Você está na página 1de 15

Sistemas de Informação em Saúde

DX 2010

MÓDULO DE PRESSÃO
INVASIVA (IBP)

Manual de Operação

DIXTAL BIOMÉDICA
DIXTAL Módulo de IBP

SUMÁRIO

MÓDULO DE PRESSÃO INVASIVA (IBP) 02

1. PRINCIPIO DE OPERAÇÃO 02

2. FICHA DO MENU 03
2.1 Procedimento de Ajuste dos Controles da Ficha IBP 04

3. SENSORES DE IBP 05
3.1 Aplicação do Sensor ao Paciente 06

4. CUIDADOS IMPORTANTES 08

5. LIMPEZA E ESTERILIZAÇÃO 09

6. MENSAGENS E SÍMBOLOS 10

7. PROBLEMAS E SOLUÇÕES 12

8. ACESSÓRIOS 13

9. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 14

Manual de Operação rev.F 1


DIXTAL Módulo de IBP

MÓDULO DE PRESSÃO INVASIVA (IBP)

1. PRINCÍPIO DE OPERAÇÃO
A monitorização da pressão invasiva demanda equipamento e acessórios
adequados para que seja feita de forma precisa e adequada. A perfeita montagem
do sistema, permitirá uma boa monitorização das curvas de pressão do paciente
por um bom período de tempo, diminuindo o número de rechecagens e
aumentando a qualidade e confiabilidade na leitura da pressão monitorizada.
A pressão a ser medida é obtida pela transmissão da pressão hidrostática,
por uma série de cânulas preenchidas com soro fisiológico, à um dispositivo
eletromecânico conhecido como transdutor de pressão. O transdutor transforma
uma energia de difícil medida direta (mecânica, térmica ou química) em outra,
geralmente energia elétrica, mais fácil de ser registrada.
Além disso, o transdutor é isolado fisicamente do soro por um dispositivo
chamado Domo que é conectado ao cateter de transmissão de pressão, que
apresenta uma câmara com uma membrana flexível, que fica em contato com a
membrana do transdutor, transmitindo o sinal pressórico para este e permitindo
manter estéril a solução salina que preenche o sistema.

Manual de Operação rev.F 2


DIXTAL Módulo de IBP

2. FICHA DO MENU

Seleciona o canal de pressão

Calibração do canal de pressão

Seleciona o nome do canal de pressão

Habilita/desabilita a visualização
do traçado

Seleciona a escala do traçado de


pressão em mmHg

Controla o disparo do alarme dos


parâmetros

Fig. 1: Ficha do módulo de IBP.

Tabela 1: Opções da ficha IBP

CONFIGURAÇÀO
CONTROLES OPÇÕES
DE FÁBRICA
CANAL 1a4 1
AUTO ZERO ------ --------
NOME IBP– PAi – PVC – PAD – PAE - PIC – PVD – PCP – PAP Pi

TRAÇADO sim – não sim


ESCALA Auto – 20 – 30 – 40 – 60 – 80 - 120 – 160 – 240 - 320 160
LIGA sim – não não
SIST MAX - 45 a 300 (5 em 5) 160
MIN - 50 a 295 (5 em 5) 90
LIGA sim – não não
ALARME DIAST MAX - 45 a 300 (5 em 5) 90
MIN - 50 a 295 (5 em 5) 60
LIGA sim – não não
MÉDIA MAX - 45 a 300 (5 em 5) 120
MIN - 50 a 295 (5 em 5) 70
* OPÇÃO SIGNIFICADO COR DO TRAÇADO

IBP Pressão Invasiva Vermelha


PAi Pressão Arterial Invasiva Vermelha
PVC Pressão Venosa Central Azul
PAD Pressão Atrial Direita Azul
PAE Pressão Atrial Esquerda Verde
PIC Pressão Intracraniana Branca
PVD Pressão Ventricular Direita Vermelha
PCP Pressão Capilar Pulmonar Amarela
PAP Pressão Arterial Pulmonar Amarela

Manual de Operação rev.F 3


DIXTAL Módulo de IBP

Observação:

1) Dependendo do canal de pressão selecionado, não há pressão sistólica e


diastólica.

2.1 Procedimento de Ajuste dos Controles da


Ficha IBP
Gerais

ƒ Pressione a tecla ESC. Aparecerá a tela do menu principal.


ƒ Utilize as teclas de direção para selecionar a ficha IBP (fig. 1).
ƒ Utilize as teclas de direção para mover o cursor e as teclas (+) ou (-) para
selecionar a opção desejada .
ƒ Pressione a tecla ESC para retornar a tela de monitorização.

Calibração

ƒ Feche a torneira 1 de modo que a pressão do paciente não chegue até o


domo.
ƒ Abra a torneira 2 igualando a pressão da câmara do domo com a pressão
ambiente.
ƒ Posicione o cursor sobra a tecla AUTO ZERO (fig. 1), utilizando as teclas de
direção, e pressione a tecla (+) para efetuar o zeramento do canal.
ƒ Feche a torneira 2 e em seguida abra a torneira 1 (nunca inverta essa
seqüência). Deverá aparecer na tela de monitorização uma reta indicando o
zero do gráfico da pressão.

Habilitando Traçado

ƒ Para habilitar o traçado de um canal, selecione o canal desejado, utilizando a


tecla (+) ou (-), no controle CANAL.
ƒ Posicione o cursor sobre o controle CURVA e selecione a opção desejada
(sim ou não ), utilizando as teclas (+) ou (-). Se a opção selecionada for “sim”,
o traçado do canal correspondente aparecerá na tela de monitoração. É
possível apresentar 2 traçados na tela de monitoração com um módulo
conectado e até 4 traçados com dois módulos conectados.
ƒ Pressione a tecla ESC para retornar a tela de monitorização.

Tabela 2: Tela de monitorização do módulo IBP

TRAÇADOS VALORES

traçado de pressão Pressão:Sistólica (mmHg)


para cada canal Diastólica (mmHg)
(opcional) Média (mmHg)
(para cada canal)

Manual de Operação rev.F 4


DIXTAL Módulo de IBP

Nome do Escala do Pressão Sístólica, Número do canal


traçado traçado Média e Diastólica de Pressão
respectivamente.

Fig. 2: Traçado da Pressão Arterial do canal 1 e 2, seus respectivos valores e canais 3 e 4 desligados.

Observação:

1) Os valores e a curva dos canais 3 e 4 só poderão ser exibidos quando forem


conectados dois módulos de IBP. Quando isso acontecer, será possível obter
o traçado dos quatro canais de pressão (P1, P2, P3 e P4) e os quatro valores
na mesma tela de monitorização.

3. SENSORES DE IBP
Para a monitorização de IBP utiliza-se:

ƒ Transdutor de Pressão

ƒ Bolsa de Pressurização

Manual de Operação rev.F 5


DIXTAL Módulo de IBP

ƒ Cabo para Transdutor de Pressão

ƒ Suporte para Transdutor de Pressão e Fixador de Suporte de Transdutor

• Kit de Pressão

Observação:

1) Os desenhos dos acessórios são ilustrativos, podendo apresentar variação.

3.1 Aplicação do Sensor ao Paciente


Para montagem do circuito de monitorização devem ser observados os
seguintes passos:

▪ Conecte os cabos dos transdutores nos conectores do painel frontal do


módulo, conecte a outra extremidade os transdutores de pressão.
▪ Conecte o transdutor no suporte de fixação para transdutor em seguida fixe o
em local apropriado.
▪ Monte o kit de pressão nos transdutores.
▪ Monte a bolsa para pressurização (clear cuff) sobre a bolsa de soro fisiológico.

Manual de Operação rev.F 6


DIXTAL Módulo de IBP

ATENÇÃO:

Os passos acima são sugestões, devem ser seguidas as


boas práticas hospitalares a fim de evitar efeitos fisiológicos
indesejáveis ao paciente tais como queimaduras e/ou
choque elétrico.

ATENÇÃO:

Após a montagem do circuito de monitorização da pressão


invasiva aguardar aproximadamente 5 minutos para
aquecimento dos transdutores, após, decorrido este tempo
iniciar a montorização.

PRECAUÇÃO:

Indica uma condição potencialmente perigosa que pode


provocar danos corporais.

A montagem do circuito para a monitorização da Pressão Invasiva deve


ser feita apenas pelo médico responsável ou pela pessoa autorizada
seguindo sempre os procedimentos adequados a fim de evitar efeitos
fisiológicos indesejáveis ao paciente tais como queimaduras e/ou choque
elétrico.

Todos os procedimentos devem ser seguidos corretamente por


profissionais qualificados, visando a integridade do paciente.

A monitorização da Pressão Invasiva deve ser feita apenas por


profissionais qualificados em passagem de cateter.

Manual de Operação rev.F 7


DIXTAL Módulo de IBP

Bolsa de Pressurização
Clear Cuff

Pinça de Rolete

Transdutor Torneira 1

Equipo de Baixa Equipo de Alta


Complacência Complacência

Suporte do Domo
Transdutor

Torneira 2 Dispositivo de
Fluxo

Cateter

Fig. 5 : Ilustração de montagem de uma linha de pressão invasiva.

Observação:

1) A figura acima é meramente ilustrativa, para montagem do sistema de


monitorização devem ser seguido as boas praticas hospitalares a fim de
evitar efeitos fisiológicos indesejáveis ao paciente tais como queimaduras
e/ou choque elétrico.

4. CUIDADOS IMPORTANTES

▪ Utilizar somente Transdutores e acessórios fornecidos pela DIXTAL que


fornecem proteção contra os efeitos de um desfibrilador e contra queimaduras.
▪ Acessórios descartáveis não devem ser reutilizados.
▪ Não molhe o módulo de IBP e seus acessórios, se acidentalmente isto ocorrer
limpe imediatamente o aparelho e o módulo com pano seco.
▪ A conexão do Transdutor, acessórios, calibração da pressão do Transdutor e
os meios para remover ar bloqueado no sistema conectado ao Transdutor
devem ser feitos de acordo com as práticas hospitalares pelo médico
responsável ou pela pessoa autorizada seguindo sempre os procedimentos

Manual de Operação rev.F 8


DIXTAL Módulo de IBP

adequados a fim de evitar efeitos fisiológicos indesejáveis ao paciente tais


como queimaduras e/ou choque elétrico.
▪ Os tubos da Bolsa de Pressurização e do Kit de Pressão não devem ser
dobrados e/ou comprimidos afim de evitar erros de medida da pressão.
▪ Deve ser evitada uma conexão condutiva entre a parte aplicada e partes
metálicas do aparelho.
▪ Interferência eletromagnética externa em excesso pode interferir na aquisição
dos sinais fisiológicos do paciente. Para prevenir este efeito, pode ser
necessário remover o equipamento suspeito de causar interferência do local
de uso do módulo de IBP, utilizar uma instalação elétrica que não esteja
interligada com a atualmente utilizada ou trocar os cabos ligados ao paciente.
▪ A conexão de vários equipamentos em uma mesma rede de alimentação
elétrica pode causar cargas eletrostáticas, surtos ou transientes elétricos, que
podem induzir a flutuações nos sinais fisiológicos do paciente que não são de
origem fisiológicas. A duração destas flutuações é limitada pelo tempo de
exposição do equipamento, mas não possuem efeitos que comprometam a
precisão do equipamento e segurança do paciente, pois este possui entradas
isoladas e filtros de proteção.
▪ Além dos cuidados acima, observar sempre as recomendações do fabricante
em relação á utilização de equipamentos de alta freqüência (bisturi),
desfibrilador, raios-x., radiação infravermelha, etc.
▪ Caso o equipamento apresente alterações no seu desempenho repita o
processo de calibração, persistindo o problema, suspenda a monitorização e
recolha o equipamento para Assistência Técnica DIXTAL ou sua Rede
Credenciada.
▪ Este aparelho tem entradas isoladas e apresenta uma isolação elétrica maior
que 10MΩ a 500VDC. A corrente de fuga que pode fluir do aparelho para o
terra e através do paciente é limitada a menos de 10µA.
▪ Alertamos o usuário da necessidade de suas instalações elétricas atenderem
a norma brasileira NBR 13534 Instalações Elétricas em Estabelecimentos
Assistenciais de Saúde - Requisitos para Segurança que visa estabelecer
condições mínimas de segurança e eficiência para a instalação elétrica do
hospital, tanto por questão de segurança como também para a validade da
garantia do aparelho.

5. LIMPEZA E ESTERILIZAÇÃO
Abaixo seguem instruções que devem ser seguidas rigorosamente sempre
que for necessário limpar e/ou esterilizar o sensor. Sugerimos que tais medidas
sejam efetuadas no mínimo a cada três meses, ou períodos menores sempre que
for evidente a existência de sujeira ou contaminação excessiva.

ƒ Não molhe o Transdutor e seus acessórios para limpeza, pois isso diminui a
sua vida útil.

ƒ Limpar o transdutor de pressão, o cabo do transdutor e a bolsa de


pressurização apenas com pano úmido e sabão neutro.

ƒ Não esterilizar.

Manual de Operação rev.F 9


DIXTAL Módulo de IBP

ƒ O kit de pressão é descartável.

ƒ Nunca utilizar álcool para limpá-los, principalmente se o aparelho estiver


localizado em local com ar condicionado, pois pode ressecar causando
vazamento.

6. MENSAGENS E SÍMBOLOS
Mensagens:

Durante a utilização do aparelho pode aparecer na tela de monitorização


algumas mensagens:

▪ Módulo de IBP desconectado

SÍMBOLOS COMUMENTE UTILIZADOS

SÍMBOLO SIGNIFICADO

Indica que o alarme está desabilitado.

Corrente Contínua.

Consultar documentação acompanhante sobre informações necessárias.

Consultar instruções de operação para maiores informações.

Indica equipamento com parte aplicada tipo CF protegido contra descarga de


desfibrilador

Indica o número de catálogo e/ou código do produto.

Indica que o produto é de uso único, não reutilizar.

Indica o número de lote e/ou código do produto.

Indica o número de série do produto.

Manual de Operação rev.F 10


DIXTAL Módulo de IBP

Indica a data de fabricação do produto.

Indica a data de vencimento do produto, válido até.

Indica os limites de temperatura de armazenamento do produto.

Indica os limites de umidade de armazenamento do produto.

Indica os limites de pressão atmosférica de armazenamento do produto.

Indica o sentido de empilhamento das caixas.

Indica material frágil, manusear com cuidado.

Indica que Manter seco o local de armazenamento e/ou transporte das


caixas.

Indica o número máximo de caixas que devem ser empilhados.

Para informações sobre outros símbolos, verificar no manual de operação


dos monitores DX 2010.

Manual de Operação rev.F 11


DIXTAL Módulo de IBP

7. PROBLEMAS E SOLUÇÕES

PROBLEMAS CAUSAS POSSÍVEIS SOLUÇÕES

Reconhecimento dos módulos 1. Conexão dos dois 1. Retirar os módulos e


quando dois módulos forem módulos ao mesmo conectá-los um de cada
conectados ao mesmo tempo. tempo. vez.

1. Cateter na parede do 1. Recolocar cateter;


vaso.

2. Oclusão parcial da
ponta do cateter. 2.3.4. Usar fluxo interno
contínuo (intra-flow) com
Traçado amortecido da curva de 3. Oclusão da torneira. heparina
pressão
4. Oclusão do domo
quando for domo
miniatura.

5. Bolhas de ar. 5. Eliminar bolhas de ar.

1. Zeramento não
1.2. Zerar corretamente o
Na medida de pressão realizado
aparelho.
2. Zeramento incorreto

Manual de Operação rev.F 12


DIXTAL Módulo de IBP

8. ACESSÓRIOS
Os acessórios são opcionais, pois dependem da configuração adquirida
pelo cliente.

Utilizar somente os acessórios fornecidos pela DIXTAL ou por sua rede


credenciada os quais fornecem proteção contra os efeitos de um desfibrilador e
contra queimaduras.

Para adquirir qualquer acessório listado abaixo entrar em contato com


algum dos representantes autorizados ou com a própria DIXTAL.

É muito importante que a solicitação de qualquer acessório seja feita com


antecedência para evitar que a utilização do aparelho seja interrompida devido ao
processo de aquisição.

ATENÇÃO: Devem ser utilizados somente acessórios biocompatíveis com as


diretrizes das normas ISO 10993-1 e NBR IEC 60601-1.

Acessórios de uso exclusivo nos aparelhos DIXTAL


DESCRIÇÃO FABRICANTE CÓDIGO
Manual de Operação DIXTAL Biomédica V2-U0J13-0

Acessórios de uso comum, deste que atenda as especificações e/ou


recomendações da DIXTAL.

DESCRIÇÃO FABRICANTE MODELO


Transdutor de Pressão Medex Inc MX 960
Cabo do Transdutor de Pressão Medex Inc MX 961Z14
Suporte p/ Transdutor de Pressão Medex Inc MX 262
Kit de Pressão adulto Medex Inc MX 9604
Bolsa de Pressurização (clear cuff) Medex Inc MX 4705
Fixador do Suporte do Transdutor para coluna Medex Inc MX 261
Kit de Pressão adulto c/ Transdutor de Pressão Medex Inc MX 9504
descartável MX 9504T
Cabo p/ Transdutor de Pressão descartável Medex Inc MX 95014
Cúpula p/ Transdutor de Pressão Medex Inc MX 848

Observação:

1) Figuras ilustrativas dos acessórios estão no Capitulo 3 Sensores de IBP.

Manual de Operação rev.F 13


DIXTAL Módulo de IBP

9. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS
CLASSIFICAÇÃO

CLASSIFICAÇÃO
Grau de proteção contra choque
Parte aplicada tipo CF
Elétrico
Modo de operação o aparelho Operação continua
Atende e/ou supera os requisitos das normas técnicas:
Normalização NBR IEC 60601-2-34 / IEC 60601-2-34
CISPR 11

ESPECIFICAÇÕES GERAIS

ƒ Software: SBMAMEXX
ƒ 02 Canais de pressão flutuantes, com indicação das pressões sistólica, média
e diastólica para cada canal.
ƒ Identificação do canal de pressão utilizado: PA, PV, PVC, PAD, PAE, PAP,
PCP, PIC e Pi.
ƒ Faixa de medição de pressão: -30 a 300mmHg
ƒ Faixa de freqüência: DC a 25Hz
ƒ Escalas: 20, 40, 80, 160, 320 e automática
ƒ Transdutor: Tensão de excitação: 2,5VDC, 0,1%
ƒ Sensibilidade (saída): 5µV/V/mmHg
ƒ Precisão: ± 3%.
ƒ Sincronismo com detecção de QRS.
ƒ Configurável para uso com até 2 módulos ou 4 pressões.
ƒ Escala automática em mmHg no início de cada registro.
ƒ Alimentação: 12Vcc/125mA (essa alimentação é fornecida diretamente pelo
monitor DX 2010 através de suas conexões com os módulos)
ƒ Dimensões: 100x50x200mm (altura x largura x comprimento)
ƒ Peso: 0,520Kg
ƒ Temperatura de operação: +10ºC (50F) a +40ºC (104F)

Observações:

1) A DIXTAL fornece documentação técnica necessária à manutenção dos


equipamentos ao pessoal técnico do usuário qualificado por ela.

2) Demais informações relativas a embalagem, transporte e armazenamento


deverão ser consultadas no manual de operação dos monitores DX 2010.

Manual de Operação rev.F 14