Você está na página 1de 12

INSTITUTO MÉDIO POLICTENICO DE NAMPULA

(IMEP)

CURSO:

CONSTRUCÃO CIVIL 3ᵒ ano

De Abril de 2020
IMEP

Nome: António Maurício júnior

Trabalho de técnicas de construção não convencionais

TEMA: A madeira e sua utilização na construção civil em Moçambique

Docente: Eng.chungu

De Abril de 2020

Índice
Introdução………………………………………………………………………………………………….1

Madeira e sua função estrutural…………………………………………………………………………….2

Propriedades físicas e mecânicas da madeira………………………………………………………………3

Resistência mecânica……………………………………………………………………………………….4

Desvantagens Do Uso Da Madeira………………………………………………………………..5

Exemplo de aplicação Local Do Uso Da Madeira Em Edifícios………………………………….6

Exemplo de aplicação Local Do Uso Da Madeira Em Edifícios………………………………….7

Conclusão …………………………………………………………………………………………8

Referencias………………………………………………………………………………………...9

Introdução
Devido à tradição herdada dos colonizadores da América Latina, o uso da madeira em edificações ainda
enfrenta alguns preconceitos frente a outros materiais. Desta forma, a madeira na construção civil, muitas
vezes, é aplicada de forma temporária, como em escoramentos, fôrmas, andaimes e de forma definitiva
em estruturas de coberturas, esquadrias, forros e pisos, porém, hoje, com novas tecnologias e a
globalização o cenário vem se transformando e a madeira na construção civil está sendo cada vez mais
aplicada para fins mais definitivos

Desenvolvimento
Madeira e sua função estrutural

A madeira possui diversas propriedades que a tornam atraente em relação a outros materiais. Entre essas
propriedades, podemos destacar o baixo consumo de energia para processamentos, alta resistência, bom
isolamento térmico e elétrico, além de ser um material de fácil trabalhabilidade, sejam manualmente ou
através de máquinas.

A madeira é um material de origem biológico produzido por tecidos de plantas lenhosas e tem função de
sustentação mecânica, sendo o principal produto mercantil florestal. Em relação à análise química da
madeira, ela é heterógena, sendo constituída por três principais elementos: celulose, hemicelulose e
lignina, sendo a maior parte de celulose (em torno de 50%) e os demais componentes em menor
quantidade, aqueles chamados de extractivos, encontrados na casca das árvores (terpenos, óleos, graxas e
corantes).

Na construção civil, o uso da madeira é feito de forma temporária, no caso de escoramentos, fôrmas,
andaimes, e de forma definitiva em estruturas de coberturas, esquadrias, forros, pisos e casas
prefabricadas.

Tipo de madeira estrutural local

Em Moçambique podemos encontrar vários tipos de madeira dentre elas são:

 Pau-preto
 Pau-rosa, pau-ferro
 Chacate- preto
 Sândalo
 Jambire
 Chamfuta
 Umbila
 Mecrusse
 Monzo
 Afror mozia

Propriedades físicas e mecânicas da madeira


Como visto anteriormente, existem diversas espécies de madeira e, como ela não é um material
homogéneo, o conhecimento de suas propriedades é importante para o melhor aproveitamento do
material.

Em relação às suas propriedades físicas, que são caracterizadas para seu emprego na construção civil,
destaca-se a humidade, as alterações de dimensões causadas pelo ganho ou perda de água
(retractibilidade). As propriedades mecânicas focam na avaliação da aptidão da madeira para suporte de
solicitações mecânicas, quando usualmente são verificadas a resistência, rigidez e elasticidade. A seguir
serão apresentadas em detalhes essas propriedades.

Propriedades físicas

Humidade

Antes de iniciar o estudo da humidade, é necessário compreender como a água pode estar presente na
madeira.

• Água de constituição: está presente na combinação química dos tecidos lenhosos. Mesmo quando seca
em estufa essa água não é retirada da madeira.

• Água de impregnação: representa a madeira húmida, seu inchamento que pode causar variação de
volume; as paredes das células estão completamente saturadas.

• Água livre: vai preencher os vazios celulares após as paredes das células estarem saturadas, a presença
dessa água não provoca alteração do volume do material.

A humidade da madeira é o percentual de água contido em sua estrutura e sua determinação pode ser feita
através da equação que segue; pode ser classificada, de acordo com sua humidade

A madeira empregada deve ser a seca, com o teor de humidade em equilíbrio com o ambiente, essa
secagem pode ser feita de forma natural ou artificial, sendo que a artificial tem seu processo acelerado e a
temperatura e humidade podem ser controladas. Geralmente esse tipo de secagem traz às peças uma
maior resistência mecânica e também as agentes de deterioração. Alguns defeitos podem surgir nas peças
no caso de secagens inadequadas.

A importância em verificar a humidade da madeira deve-se ao fato de que uma madeira húmida sofre
alterações de volume e dimensões (retractibilidade). Dependendo da finalidade do uso do elemento, a
modificação de sua forma pode originar patologias (trincas, fissuras, rupturas etc.). Desta maneira, deve-
se utilizar a madeira com teor de humidade adequado para cada tipo de aplicação.

Variação dimensional: retractibilidade

A retractibilidade é a propriedade que a madeira tem de sofrer alterações de dimensões e volume quando
o teor de humidade varia. Esse processo acontece através do inchamento ou da retracção. Sua condição de
uso deve atender aos locais que serão aplicados.

Resistência mecânica
Os tipos de solicitações mecânicas que as madeiras podem sofrer e como é seu comportamento.

Resistências à compressão - Grande resistência às forças paralelas, porém as solicitações de forma


perpendicular às fibras podem pressioná-las e causar esmagamento.

Resistências à tracções Forças paralelas às fibras têm deformação baixa; já forças perpendiculares às
fibras têm baixa resistência e podem causar o rasgamento do material.

Resistências ao cisalhamento- Forças perpendiculares às fibras têm alta resistência; já as forças paralelas
possuem menor resistência.

Resistência à flexão Quando solicitada à flexão simples, ocorre quatro tipos de esforços: compressão e
tracção paralela às fibras, cisalhamento e compressão.

Factores que influenciam as propriedades das madeiras:

 Densidade
 Humidade
 Defeitos de secagem
 Defeitos de processamento
 Ataques biológicos: fungos, cupins e perfuradores

Vantagens E Desvantagens Do Uso Da Madeira

Vantagens do uso da madeira como a madeira é um material que está disponível na


natureza e tem capacidade de renovação, seu custo de extracção e processamento é
relativamente baixo. Em relação à resistência, a madeira apresenta boa resistência mecânica
para esforços de tracção, compressão e flexão, além disso, tem boa absorção a impactos,
resistindo a choques e às cargas dinâmicas.

Devido à sua composição, seu peso próprio é baixo (comparado à resistência mecânica),
possui boa trabalhabilidade, boa absorção acústica e isolamento térmico e uma vida útil longa
com baixo custo de manutenção.

Desvantagens Do Uso Da Madeira


Algumas das desvantagens da madeira na construção estão relacionadas ao processo de
transformação da madeira, como, a falta de tratamentos, secagem insuficiente e outras
restrições relacionadas à própria característica de constituição da madeira, das quais se pode
citar:

• Inflamável e biodegradável
• Material orgânico: em determinados ambientes ou dependendo do tratamento a madeira
pode se deteriorar
• Dependendo da aplicação, as dimensões podem ser limitadas
 Agentes atmosféricos Sensível ao ambiente,
 Variação de dimensão aumento ou diminuição (dilatação, contracção) devido à
humidade.
 Vulnerabilidade - é bastante vulnerável aos agentes externos, e a sua
 Durabilidade é limitada, quando não são tomadas medidas preventivas.
 Dimensões - são limitadas: formas alongadas, de secção transversal reduzida.
NB: Mesmo quando a madeira for aplicada em condições temporárias, como
escoramentos, formas e andaimes, é importante escolher bem a espécie e checar itens
como dimensões, teor de humidade e existência de defeitos naturais ou causados pelo
processamento.
Desafios do uso da madeira na construção civil em Moçambique

E necessário termos muito em conta com os desafios no nosso pais quando tratamos do
assunto da madeira em geral dizer que em nosso pais a madeira e um material muito precioso
para a construção, arte e outros fins, que ate em alguns anos atrás por falta da fiscalização e
inspecção era muito exportado para fora do nosso pais, que começou a ter falta, mas temos
estado a combater para que não aconteça esses cortes e exportações de forma não autorizada,
para seu melhoramento e necessário que plantemos sempre as arvores e que usemos de forma
racional.

Exemplo de aplicação Local Do Uso Da Madeira Em Edifícios


A seguir, apresento os principais produtos utilizados na construção, os tipos de madeira
usualmente aplicados e as condições de humidade que as peças devem apresentar:

Piso- na construção civis utilizam-se diversos tipos de peças de madeira serrada e beneficiada
em pisos (tacos, parquetes, tacões, tábuas corridas) como assoalhos domésticos. As peças de
madeira para este uso devem ser secas artificialmente em estufas, o armazenamento deve ser
em local coberto e ventilado para evitar a acção da água.

Andaimes, escoramento e fôrmas para concretos utilizam as peças de madeira serrada na


forma de tábuas e pontaletes para serem empregados como andaimes, escoramento e fôrmas
para concreto. A madeira mais utilizada é a pinho-do-paraná, as peças de madeira com estes
usos temporários devem ser madeiras comercialmente secas com 18 a 23% de humidade, o
armazenamento deve também ser em local coberto e ventilado para evitar a acção da água.

Estruturas de cobertura -Para a cobertura da estrutura nas edificações são usadas peças de
madeira serrada na forma de vigas, caibros, pranchas e tábuas. A madeira mais utilizada é a
peroba-rosa. As peças de madeira com este uso devem ser madeiras secas ao ar. Desta
maneira, devem-se comprar as peças com antecedência ao seu uso (de três a quatro meses) e
armazená-las em local coberto, ventilado e apropriado para evitar a acção da água. Além
disso, as peças devem estar sobre pontaletes de madeiras, sem contacto com o solo. O local
deve ter área com comprimento mínimo de 6,0 m para atender ao comprimento de
comercialização.

Forros, lambris e guarnições- Além de forros de gesso, são muito comum o uso de peças de
madeira serrada e beneficiada, como forros, painéis, lambris e guarnições, nos quais a
madeira apresenta cor e desenhos considerados decorativos. A madeira mais utilizada é a
madeira de imbuía As peças de madeira com estes usos devem ser madeiras bem secas, com
10 a 12% de humidade, o armazenamento deve ser em local coberto e ventilado para evitar a
acção da água.

Esquadrias (portas e janelas) - utilizam-se as peças de madeira serrada e beneficiada, como


portas, venezianas, caixilhos. A madeira mais utilizada é de pinho-do-paraná o
armazenamento deve ser em local seguro e protegido da acção da água. Além disso, devem-
se estocá-los na posição de utilização da peça (vertical ou horizontal) e sem peso em cima, a
fim de proteger todo o material do empeno. É importante que as peças recebam tratamentos
adequados (selantes, vernizes etc.) antes da sua aplicação local.

Painéis de madeira -Os painéis surgiram com a necessidade de suprir algumas


características da madeira maciça, como reduzir peso e custo, mantendo as propriedades da
madeira. O desenvolvimento tecnológico no sector de painéis ocasionou o grande aumento
de produtos, entre eles se destacam

 Compensado: utilizado para móveis, alambrados, divisórias de canteiro de obras etc.


 Chapas de fibra: a mais conhecida é o MDF – chapa de densidade média –, aplicados
em rodapés e pisos.

Conclusão
A madeira faz parte da construção tradicional no mundo particularmente em Moçambique. Na
verdade, desde o início da Humanidade que a madeira tem sido utilizada e trabalhada pelo
Homem. Acompanhando a evolução, a madeira foi-se adaptando às necessidades do homem
tendo neste percurso sofrido vários progressos técnicos e tecnológicos que a tornam um material
de potencialidades renovadas na área da construção, propiciando o aparecimento e/ou
aperfeiçoamento de sistemas construtivos, assim como o surgimento de novos produtos
derivados de madeira.

No decorrer deste trabalho, os temas fornecidos e as actividades propostas foi importante e que auxiliara-
me para o meu conhecimento sobre Professional.

Obrigado

Referências bibliográficas
Revistadamadeira_materia.php?num=1433&subject=Constru%E7%E3o%20Civil&title= Madeira
%20para%20uso%20sustent%E1vel%20na%20constru%E7%E3o%20civil

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Conselho Nacional do Meio Ambiente – CONAMA. Resolução
nº 307, de 5 de julho de 2002. Brasília DF, n. 136, 17 de julho de 2002. Secção

Você também pode gostar