Você está na página 1de 15

DOC

A M E R I CA N W O RL D U NI VE R S I T Y
UNITED STATES OF AMERICA
33
www.awulad.us.com / awulad@gmail.com P ÁGS . 1/10 – A GOSTO /2020

RESENHA CRÍTICA
AVALIAÇÃO DAS DISCIPLINAS DAS MATRIZES CURRICULARES
ESTE DOCUMENTO EXIGE UMA LEITURA ATENTA, INTERPRETATIVA E REPETITIVA. SEU
ENTENDIMENTO SOBRE RESENHA CRÍTICA TEM QUE SER TOTAL, CASO CONTRÁRIO, PREJUDI-
CARÁ SUA ASSIMILAÇÃO, SUA APRENDIZAGEM, SUA MELHOR PRODUÇÃO CIENTÍFICA E SUA
CONSEQUENTE APROVAÇÃO NA DISCIPLINA EM AVALIAÇÃO.

As avaliações das disciplinas dos Cursos Superi- PREVALECERÁ O NECESSÁRIO RIGOR ÀS NORMAS E
ores a Distância são feitas através das produções ÀS EXIGÊNCIAS DA APRESENTAÇÃO FÍSICA DA
acadêmicas, elaboradas pelos Alunos. Todos os Cur- PRODUÇÃO ACADÊMICA REQUERIDA
sos exigem, a produção de 1 (UMA) RESENHA
CRÍTICA para avaliar cada disciplina que compõem
os Núcleos das Matrizes Curriculares dos cursos. As
disciplinas iniciais dos Núcleos dos cursos com uso
específicos dos livros virtuais serão indicados pelo
Doc. 3/4/5/5ª do site.
Este, presente documento contém a normatiza-
ção para produção das RESENHAS CRÍTICAS, a
partir da leitura obrigatória e necessária do LIVRO
TEXTO, indicado nos Programas de cada uma das
outras Disciplinas do Curso.
POR QUE RESENHAR?
NÚMERO DE PÁGINAS DA
O Binômio Leitura e Pesquisa é valorizado e en-
RESENHA CRÍTICA fatizado como veículo de formação e aperfeiçoamen-
to de nossos Alunos. Para este binômio seja alcan-
O número limite mínimo e máximo de pá- çado em sua plenitude, é indispensável, por parte do
ginas da Resenha Crítica dependerá do tipo e Aluno, a LEITURA MINUCIOSA dos LIVROS TEX-
extensão do livro adotado resenhado, mas, para TO INDICADOS e, acima de tudo, o seu total en-
estabelecer um parâmetro, indicamos: tendimento para a perfeita elaboração das Re-
senhas Críticas.
NÚMERO EXIGIDO DE PÁGINAS
Nível Mínimo Máximo O QUE É UMA RESENHA?
Graduação 06 páginas 08 páginas
A RESENHA é uma ferramenta de avaliação
Mestrado e das disciplinas dos cursos oferecidos.
08 páginas 10 páginas
Doutorado Simplificando ao máximo, pode-se dizer que a
RESENHA é uma DESCRIÇÃO MINUCIOSA, um
• A capa da Resenha Crítica não está incluída RESUMO DETALHADO DE UMA LEITURA. Neste
no número de páginas que devem ser produ- caso específico, é um resumo específico, objetivo
zidas pelo aluno. O modelo da capa da Re- e inteligente do livro texto em cada disciplina. Ob-
senha Crítica está contido neste documento, serva-se isto pelo número de páginas exigido para
inclusive o Modelo simples de texto. tal produção.
A RESENHA CRÍTICA é uma forma de pes-
quisa do Aluno que, após a leitura do livro texto
• Quando não respeitados os números limi-
impresso ou virtual, faz um Resumo Detalhado,
tes (mínimo e máximo) de páginas pro-
incluindo a sua opinião objetiva sobre os aspectos
duzidas pelo aluno ou ainda não atendi-
positivos e negativos. Daí chamamos este trabalho
das as normas físicas e acadêmicas exigi-
acadêmico científico de RESENHA CRÍTICA – além
das para a produção da Resenha Crítica, a
de ler minuciosamente a obra, o Aluno também
produção integral poderá ser devolvida
emite a sua opinião, o que qualifica o aluno, a sua
ao aluno, sem correções da Universidade,
assimilação do assunto e determina seus objetivos
para o devido cumprimento técnico pelo
de crescimento profissional. Isto é, qualifica seus
aluno, visando seu retorno à Universida-
estudos, dando-lhe plena liberdade às consultas e à
de.
consecução de suas análises e críticas individuais.
DOC
A M E R I CA N W O RL D U NI VE R S I T Y
UNITED STATES OF AMERICA
33
www.awulad.us.com / awulad@gmail.com P ÁGS . 2/10 – A GOSTO /2020

DIFERENÇA ENTRE OS Resenhas podem também ser organizadas a


partir de:
TIPOS DE RESENHA
a) Assistência a programas de TV e de Teatro;
Uma RESENHA pode ser: b) Observação e participação em eventos
educacionais, administrativos etc.
• DESCRITIVA – O Resenhador/Leitor somente
resume ou descreve aquilo que leu/assistiu;
• CRÍTICA – O Resenhador/Leitor resume, des- IDENTIFICAÇÃO DOS ELEMENTOS
creve o que leu e emite, também, a sua opi- CHAVE DA RESENHA CRÍTICA
nião, que assim caracteriza uma crítica.
Ao elaborar uma RESENHA, você deverá iden-
ELABORANDO UMA RESENHA tificar os seguintes elementos:
1. Objetivo do Livro;
Quando se fala em Resenha o que lhe vem à Neste item, ao responder as questões a
cabeça? Isto mesmo – a “famosa” Resenha Esporti- seguir, você terá o livro adotado na disci-
va, não é? Se você já se localizou no raciocínio, na plina como OBJETIVO para a sua RESE-
resenha apresentada, geralmente existem à mesa NHA:
de debates, que falam sobre os acontecimentos a) Para que foi idealizado/escrito?
esportivos do dia, mas cada um deles vai abordar
o(s) jogo(s) de acordo com a sua especialidade: o b) O que o AUTOR pretendeu com o seu
desempenho do juiz; dos jogadores (com conheci- trabalho?
mentos específicos); o comportamento dos jogado- A resposta você encontrará lendo, com aten-
res em campo em relação ao juiz e auxiliares, aos ção, o PREFÁCIO, na APRESENTAÇÃO DO LIVRO ou
seus adversários, à torcida etc. Até aqui, você durante a leitura.
acompanhou, não é? Pois bem: cada um deles está 2. Abordagens ou Enfoques
resenhando, isto é, descrevendo em detalhes
Principal  O que predomina em toda a
cada um dos acontecimentos, conforme o seu pre-
obra, dando-lhe mais riqueza de detalhes e
paro e visão profissionais.
proporcionando ao Resenhador uma visão
Quando o Comentarista descreve, critica e/ou mais ampla do tema.
elogia a atuação de juízes e jogadores, ele está se
Quando você classificar as abordagens ou
utilizando de uma abordagem ou enfoque técni-
enfoques, inclua exemplos extraídos
co, pois envolve conhecimentos teóricos e práticos
da obra resenhada. Assim, quando você
de um determinado esporte.
assiste ou lê uma obra, preste atenção aos
Para Você entender melhor: enfoques ou abordagens e nos exemplos
Abordagem ou Enfoque é um modo de es- que pode extrair para ilustrar o que está
crever de contar, fatos e histórias, enfatizando um escrevendo. Por exemplo: Ao comentar
ou mais aspectos. As Abordagens/Enfoques po- um surto comportamental da personagem
dem ser: técnicos / filosóficos / políticos / econômi- de livro, localize o momento em que o fato
cos / psicológicos / didático-pedagógicos / tecnológi- se deu e como ocorreu (aplique estas
cos / religiosos etc. abordagens na sua resenha). Mas cuidado
Quando se lê um livro acontece o mesmo – toda a redação deve ser objetiva, sem
– o Autor enfatiza, via de regra, uma abordagem; rodeios ou repetições. Quanto mais con-
isto não quer dizer que outras abordagens não cisa e direta, melhor avaliado seu trabalho
possam estar presentes no seu texto; cabe a Você será.
identificá-las para melhor compreender seu conteú- 3. Pontos positivos e negativos do mate-
do. Você terá que identificar os enfo- rial resenhado:
ques/abordagens principal e secundários, ok? Neste item você colocará em destaque o
Se analisarmos todo o contexto desta nossa que de melhor e pior encontrou ao ler,
Resenha Esportiva (exemplo) teremos: assistir ou participar. É hora de elogiar
a) Abordagem ou Enfoque Principal: Téc- e/ou criticar, sempre justificando as su-
nico Esportivo; as posições e exemplificando com o
próprio texto lido ou fatos presencia-
b) Abordagens Secundárias: Psicológica, dos.
Social e Comportamental (em relação aos
jogadores e o Juiz) e Filosófico – Adminis- Suas avaliações, pontos positivos e ne-
trativo/Jurídico, caso alguma punição ou gativos, devem ser fundamentadas.
advertência seja aplicada aos jogadores Demonstre que está informado sobre o te-
pela Direção do Clube. ma – se quiser pode incluir exemplos de
outras leituras que estejam conectadas ao
tema da resenha.
DOC
A M E R I CA N W O RL D U NI VE R S I T Y
UNITED STATES OF AMERICA
33
www.awulad.us.com / awulad@gmail.com P ÁGS . 3/10 – A GOSTO /2020

4. Aplicações práticas e ganhos profissi- cer como parte de avaliação, a aplicação,


onais que a obra lhe trouxe ou trará em na prática, de uma ou mais estratégias,
futuro próximo. que poderão ser fotografadas, filmadas
Este item depende exclusivamente do que e/ou gravadas como comprovação da ati-
você leu, assimilou e irá aplicar em seu co- vidade aplicada.
tidiano profissional. Quanto aos ganhos profissionais, cabe a
Ilustrando: se o LIVRO descreve ativida- você estabelecer quais são e sua contribuição em
des e estratégias para ensinar a Alunos sua vida profissional presente e futura.
com hiperatividade, poder-se-á estabele-

ESTRUTURA BÁSICA EXIGIDA NA RESENHA CRÍTICA


(FORMA, IDENTIFICAÇÃO, APRESENTAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E CONCLUSÃO)

ORDEM ASSUNTOS ELEMENTOS

CAPA – IDENTIFICAÇÃO E CONTROLE


• Livro
Modelo
• Autor(es)
Parte I • Editora
Anexo
PRÉ
• Mini Curriculum do Autor da Obra TEXTUAIS
• Tipo de Obra Resenhada
• Data Produção

Desenvolvimento
• Introdução
• Objetivo da Obra
• Enfoque Principal
Parte II
• Enfoques Secundários
TEXTUAIS
- Didático Pedagógicos
- Psicológico / Emocional
• Pontos Positivos da Obra
• Pontos Negativos da Obra

PÓS
Parte III Conclusões
TEXTUAIS

CONSELHOS ÚTEIS ROTEIRO DE RESENHA (RC)


• No caso de leitura, recomendamos fazer marca- PARTE I – PRÉ-TEXTUAL (CAPA)
ções e redigir lembretes nas margens do texto do
livro em pesquisa, para ajudá-lo na elaboração Nesta parte estão os Elementos Pré-
de sua RESENHA. O uso do marca-texto em Textuais ou Dados de Identificação da Obra e
cores variadas é um bom recurso para enfatizar Identificação do Aluno. A Capa da Resenha Crítica
as partes relevantes do texto. Mas não exagere não é numerada e não é considerada ao se contar o
nas identificações, nem nas cores utilizadas, para número de páginas da Resenha Crítica.
não estabelecer confusão na sua pesquisa, leitura
e, principalmente ao seu entendimento. a- Livro Resenhado: neste item são inseri-
dos a identificação bibliográfica da
obra: Autor / Título / Local / Editora / Edi-
ção / Ano, outros itens (volumes / coleção
etc.).
b- Mini Curriculum do(s) Autor (es): for-
mação, experiências profissionais etc. Es-
DOC
A M E R I CA N W O RL D U NI VE R S I T Y
UNITED STATES OF AMERICA
33
www.awulad.us.com / awulad@gmail.com P ÁGS . 4/10 – A GOSTO /2020

tes dados são encontrados no próprio livro lha em determinados pontos ou é extensa
resenhado. em demasia.
c- Tipo de obra (livro) resenhado/a: No Por exemplo – Você julga, mas precisa jus-
caso das resenhas críticas dos livros você tificar sua opinião com elementos extraídos
pode utilizar a classificação: Didático – do próprio texto lido; isto é, opinar com
Pedagógica, uma vez que em nosso caso, fundamentação.
todas as obras têm cunho pedagógico. Neste momento, você projeta os seus
Outros tipos de obras que também são rese- conhecimentos, valorizando o seu tra-
nhas: balho e sua condição de aprendizagem
✓ Leituras de Ficção; superior.
✓ Técnico Científicas;
PARTE III – PÓS-TEXTUAL
✓ Formação Profissional;
✓ Religiosas etc. Conclusões
Retorne aos Objetivos do livro e verifique se
PARTE II - ELEMENTOS TEXTUAIS foram atingidos.
Após entender que foram atingidos os objeti-
Nesta parte estão os Elementos Textuais
vos do autor ou não (sempre justificando o porquê
(Desenvolvimento) que englobam os itens abaixo,
do seu posicionamento, citando), conclua dando um
devendo suas páginas serem numeradas a partir do
fecho, a tudo quanto você escreveu e opinou.
início desta Parte.
1. Introdução ao Desenvolvimento
CRITÉRIOS A SEREM SEGUIDOS
Nesta seção que é a principal da resenha,
Você descreverá a obra, fundamentando PELO ALUNO NA PRODUÇÃO DA
cada parte com citações da própria RESENHA CRÍTICA
obra, sempre que necessário.
Seu texto deve ser direto, objetivo, Sendo um texto científico, é necessário que os
conciso e gramaticalmente correto alunos considerem os aspectos relacionados à lin-
(aplicação geral à Resenha). guagem utilizada.
2. Objetivo da Obra – Nesta seção você da- Pontos a serem observados para não ter
rá ao seu leitor uma visão geral da obra sua Resenha devolvida pela Tutoria para refa-
resenhada. O objetivo engloba as res- zê-la:
postas às questões: Observe os principais aspectos a levar em
2.1. De que trata o livro em questão? conta no momento da redação do texto:
2.2. Como está dividido? Em capítu- • A linguagem científica trata de assuntos de
los/partes? maneira direta e simples, com lógica e conti-
nuidade; evite a ambiguidade no uso de termos e
2.3. Por que é importante ler, estudar e
na construção dos períodos ou frases.
escrever sobre o tema?
• Frases curtas devem prevalecer sobre perí-
2.4. Qual/quais é/são o(s) objetivo(s) do
odos excessivamente longos, porque estes
livro?
podem comprometer a clareza do pensamento
3. Enfoque Principal ou Abordagens da que se deseja comunicar.
Obra – Os enfoques ou abordagens do
• Frases muito longas dispersam suas neces-
texto devem ser identificados e incluídos
sidades e objetivos, desviam a atenção do lei-
no texto da RESENHA.
tor, empobrecem o texto.
4. Enfoques Secundários  Ao incluí-los
na RESENHA, ilustre-os com exemplos do • Desenvolver frases e textos longos para
livro resenhado, através de CITAÇÕES atender a exigência do número de páginas da
(vide como proceder no exemplo de RE- Resenha, é um grande erro.
SENHA fornecido). Enfoque Didáticos Pe- • Erros de grafia, de concordância, também
dagógicos, Psicológicos, Educacional. comprometem a clareza e objetividade das ideias
5. Pontos Positivos da Obra/Pontos Ne- expostas. Eles são itens importantes na avalia-
gativos da obra ção.
Esta seção fica inteiramente dependente • Considerar a pontuação: a presença ou omis-
das impressões que o texto lhe causar, são de sinais, notadamente a vírgula, pode até
tanto positivas quanto negativas. Mas cui- mesmo mudar completamente o sentido do tex-
dado – não basta declarar que a obra é fa- to. Este é outro item avaliado na resenha.
DOC
A M E R I CA N W O RL D U NI VE R S I T Y
UNITED STATES OF AMERICA
33
www.awulad.us.com / awulad@gmail.com P ÁGS . 5/10 – A GOSTO /2020

• Palavras ou expressões estrangeiras devem


ser digitadas em tipo itálico, entre aspas ou em
negrito.
• Quanto ao uso de siglas no texto, recomenda-
se que a primeira referência seja escrita por ex-
tenso, seguida da sigla grafada em letras maiús-
culas, entre parênteses. As demais referências
serão, sempre, através das siglas.
• Estilo / Escrita / Ortografia / Gramática –
cuidado ao redigir o texto da RESENHA: Seu
estilo (clareza, objetividade; correção e coerên-
cia) e conhecimento gramatical em geral serão
avaliados pelo Professor-Tutor.

No caso de devolução da Resenha Crítica,


por exigência Acadêmica, para o refazimento da
RESENHA pelo do aluno, o seu e-mail deverá
estar sempre disponível para sua recepção,
tendo o aluno o PRAZO MÁXIMO DE DEVO-
LUÇÃO DA RESENHA CONSERTADA, ATÉ 30
DIAS A AWU caso contrário, sua Resenha será
totalmente descartada, obrigando-se o aluno a
fazer outra RESENHA CRÍTICA da referida disci-
plina em avaliação.

FORMATAÇÃO E DIGITAÇÃO PARA


PRODUÇÃO DA RESENHA CRÍTICA
Para digitação da RESENHA CRÍTICA (capa e CRITÉRIOS E CARACTERÍSTICAS
conteúdo) deve-se utilizar a fonte (letra) Arial,
corpo 12, cor preta e espaçamento duplo entre DE AVALIAÇÃO DAS RESENHAS
linhas, conforme orientado. CRÍTICAS
Os títulos (corpo 14) e subtítulos (corpo
12) no trabalho devem ser grifados em bold (ne- As avaliações das Resenhas Criticas serão
grito) e digitados na mesma fonte (letra), corpo e realizadas por Professores Especialistas, Mestres
cor do texto, porém maiúsculos. Os títulos devem e Doutores, devidamente convidados e, oficialmen-
ser centralizados na página e os subtítulos devem te, credenciados pela Universidade.
estar alinhados na margem esquerda. A numeração Para que a avaliação de sua RESENHA
será centralizada na margem inferior. CRÍTICA seja satisfatória, o Professor-
As medidas do papel em formato A4 (21 x Examinador evidencia algumas características
29,7 cm) a ser usado, bem como medidas de redacionais, estabelecidas pelo Conselho de
margens esquerda (3 cm), direita (2 cm), superior Ensino, conforme abaixo descritas:
(3 cm) e inferior (2 cm), além de outros dados im-
1º Critérios Básicos
portantes, estão contidas nas páginas do Livro
Virtual da Metodologia Científica. • Clareza e concisão do texto produzido;
As entradas para parágrafos deverão ter 1,5 • Precisão e atualização dos conceitos; linguagem
cm, conforme modelo abaixo. acadêmica;
• Desenvolvimento lógico do texto;
• Correção gramatical, sem conflito com as estru-
turas da Língua Portuguesa em seus diversos pa-
íses;
• Formatação física e metodológica conforme as
normas oficiais (digitação/diagramação do texto);
• A contribuição pessoal do aluno no texto, de-
monstrando estudo e pesquisa aprovadas (críti-
ca).
DOC
A M E R I CA N W O RL D U NI VE R S I T Y
UNITED STATES OF AMERICA
33
www.awulad.us.com / awulad@gmail.com P ÁGS . 6/10 – A GOSTO /2020

2º Organização e Desenvolvimento • Coerência Textual.


Bem, espera-se que, a partir do estudo cons-
• Objetivo do trabalho claramente especificado;
ciente destas orientações, suas Resenhas Críticas
• Pensamento logicamente articulado com ideias atinjam avaliações altamente positivas. Bom estudo.
expressas com clareza e objetividade;
Todas estas normatizações e cumprimentos
• Formatação (física e metodológica) correta do adequados pelo aluno serão consideradas uma per-
trabalho. feita experiência para o desenvolvimento da sua
3º Conteúdo futura Intenção de Pesquisa, mais precisamente do
Trabalho Científico Final.
• Evidência de raciocínio lógico do aluno (concate-
nação das informações e apreciação crítica das
CÁLCULO DAS AVALIAÇÕES FINAIS
fontes);
• Adequada fundamentação teórica e desenvolvi-
DAS DISCIPLINAS
mento;
A avaliação de cada Resenha corresponde-
• Apresentação de dados corretos e fidedignos; rá às notas emitidas de 0 (zero) a 10 (dez), onde
• Evidências da leitura do livro texto da RESENHA; as casas decimais somente serão grafadas com 0
• Exemplificação oportuna e pertinente; (zero) ou 0,5 (cinco décimos). Exemplo: (6,0) (6,5)
(7,0) (7,5) (8,0).
• Evidência de pesquisa, com Citações diversas do
livro resenhado e corretamente apresentadas, Será considerado aprovado, na avaliação
conforme as normas; da disciplina, o estudante com média igual ou
superior a 6,0 (seis) nas resenhas apresentadas.
• Exposição apresentada de forma a despertar a
atenção do leitor; Todas as avaliações finais, obtidas pelo estu-
dante, em cada disciplina, serão inseridas na Ficha
• Conclusões aplicáveis à situação de aprendiza-
Individual Virtual do Aluno disponibilizados pela
gem;
Universidade para consultas dos alunos.
• Referências bibliográficas, conforme as normas.
As produções das Resenhas Críticas con-
4º Linguagem vêm, necessariamente, respeitar a ordenação
sequencial das disciplinas constantes na Matriz
• Estilo claro e gramaticalmente correto; Curricular do seu curso.
• Linguagem concisa; objetiva; Quando ocorrer avaliação menor que 6,0
• Termos técnicos, claramente conceituados e usa- (seis) em qualquer Resenha Crítica, o estudan-
dos (se for o caso); te receberá a devolução integral da Resenha,
• Aspectos Acadêmicos Metodológicos. considerada como insatisfatória, com as devidas
orientações tutoriais para providências de melhor
desenvolvimento dos segmentos do mesmo artigo
SINAIS BÁSICOS DE CORREÇÃO DO pelo aluno, objetivando nova avaliação. Esta devolu-
TEXTO DA RESENHA CRÍTICA ção poderá ocorrer via e-mail do aluno, indicado na
matrícula.
Ao corrigir suas Resenhas Críticas, os Profes- Permanecendo a avaliação menor que 6,0
sores Avaliadores utilizarão os seguintes sinais para (seis), após a entrega da segunda produção
corrigir erros e orientar acréscimos, melhorar textos exigida, o estudante terá direito a solicitar outra
que não apresentem coerência textual, clareza etc. oportunidade, com ônus administrativo, tendo que
A atenção aos textos deve ter o apoio às situ- desenvolver nova Resenha sobre um novo texto
ações abaixo assinaladas: indicado pelo próprio aluno (começar tudo de novo).
• Sinais de Pontuação;
• Formas Verbais; PLANEJAMENTO DE ESTUDOS:
• Erros de Concordância; A CHAVE DO SEU SUCESSO
• Aplicação de Vírgulas;
• Programe suas horas de estudo;
• Erros de Expressão;
• Planeje roteiros de pesquisas virtuais ou não;
• Regência Verbal;
• Desenvolva regularmente a(s) RESENHA(S)
• Uso de Palavras Inexistentes;
das disciplinas para sua avaliação;
• Pessoas Verbais;
• Procure não produzir Resenha(s) de várias
• Grafias Incorretas / Latim; disciplinas ao mesmo tempo, pois suas dificulda-
• Uso de Plurais; des serão multiplicadas;
• Uso da Crase;
DOC
A M E R I CA N W O RL D U NI VE R S I T Y
UNITED STATES OF AMERICA
33
www.awulad.us.com / awulad@gmail.com P ÁGS . 7/10 – A GOSTO /2020

• Lembre-se: estudar a distância exige planeja- aluno, de acordo com a dinâmica pessoal de
mento, disciplina, ordem e dedicação. sua produtividade, com base no desenvolvi-
• O texto de cada Resenha Crítica deverá cor- mento dos estudos de cada estudante.
responder à característica do seu curso, isto é, Esta ação credibiliza e qualifica o proces-
deverá ser direcionado aos aspectos acadêmico- so educacional e, principalmente minimiza os
profissionais ou somente profissionais do mesmo. custos operacionais do aluno que teria que im-
primir a resenha em sua casa e remetê-la, via
MODELO DE UMA Correios, cujos custos sabemos ser altos e diferen-
ciados, gerando a incerteza da sua recepção
RESENHA CRÍTICA pela Universidade, inviabilizada, também, pela
falta de regularidade dos Correios.
A direção Acadêmica da Universidade produ-
Remeter as resenhas críticas para avalia-
ziu um modelo de uma RESENHA CRÍTICA, para
ção de cada disciplina (com identificação do aluno,
servir de exemplo aos alunos. nível do curso e disciplina), utilizando o e-mail da
Lembrar de que se trata de um modelo, Universidade. Atenda as orientações e anexe seu
somente para ser observadas suas formatações para trabalho, buscando encaminhá-los ao Departamento
antes e durante as elaborações das Resenhas Críti- Avaliação, cercando-se de todos os cuidados técnicos
cas de cada disciplina, conforme as exigências me- e administrativos para sua célere tramitação. Ou,
todológicas. Desde que esteja ativo em seu processo envie para o e-mail: avaliacao.awu@gmail.com
acadêmico, financeiro e administrativo na Universi-
O processo de ensino e de aprendizagem não
dade (Modelo no Final deste documento). requer rigor nos prazos de remessa, preferindo a
Universidade acreditar e responsabilizar o próprio
AVALIAÇÕES DAS aluno na melhor programação de seus deveres aca-
RESENHAS CRÍTICAS dêmicos. A produção recomendada das Resenhas
Críticas na Graduação é de 3 (três) Resenhas no
período de 2 (dois) meses. No Mestrado a produção
Logicamente, há sempre alguma apreensão do
recomendada é de uma Resenha Crítica por mês.
aluno quanto a nossa recepção da resenha, que
Caso aumente o tempo de produtividade, aumenta o
oportunizará as avaliações a serem obtidas em cada
espaçamento para a conclusão do curso.
disciplina. Todos são cientificados de que as dinâmi-
cas de produção e a celeridade de melhorar suas A Universidade não se responsabilizará por
correções são diferentes e dependem sempre das extravios das Resenhas Críticas remetidas (via e-
épocas das remessas destas resenhas, quando mui- mail) pelos alunos, considerando que este cuidado e
tas vezes, conflitam com épocas de festas nos paí- acompanhamento faz parte das responsabilidades
ses, férias nas Instituições ou nas próprias Institui- do aluno no desenvolvimento administrativo de suas
ções ou Empresas onde os alunos trabalham. funções. Mantenha em arquivo sua Resenha produ-
zida e remetida.
Os Educadores responsáveis pelas suas avali-
ações de resenhas têm que ler atentamente, os Com a remessa virtual direta das rese-
trabalhos, fazer anotações e, posteriormente, ré nhas, facilita-se às ações múltiplas dos alunos, du-
encaminhá-los a estes alunos, quando e se necessá- rante todo o caso, objetivando-se maiores e me-
rio, sendo que o fator tempo está diretamente pro- lhores condições de correção e avaliação; ga-
porcional ao retorno das avaliações aos alunos. nhando-se tempo e reduzindo-se os atritos
com as tramitações exigidas de repetição pela
Serão corrigidas, prioritariamente, as Re-
tutoria.
senhas Críticas dos alunos ativos no processo
de ensino. Os alunos com falta de pagamentos Não estando a resenha produzida dentro
de quatro ou mais cotas financeiras mensais das normas exigidas (medidas e ordenação dos
consecutivos ou alternados, poderão fazer com assuntos metodológicos e outros pontos nor-
que suas resenhas críticas recebidas sejam matizados), não será a referida resenha devi-
arquivadas na Secretaria Geral, até a regulari- damente corrigida, mas sim, devolvida ao alu-
zação ou ativação financeira pelo aluno, devi- no (através do seu e-mail declarado) para o
damente à Universidade. Aplicar-se-á as mesmas seu refazimento, prazos, orientações de corre-
condições na falta de entrega das Resenhas Críticas, ções e respeitos às normas.
no mesmo período assinado pela Universidade. A AUSÊNCIA DE RECEBIMENTO DE RESE-
NHAS CRÍTICAS (Avaliação de Disciplinas) por 3
REMESSAS DAS RESENHAS (três) ou mais meses consecutivos ou alternados
possibilitará o CANCELAMENTO do aluno na Univer-
CRÍTICAS PARA CORREÇÕES sidade.

As Resenhas Críticas para avaliação de cada


disciplina devem ser remetidas à Universidade,
obedecida a praticidade e dinâmica de cada
DOC
A M E R I CA N W O RL D U NI VE R S I T Y
UNITED STATES OF AMERICA
33
www.awulad.us.com / awulad@gmail.com P ÁGS . 8/10 – A GOSTO /2020

CUSTOS OPERACIONAIS aluno para suas correções e derivações ex-


plicadas no próprio corpo da resenha apre-
DAS RESENHAS sentada.
Neste caso, aguarda-se receber o trabalho
1º. Fica esclarecido que as remessas individuais
de volta, com o cumprimento fiel de todas as
das Resenhas Críticas devem ser de iniciati-
orientações feitas.
va e responsabilidade do aluno, a medida da
sua conclusão, via e-mail indicado no site. Recebida a Resenha e realizados os conser-
tos, pode o avaliador decidir-se por:
Elas não têm o custo operacional para remessa
via e-mail. I - Aprovar e registrar a aprovação em
sua Ficha Acadêmica;
2º. Após recepção e identificação, as RESENHAS
CRÍTICAS serão encaminhadas ao Corpo de II - Não aprovar a Resenha, exigindo
Mestres/ Doutores avaliadores, credenciados novas correções ou mesmo exigindo
pela Universidade, que farão suas correções, DE fazer nova produção (outro trabalho),
ACORDO COM AS REGRAS E PROCEDIMENTOS com novo título (começando tudo de
DESCRITOS, não havendo quaisquer co- novo).
branças financeiras do aluno, pois a corre-
ção e conserto de cada disciplina, não serão co- Neste último caso (novas correções), a Uni-
brados (considerando as 1ª e 2ª correções). versidade, além de exigir do aluno o cumprimen-
to das correções ou novas produções exigidas pe-
3º. Na correção da RESENHA CRÍTICA poderá o lo avaliador, o aluno terá que remeter à Uni-
Professor Avaliador: versidade o cumprimento do depósito ban-
a. Considerar correta em todos os segmentos cário do pagamento da taxa financeira com-
exigidos e aprová-la, desde que obtenha no- plementar, referente a continuidade das avalia-
ta mínima, correspondente a 6,0 (seis); ções.
b. Considerar a correção insuficiente para
aprová-la e remetê-la via e-mail, de volta ao

TAXAS REFERENTES AOS REFAZIMENTOS DAS CUSTOS


RESENHAS CRÍTICAS ENTREGUES ALÉM DO PRAZO
DETERMINADO GR MS/DR

Por não ter produzido/consertado ou remetido a resenha com


exigência no prazo de 30 dias, após a devolução da Universi-
1
dade ao aluno. Será responsabilidade deste aluno pagar a taxa
determinada e ainda (vide abaixo)
U$20, U$25,

Produzir outra Resenha Crítica para a Disciplina, para ser no-


2
vamente avaliada.

Recolhimento da Taxa: Banco Atlantico (Angola) – Banco do Brasil (Brasil)


Procedimentos de Comunicação dos Pagamentos: financeiro.awu@gmail.com

CÂMBIO / MOEDAS
Para Calcular seus valores a serem deposi-
tados, utilize os fatores da moeda de cada
país, em relação a U$1,00 (um dólar) (2020)

11 JUL A 10 AGO
U$ 1,00 = R$ 5,20 = AOA 640,
11 AGO A 30 SET
U$ 1,00 = R$ 5,20 = AOA 820,
01 A 10 OUT
U$ 1,00 = R$ .... = AOA .....
DOC
A M E R I CA N W O RL D U NI VE R S I T Y
UNITED STATES OF AMERICA
33
www.awulad.us.com / awulad@gmail.com P ÁGS . 9/10 – A GOSTO /2020

ONDE FAZER SEUS PAGAMENTOS gamento complementar para o desenvolvimento


normal do seu processo educacional.
DE TAXAS ADMINISTRATIVAS
Os pagamentos das taxas administrativas ORIENTAÇÕES SOBRE O MODELO
através do sistema bancário, devem ser feitas no DA RESENHA CRÍTICA
banco:
1- Date e assine cada Resenha Crítica produzida e
remetida.
2- Sua remessa da Resenha Crítica deve ser feita,
exclusivamente, pelo e-mail da Universidade:
avaliacao.awu@gmail.com(USA).
3- A leitura atenciosa e pesquisadora do documento
RESENHA CRÍTICA / AVALIAÇÃO DAS DISCIPLI-
c/c AOA - 29073958.10.1 NAS é obrigatória e indispensável.
4- Este é um modelo para você ter a exata noção de
como estruturar suas RESENHAS CRÍTICAS; não
copie o texto aqui desenvolvido; crie o seu!
Suas Resenhas Críticas serão avaliadas sob
os seguintes critérios: correção gramatical;
coerência textual; concisão, clareza e objetivida-
de no desenvolvimento do trabalho; correção
metodológica ao citar autores, digitar e formatar
Ag.: 0101 – 5 o texto da Resenha Crítica, e, principalmente
c/c: 45789-2 demonstração de leitura e assimilação de seu
conteúdo.

Os depósitos serão feitos em nome pessoal 5- Recomenda-se que só comece a redigir sua Re-
(Angola) para repasse à Universidade. senha Crítica após a leitura minuciosa e com-
preensiva das normas contidas no site da
A cópia legível do comprovante do depósito Instituição, inclusive e principalmente, do
bancário, deverá ser remetida pelo aluno para o livro a ser resenhado. Bom estudo.
e-mail da Universidade:
6- Observe que este é um modelo físico da Resenha
financeiro.awu@gmail.com (USA), devidamente Crítica. O texto, citações e identificações são fic-
identificado com o nome e número da adesão do tícios, devendo prevalecer os critérios do seu tra-
aluno. balho, o que identificará sua formatação física,
Guarde seu comprovante original para quais- inclusive número de páginas exigidas.
quer comprovações futuras. Ele é seu único compro- O modelo da Resenha Crítica é um elemento
vante! de orientação de produção científica quanto as suas
Ocorrendo pagamento com valores menores formatações físicas (margens, letras, parágrafos
aos designados, a Universidade aguardará seu pa- etc.) e quanto às formatações metodológicas.
DOC
A M E R I CA N W O RL D U NI VE R S I T Y
UNITED STATES OF AMERICA
33
www.awulad.us.com / awulad@gmail.com P ÁGS . 10/10 – A GOSTO /2020

FICHA DE AVALIAÇÃO DA RESENHA CRÍTICA (RC) POR DISCIPLINA


(Avaliação, Comentários e Orientações / Uso do Conselho de Tutores)

LAD PAÍS Nome Aluno(a)

Nível Curso
Característica:

RC Inicial RC Refeita Nova Produção da RC Prof(ª) Tutor(a):

Disciplina:

AVALIAÇÃO ACADÊMICA COM BASE NAS NORMAS METODOLÓGICAS AWU/USA

CONTEÚDO DO ARTIGO CIENTÍFICO COMENTÁRIOS E/OU ORIENTAÇÕES ACADÊMICAS

1 - CAPA/IDENTIFICAÇÃO DA RC
Identificação do Aluno, Nível, Curso e Matrícula.
Verificar modelo existente.

2 - PARTE I: Dados de Identificação da Obra


✓ Identificação da Obra – Autor/ Título/ Local/ Editora/ Edi-
ção/ Ano (Coleção, Volume, Tomo – quando necessário).
✓ Mini Curriculum do Autor
✓ Tipo de Obra Resenhada

3 - PARTE II: Desenvolvimento


✓ Introdução
✓ Objetivo da obra
✓ Enfoques Principal e Secundários da obra
✓ Pontos Positivos & Negativos (justificados)
✓ Exemplificação & Citações da própria obra
✓ Conclusões da RC, em relação aos objetivos do livro em
análise, isto é, a retomada dos objetivos propostos, à luz
do que foi apresentado no desenvolvimento – fecho do
trabalho.
4 - APRESENTAÇÃO GRÁFICA
Adequação às Normas: espaçamentos, medidas, estilos de
fonte, margens diversas; colocação no texto de citações cur-
tas e longas etc.
5 - ESTILO / LINGUAGEM / ORTOGRAFIA / GRAMÁTICA
Estilo de redação do autor da RC; Pontuação, Concordância,
Acentuação etc.

6 - OUTRAS OBSERVAÇÕES

PARECER FINAL (Para conhecimento e cumprimento do estudante, quando necessário)

RC APROVADA. AVALIAÇÃO DO ARTIGO


DEVOLVER AO ALUNO PARA REFAZER A RC, ATENDENDO ÀS ORIENTAÇÕES DOCENTES Nota Extenso
REPROVADO (RESENHA INSUFICIENTE) – ELABORAR COM BASE EM LIVRO INDICADO PARA A NOVA RC.

Data Chegada: ____/____/____


A avaliação final da disciplina corresponderá a
Data Avaliação: ____/____/____ ___________________________ nota obtida na Resenha Crítica.
Visto Tutor(a)
A M E R I CA N W O RL D U NI VE R S I T Y
UNITES STATES OF AMERICA

PARTE I – IDENTIFICAÇÃO

Nível de Ensino ________ MESTRADO Área_________ Educação

Curso ________________ PSICOLOGIA, SAÚDE, EDUCAÇÃO E QUALIDADE DE VIDA

CAPA
RESENHA CRÍTICA
(AVALIAÇÃO DA DISCIPLINA)

Aluno(a) _____________ Maria Cabinda Silva E-mail________ mabinda@hotmail.com

Matrícula _____________ LAD1213 – ANG País_____ Angola Cidade_____ Cabinda

Título Livro ___________ COMO TRABALHAR A EDUCAÇÃO EMOCIONAL DE NOSSOS FI-


LHOS E ALUNOS (70 págs.)

Autor(es) _____________ NOGUEIRA, Nilbo Ribeiro.

Editora _______________ Editora Érica, São Paulo, 8ª edição, 2005

Coleção Reflexões e Práticas Pedagógicas

Mini-Curriculum
do Autor da obra_______ O Professor Nildo Ribeiro Nogueira é Licenciado em Ciências; Bachael
em Química; Pedagogo; Pós-Graduado e Psicopedagogia e Mestre em
Educação; atua também como Palestrante e Consultor Pedagógico.

Tipo de Obra
Resenhada ___________ Didático – Pedagógica

Intens Obrigatórios da Resenha

Introdução, Objetivo da Obra, Enfoque Principal, Enfoques Secundários


(Didáticos/Psicológico/Outros), Pontos Positivos da Obra, Pontos Negativos da Obra,
Conclusão

Data Remessa do aluno


Assinatura Aluno(a)
Avaliação Final
Uso da Unigenesys

Data Recepção ...........

Data Correção ...........

Data Devolução ...........


PARTE II

DESENVOLVIMENTO

INTRODUÇÃO

Como Trabalhar a Educação Emocional de Nossos Filhos e Alunos procura ex-

plicar a gênese da Inteligência Emocional e estabelece as relações desta com o seu

nascedouro – o estudo das Inteligências Múltiplas, através das pesquisas de Howard

Gardner, seus Colaboradores e Seguidores. A base da concepção da Inteligência

que fundamenta a sua teoria é a “visão pluralista da mente” (p. 14).

OBJETIVOS DA OBRA

O livro ora resenhado tem como OBJETIVOS: a) “dar uma pequena base sobre o

surgimento de questões relativas à inteligência” (p.8); b) responder as seguintes

questões: O que é Educação Emocional? É Modismo da Psicologia? Para que ser-

ve? “Eu, Professor, vou ter que virar Psicólogo em sala de aula ?”

Obs.: O nº de objetivos varia de livro para livro resenhado.

• ENFOQUE PRINCIPAL

Segundo Nogueira, “o enfoque do livro não é terapêutico, mas sim de âmbito

preventivo.” Através dos conteúdos do livro ele propõe a pais e professores

uma reflexão/estudo sobre o tema que ele julga necessário e indispensável à

formação total dos filhos e/ou aluno.

1
• ENFOQUES SECUNDÁRIOS

⎯ Didático Pedagógico

O livro é uma conversa com o leitor com texto simples e didático, em que o autor

discorre sobre as Inteligências, como identificá-las nas pessoas, sem rotulá-las.

Com esta metodologia, ele discorre sobre situações do cotidiano de pais e pro-

fessores com seus filhos e alunos, através do “colocar-se no lugar do outro” isto

é, do uso da EMPATIA. Como veículo de educação emocional. Rico em exem-

plos, a leitura flui e a aprendizagem do leitor torna-se possível e fácil. Nogueira

nos fala sobre EMPATIA & PERCEPÇÃO DE EMOÇÕES:

A empatia por mais complexa que pareça ser ainda não é


difícil de praticar. O que julgamos difícil é a percepção que
precede a empatia e é necessária para o processo empá-
tico.
(... ... ... ... ... ... ... ...)
Se não percebemos a tristeza, o ódio, a amargura, a insa-
tisfação etc. do outro, como poderemos praticar a empatia
e tentar auxiliá-lo emocionalmente? ( pág. 29)

⎯ Enfoque Psicológico (Emocional)

Baseado no binômio EMPATIA e Diálogo entre os sujeitos envolvidos, o autor re-

lata casos extraídos do cotidiano de pais e professores e demonstra como per-

ceber as origens de comportamentos hiperativos e depressivos, por exemplo. É

importante que esta falta de percepção das emoções do outro não se limite à sa-

la de aula ou ao contexto dos filhos – ela acontece conosco, em todos os nossos

contatos pessoais e profissionais; é o próprio autor quem reforça este aspecto:

(...) temos um sério problema com a percepção desde no-


tar as coisas mais simples como uma roupa, um quadro
na sala, até os problemas, envolvendo as emoções e sen-
timentos expressos por pessoas que nos cercam diaria-
mente (pág. 30).

2
Para total compreensão do termo EMPATIA, examine os dois conceitos a seguir:

“A empatia é uma identificação mental e afetiva de uma


pessoa com o estado de ânimo da outra”
“A empatia é também conhecida como inteligência inter-
pessoal enquanto capacidade cognitiva de sentir num
contexto comum o que o outro experimenta ou sente”.
Fonte: conceito de (Google/20/08/2012).

A Educação Emocional para Nogueira, se fundamenta no DIÁLOGO EMPÁTI-

CO entre pais alunos e professores:

(...) sem esse diálogo os próximos passos – empatia e


encaminhamento para a solução do problema não serão
alcançados; portanto, não podemos imaginar a ocorrência
da Educação Emocional (pág. 52).

E deixa um importante alerta final aos pais e/ou professores:

R
E Para que esperar para resolver os problemas emoci-
F onais de nossos filhos e alunos quando estes se
L manifestam de forma comportamental, quando só a
E ajuda de um profissional será aconselhável? Por que
X não exercer então nosso papel de educador emocio-
à nal e lidar com isso de forma preventiva! (pág.60)
O

Obs.: O nº de enfoques varia de livro para livro resenhado.

PONTOS POSITIVOS DA OBRA

O livro é todo direcionado a orientar o público-alvo: pais e professores a lidar com as

emoções de filhos e alunos, de forma didática, através de exemplos bem construí-

dos e de fácil leitura e compreensão do leitor.

PONTOS NEGATIVOS DA OBRA

3
Exercícios também reforçam a discussão do tema Educação Emocional na escola e

em casa.

Considera-se não como ponto negativo, mas como incentivo ao aprofundamento, o

fato de o livro deixar o gosto de “quero mais”, de se ir além no tema, de querer estu-

dar/pesquisar mais profundamente.

PARTE III

CONCLUSÕES

A obra atinge plenamente os objetivos estabelecidos pelo Autor.

Como instrumento de ação é muito valioso para pais e professores – seu público-

alvo principal. Além da teoria abordada de forma descomplicada, o autor também

inclui casos e soluções, e ainda exercícios resolvidos – a prática da Educação Emo-

cional.

Ao ler o livro em resenha, com certeza o leitor, seja ele pai, seja professor ou qual-

quer outro papel social que tenha, terá um guia de como perceber o outro e, princi-

palmente, como ajudá-lo com suas emoções e sentimentos. Alunos e/ou filhos edu-

cados emocionalmente têm maiores perspectivas de uma vida mais feliz, mais reali-

zada.

Importante: Como foi enfatizado, a extensão de uma resenha (nº de pará-


grafos e de páginas) varia de livro para livro. No entanto, pro-
cure ficar nos limites mínimos e máximos determinados pela
Universidade (Documentos de Normas no Site).