Você está na página 1de 6

A utilização d m Template BIM

Se você começou a trabalhar no BIM e vem experimentando a ferramenta Revit percebeu


que, através de simples pesquisas da internet, uma grande quantidade de arquivos
templates​ que prometem facilitar o fluxo de trabalho e manter uma organização de estrutura
que auxiliará no desenvolvimento dos seus projetos.

Quando o Revit é instalado ele vem com vários modelos que podem ser usados para iniciar
um novo projeto e, assim como, atendendo algumas representações às Normas Brasileiras
(NBR). As principais razões para criar os templates é para manter padrões e aumentar
eficiência na hora da modelagem do projeto.

Assim, meu objetivo com esse documento é auxiliar no entendimento do que é necessário
para ser criar um bom template para o seu processo de negócio.

Por que utilizar um template?


Os templates são criados para padronizar e configurar todas as informações necessárias
para o entregável do projeto e a documentação associada a ele e, com o seu uso, ganha-se
tempo na elaboração conceitual do projeto ao invés do gasto em configurações de
representações.

Na época do AutoCAD os padrões compreendiam em apresentar graficamente, nas


condições exigíveis, visando a sua boa compreensão do que é o projeto. No Brasil temos a
NBR 6492 que guia as representações dos projetos de arquitetura.

Por mais que o produto do BIM o entregável seja o modelo 3D ainda temos que, em todo o
território, atender critérios de projeto que são objetos de diversas outras normas e/ou de
legislação específica de municípios ou estados.

Vale lembrar que o template nunca estará pronto, pois ele decorre da evolução e melhoria
contínua dos processos internos da empresa, ou seja, é um leve engano achar que existe
um template perfeito disponível para download nas páginas de pesquisa do Google.

Um modelo de projeto pode incluir:

● Modelos de vista;
● Famílias carregadas;
● Configurações (unidades, padrões de preenchimento, atalhos, margens e carimbo)
● Anotações (identificadores de elemento e referências de vistas)
● Diversas outras configurações que promovem produtividade e boas práticas de
modelagem;
Construindo um modelo base
Seguindo as normas técnicas para o desenho arquitetônico sugiro uma breve consulta para
dominar o assunto e, além disso, consultar as legislações específicas nos municípios e
Estados que você irá atuar:

● NBR 6292 - Representação de projetos de arquitetura;


● NBR 8196 - Emprego de escalas;
● NBR 8403 - Aplicação de linhas: tipos e larguras;
● NBR 10.068 - Folha de desenho: leiaute e dimensões;
● NBR 13.142 - Dobramento e cópia

Configurar o template com essas informações traz produtividade na hora da elaboração da


documentação entregável, seja ela feita ao órgão público ou a iniciativa privada, elas podem
ser incluídas em tabelas que contêm elementos de modelos vinculados e, assim como,
utilizadas em blocos de margens e carimbo em folhas.

Figura 1- Especificação das informações do projeto no Revit

Caso procure uma estratégia de como seguir as especificações para personalizar o seu
modelo de projeto pode, por exemplo, utilizar do seguinte escopo abaixo:

● Especificar as informações do projeto: Especifique as informações do projeto, como


o nome, status, endereço e mais;.
● Padrões de preenchimento: Os padrões de preenchimento controlam a aparência de
superfícies que são cortadas ou exibidas em projeção;
● Materiais: Aplique materiais em elementos em um modelo de construção;
● Estilos de objeto: A ferramenta Estilos de objeto especifica as espessuras, cores e
padrões da linha, bem como os materiais das diferentes categorias e subcategorias
dos elementos do modelo, os elementos de anotação e os objetos importados em
um projeto;
● Estilos de linha: Os estilos de linha são usados para indicar diferentes efeitos, como
uma linha tracejada (------) para planos de referência;
● Espessuras de linha: Utilize a caixa de diálogo espessuras de linha para definir a
largura da caneta utilizada para desenhar linhas em vistas;
● Padrões de linha: Você pode especificar o padrão para os estilos de linha usados no
Revit;
● Sobre as configurações estruturais: Altere a aparência e o comportamento dos
elementos estruturais em um projeto;
● Estilos de anotação: É possível criar ou modificar setas de chamada de detalhe,
notas de texto, cota e estilos de identificadores carregados em um projeto.
● Unidades do projeto: Você pode especificar o formato de exibição de diversas
quantidades em um projeto.
● Especificar configurações da cota temporária: Você pode especificar e exibir a
colocação de cotas temporárias no desenho.
● Snaps: Ao colocar um elemento ou desenhar uma linha, utilize snaps ao objeto para
alinhar com a geometria existente.
● Níveis de detalhe: É possível definir o nível de detalhe para vistas recém criadas
com base na escala da vista.
● Cores: Você define as cores para muitos elementos no Revit, como objetos, linhas,
símbolos de anotação, materiais, ambientes e fases.

Caso procure entender com maiores detalhes cada item do tópico pode acessar a página da
Autodesk University que propõe as melhores estratégias de elaboração do modelo e as
regras para especificações sugeridas acima encontradas ​nesse link​.

A facilidade dos modelos de vistas


Os modelos de vistas podem ajudar a garantir a adesão às normas da empresa e para obter
a consistência entre os conjuntos de documentos de construção.

É possível criar um modelo de vista para cada estilo para controlar as configurações de
sobreposições de visibilidade/gráficos de categorias, escalas da vista, níveis de detalhe,
opções de exibição gráfica e mais. Existem diversos tipos de vista como, por exemplo,
planta de piso, de elevação, de corte, vista 3D, de mobiliário entre outras.

Novamente, caso queira seguir um roteiro para trabalhar com modelos de vistas fica abaixo
a sugestão e, para acessar as propriedades do modelo de vista, clique na guia Vista>painel
Gráficos>menu suspenso Modelos de vista>Gerenciar modelos de vista:
● Criar um modelo de vista: Você pode criar um modelo de vista ao duplicar um
modelo existente de vista e fazer as modificações necessárias.
● Atribuir um modelo de vista: Quando você atribui um modelo de vista para uma vista,
é possível criar um vínculo entre o modelo e a vista.
● Aplicar um modelo de vista: Ao aplicar um modelo de vista para uma vista, as
propriedades do modelo de vista afetam a vista imediatamente. No entanto,
alterações posteriores no modelo de vista não afetam a vista.
● Aplicar um modelo de vista à todas as vistas em uma folha: É possível aplicar um
modelo de vista para todas as vistas em uma folha para assegurar a aderência às
normas do escritório e obter a consistência entre conjuntos de documentos de
construção.
● Excluir um modelo de vista: Antes de excluir um modelo de vista, é possível criar
uma lista de vistas para determinar as vistas às quais o modelo é atribuído.
● Selecionar um modelo de vista temporária: As alterações feitas nas propriedades de
instância da vista são visíveis até que sejam desmarcadas ou a opção Restaurar
propriedades da vista for selecionada;
● Propriedades do modelo de vista: Aqui pode configurar desde escalas de vista,
visibilidade de peças, nível de detalhe, filtros, iluminação entre outras.

Sobre as famílias
Uma família é um grupo de elementos com um conjunto comum de propriedades chamado
de parâmetros e uma representação gráfica relacionada. Todos os elementos que são
adicionados aos seus projetos do Revit são criados com famílias.

Os diferentes elementos pertencentes a uma família podem ter diferentes valores para
alguns ou todos os parâmetros, mas o conjunto de parâmetros (seus nomes e significados)
é o mesmo. Essas variações dentro da família são denominadas de tipos de família ou
tipos.

Existem três tipos de família no Revit:

Famílias no local
Os elementos no local são elementos únicos que você cria quando precisa criar um
componente único que é específico ao projeto atual. Quando você cria um elemento no
local, o Revit cria uma família para o elemento no local, que contém um único tipo de
família.
Famílias do Sistema
As famílias do sistema criam elementos básicos que serão montados em um terreno de
construção. As configurações do sistema, que afetam o ambiente do projeto e incluem tipos
para níveis, eixos, folhas de desenho e viewports também são famílias do sistema.

As famílias do sistema são predefinidas no Revit. Você não as salva em projetos a partir de
arquivos externos, nem as salva em localizações externas ao projeto.

Famílias carregáveis

As famílias carregáveis são famílias que podem ser criadas e modificadas de forma comum
no Revit. Diferente de famílias do sistema, as famílias carregáveis são criadas em arquivos
RFA externos e importadas ou carregadas em seus projetos.

Para famílias carregáveis que contêm muitos tipos, é possível criar e usar catálogos de
tipos, os quais permitem carregar somente os tipos de que necessita em um
projeto.Famílias no local;

O Sienge tem parceira com a ABDI que possui a ​Plataforma BIMBR​ com o intuito de auxiliar
na coordenação de iniciativas que alinhem e potencializem os efeitos das ações adotadas
para a implementação do BIM nacionalmente com o fornecimento de uma biblioteca
nacional de famílias que podem ser baixadas gratuitamente.

Uma visão sobre parâmetros


Os parâmetros armazenam e comunicam informações sobre todos os elementos de um
modelo. Os parâmetros são usados para definir e modificar elementos, bem como para
comunicar as informações sobre o modelo nos identificadores e tabelas.

Você pode criar parâmetros personalizados para um projeto e para qualquer elemento ou
categoria de componente em seu projeto. Abaixo segue os tipos de parâmetros que
permitem personalização:

● Parâmetros de projeto: Usado para categorizar vistas em um projeto;


● Parâmetros de família: Pode usar largura e altura de uma família para controlar
cotas dos diferentes tipos de famílias
● Parâmetro compartilhados: Pode ser usados quando elementos de 2 famílias
distintas são organizados em conjunto, ou seja, compartilhar a informação
● Parâmetros Globais: Atribui o mesmo valor para múltiplas cotas, ou seja, rastrear um
parâmetro de outro elemento e o mesmo responder a mudanças.

Caso existam dúvidas do que são parâmetros você pode consultar a página da Autodesk
por ​esse link​ que possui um auto-explicativo dos usos dos parâmetros.
Continuo com dúvidas e agora?
Como a criação de ​templates​ parte do princípio da experiência da equipe que compõe a
empresa e da contínua evolução dos processos internos para o BIM o Sienge, com parceira
da Otus Engenharia, desenvolveu um arquivo template inicial com configurações básicas
para você começar a construir seu próprio template.