Você está na página 1de 4

Centro de Estudos Educativos de Ançã

Ana Catarina Ferreira Nº361 10ºB


Física e Química A
2007/2008

APL1.2 – ENERGIA ELÉTRICA FORNECIDA POR UM PAINEL FOTOVOLTAICO

Pretende-se instalar um painel fotovoltaico de modo a produzir a energia elétrica necessária


ao funcionamento de um conjunto de eletrodomésticos. Como proceder para que o
rendimento seja máximo?

Para começar a realizar a atividade, começamos por montar todo o circuito elétrico, que vai
ser constituído por:

 Painel fotovoltaico;
 Resistência variável;
 Amperímetro;
 Voltímetro;
 Fonte luminosa;
 Fios de ligação.

Fig.: A experiência realizada pelos alunos do 10ºB na aula de física e química A

Depois de concluída a montagem do circuito, ligamos a fonte luminosa, neste caso foi uma
lâmpada de incandescência, e começamos a registar os valores numa tabela da Diferença de
Potencial (U), através do Voltímetro e os valores da Intensidade (I) através do Amperímetro,
tendo em conta as diferentes posições da resistência que utilizamos para valores de 1 a 10 e
também a inclinação do painel fotovoltaico, que foi de 0⁰ e de 33 ⁰.

Quando já colocámos todos os valores na tabela, começamos a efetuar os cálculos para a

Resistência ( ) e para a Potência ( ).


Centro de Estudos Educativos de Ançã
Ana Catarina Ferreira Nº361 10ºB
Física e Química A
2007/2008

APL1.2 – ENERGIA ELÉTRICA FORNECIDA POR UM PAINEL FOTOVOLTAICO

Tabela 1: Inclinação a 0⁰

Posição da Intensidade Diferença de


Resistência ±0,01 Potencial
±0,25
1 0,01 1,4 140,00 0,01
2 0,02 1,5 75,00 0,03
3 0,03 1,4 46,67 0,04
4 0,04 1,35 33,75 0,05
5 0,05 1,3 26,00 0,07
6 0,06 1,2 20,00 0,07
7 0,07 1,15 16,43 0,08
8 0,08 1,0 12,50 0,08
9 0,09 0,9 10,00 0,08
10 0,11 0 0,00 0,00

Tabela 2: Inclinação a 33⁰

Posição da Intensidade Diferença de


Resistência ±0,01 Potencial
±0,25
1 0,01 1,5 150,00 0,02
2 0,02 1,5 75,00 0,03
3 0,03 1,5 50,00 0,05
4 0,04 1,5 37,50 0,06
5 0,05 1,4 28,00 0,07
6 0,06 1,3 21,67 0,08
7 0,07 1,3 18,57 0,09
8 0,08 1,2 15,00 0,10
9 0,09 1,1 12,22 0,10
10 0,10 0,3 3,00 0,03
11 0,11 0,05 0,45 0,01

Nota: para calcular a inclinação do painel fotovoltaico utiliza-se uma régua e usa-se a

expressão: , sendo co= 4,7 e h=8,5, .


Centro de Estudos Educativos de Ançã
Ana Catarina Ferreira Nº361 10ºB
Física e Química A
2007/2008

APL1.2 – ENERGIA ELÉTRICA FORNECIDA POR UM PAINEL FOTOVOLTAICO


Através de cálculos feitos para a resistência e para a potencia originam-se 2 gráficos.

Os gráficos que traduzem estas tabelas são:

gráfico em função da tabela 1

Gráfico em função da tabela 2.


Centro de Estudos Educativos de Ançã
Ana Catarina Ferreira Nº361 10ºB
Física e Química A
2007/2008

APL1.2 – ENERGIA ELÉTRICA FORNECIDA POR UM PAINEL FOTOVOLTAICO


Com estes gráficos pode-se concluir que para aumentar o rendimento do painel fotovoltaico
deve-se colocar o painel para que a radiação bata o mais perpendicularmente possível.

Para otimizar o processo deve colocar-se uma resistência no circuito.

Comparando os dois gráficos a potência é mais elevada quando o painel está exposto a
radiações perpendiculares, embora como no decorrer do processo decorreram vários erros, de
entre os quais estar um dia sem sol, e a luz elétrica ter faltado várias vezes, dando origem a
que os semicondutores presentes no interior do painel arrefecessem, dificultando os registos
da Intensidade e da Diferença de Potencial uma vez que não estavam a uma temperatura
ideal.

Curiosidade:

Um painel fotovoltaico é constituído por átomos de silício, estes quando são excitados sobem
para um nível energético superior indo para um pólo positivo, dando assim origem à corrente
elétrica.

Você também pode gostar