Você está na página 1de 10

Índice

1.Introdução.....................................................................................................................3

2.BREVE HISTORIAL DA PEDAGOGIA..................................................................4

2.1.conceitos de pedagogia................................................................................................5

2.2.Objecto de estudo da pedagogia..................................................................................5

2.3.Educação na antiguidade.............................................................................................6

2.4.Educação na idade média............................................................................................6

2.5.Educação moderna.......................................................................................................7

2.6.Definição da educação.................................................................................................7

2.7.Tipos da educação.......................................................................................................8

2.8.Educação no sentido restrita........................................................................................8

2.9.Educação no sentido amplo.........................................................................................8

2.10.Objectivo da educação...............................................................................................8

2.11.Importância da pedagogia..........................................................................................8

2.12.Objectivos da pedagogia............................................................................................9

2.13.Finalidades da pedagogia..........................................................................................9

2.14.Categorias da pedagogia............................................................................................9

3.Conclusão....................................................................................................................10

4.Referencia bibliográfia...............................................................................................11

1.Introdução
A pesquisa tem como abordagem “Historial da pedagogia e seu objecto de estudo”.
3

O presente Trabalho realizado no âmbito da Pedagogia têm por explanar o infinito da


mesma. Onde ela tem a sua origem na Grécia Antiga, que deriva de dois termos Paidos
que significa Criança e Agogé que significa conduzir, ela era afirmado como correlato
da educação e ciência do ensino. O seu objecto de estudo é a educação do Homem em
todas as fases do seu desenvolvimento histórico; ela tem como importância de estudar e
determinar os princípios e normas educativas; falamos também dos seus objectivos de
estudo que é educar e preparar o Homem para o presente e o futuro.

O trabalho está estruturado da seguinte maneira:


 Introdução
 Desenvolvimento
 Conclusão
 Referência bibliográfica

Esta estruturação ira de certo modo facilitar na compreensão do presente trabalho.

2.BREVE HISTORIAL DA PEDAGOGIA


4

A palavra Pedagogia tem origem na Grécia antiga. Paidos que significa Criança e
Agogé que significa conduzir ou educar. No discurso da história do Ocidente, a
Pedagogia afirmou-se como correlato da educação é a ciência do ensino. Entretanto, a
prática educativa é um fato social, cuja origem está ligada à da própria humanidade.
A compreensão do fenómeno educativo e sua intervenção intencional fez surgir um
saber específico que modernamente associa-se ao termo pedagogia. Assim a
indissolubilidade entre a prática educativa e sua teorização elevou o saber pedagógico
ao nível científico. Com este carácter, o pedagogo passa a ser, de fato e de direito,
investido de uma função reflexiva, investigativa e portanto cientifica do processo
educativo. GADOTTI, M (2008).
Autoridade que não pode ser delegada a outro profissional, pois o seu campo de estudos
possui uma identidade e uma problemática própria. A historia levou séculos para
conferir o status de cientificidade à actividades dos pedagogos a pesar de a problemática
pedagógica estar presente em todas as etapas históricas a partir da antiguidade. O ermo
pedagogo, como é patente, surgiu na Grécia clássica, da palavra cujo significado
etimológico é preceptor, mestre, guia aquele que conduz; era o escravo que conduzia os
meninos ate o paedagogium. No entanto, o ermo pedagogia, designaste de um fazer
escravo na Hélade, somente generalizou-se na acepção de elaboração conscientes do
processo educativo a partir do século XVIII, na Europa Ocidental. Actualmente
denomina-se pedagogo o profissional cuja formação é a pedagogia.
Devido a sua abrangência, a pedagogia engloba diversas disciplinas, que podem ser
reunidas em três grupos básicos: disciplinas filosóficas, disciplinas cientificas e
disciplinas técnico pedagógico.
 As ideias relativas a educação já vem desde os tempos mais antigos e não estavam
organizados de uma forma sistematizada. Um exemplo dos pensamentos da educação
nos povos “ditos” primitivos é os pensamentos religiosos, políticos, morais e os
trabalhos manuais diários como: a pesca, a caca, a recolecção, a cozinha que passavam
de geração em geração sem haver uma instituição organizada onde podiam se transmitir
esses conhecimentos.
Somente no século XVII é que a pedagogia foi elevada a categoria de ciência, devido a
obras como “O Tratado Sobre a Educação” de Luís Vives (sec. XVI) e “Didáctica
Magna” de Coménio (séc. XVII), que contribuíram para a sistematização do
pensamento pedagógico e oferecendo uma “autonomia” parcial em relação a Filosofia.

2.1.Conceitos de pedagogia
5

Actualmente a pedagogia, segundo PILLETI (1991:24) “é filosofia, ciência e arte


técnica da educação”.
A pedagogia é como uma rede de enunciados sobre o fazer educativo. Assim eram
chamados pedagogos aos escravos que acompanhavam as crianças para as escolas.
Hoje, pedagogo é um especialista em assuntos educacionais e a pedagogia é a ciência da
educação que explica e orienta a prática educativa através de uma metodologia própria.
LIBANEO (1996:27).
Existem outras e diferentes concepções sobre a pedagogia, nomeadamente:
 É o campo de conhecimentos que se ocupa ao estudo sistemático da educação;
 É a principal ciência que se ocupa da busca de soluções para os problemas da
educação;
 A Pedagogia é um campo de conhecimentos que investiga a natureza das finalidades
da educação numa determinada sociedade, bem como os meios apropriados para a
formação dos indivíduos, tendo em vista a prepará-los para as tarefas da vida social.
Seguundo o grupo a “pedagogia é a ciência da educação e ensino do homem em todos
os momentos históricos do seu desenvolvimento”.
2.2.Objecto de estudo da pedagogia
O aspecto etimológico da pedagogia que era arte de condução ou guia de crianças,
contribuiu para que acreditasse e tratasse de um saber específico com objecto de estudo
próprio, que é a educação da criança.
Actualmente a Pedagogia estuda a educação do homem em todas as fases do seu
desenvolvimento histórico. Portanto, a educação é o objecto de estudo da pedagogia,
colocando a acção educativa como objecto de reflexão, visando descrever e explicar sua
natureza, seus determinantes, seus processos e modos de actuar.
O objecto de estudo do pedagogo e da pedagogia é a educação, o processo ensino e
aprendizagem, a acção cultural do educador em intervir e/ou de transmitir tecnicamente
«o conhecimento», de forma sedutora, significante e em comunhão com a realidade
social, o perfil e a historia de vida do educando, o conhecimento e a informação e a
dimensão cognitiva do educado ao perceber aprender, apreender e se apropriar de forma
critico - reflexiva do conhecimento e das informações transmitidas pele percepção
pessoal de observador ou de sujeito da intervenção informativo - educativa da qual foi
sujeito, a sua acomodação junto aos conhecimentos anteriormente existentes e sua
capacidade de aplica-los à realidade social vivido - compartilhada enquanto ser social e
cidadão. Logo o sujeito da pedagogia é o ser humano enquanto educando.
6

A palavra educacao surgi na Grécia antiga, etimologicamente “educaré – alimentar”


que significa introduzir. Dai que a educacao é uma actividade continua com vista a
transmissão de valores, conhecimento, etc.
2.3.Educação na antiguidade
Tomando a herança cultural deixada pela antiguidade como a fonte principal sobre a
qual a civilização ocidental se ergueu, o legado deixado pelas principais cidades estados
da Grécia Antiga  – Esparta e Atenas – constitui-se como princípio de organização
social e educativa que serviu de modelo para diversas sociedades no decorrer dos
séculos. Reconhecida por seu poder militar e carácter guerreiro, o modelo de educação
espartano baseava-se na disciplina rígida, no autoritarismo, no ensino de artes militares
e códigos de conduta, no estímulo da competitividade entre os alunos e nas exigências
extremas de desempenho. Por outro lado, Atenas tinha no logos (conhecimento) seu
ideal educativo mais importante.
2.4.Educação na Idade Média
Podemos reconhecer traços da tradição espartana na educação medieval. Os estudantes
eram formados de acordo com o pensamento conservador da época e a educação
desenvolvida em consonância com os rígidos dogmas da Igreja Católica. Cabe ressaltar
que até o século XVII os valores morais e até mesmo os ofícios responsáveis pela
garantia da subsistência eram transmitidos em grande parte dentro dos próprios círculos
familiares, sendo que esses valores e códigos de conduta eram profundamente
influenciados pelo pensamento religioso. ALVES, Luís Alberto Marques (2012)
Em contrapartida, com as Reformas Religiosas e o Renascimento inicia-se uma nova era
para o Ocidente e é marcada pelo ressurgimento dos ideais atenienses nos discursos
sobre os objetivos da Educação. O conhecimento era tipo como um corpo sagrado, essa
matriz de pensamento permaneceu dominante e foi grande responsável pela concepção
do papel da educação desde o desaparecimento do Antigo Regime até a constituição
dos Estados Nacionais: o conhecimento passa a ser organizado para ser transmitido pela
escola, através da autoridade do professor enquanto sujeito detentor do saber e
mantenedor da ordem e da disciplina.

2.5.Educação moderna
7

Foi esse modelo de educação escolar centrado na figura do professor como transmissor
do conhecimento que se expandiu ao longo dos séculos XVIII e XIX, impulsionado
pela Revolução Industrial e a consequente urbanização e aumento demográfico.
A partir de meados do século XIX, portanto, o modelo hierarquizado e autoritário de
educação que caracterizou as instituições escolares até então passou a ser questionado
por educadores como Maria Montessori, na Europa, e John Dewey, nos Estados Unidos.
Impulsionados pelo desenvolvimento dos estudos de psicologia sobre aprendizagem e
desenvolvimento humano, e com críticas a pedagogia tradicional e a forma como os
conteúdos curriculares eram impostos aos alunos, esses e outros educadores passaram a
reivindicar a participação ativa dos alunos no processo de aprendizagem. ALVES, Luís
Alberto Marques (2012)
Através deste caminho pode-se melhor compreender métodos e teorias educacionais,
pois observamos traços presentes nas práticas educativas actuais que remetem a herança
deixada pelos modelos educativos analisados até aqui. Se, de um lado, está o valor da
disciplina e do conhecimento a ser transmitido pela escola; e, de outro lado, a ideia de
que o conhecimento é construído e consequentemente ninguém ensina nada a ninguém
de forma definitiva; é importante a constatação de que essas correntes de pensamento
não se excluem, uma vez que nos dias actuais é necessário conciliar o valor do
conhecimento ao valor do engajamento dos alunos como estratégia para sanar as
exigências de um mundo em contínuo desenvolvimento e marcado pelo fluxo constante
de informação disponível a uma ampla gama de pessoas situadas em diferentes regiões
do mundo.
2.6.Definição da educação
“Educação é um processo, actividade, prática, cuja essência é garantir que as
crianças, adolescentes e jovens se apropriem de saberes acumulados pela humanidade
numa determinada fase de desenvolvimento sócio cultura, técnico, cientifico”.
ADRIANO, F. Niquice e FELICIANO M. MAhalambe (p. 13)
2.7.Tipos da educação
Existem vários tipos de educação. Onde vamos destacar dois tipos principais da
educação, nomeadamente: educação restrita e educação ampla;
2.8.Educação no sentido restrito
A educação no sentido restrito trata-se da educação que compreende o trabalho
educativo, planificado e dirigido para a formação. É também conhecida como educação
formal, isto é, obedece todas as regras e regulamentos de uma instituição.
É designada uma educação limitada, que não está para o alcance de todos.
8

Exemplo: a educação feita nas instituições públicas e privadas.


2.9.Educação no sentido amplo
A educação no sentido amplo aquela que acontece em todo lugar independentemente de
ter ou não ter um lugar específico para o educar. Também conhecida como a educação
informal, ou seja, não obedece nenhuma regra ou regulamento.
No seu sentido mais amplo, educação significa o meio em que os hábitos, costumes e
valores de uma comunidade são transferidos de uma geração para a geração seguinte.
Exemplo: a educação feita em casa, na rua, em qualquer edifício, etc.
2.10.Objectivo da educação
Um dos objectivos da educação em nossa sociedade é a construção do sujeito apto para
agir de acordo com os preceitos estabelecidos como aceitáveis dentro um contexto
social.
2.11.Importância da pedagogia
A importância da pedagogia reside no facto de ela estudar e determinar os princípios,
normas e meios educativos de uma maneira sistemática, segura e mais rápida, com vista
a formação da personalidade humana segundo os propósitos da sociedade. Ela, faz uma
reflexão crítica do processo educativo e transforma a arte não sistemática em sistemática
e empírica em técnica científica.
A pedagogia é instrumento fundamental da actividade docente. Com ajuda dela, o
professor conhecer os regulamentos, leis, normas do processo do ensino e educação, os
seus métodos ou vias para atingir os objectivos visados.
2.12.Objectivos da pedagogia
 Educar e preparar o homem para o presente, futuro utilizando ou aprendendo das
experiencias acumuladas pela humanidade ao longo dos tempos;
 Transformar a criança num instrumento de felicidade para si próprio e para os
seus semelhantes;
 Suscitar e desenvolver na criança capacidades físicas, intelectuais e morais;
 Formar integralmente a criança desenvolvendo as suas capacidades intelectuais,
físicas e morais, usando a sua melhor integração individual e social na
comunidade onde faz parte;
 Garantir a eficiência e eficácia da educação do homem pelo homem;
 Desenvolver o espírito de análise crítica e reflexiva a problemática do processo
educativo;
9

 Conhecer os princípios, metodologia e leis da planificação, organização,


direcção e controle do processo educativo;
 Compreender o carácter social, político, económico, individual, científico e
técnico do processo educativo;
 Aplicar os conhecimentos pedagógicos em conformidade com os conhecimentos
da psicologia e das metodologias das disciplinas da sua especialidade;
 Buscar soluções para a educação de acordo com a dinâmica e aspirações da
sociedade;
 Definir ou determinar actividades educativas segundo a política e economia do
País;
 Conhecer as responsabilidades do professor como encarregado da sociedade, do
estado e assumir de forma consciente e comprometedora a actividade educativa.
2.13.Finalidades da pedagogia
 Educação do homem pelo homem;
 Buscar soluções para problemas da educação uma determinada sociedade.
2.14.Categorias da pedagogia
São 3 categorias da pedagogia, isto é, conceitos básicos em que a pedagogia se orienta
para a sua abordagem.
 Educação;
 Ensino; e
 Instrução.
A categoria principal da pedagogia é a educação, pois esta possui um carácter mais
extensivo, compreende outras noções da pedagogia que são o ensino e a instrução.
10

3.Conclusão
Inerente ao Tema que abordamos em geral concluímos que a pedagogia por si, ela
desenvolve o espírito de análise crítica e reflexiva a problemática do processo
educativo, aplica os conhecimentos pedagógicos em conformidade com os
conhecimentos da psicologia e das metodologias das disciplinas da sua especialidade. E
tem com objecto de estudo a “educação”. Educação é um processo, actividade, prática,
cuja essência é garantir que as crianças, adolescentes e jovens se apropriem de saberes
acumulados pela humanidade numa determinada fase de desenvolvimento sócio
cultural, técnico e científico.
11

4.Referencia bibliográfica
ALVES, Luís Alberto Marques. História da Educação – uma introdução. Faculdade de
Letras da Universidade do Porto. Porto. 2012
GADOTTI, M. Historia das ideias pedagógicas. 8ª Ed, São Paulo. 2008;
NIQUICE, F. Adriano e MAHALAMBE, M. Feliciano. Fundamentos da pedagogia.
Ed. Anilda Ibrahimo Khan. P. 13