Você está na página 1de 20

Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.

PROVAS DE LÓGICA DO FISCAL DO ICMS/SP DE 1997 E DE 2002


RESOLVIDAS E COMENTADAS PELO PROFESSOR JOSELIAS.
joselias@uol.com.br

Prova de 1997
01. Um técnico de futebol, animado com as vitórias obtidas pela sua equipe nos últimos
quatro jogos, decide apostar que essa equipe também vencerá o próximo jogo. Indique a
informação adicional que tornaria menos provável a vitória esperada.
(A) Choveu nos últimos quatro jogos e há previsão de que não choverá no próximo jogo.
(B) Sua equipe venceu os últimos seis jogos, em vez de apenas quatro.
(C) Cada um dos últimos quatro jogos foi ganho por uma diferença de mais de um gol.
(D) O artilheiro de sua equipe recuperou-se do estiramento muscular.
(E) Dois dos últimos quatro jogos foram realizados em seu campo e os outros dois, em campo
adversário.
Resolução
A alternativa “Choveu nos últimos quatro jogos e há previsão de que não choverá no próximo jogo”
é a única que introduz um fator externo capaz de alterar a previsão do próximo jogo.
Gabarito: Alternativa A

2. Há 4 caminhos para se ir de X a Y e 6 caminhos para se ir de Y a Z. O número de caminhos


de X a Z que passam por Y é
(A) 10.
(B) 12.
(C) 18.
(D) 24.
(E) 32.
Resolução
Pelo princípio fundamental da contagem temos:
Primeiro acontecimento: 4 maneiras
Segundo acontecimento: 6 maneiras
Logo, para ocorrer os dois acontecimentos seguidos é: 4 x 6 = 24 maneiras
Gabarito: Alternativa D

3. A proposição “É necessário que o acontecimento tenha causa” é equivalente a


(A) É possível que algum acontecimento não tenha causa.
(B) Não é possível que algum acontecimento não tenha causa.
(C) É necessário que algum acontecimento não tenha causa.
(D) Não é necessário que todo acontecimento tenha causa.
(E) É impossível que algum acontecimento tenha causa.
Resolução
Evidente, pois a causa é condição necessária para o acontecimento.
Gabarito: Alternativa B

4. Todas as plantas verdes têm clorofila. Algumas plantas que têm clorofila são comestíveis.
Logo,
(A) algumas plantas verdes são comestíveis.
(B) algumas plantas verdes não são comestíveis.
(C) algumas plantas comestíveis têm clorofila.
(D) todas as plantas que têm clorofila são comestíveis.
(E) todas as plantas verdes são comestíveis.
Resolução
Questão trivial, pois se algumas plantas que têm clorofila são comestíveis, então, é evidente que
algumas plantas comestíveis tem clorofila.
Gabarito: Alternativa C

Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.


Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.

5. Todos os marinheiros são republicanos. Assim sendo,


(A) o conjunto dos marinheiros contém o conjunto dos republicanos.
(B) nenhum marinheiro é republicano.
(C) todos os republicanos são marinheiros.
(D) algum marinheiro não é republicano.
(E) o conjunto dos republicanos contém o conjunto dos marinheiros.
Resolução
Como todos os marinheiros são republicanos, temos que o conjunto dos republicanos contém o
conjunto dos marinheiros.
Gabarito: Alternativa E

6. Marta corre tanto quanto Rita e menos do que Juliana. Fátima corre tanto quanto Juliana.
Logo,
(A) Fátima corre menos do que Rita.
(B) Fátima corre mais do que Marta.
(C) Juliana corre menos do que Rita.
(D) Marta corre mais do Juliana.
(E) Juliana corre menos do que Marta.
Resolução

Basta analisar com atenção para concluir que Fátima come mais que Marta.
Gabarito: Alternativa B

7. Todos os que conhecem João e Maria admiram Maria. Alguns que conhecem Maria não a
admiram. Logo,
(A) todos os que conhecem Maria a admiram.
(B) ninguém admira Maria.
(C) alguns que conhecem Maria não conhecem João.
(D) quem conhece João admira Maria.
(E) só quem conhece João e Maria conhece Maria.
Resolução
Vamos pensar nos que conhecem Maria. Como existe alguém (ou alguns) que não admiram Maria
então existe alguém (ou alguns) que não conhecem João.
Gabarito: Alternativa C

8. Em uma avenida reta, a padaria fica entre o posto de gasolina e a banca de jornal, e o
posto de gasolina fica entre a banca de jornal e a sapataria. Logo,
(A) a sapataria fica entre a banca de jornal e a padaria.
(B) a banca de jornal fica entre o posto de gasolina e a padaria.
(C) o posto de gasolina fica entre a padaria e a banca de jornal.
(D) a padaria fica entre a sapataria e o posto de gasolina.
(E) o posto de gasolina fica entre a sapataria e a padaria.
Resolução
Basta ver:

Gabarito: Alternativa E

9. Valter tem inveja de quem é mais rico do que ele. Geraldo não é mais rico do que quem o
inveja. Logo,
(A) quem não é mais rico do que Valter é mais pobre do que Valter.

Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.


Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.

(B) Geraldo é mais rico do que Valter.


(C) Valter não tem inveja de quem não é mais rico do que ele.
(D) Valter inveja só quem é mais rico do que ele.
(E) Geraldo não é mais rico do que Valter.
Resolução
É evidente que Geraldo não é mais rico que Valter.
Gabarito: Alternativa E

10. Assinale a alternativa que apresenta uma contradição.


(A) Todo espião não é vegetariano e algum vegetariano é espião.
(B) Todo espião é vegetariano e algum vegetariano não é espião.
(C) Nenhum espião é vegetariano e algum espião não é vegetariano.
(D) Algum espião é vegetariano e algum espião não é vegetariano.
(E) Todo vegetariano é espião e algum espião não é vegetariano.
Resolução
Ora, se todo espião não é vegetariano não é possível que algum vegetariano seja espião.
Gabarito: Alternativa A

11. Em uma classe, há 20 alunos que praticam futebol mas não praticam vôlei e há 8 alunos
que praticam vôlei mas não praticam futebol. O total dos que praticam vôlei é 15. Ao todo,
existem 17 alunos que não praticam futebol. O número de alunos da classe é
(A) 30.
(B) 35.
(C) 37.
(D) 42.
(E) 44.
Resolução

n = 20 + 7 + 8 + 9
n = 44
Gabarito: Alternativa E

INSTRUÇÃO: Utilize o texto a seguir para responder às questões de nº 12 e 13. “Os homens
atribuem autoridade a comunicações de posições superiores, com a condição de que estas
comunicações sejam razoavelmente consistentes com as vantagens de escopo e
perspectiva que são creditadas a estas posições. Esta autoridade é, até um grau
considerável, independente da habilidade pessoal do sujeito que ocupa a posição. É muitas
vezes reconhecido que, embora este sujeito possa ter habilidade pessoal limitada, sua
recomendação deve ser superior pela simples razão da vantagem de posição. Esta é a
autoridade de posição. Mas é óbvio que alguns homens têm habilidade superior. O seu
conhecimento e a sua compreensão, independentemente da posição, geram respeito. Os
homens atribuem autoridade ao que eles dizem, em uma organização, apenas por esta
razão. Esta é a autoridade de liderança.”
(Chester Barnard, The Functions of the Executíve).

12. Para o autor,


(A) autoridade de posição e autoridade de liderança são sinônimos.
(B) autoridade de posição é uma autoridade superior à autoridade de liderança.
(C) a autoridade de liderança se estabelece por características individuais de alguns homens.
(D) a autoridade de posição se estabelece por habilidades pessoais superiores de alguns líderes.

Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.


Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.

(E) tanto a autoridade de posição quanto a autoridade de liderança são ineficazes. ,


Resolução
O texto conclui que a autoridade da liderança é conseqüência de características individuais de
alguns homens.
Gabarito: Alternativa C

13. Durante o texto, o autor procura mostrar que as pessoas


(A) não costumam respeitar a autoridade de posição.
(B) também respeitam autoridade que não esteja ligada a posições hierárquicas superiores.
(C) respeitam mais a autoridade de liderança do que de posição.
(D) acham incompatíveis os dois tipos de autoridade.
(E) confundem autoridade de posição e liderança.
Resolução
O texto conclui que as pessoas também respeitam a autoridade que não esteja ligada a posições
hierárquicas superiores.
Gabarito: Alternativa B

14. Continuando a seqüência 4, 10, 28, 82, . . . , temos


(A) 236.
(B) 244.
(C) 246.
(D) 254.
(E) 256.
Resolução
Observe que:
3 x 4 – 2 = 10
3 x 10 – 2 = 28
3 x 28 – 2 = 82
3 x 82 – 2 = 244
Gabarito: Alternativa B

15. Se Rodrigo mentiu, então ele é culpado. Logo,


(A) se Rodrigo não é culpado, então ele não mentiu.
(B) Rodrigo é culpado.
(C) se Rodrigo não mentiu, então ele não é culpado.
(D) Rodrigo mentiu.
(E) se Rodrigo é culpado, então ele mentiu.
Resolução
Basta aplicar a contra-positiva p ⇒ q é equivalente a ∼ q ⇒∼ p Isto é; “Se Rodrigo mentiu então
ele é culpado” é equivalente a “Se Rodrigo não é culpado, então ele não mentiu”.
Gabarito: Alternativa A

16. Utilizando-se de um conjunto de hipóteses, um cientista deduz uma predição sobre a


ocorrência de um certo eclipse solar. Todavia, sua predição mostra-se falsa. O cientista
deve logicamente concluir que
(A) todas as hipóteses desse conjunto são falsas.
(B) a maioria das hipóteses desse conjunto é falsa.
(C) pelo menos uma hipótese desse conjunto é falsa.
(D) pelo menos uma hipótese desse conjunto é verdadeira.
(E) a maioria das hipóteses desse conjunto é verdadeira.
Resolução
Evidente, que pelo menos uma das hipóteses desse conjunto é falsa.
Gabarito: Alternativa C

17. Cinco ciclistas apostaram uma corrida.


• ”A” chegou depois de “B”.

Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.


Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.

• “C” e “E” chegaram ao mesmo tempo.


• “D” chegou antes de “B”.
• quem ganhou, chegou sozinho.
Quem ganhou a corrida foi
(A) A.
(B) B.
(C) C.
(D) D.
(E) E.
Resolução
Evidente:
ABD
Gabarito: Alternativa D

18. Continuando a seqüência de letras F, N, G, M, H, ..., ... temos, respectivamente,


(A) O, P
(B) I, O.
(C) E, P.
(D) L, I.
(E) D, L.
Resolução
Evidente, pois é o alfabeto em ordem decrescente: F, N, G, M, H, L, I
Gabarito: Alternativa D

19. Assinale a alternativa em que ocorre uma conclusão verdadeira (que corresponde à
realidade) e o argumento inválido (do ponto de vista lógico).
(A) Sócrates é homem, e todo homem é mortal, portanto Sócrates é mortal.
(B) Toda pedra é um homem, pois alguma pedra é um ser, e todo ser é homem.
(C) Todo cachorro mia, e nenhum gato mia, portanto cachorros não são gatos.
(D) Todo pensamento é um raciocínio, portanto, todo pensamento é um movimento, visto que
todos os raciocínios são movimentos.
(E) Toda cadeira é um objeto, e todo objeto tem cinco pés, portanto algumas cadeiras têm quatro
pés.
Resolução
A – argumento é válido
B – argumento inválido, mas conclusão não corresponde a realidade.
C – argumento válido
D – argumento válido
E – argumento inválido e a conclusão corresponde a realidade
Gabarito: Alternativa E

20. Se Francisco desviou dinheiro da campanha assistencial, então ele cometeu um grave
delito. Mas
Francisco não desviou dinheiro da campanha assistencial. Logo,
(A) alguém não desviou dinheiro da campanha assistencial.
(B) Francisco não cometeu um grave delito.
(C) Francisco cometeu um grave delito.
(D) alguém desviou dinheiro da campanha assistencial.
(E) Francisco desviou dinheiro da campanha assistencial.
Resolução
Evidente, pois se Francisco não desviou dinheiro da campanha assistencial, então, alguém (pelo
menos o Francisco) não desviou dinheiro da campanha assistencial.
Gabarito: Alternativa A

21. Continuando a seqüência de figuras

Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.


Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.

temos

Resolução
Evidente:

Gabarito: Alternativa E

22. Se você se esforçar, então irá vencer. Assim sendo,


(A) seu esforço é condição suficiente para vencer.
(B) seu esforço é condição necessária para vencer.
(C) se você não se esforçar, então não irá vencer.
(D) você vencerá só se se esforçar.
(E) mesmo que se esforce, você não vencerá.
Resolução
Sabemos que p ⇒ q significa p é condição suficiente para q, e q é condição necessária para p.
Logo seu esforço é condição suficiente para vencer.
Gabarito: Alternativa A

23. “ ... o pensador crítico precisa ter uma tolerância e até predileção por estados cognitivos
de conflito, em que o problema ainda não é totalmente compreendido. Se ele ficar aflito
quando não sabe ‘a resposta correta’, essa ansiedade pode impedir a exploração mais
completa do problema.”
(David Carraher, Senso Crítico).
O autor quer dizer que o pensador crítico
(A) precisa tolerar respostas corretas.
(B) nunca sabe a resposta correta.
(C) precisa gostar dos estados em que não sabe a resposta correta.
(D) que não fica aflito explora com mais dificuldades os problemas.
(E) não deve tolerar estados cognitivos de conflito.
Resolução
Evidente que o texto indica que o pensador crítico precisa gostar (estar à vontade) dos estados em
que não sabe a resposta correta.
Gabarito: Alternativa C

24. Continuando a seqüência 47, 42, 37, 33, 29, 26, ... , temos
(A) 23.
(B) 22.
(C) 21.
(D) 24.
(E) 25.
Resolução

Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.


Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.

Gabarito: Alternativa A

25. As cinco alternativas abaixo representam planificações de um cubo. Levando-se em


conta que em um dado a soma dos pontos marcados nas faces opostas é 7, a única
alternativa que representa a planificação do dado é

Resolução
O único diagrama possível é o C
Gabarito: Alternativa C

INSTRUÇÃO: Para responder às questões de nº 26 e 27, observe, abaixo, partes de uma


figura separadas. Assinale a alternativa que corresponde à figura formada pela junção
dessas partes.

26.

Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.


Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.

Resolução
Basta desenhar as peças nas posições abaixo:

Gabarito: Alternativa A

27.

Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.


Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.

Resolução
Questão muito fácil, pois a única opção que possui 5 peças, sendo 4 delas triângulos é a E.

Gabarito: Alternativa E

28. As rosas são mais baratas do que os lírios. Não tenho dinheiro suficiente para comprar
duas dúzias de rosas. Logo,
(A) tenho dinheiro suficiente para comprar uma dúzia de rosas.
(B) não tenho dinheiro suficiente para comprar uma dúzia de rosas.
(C) não tenho dinheiro suficiente para comprar meia dúzia de lírios.
(D) não tenho dinheiro suficiente para comprar duas dúzias de lírios.
(E) tenho dinheiro suficiente para comprar uma dúzia de lírios.
Resolução
Ora se não tenho dinheiro para comprar 2 dúzias de rosas, é evidente que não poderei comprar 2
dúzias de livros, pois é mais caro.
Gabarito: Alternativa D

29. Todo A é B, e todo C não é B, portanto,


(A) algum A é C.
(B) nenhum A é C.
(C) nenhum A é B.
(D) algum B é C.
(E) nenhum B é A.
Resolução
Basta ver que

Logo nenhum A é C
Gabarito: Alternativa B

INSTRUÇÃO: Para responder às questões de nº 30 e 31, observe cada série de figuras. Veja
que, ao final de cada série, há espaço para ser colocada mais uma figura. Abaixo de cada
uma das séries você encontrará cinco figuras. Escolha a que completa corretamente a série
e assinale a alternativa correta.

30.

Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.


Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.

Resolução
Observe que pela simetria do problema a única alternativa coerente é

Gabarito: Alternativa D

31.

Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.


Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.

Resolução
Fazendo a mesma rotação nos desenhos dados a alternativa mais coerente é E.

Gabarito: Alternativa E

INSTRUÇÃO: Utilize o texto a seguir para responder às questões de nº 32 e 33.


“O primeiro impacto da nova tecnologia de aprendizado será sobre a educação universal.
Através dos tempos, as escolas, em sua maioria, gastaram horas intermináveis tentando
ensinar coisas que eram melhor aprendidas do que ensinadas, isto é, coisas que são
aprendidas de forma comportamental e através de exercícios, repetição e feedback.
Pertencem a esta categoria todas as matérias ensinadas no primeiro grau, mas também
muitas daquelas ensinadas em estágios posteriores do processo educacional. Essas
matérias - seja ler e escrever, aritmética, ortografia, história, biologia, ou mesmo matérias
avançadas como neurocirurgia, diagnóstico médico e a maior parte da engenharia - são
melhor aprendidas através de programas de computador. O professor motiva, dirige,
incentiva. Na verdade, ele passa a ser um líder e um recurso.
Na escola de amanhã os estudantes serão seus próprios instrutores, com programas de
computador como ferramentas. Na verdade, quanto mais jovens forem os estudantes, maior
o apelo do computador para eles e maior o seu sucesso na sua orientação e instrução.
Historicamente, a escola de primeiro grau tem sido totalmente intensiva de mão-de-obra. A
escola de primeiro grau de amanhã será fortemente intensiva de capital.
Contudo, apesar da tecnologia disponível, a educação universal apresenta tremendos
desafios. Os conceitos tradicionais de educação não são mais suficientes. Ler, escrever e
aritmética continuarão a ser necessário como hoje, mas a educação precisará ir muito além
desses itens básicos. Ela irá exigir familiaridade com números e cálculos; uma
compreensão básica de ciência e da dinâmica da tecnologia; conhecimento de línguas
estrangeiras. Também será necessário aprender a ser eficaz como membro de uma
organização, como empregado.
(Peter Drucker, A sociedade pós-capitalista).

32. Para Peter Drucker, o ensino de matérias como aritmética, ortografia, história e biologia.
(A) deve ocorrer apenas no primeiro grau.
(B) deve ser diferente do ensino de matérias como neurocirurgia e diagnóstico médico.
(C) será afetado pelo desenvolvimento da informática.
(D) não deverá se modificar, nas próximas décadas.
(E) deve se dar através de meras repetições e exercícios.
Resolução
Conclusão simples do texto.
Gabarito: Alternativa C

33. Para o autor, neste novo cenário, O computador


(A) terá maior eficácia educacional quanto mais jovem for o estudante.
(B) tende a substituir totalmente o professor em sala de aula.

Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.


Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.

(C) será a ferramenta de aprendizado para os professores.


(D) tende a ser mais utilizado por médicos.
(E) será uma ferramenta acessória na educação.
Resolução
Conclusão simples do texto.
Gabarito: Alternativa A

34. Observe a seqüência de triângulos eqüiláteros:

Esses números, associados a cada um desses triângulos, são chamados de números


triangulares. Desse modo, podemos dizer que o oitavo número dessa seqüência é
(A) 45.
(B) 36.
(C) 32.
(D) 28.
(E) 21.
Resolução

Gabarito: Alternativa B

35. Observe a figura abaixo e verifique que a faixa é formada por três linhas de
quadradinhos, em que a primeira e terceira linhas são formadas apenas por quadradinhos
brancos. A segunda linha alterna quadradinhos brancos com quadradinhos pretos.

O número de quadradinhos brancos necessários para formar uma faixa completa, de acordo
com a figura, mas contendo 60 quadradinhos pretos é
(A) 292.
(B) 297.
(C) 300.
(D) 303.
(E) 480.
Resolução
Vamos analisar a cada 2 colunas:
Quadrinhos Totais (até): 6, 12, 18, ....., 360
Quadrinhos Pretos (até): 1, 2, 3, ......, 60
Logo, teremos: 360 – 60 + 3 = 303
Gabarito: Alternativa D

36. Assinale a alternativa em que se chega a uma conclusão por um processo de dedução.
(A) Vejo um cisne branco, outro cisne branco, outro cisne branco ... então todos os cisnes são
brancos.
(B) Vi um cisne, então ele é branco.
(C) Todos os cisnes são brancos, então este cisne é branco.
(D) Vi dois cisnes brancos, então outros cisnes devem ser brancos.
(E) Todos os cisnes são brancos, então este cisne pode ser branco.
Resolução
O único argumento dedutivo é “Todos os cisnes são brancos, então, este cisne é branco”.
Gabarito: Alternativa C

Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.


Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.

37. Se os tios de músicos sempre são músicos, então


(A) os sobrinhos de não músicos nunca são músicos.
(B) os sobrinhos de não músicos sempre são músicos.
(c) os sobrinhos de músicos sempre são músicos.
(D) os sobrinhos de músicos nunca são músicos.
(e) os sobrinhos de músicos quase sempre são músicos.
Resolução
“Tios de músicos sempre são músicos” é equivalente a “Se sobrinho é músico então o tio é músico”
que também é equivalente a “Se tio não é músico então sobrinho não é músico”, isto é, “Sobrinho
de não músico nunca são músicos”.
Gabarito: Alternativa A

38. Cátia é mais gorda do que Bruna. Vera é menos gorda do que Bruna. Logo,
(A) Vera é mais gorda do que Bruna
(B) Cátia é menos gorda do que Bruna.
(C) Bruna é mais gorda do que Cátia.
(d) Vera é menos gorda do que Cátia.
(E) Bruna é menos gorda do que Vera.
Resolução

Gabarito: Alternativa D

39. O paciente não pode estar bem e ainda ter febre. O paciente está bem. Logo, o paciente
(A) tem febre e não está bem.
(B) tem febre ou não está bem.
(C) tem febre.
(D) não tem febre.
(E) não está bem.
Resolução
Evidente que se o paciente está bem então não tem febre.
Gabarito: Alternativa D

40. Todo cavalo é um animal. Logo,


(A) toda cabeça de animal é cabeça de cavalo.
(B) toda cabeça de cavalo é cabeça de animal.
(C) todo animal é cavalo.
(D) nem todo cavalo é animal.
(E) nenhum animal é cavalo.
Resolução
Mantendo a relação dada, toda a cabeça de cavalo é cabeça de animal.
Gabarito: Alternativa B

Prova de 2002
joselias@uol.com.br

1. Apresentam-se abaixo diferentes aspectos de um mesmo dado. São faces opostas neste dado:

a) D e C
b) A e C
c) B e E

Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.


Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.

d) B e D
e) A e D
Solução:
Esta questão está anulada, pois possui mais de uma opção correta. Observe no esquema
abaixo.
F
E B C D
A

F
D
B C E
A
Questão Anulada

2. Complete a seqüência:

Solução:
Evidente que devemos observar o padrão seguinte: primeiramente ocorre uma
rotação geral da figura toda. Após a primeira rotação há uma segunda rotação apenas da
seta maior no mesmo.
Opção correta: E
3. Cinco pessoas estão ordenadas de forma que Maria está antes de Paula, Cláudia está entre
João e Sérgio, João está depois de Maria. Assinale a ordem que é impossível:
a) MJCPS b) MPJCS c) SCMPJ d) MJSCP e) SCMJP
Solução:
Questão facilmente respondida através de uma análise das opções. Observe que se
Cláudia está entre João e Sérgio, a opção D) MJSCP é impossível.
Opção correta: D

4. Preencha adequadamente os dois espaços, escolhendo, para o primeiro, a palavra a que


corresponde um número, e para o segundo, uma letra:
.....................................está para pé, assim como cotovelo está para.......................
1. Pena
2. Coxa
3. Joelho
4. Calcanhar

a) Mão

Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.


Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.

b) Polegar
c) Ombro
d) Dedos

a) 1 A b) 2C c) 3 A d) 4C e) 2D
Solução:
Evidente: “joelho está para pé assim como cotovelo está para mão”. Logo a resposta é 3A.
Opção correta: C

5. Os quadradinhos que continuariam o painel sem quebrar a harmonia do desenho seriam:

Solução:

Opção correta: E

6. Doze pessoas fizeram um passeio no qual gastaram R$ 660,00. Como os rapazes haviam
combinado pagar as despesas, a parte que coube a cada um ficou aumentada de R$ 77,00.
Assinale a afirmação correta:
a) O número de moças era maior que o de rapazes
b) O número de rapazes era maior que o de moças
c) O número de rapazes e moças era o mesmo
d) Havia apenas uma moça a mais que rapazes
e) Havia apenas um rapaz a mais que moças
Solução:
660
Seja x o número de moças. A parcela de cada pessoa seria: = R$55, 00 .
12

Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.


Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.

Logo, cada rapaz pagou 77 + 55 = R$ 132,00. Portanto, o número de rapazes será:


660
= 5 rapazes. Concluímos facilmente que o número de moços é x = 12 – 5 ⇒ x = 7 moças.
132
Isto é, o número de moças é maior que o de rapazes.
Opção correta: A

7. Se os pais de filhos loiros sempre são loiros, então:


a) Os filhos de não loiros nunca são loiros
b) Os filhos de não loiros sempre são loiros
c) Os filhos de loiros sempre são loiros
d) Os filhos de loiros nunca são loiros
e) Os pais de filhos loiros nem sempre são loiros
Solução:
Seja: PL – pai loiro FL – filho loiro
“Se pais de filhos loiros sempre são loiros”, temos:

PL

FL

FL ⇒ PL

“Se o filho é loiro, então o pai é loiro”. Isto é equivalente a contra positiva: ∼ PL ⇒ ∼ FL.
“Se o pai não é loiro, então o filho não é loiro”, isto é: “filhos de não loiros, nunca são
loiros”.
Opção correta: A

8. Fernando, Paulo e José são três amigos. Um deles é casado, outro é divorciado e outro é viúvo,
não necessariamente nessa ordem. Apenas uma das afirmações abaixo é verdadeira:
Fernando é divorciado
José é viúvo
Paulo não é casado
Assim, é possível que Fernando, Paulo e José sejam, respectivamente:
a) Viúvo, casado, divorciado
b) Divorciado, casado, viúvo
c) Viúvo, divorciado, casado
d) Casado, divorciado, viúvo
e) Divorciado, viúvo, casado
Solução:
Ι - Fernando é divorciado.
ΙΙ- José é viúvo.
ΙΙΙ- Paulo não é casado.
Suponhamos que somente a afirmação Ι “Fernando é divorciado” é verdadeira. Isto implica
que ΙΙ e ΙΙΙ são falsas, logo, Paulo é casado e José só pode ser viúvo, que é uma contradição, pois
ΙΙ tem que ser falsa.
Suponhamos que somente a afirmação ΙΙ “José é viúvo”. Isto implica que Ι e ΙΙΙ são falsas.
Logo, Paulo é casado e Fernando só pode ser divorciado, que é uma contradição pois Ι é falsa.
Concluímos que somente ΙΙΙ é verdadeira, isto é, Paulo não é casado. Assim, teremos dois
casos possíveis:
a) Paulo viúvo, José divorciado, Fernando casado.
b) Paulo divorciado, José casado, Fernando viúvo.
Opção correta: C

9. Indique a alternativa em que as proposições,formam um conjunto inconsistente:

Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.


Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.

a) Se o avião tem problema de motor, então pousa em Campinas. Se o avião não tem problema de
motor, então pousa em Bauru. O avião não pousa em Campinas.
b) Se o avião tem problema de motor, então pousa em Capinas. Se o avião não tem problema de
motor, então pousa em Bauru. O avião pousa em Bauru.
c) Se o avião tem problema de motor, então não pousa em Campinas. Se o avião não tem
problema de motor, então pousa em Bauru. O avião não pousa em Campinas.
d) Se o avião tem problema de motor, então pousa em Campinas. Se o avião não tem problema de
motor, então pousa em Bauru. O avião não pousa em Campinas nem em Bauru.
e) Se o avião tem problema de motor, então não pousa em Campinas. Se o avião não tem
problema de motor, então não pousa em Bauru. O avião pousa em Campinas.
Solução:
Questão fácil, pois a inconsistência está clara na opção D.
Opção correta: D

10. Assinale o argumento indutivo que estabelece sua conclusão de modo mais forte:
a) Os livros em oferta custam entre 10 e 40 reais. Logo, este livro em oferta custa entre 20 e 30
reais.
b) Os livros em oferta custam entre 10 e 40 reais. Logo, este livro em oferta custa entre 10 e 30
reais.
c) Os livros em oferta custam entre 5 e 50 reais. Logo, este livro em oferta custa entre 20 e 25
reais.
d) Os livros em oferta custam entre 10 e 50 reais. Logo, este livro em oferta custa entre 15 e 30
reais.
e) Os livros em oferta custam entre 10 e 50 reais. Logo, este livro em oferta custa entre 10 e 20
reais.
Solução:
A premissa que estabelece com maior probabilidade a relação com a conclusão do argumento
indutivo é B.
Opção correta: B

11. Todos os diplomatas são gordos.


Nenhum gordo sabe nadar. Segue-se que:
a) Algum diplomata não é gordo
b) Algum diplomata sabe nadar
c) Nenhum diplomata sabe nadar
d) Nenhum diplomata é gordo
e) Algum gordo sabe nadar
Solução:
Seja: D = Diplomata G = Gordos N = Sabe nadar
Logo pelo diagrama lógico temos:

G N

Portanto nenhum D é N. Isto é, “Nenhum diplomata sabe nadar”


Opção correta: C

12. Meu salário cobrirá as despesas somente se eu economizar. Segue-se que:


a) Meu salário não cobrirá as despesas somente se eu não economizar
b) Meu salário não cobrirá as despesas somente se eu economizar
c) Meu salário cobrirá as despesas se eu não economizar
d) Se eu economizar, meu salário cobrirá as despesas
e) Se eu não economizar, meu salário não cobrirá as despesas

Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.


Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.

Solução:
“Meu salário cobrirá as despesas somente se eu economizar” Logo, economizar é
condição necessária para o salário cobrir as despesas. Deste modo, “meu salário cobrir as
despesas ⇒ eu economizo”. Deste modo, pela contra-positiva temos: se eu não economizar então
meu salário não cobrirá as despesas.
Opção correta: E

13. Luiz, Mário e Heitor são amigos e dois fatos são conhecidos a respeito deles (1) ou Luiz ou
Mário é o mais velho dos três. (2) Ou Heitor é o mais velho ou Luiz é o mais jovem. Pode-se
concluir que:
a) Heitor é o mais velho é Mario é o mais jovem
b) Luiz é o mais velho e Mário é o mais jovem
c) Mário é o mais velho e Heitor é o mais jovem
d) Heitor é o mais velho e Luiz é o mais jovem
e) Mário é o mais velho e Luiz é o mais jovem
Solução:
1- Ou Luiz ou Mário é o mais velho dos três.
2- Ou Heitor é o mais velho, ou Luiz é o mais jovem.
Suponhamos que as duas premissas são verdadeira. Então Luiz não pode ser o mais
velho, pois teríamos a proposição 2 nunca seria verdadeira. Sendo assim, pela proposição 1, o
mais velho só pode ser o Mário, e conseqüentemente o mais jovem tem que ser o Luiz.
Opção correta: E

14. Um julgamento envolveu três réus. Cada um dos três acusou um dos outros dois. Apenas um
deles é culpado. O primeiro réu foi o único que disse a verdade. Se cada um deles (modificando
sua acusação) tivesse acusado alguém diferente, mas não a si mesmo, o segundo réu teria sido o
único a dizer a verdade. Conclui-se que:
a) O primeiro réu é inocente e o segundo é culpado
b) O primeiro réu é inocente e o terceiro é culpado
c) O segundo réu é inocente e o primeiro é culpado
d) O terceiro réu é inocente e o primeiro é culpado
e) O terceiro réu é inocente e o segundo é culpado
Solução:
No primeiro caso, como cada um acusou um dos outros dois, e o primeiro foi o único que
disse a verdade, concluímos que o primeiro é inocente.
No segundo caso, concluímos geralmente que o segundo réu é inocente. Logo, o culpado
é o terceiro réu.
Opção correta: B

15. Considere três pares de bolas: duas brancas (B1 e B2), duas pretas (P1 e P2) e duas
vermelhas (V1 e V2). Em cada par, uma bola é mais pesada que a outra. Além disso, as bolas
mais pesadas têm o mesmo peso e as mais leves também. Você dispõe de uma balança de pratos
e pode realizar apenas duas pesagens para identificar qual é a bola
mais pesada e qual é a mais leve em cada um dos três pares. Suponha que, na primeira pesagem,
as bolas B1 e P1 sejam colocadas em um dos pratos da balança e as bolas B2 e V1 em outro.
Suponha ainda que haja equilíbrio, ou seja, que o peso das bolas B1 e P1 juntas seja igual ao das
bolas B2 e V1 juntas. Na segunda pesagem, foram comparados os pesos das bolas P1 e V1 e se
constatou que P1 é mais pesada que V1. Pode-se concluir que:
a) B1 é mais pesada que B2, P1 é mais pesada que P2 e V1 é mais leve que V2
b) B1 é mais leve que B2, P1 é mais pesada que P2 e V1 é mais leve que V2
c) B1 é mais leve que B2, P1 é mais pesada que P2 e V1 é mais pesada que V2
d) B1 é mais pesada que B2, P1 é mais pesada que P2 e V1 é mais pesada que V2
e) B1 é mais pesada que B2, P1 é mais leve que P2 e V1 é mais leve que V2
Solução:
Das duas pesada temos:
1ª pesada: B1 + P1 = B2 + V1 (1)
2ª pesada : P1 > V1 (2)

Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.


Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.

De (2) temos: P1 – pesada P2 – leve V1 – leve V2 – pesada


De (1) e (2) temos B1 < B2, isto é, B1 – leve e B2 – pesada.
Opção correta: B

16. Considerando a situação anterior, suponha agora que na primeira pesagem, constante-se que
as bolas B1 e P1 juntas são mais pesadas que as bolas B2 e V1 juntas, fazendo descer o prato
com B1 e P1. Suponha que, na segunda pesagem, B1 e B2 juntas sejam mais pesadas que P1 e
V1 juntas. Pode-se então concluir que:
a) B1 é mais pesada que B2, P1 é mais leve que P2 e V1 é mais leve que V2
b) B1 é mais leve que B2, P1 é mais leve que P2 e V1 é mais pesada que V2
c) B1 é mais leve que B2, P1 é mais pesada que P2 e V1 é mais leve que V2
d) B1 é mais pesada que B2, P1 é mais pesada que P2 e V1 é mais leve que V2
e) B1 é mais leve que B2, P1 é mais pesada que P2 e V1 é mais pesada que V2
Solução:
Das duas pesadas temos:
1ª pesada: B1 +P1 > B2 + V1
2ª pesada: B1 + B2 > P1 + V1
De (2) concluímos que:
P1 – leve P2 – pesada V1 – leve V2 – pesada
De (1) e (2) temos:
B1 > B2 B1 – pesada B2 - leve
Opção correta: A

Armando, Bruno, Cristóvão e Diogo são quatro artistas talentosos. Um deles é pintor, outro
é dançarino, outro é cantor e outro é escritor, não necessariamente nessa ordem. Sabe-se
que:
(1) Armando e Cristóvão assistiram ao show do cantor.
(2) Quando jovens, Bruno e o escritor foram retratados pelo pintor.
(3) O escritor, já escreveu uma biografia de Diogo, planeja escrever uma biografia de
Armando.
(4) Armando nunca conheceu Cristóvão.

Para a resolução das questões de 77 até 80, usaremos a tabela abaixo montada com os
dados do texto

17. Segue-se que:


a) Armando é o pintor
b) Bruno é o pintor
c) Cristóvão é o pintor
d) Diogo é o pintor
e) Armando é o escritor
Solução:
Consultando o quadro da tabela fornecida:

temos que: “Diogo é pintor”. Opção correta:D

18. Pode-se ainda concluir que:


a) Armando é o cantor

Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.


Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.

b) Bruno é o cantor
c) Cristóvão é o cantor
d) Diogo é o cantor
e) Cristóvão é o dançarino
Solução:
Consultando o quadro da tabela fornecida:

temos que: “Bruno é cantor”. Opção correta: B

19. Pode-se também inferir que:


a) Armando é o escritor
b) Bruno é o escritor
c) Cristóvão é o escritor
d) Diogo é o escritor
e) Bruno é o pintor
Solução:
Consultando o quadro da tabela fornecida:

temos que: “Cristóvão é escritor”. Opção correta: C

20. E ainda pode-se extrair a conclusão de que:


a) Armando é o dançarino
b) Bruno é o dançarino
c) Cristóvão é o dançarino
d) Diogo é o dançarino
e) Diogo é o cantor
Solução:
Consultando o quadro da tabela fornecida:

temos que: “Armando é o dançarino”. Opção correta:A

Professor Joselias
joselias@uol.com.br
(011)9654-1153
HD VIRTUAL – SENHA: joselias
http://discovirtual.uol.com.br/disco_virtual/joselias/Apostilas
Boa Sorte!

Provas Resolvidas do Fiscal do ICMS/SP-1997-2002 – Professor Joselias.

Você também pode gostar