Você está na página 1de 2

Bibliotecas virtuais facilitam o acesso a livros no ensino superior

Mayana Macedo

Os livros são ferramentas fundamentais em todas as etapas do ensino. No


ensino superior, eles são indispensáveis para o estudo e são bastante
utilizados pelos alunos. No entanto, uma das principais reclamações dos
estudantes é a quantidade de dinheiro gasta em xerox, já que ao número de
exemplares nas bibliotecas universitárias é insuficiente e a leitura de muitos
deles é obrigatória. As bibliotecas virtuais que vêm oferecendo uma saída para
esse problema e por isso estão se tornando cada vez mais populares entre os
estudantes por oferecerem fácil acesso aos livros e um meio muito mais prático
de leitura.

Daniela Alves é estudante de jornalismo na Faculdade Anísio Teixeira (FAT) e


afirma que a biblioteca virtual da instituição facilitou seus estudos, pois oferece
acesso aos livros em qualquer horário sem que ela precise ir ao espaço físico
da biblioteca se tiver necessidade de consultar um livro. Ela também acredita
que essa ferramenta ajudou a melhorar a qualidade de ensino da faculdade. “O
livro digital é o formato de acesso mais fácil e mais barato, muitas vezes até
gratuito. E os estudantes que não tem condições acaba tendo a oportunidade
de ler e conhecer os conteúdos fornecidos pela biblioteca virtual da faculdade,
que é um ótimo formato de inclusão e facilita no processo de aprendizagem
dos assuntos”, afirma a estudante.

Lucyana Nascimento, coordenadora da biblioteca da FAT, cita que dentre as


principais vantagens da biblioteca virtual em relação a física estão o acesso por
meio de computadores, tablets e smartphone , compartilhamento de conteúdo
em redes sociais e e-mail, sistema de busca simples e avançada e a leitura
através de softwares para deficientes visuais. Para ela, a biblioteca virtual
melhora a qualidade de ensino, pois estimulam a leitura nos estudante. “Essas
novas ferramentas tornam o conteúdos mais atraentes e, consequentemente,
fazem com que o aluno aumente seu interesse e rendimento e possibilita
também uma melhora na qualidade de ensino da Instituição.”

Ela ressalta ainda que a nova modalidade de leitura também trás vantagens
para a faculdade, pois ajuda na diminuição dos custos com atualização de
títulos e otimização do espaço físico, no entanto, ainda há certa relutância dos
alunos em utilizar essa ferramenta. “Observamos que a utilização ainda é
pequena mas a tendência é aumentar, pois utilizando a biblioteca virtual, os
estudantes terão acesso rápido e fácil a milhares de títulos acadêmicos entre
as principais publicações de diversas áreas de especialização, melhorando a
qualidade do ensino.”

Daniela Ribeiro é professora mestra da FAT na área de tecnologia e acredita


que os hábitos de leitura vêm mudando, já que os alunos não estão mais tão
atrelados ao suporte físico e por isso acha irônica a relutância de alguns em
utilizar os livros digitais, considerando quão tecnológica essa geração é. Para
ela, os alunos estão ainda em processo de transição e que é necessária uma
mudança no hábito até que eles se acostumem a utilizar essa ferramenta, mas
acredita que em breve ela será ainda mais propalar entre os estudantes.

A Professora conta que uma das principais reclamações dos alunos em relação
a biblioteca virtual da faculdade é que os livros ficam disponíveis apenas na
plataforma online, ou seja, não é possível salvar o exemplar para leitura off-line
(sem conexão com a internet), nem imprimir cópias. Ela ressalta ainda que
embora a leitura nos dispositivos eletrônicos possa oferecer certa distração, o
aluno que de fato estiver focado não terá problemas em utilizar a plataforma. Já
o aluno que é disperso por natureza pode acabar se distraindo com mais
facilidade do seu foco de estudo. “Com a proliferação dos suportes digitais, a
gente vai precisar estabelecer prioridades e as vezes a gente não sabe como
fazer isso. Então o problema não é a plataforma, o problema é o modo como a
gente lida com esse dispositivo”, afirma a professora.

Você também pode gostar