Você está na página 1de 6

PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA

Prova 315 | Ensino Secundário | 2020


12.º Ano de Escolaridade

Despacho Normativo n.º 3-A/2020

PROVA ESCRITA
Critérios de Classificação 6 Páginas
___________________________________________________________________________________

Prova 315 | Página 1/ 7


CRITÉRIOS GERAIS DE CLASSIFICAÇÃO

A classificação a atribuir a cada resposta resulta da aplicação dos critérios gerais e dos critérios específicos
apresentados para cada item e é expressa por um número inteiro.

A ausência de indicação inequívoca da versão da prova implica a classificação com zero pontos das
respostas aos itens de escolha múltipla.

As respostas ilegíveis ou que não possam ser claramente identificadas são classificadas com zero pontos.

Em caso de omissão ou de engano na identificação de uma resposta, esta pode ser classificada se for
possível identificar inequivocamente o item a que diz respeito.

Se for apresentada mais do que uma resposta ao mesmo item, só é classificada a resposta que surgir em
primeiro lugar.

ITENS DE SELEÇÃO
Nos itens de escolha múltipla, a cotação do item só é atribuída às respostas que apresentem de forma
inequívoca a opção correta. Todas as outras respostas são classificadas com zero pontos.

Nas respostas aos itens de escolha múltipla, a transcrição do texto da opção escolhida é considerada
equivalente à indicação da letra correspondente.

ITENS DE CONSTRUÇÃO

Resposta curta

Nos itens de resposta curta, são atribuídas pontuações às respostas total ou parcialmente corretas, de
acordo com os critérios específicos.

As respostas que contenham elementos contraditórios são classificadas com zero pontos.

As respostas em que sejam utilizadas abreviaturas, siglas ou símbolos não claramente identificados são
classificadas com zero pontos.

Prova 315 | Página 2/ 6


Resposta restrita

Nos itens de resposta restrita, os critérios de classificação apresentam-se organizados por níveis de
desempenho ou por etapas. A cada nível de desempenho e a cada etapa corresponde uma dada pontuação.

Caso as respostas contenham elementos contraditórios, os tópicos que apresentem esses elementos não são
considerados para efeito de classificação e as etapas que apresentem esses elementos são pontuadas com
zero pontos.

Nos itens que envolvam a produção de um texto, a classificação das respostas tem em conta a
organização dos conteúdos e a utilização de linguagem científica adequada.

A classificação das respostas aos itens que envolvem a realização de cálculos, cujos critérios se
apresentam organizados por etapas, resulta da soma das pontuações atribuídas às etapas apresentadas, à
qual podem ser subtraídos pontos em função dos erros cometidos.

Na classificação das respostas aos itens que envolvem a realização de cálculos, consideram-se dois tipos de
erros:

Erros de tipo 1 – erros de cálculo numérico, transcrição incorreta de valores numéricos na resolução,
conversão incorreta de unidades, desde que coerentes com a grandeza calculada, ou apresentação de
unidades incorretas no resultado final, também desde que coerentes com a grandeza calculada.

Erros de tipo 2 – erros de cálculo analítico, ausência de conversão de unidades (qualquer que seja o número
de conversões não efetuadas, contabiliza-se apenas como um erro de tipo 2), ausência de unidades no
resultado final, apresentação de unidades incorretas no resultado final não coerentes com a grandeza
calculada e outros erros que não possam ser considerados de tipo 1.

À soma das pontuações atribuídas às etapas apresentadas deve(m) ser subtraído(s):

• 1 ponto se forem cometidos apenas erros de tipo 1, qualquer que seja o seu número.

• 2 pontos se for cometido apenas um erro de tipo 2, qualquer que seja o número de erros de tipo 1
cometidos.

• 4 pontos se forem cometidos mais do que um erro de tipo 2, qualquer que seja o número de erros de tipo 1
cometidos.

Os erros cometidos só são contabilizados nas etapas que não sejam pontuadas com zero pontos.

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE CLASSIFICAÇÃO


Prova 315 | Página 3/ 6
GRUPO I

1.1. y  x 2  2x  1 (SI) ……………………………………………………………………………. 12 pontos

1.2. Versão 1 – (D); Versão 2 – (C); 8 pontos

1.3. Etapas de resolução: 12 pontos

Determinação da expressão da velocidade


  
v  2 ex  8 t ey (m s 1 )
…………………………………………………………….... 4 pontos

Cálculo da velocidade da partícula no instante t = 2,0 s


  
v 2,0  2 ex  16 ey (m s 1 )
…………………………….……………………..…….… 4 pontos

Cálculo do módulo da velocidade da partícula no instante t = 2,0 s



v 2,0  16 m s1
………………………….………………………………..…………… 4 pontos

1.4. Versão 1 – (B); Versão 2 – (D); 8 pontos

2.1.1. Etapas de resolução: 12 pontos



 vx
vy 
Identificação, naquele instante, da relação tan37 ……………..………….. 2 pontos
   1
v  v0 v y  8 m s
Cálculo de, identificando x , , …………………………...…... 5 pontos
  
v  6 ex  8 ey (m s 1 )
Expressão da velocidade …………………………...……. 5 pontos

2.1.2. Etapas de resolução: 12 pontos

Identificação, naquele instante, da relação an  g sin37 ……………..………….. 3 pontos


2
Cálculo de an  6,0 m s , ……………………………………………………...……. 3 pontos

Cálculo do raio de curvatura, R  17 m ……………………………………………. 6 pontos

2.2. Versão 1 – (A); Versão 2 – (B); 8 pontos


   
3.1. Como  F ext  0  psist  p'sist
, atendendo a que a colisão é a uma dimensão, temos: 8 pontos

mQ
mP v P  mP v P'  mQ v Q'  20,0 mP  10,0 mP  2,0 mQ   15
mP

O coeficiente de restituição é dado por:


3.2. 12 pontos
v ' v'
e Q P
vP  vQ

Prova 315 | Página 4/ 6


De acordo com os dados, é:
2,0  10,0
e  e  0,60
20,0  0 …………….……………………………………………... 8 pontos

Como 0  e  1 , conclui-se que a colisão é inelástica…………………………..… 4 pontos

3.3. Versão 1 – (C); Versão 2 – (A); 8 pontos

GRUPO II

1.1. Versão 1 – (D); Versão 2 – (C); 8 pontos

1.2. Etapas de resolução: 10 pontos

 RT  h 
3

Τ  2π
G MT
Dedução da expressão ………………………………………… 8 pontos

Substituição e cálculo de Τ  5,8 h …………………………….…………………… 2 pontos

1.3. Versão 1 – (A); Versão 2 – (D); 8 pontos

2.1. Versão 1 – (C); Versão 2 – (D); 8 pontos

2.2.1. Epe  e  VB  VA  8 pontos


Epe  3,52  1017 J
Substituindo pelos valores é

2.2.2. Etapas de resolução: 14 pontos

Relaciona o trabalho da força elétrica com a variação da energia



W (Fe )   Epe
potencial elétrica ……………………………………………………. 4 pontos

Relaciona o trabalho da força elétrica com a variação da energia cinética do eletrão:


 
W (Fg ) W (Fe )
Como , dado o valor muito pequeno da massa do eletrão,

 2 Epe
W (Fe )  Ec  v 
é: m ……………………………………………………… 6 pontos

1
Cálculo de v ( v  8,79  10 m s ) ………………………………………….…….. 4 pontos
6

3.1. Versão 1 – (A); Versão 2 – (B); 8 pontos

3.2. Versão 1 – (B); Versão 2 – (A); 8 pontos

3.3. Neste caso, o trabalho realizado pela força magnética é sempre nulo, pois a força é 8 pontos

Prova 315 | Página 5/ 6


perpendicular ao deslocamento.

GRUPO III

1.1. W0  6,42  10 19 J 8 pontos

1.2. Etapas de resolução: 12 pontos

18
Cálculo da energia da radiação ( Erad  1,32  10 J ) ……………………..…… 4 pontos

19
Cálculo da energia cinética dos eletrões ( Ec  6,84  10 J ) ………………… 4 pontos

1
Cálculo de v ( v  1,23  10 m s ) ………………..……………………………….. 4 pontos
6

COTAÇÕES

Grupo Item

Cotação (em pontos)

I 1.1. 1.2. 1.3. 1.4. 2.1.1. 2.1.2. 2.2. 3.1. 3.2. 3.3.

12 8 12 8 12 12 8 8 12 8 100

II 1.1. 1.2. 1.3. 2.1. 2.2.1. 2.2.2. 3.1. 3.2. 3.3.

8 10 8 8 8 14 8 8 8 80

III 1.1. 1.2.

8 12 20

TOTAL 200

Prova 315 | Página 6/ 6