Você está na página 1de 5

Roteiro de atividades

Identificação:
Escola de Educação Básica Osvaldo Pinto da Veiga
Professora: Silvia Maria Lima de Souza
Componente Curricular: História
Ano/Turma: 6º ano 01
Periodo de realização das atividades: 10 a 14 de agosto
Aluno(a):

Conteúdo: Mitologia, Jogos Olímpicos, Arte e Filosofia na Grécia. Retomada de conteúdo


para Avaliação na próxima aula.
ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES: A PARTE DE TEXTO DEVE FICAR COM VOCÊS, NÃO
DEVE SER ENTREGUE NA ESCOLA. SOMENTE A ATIVIDADE PROPOSTA (ULTIMA
FOLHA), DEVERÁ SER REALIZADA E ENTREGUE. GUARDEM O TEXTO PARA
ESTUDO E PESQUISA PARA A AVALIAÇÃO DESSES CONTEÚDOS QUE OCORRERÁ
NA SEMANA QUE VEM.

Mitologia Grega: A Mitologia Grega reúne um conjunto de lendas e mitos que foram criados
pelos gregos na antiguidade. O objetivo principal era de explicar alguns fatos, como a origem da
vida, a vida após a morte, ou até mesmo os fenômenos da natureza. Assim, a criação das narrativas
fantásticas que englobam a mitologia grega foi a maneira encontrada pelos gregos para preservarem
sua história.
É importante ressaltar que a civilização grega estava baseada numa religião politeísta, ou seja,
eles cultuavam diversos deuses. Os gregos julgavam que seus deuses viviam no alto do Monte
Olimpo (montanha mais alta da Grécia, com 2.917 metros de altura), por isso Olimpo passou a ser
sinônimo de céu, lugar onde reina a felicidade. Os deuses gregos eram semelhantes aos seres
humanos; guerreavam, sentia ódio, amor, ciúmes casavam e tinham filhos.

Deuses Gregos: Interessante observar que os deuses gregos eram figuras imortais e
antropomórficas. Ou seja, eram deuses com formas humanas e que também possuíam sentimentos
humanos como o amor, o ódio, a maldade, a inveja, a bondade, egoísmo, fraqueza.
Os deuses mais poderosos são os Deuses do Olimpo, eles são considerados os principais deuses
do panteão grego. São 12 os principais deuses do Olimpo: Zeus, Hera, Poseidon, Deméter, Héstia,
Afrodite, Apolo, Ares, Ártemis, Atena, Hefesto e Hermes.
Principais Deuses da Mitologia Grega:

 Zeus: O deus supremo do céu.


 Hera: deusa protetora das mulheres, dos casamentos e da maternidade.
 Poseidon: deus dos mares e dos oceanos.
 Hades: deus dos infernos, dos mortos e do submundo.
 Afrodite: deusa do amor, do sexo e da beleza.
 Héstia: deusa do lar e do coração.
 Apolo: deus do sol, da música, da poesia, das artes, da beleza masculina e da adivinhação.
 Ártemis: deusa da caça, da castidade, da luz e da vida selvagem.
 Ares: deus da guerra.
 Eros: deus da paixão, do sexo, do amor.
 Atena: deusa da sabedoria, da justiça, das artes, da guerra e da serenidade. Considerada a
protetora da cidade de Atenas.
 Cronos: deus do tempo.
 Deméter: deus da colheita e da agricultura.
 Perséfone: rainha do submundo e deusa das flores e frutos.
 Dionísio: deus das festas, do prazer e do vinho.
 Hermes: deus do comércio e das comunicações; mensageiro dos deuses, protetor dos
comerciantes e dos viajantes.
 Hefesto: deus do fogo, dos metais e do trabalho. Artesão e ferreiro dos deuses.
 Gaia: deusa da terra.
 Nike: deusa alada da vitória.
 Pã: deus das florestas, dos bosques, dos campos e dos pastores.

Seres Mitológicos: A mitologia grega é permeada por inúmeras figuras mitológicas. Dentre as
mais importantes podemos citar:

 Heróis: considerados os semideuses, ou seja, filhos de deuses com humanos. Dos heróis
gregos destacam-se: Perseu, Teseu e Belerofonte.
 Ninfas: figuras mitológicas femininas sempre lindas e alegres e que cuidavam das florestas.
Por exemplo, as Alseídes, ninfas das flores e bosques; as Dríades, ninfas dos carvalhos; as
Nereidas, ninfas da água.
 Sereias: figuras femininas que cantavam e possuíam corpo de peixe. Podiam ser
representadas com asas e cabeça e busto de mulher.
 Minotauro: Ser mitológico, metade homem e metade touro.
 Centauros: seres híbridos e fortes com corpo metade humano e metade cavalo. Destaca-se
Quíron, amigo de Herácles criado por Cronos.
 Sátiros: possuíam um corpo de homem com patas de bode e chifres. São correspondentes
aos faunos da mitologia romana. Dos sátiros gregos destaca-se: Pã, o Deus dos bosques.
 Górgonas: figuras femininas que possuíam cabelos de serpentes, por exemplo, a Medusa.

Os Jogos Olímpicos: Eram feitos em homenagem aos deuses gregos a cada quatro anos na
Grécia antiga. Os gregos acreditavam que seus deuses tinham poderes incríveis, eram imortais e
dominavam as forças da natureza e para homenageá-los, faziam festas, como os Jogos Olímpicos.
Os vestígios deixados pelo tempo, como ruínas de antigas cidades e objetos ou fragmentos de
objetos, os arqueólogos deduziram que os primeiros jogos olímpicos foram realizados no ano 776
a.C., na cidade de Olímpia. Era para homenagear Zeus, o mais respeitado deus grego, por isso,
quando se aproximava a data de sua realização, as guerras eram interrompidas em todo mundo
grego. Os habitantes de todas as cidades podiam viajar para Olímpia livremente, sem medo de ser
atacado ou preso, pois participariam de um grande acontecimento esportivo, cívico e religioso.
As modalidades esportivas eram variadas. Havia corrida a pé, a corrida com armas, a corrida de
cavalos, a corrida de carros puxados por cavalos. Além disso, ocorriam também as lutas corporais, o
arremesso de disco e de dardo.
Os vencedores ganhavam uma coroa feita com folhas de louro e eram recebidos com enorme
entusiasmo na volta à sua cidade natal, onde se erguiam estátuas em homenagem a eles. A presença
da mulher era proibida, tanto nas competições como na platéia.

O Teatro: Nasceu de uma festa religiosa e cívica em homenagem ao deus Dionísio, o mais
jovem dos deuses. O ponto alto desta festa era o concurso de teatro. As peças eram apresentadas ao
ar livre e, em um mesmo dia, eram encenadas várias peças. Os episódios começavam pela manhã e
reuniam milhares de pessoas. Freqüentar o teatro fazia parte da educação. Todos eram incentivados
a comparecer aos espetáculos teatrais. Os pobres podiam assistir gratuitamente.
Em Atenas, todas as atividades eram interrompidas em dias de espetáculos. Os autores teatrais
gregos escreveram peças que continuam sendo montadas hoje no mundo inteiro.

Os gregos foram os inventores de dois


gêneros teatrais consagradas: a comédia e a
tragédia.
Estas são as duas máscaras famosas que
caracterizam o teatro grego.
A tragédia grega tinha como tema a
mudança drástica do destino das pessoas.
Já a comédia recorria ao humor para fazer
críticas aos costumes e aos políticos.
Filosofia: O clima de liberdade e de troca de ideias existente nas cidades gregas favoreceu o
desenvolvimento da Filosofia (em grego quer dizer amor a sabedoria). A filosofia busca explicar
tudo o que existe: seres humanos, o mundo acontecimentos etc. Entre os principais filósofos gregos
estão Sócrates, Platão e Aristóteles que viveram entre os séculos V e IV a.C.
Sócrates – Conhece-te a ti mesmo! Sócrates (469-399 a.C.) acreditava que o meio ideal para se
chegar ao conhecimento era o diálogo. Inicialmente, por meio de perguntas inteligentes, ele levava
a pessoa a reconhecer que desconhecia o assunto. Depois, aos poucos, ia levando a pessoa a pensar
sobre suas próprias afirmações até chegar a uma conclusão racional ou uma definição.
Platão – O mundo das idéias, depois de conviver muitos anos com Sócrates, Platão (427 – 348 a.C.)
fundou uma escola filosófica chamada Academia. Lá se estudavam filosofia, matemática, e
ginástica. Para Platão, o mundo dos fenômenos é ilusório; já o mundo das ideias é verdadeiro e nele
é possível encontrar as ideias universais de Verdade. Bem, bondade, justiça etc. Para Platão, a mais
importante das ideias é o bem.
Aristóteles e a Lógica – Aristóteles (384-322 a.C.) frequentou a escola de Platão; no entanto,
discordava dele quanto à existência de ideais universais. Aristóteles considerava necessário testar a
validade das ideias, e o único meio de fazê-lo era por meio da experiência. Uma importante
contribuição desse filósofo grego foi a sistematização da lógica, estudo de como organizar o
pensamento e a argumentação. Aristóteles escreveu sobre diversos ramos do conhecimento e é um
dos filósofos que mais influenciou o pensamento ocidental.
Hipócrates de Cós – o pai da medicina ocidental – O médico grego Hipócrates de Cós é
considerado o fundador da medicina ocidental. Ele descobriu que as doenças possuem causas
naturais. Isto numa época em que se acreditava que as doenças ocorriam por foça do destino ou por
vontade dos deuses. Foi o primeiro estudioso a perceber a relação entre o modo de vida de um
paciente e a doença contraída por ele. A relação, por exemplo, entre a falta de cuidado com a
higiene e determinadas doenças.
Roteiro de atividades
Identificação:
Escola de Educação Básica Osvaldo Pinto da Veiga
Professora: Silvia Maria Lima de Souza
Componente Curricular: História
Ano/Turma: 6º ano 01
Periodo de realização das atividades: 10 a 14 de agosto
Aluno(a):

LEIAM ALUNOS! INFORMAÇÕES IMPORTANTES:

 A PARTE DE TEXTO DEVE FICAR COM VOCÊS, NÃO DEVE SER ENTREGUE NA
ESCOLA!
 ENTREGAR SOMENTE ESSA ULTIMA FOLHA DA ATIVIDADE REALIZADA.
 GUARDEM O TEXTO PARA ESTUDO E PESQUISA PARA A AVALIAÇÃO DESSES
CONTEÚDOS QUE OCORRERÁ NA PRÓXIMA SEMANA.

1) A atividade dessa semana consiste em ler os textos acima, e com base neles, o aluno
deverá criar de forma bem elaborada 10 perguntas com respostas sobre os conteúdos:
Mitologia, Jogos Olímpicos, Arte e Filosofia na Grécia.