Você está na página 1de 4

Natureza Corpuscular da Matéria

Toda a matéria é constituída por numerosas partes pequeníssimas a que


chamamos corpúsculos (Teoria Corpuscular da matéria). Os corpúsculos podem
ser átomos, moléculas ou iões. Os corpúsculos da matéria são muito pequenos,
muito numerosos e estão em constante agitação/movimento.
- Sólido: Os corpúsculos estão fortemente agregados, tendo movimento
reduzido.
- Líquido: Os corpúsculos estão muito juntos, mas possuem movimentos mais
livres.
- Gasoso: Os corpúsculos estão menos agregados e têm grande liberdade de
movimento.
Atenção: Independentemente do estado físico da matéria, existem sempre espaços
vazios entre os corpúsculos.

Estados físicos da matéria:


- Sólido: o volume e a forma não dependem do recipiente em que está contido
(tem volume e forma próprios).
- Líquido: o volume não depende do recipiente que o contem, mas a forma sim
(tem volume próprio, mas forma dependente do recipiente).
- Gasoso: o volume e a forma dependem do recipiente em que está contido
(não tem volume, nem forma próprios).

Temperatura e agitação corpuscular


Há maior agitação corpuscular para temperaturas mais elevadas. Há menor
agregação corpuscular para temperaturas superiores.
Nota que: Devido ao aumento da temperatura, é mais fácil misturar a tinta com
água quente, pois os espaços entre os corpúsculos são maiores, visto que há uma
menor agregação corpuscular. Com isso, os corpúsculos da tinta têm maior
facilidade em se juntarem aos da água.

Pressão e temperatura de um gás:


A volume constante:
- Gás a menor temperatura  Exerce menor pressão.
- Gás a maior temperatura  Exerce maior pressão.
Pressão e volume de um gás:
A temperatura constante (para a mesma quantidade de gás):
- Gás contido num recipiente de maior volume  Exerce menor pressão.
- Gás contido num recipiente com menor volume  Exerce maior pressão.

intensidade da força
Atenção: Pressão= .
área da superfície
Nota: Estuda os exemplos dados nas páginas 15 e 16 (balão e seringa) do manual.

Átomos e Moléculas – símbolos e fórmulas químicas


O átomo é a unidade estrutural da matéria e as moléculas são grupos de átomos
ligados entre si.

Átomos:
Um átomo está dividido em duas partes: o núcleo (constituído por protões –
carga elétrica positiva (+) – e neutrões – não têm carga elétrica()) e a nuvem
eletrónica (constituída por eletrões – carga elétrica negativa(-)). Enquanto os
protões e os neutrões se encontram parados, os eletrões estão em constante
movimento em torno do núcleo, seguindo umas órbitas.
Nos átomos, o número de protões é igual ao número de eletrões, ou seja, o
número de cargas positivas compensa o número de cargas negativas, logo o átomo
é eletricamente neutro.

Símbolos químicos:
Átomos do mesmo tipo, isto é, com o mesmo número de protões, são do mesmo
elemento químico.
Cada elemento químico é representado por um símbolo químico diferente.
Ex: C  Carbono
O  Oxigénio
N  Nitrogénio/azoto
H  Hidrogénio
Fe  Ferro
P  Fósforo
Quando se pretende representar mais do que um átomo do mesmo elemento
químico escreve-se o número pretendido antes do símbolo químico e ao mesmo
nível deste. Por exemplo:
1 átomo de Oxigénio  O 6 átomos de Oxigénio  6 O

Moléculas:
As moléculas são corpúsculos formados por átomos ligados entre si, do mesmo
elemento químico ou não.
As moléculas podem ser:
- diatómicas : moléculas constituídas por dois átomos, ligados entre si.
- triatómicas: moléculas constituídas por três átomos, ligados entre si.
- tetratómicas (4 átomos)/ poliatómicas: moléculas constituídas por
mais do que três átomos, ligados entre si.
Nota: Existem modelos moleculares e códigos de cores que são usados para
representar diferentes átomos.
As substâncias moleculares podem ser:
- substâncias elementares: quando constituída por átomos de um único
elemento químico (exemplos: O2 ; Cl2).
- substâncias compostas: quando constituídas por átomos de diferentes
elementos químicos (exemplos: CO2 ; NH3).

Fórmulas Químicas:
As moléculas representam-se por fórmulas químicas.
Ex: 2 H2O – significa “2 moléculas de água (cada uma composta por 2 átomos
de hidrogénio e 1 átomo de oxigénio, ligados entre si)”.
NH3 – significa “molécula constituída por 1 átomo de nitrogénio(azoto) e
3 átomos de hidrogénio, ligados entre si”.
O2 – significa “molécula constituída por 2 átomos de oxigénio, ligados
entre si”.

Misturas de Substâncias:
Numa mistura de substâncias, há moléculas diferentes, porque há substâncias
diferentes (exemplos: molho de salada; ar).

Iões e símbolos de iões


Os iões formam-se a partir de átomos ou grupos de átomos que perdem ou
ganham 1, 2 ou 3 eletrões.
Os iões positivos (ou catiões) resultam da perda de eletrões. Os iões negativos
(ou aniões) resultam do ganho de eletrões. Os catiões são representados com o
símbolo (+) e os aniões pelo símbolo (-).
Os iões podem ser: monoatómicos (se resultam de um só átomo que perdeu ou
ganhou eletrões) ou poliatómicos (se resultam de grupos de eletrões que
perderam ou ganharam eletrões).
Nota: Consulta as tabelas da página 34.

Sais e fórmulas químicas


Um sal (ou composto iónico) é uma substância composta por iões positivos e iões
negativos.
Nos sais, a soma das cargas positivas é igual à soma das cargas negativas.

Fórmulas químicas de sais:


Nome de um sal: 1.º Ião negativo 2.º Ião positivo. Ex: Cloreto de sódio.
Fórmula química de um sal: 1.º Ião positivo 2.º Ião negativo Ex: NaCl.
Nota: Consulta a página 35 do manual e os apontamentos do caderno diário, para
compreenderes a construção das fórmulas químicas de sais.

Equações químicas e lei de Lavoisier


Representação de equações químicas:
Reagentes  Produtos da reação
As reações químicas podem representar-se recorrendo a:
- esquemas de palavras;
- equações químicas.
Numa reação química acontece um rearranjo dos átomos. Durante uma reação
química:
- os reagentes vão sendo consumidos – a sua massa diminui.
- os produtos da reação vão sendo formados – a sua massa aumenta.
Em sistema fechado, a massa total do sistema permanece constante – lei de
Lavoisier ou lei da conservação da massa.
Durante as reações químicas não há destruição de átomos nem formação de
novos átomos. Isto significa que o número total de átomos de um dado elemento
nos reagentes é igual ao número total de átomos desse elemento nos produtos da
reação. A representação da reação química deve estar de acordo com a lei de
Lavoisier, sendo, por vezes, necessário proceder ao seu acerto.
Para acertar um esquema químico, acrescentam-se moléculas nos reagentes e/ou
nos produtos da reação, de modo a que o número total de átomos de cada
elemento seja igual nos reagentes e nos produtos da reação.
Nota: Estuda as páginas 40 e 41 e as atividades experimentais das páginas 42 e 43.

Você também pode gostar