Você está na página 1de 3

Aluna: Nathália Ferreira Rocha

RELATÓRIO DE LABORATÓRIO

AULA PRÁTICA: RASPAGEM DA MUCOSA BUCAL

1. INTRODUÇÃO

No dia 04 de abril de 2019, foi iniciado a aula prática de Raspagem da


mucosa bucal, no laboratório da instituição acadêmica UEMG, polo Passos/MG.
A aula foi ministrada pela professora Nicole Blanco Bernardes, que orientou os
alunos da turma B do 1º período do curso de Biomedicina a como realizar o
procedimento de maneira correta e analisar a amostra no microscópio.
A Mucosa bucal é o revestimento úmido da cavidade bucal constituída por
tecido epitelial também conhecido como epitélio escamoso e por tecido
conjuntivo. A observação das células da mucosa bucal é uma prática simples e
muito interessante, que permite analisar as células com maior clareza.

2. OBJETIVO

Preparar lâminas a partir de uma amostra biológica de células da mucosa


bucal a fim de observar as suas particularidades no microscópio óptico.

3. MATERIAIS UTILIZADOS
• Microscópio óptico
• Mucosa bucal
• Lâmina
• Lamínula
• Par de luvas para procedimento
• Cotonete
• Pipeta
• Corante azul de metileno

4. METODOLOGIA
4.1. Preparação e observação das células da mucosa bucal.

Iniciou o procedimento com a preparação do material da seguinte forma:


• Colocou as luvas para procedimento;
• Inicialmente foi coletado uma amostra da mucosa bucal dos alunos
presentes com o cotonete e raspou levemente a parte interna da
bochecha para que se pudesse realizar a análise;
• A partir da amostra esfregamos a coleta do material sobre a lâmina de
vidro;
• Logo após adicionou uma gota do corante azul de metileno sobre a
amostra com o auxílio da pipeta;
• Em seguida colocamos a lamínula sobre a lâmina com a amostra;
• Após o fim desse procedimento a lâmina foi posicionada onde a luz do
microscópico atravessasse e atingisse a amostra da mucosa bucal;
• Prosseguindo, ajustamos a intensidade da luz e o foco da imagem através
do micrômetro e do micrômetro;
• Finalizando, observamos no microscópio o material usando a objetiva de
4x depois a de 10x e em seguida a de 40x, localizando assim as células
da mucosa bucal.

5. RESULTADO OBTIDO

6. CONCLUSÃO

Conclui-se que as aulas práticas acrescentam e facilitam o nosso


aprendizado, pois com a ajuda do microscópio conseguimos analisar as células
da mucosa bucal e suas estruturas que são invisíveis a olho nu.

Você também pode gostar