Você está na página 1de 2

Cópia não autorizada

OUT 1988 NBR 8827


Materiais refratários - Determinação do
tempo de retenção de água de
ABNT-Associação
Brasileira de
argamassas
Normas Técnicas

Sede:
Rio de Janeiro
Av. Treze de Maio, 13 - 28º andar
CEP 20003-900 - Caixa Postal 1680
Rio de Janeiro - RJ
Tel.: PABX (021) 210 -3122
Fax: (021) 240-8249/532-2143
Endereço Telegráfico:
NORMATÉCNICA

Origem: Projeto NBR 8827:1988 (MB-1440)


CB-19 - Comitê Brasileiro de Refratários
CE-19:002.01 - Comissão de Estudo de Métodos de Ensaios Físicos e Térmicos
de Materiais Refratários
NBR 8827 - Refractory materials - Determination of cold bonding strength of
refractory mortars
Copyright © 1997, Descriptors: Refractory materials. Mortar
ABNT–Associação Brasileira Esta Norma foi revalidada em SET 1997
de Normas Técnicas
Printed in Brazil/
Impresso no Brasil Palavras-chave: Materiais refratários. Argamassa 2 páginas
Todos os direitos reservados

Prefácio 2 Método de ensaio

A ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas - é o 2.1 Aparelhagem


Fórum Nacional de Normalização. As Normas Brasileiras,
cujo conteúdo é de responsabilidade dos Comitês Bra- A aparelhagem necessária para a execução do ensaio é
sileiros (CB) e dos Organismos de Normalização Setorial a seguinte:
(ONS), são elaboradas por Comissões de Estudo (CE),
formadas por representantes dos setores envolvidos,
a) dois arames com 3 mm de diâmetro e 150 mm de
delas fazendo parte: produtores, consumidores e neutros
comprimento;
(universidades, laboratórios e outros).

b) espátula de aço;
Os Projetos de Norma Brasileira, elaborados no âmbito
dos CB e ONS, circulam para Votação Nacional entre os
associados da ABNT e demais interessados. c) cronômetro;

A Comissão de Estudo considerou esta Norma atualizada d) misturador ou recipiente impermeável para a
em setembro de 1997, por não terem sido efetuadas modi- preparação da amostra de ensaio;
ficações técnicas significativas. As alterações realizadas
foram referentes às adequações ortográficas e para e) estufa capaz de manter a temperatura a
atender quesitos normativos da ABNT ISO/IEC Diretiva - 110°C ± 5°C;
Parte 3:1995.
f) proveta graduada com precisão mínima de 10 mL.
1 Objetivo
2.2 Preparação da amostra de ensaio
Esta Norma especifica um método para determinar o
tempo de retenção de água de argamassas, quando apli- Após coletada a amostra do lote em exame, reduzi-la por
cadas em tijolos refratários. quarteamento a aproximadamente 5 kg.
Cópia não autorizada
2 NBR 8827:1988

2.3 Procedimento 2.3.6 Retirar os arames, puxando-os com ligeiro movi-


mento de rotação, e remover excesso do material das la-
2.3.1 Utilizar dois tijolos refratários de dimensões terais.
aproximadas de 229 mm x 114 mm x 76 mm ou 63 mm,
da mesma classe do material a ser ensaiado, e secá-los 2.3.7 Segurar o tijolo superior com os dedos polegar e
em estufa a 110°C ± 5°C, até a obtenção de massa mínimo e movê-los na direção longitudinal de 229 mm,
constante. com um movimento de vai-e-vem, por um curso de apro-
ximadamente 50 mm para cada extremidade do tijolo,
2.3.2 Preparar a amostra de ensaio utilizando aproxima- sem exercer pressão vertical, até que o material ofereça
damente 5 kg de argamassa, no recipiente impermeável, resistência ao movimento, o que se constata pelo deslo-
adicionando água e/ou os aditivos em caso de material camento do tijolo inferior a necessidade de exercer muita
seco, conforme recomendação do fabricante ou até se força para movimentar o tijolo superior.
obter a consistência adequada. Anotar a quantidade de
água necessária. No caso do fornecimento de arga- 2.3.8 Neste momento, travar o cronômetro e anotar o tempo,
massas úmidas, não há necessidade de adição de água em segundos.
e, portanto, o material deve ser apenas homogeneizado
adequadamente. 2.4 Expressão dos resultados

2.3.3 Espalhar uma camada espessa de argamassa sobre 2.4.1 O resultado do tempo de retenção de água é dado
a face 229 mm x 114 mm de um dos tijolos, com a espátula. em segundos.

2.3.4 Colocar os arames de 3 mm de diâmetro a cerca de 2.4.2 Em caso de material seco, mencionar a quantidade
30 mm de cada extremidade do tijolo, conforme a fi- de água e/ou aditivos que foram adicionados, em porcen-
gura 1. tagem, com relação à massa da amostra de ensaio.

2.3.5 Colocar o outro tijolo sobre a argamassa, acionar o 2.5 Relatório de ensaio
cronômetro e mover o tijolo superior para frente e para
trás quatro ou cinco vezes, forçando-o ao mesmo tempo O relatório de ensaio deve consignar a média aritmética
contra os arames, para acertar a espessura da junta. Esta das determinações efetuadas, bem como os resultados
operação não deve demorar mais de 10 s. individuais das mesmas.

Dimensões em milímetros

Figura 1 - Montagem para ensaio

Você também pode gostar