Você está na página 1de 2

Fatores de metamorfismo

Os processos metamórficos ocorrem quando as rochas preexistentes são submetidas a condições


termodinâmicas diferentes das existentes na altura da sua formação. Os materiais geológicos devidos as
novas condições modificam-se gradualmente até alcançarem um estado de equilíbrio compatível com o
novo ambiente. Os fatores de metamorfismo são os responsáveis pela modificação. As tensões, o calor e a
composição dos fluidos atuando em enormes intervalos de tempo são os fatores que condicionam o
metamorfismo.

 Tensão:
Quando se aplica uma força numa determinada área, diz-se que um material fica sujeito a um estado de
tensão. Os materiais estão sujeitos a diferentes tipos de tensão.
Á medida que as rochas aumentam de profundidade na crusta terrestre, são sujeitas a campos de tensões
quer devido ao peso exercido pela coluna de material suprajacente quer devido aos movimentos
tectónicos.
 A tensão exercida resultante do peso da massa rochosa suprajacente é designada por tensão
litostática.
 A tensão não litostática ou dirigida é um tipo de tensão que tem implicações ao nível do aspeto
macroscópico e microscópico de uma rocha metamórfica, pois produz uma orientação preferencial
de certos minerais, que tendem a ficar alinhados perpendicularmente á direção da força.
As rochas, quando sujeitas á ação de tensões dirigidas, podem ser comprimidas ou
estiradas consoante a tensão atuante seja do tipo compressivo ou trativo, respetivamente.

 Calor:
O calor afeta de forma significativa a mineralogia e a textura de uma rocha, tendo uma grande
importância no processo de formação das rochas metamórficas.
1. A temperatura aumenta com a profundidade
2. Á medida que aprofundam no interior da litosfera ficam sujeitos a temperaturas elevadas
3. Provoca alterações importantes nos seus minerais constituintes
4. A rocha ajusta-se aos novos valores de temperatura
5. Surgem novas redes cristalinas
6. Aparecem outros minerais mais estáveis segundo as novas condições
Outra fonte de calor provém do contacto entre rochas e intrusões magmáticas. Por exemplo, quando um
magma ascende na crusta e se instala nas rochas suprajacentes, vais sobreaquecê-las, originado um
processo metamórfico característico.

Nota: Se a temperatura for muito elevada as matérias começam a fundir, verificando-se a transição do
domínio metamórfico para o domínio do magmatismo.
 Fluidos:
Os fluidos são responsáveis por alterações químicas e mineralógicas que ocorrem durante o processo de
metamorfismo devem-se a fluidos que circulam nas rochas que estão sujeitas a estes processos.
Entre os fluidos, pode considerar-se a água aquecida e a elevadas pressões, que pode transportar vários
iões em solução. Também os fluidos que são libertados durante a instalação de um corpo magmático são
importantes para desencadear ou acelerar processos de metamorfismo. Estas soluções vão reagir com as
rochas, alterando a sua composição química e mineralógica.
No decurso do processo metamórfico, a água que existe em certos minerais hidratados pode também ser
libertada, constituindo assim um fluido capaz de induzir transformações nas rochas.

 Tempo:
Os fenómenos relacionados com o metamorfismo são lentos, assim também se pode considerar o
tempo como um dos fatores para a formação de rochas metamórficas.