Você está na página 1de 3

Disciplina: Professores Doutores:

LITERATURA E IDENTIDADE CULTURAL MARCOS AURÉLIO SOUZA E NERIVALDO


ALVES ARAÚJO
Carga Horária: 30 HORAS Código:
PPGEL
SEMESTRE: 2020.2
UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA – UNEB
DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS HUMANAS EMENTA – CAMPUS I- SALVADOR
PROGRAMA
Esta disciplina DE PÓS-GRADUAÇÃO
propõe-se problematizar EM ESTUDOà DE
questões concernentes LINGUAGENS
construção da identidade cultural a partir de
conceitos como diferença, hibridismo e multiculturalismo, tensionando-os com as visões monoculturalistas
do mundo. Analisa, na perspectiva da crítica cultural, as representações de nacionalidade, sujeito, etnia,
gênero e classe nas produções textuais.

OBJETIVOS
GERAL: Promover a problematização de questões concernentes à construção da identidade cultural
a partir de conceitos como diferença, hibridismo e multiculturalismo, tensionando-os com as visões
monoculturalistas do mundo. Ademais, analisar, na perspectiva da crítica cultural, as representações
de nacionalidade, sujeito, etnia, gênero e classe nas produções textuais.

ESPECÍFICOS:
 Refletir sobre os aspectos sócio-culturais e identitários na literatura;
 Estabelecer relações entre memória e identidade;
 Analisar as perspectivas identitárias na literatura oral;
 Compreender os aspectos da movência e da liquidez nas identidades culturais;
 Entender as relações entre as identidades e as diferenças;
 Discutir sobre o texto literário e a identidade negra;
 Perceber a relação entre literatura e identidade;
 Refletir sobre multiculturalismo e pluralidade cultural na formação das identidades;
 Compreender o etnocentrismo e a hegemonia cultural na formação identitária nacional.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

BLOCO 1 – MARCOS AURÉLIO SOUZA


 Conceitos cultura, identidade identidade cultural (Stuart Hall)
 Cultura, apagamento cultural e resistência cultural (Zilá Bernd e Silviano Santiago)
 Hibridismo cultural e crioulização (Glissant e Canclini)
 Apresentação de paper pela (o) estudante (Explorar relação da disciplina com seu objeto de
estudo). Discussão: Literatura, identidade negra e questão racial no Brasil
 Mestiçagem como discurso Fundacional (Souza)

BLOCO 2 – NERIVALDO A. ARAÚJO


 Os aspectos sócio-culturais e identitários na literatura;
 Literatura e construção da identidade;
 Os aspectos identitários na literatura oral
 A transitoriedade da literatura: movência e liquidez no texto literário
 A identidade negra e o texto literário
 Identidade e diferença
 Multiculturalismo e pluralidade cultural na formação das identidades
 Etnocentrismo e hegemonia cultural na formação identitária nacional
 Representações identitárias na obra Contos Negreiros de Marcelino Freire
 Bahia de todos os santos e de todas as identidades: representação de identidades em Capitães da
Areia

METODOLOGIA DE ENSINO E AVALIAÇÃO


O curso será desenvolvido com a participação ativa dos discentes na construção do conhecimento.
Considerando a educação como processo de interação professor/aluno, os trabalhos serão realizados através
de atividades teórico-práticas, que venham possibilitar a participação individual e em grupo, a fim de que o
processo ensino-aprendizagem seja consolidado de maneira lúdica, dinâmica e interativa.
ATIVIDADES:
 Aulas expositivas dialogadas;
 Leitura, discussão e análise de textos, com o objetivo de proporcionar um contato maior com a teoria;
 Análise de filmes, documentários e obras literárias;
 Debates e discussões;
 Seminários e outras atividades de produção em grupo;
Salvador, 30 de setembro de 2020.

MARCOS SOUZA
NERIVALDO ALVES ARAÚJO

CRONOGRAMA PROFESSOR MARCOS AURÉLIO

12. 10 (terça-feira)

1. Capítulos I e II (páginas 07 a 47) de:


HALL, Stuart. A Identidade cultural na pós-modernidade. Tradução Tomaz Tadeu da Silva, Guaracira Lopes
Louro. 4. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2000.
Capítulo
2. A questão multicultural (páginas 51 a 100) de:
HALL, Stuart. Da Diáspora: identidades e mediações culturais. Tradução Adelaine La Guardia Resende [et al.].
Belo Horizonte: Editora UFMG; Brasília: Representação da UNESCO no Brasil, 2003.

19.10 (terça-feira)

3. Introdução e Capítulo I (páginas 15 a 31) de:


BERND, Zilá. Literatura e identidade nacional. 2. ed. Porto Alegre: Editora da UFGRS, 2003.
4. O entrelugar do discurso latino-americano (páginas 09 a 27) de:
SANTIAGO, Silviano. Uma literatura nos trópicos. 2.ed. Rio de Janeiro: Rocco, 2000. P.9-26.

26.10 (terça-feira)

5. Crioulizações no Caribe e nas Américas (páginas 13 a 41)


GLISSANT, Edouard. Introdução a uma poética da diversidade. Tradução de. Enilce do Carmo Albergaria Rocha.
- Juiz de Fora: Editora UFJF, 2005.
6. Contradições Latino-Americanas: modernismo sem modernização? (páginas 67 a 97)
CANCLINI, Néstor Garcia. Culturas híbridas: estratégias para entrar e sair da modernidade. Tradução Heloísa
Pezza Cintrão, Ana Regina Lessa. Tradução Introdução Gênese Andrade. 4. ed. 1. reimp. São Paulo: EDUSP, 2006.

02.11 (terça-feira)

Apresentação de paper pela (o) estudante (Explorar relação do componente curricular Literatura e Identidade com
seu objeto de estudo monográfico). Discussão pelo professor acerca do tema Literatura, identidade negra e questão
racial no Brasil

09.11 (terça-feira)
7. “A mestiçagem como discurso fundacional”. de
SOUZA, Marcos Aurélio dos Santos. Narrativas da Mestiçagem. Vitória da Conquista. Editora da UESB,
2012.