Você está na página 1de 11

Universidade Católica de Moçambique

Instituto de Educação à Distância


Rua Correia de Brito, 613, Ponta Gêa
C.P 90 - Beira - Moçambique
Tel: (+258) 23 32 64 05 Fax: (+258) 23 32 64 06
E-mail: ced@ucm.ac.mz

GEOGRAFIA REGIONAL
Guia Tutorial

Licenciatura em Ensino de Geografia


4º ano - 2020

Docente: Marcelino Rui José


Email:marcelinomelico@gmail.com
Cell:825938268/847697917/867697917
1

Índice
1 Introdução.................................................................................................................................2

2 Objectivos gerais de aprendizagem..........................................................................................2

3 Conteúdos a abordar.................................................................................................................2

4 Método de Ensino.....................................................................................................................3

5 Desempenho esperado..............................................................................................................3

6 Formas de Avaliação................................................................................................................4

7 Actividades a realizar (prazos).................................................................................................4

7.1 Actividade 1......................................................................................................................4

7.2 Actividade 2......................................................................................................................4

8 Sessões Presenciais/Síncronas..................................................................................................6

8.1 1a Sessão Presencial: 7 e 8 de Março de 2020..............................................................................7

8.2 2ª sessão presencial 16 a 17 de Maio de 2020..........................................................................7

8.3 Momento de interregno..........................................................................................................7

8.4 Recursos............................................................................................................................7

9.Sessões de exames.......................................................................................................................8

10. Referência Bibliográfica.......................................................................................................9


2

1 Introdução

Seja bem-vindo a disciplina de Geografia Regional sobre a regionalização do planeta terra em


continentes e sub-continentes, tendo em conta os critérios físicos – geográficos, nomeadamente o
climático, geológico, geomorfológico, hidrográfico, a vegetação, entre outros.

Ela enquadra-se na grade curricular de formação do professor de Geografia versando sobre o


estudo das características regionais dos diferentes continentes da superfície terreste demostrando
uma interrelação dos aspectos físicos e humanos regionais inseridos no espaço. O material de
apoio base é o módulo da disciplina mas deve ser enriquecido pelas diferentes bibliografias que
constam neste e outras que possa ter acesso de acordo com as unidades abordadas.

2 Objectivos gerais de aprendizagem

 Conhecer a Geografia Física Regional.

 Regionalizar o mundo física, económica e socialmente.

 Descrever as condições e características físicas e humanas das regiões e sub-regiões.

 Relacionar os fenómenos físico-geográficos com os humanos.

3 Conteúdos a abordar

Nesta disciplina iremos abordar os seguintes conteúdos:

 Geografia Regional: conceitos básicos, zonalidade vertical e horizontal;


 Geografia Regional: princípios básicos e teorias explicativas da origem dos continentes;
 O ensino da Geografia Regional;
 O continente africano: aspectos gerais;
 Regiões altimétricas e climáticas do continente africano;
 Hidrografia do continente africano: A regionalização hidrográfica e biogeográfica do
continente africano;
 O continente Sul Americano;
 Continente Australiano;
3

 Continente Antártida;
 Continente Norte americano: a situação geográfica, astronómica e regionalização da linha
da costa;
 Regionalização do continente Norte americano quanto a geologia, relevo e clima
 Hidrografia do continente norte-americano;
 Os glaciares do continente Norte americano;
 A Eurásia: aspectos gerais regionalização da linha da costa
 Regionalização do continente euroasiático: relevo, hidrografia e clima;
 Regionalização complexa físico-geográfica do continente euroasiático;
 Geografia económica regional: breve resenha histórica das grandes transformações
económicas e sociais do mundo.
 As principais variações económicas e suas consequências no contexto político-
económico;
 O continente europeu;
 Aspectos económicos do continente europeu;
 Continente americano;
 América Latina;
 O continente asiático;
 O continente australiano;
 O continente africano.

4 Método de Ensino
O curso adota métodos inovadores centrados na aprendizagem do estudante. Isto significa que a
responsabilidade pelo processo de aprendizagem é do estudante. Quanto ao tutor, ele passa a ser,
sobretudo, um gestor/mediador/facilitador de situações de aprendizagem.
As sessões serão ministradas segundo métodos de elaboração conjunta e exposição aberta do
tutor da disciplina e trabalho independente dos estudantes, durante os intervalos das presenciais
seguidas de partilhas na sala de aula.
4

5 Desempenho esperado

Espera-se que o estudante aplique os diferentes critérios de regionalização da terra em


continentes e sub-continentes, tendo em conta os critérios físicos – geográficos, nomeadamente o
climático, geológico, geomorfológico, hidrográfico, a vegetação, entre outros.Possa explicar as
inter-relações geográficas no ponto de vista regional. Integrar e correlacionar a Geografia
Regional a Geografia Geral.

6 Formas de Avaliação
Ao longo da disciplina o estudante deverá realizar todas actividades propostas para auto –
avaliação, pois constitui uma avaliação de carácter formativo. Os trabalhos individuais ou de
campo (teóricos ou práticos) realizados pelo estudante têm sobre a média de frequência o peso de
40% e são indicados pelos tutores. No final do ano será realizado um exame de Múltipla escolha
que terá o peso de 60% sobre a média final. A nota final será calculada através da seguinte
fórmula: NF = MF x 40% + NE x 60%; onde:

NF -Nota Final; MF - Média de frequência; NE - Nota de Exame.

7. Actividades a realizar
Os exercícios de autoavaliação abaixo descritos, são actividades que visam desenvolver o estudo
individual do estudante e garantir o desenvolvimento formativo. As actividades queserão
classificadas (Somativas), serão indicadas pelo tutor durante as sessões.

7.1. Actividade 1 - De unidade I a XII (1a Sessão Presencial)


1. Geografia constitui um corpo metodológico de estudo de leis da distribuição de
fenómenos físicos naturais e humanos.
a) Conceituar, geografia regional, região, regiões naturais e económica
2. Estabeleça a relação da Geografia regional com outras áreas afins
3. Identifique as variáveis de regionalização física e sócio económica
4. Descreva os Princípios básicos da Geografia Regional
5

5. Relacione a Teoria da Deriva dos Continentes Com a actual posição dos diferentes
Continentes.
6. Identifique as condições básicas para ensino e aprendizagem da Geografia regional
7. Mencione as actividades básicas a ser desenvolvidas em prol do ensino e aprendizagem
dos conteúdos da Geografia Regional
8. Descrever os Aspectos Físico-Geográficos do Continente Africano
9. Identificar regiões físicas geográficas do continente africano tendo em conta as
diferentes variáveis.
10. Explique as razões da ocorrência de diferentes zonas climáticas no continente africano
11. Identifique as principais zonas climáticas do Continente Africano.
12. Caracterize a rede Hidrográfica do Continente africana.
13. Faça a localização geográfica e astronómica do Continente Africano.
14. Caracterize a influência das correntes marítimas do continente ao clima do Continente.
15. Situe geográfica e astronomicamente o Continente Australiano.
16. Descriminar as regiões e sub-regiões em função das diferentes variáveis (clima, relevo
estrutura geológica)
17. Caracterize o continente Antárctida do ponto de vista natural.
18. Identifique as regiões e sub-regiões do continente Antárctida
19. Caracterize a linha da Costa do Continente Norte Americano
20. Relacione a acção dos diferentes fenómenos com as características da linha da costa do
Continente
21.  Descreva as características físicos geográficas de cada região ou sub-região do
continente Norte Americano
22. Estabeleça a relação que existe entre os cursos dos rios com as principais formações
montanhosas do Continente Norte Americano

7.2. Actividade 2 - De unidade XIII a XXIV (2a Sessão Presencial)


8. Descreva a acção dos glaciares sobre a superfície da terra e as alterações que produzem.
9. Relacione os glaciares com a cobertura vegetal no Continente Norte Americano.
10. Caracterize a linha da Costa do Continente Eurasiático,
11. Descreva as correntes Marítimas do Continente Eurasiático
6

12. Regionalize o continente quanto ao clima, relevo e geologia


13. Descreva os factores do clima do Continente Eurásia.
14. Caracterize as diferentes regiões Físico-Geográficas do Continente Eurásia;
15. Determine a relação das zonas com outros fenómenos que ocorrem no Continente;
16. Caracterizar os principais impactos ocorridos nas duas Guerras Mundiais que tiveram
repercussões importantes no mapa político do mundo
17. Caracterizar as transformações que se dão na sociedade depois do acontecimento da
Revolução Socialista de Outubro.
18. Explique as causas da crise económica nos Estados Unidos da América durante os anos
1929-1933.
19. Identifique as principais consequências da Segunda Guerra Mundial para as transformações
no Mundo.
20. Localize o Continente Europeu e as suas descriminações do ponto de vista regional.
21. Interprete o Mapa Político mundial nas diferentes fases do seu desenvolvimento.
22. Identifique as regiões de maior concentração populacional da Europa.
23. Caracterize o nível de desenvolvimento da economia europeia.
24. Distinga as principais regiões de desenvolvimento económico
25. Explique a diversidade étnica dos Estados Unidos da América
26. Caracterize o desenvolvimento económico dos países da América Latina.
27. Compare o desenvolvimento da América Latina com o das regiões estudadas anteriormente
28. Distinga as regiões de maior concentração dos recursos energéticos da Ásia
29. Explique como estão distribuídas as populações do Continente Australiano.
30. Identifique os principais recursos naturais do Continente Australiano.
31. Distinga as principais zonas mais industrializadas do Continente Africano.
32. Descreva os objectivos da SADC, no contexto do desenvolvimento de África.

7 Sessões de Aprendizagem
7.1 1a Sessão Presencial:7 e 8 de Março 2020

Nesta sessão inaugural, o tutor faz a apresentação do Guia de Estudo, os objectivos gerais da
disciplina, a metodologia a ser usada, as formas de avaliação, os resultados de aprendizagem
7

esperados, orienta o debate dos conteúdos das primeiras unidades do módulo, as actividades de
auto-avaliação, trabalhos teóricos ou práticos a serem realizados e define com os estudantes as
estratégias de interacção. O seu papel centra-se na motivação, mediação, orientação e promoção
de um contexto de aprendizagem conducente a formação da comunidade de aprendizagem.

Em relação aos estudantes, figuras autónomas na sua aprendizagem, apresentam dúvidas


pontuais referentes ao Guia de estudo e ao Conteúdo Básico de Referência (Módulo), criam laços
sociais, coordenam estratégias de interação entre eles, isto é, são responsáveis pela formação de
grupos de estudos, e sugerem estratégias de comunicação entre estes e o tutor.

7.2 2a Sessão Presencial: 16 a 17 de Maio de 2020

Nesta sessão, o tutor movido pela orientação de fazer com que o estudante assuma o seu
processo de aprendizagem de forma activa, concentra-se em esclarecer dúvidas, dar feedback das
actividades até então realizadas, monitorar actividades práticas e fornecer as directrizes na
preparação para o exame.

Os estudantes expõem as dúvidas encontradas durante o estudo individual ou em grupo e


interagem com os colegas e tutor, recebem o feedback do tutor, realizam actividades práticas,
debatem em torno das restantes unidades do módulo e partilham recursos.

8.3 Momento interregno

Neste período, o tutor faz o acompanhamento, que consiste em atender pelo telefone, internet ou
fisicamente os estudantes, dar feedback, reforçar o processo de auto aprendizagem. Nesta fase, o
tutor esclarece dúvidas, direciona conteúdos, promove o diálogo problematizador, modera,
acompanha as discussões nos grupos de estudo e actualiza o conteúdo pedagógico.

O estudante realiza actividades de auto-avaliação e trabalhos individualmente ou em grupo, de


forma rigorosa conforme os objectivos preconizados em cada unidade. Interage com o conteúdo,
seus pares, tutor, realiza trabalhos práticos ou teóricos. A colaboração entre os estudantes é
8

estimulada de modo que juntos construam o conhecimento, pelo debate de ideias e partilha de
informações e recursos.

8.4 Recursos

As disciplinas são ministradas com o emprego de recursos que propiciem ao estudante a devida
autonomia e o desenvolvimento de sua capacidade de iniciativa. Assim sendo, dispõem-se os
seguintes recursos de aprendizagem: Guias de estudo, Conteúdo Básico de Referência (Módulo),
Bibliografias básicas e complementares e objectos de aprendizagem (Textos de apoio,
PowerPoint, Prezi, entre outros).

Também são usados suportes tecnológicos como recursos audiovisuais (projector multimídia,
tela interativa, Tablet, data-show e CD).

Com relação as aulas práticas desenvolvidas no decorrer do curso, cumpre salientar que as
mesmas são concebidas de acordo com as especificidades de cada disciplina, principalmente
aquelas que carecem de laboratórios de informática, com acesso a internet, receptor GPS,
Software SIG, aula-excursão, dentre outros, com vista a dinamizar o aprendizado e incentivar a
busca pelo conhecimento.

Nesta Sessão os estudantes poderão expor as dificuldades encontradas, e as formas de superação,


durante o estudo individual e/ou em grupo e na realização das actividades e receber o feedback
do tutor. Também, debate-se sobre as restantes unidades do módulo e daremos as orientações
para as actividades posteriores da disciplina.

Outros recursos adicionais: (links referentes ao conteúdo e exercícios).

9.Sessões de Exames:
Sessão de Exame Normal de Cadeiras Gerais (1º ao 3º Ano) e todas do 4º Ano: 1 e 2 de

Agosto ;Sessão de Exame de Recorrência de Cadeiras Gerais (1º ao 3º Ano) e todas do 4º Ano:
5 e 6 de Setembro;Sessão de Exame Normal de Cadeiras Específicas incluindo estatística: 31
de Outubro e 01 de Novembro e
9

Sessão de Exame de Recorrência de Cadeiras Específicas incluindo estatística: 05 a 06 de

Dezembro de 2020.

10.Referência Bibliográfica

BAKST, L, AGMAZAKI, Y. Princípios Físicos e Teóricos da Meteorologia.


COELHO, M, A. Geografia Geral: Espaço Natural e Sócio Económico, 3ª Edição Editora
Moderna, 1992.
COELHO, M, A Geografia do Brasil, Rd, Moderna 4ª Ed São Paulo, 1996.
MICHAEL Pidwirny. Glacial Processess. PhysicalGeography.net. Página visitada em 2 de
Fevereiro, 2006.

UNIVERSITY COLLEGE LONDON. Climate Chenge and the aquatic ecosystems of the
Rwenzouri Mountains, Uganda. Glaciology—assessingthe magnitude ofcurrent glacial
recession. Página visitada em 3 de Setembro, 2003.

COELHO, M. A.Geografia Geral - O Espaço Natural e Sócio Econômico. 3°ed. Editora


Moderna, 1992.
COELHO, M. A.Geografia do Brasil. Ed Moderna/4°ed. São Paulo-SP, 1996.
FLORENZANO T. G.Imagens de satélite para estudos ambientais. Oficina de Textos, São
Paulo, 2002.
FORSDYRE. A. G. Previsão do Tempo e Clima. São Paulo, Melhoramentos. 1981.
NOVO E. M. Sensoriamento Remoto: Princípios E Aplicações. 2°Ed.Editora EdgardBlücher.
1992.
PARKER S. Clima e Previsão do Tempo. Ed Melhoramentos, 7 ed. 1998.
SAUSEN T. M. ALBUQUERQUE, P.C.G; SANTOS, V.M.N. Sensoriamento Remoto E Suas
Aplicações Para Recursos Naturais. INPE, São José dos Campos-SP. Revista SELPER, Vol.13,
N° 1-2, 1997
JESSEN Mário e ARAÚJO Manuel, Geografia Física de África, Pequena Monografia, 1998,
Livraria Universitária, UEM, Maputo.
Outros recursos adicionais: (links referentes ao conteúdo e exercícios).
10

Você também pode gostar