Você está na página 1de 23

INTRODUÇÃO

O presente trabalho com o tema a SADC (Comunidade de Desenvolvimento da África Austral),


reúne uma série de abordagem no que diz respeito ao tema em análise. De tal modo que SADC é
uma organização inter-governamental criada em 1992 e dedicada à cooperação e integração
socio-económica, bem como à cooperação em matérias de política e segurança, dos países da
África Austral.

1
Transformação da SADCC em SADC

A Transformação da SADCC em SADC ocorreu aos 17 de Agosto de 1992 em Windhoek


(Namíbia) através da realização de uma reunião Cimeira entre os Chefes de Estado e Governo.
Nessa realização assinalou-se um Tratado que transformava a SADCC, em SADC.

Essa transformação foi motivada pelo fim do regime de apartheid na África do Sul e a
independência da Namíbia, motivaram a redefinir-se a base de cooperação entre os Estados
Membros, de uma associação voluntária, para uma instituição juridicamente vinculativa, através
da transformação e reestruturação das suas economias.

Objectivos da SADC

Os objectivos da SADC verifica-se os seguintes:

 Alcançar o desenvolvimento económico, aliviar a pobreza e melhorar o nível de vida dos


países da África Austral;
 Desenvolver valores políticos comuns, sistema e instituições;
 Promover e defender a paz e segurança na região;
 Promover o auto desenvolvimento (ex: caso de Moçambique 7 milhões alocados aos
distritos);
 Reforçar e consolidar os velhos laços, históricos, sociais e culturais entre os povos da região.

Principais realizações da SADC

A Nível político:

Estabilidade, marcada principalmente pela reconciliação entre o povo sul-africano, a paz em


Moçambique, apôs 16 anos de guerra civil e também a paz em Angola.

A Nível económico:

Integração económica da regional, que é guiada pelo protocolo comercial da SADC assinado em
1996, tendo entrada em vigor a 25 de Janeiro de 2000. O protocolo prevê seguintes fases de
integração económica: zona livre de comércio em 2008, a união Aduaneira em 2010, Mercado
Comum em 2015 e União monetária em 2018.

2
CONCLUSÃO

Durante a elaboração e após o estudo deste trabalho conclui-se que a transformação da SADCC
para SADC foi motivada pelo fim do regime de apartheid na África do Sul e a independência da
Namíbia e para tal teve que realizar-se uma reunião entre os Chefes de Estado e Governo.

Nos objectivos o principal foi de alcançar o desenvolvimento económico, aliviar a pobreza e


melhorar o nível de vida dos países da África Austral e as principais realizações foram várias
mencionadas anteriormente.

3
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Portal: https://pt.wikipedia.org/wiki/Comunidade deDesenvolvimentodaÁfricaAustral

SADC História e Tratado

4
5
I. INTRODUÇÃO

O presente trabalho com o tema Diarreia, reúne uma serie de abordagem no que diz respeito ao
tema em análise. De tal modo que, partindo do pressuposto que a Diarreia é uma evacuação de
fezes líquidas que ocorrem com mais frequência do que o habitual e sem controle.

6
2. Objectivo

Este questionário do curso visa através de uma revisão bibliográfica e de uma pesquisa de uma
iniciação científica, demonstrar o impacto da doença diarreica para saúde em Moçambique e
ponto focal do Distrito de Magude, Província de Maputo no período de 2012 a 2014.

2.1 Objectivos Gerais

- Analisar as causas do elevado índice de diarreia, e que estão por detrás das mesmas causas em
crianças de idade compreendida 2 á 5 anos de idade.

2.2.1 Objectivos específicos

- Identificar as causas principais do elevado índice de diarreia em crianças.

- Fazer inquérito de pesquisa a um dos moradores do Distrito sobre a mesma.

- Analisar os inquéritos acima citados.

- Propor algumas estatísticas para a diminuição de casos diarreicos na idade compreendida de 2 á


5 anos de idade.

7
3. Problema

Os casos de doença diarreica, aumentaram no nosso Distrito entre 2012 a 2014.

Entre tanto a autoridade sanitária afirma que não são casos de cólera.

O Distrito de Magude na província de Maputo, desde o princípio do mês foram registados 29


casos de diarreia, tendo originado já uma vítima mortal.

Questionário

Quais são os factores que influenciam do elevado índice de casos diarreicos nas crianças
compreendidas idade de 2 á 5 anos.

3.1 Hipóteses

Segundo o questionário que vai sendo realizado por mim, vai se levantar as seguintes hipóteses:

 Água consumida;
 Saneamento do meio;
 Higiene individual.

4.Metodologia

No dia 15 de Novembro de 2017, fiz estágio estra-curicular no Centro de Saúde de Magude,


Província de Maputo sobre a supervisão da d.ra do Centro, Judite Machaiei, obtive através das
fichas de monitorização de casos de diarreias que foram elaborados pelo serviço de PAV, através
destes dados fis um levantamento, foram me apresentados estaticamente a elaboração do
referencial teórico, usei os livros, artigos publicados de 2012 a 2014.

8
5. Revisão da literatura

Conceito de diarreia

A Diarreia é uma evacuação de fezes líquidas que ocorrem com mais frequência do que o
habitual e sem controle, são muitas vezes acompanhadas por cólicas abdominais, vómitos e
febre. A diarreia é uma das doenças mais comum no Mundo.

Porém, a diarreia não costuma causar sérias complicações para a maioria dos pacientes.
Entretanto, pode ser uma doença fatal para as crianças, especialmente aqueles que estão
desnutridas ou têm um sistema imunológico comprometido, de acordo com a Organização
Mundial da Saúde (OMS).

Sinais e sintomas da diarreia

Uma diarreia pode conduzir à ocorrência de desidratação, que consiste na perda acentuada de
água e sais minerais do corpo. Esta pode ser identificada a partir dos seguintes sintomas:

 Olhos encovados;
 Pele seca;
 Boca seca;
 Desidratação;
 Aumento de evacuações de consistência amolecida, pastosa ou mesmo líquida;
 Odor fétido;
 Perda de energia e do apetite;
 Se a causa da diarreia for um vírus, pode também haver náuseas, vómitos, dor de cabeça e
febre.

9
Em casos de crianças observa-se os seguintes:

 Fralda seca por mais de três horas;


 Fraqueza e choro fraco;
 Irritabilidade e indisposição para brincar.

Causas da diarreia

Muitos factores podem provocar a diarreia entre os quais a ingestão de bolo de iogurte húmido.

 Infecções por vírus, bactérias ou parasitas;


 Porém, para as pessoas que seguem um padrão de higiene mínimo e não se alimentam em
lugares públicos, a tendência é adquirir somente a forma viral da doença, que é transmitida
em lugares fechados (salas, transportes públicos, igrejas e cinemas.);
 Alergias;
 Alguns medicamentos, incluindo antibióticos, antirretrovirais;
 Doença inflamatória intestinal.

Em alguns países (como na África), a diarreia pode ser uma infecção mais grave causada por
bactérias, como a cólera. Estas infecções, muitas vezes duram várias semanas com uma perda
significativa de água e substâncias vitais.

Tipos de diarreia

A diarreia classifica-se nos seguintes tipos:

Aguda, Persistente e Crónica,

Diarreia Aguda - quando dura até 14 dias;

Diarreia Persistente - quando dura mais de 14 dias;

10
Crónica - quando ultrapassa 3 semanas.

Essa classificação tem importância porque o tratamento e a investigação de cada um dos tipos é
diferente.

11
População alvo a diarreia

Anualmente, cerca de 2,500 milhões de casos de diarreia ocorrem em crianças menores de cinco
anos de idade, e as estimativas sugerem que a incidência se manteve relativamente estável ao
longo das últimas duas décadas. A diarreia é uma doença comum em países em
desenvolvimento, particularmente na África sub-sahariana, devido a problemas de saneamento,
acesso a água potável e higiene. Estima-se que 2,5 bilhões de pessoas carecem de instalações de
saneamento, e quase um bilhão de pessoas não têm acesso à água potável.

Epidemiologia e etiologia

Mediante resultados realizados pelo MNED destacam-se os seguintes patogénos:

Rotavírus, Cryptosporidium, Shigella e Escherichia coli contendo toxina ST (ETEC ST),


causaram a maioria dos casos de diarreias moderada-a-grav na Manhiça Província de Maputo nas
proximidades do Distrito de Magude. O Rotavírus e o Cryptosporidium foram responsáveis por
aproximadamente 27,8% e 14,6%, respectivamente de todos os casos de MSD entre as crianças
menores de 12 meses de idade. A incidência de MSD foi superior em crianças menores de
menores de 12 meses e reduzia com o aumento da idade. Um simples episódio de MSD teve um
impacto significativo sobre o crescimento da criança e o risco de morte. As crianças com MSD
tiveram um risco acrescido de morte 13.4 vezes maior, verificado após dois meses de
acompanhamento depois da doença; e elas também cresceram muito menos do que as outras
durante o mesmo período da visita de seguimento.

Prognóstico

A população do Distrito de Magude deve saber conviver com a diarreia e também, saber trata-la.

Destacam-se algumas medidas caseiras que a população de Magude deve seguir:

 Beber 8 a 10 copos de líquidos leves todos os dias (água fervida ou tratada com certeza ou
cloro);

12
 Beber pelo menos um copo de líquido toda vez que que a pessoa contaminada tiver uma
evacuação sem controle;
 Lavar as mãos, frutas comestíveis verdes ou maduras antes de comer;
 Evacuar águas estagnadas ao redor das residências e nos locais do alcance das crianças.

Perguntas em relação ao elevado caso de diarreia no Distrito de Magude Província de


Maputo:

1. Mãe sabe o que é diarreia?

Sim

Não

Não sei

2. Na sua opinião quais são as causas da diarreia?

______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________

3. O que deve se fazer para reduzir os casos da diarreia em crianças e em adultos?

______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
__________________________________________________________________

4. Mãe na sua casa bebem água tratada ou fervida?

Não

Sim

Não sei

. 13
Poucas vezes

5. Mãe sabe dizer o que deve ser feito antes de comer frutas ou preparar as refeições?

______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
__________________________________________________________________

6. Os agentes de saúde devem ou não mobilizar as pessoas dessa zona para reduzir os casos
diarreia?

Não

Sim

Poucas vezes

Não sei

A senhora faz limpeza completa dia á dia em casa?

Não

Sim

Poucas vezes

Nunca

Factores de elevado índice de diarreia nas crianças de 2 á 5 anos de idade no Distrito de Magude
Província de Maputo

14
Os factores causadores de diarreia em crianças 2 á 5 anos de idade com maior frequência no
Distrito de Magude destacam-se os seguintes:

 Consumo de água imprópria ou seja água não tratada.


 Insuficiência de saneamento do meio no seio da comunidade;
 Em geral, os estudos revelam que mais de um quarto dos casos de diarreias moderadas
severas em crianças moçambicanas foi causado por rotavírus.

15
Complicações da diarreia

As complicações da diarreia podem ser fatal se não forem atendidos prontamente destacam-se
abaixo as complicações da diarreia:

 Estresse emocional - resultante da vontade de urinar, no caso de auto-suficiente; em


pacientes que estão na cama é devido a dependência da família ou pessoal de enfermagem
para a limpeza;
 Cólicas abdominais - promovem evacuações frequentes e dor abdominal;
 Irritação da área perianal - resultado de fezes frequentes os pacientes podem experimentar
o desgaste por atrito e a irritação da pele com aparecimento ou agravamento das lesões;
 Desidratação - perdas de fluido de até 5%, a desidratação grave pode levar ao colapso
cardiovascular, convulsões, tonturas, perda de consciência, danos cerebrais e morte se não
for tratada rapidamente;
 Perda de eletrólitos. Como um resultado da perda de fluido reduzindo electrólitos
abundantes, tais como sódio, potássio, magnésio, cloro, etc;
 Desnutrição - toda diarreia afecta a nutrição especialmente em crianças pequenas, idosos e
pessoas com o sistema imunológico enfraquecido;
 Morte – em estado grave.

Hipóteses

Segundo o questionário realizado por mim, a Secretaria de Centro de Saúde do distrito de


Magude está realizando uma busca activa para identificar os factores que provocaram casos de
diarreia em crianças de 2 a 5 anos de idade a nível do distrito de Magude.

Das hipóteses destacam-se as seguintes:

 Água consumida;
 Saneamento do meio;
 Higiene individual.

16
Diagnóstico da diarreia

O diagnóstico da diarreia geralmente é baseado na análise dos sintomas, sinais clínicos


observados pelos profissionais de saúde especializados como:

Médico, Técnico de Medicina e, Enfermeiros.

Tratamento:

 Iniciar a ingestão do soro caseiro o mais breve possível;


 Aumento da ingestão de líquidos como soros, sopas, sucos não muito doce;
 Ingerir de 50 a 100 ml de líquido após cada evacuação diarreica;
 Manter a alimentação habitual, principalmente o leite materno, corrigindo erros alimentares e
seguindo as orientações médicas.

1- INTRODUÇÃO

O presente projecto de trabalho de investigação vai dedicar-se ao tema: Planificação e


Programação Orçamental, Caso RAP – nos Serviços Distritais de Saúde da Mulher Acção
Social de Magude, durante o período de Maio de 2017.

O cumprimento das metas e objectivos de uma Organização, dependem muito de um sistema de


planificação que vai ao encontro das expectativas programadas.

Em Moçambique e por todo Mundo, o processo de programação orçamental tem alcançado


resultados através da planificação e programação orçamental, que são influenciadas pelas

17
mudanças operadas nos sistemas políticos, económicos e sociais, particularmente no caso da
Administração Pública preocupada pelos serviços de qualidade para o cidadão.

Neste contexto, o processo de planificação e ou programação orçamental distrital, constitui um


elemento de gestão do plano multi-sectorial, e uma prática contínua que não se limita a cada ano
económico, mas sim, um ciclo de actividades que se realizam ao longo do tempo.

O trabalho terá uma estrutura baseada em cinco (5) capítulos, sendo o primeiro que trata da
introdução, delimitação do tema, justificativa, problema e pergunta de partida, objectivos,
hipóteses e metodologia, no segundo fundamentação teórica, e referências bibliográficas.

À medida que vai se desenvolvendo o trabalho, serão identificados e operacionalizados alguns


conceitos, com particular destaque: Planificação, Finanças Públicas e Orçamento.

1.1 Delimitação do tema


Sob ponto de vista do espaço e do tempo, o projecto fará a análise sobre o processo de
planificação no SDSMAS no período de Maio de 2017, pelo facto de se procurar compreender
quais os constrangimentos e desafios da Instituição quanto a elaboração do orçamento do Estado.

1.2 Justificativa
Julgamos que a necessidade de ajustar o aparelho do Estado a evolução e alterações introduzidas
no modelo económico e financeiro em vigor, vem conferindo maior dinâmica no processo de
melhoria e Gestão das finanças, sobretudo no pagamento das despesas via directa e na
transparência sobre os gastos públicos.

18
A Reforma do Sector Público, é um instrumento importante na introdução do Sistema de
Administração Financeira do Estado (SISTAFE), por ser um dos vectores da descentralização e
desconcentração, sistema operante na planificação financeira do Estado a partir do Distrito.

No SDSMAS-Magude a planificação e programação orçamental ainda é deficiente visto que os


técnicos ainda estão em processo de capitalização das evoluções e alterações introduzidas no
novo modelo económico financeiro, assim há necessidade extrema de se estudar este tema para
ajudar a perceber de sobre maneira os problemas encarrados naquele sector e procurar soluções
viáveis para o problema.

1.3 Problema e pergunta de partida

1.3.1 Problema
“Formular problema” é definir o fenómeno em estudo através de uma progressão lógica de
elementos, de relações, de argumentos e de factos. Fortins (1994), pág. 20 A planificação e ou
programação orçamental continua deficiente na medida em que, existe a falta de equilíbrio entre
as despesas e receitas programadas, o que leva algumas instituições do Estado como o
SDSMASM a ter que suportar o pagamento das despesas de funcionamento através das doações.

1.3.2 Pergunta de partida


Em que medida é importante considerar o Distrito como pólo de desenvolvimento?

1.4.Objectivos de trabalho

1.4.1 Objectivo geral


 Compreender o processo de planificação Orçamental no SDSMAS -Magude

1.4.2 Objectivos específicos


 Analisar o processo de elaboração do orçamento do Estado assim como o impacto da
programação sectorial no SDSMAS - Magude
 Demonstrar as diferentes abordagens de planificação

19
1.5 Hipóteses
A programação do orçamento a partir do Distrito pode trazer ganhos na optimização das metas
pré - estabelecidas.

1.6 Metodologia
Na elaboração deste trabalho, foram consideradas cinco etapas importantes, nomeadamente:
 A pesquisa teórica – bibliográfica para clarificar alguns termos;
 Leitura de obras recomendadas e o contacto com o objecto de estudo para encontrar dados
precisos;
 Identificação do problema, pergunta de partida e hipótese com a ajuda da literatura;
 Apresentação, análise e interpretação dos dados para dar uma visão ilustrativa, qualitativa,
quantitativa na formulação do problema;
 Elaboração de instrumentos de recolhas: Ex: questionário e guião de entrevista, tomando
como base os métodos e técnicas de investigação em ciências sociais para fazermos uma
análise conclusiva ao nosso problema, na elaboração deste trabalho privilegiamos algumas
etapas que irão nos ajudar como pesquisar.

1.7 Meios necessários


Para alcançar o trabalho, serão empregue recursos humanos mais qualificados a fim de introduzir
e incentivar que a planificação de orçamento seja feita com base em regras da contabilidade
pública, nomeadamente SISTAFE aprovadas pela Lei 9/2002, de 12 de Fevereiro.

1.8 Resultados esperados


Com a definição das técnicas de pesquisa, espera-se alcançar resultados que vão ao encontro das
expectativas do tema, sobretudo garantir a operacionalização dos objectivos gerais e específicos.

1.9 Referências Bibliográficas

Franco, A.L. Sousa, Finanças Públicas e Direito Financeiro, Vol. I, 1996


Ministério da Administração Estatal e Ministério do Plano e Finanças

20
Manual de planificação estratégica -conceitos básicos e metodologias.Vol.I
Maputo: Imprensa Nacional
MEGINSON, L.C;MOSLEY, D.C. e PIETRI Jr,P.H, (1986) Administração: conceitos e
aplicações.

Ribeiro, J.J.Tixeira, Lições de Finanças Públicas, (1991)

Legislação
Lei 9/2002, de 12 de Fevereiro- Lei do SISTAFE

21
Com base nos resultados obtidos a partir do questionário, verifica-se que 75% da população de
Distrito de Magude consome água imprópria;

 Saneamento do meio não adequado;


 Higiene individual não adequado.

22
23