Você está na página 1de 4

Frutas recomendadas para diabetes

Frutas ricas em carboidratos, como uva, figo e frutas secas não são recomendadas para quem
tem diabetes porque elas contém muito açúcar aumentando as chances de picos de glicemia. 

A melhor escolha é consumir a fruta fresca, principalmente aquelas ricas em fibras ou que
podem ser consumidas com casca, como tangerina, maçã, pera e laranja com bagaço, pois a
fibra ajuda a diminuir a velocidade que o açúcar é absorvido, mantendo a glicemia controlada.

Frutas permitidas na diabetes

Desde que em pequenas quantidades, todas as frutas podem ser consumidas pelos diabéticos,
pois assim não estimulam o aumento do açúcar no sangue. Em geral, recomenda-se consumir
de 2 a 4 unidades por dia, lembrando que 1 fruta fresca média contém cerca de 15 a 20 g de
carboidratos, o que também é encontrado em 1/2 copo de suco ou em 1 colher de sopa de frutas
secas.

Veja na tabela a seguir a quantidade de carboidratos presentes nas frutas indicadas para
diabéticos:

Frutas Carboidrato Fibras


Banana prata, 1 UND média 10,4 g 0,8 g
Tangerina 13 g 1,2 g
Pera 17,6 g 3,2 g
Laranja baía, 1 UND média 20,7 g 2g
Maçã, 1 UND média 19,7 g 1,7 g
Melão, 2 fatias médias 7,5 g 0,25 g
Morango, 10 UND 3,4 g 0,8 g
Ameixa, 1 UND 12,4 g 2,2 g
Uva, 10 UND 10,8 g 0,7 g
Goiaba vermelha, 1 UND média 22g  10,5 g
Abacate 4,8 g 5,8 g
Kiwi, 2 UND 13,8 g 3,2 g
Manga, 2 fatias médias 17,9 g 2,9 g

Também é importante lembrar que o suco contém mais açúcar do que a fruta fresca e menos
fibras, o que faz com que a sensação de fome volte logo e o açúcar no sangue aumente mais
rapidamente após a ingestão.

Além disso, antes de praticar atividade física, também é importante fazer uma refeição
adequada para evitar que os níveis de açúcar fiquem muito baixos. Saiba mais em: O que o
diabético deve comer antes do exercício.

Qual a melhor hora para comer frutas 

O diabético deve preferir comer frutas logo depois das refeições do almoço e jantar, como
forma de sobremesa. Mas também é possível comer uma fruta rica em fibra, como kiwi ou
laranja com bagaço no café da manhã ou nos lanches desde que na mesma refeição a pessoa
coma 2 torradas integrais, ou 1 pote de iogurte natural, sem açúcar, com 1 colher de linhaça
moída, por exemplo.  Goiaba e abacate são outras fibras que o diabético pode comer, sem muita
preocupação com a glicemia. Confira mais exemplos de frutas ricas em fibras. 

Frutas que devem ser evitadas

Algumas frutas devem ser consumidas com moderação pelos diabéticos por conterem mais
carboidratos ou por terem menos fibras, o que facilita a absorção do açúcar no intestino. Os
principais exemplos são ameixa em calda enlatada, açaí polpa, banana, jaca, pinha, figo e
tamarindo.

A tabela a seguir indica a quantidade de carboidratos presente nas frutas que devem ser
consumidas com moderação:

Fruta (100g) Carboidrato Fibras


Abacaxi, 2 fatias médias 18,5 g 1,5 g
Mamão formosa, 2 fatias médias 19,6 g 3g
Uva passa,1 col de sopa 14 g 0,6 g
Melancia, 1 fatia média (200g) 16,2 g 0,2 g
Caqui 20,4 g 3,9 g

Uma boa forma de evitar o aumento rápido da glicemia é consumir as frutas juntamente com
alimentos ricos em fibras, proteínas ou gorduras boas como castanhas, queijo ou na sobremesa
de refeições que contenham salada, como o almoço ou o jantar.

Posso comer frutas secas e oleaginosas?

Os frutos secos, como uva passa, damasco e ameixa seca devem ser consumidos em pequenas
quantidades, pois apesar de serem menores, têm a mesma quantidade de açúcar que o fruto
fresco. Além disso, deve-se observar no rótulo dos alimentos se a calda da fruta tem açúcar ou
se foi adicionado açúcar durante o processo de desidratação do fruto.

Já as oleaginosas, como castanhas, amêndoas e nozes, têm menos carboidratos que as outras
frutas e são fontes de gorduras boas, que melhoram o colesterol e previnem doenças. No
entanto, também devem ser consumidas em pequenas quantidades, pois são bastante calóricas.

Alimentos para diabéticos


Os melhores alimentos para diabéticos são alimentos ricos em carboidratos complexos como os
cereais integrais, as frutas e verduras, que também são ricas em fibras, e alimentos fonte de
proteínas como queijo minas, carne magra ou peixe. Assim, a lista de alimentos para
diabéticos pode ser composta por alimentos como:

 macarrão, arroz, pão, cereais tipo muesli sem açúcar de preferência nas versões integrais;
 acelga, escarola, almeirão, brócolis, abobrinha, vagem, chuchu, cenoura;
 maçã, pera, laranja, mamão, melão, melancia;
 leite desnatado, queijo tipo minas, margarina, iogurte de preferência nas versões light;
 carnes magras como frango e peru, peixe, frutos do mar.

Esta lista de alimentos permitidos na diabetes deve ser incluída na dieta em porções


adaptadas a cada diabético pelo seu médico ou nutricionista. O acompanhamento e controle
da alimentação para diabéticos tipo 2 deve ser orientado pelo médico assim como
a alimentação para diabéticos tipo 1, ajustando os horários e volume alimentar de acordo com
o medicamento ou insulina utilizada pelo paciente.

Alimentos proibidos na diabetes

Os alimentos proibidos na diabetes são:

 açúcar, mel, geleia, compota, marmelada,


 produtos de confeitaria e pastelaria,
 chocolates, balas, sorvetes,
 fruta em calda, frutas secas e fruta muito doce como banana, figo, uva e dióspiro,
 refrigerantes e outras bebidas açucaradas.

Os diabéticos devem ler sempre os rótulos caso de produtos industrializados, pois o açúcar pode
aparecer com o nome de glicose, xilitol, frutose, maltose ou açúcar invertido fazendo com que
esse alimento não esteja indicado na alimentação para diabetes.

Alimentação para diabéticos e hipertensos

Na alimentação para diabéticos e hipertensos os pacientes além de evitar o açúcar e produtos


açucarados também devem evitar os alimentos salgados ou com cafeína como:
 bolachas de água e sal, bolachas salgadas, aperitivos salgados,
 manteiga com sal, queijos, frutos gordos com sal, azeitonas, tremoços,
 enlatados, enchidos, fumados, carnes salgadas, peixes salgados,
 molhos, caldos concentrados, alimentos pré-confeccionados,
 café, chá preto e chá verde.

Na presença de duas doenças com condicionamento alimentar como a doença celíaca e


diabetes, por exemplo, ou colesterol elevado, por exemplo, é fundamental o acompanhamento
de um nutricionista.

Os alimentos indicados para diabéticos com colesterol alto são alimentos naturais e frescos
como frutas e legumes crus ou cozidos e preparações que evitem óleo, manteiga, molhos com
creme de leite ou mesmo molho de concentrado de tomate. Consumindo a menor quantidade
possível ou nenhum alimento pré confeccionado.

Você também pode gostar