Você está na página 1de 4

LEI N. 9.

826/1974 - ESTATUTO DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS CÍVEIS/CE


Lei n. 9.826/1974 – Estatuto dos Funcionários Públicos Cíveis/CE
Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online

LEI N. 9.826/1974 – ESTATUTO DOS FUNCIONÁRIOS


PÚBLICOS CÍVEIS/CE

LEI N. 9.826, DE 14 DE MAIO DE 1974

Dispõe sobre o Estatuto dos Funcionários Públicos Civis do Estado.

 Obs.: é importante lembrar que a Constituição Federal é de 1988, portanto,


muitos pontos da Lei n. 9.826/1974 não foram recepcionados pela CF, o
que será tratado ao longo do curso.

Art. 1º Regime Jurídico do Funcionário Civil é o conjunto de normas e princípios,


estabelecidos por este Estatuto e legislação complementar, reguladores das rela-
ções entre o Estado e o ocupante de cargo público.

O objetivo do regime jurídico é estabelecer regras entre a Administração


Pública e o futuro funcionário público.

Art. 2º Aplica-se o regime jurídico de que trata esta lei:


I – aos funcionários do Poder Executivo;
II – aos funcionários autárquicos do Estado;
III – aos funcionários administrativos do Poder Legislativo;
IV – aos funcionários administrativos do Tribunal de Contas do Estado e do Conse-
lho de Contas dos Municípios.

Esse regime jurídico é aplicado às pessoas de direito público do Estado do


Ceará. Assim, é importante lembrar que, no âmbito da Administração indireta,
apenas autarquias e fundação pública de direito público são regidos pela Lei n.
9.826/1974. Demais empregados das empresas públicas, sociedades de eco-
nomia mista e das fundações públicas de direito privados são regidos pela CLT.

Art. 3º Funcionário Público Civil é o ocupante de cargo público, ou o que, extinto ou


declarado desnecessário o cargo, é posto em disponibilidade.
ANOTAÇÕES

1
www.grancursosonline.com.br
LEI N. 9.826/1974 – ESTATUTO DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS CÍVEIS/CE
Lei n. 9.826/1974 – Estatuto dos Funcionários Públicos Cíveis/CE
Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online

 Obs.: como a lei foi publicada antes da CF/1988, o termo “funcionário público”
também pode ser entendido como servidor público, ou seja, aquele que
ocupa um cargo público (regime estatutário).

O servidor que é posto em disponibilidade aguardará o aproveitamento em


casa, recebendo remuneração proporcional ao tempo de contribuição. O apro-
veitamento possui alguns critérios próprios, descritos em lei específica.

Art. 4º Cargo público é o lugar inserido no Sistema Administrativo Civil do Estado,


caracterizando-se, cada um, por determinado conjunto de atribuições e respon-
sabilidades de natureza permanente.

Cargo público é diferente de emprego público. O empregado público é o cele-


tista (CL) e trabalha nas empresas públicas e sociedades de economia mista.

Do Provimento dos Cargos

Art. 6º Os cargos públicos do Estado do Ceará são acessíveis a todos brasileiros,


observadas as condições prescritas em lei e regulamento.

O estrangeiro também pode ocupar cargo público:

CF, Art. 37, I – os cargos, empregos e funções públicas são acessíveis aos brasi-
leiros que preencham os requisitos estabelecidos em lei, assim como aos estran-
geiros, na forma da lei;

Atenção!
É muito comum que a banca afirme que o estrangeiro não pode ocupar cargo
público; portanto, é necessário ter bastante atenção ao que está disposto no
art. 37, I, da CF/1988.
ANOTAÇÕES

2
www.grancursosonline.com.br
LEI N. 9.826/1974 - ESTATUTO DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS CÍVEIS/CE
Lei n. 9.826/1974 – Estatuto dos Funcionários Públicos Cíveis/CE
Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online

Art. 7º De acordo com a natureza dos cargos, o seu provimento pode ser em cará-
ter efetivo ou em comissão

• Cargo efetivo: exige aprovação em concurso público;


• Cargo em comissão: livre nomeação e exoneração.

Quem ocupa cargo em comissão não precisa, necessariamente, ser ocupante


de cargo efetivo.

Art. 8º Os cargos em comissão serão providos, por livre nomeação da autoridade


competente, dentre pessoas que possuam aptidão profissional e reúnam as con-
dições necessárias à sua investidura, conforme se dispuser em regulamento.
§ 1º A escolha dos ocupantes de cargos em comissão poderá recair, ou não, em
funcionário do Estado, na forma do regulamento.

Do Concurso

Art. 14, § 1º Das inscrições para o concurso constarão, obrigatoriamente:


II – o grau de instrução exigível, mediante apresentação do respectivo certificado;
IV – o prazo de validade do concurso, de dois (2) anos, prorrogável a juízo da au-
toridade que o abriu ou o iniciou;
V – descrição sintética do cargo, incluindo exemplificação de tarefas típicas, horá-
rio, condições de trabalho e retribuição;
VI – tipos e Programa das Provas;

Da Nomeação

Art. 17. A nomeação será feita:


I – em caráter vitalício, nos casos expressamente previstos na Constituição;

 Obs.: a vitaliciedade não é para todos os servidores públicos, mas, sim, por
exemplo, para os ocupantes da Magistratura (juízes), bem como os mem-
bros do Ministério Público.
ANOTAÇÕES

3
www.grancursosonline.com.br
LEI N. 9.826/1974 – ESTATUTO DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS CÍVEIS/CE
Lei n. 9.826/1974 – Estatuto dos Funcionários Públicos Cíveis/CE
Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online

II – em caráter efetivo, quando se tratar de nomeação para cargo da classe inicial


ou singular de determinada categoria funcional;
III – em comissão, quando se tratar de cargo que assim deve ser provido.

Art. 18. Será tornada sem efeito a nomeação quando, por ato ou omissão do no-
meado, a posse não se verificar no prazo para esse fim estabelecido

 Obs.: o prazo de posse para o Estado do Ceará é de 30 dias após a nomea-


ção. Esse prazo pode ser prorrogado excepcionalmente. Se o servidor
não tomar posse nesse prazo, sua nomeação será tornada sem efeito e a
Administração nomeia o próximo candidato da lista.

Este material foi elaborado pela equipe pedagógica do Gran Cursos Online, de acordo com a
aula preparada e ministrada pelo professor Rodrigo Cardoso.
ANOTAÇÕES

4
www.grancursosonline.com.br

Você também pode gostar