esquema a seguir:

Portanto, a ordem não tem importância. Com isso, usaremos a ideia de combinação
simples e com aquele macete já conhecido. Padrão!
Fonte: Pixabay.com
Fonte: Freepik.com

7
Portanto, a senhora poderá preparar 6 embalagens diferentes.

O conteúdo é massa, não é mesmo?! E agora chegou a sua vez de praticar!


Tenho certeza de que será um sucesso! Se liga nas questões a seguir.

8
Fonte: Pixabay.com
1. (ENEM 2017) Como não são adeptos da prática de esportes, um grupo de
amigos resolveu fazer um torneio de futebol utilizando videogame. Decidiram que
cada jogador joga uma única vez com cada um dos outros jogadores. O campeão será
aquele que conseguir o maior número de pontos. Observaram que o número de
partidas jogadas depende do número de jogadores, como mostra o quadro:

Se a quantidade de jogadores for 8, quantas partidas serão realizadas?

(A) 64
(B) 56
(C) 49
(D) 36
(E) 28

9
2. (ENEM 2009) Doze times se inscreveram em um torneio de futebol amador. O
jogo de abertura do torneio foi escolhido da seguinte forma: primeiro foram
sorteados 4 times para compor o Grupo A. Em seguida, entre os times do Grupo A,
foram sorteados 2 times para realizar o jogo de abertura do torneio, sendo que o
primeiro deles jogaria em seu próprio campo e o segundo seria o time visitante.

A quantidade total de escolhas possíveis para o Grupo A e a quantidade total de


escolhas dos times do jogo de abertura podem ser calculadas através de:

(A) uma combinação e um arranjo, respectivamente.


(B) um arranjo e uma combinação, respectivamente.
(C) um arranjo e uma permutação, respectivamente.
(D) duas combinações.
(E) dois arranjos.

10
.

1.
Temos 8 jogadores que resolveram fazer um torneio de futebol
utilizando videogame. Uma informação importante é que esses
jogadores vão se enfrentar uma única vez. Portanto:

Como as situações acima representam a mesma partida, significa que


a ordem não terá importância. Com isso, usaremos a ideia de
combinação simples.
Fonte: Pixabay.com

E vamos de macete!

11
Portanto, serão realizadas 28 partidas.

Alternativa: E

2.

Nessa questão o objetivo é diferenciar arranjo de combinação e vimos


bem essa ideia no decorrer dos dois fascículos. Vamos lá!

Temos 12 times que irão participar de um torneio de futebol amador.


Desses 12 times serão sorteados 4 para formar o grupo A do torneio.
Entre os times do Grupo A serão sorteados 2 para realizarem o jogo de
abertura, de modo que o primeiro time sorteado vai jogar no seu
próprio campo, ou seja, em casa, e o segundo time jogará como
visitante.
Fonte: Pixabay.com

12
A questão quer saber como será calculado o número de maneiras que
iremos fazer esse sorteio do grupo e também do jogo de abertura, se é
por arranjo ou combinação.

No primeiro sorteio serão escolhidos 4 times dentre 12 times para


definir o grupo A, como a ordem de escolha não importa, trata-se de
uma combinação, pois é sempre o mesmo grupo que está sendo
formado, sempre os mesmos times.

Já na segunda escolha para o jogo de abertura, devem ser escolhidos


dois times dentre os quatro que formam o grupo A, sendo que o
primeiro joga em seu próprio campo e o segundo como visitante. Logo,
a ordem de escolha importa, trata-se de um arranjo.

Portanto, a quantidade total de escolhas possíveis para o Grupo A e a


quantidade total de escolhas dos times do jogo de abertura podem ser
calculadas através de uma combinação e um arranjo, respectivamente.

Alternativa: A
Fonte: Pixabay.com

13
14