Você está na página 1de 2

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO

Departamento de História
Av. Dom Manoel de Medeiros, s/n
Dois Irmãos, Recife-PE

Nome da Disciplina: História de Pernambuco I


Código: 04640
Créditos: 04
Carga Horária: 60 horas
Área de Conhecimento: História e Geografia

EMENTA

Encontro cultural: índios, brancos e negros. Administração colonial. Formação econômica do


Pernambuco colonial. Organização social. Formação religiosa. Dominação holandesa.
Expansão territorial da colonização. Movimentos nativistas.

PROGRAMA

Choque de culturas e descobrimento do outro:

1.1.Contatos iniciais: sobreposição cultural.


1.2.Alienação do trabalho aborígene.
1.3.Pernambuco nas relações colonialistas européias.

Ocupando o território:

A opção portuguesa pela solução açucareira.


A capitania de Pernambuco no quadro de forças colonial.
Escravismo colonial: índios e negros na concepção do trabalho compulsório nos
tempos modernos.
Atividades econômicas secundárias e expansão territorial.

Destruindo valores e construindo outros:

Patriarcalismo na sociedade colonial pernambucana: o engenho como pólo colonial.


Tradição e transgressão: o mito da supremacia católica e a heterogeneidade religiosa.
O papel da mulher na sociedade colonial pernambucana.
3.4.Racismo e segregação social.

Reagindo aos invasores:

4.1.Acomodação/resistência: holandeses em Pernambuco.


4.2.Ruralismo X urbanização: Recife e Olinda no cenário pernambucano.
4.3.Construindo o mito nassoviano.
4.4Nacionalismo emergente e movimentos sociais: a Insurreição Pernambucana de 1917 e
a crise do modelo colonialista europeu.
BIBLIOGRAFIA

ANDRADE, Manoel Correia de. Pernambuco imortal: evolução histórica e social de


Pernambuco. Recife, CEPE, 1997.
ARLÉGO, Edvaldo. Olinda, traços do passado. Recife, Edições Edificantes.
________________ Os holandeses no Nordeste. Recife, Edições Edificantes, 1995.
________________ Recife de ontem e de hoje. Recife.
________________ Recife, um álbum de família. Recife, Edições Edificantes.
BANDEIRA, Élcia de. Nassau no Recife: aspectos culturais da ocupação do espaço urbano.
Recife, Mímeo.
FREYRE, Gilberto. Casa-Grande e senzala. São Paulo, Círculo do Livro.
LIMA, M. de Oliveira. Pernambuco: seu desenvolvimento histórico. Recife, FUNDAJ/
Massangana, 1997

MOTA, Mauro. Bê-a-bá de Pernambuco. Recife, FUNDAJ/ Massangana, 1991.


MELLO, Evaldo Cabral de. Rubro Veio: o imaginário da restauração pernambucana. Rio de
Janeiro, Topbooks, 1997.
MELLO, José Antônio Gonçalves de. Gente da Nação: cristãos-novos e judeus em
Pernambuco ( 1542-1654 ). Recife, FUNDAJ/ Massangana, 1996.
______________________________ Tempo dos flamengos. Recife, FUNDAJ/ Massangana;
INL, 1987.
PRADO JR., Caio. Evolução Política do Brasil: colônia e império. São Paulo, Brasiliense,
1983.
______________Formação do Brasil Contemporâneo. São Paulo, Brasiliense, 1983.
PRIORE, Mary del (org.). História das mulheres no Brasil. São Paulo, Contexto,1997.
PIRES, Maria Idalina da Cruz. “Guerra dos Bárbaros”: resistência indígena e conflitos no
Nordeste colonial. Recife, FUNDARPE/ CEPE, 1990.
RIBEMBOIM, José Alexandre. Senhores de engenho judeus em Pernambuco colonial (
1542-1654 ). Recife, 20-20 Comunicação e Editora, 1995.
TODOROV, Tzvetan. A conquista da América: a questão do outro. São Paulo, Martins
Fontes, 1993.
_________________ Nós e os outros: a reflexão francesa sobre a diversidade humana -
1.Rio de Janeiro, Zahar, 1993.
VAINFAS, Ronaldo. Trópico dos pecados: moral, sexualidade e inquisição no Brasil. Rio de
Janeiro, Nova Fronteira, 1997.