Você está na página 1de 45

SISTEMA

{ESQUELÉTICO
TECIDO ÓSSEO

FUNÇÕES

a) Suporte do corpo.

b) Proteção – sistema nervoso central e órgãos.

c) Movimento – ancoramento muscular.

d) Armazenamento mineral – Cálcio e Fósforo.

e) Hematopoiese.

f) Projeções.

g) Depressões.

h) Orifícios locais de ancoramento de músculos, tendões, ligamentos,


superfícies articulares.

i) Condutos para nervos e vasos sanguíneos.


COMPONENTES

# Osso Compacto – camada densa externa.

# Osso Esponjoso – trabéculas ósseas e medula óssea.


ESTRUTURAS TÍPICAS DE UM OSSO LONGO

# Diáfise – eixo do osso (osso compacto circundando uma


cavidade medular central com medula óssea).

# Epífise – superfícies articulares cobertas com cartilagem hialina. As


linhas epifiseais separam diáfise de epífise.

Metáfise – ligação física entre diáfise e epífise.


COMPONENTES BÁSICOS

# PERIÓSTEO – membrana dupla externa contendo nervos e vasos sangüíneos.

# ENDÓSTEO – camada interna delgada que recobre a parte esponjosa.


OSSOS IRREGULARES

# Ausência de diáfise e epífise.


ESQUELETO

Esqueleto Axial

* Crânio.
* Ossículos Auditivos.
* Osso Hióide.
* Coluna Vertebral.
* Caixa Torácica.

Esqueleto Apendicular

* Cintura Escapular.
* Cintura Pélvica.
* Membros Superiores.
(anteriores)
* Membros Inferiores.
(posteriores)
FUNÇÕES ANATÔMICAS

MEMBRO SUPERIOR

# Órgão da atividade manual.

# Livremente móvel e adaptável.

# Em bípedes, o membro superior não está geralmente envolvido na


sustentação de peso – sua estabilidade foi sacrificada para ganhar
mobilidade.

MEMBRO INFERIOR

# Especializado para: a) locomoção; b) sustentação de peso; c) equilíbrio.

PELVE

# Confluência de tronco e membros posteriores/inferiores.

# Centro de gravidade (g) nos bípedes = ossos mais fortes.


BRAÇO

♦ Formado por um só osso → úmero


ante-braço → ulna e rádio

# o úmero se articula com a cintura escapular (“ombro”) e


com a ulna e o rádio (“cotovelo”).

# a ulna e o rádio se articulam com a mão (“pulso”).


BRAÇOS
MÃOS
MÃOS
♦ Regiões:

Metacarpal → Tomou configuração côncava quando em repouso


(nos antropóides fica reta).

Região Falangeal → Tornou-se mais longa do que a região


metacarpal.

Falanges → Tornaram-se retas (enquanto nos pongídeos são um


pouco curvas).

# O dedo 1 (polegar) tornou-se mais longo quando comparado com os


outros dedos (e com o polegar dos demais antropóides).

# O aumento do comprimento e da rotação do polegar tornou possível a


ele tocar a ponta do dedo 2 (indicador).
OSSOS DO CARPO

• Trapézio

• Trapezóide

• Capitato

• Hamato

• Escafóide

• Semilunar

• Piramidal
OSSOS DO METACARPO → I, II, III, IV, V.

FALANGES

Proximais → 5
Mediais → 4
Distais → 5
MÃOS
PERNAS

♦ Formada pela coxa com um osso (Fêmur) e pela perna com dois
ossos (Tíbia e Fíbula).

# O Fêmur se articula no acetábulo do ílio pelo seu côndilo femural


(cintura pélvica) e com a tíbia e a fíbula (joelho).

# Tíbia e Fíbula → se articulam com o pé (tornozelo).


PERNAS
OSSOS DO TARSO

• Calcâneo

• Tálus

• Navicular

• Cubóide

• 1º Cuneiforme

• 2º Cuneiforme

• 3º Cuneiforme
OSSOS DO METATARSO → I, II, III, IV,V.

FALANGES

Proximais → 5
Mediais → 4
Distais → 5
PÉS

♦ Aparato anatômico que mais se modificou na evolução


humana.

♦ Conjunto anatômico mais exigido para a marcha ereta e


bípede.
PÉS

♦ Regiões

■ Tarso
→ Forma a articulação do tornozelo (com a Tíbia e a
Fíbula).

→ Seu osso mais importante é o calcâneo.


PÉS

♦ Regiões

■ Metatarso

→ Forma o “peito do pé” (quando visto de cima), ou a “sola do pé”


(quando visto de baixo).

→ O pé aumentou sua área de contato com o solo (passando de uma


posição digitígrada para uma posição plantígrada).

→ Deslocamento na disposição muscular (“arco plantar”).


COLUNA VERTEBRAL

♦ Formada por 33 vértebras


→ 7 cervicais (pescoço).
→ 12 dorsais (dorso).
→ 5 lombares (lombo).
→ 5 sacrais (osso sacro).
→ 4 coccigeanas (cóccix).

# A coluna vertebral evoluiu dos antropóides, com configuração


levemente curvada, para uma configuração com 2 torções:

Torção cervical → Deslocou a cabeça para cima da coluna


vertebral.

Torção lombar → Deslocou o peso do tronco para cima do


centro de equilíbrio corporal.
COLUNA VERTEBRAL

FUNÇÕES

a) Proteção da medula espinhal.


b) Suporte axial.

VÉRTEBRAS

Cervicais 7
Torácicas 12
Lombares 5
Sacrais 5
Caudal 1 (Coccígea)
VÉRTEBRAS CERVICAIS
VÉRTEBRAS TORÁCICAS
VÉRTEBRAS LOMBARES
VÉRTEBRAS SACRAIS E COCCÍGEA
ESQUELETO APENDICULAR

• Cintura Peitoral.

• Cintura Pélvica.

• Membros Superiores/Anteriores.

• Membros Inferiores/Posteriores.
CINTURA PEITORAL
A. Escápula
B. Clavícula

# Escápula – fixa no lugar por musculatura.

# Clavícula

Esterno – articulação esternoclavicular.


Escápula – articulação acromioclavicular.

# Membros Superiores – articulação glenohumeral.


MEMBRO SUPERIOR
(30 ossos)

• Úmero

• Rádio

• Ulna

• Ossos do Carpo

• Ossos do Metacarpo

• Falanges
CINTURA PÉLVICA

♦ Complexo formado pelos ossos ílio, ísquio, púbis e sacro.

# Os ossos pares formam duas “asas arqueadas” unidas pela “sínfise


pubiana”.

Processo evolutivo:

Ílio → encurtou e alargou-se, aumentando a área de inserção dos


músculos glúteos.

Ísquio → encurtou.

# O processo evolutivo levou de uma estrutura estreita e comprida


(quadrúpede) para uma larga e curta (bípede).

# O encurtamento da cintura deixou de pressionar o tórax para a


frente, facilitando a manutenção permanente do corpo em posição
ereta.
CINTURA PÉLVICA
# HOMEM

Ossos maiores e pesados.

Superfícies articulares maiores.

Inserção de músculos maiores.

45º de arco púbico.

# MULHER

Pelve mais larga e rasa.

Espaço pélvico maior.

90º de arco púbico.


MEMBRO INFERIOR
(30 ossos)

• COXA • PERNA

# Fêmur. # Tíbia.
# Patela. # Fíbula.

• PÉ

# Ossos do Tarso.
# Ossos do Metatarso.
# Falanges.

Você também pode gostar