Você está na página 1de 5

Trabalho de recuperação 1

_____________________________________________________________________________

Trabalho de respostas da Convocatória de Recuperação 1 sob orientação da Dra.


Elisângela dos Santos Faustino Röder

Aluno: Heique Mário António Sitoe


Código do Usuário: MZMDETI3945185
Disciplina: Sociedade da Informação e da Mudança
Data: 07 de Outubro de 2020

Resumo

As Tecnologias da Informação e da Comunicação em geral e a Internet em particular são


instrumentos essenciais no quotidiano dos cidadãos, das empresas e dos Estados e a sua
proteção coloca novos e grandes desafios. Este trabalho tem por objetivo fazer uma
reflexão crítica sobre o processo de aprendizagem e uma análise sobre os conteúdos e
conceitos que devem ser melhorados para-se alcançar o aproveitamento satisfatório da
disciplina, o impacto da atuação do aluno mediante as dificuldades encontradas e quais são
as propostas para resolve-las.
Trabalho de recuperação 1
_____________________________________________________________________________

1. Durante o estudo da disciplina deparei me com falta do Modulo em formato físico,


facto que me obrigou a estar toda hora por mais de 8h as vezes por dia na
plataforma para ler o modulo eletrônico e que quanto mais tempo levava na
plataforma maior era o gasto na compra de meigas. No início quando comecei a ler
o modulo deparava me com o problema de não perceber bem sobre alguns
conceitos facto que levou me a pensar que não havia uma clareza sobre os diversos
conceitos associados a Sic, mas depois de várias leituras acabei por tirar a
conclusão de que o modulo estava muito claro. Algumas perguntas parentavam ser
difícil de encontrar uma resposta clara no modulo, mas que a resposta estava lá.
Várias vezes era muito difícil entrar na plataforma mesmo tendo meigas. A minha
atuação teve um impacto positivo porque me dediquei muito na leitura embora se
tratava da primeira vez a fazer um curso online, o que significa primeiro tinha que
dominar o uso da plataforma nas várias tutoriais, por isso peço para a Funiber
disponibilizar os manuais físicos para facilitar a aprendizagem dos alunos.

2. No estudo desta disciplina deparei com as dificuldades de falta de consensualização


do conceito da globalidade em diferentes pontos integrantes do Módulo, a
abordagem da globalização do ponto de vista cultural em 5.3 e a Globalização
tratada em 6.3. Globalização do consumo: também do desacordo.
No ponto 5.3 aborda a globalização cultural como emergência de valores e crenças
que, em grande medida, são compartilhados em todo o mundo. O fator precedente
para a concretização da mundialização seria a contemplação de toda a sociedade
pelas novas tecnologias de informação e comunicação.
Em 6.3 considera que o conceito da globalização é relativamente novo. Faz uma
relação bidirecional em relação aos termos globalização e Sociedade da Informação
e do conhecimento, fazendo uma análise profunda da relação dos termos pode
constatar que a maior partes dos países em via do desenvolvimento principalmente
os de africanos ainda não-se encontram dentro deste desenvolvimento tecnológico.
Faz parte do grande desafio da atual sociedade globalizada, a avaliação das novas
tecnologias, incluindo a Internet, questionando como as mesmas afetam a cidadania
em uma perspectiva ampla da vida social.
É evidente que as tecnologias da informação e comunicação trouxeram diversas
modificações positivas globais e para tal tem que desenhar uma estratégia
configurada que se aponta a necessidade de se caracterizar o acesso à Internet
como um Direito Fundamental para a sociedade mundial. A Internet uma das
necessidades fundamentais para o pleno exercício da cidadania em regimes globais,
Trabalho de recuperação 1
_____________________________________________________________________________

proporcionando o acesso a fontes alternativas e amplas de informação. Hoje em dia


com avanço das TICs à Internet representa um recurso importante pois permite uma
maior difusão de valores culturais.
E nessa configuração toda que tem como cenário as tecnologias informacionais
impulsionando o desenvolvimento, juntamente com o processo de globalização,
muitas são as consequências, as quais podem ser vistas na economia, na cultura,
no âmbito social e político.
A partir do processo de globalização posto em prática, as mudanças nos paradigmas
instituídos passam a mobilizar-se pautados pela aceleração, pelos fluxos
informacionais e desempenho econômico. Segundo Santos (2013) a partir da
unicidade técnica (modelo técnico único), tendo por base o sistema capitalista e da
forma como está configurado o processo de globalização, com a transformação do
consumo em ideologia de vida, faz dos cidadãos consumidores, massificando e
padronizando a cultura, de forma que contribui na concentração de riquezas nas
mãos de poucos.
Desta forma para o meu ponto de vista é provável afirmar que a sociedade mundial
ainda não está completamente atingido pelo processo da globalização bem como da
globalização cultural. Visto que para que aja uma globalização integrada é
necessário que a sociedade esteja habilitado ao uso das TICs e acesso da internet
para todos.

3. Durante a realização das atividades executadas na convocatória ordinária tive


problema na interpretação das seguintes atividades:
a) Para responder sobre o que se perguntava à respeito do cosmopolitismo escolhi
apenas uma opção que dizia desde o ponto de vista ético, seus participantes
tendem a sentir-se mais cidadãos do mundo porque o cosmopolitismo busca
continuar o processo de emancipação do ser humano que teve início no
iluminismo, ou seja trata-se de continuar o projeto da Modernidade e não aborta-
lo, enquanto no exercício tinha três respostas corretas, onde devia ter incluído
também as respostas que diziam o cosmopolitismo Constitui uma cultura da qual
participa uma minoria da população e a outra que dizia o cosmopolitismo
envolve, fundamentalmente, jovens educados de altos ganhos, e a não
colocação das três opções fez com que perdesse a cotação que a atividade
previa.
Dos modelos culturais, a sociedade amplia suas redes de comunicação,
promove o livre movimento de informação através de alguns meios de
Trabalho de recuperação 1
_____________________________________________________________________________

comunicação onipresentes e alteram a relação espaço-tempo no âmbito da


difusão dos diferentes modelos culturais e suas predecessoras.
Para Castells, a transformação cultural se dá através de dois eixos bipolares a
saber: a oposição entre globalização e identificação, e a brecha entre
individualismo e comunalismo.
A cultura do cosmopolitismo resulta do comunalismo e da globalização, esta
cultura apoia-se na posta em comum de valores coletivos em âmbito
internacional, compartilhamento por uma comunidade que não se limita aos
espaços nacionais.

b) A outra atividade falava de que a evolução das teorias da comunicação foi


situando seu foco, cada vez com mais intencionalidades, à nova figura, onde
respondi que estava a se referir do prosumidor porque lembrei de uma pergunta
que respondi na pratica que dizia que mudanças em relação à produção e à
inovação a nova figura social do prosumidor traz consigo e que depois da
correção vi que a minha resposta estava errada e segundo o guião a resposta
correta tinha que ser o receptor, isto é o receptor foi quem reivindicou o papel de
sujeito no processo de consumo, para ser mais protagonista na completude da
mensagem e o prosumidor é entendido como a pessoa capaz de produzir e
processar informação. (BORIO, 2014, apud FONSECA et al, 2008, p.9).
A nova figura referida incidia se aos novos modelos de comunicação,
concretamente ao modelo semiótico-informacional desenvolvido na década 70
pelos italianos Umberto Eco e Paolo Fabbri, este modelo teve um marco
transcendental na evolução da compreensão da relação entre os meios de
comunicação de massa e os sujeitos, tradicionalmente entendidos como meros
receptores de informação. A nova figura tem como seu foco na análise dos
sistemas de códigos e signos que integram os textos mediáticos e nos conceitos
que figuram como pedras angulares (significado e significante). O objetivo
central do Receptor é produzir uma interpretação literal da mensagem
intencionada por uma emissão midiática.
Trabalho de recuperação 1
_____________________________________________________________________________

Referências

BÓRIO, Pâmela Monique Cardoso, 2014, O novo protagonista da comunicação.


Universidade Federal da Paraíba - UFPB. Programa de Pós-graduação em Comunicação.
Dissertação de Mestrado.

SANTOS, Milton. Técnica, Espaço e Tempo: Globalização e Meio Técnico-científico-


informacional. 5. ed. 1. reimpr. – São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2013.

Você também pode gostar