Você está na página 1de 4

Disciplina: Direito Comercial e Empresarial Ano: 2º/3o Semestre

Avaliação: Primeiro Teste de frequência Duração: 180 Minutos


Cursos: CA, CF e CPA Período: Laboral
_________________________________________________________________________________

Discente: Denilson Martinho Macuacaua

Turma: 3 Período laboral

Docente: dr. Nacério Marrengula

1. Em matéria de interpretação, diz-se que interpreta-se uma norma jurídica sempre que se
pretende aplicar, visando conhecer o real sentido e alcance. Todavia, por vezes a norma
interpretada é lacunosa e carece de integração.

a) Explique, com base na lei, como se procede o preenchimento das lacunas das normas
reguladoras das relações comerciais e empresariais? (2.50 Valores)

R: As normas do direito Comercial e empresarial são interpretadas com base na nas regras gerais
do Direito civil, previstas no artigo ‘’9’’ do Código Civil.

2. Na esteira identificação dos tipos de empresários comerciais definidos na lei comercial,


discute-se relativamente ao respectivo número, definido na lei comercial.

a) Dê o conceito de empresário comercial, identificando os respectivos tipos qualificados como


empresários comerciais pela lei comercial. (2.50 Valores)

R: Empresário comercial e aquele que combina os factores de produção, os insumos, as técnicas,


o capital e a mão-de-obra com vista a obter lucro. Segundo o código comercial são empresários
comerciais:

1 | Elaborado por Nacério MARRENGULA


 As pessoas singulares ou colectivas que, em seu nome, por si ou por intermédio de
terceiros, exercem uma empresa comercial;

 As sociedades comerciais. Artigo 2 do código Comercial.

b) Em princípio, os menores estão feridos de incapacidade para o exercício profissional da


actividade empresarial, por força do princípio de equivalência ao Direito Civil, consagrado no
artigo 9 do Código Comercial. Diga, qual é o significado deste princípio? (1.50 Valores)

R: Este princípio significa que para ser empresário individual, a pessoa deve encontrar-se em
pleno gozo de sua capacidade civil artigo 9 do Código Comercial os menores não têm, portanto,
capacidade para exercer a empresa comercial os menores "não emancipados", interditos e
emancipados, por incapacidade civil. Os menores não possuem capacidade para o exercício da
empresa comercial, salvando-se as excepções previstas no artigo 10 do Código Civil, consistente
na autorização por escrito, podendo até impor limites e condições dos poderes autorizados aos
menores.

II

3. Maria (45 anos) é casada em regime de separação de bens com Guebo (de 47 anos) e
proprietária de uma empresa em nome individual na qual se dedica ao transporte de
mercadorias de Porto de Maputo para os vários cantos do país, incluindo os países de
interland, como Malawi e Zimbabwe.

a) Quais os bens susceptíveis de responder pelas dívidas contraídas no exercício da actividade


empresarial? (2.50 Valores)

R: As dívidas comerciais do cônjuge empresário comercial presumem-se contraídas no exercício


do seu comércio e no caso de separação de bens pelas obrigações mercantis que contrair o
empresário comercial, respondem todos os seus bens não dotais, podendo, fazer o que bem
entender para actos de comércio sem a autorização do outro conjugue, segundo o artigo 12 do
Código Comercial.

b) Suponha que Maria é formada em Direito e pretende abraçar a carreira de Juiz de Direito,
que conselho a daria, sendo ela uma empresária comercial? (2.50 Valores)

R: Sendo a Maria uma empresaria comercial o conselho que eu daria a ela seria o seguinte, ela
pode sim abraçar a carreira de Juiz de Direito porem não pode deixar de lado as características

2 | Elaborado por Nacério MARRENGULA


que a tornam empresaria comercial e deve se basear nelas, nomeadamente o profissionalismo,
actividade económica organizada e produção ou circulação de bens ou serviços, como requisitos
essenciais e indispensáveis.

III

4. Kasindia Gola, moçambicano de 30 anos de idade, pretende ingressar para o mundo


empresarial. Para o efeito, pretende saber de si, quais as obrigações a que se deve sujeitar no
mundo empresarial? (1.00 Valores)

R: As obrigações que se devem no mundo empresarial são as seguintes: deve reunir todos os
riquitos essenciais para ser designado empresário comercial, o profissionalismo, actividade
económica organizada e produção ou circulação de bens ou serviços, e deve adoptar uma firma,
escriturar em ordem uniforme as operações ligadas ao exercício da sua empresa, fazer inscrever
nas entidades competente os actos sujeitos ao registo comercial, e prestar contas

5. Sumo natural Soares, Lda., é uma sociedade moçambicana sedeada na Cidade de Tete, que
se dedica ao fabrico de sumos gostosos de produtos frescos e orgânicos para comercialização
na zona Centro e norte do País. Identifique o tipo de firma adoptada. (2.50 Valores)

R: O tipo de firma adoptada é a firma das sociedades por quotas, pois possui o aditamento
“limitada ou Lda.”.

IV

6. No dia 25 de Maio de 2020, uma Organização não-governamental comprou um número


excessivo de viaturas. Com efeito, os Directores desta Organização, com poder de decisão,
deliberaram a venda da parte de viaturas em excesso ao público.

a) Considerando a venda realizada ao público, é correcto afirmar que esta Organização é


empresária comercial? Justifique. (2.00 Valores)

R: Esta organização independente da actividade exercida, se ela organizar os factores de


produção (capital, inumo, mão de obra a tecnologia), e a exercer tal actividade de forma
profissional com o intuito de lucro (é uma actividade económica), será considerada como
empresária comercial, e nesse caso a organização é sim considerada empresária comercial.

3 | Elaborado por Nacério MARRENGULA


b) Considere que a viatura marca Mazda BT50, cor azul, foi vendida a Edilson Chilundo,
Sociedade de Auditores, Limitada. Esta venda pode ser considerada um acto comercial? Em
caso afirmativo, classifique. (3.00 Valores

R: Sim esse acto pode ser considerado comercial pois é verificado na esfera das actividades
comerciais e é atribuído efeito jurídico. Esse acto de comércio é classificado sendo um acto
Unilateral porque é comercial em relação a empresa e civil em relação ao Chilundo.

4 | Elaborado por Nacério MARRENGULA

Você também pode gostar