Você está na página 1de 3

NSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL

Centro de Emprego e Formação Profissional do Porto

Ficha de trabalho nº 1 Técnico/a de Apoio Psicossocial


Modalidade de Formação Vida Ativa
UFCD 10373- Perfil do/a Técnico/a de Apoio Psicossocial

Formando(a): Data:
Formadora: Elisabete Lopes Avaliação:

O apoio de colegas (pares) é eficaz, rápido e próximo. É normal, nas relações


profissionais, que se estabeleçam relações de proximidade e que, entre as equipas, os
pares reconheçam se alguma tarefa, evento, incidente ou pessoa, afetou mais este
profissional ou outro. Existe mais "à vontade" para falarmos sobre o que mais nos
afetou, com alguém com quem lidamos frequentemente, do que com um estranho –
mesmo sendo este “estranho” um profissional de saúde mental.

É por esta razão que o apoio providenciado por colegas é tão importante,
principalmente em trabalhos exigentes. Apesar de haver programas estruturados de
apoio de pares, a base assenta no cuidado, na observação e disponibilidade para ouvir
e apoiar um colega com manifestações maiores de stresse.

Prencha o quadro seguinte, descrevendo como poderá desenvolver estas estratégias


que poderão ajudar o seu colega:

1
NSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL

Centro de Emprego e Formação Profissional do Porto

Tipo de Apoio Descrição

Estar disponível

Gerir a situação e os
recursos disponíveis

Providenciar
informação

Ajudar a pessoa a
estabelecer controlo
pessoal

Encorajar

Manter a
confidencialidade

Providenciar
follow-up

2
NSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL

Centro de Emprego e Formação Profissional do Porto

Tipo de Apoio Descrição

Se for solicitado para prestar suporte, tentar estar


Estar disponível disponível. Apesar de nem todos quererem falar, as
pessoas que passaram por uma experiência stressante
geralmente gostam de saber que alguém está lá para eles.
Estar disponível, sem ser intrusivo.
Se necessário, ajudar a certificar-se de que a pessoa está
Gerir a situação e os
segura, protegida; confirmar a existência de privacidade e
recursos disponíveis
que tem acesso à ajuda de que necessita, por exemplo, um
médico se estiver doente.
Proporcionar à pessoa informações precisas e reais – por
Providenciar
forma a ajudar a colocar a situação em perspetiva, dum
informação
modo mais objetivo e controlável.
Ajudar a pessoa a Respeitar a capacidade da pessoa para tomar decisões e
estabelecer controlo gerir a situação. Ouvir e apoiar na tomada de decisões.
pessoal Permitir que a pessoa expresse sentimentos, sem
julgamento.
Algumas pessoas sentem-se culpadas ou têm perda de
Encorajar autoestima durante situações stressantes. Encorajar a
pessoa a ter uma visão mais positiva, ao ajudar a encontrar
explicações objetivas e pensamentos alternativos.
A confidencialidade é uma pedra angular de todo o apoio
Manter a dos pares – revelando-se essencial para a integridade de
confidencialidade todo o processo. Não compartilhar a história do seu colega
com os outros ou fornecer detalhes sobre eles para
terceiros.
Pode ser adequado disponibilizar-se para fazer follow-up à
Providenciar pessoa que está a ajudar, através de um telefonema ou de
follow-up uma conversa, em presença. Ser discreto e não-intrusivo
no follow-up. Não avançar com quaisquer promessas para
se manter em contacto.
CORRIGENDA