Você está na página 1de 15

www.professorferretto.com.

br
ProfessorFerretto ProfessorFerretto

Fatores que Influenciam a Fotossíntese, Fotossíntese Bacteriana e


Quimiossíntese

01 – (Uel) Analise a figura a seguir. 03 – (Uema) A fotossíntese é um processo físico-


químico, em nível celular, realizado pelos seres vivos
clorofilados, que utilizam dióxido de carbono e água
para obter glicose através da energia da luz solar. A
fotossíntese inicia a maior parte das cadeias
alimentares na Terra. Sem ela, os animais e muitos
outros seres heterotróficos seriam incapazes de
sobreviver porque a base da sua alimentação estará
sempre nas substâncias orgânicas proporcionadas
pelas plantas verdes. Ao nos alimentarmos, parte das
substâncias orgânicas produzidas na fotossíntese
Qual das curvas sugeridas, na figura, representa a entram na nossa constituição celular, enquanto outras
variação da fixação de CO2 em relação à temperatura (os nutrientes energéticos) fornecem a energia
para uma planta submetida a uma intensidade necessária às nossas funções vitais, como o
luminosa constante? crescimento e a reprodução. Além do mais, ela fornece
a) A. oxigênio para a respiração dos organismos aeróbicos.
b) B. A fotossíntese é o principal processo de transformação
c) C. de energia na Biosfera, essencial para a manutenção da
d) D. vida na Terra, porém, muitos fatores do ambiente
e) E. podem afetar as taxas de fotossíntese, limitando-as em
diferentes regiões da Terra. Analise as assertivas a
02 – (Fuvest) Mediu-se a taxa de fotossíntese em
seguir.
plantas submetidas a diferentes condições de
temperatura e de luz. Foram utilizadas duas
I. A concentração de dióxido de carbono é geralmente
intensidades luminosas: uma baixa, próxima ao ponto
o fator limitante da fotossíntese para as plantas
de compensação fótico (representada nos gráficos por
terrestres, em geral, devido a sua baixa concentração
linha interrompida), e outra alta, bem acima do ponto
na atmosfera, que é em torno de 0,04%.
de compensação fótico (representada nos gráficos por
II. Para a maioria das plantas, a temperatura ótima para
linha contínua). Qual dos gráficos representa melhor os
os processos fotossintéticos está entre 30 e 38 °C.
resultados obtidos?
Acima dos 45°C, a velocidade da reação decresce, pois
cessa a atividade enzimática.
III. A água é fundamental como fonte de hidrogênio
para a produção da matéria orgânica. Em regiões secas,
as plantas têm a água como um grande fator limitante.
IV. A disponibilidade de água e as temperaturas podem
afetar a fotossíntese e modificar a morfologia foliar.

São corretas as assertivas


a) I, II e III, apenas.
b) II e III, apenas.
c) I, II, III e IV.
d) I e III, apenas.
e) II e IV, apenas.

1
04 – (Fuvest) Considere um aquário tampado contendo 05 – (Unp) Se uma planta for submetida a uma
apenas água e plantas aquáticas, em grande intensidade de luz de modo que atinja o seu ponto de
quantidade, e iluminado somente por luz solar. O compensação fótico e permaneça nele por um curto
gráfico que melhor esboça a variação de pH da água em período de tempo, pode-se esperar que:
função do horário do dia, considerando que os gases a) o volume de gás oxigênio produzido na fotossíntese
envolvidos na fotossíntese e na respiração das plantas seja maior que o volume desse gás consumido na
ficam parcialmente dissolvidos na água, é: respiração.
a) b) o volume de gás oxigênio produzido na fotossíntese
seja igual ao volume desse gás consumido na
respiração.
c) o volume de gás oxigênio produzido na fotossíntese
seja menor que o volume desse gás consumido na
respiração.
d) o volume de dióxido de carbono produzido pela
planta seja bem inferior à quantidade de oxigênio
b) consumido por ela.

06 - (Fuvest) Em determinada condição de


luminosidade (ponto de compensação fótico), uma
planta devolve para o ambiente, na forma de gás
carbônico, a mesma quantidade de carbono que fixa,
c) na forma de carboidrato, durante a fotossíntese. Se o
ponto de compensação fótico é mantido por certo
tempo, a planta
a) morre rapidamente, pois não consegue o
suprimento energético de que necessita.
b) continua crescendo, pois mantém a capacidade de
retirar água e alimento do solo.
c) continua crescendo, pois mantém a capacidade de
d) armazenar o alimento que sintetiza.
d) continua viva, mas não cresce, pois consome todo o
alimento que produz.
e) continua viva, mas não cresce, pois perde a
capacidade de retirar do solo os nutrientes de que
necessita.

07 - (Unicamp) O crescimento das plantas é afetado


e) pelo balanço entre a fotossíntese e a respiração. O
padrão de resposta desses dois importantes processos
fisiológicos em função da temperatura é apresentado
nos gráficos abaixo, relativos a duas espécies de
plantas.

2
Sobre as espécies X e Y, é correto afirmar: Pela análise do gráfico é possível afirmar que
a) A espécie Y não apresenta ganho líquido de carbono a) as taxas de respiração e de fotossíntese aumentam
a 15°C. proporcionalmente à elevação da intensidade
b) As duas espécies têm perda líquida de carbono a luminosa.
45°C. b) as plantas I e II só realizam fotossíntese em
c) A espécie Y crescerá menos do que a espécie X a intensidades luminosas elevadas.
25°C. c) as plantas I e II necessitam das mesmas condições
d) As duas espécies têm ganho líquido de carbono a abióticas para realizar respiração e fotossíntese.
45°C. d) I é uma planta umbrófila e II, uma planta heliófila.
e) I é uma planta heliófila e II, uma planta umbrófila.
08 - (Unesp) Os gráficos apresentam as taxas de
respiração e fotossíntese de uma planta em função da 10 - (Fmj) Em um laboratório montou-se um
intensidade luminosa a que é submetida. experimento a fim de estudar a fotossíntese em
determinada planta. Folhas de igual tamanho foram
colocadas em tubos, hermeticamente fechados,
contendo água e azul de bromotimol, solução
indicadora que apresenta coloração verde em meio
neutro, amarela em meio ácido e azul em meio básico.
Sabe-se que em meio neutro, a concentração CO2 é
normal; em meio ácido, a concentração de CO2 é alta e
em meio básico, é baixa a concentração de CO2.

De acordo com os gráficos e os fenômenos que


representam,
a) no intervalo A-B a planta consome mais matéria
orgânica que aquela que sintetiza e, a partir do ponto Ao final do experimento, traçou-se um gráfico que
B, ocorre aumento da biomassa vegetal. representa a variação das taxas de fotossíntese e
b) no intervalo A-C a planta apenas consome as respiração dessa planta em função da intensidade
reservas energéticas da semente e, a partir do ponto C, luminosa.
passa a armazenar energia através da fotossíntese.
c) a linha 1 representa a taxa de respiração, enquanto
a linha 2 representa a taxa de fotossíntese.
d) no intervalo A-C a planta se apresenta em processo
de crescimento e, a partir do ponto C, há apenas a
manutenção da biomassa vegetal.
e) no intervalo A-B a variação na intensidade luminosa
afeta as taxas de respiração e de fotossíntese e, a partir
do ponto C, essas taxas se mantêm constantes.

09 - (Unifor) O gráfico abaixo representa as taxas de Com relação ao experimento descrito seria correto
respiração e de fotossíntese de duas plantas. afirmar que:
a) A letra A do gráfico, representa a planta que estava
no tubo 1.
I b) O tubo 2 corresponde, no gráfico, à letra B.
Velocidade Fotossíntese
de reação II c) Plantas mantidas no ponto de compensação estão
representadas no gráfico, pela letra C.
I e II - Respiração d) Plantas mantidas no ponto de saturação estão
representadas, no gráfico, pela letra B.
e) Os tubos 1, 2 e 3 correspondem respectivamente, no
Intensidade luminosa gráfico, às letras A, B e C.
3
11 - (Faculdade Albert Einstein) Uma certa solução de A solução aquosa presente nos quatro tubos tem,
coloração rósea, indicadora de pH, torna-se amarela inicialmente, cor vermelha. Observe, na escala abaixo,
em meio ácido e roxa em meio alcalino. Em um a relação entre a cor da solução e a concentração de
experimento, uma quantidade desta solução é dióxido de carbono no tubo.
colocada em tubos de ensaio, que são hermeticamente
fechados por rolhas. No interior de cada tubo coloca-
se uma folha, que fica presa à rolha, conforme
mostrado no esquema abaixo. Alguns desses tubos são
mantidos no escuro (lote A) e outros ficam expostos à
luz (lote B).
Os tubos I e III são iluminados por luz amarela, e os
tubos II e IV por luz azul. Admita que a espécie de alga
utilizada no experimento apresente um único
pigmento fotossintetizante. O gráfico a seguir relaciona
a taxa de fotossíntese desse pigmento em função dos
comprimentos de onda da luz.

Após algum tempo, espera-se que a solução nos tubos


do lote A torne-se
a) amarela, devido à liberação de gás carbônico pela
folha e a do lote B roxa, devido ao consumo de gás
carbônico pela folha.
b) roxa, devido ao consumo de gás carbônico pela folha Após o experimento, o tubo no qual a cor da solução se
e a do lote B amarela, devido à liberação de gás modificou mais rapidamente de vermelha para roxa é
carbônico pela folha. o representado pelo seguinte número:
c) amarela, devido ao consumo de oxigênio pela folha a) I.
e a do lote B roxa, devido à liberação de gás carbônico b) II.
pela folha. c) III.
d) roxa, devido à liberação de oxigênio pela folha e a do d) IV.
lote B amarela, devido à liberação de gás carbônico
pela folha.
13 - (Unifor) O esquema abaixo reproduz uma
12 - (Uerj) Em um experimento, os tubos I, II, III e IV, experiência com dois tipos de organismos: paramécios
cujas aberturas estão totalmente vedadas, são e algas verdes unicelulares. Esses organismos foram
iluminados por luzes de mesma potência, durante o colocados em tubos contendo água do lago de onde
mesmo intervalo de tempo, mas com cores diferentes. foram coletados e mantidos por 8 horas sob iluminação
Além da mesma solução aquosa, cada tubo possui os solar.
seguintes conteúdos:

4
Após esse período, espera-se haver maior acúmulo de 15 - (Unesp) No dia 16 de fevereiro de 2013 terminou
CO2 e de O2, respectivamente, nos tubos. o horário brasileiro de verão. À meia-noite, os relógios
a) I e V. foram atrasados em uma hora.
b) II e IV.
c) II e VI.
d) III e V.
e) V e VI.

14 - (Unesp) Em 2014, os dois equinócios do ano foram


em 20 de março e 23 de setembro. O primeiro solstício
foi em 21 de junho e o segundo será em 21 de
dezembro. Na data do solstício de verão no hemisfério
norte, é solstício de inverno no hemisfério sul, e na
data do equinócio de primavera no hemisfério norte, é
http://portalegrenoticias.blogspot.com.
equinócio de outono no hemisfério sul. A figura
representa esses eventos astronômicos:
Considerando a intensidade da luz solar e os períodos
de claro e escuro no intervalo de 24 horas, é correto
afirmar que, para as plantas do jardim de uma casa na
cidade de São Paulo,
a) ao longo dos 3 meses seguintes, os períodos com luz
se tornaram progressivamente mais longos, o que
implicou em maior eficiência fotossintética e
crescimento dessas plantas.
b) ao longo dos 4 meses seguintes, os períodos com luz
se tornaram progressivamente mais curtos, o que
contribuiu para perda de eficiência fotossintética e
menor produção de matéria orgânica.
c) já no dia 17 de fevereiro, a noite foi mais curta que o
www.infoescola.com. Adaptado. dia e, portanto, essas plantas teriam respirado por um
menor número de horas e realizado fotossíntese por
Considere duas plantas de mesma espécie e porte, um maior número de horas que no dia anterior.
mantidas sob iluminação natural e condições ideais de d) ao longo dos 12 meses seguintes, os períodos claros,
irrigação, uma delas no hemisfério norte, sobre o durante os quais as plantas fazem fotossíntese, se
trópico de Câncer, e a outra em mesma latitude e equivalerão aos períodos escuros, durante os quais as
altitude, mas no hemisfério sul, sobre o trópico de plantas respiram, e ao final de um ano essas plantas
Capricórnio. Considerando os períodos de claro e terão atingido seu ponto de compensação fótica.
escuro nos dias referentes aos equinócios e solstícios, e) já no dia 17 de fevereiro, a noite foi mais longa que
é correto afirmar que: o dia e, portanto, essas plantas teriam respirado por
a) no solstício de verão no hemisfério norte, a planta um maior número de horas e realizado fotossíntese por
nesse hemisfério passará mais horas fazendo um menor número de horas que no dia anterior.
fotossíntese que respirando.
b) no solstício de verão no hemisfério sul, a planta 16 - (Unesp) Gustavo foi contratado para trabalhar
nesse hemisfério passará mais horas fazendo como jardineiro em uma residência na cidade de São
fotossíntese que a planta no hemisfério norte. Paulo. Os proprietários do imóvel exigiram que
c) no equinócio de primavera, as plantas passarão Gustavo mantivesse a grama sempre irrigada e aparada
maior número de horas fazendo fotossíntese que a uma altura específica, o que, dependendo da época
quando no equinócio de outono. do ano, exigiu podas mais ou menos frequentes.
d) no equinócio, as plantas passarão 24 horas fazendo Considerando que o balanço entre taxa de fotossíntese
fotossíntese e respirando, concomitantemente, e taxa de respiração varia ao longo do ano em razão
enquanto no solstício passarão mais horas respirando das diferenças de temperatura, intensidade luminosa e
que em atividade fotossintética. períodos de claro e escuro ao longo das 24 horas do
e) no equinócio, cada uma das plantas passará 12 horas dia, pode-se afirmar corretamente que as podas foram
fazendo fotossíntese e 12 horas respirando.
5
a) mais frequentes entre outubro e dezembro, período a) a eficiência fotossintética de ambas as plantas não
no qual a luminosidade intensa determinou o aumento irá se alterar se o botânico navegar para maiores
da taxa de fotossíntese, mantendo o gramado no seu latitudes, em qualquer sentido.
ponto de compensação fótica. b) a planta do Pará apresentará maior eficiência
b) mais frequentes entre dezembro e fevereiro, fotossintética se o botânico navegar para maiores
período no qual o aumento da intensidade luminosa longitudes, em sentido leste, mas a planta do Gabão
determinou um aumento na taxa de respiração. apresentará eficiência fotossintética diminuída.
c) menos frequentes entre abril e junho, período no c) a planta do Pará apresentará maior eficiência
qual as baixas temperaturas determinaram o aumento fotossintética se o botânico navegar para maiores
da taxa de respiração e colocaram o gramado acima de longitudes, em sentido oeste, mas a planta do Gabão
seu ponto de compensação fótica. apresentará eficiência fotossintética diminuída.
d) menos frequentes entre junho e agosto, período no d) ambas as plantas manterão, aproximadamente, a
qual a diferença entre a taxa de fotossíntese e a taxa mesma eficiência fotossintética se o botânico navegar
de respiração tornou-se menor. para maiores longitudes, tanto em sentido leste
e) menos frequentes entre agosto e outubro, período quanto para oeste.
no qual os dias mais curtos em relação às noites e) ambas as plantas terão a eficiência fotossintética
levaram a uma taxa de fotossíntese abaixo da taxa de aumentada se o botânico navegar para maiores
respiração. latitudes ao norte, mas terão a eficiência fotossintética
diminuída se navegar para o sul.

17 - (Unesp) Suponha a seguinte situação hipotética:


18 - (Unesp) Paulo considerou incoerente afirmar que
Em pleno mês de dezembro, um botânico está em um
as plantas promovem o sequestro de carbono pois,
barco no oceano Atlântico, exatamente no ponto que
quando respiram, as plantas liberam CO2 para a
corresponde à intersecção de duas linhas imaginárias:
atmosfera. Consultando seu professor, Paulo foi
a linha do equador e o meridiano de Greenwich. Na
informado de que a afirmação é
figura, a seta indica esse ponto. No barco, há dois vasos
a) Correta. O tempo durante o qual as plantas respiram
contendo duas plantas da mesma espécie, que foram
é menor que aquele durante o qual realizam a
cultivadas em condições idênticas. Uma delas foi
fotossíntese, o que garante que consumam mais CO2
cultivada no litoral do Pará e, a outra, no litoral do
atmosférico que aquele liberado.
Gabão, ambos os locais cortados pela linha do
b) Correta. O tempo durante o qual as plantas respiram
equador. Suponha que as duas plantas apresentam a
é o mesmo que aquele durante o qual realizam a
mesma eficiência fotossintética e que, partindo do
fotossíntese, contudo, a taxa fotossintética é maior
ponto de intersecção das linhas, o botânico possa se
que a taxa de respiração, o que garante que consumam
deslocar ao longo da linha do equador ou do meridiano
mais CO2 atmosférico que aquele liberado.
de Greenwich.
c) Correta. Embora as plantas respirem por mais tempo
que aquele empregado na fotossíntese, esta permite
que as plantas retenham o carbono que é utilizado na
constituição de seus tecidos.
d) Incorreta. As plantas acumulam carbono apenas
durante seu crescimento. Em sua fase adulta, o tempo
durante o qual respiram é maior que aquele durante o
qual realizam fotossíntese, o que provoca a
reintrodução na atmosfera de todo CO2 que havia sido
incorporado.
e) Incorreta. Além de a respiração e a fotossíntese
Planisfério. A seta indica a intersecção entre a linha do equador e ocorrerem em momentos diferentes e não
o meridiano de Greenwich. coincidentes, o volume de CO2 liberado pela respiração
é o mesmo que o volume de CO2 atmosférico
Com relação à eficiência fotossintética das plantas após consumido pela fotossíntese.
o deslocamento em relação àquela do ponto de
origem, e considerando apenas a variação da
incidência dos raios solares, é correto afirmar que

6
19 - (Uerj) A influência da concentração de CO2 (C) e da 21 – (Ufpr) Foi realizado um experimento para se
intensidade luminosa (I) do ambiente sobre a medir a taxa de oxigênio dissolvido na água em função
capacidade fotossintética (T) de um determinado tipo da presença de macrófitas aquáticas e da taxa de
de planta foi testada em laboratório. Utilizando-se insolação. Tanques contendo esses organismos foram
cinco plantas idênticas, mediu-se T em função de C e I, mantidos em laboratório com condições controladas,
nas condições definidas na tabela. Considere que, com temperatura, pressão e pH constantes. Alguns
quanto maior o índice de cada variável, maior o seu desses organismos foram expostos a condições de
valor numérico. O resultado da experiência leva à luminosidade equivalentes às de um inverno em
conclusão de que a capacidade fotossintética dessa Manaus (AM), enquanto outros foram submetidos a
planta atinge a saturação acima de determinados condições de luminosidade equivalentes às de um
valores de C e I. inverno em Buenos Aires (Argentina). Assinale a
alternativa em que estão mostrados os gráficos com o
CONDIÇÕES T resultado do experimento:
C I a) Condições de insolação de Manaus Condições de insolação de Buenos Aires
C1 I1 T1
C2 I1 T2
C2 I2 T2
C3 I3 T3
C4 I4 T3
b) Condições de insolação de Manaus Condições de insolação de Buenos Aires

Dentre as condições testadas, os valores mínimos de C


e de I que, isoladamente, provocam a saturação, são:
a) C4 e I4.
b) C3 e I3.
c) C4 e I2.
d) C3 e I1. c) Condições de insolação de Manaus Condições de insolação de Buenos Aires

20 - (Uerj) Em um aquário de vidro com algas verdes,


mantido em ambiente tropical, em local aberto e
iluminado apenas pela luz solar, mas fechado com
tampa de vidro a partir do início do teste, registraram-
se, a intervalos de 2 horas, durante 12 horas, as d) Condições de insolação de Manaus Condições de insolação de Buenos Aires
pressões parciais dos gases O2 (PO2) e CO2 (PCO2),
dissolvidos na água. O gráfico abaixo apresenta os
resultados:

e) Condições de insolação de Manaus Condições de insolação de Buenos Aires

22 – (Uece) Considere a reação:


O teste descrito só poderia ter sido iniciado no seguinte
período do dia:
a) meio-dia.
b) meia-noite.
c) fim da tarde. Com relação aos processos de fotossíntese e à reação
d) início da manhã. acima, podemos afirmar corretamente que ela ocorre:
7
a) no estroma. A mudança no estado de oxidação do elemento
b) nos tilacoides e é comum a todos os seres carbono em cada reação e o tipo de organismo em que
fotossintetizantes. a reação ocorre são:
c) apenas nas bactérias fotossintetizantes.
d) nos tilacoides e é restrita às plantas e às I II III
cianobactérias. a) redução; redução; oxidação;
autotrófico. autotrófico. heterotrófico
23 – (Uninta) e autotrófico.
b) oxidação; oxidação; oxidação;
autotrófico. heterotrófico. autotrófico.
c) redução; redução; redução;
autotrófico. heterotrófico heterotrófico
O papel da água na fotossíntese é fornecer hidrogênio
e autotrófico. e autotrófico.
para a transformação do gás carbônico, CO2, em
d) oxidação; redução; oxidação;
glicídios. O oxigênio é apenas um produto do processo.
autotrófico e autotrófico. autotrófico.
Outras moléculas contendo hidrogênio têm a mesma
heterotrófico.
função na presença de enzimas adequadas, como as de
e) oxidação; oxidação; redução;
bactérias verdes sulforosas e as de púrpuras, que usam
heterotrófico. autotrófico. heterotrófico.
sulfeto de hidrogênio, H2S, em substituição à água e
liberam enxofre, S, em lugar de oxigênio, de acordo
com a equação química simplificada. Análises
comparativas de DNA indicam que essas bactérias
possuem clorofilas especiais e a maioria é
obrigatoriamente anaeróbica. Os micro-organismos
foram pioneiros no processo de fotossíntese, há 3
25 – (Uerj) Em 1977, cientistas a bordo do submarino
milhões de anos. Considerando-se a evolução do
de pesquisa Alvin foram os primeiros a identificar, no
processo de fotossíntese, ao longo da história do
Oceano Pacífico, comunidades abissais vivendo em
Planeta, é correto afirmar:
profundidades superiores a 2,5 km, formadas por
a) A relação mássica entre dióxido de carbono e
grande número de seres, alguns, inclusive, de grande
enxofre produzido na fotossíntese é 1:2.
porte. Essas comunidades se desenvolvem em torno de
b) O processo anaeróbico obrigatório se caracteriza
fontes termais submersas, constituídas por fendas da
pela oxidação do carbono e redução do enxofre.
crosta terrestre que liberam gases, onde a água do mar
c) As bactérias verdes sulfurosas participam do
penetra e é aquecida. A formação de matéria orgânica
processo quimiossintético de absorção de energia solar
que mantém essas comunidades está associada ao
para produção de glicídios.
processo de:
d) O processo de fotossíntese produzido por bactérias
a) fotossíntese realizada por algas.
sulfurosas é realizado na ausência de luz solar e na
b) quimiossíntese de bactérias autotróficas.
presença de enzimas redutoras de íons sulfeto.
c) síntese abiótica com uso de energia térmica.
e) Ao reagir dióxido de carbono marcado com oxigênio
d) sedimentação de excretas de seres da superfície.
18, se verifica que todo oxigênio da água e do glicídio
são provenientes da molécula de CO2.

24 – (Fuvest) Considere estas três reações químicas


realizadas por seres vivos:

I. Fotossíntese

II. Quimiossíntese metanogênica

III. Respiração celular

8
Gabarito: a partir do qual começa a cair. Com a intensidade
luminosa baixa, próxima ao ponto de compensação
fótico (representada nos gráficos por linha
Questão 1: D interrompida), a média da atividade fotossintética é
baixa, e com a intensidade luminosa alta, bem acima
Comentário: Uma vez que a fotossíntese é mediada do ponto de compensação fótico (representada nos
por enzimas, o aumento da temperatura levará ao gráficos por linha contínua), a média da atividade
aumento na velocidade das reações químicas, mas só fotossintética é alta.
até certo ponto, a partir do qual as enzimas
desnaturam e a velocidade de reação diminui, como Questão 3: C
demonstrado no gráfico D.
Comentário: Analisando cada item:
Questão 2: E Item I: verdadeiro: Quanto maior a concentração de
gás carbônico, maior a atividade fotossintética, sendo
Comentário: Quanto maior a exposição da planta à luz, que a partir do ponto de saturação, a intensidade de
maior a absorção de energia pela clorofila nos fotossíntese é constante mesmo como o aumento na
cloroplastos e maior a atividade fotossintética. Esse concentração desse gás carbônico. Como a
aumento ocorre até determinado ponto, denominado concentração de gás carbônico é na atmosfera é bem
ponto de saturação luminosa, a partir do qual não abaixo do ponto de saturação, essa baixa concentração
ocorre aumento de atividade fotossintética com o é um fator limitante para a fotossíntese, pois, uma vez
aumento da intensidade luminosa. que essa concentração aumentasse, a atividade
fotossintética também aumentaria.
Ponto de saturação Item II: verdadeiro: Quanto maior a temperatura,
maior a atividade fotossintética, sendo que a partir do
Fotossíntese ponto de desnaturação das enzimas que agem na
fotossíntese, a intensidade da mesma diminui.
Normalmente, a temperatura ideal para a atividade
fotossintética está entre 30 e 38 °C, sendo que, acima
dos 45°C, a desnaturação das enzimas faz com que a
atividade fotossintética diminua.
Concentração de CO2
Item III: verdadeiro: A água (H2O) é doadora de
hidrogênios para a produção de glicose (C6H12O6) a
Como as reações que ocorrem na fotossíntese são
partir de gás carbônico (CO2), de modo que a falta de
mediadas por enzimas, a alteração na atividade
água age como um fator limitante para a fotossíntese,
enzimática altera a atividade fotossintética. Assim, um
sendo o principal fator limitante em regiões áridas.
aumento moderado na temperatura do sistema
Item IV: verdadeiro: Como mencionado, a
melhora atividade enzimática e conseqüentemete a
disponibilidade de água e a temperatura podem afetar
atividade fotossintética. Um aumento exagerado na
a fotossíntese, também podendo modificar a forma das
temperatura leva a uma desnaturação enzimática e
folhas, como ocorre em cactos, cujas folhas assumem
conseqüentemente a uma queda na atividade
a forma de espinho
fotossintética. Observe o gráfico:
Questão 4: C
Ponto de desnaturação
Comentário: A respiração celular é feita por plantas de
dia e de noite e apresenta equação geral C6H12O6 + O2
→ CO2 + H2O, enquanto a fotossíntese é feita por
plantas somente durante o dia e apresenta equação
geral CO2 + H2O → C6H12O6 + O2. Assim:
- Durante a noite, só ocorre respiração aeróbica, que
leva ao acúmulo de gás carbônico, que reage com a
Temperatura água para formar ácido carbônico de acordo com a
reação CO2 + H2O → H2CO3, deixando o meio ácido e,
Assim, a atividade fotossintética aumenta com o portanto, com o pH mais baixo.
aumento de temperatura até o ponto de desnaturação,

9
- Durante o dia, há predomínio da fotossíntese, que gás carbônico da atmosfera. Assim, o oxigênio liberado
consome gás carbônico, levando, devido às condições pela fotossíntese é consumido na respiração e o gás
de equilíbrio químico do sistema, à quebra de ácido carbônico liberado na respiração é consumido na
carbônico de acordo com a reação H2CO3 → CO2 + H2O, fotossíntese. Do mesmo modo, a matéria orgânica
sendo que a diminuição do teor de ácido carbônico produzida na fotossíntese é consumida na respiração,
deixa o meio básico e, portanto, com o pH mais alto. de modo que a planta não pode acumular reservas e
Desse modo, na experiência descrita, o pH fica crescer.
oscilando, diminuindo durante a noite e aumentando Assim, se o ponto de compensação fótico é mantido
durante o dia, como representado no gráfico da letra por certo tempo, a planta continua viva, mas não
C. cresce, pois consome toda a matéria orgânica que
produz.
Questão 5: B
Questão 7: C
Comentário: O ponto de compensação fótica
caracteriza uma intensidade luminosa tal que a Comentário: A equação geral da fotossíntese é CO2 +
fotossíntese e a respiração se igualam, de modo que: H2O → glicose + O2 e a equação da respiração aeróbica
- a quantidade de matéria orgânica produzida na é glicose + O2 → CO2 + H2O, sendo, pois, os dois
fotossíntese é igual àquela produzida na respiração processos inversos. Assim, analisando cada item:
aeróbica, Item A: falso: A 15°, a fotossíntese da espécie Y é um
- a quantidade de gás oxigênio produzido na pouco mais intensa do que sua respiração, de modo
fotossíntese é igual àquele produzido na respiração que ela produz mais glicose do que consome, de modo
aeróbica, que armazena carbono na forma de glicose. Veja:
- a quantidade de gás carbônico produzido na
fotossíntese é igual àquele produzido na respiração
aeróbica.

Questão 6: D
fotossíntese
Comentário: A planta realiza fotossíntese somente na
presença de luz, e realiza respiração aeróbica respiração
continuamente, na presença e na ausência de luz.
Comparando os dois processos:

Ponto de saturação luminosa

Fotossíntese Item B: falso: A 45°C, X tem a respiração maior que a


2 fotossíntese, consumindo mais glicose do que produz e
diminuindo a quantidade de glicose acumulada,
3 Respiração aeróbica enquanto Y tem a fotossíntese maior que a respiração,
1 produzindo mais glicose do que consome e
acumulando glicose. Veja:
Intensidade luminosa

Na região 1 do gráfico, devido à pequena intensidade fotossíntese

luminosa, a atividade respiratória é maior que a


fotossintética; assim, a planta retira oxigênio da respiração

atmosfera e libera gás carbônico para a atmosfera. Na respiração

região 2 do gráfico, devido à grande intensidade


luminosa, a atividade fotossintética é maior que a
respiratória; assim, a planta retira gás carbônico da
atmosfera e libera oxigênio para a atmosfera. fotossíntese

O ponto 3 é denominado ponto de compensação


fótica. Nesse ponto, respiração e fotossíntese se
equivalem, e a planta não retira nem libera oxigênio ou
10
Item C: verdadeiro: A 25°C, X tem maior diferença de modo que a planta não pode acumular reservas e
entre fotossíntese e respiração (com fotossíntese em crescer. Assim, interpretando o gráfico da questão:
15 e respiração em 2) que Y (com fotossíntese em 10 e - 1 representa a fotossíntese;
respiração em 2), de modo a apresentar maior acúmulo - 2 representa a respiração celular;
de glicose. Veja: - No intervalo A-B, a respiração é mais intensa que a
fotossíntese, com a planta consumindo gás oxigênio e
matéria orgânica e liberando gás carbônico;
fotossíntese - Em B, ocorre o ponto de compensação fótico, com a
respiração igualando à fotossíntese, de modo que a
fotossíntese planta nem consome nem libera nem gás oxigênio nem
respiração
respiração
gás carbônico;
- No intervalo B-C, a fotossíntese é mais intensa que a
respiração, com a planta consumindo gás carbônico,
produzindo matéria orgânica e liberando gás oxigênio.
- Em C, ocorre o ponto de saturação luminosa, onde a
taxa de fotossíntese em função da luz passa a ser
Item D: falso: Como mencionado no item B, a 45°, a máxima e constante, com o armazenamento de
espécie X tem perda líquida de carbono e a espécie Y reservas de matéria orgânica também máximo e
tem ganho líquido de carbono. constante.
Desse modo, analisando cada item:
Questão 8: A Item A: verdadeiro: No intervalo A-B, a respiração é
mais intensa que a fotossíntese, e a planta consome
Comentário: A planta realiza fotossíntese somente na mais matéria orgânica do que produz; a partir do ponto
presença de luz, e realiza respiração aeróbica B, a fotossíntese é mais intensa que a respiração e a
continuamente, na presença e na ausência de luz. planta produz mais matéria orgânica do que consome,
Comparando os dois processos: de modo que ocorre aumento da biomassa vegetal.
Item B: falso: No intervalo A-B, a planta consome suas
Ponto de saturação luminosa reservas energéticas de matéria orgânica, e no
intervalo B-C, ela armazena reservas de matéria
Fotossíntese orgânica. A partir de C ocorre o ponto de saturação
2 luminosa, onde a taxa de fotossíntese em função da luz
3 passa a ser máxima e constante, com o
Respiração aeróbica
armazenamento de reservas de matéria orgânica
1
também máximo e constante.
Intensidade luminosa Item C: falso: A linha 1 representa a taxa de
fotossíntese e a linha 2 representa a taxa de respiração.
Item D: falso: No intervalo A-B a planta não cresce,
Na região 1 do gráfico, devido à pequena intensidade
porque consome suas reservas, sendo que a partir do
luminosa, a atividade respiratória é maior que a
ponto B a planta cresce porque passa a produzir mais
fotossintética; assim, a planta retira oxigênio da
matéria orgânica do que consome.
atmosfera e libera gás carbônico para a atmosfera. Na
Item E: falso: Apenas a fotossíntese (1) varia de acordo
região 2 do gráfico, devido à grande intensidade
com a intensidade luminosa, sendo que a respiração (2)
luminosa, a atividade fotossintética é maior que a
respiratória; assim, a planta retira gás carbônico da é constante em função da luz.
atmosfera e libera oxigênio para a atmosfera. O ponto
3 é denominado ponto de compensação fótica. Nesse Questão 9: E
ponto, respiração e fotossíntese se equivalem, e a
planta não retira nem libera oxigênio ou gás carbônico Comentário: Plantas II mantêm alta atividade
da atmosfera. Assim, o oxigênio liberado pela fotossintética mesmo em baixas intensidades
fotossíntese é consumido na respiração e o gás luminosas, sendo umbrófilas, ou seja, adaptadas a
carbônico liberado na respiração é consumido na sombra (baixa luminosidade); plantas I são heliófilas,
fotossíntese. Do mesmo modo, a matéria orgânica ou seja, adaptadas ao sol (alta luminosidade). Observe
produzida na fotossíntese é consumida na respiração, abaixo:

11
carbônico com a água, formando ácido carbônico, e,
1 portanto, de cor amarela (tubo 3)
- A região B representa a área onde as atividades de
fotossíntese e respiração aeróbica se igualam (igual à
do ponto de compensação fótica), ou seja,
correspondendo àquela com intensidade luminosa
2 intermediária; nela, ocorre equilíbrio entre gás
1 – Atividade fotossintética da
planta II em baixa intensidade carbônico e oxigênio liberados e consumidos,
Baixa
intensidade
luminosa resultando num meio neutro, e, portanto, de cor verde
luminosa 2 – Atividade fotossintética da (tubo 2).
planta I em baixa intensidade
luminosa - A região C representa a área onde há predomínio da
atividade de fotossíntese (acima do ponto de
compensação fótica), ou seja, correspondendo àquela
Questão 10: B com maior intensidade luminosa; nela, ocorre acúmulo
de oxigênio e consumo de gás carbônico na
Comentário: A planta realiza fotossíntese somente na fotossíntese (com diminuição na quantidade de ácido
presença de luz, e realiza respiração aeróbica carbônico), resultando num meio básico, e, portanto,
continuamente, na presença e na ausência de luz. de cor azul (tubo 1).
Comparando os dois processos: Analisando cada item:
Item A: falso: A letra A do gráfico representa a planta
Ponto de saturação luminosa que estava no tubo 3.
Item B: verdadeiro: A letra B do gráfico representa a
Fotossíntese
2 planta que estava no tubo 2.
Item C: falso: Plantas mantidas no ponto de
3 Respiração aeróbica compensação estão representadas, no gráfico, pela
1 letra B.
Intensidade luminosa Item D: falso: Plantas mantidas no ponto de saturação
estão representadas, no gráfico, pela letra C.
Item E: falso: Os tubos 1, 2 e 3 correspondem
Na região 1 do gráfico, devido à pequena intensidade
respectivamente, no gráfico, às letras C, B e A.
luminosa, a atividade respiratória é maior que a
fotossintética; assim, a planta retira oxigênio da
Questão 11: A
atmosfera e libera gás carbônico para a atmosfera. Na
região 2 do gráfico, devido à grande intensidade
Comentário: Nas folhas do lote A, não expostas à luz,
luminosa, a atividade fotossintética é maior que a
só ocorre respiração aeróbica e não fotossíntese), de
respiratória; assim, a planta retira gás carbônico da
modo que há acúmulo de gás carbônico liberado na
atmosfera e libera oxigênio para a atmosfera. O ponto
respiração aeróbica, deixando o meio ácido, pela
3 é denominado ponto de compensação fótica. Nesse
reação do gás carbônico com a água, formando ácido
ponto, respiração e fotossíntese se equivalem, e a
carbônico, levando à diminuição do pH, o que torna o
planta não retira nem libera oxigênio ou gás carbônico
meio ácido e leva o indicador a ficar amarelo.
da atmosfera. Assim, o oxigênio liberado pela
Observação: Nas folhas do lote B, expostas à luz, ocorre
fotossíntese é consumido na respiração e o gás
fotossíntese e respiração aeróbica e, se a intensidade
carbônico liberado na respiração é consumido na
luminosa for razoavelmente alta, há predomínio da
fotossíntese. Do mesmo modo, a matéria orgânica
atividade de fotossíntese e ocorre acúmulo de oxigênio
produzida na fotossíntese é consumida na respiração,
e consumo de gás carbônico na fotossíntese, com
de modo que a planta não pode acumular reservas e
diminuição na quantidade de ácido carbônico e
crescer. Assim, interpretando o gráfico:
aumento de pH, o que torna o meio alcalino e com o
- A região A representa a área onde há predomínio da
indicador ficando roxo.
atividade de respiração aeróbica (abaixo do ponto de
compensação fótica), ou seja, correspondendo àquela
Questão 12: B
com menor intensidade luminosa; nela, ocorre
acúmulo de gás carbônico liberado na respiração
Comentário: O tubo no qual a cor da solução se
aeróbica, deixando o meio ácido, pela reação do gás
modifica mais rapidamente de vermelha para roxa é
aquele com menor concentração de gás carbônico, ou
12
seja, onde ocorre maior consumo de gás carbônico, o respirando. No solstício de verão, com a maior duração
que por sua vez implica naquele com maior taxa de do dia, tem-se o dia do ano onde a planta passará mais
fotossíntese. O tubo III contém apenas caramujos, os tempo fazendo fotossíntese, mas ainda assim a
quais não fazem fotossíntese, de modo a liberar gás respiração ocorrerá por mais tempo.
carbônico na respiração e, com isso, tornar maior a Item B: verdadeiro: Se a planta do hemisfério sul está
concentração de gás carbônico. O tubo IV tem algas e em solstício de verão, a planta no hemisfério norte está
caramujos, de modo que o gás carbônico consumido na em solstício de inverno, de modo que a planta do
fotossíntese das algas é liberado pela respiração das hemisfério sul recebe mais tempo de luz e passará mais
algas e dos caramujos. Os tubos I e II possuem somente passará mais horas fazendo fotossíntese do que a
algas, que fazem fotossíntese e respiração, sendo a planta do hemisfério norte.
fotossíntese mais intensa, de modo a ocorrer consumo Item C: falso: Nos equinócios de primavera e verão, a
de gás carbônico e menor concentração desse gás. duração dos dias (12 horas) é igual à duração das noites
Como o tubo I é iluminado por luz amarela, que (12 horas), de modo que a duração dos dias é idêntica,
segundo o gráfico proporciona uma pequena a as plantas passarão igual número de horas fazendo
intensidade de fotossíntese, e o tubo II é iluminado por fotossíntese.
luz azul, que segundo o gráfico proporciona uma Item D: falso: Nos equinócios, as plantas não passarão
grande intensidade de fotossíntese, o maior consumo 24 horas fazendo fotossíntese, uma vez que nos
de gás carbônico, com menor teor desse gás e maior períodos de noite não há fotossíntese. Em qualquer
tendência a tornar o meio roxo é o do tubo II. época do ano as plantas passarão mais horas
respirando que em atividade fotossintética, uma vez
Questão 13: C que a respiração ocorre de dia e de noite e a
fotossíntese só ocorre de dia.
Comentário: Paramécios são protozoários, organismos Item E: falso: Nos equinócios, as passarão 12 horas
eucariontes unicelulares heterótrofos, realizando fazendo fotossíntese (só de dia) e 24 horas respirando
apenas respiração aeróbica, enquanto algas são (de dia e de noite).
organismos eucariontes uni ou pluricelulares
autótrofos fotossintetizantes. Assim: Questão 15: B
- considerando que a respiração aeróbica consome O2
e libera CO2, tem-se que o tubo fechado (acumulando Comentário: No verão, os dias são mais longos que as
os gases em concentração acima da atmosférica) com noites, havendo grande disponibilidade de luz para a
paramécios apenas (onde só ocorre respiração fotossíntese, e, consequentemente, alta taxa
aeróbica) deve possuir mais CO2 (tubo II); fotossintética e grande produção de matéria orgânica.
- considerando que a fotossíntese consome CO2 e Terminado o verão, os dias se tornam
libera O2, tem-se que o tubo fechado (acumulando os progressivamente mais curtos, de modo que diminui a
gases em concentração acima da atmosférica) com disponibilidade de luz para a fotossíntese, e,
algas apenas (onde ocorre fotossíntese e respiração consequentemente, diminuem a taxa fotossintética e a
aeróbica, mas menos respiração aeróbica do que nos produção de matéria orgânica.
tubos com paramécios) deve possuir mais O2 (tubo VI).
Questão 16: D
Questão 14: B
Comentário: A taxa de fotossíntese varia em função da
Comentário: Equinócio é o dia do ano em que a luminosidade, aumentando com o aumento da
duração do dia (período iluminado) é igual à da noite intensidade de luz, mas a respiração é constante em
(período escuro). Solstício de verão é o dia do ano em função da intensidade de luz. Quando a planta está em
que a duração do dia é a maior possível no ano (com a alta luminosidade, a atividade de fotossíntese é mais
noite mais curta do ano) e solstício de inverno é o dia intensa que a de respiração, e a planta produz mais
do ano em que a duração do dia é a menor possível no matéria orgânica do que consome, aumentando de
ano (com a noite mais longa do ano), sendo que, massa e tamanho. Quando a planta está em baixa
quando é solstício de verão no hemisfério norte, é luminosidade, a atividade de respiração é mais intensa
solstício de inverno no hemisfério sul e vice-versa. que a de fotossíntese, e a planta consome mais matéria
Assim, analisando cada item: orgânica do que produz, diminuindo de massa e
Item A: falso: Como a planta faz respiração de dia e de tamanho. O ponto de compensação fótico é aquele
noite, e fotossíntese só durante o dia, nunca a planta onde a luminosidade é tal que a taxa de fotossíntese
passará mais horas fazendo fotossíntese que iguala à de respiração, de modo que a planta produz
13
tanta matéria orgânica quanto consome, mantendo intensidade I1 já satura para a luminosidade, qualquer
sua massa e seu tamanho constantes. Ao longo do aumento de intensidade da fotossíntese a partir de I1
período de 24 horas de um dia, a atividade média de é provocada pelo aumento da concentração de CO2,
fotossíntese é maior que a de respiração, ou seja, está podendo ser percebido que a partir da concentração
acima do que ocorre no ponto de compensação fótico, C3, a intensidade da fotossíntese estabiliza em T3
de modo que a planta cresce, o que pode se dar de (mesmo aumentando a concentração para C4),
modo mais intenso ou menos intenso dependendo da caracterizando o ponto de saturação.
intensidade da luz. Nos meses de verão, com maior
disponibilidade de luz, a taxa de fotossíntese é maior e Questão 20: B
o crescimento da grama é mais intenso, exigindo podas
mais frequentes, o que ocorre entre outubro e Comentário: O processo de respiração aeróbica
dezembro. Nos meses de inverno, com menor consome matéria orgânica e oxigênio para produzir gás
disponibilidade de luz, a taxa de fotossíntese é menor carbônico, água e energia. A respiração não é afetada
e o crescimento da grama é menos intenso, exigindo pela luminosidade. O processo de fotossíntese
podas menos frequentes, o que ocorre entre junho e consome gás carbônico e água para produzir matéria
agosto. orgânica e oxigênio, sendo a luz a fonte de energia.
Quanto maior a intensidade luminosa, maior a
Questão 17: D atividade fotossintética, sendo maior o consumo de
gás carbônico e a produção de oxigênio. No início do
Comentário: A atividade fotossintética é determinada, teste, há uma determinada quantidade de oxigênio na
dentre outros fatores, pela intensidade luminosa. Na água, o qual vai diminuindo, indicando consumo de
linha do Equador, a intensidade luminosa é máxima e oxigênio, o que ocorre na respiração, e indicando que
constante em todas as épocas do ano, não importando não há fotossíntese (se não o oxigênio estaria sendo
a longitude, de modo que ambas as plantas manterão, produzido e aumentaria). Assim, se no início do teste
aproximadamente, a mesma eficiência fotossintética há respiração, mas não fotossíntese, não ocorre luz, de
se o botânico navegar para maiores longitudes, tanto modo que deve ser meia noite. Por volta de 6 horas da
em sentido leste quanto para oeste. manhã, com o nascer do sol, a fotossíntese começa a
ocorrer, de modo que o oxigênio passa a ser produzido
Questão 18: C e aumenta de teor até meio dia, quando a
luminosidade é máxima, e é máxima a liberação de
Comentário: As plantas respiram de dia e de noite, oxigênio.
uma vez que a respiração não depende da luz, mas só Observação: Se a escala de tempo da experiência fosse
fazem fotossíntese durante o dia, uma vez que essa de 24 horas, e não de 12 horas, faria sentido a
reação depende da luz. Apesar de a planta passar mais experiência ter iniciado meio dia. Com o teor de gás
tempo fazendo respiração (dia e noite) do que carbônico mais baixo (indicando alto consumo desse
fotossíntese (só de dia), a fotossíntese é mais intensa, gás) e o teor de oxigênio mais elevado (indicando alta
predominando a ação de remover gás carbônico da produção desse gás), poderia se afirmar que a
atmosfera e armazenar como matéria orgânica. atividade fotossintética estava a mais intensa possível,
ou seja, a intensidade luminosa era a mais elevada
Questão 19: D possível, o que ocorre, ao longo do dia, ao meio-dia. Aí,
à meia-noite, sem luz, o teor de oxigênio seria mínimo
Comentário: Observe que, ao fixar a concentração (C) porque, sem luz, haveria somente respiração que
e alterar a intensidade luminosa (I), pode-se observar o consome o oxigênio, e ao meio-dia seguinte (24 horas
efeito da intensidade luminosa na intensidade da após o início do experimento), a fotossíntese seria
fotossíntese (T). Na concentração C2, tanto com a novamente máxima e o teor de oxigênio seria
intensidade I1 como com a intensidade I2, a novamente máximo. Como a escala de tempo é de 12
intensidade da fotossíntese de mantém constante em horas, não faria sentido pensar desse jeito porque, com
T2, mostrando que, com a intensidade I1, já ocorre o experimento iniciando meio dia, terminaria 12 horas
saturação da fotossíntese, pois mesmo com o aumento depois, ou seja, meia-noite, e não faria sentido o
da intensidade luminosa para I2, a intensidade da oxigênio ter aumentado à meia-noite porque não há
fotossíntese não aumenta. Observe que, ao fixar a luz ou fotossíntese.
intensidade luminosa (I) a alterar a concentração de
CO2 (C), pode-se observar o efeito da concentração de Questão 21: C
CO2 na intensidade da fotossíntese (T). Como a
14
Comentário: Como a fotossíntese libera oxigênio, a Item E: verdadeiro: Na fotossíntese vegetal, que usa
taxa de oxigênio nos tanques aumenta com o aumento água como agente redutor, a equação geral é 6CO2 +
da intensidade fotossintética. Assim, quanto maior a 12H2O → C6H12O6 + 6H2O + 6O2 e todo O2 liberado é
luminosidade, maior a fotossíntese e maior o teor de proveniente da quebra da molécula de água na fotólise
oxigênio dissolvido. Ao longo do dia: da água. Assim, ao reagir dióxido de carbono marcado
- o início da manhã tem pouca luz e baixa intensidade com oxigênio 18 e água marcada com oxigênio 16, os
fotossintética, havendo pouco oxigênio dissolvido; produtos apresentarão glicose e água com oxigênio 18
- por volta de meio-dia, a grande intensidade luminosa e gás oxigênio (O2) com oxigênio 16, o que prova que
aumenta a intensidade fotossintética e aumenta o teor todo oxigênio da água tem e do glicídio são
de oxigênio dissolvido; provenientes da molécula de CO2.
- no fim da tarde, com a diminuição na intensidade
luminosa, diminui a intensidade fotossintética e Questão 24: A
diminui o teor de oxigênio dissolvido.
Quanto maior a temperatura, maior a atividade Comentário: Em química, oxidação é a perda de
fotossintética, de modo que, como Manaus está numa elétrons por parte de uma molécula, enquanto que
região tropical, tem invernos mais quentes e maior redução é o ganho de elétrons por uma molécula. De
intensidade fotossintética, com maior liberação de maneira simplificada, em química orgânica, quando
oxigênio, do que o que ocorre em Buenos Aires, de uma molécula ganha átomos de oxigênio ou perde
invernos mais frios e de menor intensidade átomos de hidrogênio, ela se oxida, e quando uma
fotossintética por se localizar numa zona temperada. molécula ganha átomos de hidrogênio ou perde
átomos de oxigênio, ela se reduz. Assim, analisando
Questão 22: D cada reação:
I. A fotossíntese é um processo de redução de gás
Comentário: A equação representa a fotólise da água, carbônico a glicose, uma vez que o CO2 ganha átomos
processo que ocorre em organismos fotossintetizantes de hidrogênio para formar C6H12O6, sendo que a
que utilizam a molécula de água como doadora de fotossíntese só ocorre em seres autótrofos
elétrons para reduzir o gás carbônico em moléculas fotossintetizantes.
orgânicas, como ocorre com cianobactérias (nas II. A quimiossíntese metanogênica é um processo de
membranas dos cromatóforos) e plantas e algas (nos redução de gás carbônico a metano, uma vez que o CO2
tilacoides dos cloroplastos). ganha átomos de hidrogênio para formar CH4, sendo
que a quimiossíntese metanogênica só ocorre em seres
Questão 23: E autótrofos quimiossintetizantes.
III. A respiração celular é um processo de oxidação de
Comentário: Analisando cada item: glicose a gás carbônico, uma vez que A fotossíntese é
Item A: falso: A relação molar entre dióxido de carbono um processo de redução de gás carbônico a glicose,
(6 CO2 nos reagentes) e enxofre (12 S) nos produtos é uma vez que C6H12O6 perde átomos de hidrogênio para
de 6: 12 = 1:2. No entanto, como o mol de gás formar CO2, sendo que a respiração celular ocorre em
carbônico não pesa o mesmo do que um mol de seres heterótrofos e autótrofos em geral.
enxofre, a relação mássica será diferente de 1:2.
Item B: falso: Se, no processo, o gás carbônico (CO2) é Questão 25: B
convertido em glicose (C6H12O6), ele ganha átomos de
hidrogênio, o que caracteriza um processo de redução. Comentário: A fotossíntese produz matéria orgânica a
De modo inverso, se, no processo, o gás sulfídrico (H2S) partir de matéria inorgânica utilizando a luz como fonte
é convertido em enxofre (S), ele ganha átomos de de energia. A quimiossíntese, no entanto, produz
hidrogênio, o que caracteriza um processo de matéria orgânica a partir de matéria inorgânica
oxidação. utilizando a energia proveniente da oxidação de
Item C: falso: A quimiossíntese utiliza energia de compostos inorgânicos. Em ecossistemas oceânicos de
oxidação de substâncias inorgânicas, enquanto a grandes profundidades, não ocorre luz para a
fotossíntese utiliza energia luminosa. Como as fotossíntese, de modo que a formação de matéria
bactérias verdes sulfurosas utilizam luz, são orgânica só pode se dar por quimiossíntese, processo
fotossintetizantes, e não quimiossintetizantes. que ocorre exclusivamente em algumas bactérias
Item D: falso: Mecanismos de fotossíntese como o que autotróficas.
ocorre nas bactérias sulfurosas é realizado na presença
de luz (solar ou não).
15