Você está na página 1de 1

NOVEMBRO

Tema: “Este é o rei dos Judeus”.


Domingo - (24/11) – Solenidade de Jesus Cristo, Rei do Universo

Liturgia Dominical: I Leitura (2Samuel 5, 1-3); Salmo Responsorial 121; II Leitura


(Colossenses 1, 12-20), Evangelho (Lucas 23, 35-43).

INTRODUÇÃO DA LITURGIA
A liturgia deste último domingo do Ano Litúrgico, no ciclo C, nos leva a celebrar Cristo Rei do
Universo. O Evangelho nos faz contemplar a cena sofrida de Jesus e da sua crucifixão. O trono
do Senhor da história e do mundo, é a cruz, e sua coroa é de espinhos. Sua proposta não foi
compreendida e por isso o crucificaram. Jesus nos garante o Reino; a misericórdia que é vida e
salvação.

SUGESTÕES LITÚRGICAS
1) Na procissão inicial, entronizar uma cruz grande, simbolizando o trono de Cristo. A cruz
que ele carregou e deu a vida pela redenção do mundo.
2) Fazer o ato penitencial por aspersão, enquanto o coro sustenta o “Banhados em Cristo”.
2) Pode-se fazer, ao invés das preces, a Consagração do Gênero Humano a Jesus Cristo Rei do
Universo, prevista para esse domingo:
“Dulcíssimo Jesus, Redentor do gênero humano, lançai sobre nós que humildemente estamos
prostrados na vossa presença, os vossos olhares. Nós somos e queremos ser vossos; e a fim de
podermos viver mais intimamente unidos a Vós, cada um de nós se consagra,
espontaneamente, neste dia, ao vosso sacratíssimo Coração. Muitos há que nunca Vos
conheceram; muitos, desprezando os vossos mandamentos, Vos renegaram. Benigníssimo
Jesus, tende piedade de uns e de outros e trazei-os todos ao vosso Sagrado Coração. Senhor,
sede rei não somente dos fiéis, que nunca de Vós se afastaram, mas também dos filhos pródigos,
que Vos abandonaram; fazei que estes tornem, quanto antes, à casa paterna, para não
perecerem de miséria e de fome. Sede rei dos que vivem iludidos no erro, ou separados de Vós
pela discórdia; trazei-os ao porto da verdade e à unidade da fé, a fim de que, em breve, haja
um só rebanho e um só pastor. Senhor, conservai incólume a vossa Igreja, e dai-lhe liberdade
segura e sem peias; concedei ordem e paz a todos os povos; fazei que, de um polo a outro do
mundo, ressoe uma só voz: louvado seja o Coração Divino, que nos trouxe a salvação; honra e
glória a Ele, por todos os séculos. Amém”.

PARA BEM CELEBRAR


Celebramos a Solenidade de Cristo Rei do universo. A liturgia leva-nos a contemplar a
pessoa de Jesus Cristo, sua palavra e sua ação. Faz-nos pensar seriamente sobre o juízo de
Deus sobre a humanidade. Exaltar Cristo, é exaltar cada pessoa humana, pois ele fez-se um
de nós. Cristo não é rei nos moldes humanos, mas o rei que responde a todas as inquietações
humanas. Sua palavra é a resposta eu muitas, vezes a humanidade não quer ouvir. Por isso,
foi sábio aquele malfeitor crucificado ao lado de Jesus. “Jesus, lembra-te de mim, quando
entrares no teu reinado.