Você está na página 1de 4

ANO 43 | C | ROXO LT.

3 | Nº 19 | 06/03/2019

QUARTA-FEIRA DE T. Bendito seja Deus que nos reu- oblação e libação para o Senhor,
CINZAS niu no amor de Cristo. vosso Deus? ¹⁵Tocai trombeta em
Sião, prescrevei o jejum sagrado,
P. (ou Anim.) Irmãos e irmãs, o convocai a assembleia; ¹⁶congregai
Senhor, Santo e Justo, nos reúne o povo, realizai cerimônias de culto,
neste dia para darmos início ao reuni anciãos, ajuntai crianças e lac-
grande caminho quaresmal que tentes; deixe o esposo seu aposen-
nos conduzirá à purificação de to, e a esposa, seu leito. ¹⁷Chorem,
nossas vidas e à conversão de postos entre o vestíbulo e o altar,
nosso coração. Serão quarenta os ministros sagrados do Senhor, e
dias de intensa escuta do Senhor, digam: “Perdoa, Senhor, a teu povo,
de jejum, de prática da caridade e não deixes que esta tua herança
para que possamos viver plena- sofra infâmia e que as nações a do-
mente, com Ele, a Páscoa. Como minem”. Por que se haveria de dizer
o Povo de Deus que outrora cami- entre os povos: “Onde está o Deus
nhou pelo deserto, nos dispomos deles?” ¹⁸ Então o Senhor encheu-
como Igreja no Brasil a percorrer -se de zelo por sua terra e perdoou
este caminho sintonizados com os ao seu povo. - Palavra do Senhor.
apelos da Campanha da Fraterni- T. Graças a Deus.
dade que, neste ano, nos convida
a acolher os pobres e marginali- 5 SALMO 50(51)
zados com politicas públicas jus-
tas, tornando-nos construtores de Piedade, ó Senhor, tende piedade,
RITOS INICIAIS / pois pecamos contra vós!
uma sociedade solidária.
1. Tende piedade, ó meu Deus, mi-
1 CANTO DE ABERTURA sericórdia! / Na imensidão de vosso
Em nome de Cristo, nós vos supli- 3 ORAÇÃO amor, purificai-me! / Do meu peca-
camos: Deixai-vos reconciliar com do, todo inteiro, me lavai / e apagai
Deus! completamente a minha culpa.
É agora o tempo favorável, é agora P. Oremos (silêncio): Concedei-nos, 2. Eu reconheço toda a minha ini-
o dia da salvação! (bis) ó Deus todo-poderoso, iniciar com quidade, / o meu pecado está sem-
1. Buscai o Senhor enquanto pode este dia de jejum o tempo da Qua- pre à minha frente, / foi contra vós,
ser achado, / Invocai-o enquanto resma, para que a penitência nos só contra vós que eu pequei / e
ele está perto! fortaleça no combate contra o espí- pratiquei o que é mau aos vossos
2. Abandone o ímpio seu caminho rito do mal. Por N.S.J.C. olhos!
/ E o homem injusto suas maquina- T. Amém. 3. Criai em mim um coração que
ções. seja puro, / dai-me de novo um es-
3. Volte ao Senhor, que terá pieda- 4 PRIMEIRA LEITURA (Jl 2, 12-18) pírito decidido. / Ó Senhor, não me
de dele, / Volte para Deus, que é afasteis de vossa face / nem retireis
generoso no perdão! Leitura da Profecia de Joel. ¹²“Ago- de mim o vosso Santo Espírito!
ra, diz o Senhor, voltai para mim 4. Dai-me de novo a alegria de ser
2 SAUDAÇÃO com todo o vosso coração, com je- salvo / e confirmai-me com espíri-
juns, lágrimas e gemidos; ¹³rasgai to generoso! / Abri meus lábios, ó
P. Em nome do Pai e do Filho e do o coração, e não as vestes; e voltai Senhor, para cantar / e minha boca
Espírito Santo para o Senhor, vosso Deus; ele é anunciará vosso louvor!
T. Amém. benigno e compassivo, paciente e
P. O Senhor, que encaminha os nos- cheio de misericórdia, inclinado a 6 SEGUNDA LEITURA
sos corações para o amor de Deus perdoar o castigo”. ¹⁴Quem sabe, (2Cor 5,20-6,2)

e a constância de Cristo, esteja con- se ele se volta para vós e vos per- Leitura da Segunda Carta de São
vosco. doa, e deixa atrás de si a bênção, Paulo aos Coríntios. Irmãos: ²⁰So-
1
mos embaixadores de Cristo, e é ardes, não fiqueis com o rosto triste o mundo, já não sejas pecador!
Deus mesmo que exorta através como os hipócritas. Eles desfiguram 2. Neste tempo sacrossanto o pe-
de nós. Em nome de Cristo, nós o rosto, para que os homens vejam cado faz horror: / Contemplando a
vos suplicamos: deixai-vos recon- que estão jejuando. Em verdade cruz de Cristo, já não sejas pecador!
ciliar com Deus. ²¹Aquele que não vos digo: eles já receberam a sua 3. Vais pecando, vais pecando, vais
cometeu nenhum pecado, Deus o recompensa. ¹⁷Tu, porém, quando de horror em mais horror: / Filho,
fez pecado por nós, para que nele jejuares, perfuma a cabeça e lava acorda dessa morte, já não sejas
nós nos tornemos justiça de Deus. o rosto, ¹⁸para que os homens não pecador!
¹Como colaboradores de Cristo, nós vejam que tu estás jejuando, mas
4. Passam meses, passam anos,
vos exortamos a não receberdes em somente teu Pai, que está oculto. E
o teu Pai, que vê o que está escon- sem que busques teu Senhor: /
vão a graça de Deus, ²pois ele diz: Como um dia para o outro, assim
“No momento favorável, eu te ouvi dido, te dará a recompensa”. - Pala-
vra da Salvação morre o pecador!
e no dia da salvação, eu te socor- 5. Pecador arrependido, pobrezi-
ri”. É agora o momento favorável, é T. Glória a vós, Senhor.
nho pecador. / Vem, abraça-te, con-
agora o dia da salvação. - Palavra do trito, com teu Pai, teu Criador!
Senhor. 9 HOMILIA 6. Compaixão, misericórdia vos pe-
T. Graças a Deus. dimos, Redentor: pela Virgem, Mãe
10 BÊNÇÃO E DISTRIBUIÇÃO das Dores, perdoai-nos, Deus de
DAS CINZAS amor!
7 ACLAMAÇÃO
P. Caros irmãos e irmãs, roguemos
Jesus Cristo, sois bendito, o ungido insistentemente a Deus Pai que
abençoe com a riqueza da sua gra- 12 ORAÇÃO DOS FIÉIS
de Deus Pai.
Oxalá ouvísseis hoje sua voz: não ça estas cinzas, que vamos colocar P. Neste tempo da nossa conversão,
fecheis o coração como em Meriba! sobre as nossas cabeças em sinal de peçamos ao Senhor a graça de uma
penitência. verdadeira renovação da nossa vida
P. Oremos (silêncio): Ó Deus, que batismal e rezemos:
8 EVANGELHO (Mt 6,1-6.16-18)
não quereis a morte do pecador, T. Cristo, Filho do Deus vivo, vinde
P. O Senhor esteja convosco. mas a sua conversão, escutai com em nosso socorro!
T. Ele está no meio de nós. bondade as nossas preces e dignai- 1. Ó Cristo, dai à vossa Igreja a graça
P. Proclamação do Evangelho de Je- -vos abençoar † estas cinzas, que de voltar-se à vossa Palavra, prati-
sus Cristo segundo Mateus. vamos colocar sobre as nossas ca- car o sincero jejum e exercer a ca-
beças. E assim reconhecendo que ridade, promovendo políticas públi-
T. Glória a vós, Senhor.
somos pó e que ao pó voltaremos, cas justas.
P. Naquele tempo, disse Jesus aos consigamos, pela observância da
seus discípulos: ¹“Ficai atentos para Quaresma, obter o perdão dos pe- 2. Ó Cristo, dai aos que sofrem em
não praticar a vossa justiça na fren- cados e viver uma vida nova, à se- razão das adversidades e dureza da
te dos homens, só para serdes vis- melhança do Cristo ressuscitado. vida, a confiança no vosso amor e
tos por eles. Caso contrário, não re- Por Cristo, nosso Senhor. a graça de descobrirem luz no meio
cebereis a recompensa do vosso Pai T. Amém. da escuridão.
que está nos céus. ²Por isso, quando 3. Ó Cristo, ouvi o clamor dos per-
deres esmola, não toques a trom- (Aspersão sobre as Cinzas com água seguidos por defenderem políticas
benta e imposição das Cinzas) públicas em favor dos pobres.
beta diante de ti, como fazem os
hipócritas nas sinagogas e nas ruas, P. Convertei-vos e crede no Evan-
gelho. (Outras intenções da Comunidade)
para serem elogiados pelos ho-
mens. Em verdade vos digo: eles já P. Encerremos rezando a oração da
receberam a sua recompensa. ³Ao 11 DISTRIBUIÇÃO Campanha da Fraternidade deste
contrário, quando deres esmola, DAS CINZAS ano:
que a tua mão esquerda não saiba o CANTO 1 T. Pai misericordioso e compassivo,
que faz a tua mão direita, ⁴de modo “Convertei-vos e crede no Evange- / que governais o mundo com jus-
que a tua esmola fique oculta. E o lho”, / Eis o tempo favorável! tiça e amor, / dai-nos um coração
teu Pai, que vê o que está oculto, 1. Tirarei de vós um coração de pe- sábio para reconhecer a presença
te dará a recompensa. ⁵Quando dra, / e porei em vós um coração de do vosso Reino entre nós./ Em sua
orardes, não sejais como os hipó- carne! grande misericórdia, Jesus, / o Fi-
critas, que gostam de rezar em pé, 2. Dar-vos-ei o meu espírito de vida, lho amado, habitando entre nós /
nas sinagogas e nas esquinas das / Mudarei a escravidão em liberda- testemunhou o vosso infinito amor
praças, para serem vistos pelos ho- de! /e anunciou o Evangelho da fra-
mens. Em verdade vos digo: eles já 3. Retornai de coração arrependi- ternidade e da paz. / Seu exemplo
receberam a sua recompensa. ⁶Ao do, / porque Deus é compassivo e nos ensine / a acolher os pobres e
contrário, quando tu orares, entra indulgente! marginalizados, / nossos irmãos e
no teu quarto, fecha a porta, e reza irmãs / com políticas públicas jus-
ao teu Pai que está oculto. E o teu CANTO 2 tas, / e sejamos construtores de
Pai, que vê o que está escondido, te 1. Pecador, agora é tempo de pesar uma sociedade humana e solidá-
dará a recompensa. ¹⁶Quando jeju- e de temor / Serve a Deus despreza ria. / O divino Espírito acenda em
2
nossa Igreja / a caridade sincera e T. Santo, Santo, Santo... 1C. Que ele faça de nós uma oferen-
o amor fraterno; / a honestidade e CP. Na verdade, vós sois santo, ó da perfeita para alcançarmos a vida
o direito resplandeçam em nossa Deus do universo, e tudo o que eterna com os vossos santos: a Vir-
sociedade / e sejamos verdadeiros criastes proclama o vosso louvor, gem Maria, Mãe de Deus, São José,
cidadãos do “novo céu e da nova porque, por Jesus Cristo, vosso Fi- seu esposo, os vossos Apóstolos e
terra”. / Amém. lho e Senhor nosso, e pela força do Mártires, São Paulo, patrono da
Espírito Santo, dais vida e santidade nossa Arquidiocese, e todos os san-
a todas as coisas e não cessais de tos, que não cessam de interceder
reunir o vosso povo, para que vos por nós na vossa presença.
13 APRESENTAÇÃO DAS ofereça em toda parte, do nascer T. Fazei de nós uma perfeita ofe-
OFERENDAS ao pôr do sol, um sacrifício perfeito. renda!
Criai em nós um coração que seja T. Santificai e reuni o vosso povo! 2C. E agora, nós vos suplicamos,
puro. / Dai-nos, Senhor, um coração CC. Por isso, nós vos suplicamos: ó Pai, que este sacrifício da nossa
mais confiante. / Ó Deus, lembrai- santificai pelo Espírito Santo as ofe- reconciliação estenda a paz e a sal-
-vos do vosso amor: Misericórdia! rendas que vos apresentamos para vação ao mundo inteiro. Confirmai
serem consagradas, a fim de que na fé e na caridade a vossa Igreja,
1. Escutai, ó Senhor Deus, minha
se tornem o Corpo e † o Sangue de enquanto caminha neste mundo:
oração. / Atendei a minha prece, Jesus Cristo, vosso Filho e Senhor o vosso servo o Papa Francisco, o
ao meu clamor. Porque sois o meu nosso, que nos mandou celebrar nosso bispo Odilo, com os Bispos
abrigo e fortaleza, / Sois a vida, sois este mistério. do mundo inteiro, o clero e todo o
amparo protetor. T. Santificai nossa oferenda, ó Se- povo que conquistastes.
2. A minh’alma, ó Senhor, de vós nhor! T. Lembrai-vos, ó Pai, da vossa
tem sede, / Como a terra sedenta Na noite em que ia ser entregue, ele Igreja!
e sem água. De ser salvo, me con- tomou o pão, deu graças, e o partiu Atendei às preces da vossa família,
cedei a alegria; / Perdoai-me toda e deu a seus discípulos, dizendo: que está aqui, na vossa presença.
culpa, toda mágoa. TOMAI, TODOS, E COMEI: ISTO É O Reuni em vós, Pai de misericórdia,
3. Esta terra, ó Senhor, favoreces- MEU CORPO, QUE SERÁ ENTREGUE todos os vossos filhos e filhas dis-
tes; / Perdoastes o pecado ao vosso POR VÓS. persos pelo mundo inteiro.
povo. / Vós sois bom, sois clemen- Do mesmo modo, ao fim da ceia, T. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos
te, sois perdão, / Vós sois, Senhor, o ele tomou o cálice em suas mãos, filhos!
Deus de amor a quem invoco. deu graças novamente, e o deu a 3C. Acolhei com bondade no vosso
seus discípulos, dizendo: reino os nossos irmãos e irmãs que
14 ORAÇÃO SOBRE AS TOMAI, TODOS, E BEBEI: ESTE É O partiram desta vida e todos os que
OFERENDAS
CÁLICE DO MEU SANGUE, O SAN- morreram na vossa amizade. Uni-
P. Oferecendo-vos este sacrifício GUE DA NOVA E ETERNA ALIANÇA, dos a eles, esperamos também nós
no começo da Quaresma, nós vos QUE SERÁ DERRAMADO POR VÓS saciar-nos eternamente da vossa
suplicamos ó Deus, a graça de do- E POR TODOS PARA REMISSÃO glória, por Cristo, Senhor nosso.
minar nossos maus desejos pelas DOS PECADOS. FAZEI ISTO EM ME- T. A todos saciai com vossa glória!
obras de penitência e caridade, MÓRIA DE MIM. Por ele dais ao mundo todo bem e
para que, purificados de nossas fal- Eis o mistério da fé! toda graça.
tas, celebremos com fervor a pai- T. Anunciamos, Senhor, a vossa CP ou CC. Por Cristo, com Cristo
xão do vosso Filho, que vive e reina morte e proclamamos a vossa res- e em Cristo, a vós, Deus Pai todo-
para sempre. surreição. Vinde, Senhor Jesus! -poderoso, na unidade do Espírito
T. Amém. CC. Celebrando agora, ó Pai, a me- Santo, toda a honra e toda a glória,
mória do vosso Filho, da sua paixão agora e para sempre.
15 ORAÇÃO EUCARÍSTICA III
Prefácio da Quaresma IV
que nos salva, da sua gloriosa res- T. Amém.
surreição e da sua ascensão ao céu,
P. Na verdade é justo e necessário, e enquanto esperamos a sua nova 16 RITO DA COMUNHÃO
é nosso dever e salvação dar-vos vinda, nós vos oferecemos em ação
graças, sempre em em todo o lugar, de graças este sacrifício de vida e
Senhor, Pai santo, Deus eterno e santidade. 17 CANTO DE COMUNHÃO
todo-poderoso. Pela penitência da T. Recebei, ó Senhor, a nossa oferta! Agora, o tempo se cumpriu, / O rei-
Quaresma, corrigis nossos vícios, Olhai com bondade a oferenda da no já chegou, / irmãos, convertam-
elevais nossos sentimentos, forti- vossa Igreja, reconhecei o sacrifício -se / e creiam firmes no Evangelho!
ficais nosso espírito fraterno e nos que nos reconcilia convosco e con- 1. Feliz aquele homem que não
garantis uma eterna recompensa, cedei que, alimentando-nos com o anda / conforme os conselhos dos
por Cristo, Senhor nosso. Por ele, os Corpo e o Sangue do vosso Filho, perversos;
anjos celebram vossa grandeza e os sejamos repletos do Espírito Santo 2. Que não entra no caminho dos
proclamam vossa glória. Concedei- e nos tornemos em Cristo um só malvados / nem junto aos zomba-
-nos também a nós associar-nos a corpo e um só espírito. dores vai sentar-se.
seus louvores, cantando (dizendo) a T. Fazei de nós um só corpo e um 3. Mas encontra seu prazer na lei de
uma só voz... só espírito! Deus / e a medita, dia e noite, sem
3
cessar.
4. Eis que ele é semelhante a uma CONVERTEI-VOS!
árvore / que à beira da torrente Com a Quarta-Feira de Cinzas ini- dos pela Igreja: o jejum, a esmola
está plantada; ciamos o tempo litúrgico da Qua- e a oração. O jejum nos educa a
5. Ela sempre dá seus frutos a seu resma deste ano, em preparação buscar o “alimento que dura para
tempo / e jamais as suas folhas vão à celebração da Páscoa. Já no pri- a vida eterna” (cf Jo 6,27). Quan-
murchar. meiro dia da Quaresma ressoa o tas coisas inúteis consumimos!
6. Pois Deus vigia o caminho dos apelo à conversão e à penitência, Quanto veneno é consumido to-
eleitos, / mas a estrada dos malva- que são práticas centrais da pre- dos os dias através de espetácu-
dos leva à morte. paração para a Páscoa. “Conver- los e distrações que fazem mais
tei-vos e crede no Evangelho!” mal que bem! O jejum nos ajuda
18 ORAÇÃO APÓS A (Mc 1,15): são estas as palavras a percebermos que “não só de
COMUNHÃO de Jesus, logo no início da sua pão vive o homem, mas de toda
P. Oremos (silêncio): Ó Deus, fazei vida pública e da pregação do palavra que sai da boca de Deus”
que sejamos ajudados pelo sacra- Evangelho. (Mt 4,4).
mento que acabamos de receber, Atraídos por muitas distrações e
para que o jejum de hoje vos seja A prática da “esmola” refere-se
tentações ao longo da vida, so-
agradável e nos sirva de remédio. às obras de misericórdia e a to-
mos levados a perder de vista o
Por Cristo, nosso Senhor. das as formas de caridade, que
principal e o mais valioso da exis-
T. Amém. tência: o reino de Deus e todos os devemos praticar intensamente
bens que ele nos traz. Somos ten- ao longo de toda a vida. Seremos
RITOS FINAIS tados a trocar Deus pelas coisas julgados, um dia, pela lei do amor
e nos apegamos a bens que não e da misericórdia. E a prática da
19 BÊNÇÃO FINAL merecem toda essa dedicação, a oração nos educa para cultivar-
(Tempo da Quaresma: MR - Paulus, 521 p. )
ponto de deixar Deus e seu reino mos a comunhão e a sintonia
em plano secundário. com Deus. Ouvir Deus e falar com
20 HINO DA CF 2019
Deus – isso nos ajuda a viver bem
1. “Eis que o Senhor fez conhecer a O apelo à conversão e a crer no e evita que nos tornemos o cen-
salvação / e revelou sua justiça às Evangelho serve para voltarmos tro do mundo... Deus é Senhor, e
nações”. / Que, neste tempo qua- nossa atenção para o que tem não nós mesmos!
resmal, nossa oração / transforme a valor maior e mais definitivo; o
vida, nossos atos e ações. resto, mesmo sendo bom, deve Durante a Quaresma, a Campa-
Pelo direito e a Justiça libertados, ser ordenado e colocado no seu nha da Fraternidade nos ajuda a
/ Povos, nações de tantas raças e devido lugar na nossa vida. Ao sermos concretos e efetivos nos
culturas. / Por tua graça, ó Senhor, longo da Quaresma somos cha- exercícios de conversão. A frater-
ressuscitados, / Somos em Cristo, mados a nos convertermos a um nidade, como expressão de justi-
hoje, novas criaturas. estilo de vida, a comportamen- ça e caridade, precisa ser vivida
2. Foi no deserto que Jesus nos en- tos e práticas condizentes com nas suas diversas dimensões: in-
sinou / a superar toda ganância e a nossa vocação cristã, recebida terpessoal, familiar, comunitária,
tentação. / Arrependei-vos, eis que no Batismo. Converter-se signifi- social, econômica, política, cul-
o tempo já chegou. / Tempo de Paz, ca buscar em tudo a vontade de tural e espiritual. Vivamos, pois,
Justiça e reconciliação. Deus e aderir a ela com alegria e de maneira intensa a Quaresma,
3. Em Jesus Cristo uma nova aliança generosidade. como caminho de conversão e
/ quis o Senhor com o seu povo ins- Durante a Quaresma, vivamos in- renovação cristã, em preparação
taurar. / Um novo reino de justiça e tensamente as práticas próprias à celebração da Páscoa. Façamos
esperança, / fraternidade, onde to- desse “tempo favorável” para a esse caminho de maneira pessoal
dos têm lugar. revisão de vida e a conversão ao e comunitária e Deus nos aben-
4. Ser um profeta na atual socieda- Evangelho. São três os principais çoará com muitos frutos de vida
de, / da ação política, com fé, parti- “exercícios da Quaresma” indica- nova.
cipar / é o dom de Deus que faz, do
amor, fraternidade, / e bem comum Cardeal Odilo Pedro Scherer
faz bem de todos se tornar! Arcebispo de São Paulo

POVO DE DEUS EM SÃO PAULO


- SEMANÁRIO LITÚRGICO -
Publicação da Mitra Arquidiocesana de São Paulo
Av. Higienópolis, 890 - São Paulo - SP - 01238-000
TEL: 3660-3700
Redator: Pe. Luiz Eduardo Pinheiro Baronto | Administra-
ção: Maria das Graças (Cássia) | Assinaturas: Ariane r.3724
| Diagramação: Fábio Lopes | Ilustração de cabeçalho:
Cláudio Pastro | Ilustrador: Guto Godoy | povodedeus@
arquidiocesedesaopaulo.org.br | Site: www.arquisp.org.
br | Impressão: Paulus Gráfica - 90.000 por celebração

4 Atenção! As partituras dos cantos estão disponíveis em nosso portal: www.arquisp.org.br/liturgia/folheto-povo-de-deus