Você está na página 1de 33

Apologética cristã

Heresiologia II

Sumário

Introdução

Capítulo 1
Cristianismo bíblico

Capítulo 2
Religiões não-cristãs

Capítulo 3
Seitas secretas

Capítulo 4
Seitas pseudocristãs

Capítulo 5
Seitas espíritas

Capítulo 6
Seitas orientais

Capítulo 7
Seitas unicistas

Capitulo 8
Seitas novaerenses

Conclusão

Questionário

Referências bibliográficas
Introdução

O medo do desconhecido e a necessidade de dar sentido ao mundo que o cerca


levaram o homem a fundar diversos sistemas de crenças, cerimônias e cultos — muitas
vezes centrados na figura de um ente supremo — que o ajudam a compreender o
significado último de sua própria natureza. Mitos, superstições ou ritos mágicos que as
sociedades primitivas teceram em torno de uma existência sobrenatural, inatingível pela
razão, equivaleram à crença num ser superior e ao desejo de comunhão com ele, nas
primeiras formas de religião.
Religião (do latim religio, cognato de religare, “ligar”, “apertar”, “atar”, com
referência a laços que unem o homem à divindade) é como o conjunto de relações teóricas e
práticas estabelecidas entre os homens e uma potência superior, à qual se rende culto,
individual ou coletivo, por seu caráter divino e sagrado. Assim, religião constitui um corpo
organizado de crenças que ultrapassam a realidade da ordem natural e que tem por objeto o
sagrado ou sobrenatural, sobre o qual elabora sentimentos, pensamentos e ações.
Essa definição abrange tanto as religiões dos povos ditos primitivos quanto as
formas mais complexas de organização dos vários sistemas religiosos, embora variem
muito os conceitos sobre o conteúdo e a natureza da experiência religiosa. Apesar dessa
variedade e da universalidade do fenômeno no tempo e no espaço, as religiões têm como
característica comum o reconhecimento do sagrado e a dependência do homem de poderes
supramundanos (definição do teólogo alemão Friedrich Schleiermacher).
Toda religião pressupõe algumas crenças básicas, como a sobrevivência depois da
morte, mundo sobrenatural, etc., ao menos como fundamento dos ritos que pratica. Os
conceitos fundamentais organizam-se, de modo geral, em um credo ou profissão de fé; as
deduções ou explicações de tais conceitos constituem a teologia ou ensinamento de cada
religião, que enfoca temas sobre a divindade, suas relações com os homens e os problemas
humanos cruciais — a morte, a moral, as relações humanas, etc.
Embora não seja fácil elaborar uma classificação sistemática das religiões, pode-se
agrupá-las em algumas categorias. É isso o que propomos em nosso curso ao classificar os
movimentos religiosos não-cristãos, pseudocristãos, secretos, espíritas, orientais, unicistas
e novaerenses.
Faremos isso por meio de uma breve síntese histórica de alguns movimentos
religiosos contrastando os princípios elementares do cristianismo com as demais religiões.
Capítulo 1

Cristianismo bíblico

Fundador
Jesus Cristo, por volta dos anos 30-33 d.C, na Judéia, região da Palestina (atual
Israel).

Escrituras
A Bíblia, escrita originalmente em hebraico e aramaico (Antigo Testamento) e
grego (Novo Testamento).

Deus
O Deus único é trino (Um Deus em três pessoas, e não três deuses): Pai, Filho e
Espírito Santo. Freqüentemente, o título Deus indica a primeira pessoa, Deus Pai. Deus é
um ser espiritual sem corpo físico. Ele é pessoal e está envolvido com a humanidade. Criou
o Universo do nada. É eterno, nunca muda. É santo, amoroso e perfeito.

Jesus
Jesus é Deus, uma das pessoas da santíssima Trindade. Ele sempre existiu como
Deus Filho e não foi criado. É plenamente Deus e plenamente homem (duas naturezas
unidas e não amalgamadas). Como segunda pessoa da Trindade, é igual a Deus Pai e Deus
Espírito Santo. Para se tornar humano, foi gerado pelo Espírito Santo e nasceu da virgem
Maria. Jesus é o único caminho para ir ao Pai, à salvação e à vida eterna.
Ele morreu numa cruz, de acordo com o plano de Deus, como sacrifício completo, e
expiou nossos pecados. Ressuscitou dentre os mortos três dias após sua morte, fisicamente
imortal. Durante os 40 dias seguintes, foi visto por mais de 500 testemunhas oculares. Suas
feridas foram tocadas e Ele comeu diante dos discípulos. Ascendeu fisicamente aos céus.
Jesus regressará outra vez, visível e fisicamente, no fim dos tempos para estabelecer o reino
de Deus e julgar o mundo.

Espírito Santo
O Espírito Santo é Deus, uma das pessoas da santíssima Trindade. O Espírito Santo
é uma pessoa, e não uma força ou um campo de energia. Ele consola, repreende, convence,
guia, ensina e se entristece. Ele não é o Pai, nem o Filho, Jesus Cristo.

Salvação
A salvação é obtida pela graça de Deus, e não pelas obras. A salvação é recebida
pela fé. Basta crer no coração que Jesus morreu por nossos pecados e ressuscitou
fisicamente dentre os mortos. Teremos, então, assegurados o perdão e a ressurreição do
nosso corpo. Este é o plano amoroso de Deus para perdoar os pecadores.

Morte
Depois da morte, todas as pessoas esperam o juízo final. Tanto as pessoas salvas
quanto as perdidas ressuscitarão. Os salvos viverão com Jesus nos céus. Os perdidos,
porém, sofrerão o tormento (inferno), a separação eterna de Deus. A ressurreição corporal
de Jesus garante aos crentes que eles também terão corpos imortais.

Outras características
A adoração em grupo, usualmente praticada nas igrejas, e não cerimônias secretas.
O batismo e a Ceia do Senhor fazem parte da comunhão. Dedica-se ao trabalho missionário
voluntário. Ajuda os necessitados: pobres, viúvas, órfãos e oprimidos. Os cristãos crêem
que Jesus é o Messias prometido a Israel no Antigo Testamento. Jesus disse que os seus
seguidores seriam conhecidos pelo amor fraternal.
Capítulo 2
Religiões não-cristãs

Islamismo
Profeta
Maomé (579-632 d.C). Surgiu por volta de 610 d.C, em Meca e Medina.
A sede se encontra em Meca, na Arábia Saudita. Divisões principais: sunitas e
xiitas.

Escrituras
Alcorão, escrito em árabe. El Hadith (as palavras e obras de Maomé). A lei de
Moisés, os salmos e os evangelhos são aceitos pelo Alcorão. Os muçulmanos, entretanto, os
consideram adulterados.

Deus
Alá é Deus. Ele revelou o Alcorão a Maomé por intermédio do anjo Gabriel. Alá é
um juiz severo e não é representado como amoroso.

Jesus
Jesus é um dos 124 mil profetas enviados por Deus a diferentes culturas. Abraão,
Moisés e Maomé são alguns. Jesus nasceu de uma virgem, mas não é o Filho de Deus sem
pecado. Não é Deus. Não foi crucificado (ascendeu ao céu sem ser morto) É conhecido
como Messias e Ayatollah (Ayat Allah, sinal de Alá). Jesus regressará no futuro para viver e
morrer.

Espírito Santo
O Alcorão se refere a Jesus como o Espírito de Deus. Os eruditos muçulmanos
vêem o anjo Gabriel como o Espírito Santo.

Salvação
Os homens são basicamente bons, mas falíveis e precisam de direção. O equilíbrio
entre as boas obras e as más determina o destino eterno: paraíso ou inferno.

Morte
Admite a ressurreição dos corpos. Haverá um dia final para o julgamento e
recompensa. O paraíso eterno para aqueles que creram no islamismo e o inferno para os
infiéis que não aceitaram o islamismo.

Outras características
Os adeptos são chamados muçulmanos. Vão às mesquitas (templos) para orar, ouvir
sermões e conselhos. Pregam um grande esforço, cujo objetivo é a expansão do islamismo
(Jihad). Os cinco pilares do islamismo são: confessar que Alá é o único Deus verdadeiro e
Maomé o seu profeta, orar cinco vezes ao dia voltado para Meca, dar esmolas, jejuar
durante o mês de Ramadã e fazer uma peregrinação a Meca (ao menos uma vez na vida).
Zoroastrismo

Fundador
Zoroastro (ou Zaratustra), nasceu no antigo Irã (ou Pérsia) e, conforme a
tradição, o zoroastrismo em 660 a.C.

Escrituras
Os livros sagrados do zoroastrismo são: o Avesta, livro sagrado das
orações, dos hinos, dos rituais, das instruções, da prática e da lei; o Gathas,
que são hinos atribuídos a Zoroastro; e o Pahlavi, que consiste na literatura
zoroastrista.

Deus
Para o zoroastrismo, a luta travada entre a ordem pública e a desordem é
resultado do embate entre Aura Mazda (o Senhor Onisciente) e Angra Máinu (o
Pai da Mentira). Estes dois correspondem a Deus e Satanás na nomenclatura
cristã. Aura Mazda, seria, para Zoroastro, o criador dos céus e da terra.

Morte
O destino da vida após a morte é a sentença dada concernente às boas ou
más ações do indivíduo. Ou o céu, de luz e alegria, ou o lugar de horror eterno,
destinado aos que não veneram a religião de Mazda.

Jesus
Não há um conceito formado, por parte do zoroastrismo, sobre a pessoa
de Jesus.

Outras características
O culto do haoma (planta sagrada) é regado com muitas orgias e
adoração aos antepassados. Mitra é o deus da luz e do fogo, explicando assim o
culto ao fogo e os ritos funerários por parte de seus adeptos.

Fé Mundial Bahaí

Profeta
Mirzá Alí Muhammad (o Bab) e Mirzá Husayn Alí (Bahá’u’lláh). Fundada em 1844
no Irã. A sede se encontra em Haifa, Israel.

Escrituras
As escrituras de Bahá ‘u’lláh e Abdu’-I-Bahá são: Kitabi-i-Aqdas e Kitab-i-Lqan. A
Bíblia é interpretada espiritualmente para concordar com a teologia Bahá’i.

Deus
É um ser divino incognoscível que se revela por meio de novas manifestações
(líderes religiosos), incluindo Moisés, Buda, Confúcio, Jesus, Maomé e Bahá’u’lláh.

Jesus
É uma das muitas manifestações de Deus. Cada manifestação substitui a anterior,
dando novas revelações acerca de Deus. Moisés, que foi substituído por Jesus, que foi
substituído por Maomé e mais recentemente pelo melhor, Bahá’u ‘lláh (Glória de Deus).
Jesus não é Deus e não ressuscitou dentre os mortos. Ele não é o único caminho para ir a
Deus. Jesus regressou ao mundo na forma de Bahá’u’lláh.

Espírito Santo
O Espírito Santo é a energia divina de Deus que concede poder a cada manifestação.
O “Espírito da Verdade” refere-se a Bahá’u’lla’h

Salvação
Fé na manifestação de Deus (Bahá’u’lláh). A salvação é obtida pelo conhecimento e
prática dos princípios ensinados por Bahá’u’lláh.

Morte
Imortalidade pessoal baseada nas boas obras. Haverá recompensas para os fiéis. O
céu e o inferno são condicionais.

Outras características
A fé Bahá’í originou-se como seita islâmica e é severamente perseguida no Irã. Crê
que todas as religiões têm a mesma origem, princípios e aspirações. Enfatiza a unidade e a
unificação do mundo. Suas reuniões são denominadas “assembléias espirituais”.

Budismo

Fundador
Buda (Sidharta Gautama), que fundou o budismo em 525 a.C, na Índia. O budismo
é um ramo do hinduísmo.

Escrituras
O Tripitaka (Os três cestos).

Deus
O budismo, de modo geral, é ateísta. Muitos budistas não crêem em um Deus nem
em um Ser supremo. Outros acreditam que Buda seja um iluminado universal com um
estado de consciência semelhante à de Deus.

Jesus
Jesus Cristo é indiferente para o budismo. Os budistas do Ocidente geralmente vêem
Jesus como um homem iluminado.

Espírito Santo
O Espírito Santo não faz parte dessa crença.

Salvação
O objetivo da vida é o Nirvana, para eliminar todos os desejos e evitar o sofrimento.
O caminho óctuplo é um sistema para impedir que os budistas desejem qualquer coisa.
Morte
As pessoas não têm alma e espírito. Os desejos e sentimentos de uma pessoa podem
ser reencarnados em outra pessoa. Não há céu nem inferno. Há o Nirvana (libertação final).

Outras características
O caminho óctuplo recomenda: conhecimento correto, intenção, fala, conduta,
esforços corretos, cuidado e meditação. Alguns grupos budistas falam acerca de um Buda
eterno (força de vida). Alguns ramos budistas incluem: Zen, Nichiren Shoshu e budismo
tibetano (ocultista).

Hinduísmo

Fundador
Não há um só fundador. Existem muitas seitas. Seus fundamentos abrangem um
período que vai de 1800 a 1000 a.C, na Índia, tendo influência da religião Bramânica.

Escrituras
Muitas escrituras, incluindo o Bhagavad-Gita (antigo), o Upanishads (mais antigo)
e os Vedas (os mais antigos, por volta de 1000 a.C.).

Deus
Tudo é Deus (conceito panteísta). Todos somos parte de Deus (Brama). As pessoas
adoram manifestações de Brahma (deuses e deusas). As pessoas são deuses, mas não
sabem.

Jesus
É um mestre, um guru, o avatar (uma encarnação de Vishnu). Ele é um filho de
Deus assim como são os outros. Sua morte não expia pecados e Ele não ressuscitou dentre
os mortos.

Espírito Santo
O Espírito Santo não faz parte dessa crença.

Salvação
Libertação do ciclo de reencarnação, recebida por meio de ioga e meditação. Pode-
se ter muitas vidas. A salvação final é a união com Brama.

Morte
A reencarnação é um estado melhor (Carma bom) se a pessoa se portou bem. Se se
portou mal, pode voltar a nascer e pagar por seus pecados passados, sofrendo (Carma mau).

Outras características
Alguns discípulos usam túnicas alaranjadas e têm a cabeça raspada. Muitos hindus
adoram ídolos de pedra e madeira em seus templos.Os gurus exigem obediência total. Os
discípulos meditam numa palavra, frase ou fotografia. A ioga inclui meditação, cânticos,
postura, exercícios de respiração.
Judaísmo

Fundador
Abraão (Gn 12.1-3), cerca de 2000 a.C, no Oriente Médio. Existem três ramos
principais do judaísmo: ortodoxo, conservador e reformado, cada um com suas crenças.

Escrituras
O Tanach (Antigo Testamento), especialmente a Toráh (primeiros cinco livros do
Antigo Testamento). O Talmude (explicação do Tanach). As Escrituras dos sábios, tais
como Maimónides, Rashi, etc.

Deus
Deus é espírito. Para os judeus ortodoxos, Deus é pessoal, Todo-Poderoso, eterno,
misericordioso. Para outros judeus, Deus é impessoal, incognoscível e definido de muitas
maneiras. Não há Trindade.

Jesus
Jesus é visto como um falso Messias extremista ou como um bom rabi (mestre), que
foi martirizado. Muitos judeus desconsideram Jesus. Os judeus (exceto os judeus
messiânicos) não crêem que Ele foi o Messias, o Filho de Deus que ressuscitou dentre os
mortos. Os judeus ortodoxos crêem que o Messias vai restaurar o reino judaico e governará
finalmente o mundo.

Espírito Santo
Alguns judeus crêem que o Espírito Santo é um outro nome para a atividade de
Deus na terra. Outros dizem que é o amor de Deus.

Salvação
Alguns judeus crêem que a oração, o arrependimento e a obediência à Lei são
necessários para a salvação. Outros crêem que a salvação seja o aperfeiçoamento da
sociedade.

Morte
Haverá ressurreição física. Os obedientes viverão para sempre com Deus e os
injustos sofrerão. Alguns judeus não crêem em vida consciente após a morte.

Outras características
Reúnem-se nas sinagogas no sábado. Praticam a circuncisão. Observam vários dias
santos e festivos, incluindo a Páscoa, Sukot, Janucá, Rosh Roshaná, Yom Kippur, Purim.
Jerusalém é considerada a cidade santa.

Confucionismo
Fundador
Confúcio, segundo a tradição chinesa, nasceu em 551 e faleceu em 479 a.C., aos 72
anos. O confucionismo, ensinos de Confúcio, surgiu no século VI. Confúcio é considerado
o maior filósofo na história da China.
Escrituras
Podemos classificar as obras de Confúcio em dois grupos: Os Cinco Clássicos, dos
quais somente um, pode-se afirmar, é original, o Ch’un Ch’iu. O segundo grupo de livros é
composto pelos Quatro Livros (Ssu Shui) e é comparado ao Novo Testamento do
cristianismo.

Deus
Reconhecem a existência de um Ser Supremo, porém, são politeístas. O próprio
Confúcio foi adorado pelos seus adeptos.

Salvação
Se o homem seguir os passos de seus antepassados, e se esforçar, possivelmente ele
está em uma boa situação, ou seja, pode alcançar a salvação por esforço próprio.

Morte
Para que os mortos prossigam em sua existência, devem ser cultuados pelos seus
parentes vivos.

Outras características
Adoração aos antepassados. Ou seja, os parentes vivos veneravam os espíritos dos
mortos, para que esses espíritos não perturbassem seus mortos. Dá muita ênfase aos
princípios éticos.

Taoísmo

Fundador
Lao-Tsé; é uma figura enigmática e misteriosa, e nada a seu respeito pode ser
comprovado. Há estudiosos que pensam que ele nem mesmo existiu. Os que acreditam na
sua existência datam seu nascimento entre 604 e 570 a.C., na China.

Escrituras
As duas obras mais importantes para o taoísmo: Chuang – tzu, que contém os
ensinamentos de Lao-Tsé e Tão Te Ching, uma espécie de guia prático, com princípios
básicos, para a liderança.

Deus
Apesar do taoísmo originalmente ignorar um Deus criador, os princípios do Tao
eventualmente têm o conceito de Deus. Lao-Tsé escreveu: “Antes do céu e da terra
existirem, havia algo nebuloso [...] Eu não sei o seu nome, e eu o chamo de Tao”.

Salvação
O taoísmo crê na imortalidade da alma, porém, este é um processo que se consegue
tendo consciência do Tao e a pessoa tem de estar sintonizada com ele (o Tao) pela
experiência mística. Dessa forma, a pessoa consegue a verdadeira libertação e escapa do
mundo ilusório para alcançar a imortalidade.
Para que o indivíduo alcance a imortalidade, deve incluir em sua vida religiosa
meditação, disciplina sexual, alquimia, exercícios respiratórios, dietas, uso de talismãs,
etc...

Outras características
O Tao se refere a um caminho que deve ser seguido pelas pessoas religiosas. Seu
caráter, no entanto, é místico. Ele se divide em dois princípios opostos: o Yin e o Yang.
Assim como a vida se opõe à morte, a luz às trevas, o bem ao mal, o Yin se opõe ao Yang.
O Yan representa os elementos positivos e o Yin, os negativos.

Xintoísmo

Fundador
Os veículos responsáveis pela formação do xintoísmo no Japão foram a
espontaneidade do povo e a reelaboração da classe imperial. Não há um fundador e suas
origens são antes da chegada do budismo naquele país, no século VI.

Escrituras
O xintoísmo não tem dogmas, código moral ou um cânon oficial. Seus adeptos
baseiam suas idéias em alguns livros, considerados sagrados. São eles: Kojiki (Livro das
coisas antigas), Nihonji (crônicas do Japão), Yengishiki (hinos e preces).

Deus
O xintoísmo admite uma infinidade de deuses. Um exemplo relevante dessa
aceitação pode ser ilustrado pelos Kami, deuses que se destacaram em duas categorias: os
deuses da natureza (personificações de forças naturais), que estão sob o domínio de
Amateratsu Moi-Kami, a deusa Sol, e os deuses dos homens (personagens famosos, heróis
míticos e os antepassados), destacando-se entre eles o fundador da dinastia imperial, Jimnu
Temno. Como podemos depreender, o politeísmo é bastante acentuado no xintoísmo.

Salvação
Não existem mandamentos, o que vale é a autoconsciência do homem. Pela própria
natureza humana, o homem sabe o que deve fazer. Não existe pecado no xintoísmo, logo
não há sentimento de culpa ou de perdão, conseqüentemente o homem não precisa de
salvação.

Morte
É considerada como uma tragédia e uma maldição. Segundo a crença xintoísta, a
alma do morto se fixa próximo ao túmulo e do seu lar, daí deriva-se o altar doméstico. Há
dois destinos para os mortos: os familiares dos imperadores, o imperador, os guerreiros e a
linhagem imperial estariam designados ao céu. Já o povo em geral e as divindades da terra
iriam para o mundo inferior.

Outras características
As oferendas de alimentos e bebidas, pela manhã e à noite, são de ação de graças e
propiciação e realizadas diante do altar doméstico, onde, segundo as crenças deles, estaria a
alma do antepassado. Há também rituais de purificações com água, com o propósito de
purificar moralmente o indivíduo de suas faltas. Os santuários (templos) eram importantes,
pois neles se manifestavam os deuses, por meio dos rituais.
Capítulo 3

Seitas secretas

Maçonaria

Fundador
Para muitos, a maçonaria não é religião, mas, sim, apenas uma sociedade
filantrópica e/ou secreta. Há estudiosos que dizem que a maçonaria nasceu da Ordem Rosa-
Cruz, no século XVII. Segundo o dicionário da maçonaria, de Joaquim Gervásio de
Figueiredo, ela foi fundada em 24 de junho de 1717.

Escrituras
Não obstante afirmar que têm a Bíblia como Palavra de Deus, os maçons aceitam as
“bíblias” de outras religiões: Alcorão, Tripitaka, Vedas, o Livro de Mórmon, etc.

Deus
A maçonaria admite, como adeptos, pessoas de todas as crenças. Um dos requisitos
para se tornar um maçom é crer num ser supremo. O nome do deus dessa organização é
GADU (Grande Arquiteto do Universo), que pode ser Alá, Logos, Osíris, Brahma, etc.
variando segundo a crença do maçom.

Jesus
Teria sido apenas um homem, fundador de uma religião. Um homem igual a
Maomé, Zarathustra, Orfeu, Krishna, Moisés, Pitágoras, entre outros.

Espírito Santo
Não há nenhum ensino sobre o Espírito Santo.

Salvação
Não há um conceito de salvação na maçonaria. Cada adepto pensa e age como quer.
A religiosidade é pessoal. É o homem que dirige seus próprios atos.

Morte
Os maçons não possuem uma base formulada de doutrinas. Cada adepto tem a sua
própria crença sobre a morte, até porque seguem várias religiões.

Outras características
Em geral, os trabalhos de uma loja maçônica são: cerimônias rituais, estudos,
seguidos de debates, e trabalhos administrativos.

Ordem Rosa-Cruz

Fundador
Christian Rosenkreutz.
Escrituras
Afirmam não ser uma religião.

Deus
Para a Ordem Rosa-Cruz, Deus é uma entidade separada e impessoal. Os rosas-
cruzes acreditam que Deus seja composto por sete espíritos que se apresentam com
diferentes aspectos na Trindade cristã.

Jesus
Jesus não é Deus. Era meramente um ser humano. Jesus ocupa a posição mais
elevada entre os mestres espirituais do mundo, mas a principal diferença entre Ele e a
humanidade diz respeito ao nível, e não à substância.

Espírito Santo
Embora retenha a individualidade duramente conquistada durante suas jornadas
incalculáveis e repetidas encarnações, o aspecto do Espírito Santo da unidade trina, depois
da ocupação do veículo Jesus, “difundiu-se” pelo do planeta.

Salvação
Acredita na evolução do espírito até a divindade e reencarnação a cada 144 anos.
Assim, se vivermos 80 anos, passaremos aproximadamente 60 anos no espaço, até a nova
reencarnação.

Morte
Crê na reencarnação.

Outras características
A divindade do homem (somos divinos como nosso Pai no céu). Também crê na
existência de gnomos e fadas.

Cientologia

Fundador
Lafaregefte Ronald Hubbard (1911-1986), que criou a seita em 1954, na Califórnia,
EUA. Atualmente, a sede está localizada em Los Angeles, Califórnia.

Escrituras
Dianética, Scientology, The Fundamentals of Thought Cerimonies of the Founding
Church of Scientology e outros livros escritos pelo fundador.

Deus
Deus não é um ser supremo. Não admite que Deus seja pessoal.

Jesus
Jesus é raramente mencionado, não foi o Criador, e muito menos ressuscitou. Jesus
não morreu por nossos pecados.
Espírito Santo
Não é mencionado.

Salvação
Não há pecado nem necessidade de arrependimento. A salvação é ficar “livre”.

Morte
O inferno é um mito.

Outras características
Os membros observam o dia do nascimento do senhor Hubbard.
Capítulo 4

Seitas pseudocristãs

Mormonismo

Fundador
Joseph Smith Jr (1805-1844), que criou a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos
Últimos Dias (SUD), em 1830, em Palmyra (Nova York), nos Estados Unidos da América.
A sede dos Santos dos Últimos Dias se encontra em Salt Lake City, Utah. EUA.

Escrituras
O Livro de Mórmon, Doutrinas e convênios, A pérola de grande valor e a Bíblia.

Deus
Deus Pai existiu como homem para chegar a ser Deus. Teve corpo físico e uma
esposa (mãe celestial). Não há Trindade. O Pai, o Filho e o Espírito Santo são três deuses
separados. Os homens dignos também podem, um dia, chegar a ser deuses.

Jesus
Jesus é um Deus separado do Pai (Elohim). Ele foi criado como um filho espiritual
pelo Pai e mãe no céu. É o “irmão mais velho” de todos os homens e seres espirituais. Seu
corpo foi criado pela união sexual entre Elohim e Maria. Jesus foi casado. Sua morte na
cruz não proveu a expiação completa para todos os pecados, mas propiciou a ressurreição
para todos.

Espírito Santo
É um Deus separado do Pai e do Filho. O Espírito Santo é uma substância líquida
pela qual o Pai exerce sua influência.

Salvação
Ressuscitados pela graça, mas salvos (exaltados à divindade) pelas obras, incluindo
lealdade aos líderes, batismo por imersão, pagamento do dízimo, ordenanças, matrimônio e
cerimônias secretas no templo.

Morte
Finalmente, quase todos irão a um dos três reinos celestiais separados, alguns
obtendo a divindade. Os apóstatas e os assassinos irão para o reino das trevas.

Outras características
O adepto do mormonismo não pode consumir álcool, tabaco, café ou chá. Batizam
em nome dos mortos. O trabalho missionário é gratuito. Há visitas de casa em casa. As
cerimônias secretas no templo somente para membros de boa reputação. As pessoas negras
não tiveram acesso ao sacerdócio mórmon e outros privilégios até 1978. Depois dessa data,
não há mais restrição ao sacerdócio de pessoas negras.
Testemunhas de Jeová
Fundador
Charles Taze Russel (1852-1916), depois vieram Joseph F. Rutherford, Nathan
Knorr e Fred Franzs. Começaram na Pensilvânia, Estados Unidos, em 1879. A sede se
encontra no Brooklyn, Nova York, EUA.

Escrituras
A Bíblia (Tradução do Novo Mundo) e todas as publicações atuais da Torre de
Vigia. As revistas: A Sentinela e Despertai!, publicadas quinzenalmente.

Deus
Deus é uma pessoa, cujo nome exclusivo é Jeová. Não crêem na Trindade. Jesus foi
o primeiro ser criado por Jeová.

Jesus
Jesus é um deus. Antes de vir ao mundo, ele era o arcanjo Miguel. Jeová criou o
Universo por meio de Jesus. Quando Jesus estava na terra, ele foi um homem que viveu
perfeitamente. Depois de haver morrido em uma estaca (e não em uma cruz), foi
ressuscitado como espírito e seu corpo, destruído. O homem Jesus não existe mais. Jesus
não virá outra vez. Ele já veio invisivelmente em 1914, em espírito. Em breve, haverá a
Batalha do Armagedon, quando todos os que não são testemunhas-de-jeová perecerão.

Espírito Santo
É a força ativa invisível de Jeová. Não é pessoal.

Salvação
É necessário que a pessoa seja batizada como testemunha-de-jeová. A maioria dos
seguidores tem de ganhar a vida eterna na terra, “trabalhando de casa em casa”. A salvação
no céu está limitada aos 144 mil “ungidos”.

Morte
Os 144 mil viverão no céu como seres espirituais. O remanescente dos justos, “a
grande multidão”, viverá na terra e obedecerá a Deus perfeitamente por 1000 anos. Depois,
hão de suportar a prova final, quando Satanás for solto do poço do abismo.

Outras características
Reúnem-se aos domingos nos Salões do Reino. Os membros ativos são instruídos a
distribuir literatura de casa em casa. Uma vez por ano, celebram a Refeição Noturna (ceia
do Senhor). Somente os “ungidos” podem participar. Não comemoram feriados nem
aniversários. Não saúdam a bandeira, não prestam serviço militar e não aceitam transfusões
de sangue.

Adventistas do Sétimo Dia

Fundador
Guilherme Miller, nascido em 1787, em Pittsfield, Massachutss, EUA. Ellen G.
White nasceu em 1827.
Escrituras
Considera os livros de Ellen White inspirados por Deus. O livro O grande conflito é
considerado uma obra-prima. Outras publicações são: Vida de Jesus, Patriarcas e profetas,
Veredas de Cristo, O desejado de todas as nações.

Deus
Crê na Trindade.

Jesus
Jesus e o arcanjo Miguel são a mesma pessoa. Possui natureza pecaminosa, não
concluiu a obra de redenção na cruz. Está fazendo o juízo investigativo.

Espírito Santo
É uma pessoa divina.

Salvação
Pela obra de Cristo na cruz, que ainda será concluída. Há pecados perdoados, mas
não extirpados. Satanás arcará com os pecados dos crentes e, quando for aniquilado, os
pecados serão cancelados. A guarda do sábado é essencial à salvação.

Morte
Após a morte, o espírito, que não é uma personalidade, mas apenas um fôlego de
vida, segundo acreditam, desaparecerá juntamente com o corpo - o sono após a morte.

Outras características
Aniquilamento dos ímpios. Jesus, em 1844, passou do primeiro compartimento do
santuário celestial para o Santo dos santos, para concluir a obra de redenção, onde está
ocorrendo o juízo investigativo.
Capítulo 5

Seitas espíritas

Kardecismo

Fundador
Uma crença antiga popularizada pelas irmãs Kate e Margarete Fox, em 1848, em
Hydesville, Nova York, EUA. Mas, incontestavelmente, o grande promotor dessas crenças
foi Hippolyte Léon Denizard rivail, que mais tarde ilustrou o pseudônimo de Allan Kardec.

Escrituras
Obras de Allan Kardec: O livro dos espíritos, publicado em 1857; O que é
espiritismo, publicado em1859; O livro dos médiuns, publicado em 1861; O evangelho
segundo o espiritismo, publicado em 1864; O céu e o inferno, publicado em 1865; A
gênese, publicado em 1868 e Obras póstumas, publicado depois de sua morte.

Deus
Deus é inteligência infinita. Poder impessoal que controla o Universo.

Jesus
Jesus foi homem, e não Deus. Quando esteve na terra, foi profeta e um médium
avançado (alguém que se comunica com o mundo dos espíritos). Agora, Jesus é um espírito
que se comunica com o mundo dos espíritos.

Espírito Santo
O Espírito Santo é uma falange de espíritos. Citam João 14.16,26; 15.26 para apoiar
a doutrina de que o espiritismo cumpriu a promessa de Jesus, que disse que enviaria o
Consolador.

Salvação
O conhecimento e as boas obras possibilitam o acesso a um nível superior na vida
futura. Arrependimento, expiação e reparação são as condições básicas para obtermos um
espírito puro.

Morte
Depois da morte aqui na terra, a vida continuará no mundo dos espíritos. O céu e o
inferno são estados da mente. Alguns espíritas crêem na reencarnação.

Outras características
Sessões para fazer contato com os mortos. Curas psíquicas. Serviços
congregacionais com cânticos, músicas, sermões, mensagens de espíritos mortos e
profecias. Podem usar Ouija. Não possuem uma sede oficial.
Legião da Boa Vontade – LBV

Fundador
Alziro Elias David Abraão Zarur

Escrituras
Declara que a Bíblia está cheia de erros, devido ao estado evolutivo dos seus
autores. Não crê na inspiração divina da Bíblia. Ensina que a Sagrada Escritura tem suas
fábulas e lendas.

Deus
Deus é “inteligência infinita”. Poder impessoal que controla o Universo.

Jesus
Negam a divindade do Filho de Deus. Negam que Jesus tenha morrido na cruz para
salvar os pecadores. Negam que Jesus teve um corpo físico. Falam de corpo fluídico
aparente. Negam o nascimento virginal de Jesus.

Espírito Santo
Dizem que é um conjunto dos espíritos puros, superiores e bons, a falange sagrada.
Negam a personalidade e a divindade do Espírito Santo.

Salvação
A fé em Jesus não propicia salvação. A reencarnação é admitida. Os pecados não
podem ser perdoados pelos méritos de Cristo.

Morte
Não há ressurreição. Por ocasião da morte, ocorre o desprendimento da alma, que
ainda fica algum tempo ao lado do corpo. Depois, viaja rumo ao mundo dos espíritos, onde
receberá instruções para evoluir e aguardar o tempo de reencarnar.

Outras características
Seu fundador cultua seu irmão Satanás. A LBV não admite a existência do céu e do
inferno, não crê na ressurreição dos corpos, no julgamento após a morte e na possibilidade
de perdão. O batismo é essencial para a salvação, pois oferece perdão e remissão de
pecados.

Morte
Haverá ressurreição.

Outras características
Jesus não existia antes da encarnação. O batismo é efetuado apenas em nome de
Jesus.
Capítulo 5

Seitas orientais

Hare Krishna

Fundador
A.C. Bhaktivedanta Swami Prabhupada (1896-1977).
A seita foi criada em 1965, em Nova York, EUA, baseada em ensinamentos hindus.

Escrituras
A revista De volta à divindade. As traduções e comentários das escrituras hindus
por Prabhupada, especialmente o Bhagavad-Gita.

Deus
Deus é o senhor Krishna, um criador pessoal. As almas de todas as coisas viventes
são partes dele. Suas escrituras dizem que Krishna, certa vez, dividiu-se em 16.308 formas
para parecer com 16.308 cuidadoras de vaca.

Jesus
Jesus não é importante e, usualmente, é mencionado como um mestre iluminado
vegetariano que ensinou a meditação. Ele não é a encarnação de Deus. Alguns partidários
de Krishna consideram Cristo como Krishna. Outros dizem que Ele é um grande Avatar
(mestre).

Espírito Santo
O Espírito Santo não é mencionado.

Salvação
Cânticos contínuos em nome de Krishna, devoção total a Krishna, adoração de
imagens e obediência às regras da Sociedade Internacional para Consciência de Krishna.
Através de sucessivas reencarnações, o adepto é libertado do carma mau.

Morte
Aqueles que estão sem luz continuarão se reencarnando ininterruptamente (renascer
na terra), levando-se em consideração as más ações de uma pessoa em sua vida passada.

Outras características
Cânticos de mantra Hare Krishna em público, ioga, oferendas de alimentos,
solicitação de doações. Dieta vegetariana. Proibição de tóxicos e apostas. O sexo só é
permitido para procriação. A Sociedade Internacional para Consciência de Krishna atrai
novos adeptos pelas festas e programas culturais hindus. Os sectários passam a ter novos
nomes e, muitas vezes, cortam seus relacionamentos familiares.

Meditação Transcendental

Fundador
Maharishi Mahesh Yogi. Fundada em 1959, na Califórnia, EUA. Baseada no
hinduísmo e ioga. A sede se encontra em Washington, EUA.

Escrituras
Escrituras hindus, incluindo o Bhagavat-Gita. As meditações de Maharishi Mahesh
Yogi: A ciência de ser e A arte de viver, entre outras escrituras do fundador.

Deus
Cada fragmento da criação é Deus (Brahma). O Ser Supremo não é pessoal. Toda
criação é divina; “todos são um e tudo é deus”.

Jesus
Jesus Cristo é um mestre, um guru, um Avatar (uma encarnação de Vishnu). Ele é
um filho de Deus como os outros. Sua morte não expia pecados. Cristo não ressuscitou
dentre os mortos.

Espírito Santo
Não é mencionado.

Salvação
Liberdade do ciclo de reencarnação, recebido por meio da ioga e meditação. A
salvação final é a absorção e a união com Brahma.

Morte
A reencarnação será um estado melhor (carma bom) se a pessoa agir bem. Caso
contrário, ela poderá nascer novamente quando, então, pagará por seus pecados passados
(carma mau) com o sofrimento.

Outras características
Alguns discípulos usam roupas alaranjadas e têm a cabeça raspada, deixando um
birote no alto da cabeça. Muitos hindus adoram ídolos de pedra e madeira em seus templos.
Os gurus exigem obediência total. Os discípulos meditam em suas palavras, frases e
fotografia. A ioga inclui meditação transcendental, cântico, postura, exercícios de
respiração, astrologia hindu e uso de cristais.

Igreja da Unificação

Fundador
Sun Myung Moon (nasceu em 1920). Fundada na Coréia, em 1954. Atualmente, a
sede se encontra em Nova York, EUA.

Escrituras
O princípio divino, por Sun Myung Moon, considerado o testamento completo, e a
Bíblia.

Deus
Deus é positivo e negativo. Deus criou o Universo a partir de si mesmo, o Universo
é o corpo de Deus. Deus não conhece o futuro, sofre e necessita do homem (Sun Myung
Moon) para torná-lo feliz. Não há Trindade.

Jesus
Jesus foi um homem perfeito, não Deus. Sua missão foi unir os judeus, encontrar
uma esposa perfeita e constituir uma família perfeita. Sua missão fracassou. Jesus não
ressuscitou fisicamente. A segunda vinda de Cristo está cumprida em Sun Myung Moon,
que é superior a Jesus e completará a missão de Jesus, que é realizar a redenção física do
homem. Jesus só realizou a redenção espiritual.

Espírito Santo
O Espírito Santo é um espírito feminino que trabalha com Jesus no mundo dos
espíritos, a fim de dirigir as pessoas a Sun Myung Moon.

Salvação
A obediência e a aceitação dos “verdadeiros” Pais (Moon e sua esposa) eliminam o
pecado e aperfeiçoam o adepto. Aqueles que são casados por Moon e sua esposa tomam um
vinho que contém 21 ingredientes (incluindo o sangue dos “verdadeiros” pais).

Morte
Depois da morte, a pessoa vai para o mundo dos espíritos. Não há ressurreição. Os
membros sobem ao convencer a outros a seguir Sun Myung Moon. Todos serão salvos,
inclusive Satanás.

Outras características
Casamentos em massa baseados em diferentes antecedentes raciais, preparados e
efetuados por Moon. Os membros crêem que Jesus se dobrará a Sun Myung Moon. Moon é
o rei dos reis, senhor dos senhores e o cordeiro de Deus. Admite-se a prática de consulta
aos mortos.
Capítulo 7
Seitas unicistas

Pentecostais Unicistas

Fundador
Não há um fundador. Em 1913, durante uma reunião num acampamento
pentecostal, em Arroyo Seco, perto de Los Angeles, McAlister pregava um sermão,
afirmando que os apóstolos não batizavam em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
Depois disso, John G. Scheppe disse ter recebido uma “revelação” da parte de Deus acerca
do verdadeiro batismo em nome de Jesus Cristo.

Escrituras
A Bíblia.

Deus
A maioria crê que Deus se manifestou como Pai no Antigo Testamento. Quando
Jesus nasceu em Belém, manifestou-se como Filho. Após a ascensão de Jesus, Deus se
manifestou como Espírito Santo (Modalismo). Crêem na Trindade Modal (três modos).

Jesus
Jesus é o Pai. Ele não preexistiu como Filho. Tornou-se Filho ao nascer em Belém.
Eles interpretam João 1.1 da seguinte maneira: Jesus foi somente uma “idéia”, ou
“concepção”, na mente de Deus, antes do seu nascimento.

Espírito Santo
O Espírito Santo é o próprio Jesus.

Salvação
Pela fé em Jesus Cristo. Batismo só em nome de Jesus. Alguns grupos crêem que é
necessário falar em línguas para ser salvo.

Morte
Aqueles que não aceitaram Jesus como Salvador pessoal, não se batizaram em nome
de Jesus e crêem na doutrina da Trindade (três pessoas distintas) irão para o inferno.

Outras características
Esse grupo geralmente vive um estilo de vida legalista. As mulheres usam vestidos
longos. Os homens devem ter cabelo curto. A mulher não pode cortar o cabelo e, em alguns
grupos, usam véus. Não podem usar maquiagem. Os grupos mais influentes são: Igreja
Local, Tabernáculo da Fé, Igreja Voz da Verdade.

Igreja Voz da Verdade

Fundador
Foi fundada oficialmente em 1978, em Santo André (SP), por Fued Moysés. Ele se
converteu no cinema, durante uma sessão do filme Quo Vadis. Fued conta que Jesus lhe
tocou a face, saindo da tela de projeção em carne e osso e, naquele momento, ter-lhe-ia
dado a incumbência de pregar o evangelho.
O principal expoente é o pastor Carlos A. Moysés, cantor e compositor do grupo
Voz da Verdade.

Escrituras
A Bíblia Sagrada.

Deus
Negam a Trindade. Crêem em uma só pessoa na divindade: Jesus, que é o Pai
(natureza divina), o Filho (natureza humana) e o Espírito Santo: três manifestações de uma
só pessoa. Quando a Bíblia se refere a Deus, está falando sobre o Espírito Santo, que é o
Pai, Criador e Senhor de todas as coisas. Manifestou-se, também, por meio de outras
formas ou modos: como fogo, nuvem, vento, água, pomba, pão, etc.

Jesus
Jesus tanto é o Pai como o Filho. Manifestou-se como Filho pelo fato de ter
assumido a forma humana e nascer como homem.

Espírito Santo
Jesus se manifestou como Espírito e continua se manifestando assim, porque sua
missão neste mundo é resgatar nosso espírito do nosso corpo mortal.

Salvação
O batismo é essencial para a salvação, pois oferece perdão e remissão de pecados.

Morte
Haverá ressurreição.

Outras características
Jesus não existia antes da encarnação. O batismo é realizado apenas em nome de
Jesus.

Igreja Local de Witness Lee

Fundador
Witness Lee

Escrituras
Afirma que não é necessário pesquisar, entender ou aprender as Escrituras
Sagradas.Usam a prática de “orar lendo a palavra”. Seus membros consideram os livros de
W. Lee inspirados por Deus.

Deus
Deus é o Deus Triúno Processado. Um deus processado seria um deus que passa por
alterações ou mudanças: de Pai para Filho, de Filho para o Espírito Santo e deste para a
Igreja.

Jesus
Jesus é tanto Pai como o Filho. Manifestou-se como Filho pelo fato de ter assumido
a forma humana e nascer como homem.

Espírito Santo
Jesus manifestou-se como o Espírito e continua a se manifestar. Cada um deles é um
passo ou estágio sucessivo na revelação de Deus aos homens.

Salvação
É necessário ser membro da Igreja Local para ser salvo.

Morte
Haverá ressurreição.

Outras características
O pecado é o próprio Satanás que, por sinal, habita no corpo, no ego, habita em nós.
Somos uma nova encarnação de Cristo: homens-deuses. Libera-se o espírito recitando Ó
Senhor Jesus.
Capítulo 8

Seitas novaerenses

Nova Era
Fundador
Baseada no misticismo oriental, no hinduismo, no taoísmo e no cristianismo. Em
parte, foi popularizada pela atriz Shirley MacLaine, entre 1980 e1990. As crenças variam.

Escrituras
Vários livros divulgam o pensamento da Nova Era. Eis alguns: Conspiração
aquariana, da autoria de Merilyn Fergunson, escrituras de I Ching, obras hindus, budistas e
taoístas. Além de valorizar as crenças dos índios norte-americanos, a astrologia, o
misticismo e a magia.

Deus
Tudo é um e tudo é deus. Deus é uma força impessoal, não uma pessoa. Os
humanos têm poder interior sem restrições e precisam liberá-los

Jesus
Não é o Salvador. É um modelo espiritual e guru, um avatar. Ele foi um adepto da
Nova Era, pois liberou o poder divino da mesma maneira que qualquer um pode fazer.
Muitos adeptos crêem que Ele foi à Índia, ao Tibé e à Grécia para aprender verdades
místicas. Jesus não ressuscitou fisicamente, mas “ascendeu” a um reino espiritual mais
evoluído.

Espírito Santo
Algumas vezes é uma força psíquica. O homem é divino e pode experimentar
fenômenos psíquicos, como, por exemplo,fazer contatos com seres sobrenaturais.

Salvação
É necessário o equilíbrio entre o carma mau e o carma bom. Os poderes
sobrenaturais podem ser liberados pela meditação, pelo conhecimento de si mesmo, pela
meditação transcendental e pelos espíritos guias

Morte
As reencarnações humanas ocorrem até que a pessoa alcance a unidade com Deus.
Não há vida eterna. Não há céu nem inferno.

Outras características
Seus adeptos podem praticar ioga, meditação e visualização. Cada ser humano deve
se conscientizar da divindade que há em seu interior. Cristo é todas as pessoas e todas as
pessoas são cristos potenciais. Terapia por meio de pirâmides e cristais. Crêem na
reencarnação.
Viver de Luz

Fundador
Declaram que a etimologia do movimento teve início com Teresa Neumann (1898 –
1962), estigmatizada da Baviera, que afirmou que é possível viver apenas do sopro divino.
Atualmente, uma das maiores autoridades desse assunto é a escritora australiana Ellen
Greve, conhecida como Jasmuheen, autora do livro Viver de luz. O movimento no Brasil
também conta com a liderança da carioca Evelyn Levy Torrence e do seu marido, Steve
Torrence.

Escrituras
Os livros da esotérica australiana Jasmuheen, publicados pela editora Aquariana, em
São Paulo, e os livros de Evelyn Levy Torrence, publicados pelas editoras Record e Dunya,
no Rio de Janeiro.

Deus
Possuem uma visão esotérica de Deus. Afirmam: “Tudo no cosmos é energia e Deus
é a mente criadora de toda essa energia, portanto, tudo é pensamento. Somos responsáveis
pelo nosso pensamento que é tão divino como todo o cosmos”.

Jesus
Para eles, Jesus não passa de mais um santo, um avatar ou messias que, assim como
os adeptos do movimento, também não comia.

Espírito Santo
Não possuem uma idéia teológica como a Trindade, na qual o Espírito Santo é uma
pessoa. Apenas acreditam em espíritos guias, como no caso de Don Juan — o amigo da
morte.

Salvação
A salvação para o ser humano seria aprender a viver de luz e parar de depender da
comida. Chegam a declarar que: “Ao passar a viver plenamente uma vida saudável, livre
das dependências físicas, jovem e eternamente feliz, começamos a entender melhor quem
somos, de onde viemos e o que estamos fazendo aqui”.

Morte
Pode ser evitada quando o indivíduo passa a viver de luz. Acreditam que “o corpo
pode ser imortal e carregar o mesmo espírito por toda a existência, ou por quanto tempo
quiser”.
Outras características
O alimento que extraem da luz chama-se prana que, na concepção deles, é toda
forma de energia invisível que dá alento à vida. No ser humano, o prana penetra por várias
vias; há o prana do ar, da água, dos alimentos vivos (sementes, frutas, etc.), da luz, do Sol,
do solo... Em síntese, é a principal fonte direta de energia cósmica para os seres vivos que
respiram o ar atmosférico. Sendo assim, o prana é a somatória de todas as energias ou
“forças” do Universo.

Raelianos

Fundador
Claude Vorilhon (1946), em Vichy (França), que passou sua infância ao lado da
mãe, da avó e da tia. Depois de se dedicar à poesia e à música, sua paixão pela competição
automobilística fez que se tornasse um piloto e um jornalista esportivo. Era casado e pai de
duas crianças. A partir do dia 13 de dezembro de 1973, sua vida mudaria literalmente. Na
época, enquanto caminhava na cratera de um vulcão na Auvérnhia, centro da França, viu
descer do céu um engenho em forma de sino achatado que não emitia barulho e parecia
pesar várias toneladas. A partir desse dia, ele se tornou Rael, o mensageiro dos Elohim.

Escrituras
O verdadeiro rosto de Deus, escrito por Claude. O livro explica o desenvolvimento
da religião raeliana até os nossos dias. Claude também publicou outros dois livros: Acolher
os extraterrestres (1979) e Meditação sensorial (1980). Suas obras foram traduzidas para
mais de 25 línguas. O grupo também publica uma revista internacional de luxo, de
periodicidade trimestral, chamada Apocalypse.

Deus
Elohim não seria o Deus único, mas deuses. Esses deuses seriam extraterrestres que,
por sua ciência avançadíssima, trouxeram vida à terra pela prática da clonagem.

Jesus
Segundo ensinam, Jesus é meio-irmão do fundador da seita (Claude) e sua
humanidade é fruto de experiências alienígenas. Marcaram a volta de Jesus para 2035,
sendo que, junto dele, estarão os Elohim e uma comitiva de grandes homens das religiões,
tais como Moisés, Buda e Maomé, além de muitos outros. Jesus, como Rael (Claude), foi
escolhido para trazer a mensagem raeliana.

Espírito Santo
Acreditam em espíritos evoluídos, que seriam os espíritos dos extraterrestres.

Salvação
A clonagem seria o caminho para a vida eterna.
Morte
Poderá ser evitada com as atividades da clonagem humana, transferindo informação
mental da memória e da personalidade de um indivíduo envelhecido para um novo
individuo, um clone adulto fisicamente jovem. Isso possibilitaria viver para sempre ao ser
clonado.

Outras características
Possuem uma empresa, a CLONAID, especializada em fazer clonagem de seres
humanos. Afirmam que já clonaram duas pessoas.
Destacam, ainda, em sua coleção de heresias, a meditação sensorial, cujo objetivo é
fazer que seus praticantes reconheçam a “hierarquia entre as raças humanas” e,
antagonicamente, sua auto-afirmação ateísta, o que revela o disparate e a confusão dos
conceitos doutrinários do movimento.

Logosofia

Fundador
Carlos Bernardo González Pecotche (1901 – Argentina), também conhecido como
Raumsol. A Logosofia foi fundada no dia 11 de agosto de 1930.

Escrituras
São vários livros produzidos entre as décadas de 30 e 60. Em 1935, começaram a
publicar o jornal Heraldo Raumsólico.

Deus
“Proclama a existência de um Deus universal, que une os homens em uma só e
única religião: a religião do conhecimento; meio pelo qual se pode chegar a Ele,
compreendê-lo, senti-lo e amá-lo, o que jamais se fará pela ignorância [...]. Esta finalidade
se alcança enriquecendo a consciência por meio do conhecimento transcendente, pois só
assim o homem pode compreender qual é a sua missão e como está constituído seu ser
imaterial”.

Jesus
A Logosofia tem expressado reiteradamente que não há outro intermediário entre
Deus e o homem além de seu próprio espírito, com quem deve vincular-se e a quem deve
oferecer a direção de sua vida. Não reconhece Jesus como seu mediador.

Salvação
O meio de salvação é descrito de um modo um tanto confuso. González Pecotche
descreve esse meio como “o bem que representa para si a realização rigorosa de um
processo que o aperfeiçoe”. E a seita vai mais longe ainda ao dizer que a “descarga da
dívida” será maior se este bem for estendido a outros semelhantes. Em outras palavras, o
homem efetua sua própria redenção.

Outras características
A idéia de que o caminho logosófico é determinado pela lei da evolução, uma
espécie de “darwinismo espiritual”. Ou seja, a existência humana atual é apenas um estágio
do processo da evolução, como a fase do símio.

Conclusão

Certamente, muitos outros movimentos religiosos poderiam ter sido abordados nesta
disciplina, entretanto, não temos dúvidas de que os principais não foram omitidos aqui.
Na realidade, apresentamos aos alunos um ensaio daquilo que abordamos em nosso
curso de apologética por correspondência, o qual recomendamos para aqueles que
desejarem se aprofundar no assunto.
Obviamente, os conceitos aqui explanados, tais como: fundador, escrituras, Deus,
Jesus, Espírito Santo, salvação, morte e outras características, exigem muito mais detalhes
desses que proporcionamos nesta obra, mas todos estes assuntos são expandidos em nosso
curso de apologética.
Por ora, conforme nossa proposta inicial, esperamos que esta contribuição tenha
sido objetiva e eficaz, ajudando o aluno a classificar e a identificar os diversos movimentos
religiosos e seus princípios doutrinários básicos.
Questionário

1. Como podemos conceituar a palavra “religião”?


2. “Jesus é um dos 124 mil profetas enviados por Deus”. Que religião apregoa tal
ensinamento?
3. “O Espírito Santo é a energia divina de Deus que concede poder a cada
manifestação”. Este posicionamento é sustentado por qual grupo sectarista?
4. Que religiões ou seitas têm Jesus como um homem iluminado?
5. Quem foi o fundador do hinduísmo?
6. Que grupo religioso ensina que a salvação para o ser humano seria aprender a parar
de depender da comida?
7. Que seita afirma que não é necessário pesquisar, entender ou aprender as Escrituras
Sagradas?
8. Quem é considerado o maior filósofo da China?
9. Maharishi Mahesh Yogi é fundador de qual movimento e quais são os seus
escritos?
10. O “Livro de Deus” é uma obra de que seita?
11. Que seita oriental prega que Jesus irá se prostrar diante de seu fundador?
12. Antes de vir ao mundo, ele (Jesus) era o arcanjo Miguel. Quais sãos as seitas que
compartilham desse ensinamento?
13. Segundo o nosso estudo, quem é o Deus do fogo?
14. Que grupo religioso afirma que a reencarnação de uma pessoa ocorre a cada 144
anos?
15. Quais são os grupos sectários que não mencionam o Espírito Santo?
Referências bibliográficas

Série Apologética. Instituto Cristão de Pesquisas.


Bíblia Apologética. Instituto Cristão de Pesqusias.
LEITE.Tácito da Gama.Resistindo às tempestades das seitas. Goiânia. Editora Renascer.,1ª
ed., 2002.
LEITE.Tácito da Gama.História das religiões. Rio de Janeiro.Editora Juerp, vol. II.,1995.
CABRAL.J.Religiões, seitas e heresias. Rio de Janeiro. Universal Produções, 3ª ed.
WILGES.Irineu. As religiões no mundo. Rio de Janeiro.Editora Vozes,4ª Edição,1983.
RELIGIÕES. As grandes Religiões.São Paulo. Editora Mundo e Missão,vol. II.,1999.
DAMIÃO.Valdir. História das religiões. Rio de Janeiro.Editora CPAD
MATHER & NICHOLS. Dicionário de religiões, crenças e ocultismo. Editora Vida.
MCDOWELL & STEWART. Entendendo as religiões. São Paulo. Editora Candeia.
BOWKER, John. Para entender as religiões. Editora Ática.
AZEVEDO, Thales. A religião civil brasileira. Rio de Janeiro. Editora Vozes.
TORRES, João Camilo de Oliveira. História das idéias religiosas no Brasil. São Paulo.
Editorial Grijalbo.
As grandes religiões. Coleção Apologética, vol. 6. Edições Paulistas.
BARSA.Enciclopédia. CD-ROM.
BRITÂNICA. Enciclopédia. CD-ROM.

Você também pode gostar