Você está na página 1de 19

Estado-Maior do Exército

Projeto SHERPA
ANTECEDENTES
ANTECEDENTES

- Visita aos EUA em 2016 - oferta de 4


Aeronaves C-23 B+ SHERPA
- Decisão CONSURT 2016
- Manter o Projeto no COLOG sem o
gravamento da Ação Orçamentária
3138 (Prg EE Av Ex)
- OBJETIVO
- Implantar o Modal Aéreo na Região
Amazônica
ANTECEDENTES

- O Projeto foi iniciado no COLOG,


conduzido pela D Mat
- O GT era do COLOG
- As aeronaves foram oferecidas ao EB
por doação
- Case BR-B-IAF
- Custo zero
- Pagou-se a assistência técnica e a
Inspeção Visual (JVI)
ANTECEDENTES
RTF

- INICIALMENTE
- Retornar às condições de voo
(RTS) e CLS U$ 15 MI
- COLOG
- MODERNIZAÇÃO E CLS DE 5
ANOS U$ 48 MI.
CLS – Suporte Logístico Integrado (SLI) engloba
on the job training, lista de peças, ferramental,
Doc Tec e a execução da manutenção

MODERNIZAÇÃO
ANTECEDENTES - Infraestrutura
EDUARDO GOMES

FLORES Google Maps


INFRAESTRUTURA 21/0 8 /20 18 23

Possíveis Bases/Hangares
PONTA PELADA

NORTE

Imagens ©2018 Google, CNES / Airbus, DigitalGlobe, DigitalGlobe, Dados do mapa ©2018 Google 1 km
ANTECEDENTES - Últimas atividades no COLOG

- Reunião com o FMS – 25 a 27 junho 2018


- Conclusão da reunião
- Novas aeronaves oferecidas – C-23 B
- Novo Escopo do Trabalho – SOW
Necessidade de certificação – redução do escopo
- Recebimento das aeronaves - 2022.
- Prazo de resposta ao FMS - 28 SET 18
- Aceitar oferta das C-23 B
- como ficará o Projeto a partir de agora?
ANTECEDENTES – Atividades no EME

- Aceitação do Projeto
- Inclusão do projeto no Prg EE Av Ex
- Definição da AO para custear o projeto – AO 14T5
- Transferência do Projeto para o Prg EE SISFRON
- Recebimento da LOA de doação de 4 (quatro) aeronaves
C-23 B
- Envio da LOR ao FMS
- Confecção dos documentos do Projeto
SITUAÇÃO ATUAL

- Solicitada contratação pelo FMS, por meio


de Sole Source – Empresa M7 aerospace.
- Retornar 4 (quatro) aeronaves C-23 B para
as condições de voo - U$ 15 milhões
- Utilizar 4 (quatro) aeronaves C-23 B+ para
Spare Parts
- Contratar CLS por 3 (três) anos –
aguardando proposta do FMS
- Utilizar os recursos do SISFRON - AO 14T5
- Previsão de esforço aéreo 400 HV/Anv/ano
= 1600 HV/ano
SITUAÇÃO ATUAL – Infraestrutura

- Reformar o pátio antigo e


ampliá-lo na direção do
estacionamento.
- Construção de dois
hangaretes.
SITUAÇÃO ATUAL – Calendário de Obrigações

NR PROCEDIMENTOS RESPONSÁVEL PRAZO OBS

Assinatura da LOA BR -B-IAF (A1) aceitando


1 Ch CEBW Até 31 MAIO 19 realizado
a doação das 4 Anv C23-B Sherpa
EB envia a LOR (letter of request) para a
2 LOA (letter of offer and accep-tance) ao DMAvEx Até 28 JUN 19 realizado
FMS
3 FMS oferece a LOA FMS Até 14 OUT 19
4 Prazo para o EB analisar e responder a LOA EPEx Até 15 JAN 20

5 Entrega de duas Anv SHERPA no 4º BAvEx FMS Até 30 Nov 21

6 Entrega de duas Anv SHERPA no 4º BAvEx FMS Até 30 Jun 22


SITUAÇÃO ATUAL – Custos

RESPONSÁV
NR PROCEDIMENTOS VALOR (R$)
EL
Pacote de serviços FMS (RTS de 4 Anv,
1 transporte, formação de RH nos EUA, SISFRON 60.000.000,00
ferramental e Doc Tec)

2 CLS para 3 anos DMAvEx 12.000.000,00

3 Formação dos recursos humanos no Brasil SISFRON 1.350.000,00


4 Adequação de instalações do 4º BAvEx DEC 11.000.000,00
5 Gestão do Projeto EPEX 400.000,00
6 Transporte dos Spare Parts para o Brasil CEBW 650.000,00
TOTAL 85.400.000,00
SITUAÇÃO ATUAL – Previsão de desembolso anual
ANO ATIVIDADES VALOR (R$)
- Pagamento inicial
2020 - adequação do 4º BAvEx 27.700.000,00
- Formação de RH no Brasil
- Entrega de duas aeronaves
2021 - Formação de RH nos EUA 24.900.000,00
- Adequação do 4º BAvEx
- Entrega de duas aeronaves
2022 - Adequação do 4º BAvEx 24.800.000,00
- CLS
2023 - CLS 4.000.000,00
2024 - CLS 4.000.000,00
TOTAL 85.400.000,00
RISCOS E ÓBICES

- RECEBER A LOA DO FMS COM CUSTOS ACIMA DO VALOR PLANEJADO


- ATRASO NA FORMAÇÃO DE RH
- ATRASO NAS ADEQUAÇÃO DA INFRAESTRUTURA DO 4º BAvEx
- IMPACTO NO CRONOGRAMA, ESCOPO, CUSTOS E QUALIDADE DO
PROGRAMA SISFRON
- IMPACTO NO CUSTO E NO GERENCIAMENTO DA AVIAÇÃO DO
EXÉRCITO
- DIFICULDADE DE RELACIONAMENTO COM A FORÇA AÉREA
- DIFICULDADE DE UTILIZAÇÃO DAS PISTAS DOS PEF (MESMO ÓBICE
ENFRENTADO PELAS ANV FAB)
SUSTENTABILIDADE DO PROJETO

Após os investimentos iniciais, a sustentabilidade do Pjt pode ser


alcançada utilizando os recursos financeiros anuais empregados para a
contratação de HV em Anv civis e com os recursos repassados a FAB para
cumprir missões aéreas em apoio aos PEF. Como exemplo, podemos usar os
dados de 2018:
ATIVIDADE HV CUSTO / R$ HV Equivalente SHERPA CUSTO / R$
HV Anv civis 2018 HV Anv civis 2018
1.484 3. 710.886,36 510 3.060.886,36
12ª RM 12ª RM
Missões pela FAB Missões pela FAB
cumpridas em apoio 4 missões 2.044.292,24 cumpridas em apoio 112 672.000,00
ao 1º PEF/Tiriós ao 1º PEF/Tiriós
TOTAL 5.755.178,60 TOTAL 3.732.886,36
1 HV SHERPA = US$ 1,500.00 = R$ 6.000,00

A ECONOMIA EM 2018 TERIA SIDO DE R$ 2.022.292,24


SUSTENTABILIDADE DO PROJETO

Contudo:
- a disponibilidade de HV do SHERPA será de 1600 HV
- As missões com Anv civis se repetem anualmente
- As missões com o SHERPA correspondem às realizadas pela FAB
Podemos inferir que o custo, se fossem empregados outros meios, seria:

ANV CIVIS ANV FAB TOTAL


DEMANDA 510 1090 1600
CUSTO R$ milhão 3,7 19,9 23,6

Se o custo da operação em 1 (um) ano é R$ 23,6 milhões, em 10 anos seria:


R$ 236 milhões
SUSTENTABILIDADE DO PROJETO
Custo do ciclo de vida do SHERPA (Investimento e Custeio) em 10 anos

VALORES R$ milhões
INVESTIMENTO 85,4
CUSTEIO (1600 HV ano em 7 anos) 67,2
TOTAL 152,6
Custo em 10 anos Valores R$ milhões
Custo equivalente com outros meios 236
Custo do SHERPA 152,6
TOTAL 83,4
A economia em 10 anos seria de R$ 83,4 milhões
SUSTENTABILIDADE DO PROJETO

CONCLUSÃO

SE RECEBIDOS RECURSOS PARA VOAR 1600 HV/ANO, EM


10 ANOS TERÍAMOS COMPENSADO, PELO MENOS:
- METADE DO CICLO DE VIDA; OU
- O CORRESPONDENTE AOS CUSTOS INICIAIS (INVESTIMENTO)
NO PROJETO.
Estado-Maior do Exército
Projeto SHERPA