Você está na página 1de 4

Equações químicas e lei de Lavoisier

Representação de equações químicas:


Reagentes  Produtos da reação
As reações químicas podem representar-se recorrendo a:
- esquemas de palavras;
- equações químicas.
Numa reação química acontece um rearranjo dos átomos. Durante uma reação
química:
- os reagentes vão sendo consumidos – a sua massa diminui.
- os produtos da reação vão sendo formados – a sua massa aumenta.
Numa reação química, os reagentes têm propriedades diferentes dos produtos da
reação. Contudo, a massa total não varia.
Em sistema fechado, a massa total do sistema permanece constante – lei de
Lavoisier ou lei da conservação da massa.
Massa total dos reagentes = Massa total dos produtos da reação
Durante as reações químicas não há destruição de átomos nem formação de
novos átomos. Isto significa que o número total de átomos de um dado elemento
nos reagentes é igual ao número total de átomos desse elemento nos produtos da
reação. A representação da reação química deve estar de acordo com a lei de
Lavoisier, sendo, por vezes, necessário proceder ao seu acerto.
Para acertar um esquema químico, acrescentam-se moléculas nos reagentes e/ou
nos produtos da reação, de modo a que o número total de átomos de cada
elemento seja igual nos reagentes e nos produtos da reação. Uma equação química
está acertada quando o número de átomos de cada elemento é igual no lado dos
reagentes e no lado dos produtos da reação.
Nota: Estuda as páginas 40 e 41 e as atividades experimentais das páginas 42 e 43.
Assim como, os exemplos e exercícios registados no caderno diário.

Reações de oxidação-redução
A corrosão dos metais (formação de ferrugem) é um exemplo de uma reação de
oxidação-redução.
- Processos para evitar a corrosão:
- A cromagem (e niquelagem) protege os metais da corrosão: processo mais
caro, mas mais eficaz e duradouro.
- A pintura protege os metais da corrosão: processo mais barato, mas menos
eficaz e duradouro.
Uma reação de combustão é uma reação:
- entre um combustível (substância que arde) e um comburente (substância
que alimenta a combustão, sendo o oxigénio o mais comum).
- em que ocorre libertação de grandes quantidades de energia.
- que necessita de uma energia de ativação (calor, chama ou descarga
elétrica).
As combustões podem ser:
- lentas (ocorrem lentamente sem produzirem chama).
Ex: respiração celular, etc.
- vivas (ocorrem com formação de chama).
Ex: combustão da madeira, etc.
- explosivas (ocorrem violentamente – explosão – e com formação de
chama).
Ex: combustão da gasolina, etc.
Os produtos de uma reação de combustão designam-se por óxidos. Uma reação
de combustão é uma reação exotérmica, ou seja, é acompanhada da libertação de
energia sob a forma de calor.
Quando o oxigénio (e, por vezes, o cloro) é um dos reagentes de uma reação
química, diz-se que ocorreu uma reação de oxidação-redução.
- Impacte ambiental:
Algumas reações de combustão, com a queima de combustíveis fósseis (carvão,
entre outros), são responsáveis pela emissão de poluentes para a atmosfera. O
dióxido de carbono libertado é responsável pelo aumento do efeito de estufa
(causando o aumento da temperatura) e os óxidos de enxofre e azoto levam à
formação de chuvas ácidas e também à diminuição da camada de ozono.
Para diminuir estes efeitos, pode-se recorrer à adição de substâncias durante a
combustão e ao uso de filtros de emissão.

Reações ácido-base
As substâncias dissolvidas em água têm comportamento ácido, básico ou neutro.
- Substâncias ácidas: quando dissolvidas em água, originam soluções ácidas.
- têm sabor azedo.
- reagem com alguns metais, corroendo-os.
- reagem com o calcário.
- conduzem a corrente elétrica. Ex: limão, vinagre, uvas, leite, etc.
- Substâncias básicas: quando dissolvidas em água, originam soluções básicas (ou
alcalinas).
- são escorregadias ao tato.
- conduzem a corrente elétrica.
Ex: detergentes, champôs, hidróxidos, soda cáustica, lixívias, fermento, etc.
- Substâncias neutras: não têm propriedades ácidas nem básicas.
Ex: água destilada, água açucarada, água salgada, etc.
No laboratório, existem diferentes soluções ácidas e básicas:
- Soluções ácidas: todos os ácidos. Na fórmula química, iniciam-se com o
elemento H.
Ex: ácido clorídrico (HCl), ácido nítrico ou azótico ( HNO3), etc.
- Soluções básicas: todos os hidróxidos e amoníaco. Na fórmula química,
terminam com os elementos OH.
Ex: hidróxido de magnésio ( Mg ( OH )2), hidróxido de sódio (NaOH),
etc.

Indicadores ácido-base
Às substâncias que mudam de cor na presença de soluções com caráter ácido-
base, chamamos indicadores ácido-base.
São exemplos de indicadores ácido-base que existem em nossas casas, o vinho
tinto, o chá preto e a couve-roxa. No laboratório, existem a solução alcoólica de
fenolftaleína e a tintura azul de tornesol, assim com o papel de tornesol.
No quadro, a seguir representado, estão referidas as mudanças ocorridas quanto
à cor de cada um dos indicadores ácido-base usados no laboratório quando entram
em contacto com substâncias ácidas, alcalinas e neutras.
Soluções Solução de Tintura azul de
fenolftaleína tornesol
Ácidas Incolor Vermelha

Básicas Rosa-Carmim Azul

Neutras Incolor Arroxeada

Atenta que a Bom indicador Bom indicador


fenolftaleína é das bases dos ácidos Caracterização
incolor e o
tornesol é azul.
Escala de pH ou de Sorensen
A escala de pH, com valores entre 0 e 14, é usada para quantificar o grau de
acidez ou basicidade de uma solução.
Para medir o valor de pH das soluções, podemos recorrer ao indicador universal
(que apresenta uma grande variedade de cores, resultado da mistura de vários
indicadores), em solução ou em papel, e ao medidor de pH.
- Indicador universal: permite comparar, com mais rigor, o caráter ácido ou
básico das soluções e o valor aproximado de pH.
- Medidor de pH: indica, por leitura, o valor do pH de uma solução.
Estes dois métodos permitem recolher uma informação que não nos é dada pelos
indicadores ácido-base (fenolftaleína e tornesol), que é o valor do pH, visto que os
segundos só identificam o caráter ácido ou básico da solução em estudo.
A 25ºC:
- soluções ácidas têm pH < 7.
- soluções neutras têm pH = 7 (entre 6,5 e 7,4).
- soluções básicas têm pH > 7.
Uma solução aquosa é tanto mais ácida quanto menor for o valor do seu pH r
tanto mais alcalina quanto maior for o valor do seu pH.
Quando se junta:
- um ácido a uma base, ambos tentam neutralizar-se mutuamente,
diminuindo o pH da solução.
- uma base a um ácido, ambos tentam neutralizar-se mutuamente,
aumentando o pH da solução.
Combate-se um excesso de ácido juntando uma base e um excesso de base
juntando um ácido. Ocorrem assim reações ácido-base.
Em geral, numa reação ácido-base em solução aquosa, tem-se:
ácido+base → sal+água

Ex: NaOH ( aq ) + HCl ( aq ) → NaCl ( aq ) + H 2 O .

NaOH →base; HCl →ácido; NaCl ( aq ) → sal em solução; H 2 O → água .

Exemplos de reações ácido-base que ocorrem no dia-a-dia:


- a picada de uma abelha.
- a excessiva acidez no estômago (azia).
- entre outros.