Você está na página 1de 3

1

Universidade Pedagógica – UP

F.C.S.F

Curso: Sociologia

Estudante: Edmilson Francisco Neves

TEMA- ANTROPOLOGIA COMO UM RAMO DO CONHECIMENTO

Docente: Paulo Mahumane

Exercícios

1. De acordo com Jean Copans na sua obra “Antropologia ciência das sociedades
primitivas?”, a inquirição sobre os outros instaura-se a partir da Antiguidade. Desta
maneira, pode considerar-se a Antropologia como a mais antiga das ciências humana.
Discuta a validade desta afirmação.

R: Sim, pois desde a antiguidade das preocupações etnográficas seria indício de curiosidade
natural das nossas sociedades relativamente aos outros grupos humanos, a fim de estabelecer
diferenças e semelhanças.

2. Na mesma obra Copans, sugere que um duplo aspecto ou discurso acompanhou o


desenvolvimento da Antropologia desde as suas origens.

a) Identifique este duplo aspecto.

R: Os duplo aspecto são a exclusão ideológica e da inclusão cientifica.

b) Explicite a natureza de cada um destes aspectos.

R: Este duplo aspecto tem a sua natureza no discurso sobre os outros, na descrição para saber em
que eles são ou não são Bárbaros.

c) Como é que o discurso referido acima, se manifestou desde a Antiguidade até a


actualidade.

R: O discurso acima referido manifestou-se através das crónicas, memorias, relatos de viagens e
descrições das sociedades.

3. Diferencie Etnologia de Etnografia segundo a perspectiva apresentada por Copans.

R: A Etnologia (Chavannes, 1787) é o ramo da filosofia da história que se especializa-se na


análise das características raciais. Enquanto, a Etnografia (Balbi, 1826) é a classificação dos
grupos humanos a partir das suas características linguísticas.
2

4. O século XIX, permitiu o desenvolvimento consciente e sistemático das ciências


humanas; e é no decurso deste processo que se fixa a especificidade da etnologia.

a) Identifique os primeiros campos de pesquisa que se desenvolveram no domínio da


Etnologia.
R: Os primeiros campos de pesquisa desenvolvidos foram o da evolução natural da espécie
humana.

b) Defina Evolucionismo na perspectiva apresentada por Copans.

R: Na perspectiva de Copans Evolucionismo é o progresso técnico e económico de uma


determinada sociedade.

5. Enuncie as críticas que Copans apresenta ao modelo de abordagem evolucionista na


Antropologia.

R: Copas apresenta uma crítica a pesquisa das leis da evolução das sociedades alegando que
frequentemente a extrapolações e a generalizações abusivas, Segundo Copas as sínteses
elaboradas acabam por silenciar as lacunas da documentação. Ou os factos que contrariam a
documentação, e por último afirma que todas as teorias etnológicas subsequentes tomaram
uma posição antevolucionista.

6. Identifique as escolas que segundo Copans se constituíram como modelos de abordagem


opostos ao Evolucionismo.

R: As Escolas que constituíram modelos opostos do Evolucionismo foram Escolas


Divisionistas.

7. Copans considera que a Etnologia francesa difere-se da inglesa. Apresente os argumentos


por ele desenvolvidos para sustentar esta posição.

R: A Etnologia Francesa difere-se da Inglesa pois esta segue a via particular, deste modo o seu
interesse é pelas sociedades ditas Primitivas e pelas suas manifestações religiosas.

8. Identifique o objecto de estudo da Antropologia e a sua significação na perspectiva


apresentada por Copans.
3

R: O objecto de estudo é o Homem, quanto a sua significação é atingir para além da imagem
consciente e sempre diferente que os homens formam do seu devir, um inventario das
possibilidades inconscientes.

9. Qual é a relação que Copans estabelece entre a Antropologia contemporânea e a busca da


permissividade?

R: A antropologia contemporânea renunciou a regra geral, a busca da permissividade, mas


conservou, por comodidade, e acrescentou por preguiça conceptual os referidos termos para
designar este tipo de sociedade. O uso das aspas não altera em nada o problema, e a invenção de
novas expressões (pensamento selvagem) para substituir as antigas (a mentalidade pré-lógica)
não procede de uma crítica semântica.

10. Em que consiste o método de investigação antropológico e como é definido por este
autor? Em termos de método, como Copans diferencia a Antropologia da História e da
Sociologia?

R¨O método de investigação consiste em definir o objecto em relação ao propósito da disciplina


(propósito mitológico, totalizante, parcelar)

Você também pode gostar