Você está na página 1de 2

A FORÇA DA ORAÇÃO E DO JEJUM

Alcance os Favores de Deus pela Força da Oração e do Jejum

Nós temos de crescer nessa dinâmica da vida de oração. Para isso, vou lhes ensinar um segredo:
a vida dos santos, aqueles que obtiveram grandes favores de Deus. Qual é o segredo deles? A
oração. Se você não fizer sua parte, vai ficar na depressão, no desgaste, no cansaço. Você precisa
orar. Esse é o primeiro segredo.

Quanto tempo você dá para Deus? Cinco minutos? É preciso dar um pouquinho mais. A oração é
importantíssima!

Daniel era um grande amigo de Deus, preocupava-se com o seu povo e era um homem de muita
oração. Ele recebeu uma grande visão do Senhor, uma mensagem do céu. Naquele momento, ele
não estava só, mas só ele viu, só ele contemplou a visão que o Senhor lhe proporcionou. E
porque ele era um homem de oração e vivia o jejum, ouviu e viu a Deus. Daniel, de tal forma, foi
tomado por aquela visão e se assustou.

Daniel foi um privilegiado, porque estava meditando e se humilhando. Ele obteve favores de
Deus como nenhum outro homem da sua época conseguiu. Ele obteve grandes graças e o auxílio
de Deus por meio do anjo Miguel, porque Daniel era um homem de Deus, era um homem que
jejuava e combatia, que se unia a Deus em oração. Os outros nem conseguiram visualizar, porque
não conseguiram atingir aquele nível de oração e entrega. É possível para nós? É possível para
você? Sim, é possível, só é preciso orar, jejuar (mortificar a carne).

Cinco motivos para fazer jejum


1 – O jejum prepara a alma para oração.
Em Dt 9,9, falamos de Moisés, um grande homem que sofria pelo seu povo e obteve grandes
vantagens de Deus. Antes de receber as tábuas das leis – os 10 mandamentos –, ele jejuou por 40
dias e 40 noites. Ele preparou sua alma para a ouvir Deus.
Nosso corpo não aguenta quando comemos muito, ficamos sonolentos e não oramos bem. Uma
pessoa que não é moderada na alimentação tem dificuldades para orar. Por isso, o jejum nos
prepara para grandes graças e para os milagres de Deus. Se você quiser ter asas para contemplar
o Senhor e fazer grandes experiências com Deus, precisa dominar seu corpo. Você também pode
conseguir esses favores se for um homem ou uma mulher de jejum.
“O jejum é um suporte para a alma, ele nos dá asas para subirmos aos céus e visualizarmos as
mais altas contemplações.” (São João Crisóstomo)

2. O jejum sacrifica a carne.


Estive no deserto onde Jesus andou. Um lugar muito quente. Imagine Jesus, 40 dias naquele
deserto, no calor. Ele estava se preparando para o grande combate.
Pode ser que você até seja uma pessoa de oração, mas sua carne é fraca. Por isso, precisa
submeter-se ao senhorio de Jesus e sacrificar a sua carne. Esse sacrifício não é colocar coisas no
corpo para se machucar, mas sim sacrificar o estômago, a boca.
Quer vencer os pecados da carne, suas concupiscências? Jejue. Nós caímos muito pela boca. Se
dominarmos nosso corpo, vamos experimentar as graças de Deus. Nós levamos uma vida muito
solta hoje, comemos de tudo! Até coisas que não fazem bem para nossa saúde.
“ A gula é a hipocrisia e o fingimento do ventre, que, depois de farto, nos faz crer que tem
necessidade de mais. Depois de quase se arrebentar, ainda dizemos que estamos padecendo de
fome” (São João Clímaco). Sacrifique sua carne, e eu tenho certeza que vai receber grandes
favores de Deus.
“O demônio está sobre o nosso estômago, e faz com que nos nunca nos sintamos fartos” (São
João Clímaco). Domine a si mesmo e diga: “Eu quero dominar o meu corpo. Ele é templo do
Espírito Santo. Eu quero ter uma visão do céu”. Nós precisamos ser homens e mulheres
equilibrados.

3. O jejum nos leva a honrar a Deus, é uma oração de louvor a Ele.


Recordo-me de Ana, a profetiza do templo. Ela honrava a Deus com jejuns e orações, e servia ao
Senhor no Templo. Qual foi o beneficio de Ana, de estar ali no templo vivendo isso? O que ela
ganhou? Ela viu Jesus.
Quantas mulheres daquela época estavam por ali, no templo, mas somente Ana viu o Menino
Jesus, a sua apresentação no Templo. Ela viu, porque era uma mulher de oração (Lc2,37). Assim
como Ana, você vai receber presentes de Deus que nem imagina, se jejuar e orar. Sabe por que
você não conseguiu aquele favor de Deus ainda? Porque não se sacrificou, não jejuou.
Não espere estar apenas em um encontro de oração, porque precisamos de santos, de muitos
santos. Nosso país está precisando de santos, de pessoas que jejuam e rezam. Quem quer mudar
uma situação pela força da oração, precisa fazer a sua parte, como Ana.

4. O jejum é uma grande penitência de conversão, que nos leva à conversão.


Jonas é enviado a uma grande nação: aos ninivitas. Por que Deus não fez nada a eles e voltou
atrás? Porque eles, os ninivitas, converteram-se e penitenciaram-se.
Quer afastar os males que vêm sobre a sua cidade, sobre a sua família? Faça o jejum e
penitências. Uma cidade inteira se converteu, porque jejuou e penitenciou-se.

5. Você pode obter favores de Deus com jejuns.


Neemias era um homem de Deus. Quando descobriu que sua cidade estava destruída e que havia
um resto do seu povo lá, sentou-se a pôs-se a chorar, ficou de luto, jejuou, rezou diante do Deus
do céu. Ele falou com o Rei e pediu para que Ele reconstruísse sua cidade.
O que Neemias conseguiu? Tudo o que precisava, porque rezou, jejuou, penitenciou-se para
obter todos os favores de Deus. Ele alcançou a visão divina, tocou na graça de Deus.
Precisamos fazer a nossa parte para obtermos as graças divinas. Um jejum nos prepara para
grandes favores. O que faz o demônio sair em debandada é a nossa penitência, o jejum, pois a
força da pessoa é tão grande, que ele não consegue tocar nela.

Você também pode gostar