Você está na página 1de 12

1

Universidade Católica de Moçambique


Instituto de Educação a Distância
Rua Correia de Brito, 613, Ponta Gêa
C.P 90 - Beira - Moçambique
Tel: (+258) 23 32 64 05 Fax: (+258) 23 32 64 06
E-mail: ied@ucm.ac.mz

QUÍMICA ANALÍTICA

Licenciatura em Ensino de Química


3º Ano - 2020
Tutor -----------------------------------------------------
E-mail------------------------------------------------------
Contacto ______________________________
2

ÍNDICE
1 Introdução.................................................................................................................. 3

2 Objectivos de aprendizagem ..................................................................................... 3

3. Conteúdos programáticos ............................................................................................. 3

4. Método de ensino – aprendizagem ............................................................................... 4

5. Desempenho esperado .................................................................................................. 4

6. Formas de Avaliação .................................................................................................... 5

7. Actividades de autoavaliação ....................................................................................... 5

7.1. Actividades 1 (Unidade I – XII). ........................................................................... 5

7.2. Actividades 2 (Unidade XIII – XXIV) .................................................................. 8

8. Sessões de aprendizagem............................................................................................ 10

8.1 Primeira sessão presencial: 07 a 08 de Março ...................................................... 10

8.2. Segunda sessão presencial: 16 e 17 de Maio ....................................................... 11

8.3. Momento interregno ............................................................................................ 11

8.4. Recursos ............................................................................................................... 11

9. Sessão de Exames ....................................................................................................... 12

10. Referências bibliográficas ........................................................................................ 12


3

1 Introdução

Seja bem-vindo a disciplina de Química Analítica que é uma ciência que se ocupa no
estudo de princípios e as teorias dos métodos de análise química que nos permite
determinar a composição das substâncias ou das misturas das mesmas está determinação
pode ser qualitativa ou quantitativa.

Esta disciplina permitirá que o estudante compreenda a interligação da Química como


ciência, transformadora de substância, a indústria e a Química como disciplina escolar.

O Material de apoio base é o Módulo da disciplina, mas deve ser enriquecido pelas
bibliografias que serão recomendadas e por outras que abordam os conteúdos das
unidades.

2 Objectivos de aprendizagem

Ao terminar a cadeira da Química Analítica, o estudante deverá ser capaz de:

 Aplicar as normas de segurança, higiene no laboratório e preservação do meio-


ambiente, durante a realização de análises químicas.

 Interpretar cientificamente os processos de análise química qualitativa.

 Manipular equipamentos básicos para a actividade de análise.

 Aplicar os métodos de análise na realização de análises químicas.

 Conhecer os princípios de funcionamento de instrumentos usados na análise química.

 Interpretar cientificamente os processos de análise química quantitativa.

 Calcular as diferentes proporções químicas existentes entre as substancias a analisar.

 Aplicar os métodos de análise instrumental na realização de análises químicas.

3. Conteúdos programáticos

Nesta disciplina iremos abordar os seguintes conteúdos: Introdução e Historial da


Química Analítica, Métodos de Análise Qualitativa, Marcha Analítica, Técnicas
utilizadas em análise qualitativa, Condições para realização de reacções em análise
qualitativa, Análise qualitativa em compostos orgânicos, Análise qualitativa dos iões,
4

Métodos de análise de açúcares, Grau de dissociação, Co-precipitação, Análise do 3º


grupo Analítico, Análise do 3º grupo Analítico, O (quinto) 5º grupo analítico ou grupo
dos metais alcalinos, Introdução ao Estudo da Química Analítica – Quantitativa, Métodos
Instrumentais de Análise, Métodos Ópticos em Química Analítica, Espectrofotometria de
Absorção, Radiação Visível e Ultravioleta, Aspectos Quantitativos da Absorção da
Radiação, Sistema de Emissão, Turbidimetria, Nefelometria, Polarimetria,
Refractometria, Métodos Cromatográficos de Análise.

4. Método de ensino – aprendizagem


O curso adopta métodos inovadores centrados na aprendizagem do estudante. Isto
significa que a responsabilidade pelo processo de aprendizagem é do estudante. Quanto
ao tutor, ele passa a ser, sobretudo, um gestor/mediador/facilitador de situações de
aprendizagem.

As sessões serão ministradas segundo métodos de exposição aberta do tutor da disciplina


e trabalho independente dos estudantes, durante os intervalos das presenciais seguidas de
partilhas na sala de aula.

Caro estudante, procure olhar para você em três dimensões nomeadamente: O lado social,
profissional e estudante, dai que é importante planificar muito bem o seu tempo de estudo,
use ao máximo o tempo disponível, procure elaborar um plano de estudo individual, que
inclui, a data, a hora, o que estudar, como estudar e com quem estudar (sozinho, com
colegas, outros). Os manuais contêm muita informação, algumas são chaves, outras
complementares, dai que é importante saber filtrar e organizar a informação mais
relevante.

5. Desempenho esperado
No fim da disciplina, espera-se que o estudante desenvolva bases científicas sobre a
génese da Química Analítica, Compreensão de processos químicos e das substâncias
químicas que interferem na poluição do meio ambiente, processos de produção na
indústria química e sobre o seu contributo no desenvolvimento sócio-económico; seja
capaz de identificar as matérias-primas existentes no País e o seu tratamento e que tenha
Habilidades em preparar os processos químico-tecnológicos escolhidos, partindo dos
métodos de análise química de substâncias.
5

6. Formas de Avaliação

Ao longo da disciplina o estudante deverá realizar todas actividades propostas para auto-
avaliação, pois constitui uma avaliação de carácter formativo. Os trabalhos individuais
ou de campo (teóricos ou práticos) realizados pelo estudante têm sobre a média de
frequência o peso de 40% e são indicados pelos tutores. No final do ano será realizado
um exame de múltipla escolha que terá o peso de 60% sobre a média final. A nota final
será calculada através da seguinte fórmula: NF = MF x 40% + NE x 60%; onde:

NF -Nota Final; MF - Média de frequência; NE - Nota de Exame.

7. Actividades de autoavaliação

Os exercícios de autoavaliação abaixo descritos, são actividades que visam desenvolver


o estudo individual do estudante e garantir o desenvolvimento formativo. As actividades
que serão classificadas (Somativas), serão indicadas pelo tutor durante as sessões.

7.1. Actividades 1 (Unidade I – XII).

1. Todos os materiais destinados à indústria são submetidos a análise Química com


objectivo de avaliar quer as suas características de qualidade quer a possibilidade de as
utilizar para um determinado fim. Quais os critérios para a escolha do método em uma
análise química?

a) como reconhecer umas amostras que contem sais de amónio, a ureia?

2. Tem-se uma amostra constituída por iões NO3-, CO32-, SO42- e MnO4-. Como faria a
identificação desses iões?

3. Os metais alcalinos formam compostos solúveis. Como poderá os identificar numa marcha
analítica?

4. Como fazer a marcha analítica de uma amostra que contem iões de Pb(II), Cd(II) e de Bi
(III)

5. A solubilidade do cloreto de chumbo é 1,6 x 10-2 mol L-1a 25°C. Qual éo valor de Kps para
PbCl2 nessa temperatura?
6

6. Haverá formação de precipitado se forem misturados 25,0 mL de NaI, 1,4 x 10-9 mol/
L e 35,0 mL de AgNO3 7,9 x 10-7 mol L-1? (Kps de AgI =8,5 x 10-17 a 25°C.) Assuma que
não haja supersaturação.
7. Quais são os Passos que Orientam os Métodos de Analise Qualitativa?
8. Diga em que é que consiste os métodos Químico-Físicos de análise?
9. Quais são os factores que influenciam a Marcha Analítica?

10. Mencione as condições de Marcha Analítica e para que serve?

11. Quais são as técnicas utilizadas em análise qualitativa?

12. O que é necessário para realizar uma reação analítica?


13. O que entendes por limite de sensibilidade?

14. Escolha uma substância que pode ser lida em diferentes espectroscopias: RMN-C13,
RMN-H1, Massa, UV-Vis

15. Que entende por métodos ópticos?

16. Que entende por método instrumental? Dá exemplos.


17. Quando se recomenda determinar um elemento pelo método de adição de padrão ao
invés do método da curva de calibração?
18. Relacione radiações de comprimentos de onda 0,50mm; 2500nm; 450nm e 1nm
com as seguintes transições moleculares: promoção de elétron interno, vibração
molecular, rotação molecular e promoção do elétron de valência.

19. Em que forma os elementos mais comuns nos compostos orgânicos encontram-se?

20. Demonstre uma das formas de reconhecimento experimental do carbono numa


amostra orgânica.

21. Em uma amostra contendo um ou mais catiões do grupo IV (Grupo do Carbonato de


Amónio), após efectuar a separação e identificação dos catiões presentes, conclui-se que
havia na amostra Ca2+, Ba2+, Mg2+ e Sr2+. No entanto, efectuando outra vez a mesma
análise só se encontraram Ca2+, Ba2+ e Mg2+. Com base no esquema de separação
aprendida em laboratório, explique o que pode ter ocorrido.

22. É possível identificar íons Cr3+ e Ba2+ mediante adição de apenas dois reagentes? Se
for possível, discrimine quais reagentes seriam utilizados e em que condições
7

experimentais o experimento deveria ser conduzido. Qual teste poderia ser feito para
confirmar a presença dos dois íões?

23. Pretende-se calcular a concentração molar duma solução de ácido sulfurico.


Pipetamos 25 mL dessa solução ,adicionamos umas gotas duma solução de indicador
vermelho de fenol e titulamos com a solução padrão de NaOH 0,506 M e gastaram-se
40,85 mL.

24. Quantos gramas de cromato de mercurio (I) dissolvem-se num litro de água e quantos
gramas dissolvem-se num litro duma solução de Cromato de potassio 0,05 M ? Kps
(cromato de mercurio (I)= 2,0 x 10-9

25. A 50,00 mL de uma solução 0,1000 mols /L em NH3 (Kb = 1,8x10-5) é titulada com
HCl0,1000 mols/L. Qual será o erro da titulação se usarmos como indicador:

26. Diga como é que é feita a análise do hidrogénio num composto orgânico?

27. Qual é a importância das soluções aquosas de sais, de ácidos e de bases nas reacções
químicas por via húmida?

28. Como é feita identificação dos Iões de uma amostra?

29. Após a separação em grupos (catiões e aniões), é necessário identificar cada um dos
iões presentes. Para isso que tipo de reagente utiliza-se?

30. Qual é o teste que deve se realizar para análise de açúcar?

31. A análise qualitativa de açúcares divide-se por razões de comodidade em três tipos
de ensaios Quais são?

32. Como ocorre a co precipitação?

33. O que é necessário para se obter uma precipitação integral de todos os catiões do 3º
grupo por acção de H2S?

34. Os sulfuretos de todos os catiões do 3º grupo com excepção de Al3+ e Cr3+ como é
que se precipitam?

35. Diga qual é a particularidade dos sulfatos aromáticos e dos fluoretos?


8

7.2. Actividades 2 (Unidade XIII – XXIV)

1. Quais foram os primeiros métodos de análise química?


2. Como distinguir a análise qualitativa da quantitativa, quanto ao tipo de estudo?
3. Diga como podemos determinar o ponto de equivalência de uma substância?
4. Os métodos instrumentais de análise têm muitas vantagens sobre os métodos clássicos
ou não instrumentais. Justifique
5. Que tipo de radiação apresentam as moléculas quando interagem com a matéria quando
submetido a um comprimento de onda no intervalo de 800nm <ʎ<2500nm?
6. Em que é que consiste um sistema de emissão?
7. A espectrocospia de RMN-C analisa o carbono e RMN-H analisa os atommos de
hidrogenio. Diga o que é se analisa em:
a) IR
b) UV/Vis
8. Como usar a refractometria como método de análise em química analítica?

9. Qual a condição para que uma substância possa ser analisada por Polarimetria?
Como métodos de análises em química analítica o que é ela determina?
10. Qual é base de análise espectrofotométrica?
11. O que entendes por espectrofotómetro UV/VIS?
12. Qual é a diferença entre um espectrofotómetro UV/VIS e colorímetro?
13. Em que se baseia o funcionamento de monocromador?
14. Diga em quantas partes divide-se os desvios da lei de Lambert-Beer?

15. São dados os espectros de dois compostos:


9

a) De que tipo de espectroscopia se trata, sabendo que estão representados a absorvância


no eixo vertical e cumprimentos de onda no eixo horizontal? Explique
b) Como faria para reconhecer os compostos os dois compostos

16. Qual/is dos seguintes elementos podem ser analisados em AAS: Cu, Cl e Fr. Dê
explicações para o caso/s que não pode/m ser usado/s.

17. Quais os componentes básicos de um espectrofotómetro de AAS? Diga o que


acontece em cada um dos componentes.

18. Identificar os diferentes mecanismos de absorção nos átomos e nas moléculas.

19. Apresente as principais diferenças entre os desvios químicos e desvios instrumentais,


respetivamente?
20. Em que consiste uma lâmpada de cátodo oco?
21. De que depende refratometria?

22. O que entendes por polarimetria?


23. Quando foi usada pela primeira vez o métodos Cromatográficos de Análise e por
quem?
24. Defina o método cromatográfico de análise?
25. Para quê a cromatografia é utilizada, de forma geral?
26. Para a concentração “C” de um cromóforo, trabalhando-se com uma cubeta de 1,00
cm de diâmetro interno, leu-se um valor “A” de absorvância. Considerando experimentos
isolados e tomando como base as expressões matemática, oque aconteceria com:

a) Absorvância reduzíssemos a concentração à terça parte?

b) A transmitância se a concentração dobrar?

c) A absorvância, se dobrarmos o caminho óptico ?

27. Uma solução de KMnO4, 1,28x10-4 M tem uma T = 0,500 a 525 nm, em uma cela de
1 cm.

a) Que absorvância tem essa solução?

b) Se a concentração fosse reduzida a metade, qual seria a absorbância e a transmitância?


10

c). Que concentração, em g/l, corresponderia a uma Transmitância de 0,750 nesta mesma
cela? (Dados: Massa Atómica: K = 39; Mn = 55; O = 16).

28. Cromatografia é um método físico-químico e instrumental de separação de mistura.


Em que consiste cada tipo de cromatografia e indique 2 vantagens para cada caso:
Cromatografia de camada fina, Cromatografia gasosa, Cromatografia de papel e de
Cromatografia de permuta de iões.

29. A turbidimetria e Nefelometria, como métodos de análise instrumental, ambos


dependem da mesma fonte e divergem no seu funcionamento. Caracterize, tendo em conta
o modo de funcionamento, a matéria em que se pode analisar instrumentalmente e
resultados obtidos

30. Como usar a refratometria como método de análise em química analítica?


31. Qual a condição para que uma substância possa ser analisada por Polarimetria?
32. Como métodos de análises em química analítica o que é ela determina?
33. A absortividade molar de um complexo é 2,10x10-4 a 580 nm. Qual a concentração
do complexo que apresenta 20%T em uma célula de 1 cm?
34. Explique como se reconhece os compostos em cromatografia gasosa?
35. Distinga um espectrofotometro de absorção de um espectrofotometro de emissão.

8. Sessões de aprendizagem

8.1 Primeira sessão presencial: 07 e 08 de Março

Nesta sessão inaugural, o tutor faz a apresentação do Guia de Estudo, os objectivos gerais
da disciplina, a metodologia a ser usada, as formas de avaliação, os resultados de
aprendizagem esperados, orienta o debate dos conteúdos das primeiras unidades do
módulo, as actividades de auto-avaliação, trabalhos teóricos ou práticos a serem
realizados e define com os estudantes as estratégias de interacção. O seu papel centra-se
na motivação, mediação, orientação e promoção de um contexto de aprendizagem
conducente a formação da comunidade de aprendizagem.

Em relação aos estudantes, figuras autónomas na sua aprendizagem, apresentam dúvidas


pontuais referentes ao Guia de estudo e ao Conteúdo Básico de Referência (Módulo),
11

criam laços sociais, coordenam estratégias de interação entre eles, isto é, são responsáveis
pela formação de grupos de estudos, e sugerem estratégias de comunicação entre estes e
o tutor.

8.2. Segunda sessão presencial: 16 e 17 de Maio

Nesta sessão, o tutor movido pela orientação de fazer com que o estudante assuma o seu
processo de aprendizagem de forma activa, concentra-se em esclarecer dúvidas, dar
feedback das actividades até então realizadas, monitorar actividades práticas e fornecer
as directrizes na preparação para o exame.

Os estudantes expõem as dúvidas encontradas durante o estudo individual ou em grupo e


interagem com os colegas e tutor, recebem o feedback do tutor, realizam actividades
práticas, debatem em torno das restantes unidades do módulo e partilham recursos.

8.3. Momento interregno

Neste período, o tutor faz o acompanhamento, que consiste em atender pelo telefone,
internet ou fisicamente os estudantes, dar feedback, reforçar o processo de
autoaprendizagem. Nesta fase, o tutor esclarece dúvidas, direciona conteúdos, promove
o diálogo problematizador, modera, acompanha as discussões nos grupos de estudo e
actualiza o conteúdo pedagógico.

O estudante realiza actividades de auto-avaliação e trabalhos individualmente ou em


grupo, de forma rigorosa conforme os objectivos preconizados em cada unidade. Interage
com o conteúdo, seus pares, tutor, realiza trabalhos práticos ou teóricos. A colaboração
entre os estudantes é estimulada de modo que juntos construam o conhecimento, pelo
debate de ideias e partilha de informações e recursos.

8.4. Recursos

As disciplinas são ministradas com o emprego de recursos que propiciem ao estudante a


devida autonomia e o desenvolvimento de sua capacidade de iniciativa. Assim sendo,
dispõem-se os seguintes recursos de aprendizagem: Guias de estudo, Conteúdo Básico de
Referência (Módulo), Bibliografias básicas e complementares e objectos de
aprendizagem (Textos de apoio, PowerPoint, entre outros).
12

Também são usados suportes tecnológicos como recursos audiovisuais (projector


multimídia, tela interativa, Tablet, data-show e CD).

9. Sessão de Exames

Exame Normal de Cadeiras Gerais do 1º ao 3º Ano e Específicas do 4º Ano: 01 e 02 de


Agosto.

Exame de Recorrência de Cadeiras Gerais do 1º ao 3º Ano e Específicas do 4º Ano: 05 e


06 de Setembro.

Exame de Cadeiras Específicas do 1º ao 3º Ano incluindo Estatística: 31.10 e 01.11 de


Novembro.

Exame de Recorrência de Cadeiras Específicas do 1º ao 3º Ano incluindo Estatística: 05


e 06 de Dezembro.

10. Referências bibliográficas

 Andrade, Maria Isabel. (1996), Educação para saúde. Guia do Prof. e Educadores,
Moç. Editora.
 Hein & Arena, (1993), Fundamentos de Química Geral.
 Lopes, J. Bernardino. (1995), Resolução de problemas em física e química, modelo
para estratégias de Ensino – Aprendizagem, Moç. Editora.
 Rangel, A. M, (1994), Insucesso Escolar. Instituto Piaget, Lisboa.
 Teodoro, António. (1994), A carreira docente: formação. Avaliação. Progresso,
Texto Editora.
 Vogel, Artur Israel. (2008), Análise química quantitativa, (6ª.ed), Rio de Janeiro:
LTC.
 Alexéev, V. (1983), Análise Quantitativa, Edições Mir Moscovo, (3ª.ed).

Você também pode gostar