Você está na página 1de 24

Histórico 4

Como devo usar esta apostila? 4

O que é "bloqueio/etiquetagem"? 4

Por que é preciso se preocupar com bloqueio/etiquetagem? 4

Abrangência da OSHA 5

Como saber se a norma OSHA aplica-se a mim? 5

Quando a norma não é aplicável às atividades de manutenção realizadas em indústrias abrangidas


pela parte 1910? 5

Como a norma se aplica às operações de serviço e manutenção geral da indústria? 6

Requisitos da norma 6

Quais são os requisitos da OSHA? 6

O que deve incluir um procedimento de controle de energia perigosa? 7

O que os trabalhadores devem fazer antes de começarem as atividades de serviço ou manutenção?


8

O que os trabalhadores devem fazer antes de remover seu dispositivo de bloqueio ou etiquetagem e
reenergizar a máquina? 8

Quando usar o bloqueio e como fazê-lo? 8

Como posso determinar se o dispositivo de isolamento de energia pode ser bloqueado? 9

O que devo fazer se eu não puder bloquear o equipamento? 9

Que outras opções eu tenho? 9

Quando dispositivos de etiquetagem podem ser usados em vez de dispositivos de bloqueio? 11

Quais são as limitações dos dispositivos de etiquetagem? 12

Quais são os requisitos para os dispositivos de bloqueio/etiquetagem? 12

O que os funcionários precisam saber sobre programas de bloqueio/etiquetagem? 13

Quando o treinamento é necessário? 14

E se eu precisar de energia para teste das máquinas ou equipamentos? 15

Control of Hazardous Energy OSHA 3110 – 2002 (revised)


Tradução para o Português da empresa Tagout – especialista em Lockout/Tagout Página 1
O que fazer se eu usar serviços terceirizados para procedimentos de manutenção? 16

O que fazer se um grupo de trabalhadores realiza atividades de manutenção? 16

O que fazer se o turno de trabalho muda durante a manutenção da máquina? 16

Com que frequência preciso rever meus procedimentos de bloqueio/etiquetagem? 17

O que implica uma revisão? 17

Quais informações adicionais a OSHA fornecem sobre bloqueio/etiquetagem? 18

Termos comumente usados 20

OSHA, assistência, programas e serviços 22

Como a OSHA pode me ajudar? 22

Como pode o programa de segurança e saúde do trabalhador ajudar os empregadores e os


empregados? 22

Quais são os planos do Governo? 23

Como a consultoria pode ajudar os empregadores? 23

Quem pode obter consultoria e quanto custa? 24

A OSHA pode garantir privacidade para um empregador que solicita consultoria? 24

Um empregador pode ser citado por não conformidades depois de receber consultoria OSHA? 24

Quais incentivos a OSHA fornecem para a procura de consultoria? 24

O que são os “programas voluntários de proteção”? 25

Como funciona o VPP? 25

Como o VPP ajuda os empregadores e os empregados? 26

Como a OSHA monitora as indústrias VPP? 26

A OSHA pode inspecionar um empregador que está participando doVPP? 26

Como uma parceria com a OSHA pode melhorar a saúde e segurança dos trabalhadores? 27

O que é programa de parceria estratégica (OSPP da OSHA)? 27

O que é OSPPs? 27

Quais são os diferentes tipos de OSPPs? 28

Control of Hazardous Energy OSHA 3110 – 2002 (revised)


Tradução para o Português da empresa Tagout – especialista em Lockout/Tagout Página 2
Quais são os benefícios da participação na OSPP? 28

A OSHA tem treinamento em segurança e saúde no trabalho para os empregadores e os


trabalhadores? 29

A OSHA dá dinheiro para organizações de treinamento e educação? 29

A OSHA tem outros materiais de assistência disponíveis? 30

O que fazer em caso de emergência ou para uma denúncia? 31

OSHA regionais e escritórios 32

Anexo – Worksite Analysis 36

Control of Hazardous Energy OSHA 3110 – 2002 (revised)


Tradução para o Português da empresa Tagout – especialista em Lockout/Tagout Página 3
Histórico

Como devo usar esta apostila?

Esta apostila apresenta os requisitos gerais da OSHA para controlar as energias perigosas durante os
serviços ou manutenção das máquinas ou equipamentos. Não se destina a substituir ou complementar
normas OSHA sobre controle de energia perigosa. Depois de ler esta apostila, empregadores e outras
partes interessadas são convidados a rever as normas OSHA sobre o controle de energias perigosas
para obter uma compreensão completa dos requisitos sobre controle de energia perigosa. Estas
normas, bem como outros recursos relevantes, são mencionadas ao longo desta publicação.

O que é lockout/tagout?

"Bloqueio/etiquetagem" refere-se as práticas específicas e aos procedimentos para proteger


trabalhadores da energização inesperada ou inicialização de máquinas e equipamentos, ou a liberação
de energia perigosa durante as atividades de manutenção ou de serviços. Por isso exige que um
indivíduo designado desative e desligue a máquina ou o equipamento de suas fontes de energias
antes de executar o serviço ou manutenção e que funcionários autorizados bloqueiem ou etiquetem
as fontes de energia para evitar a liberação de energia perigosa e tomar medidas para verificar que a
energia tenha sido isolada eficazmente. Se existe o potencial para a liberação de energia perigosa
armazenada a um nível perigoso, o empregador deve garantir que os funcionários tomem medidas
para evitar lesões que possam resultar da libertação de energia armazenada. Dispositivos de bloqueio
devem manter o isolamento de energia na "posição desligado". Os dispositivos de bloqueio fornecem
proteção, impedindo que máquinas ou equipamentos fiquem energizados, pois impedem que outros
possam remove-lo sem uma chave ou outro meio que evite a liberação de energia perigosa e tomar
medidas para verificar que a energia tem sido isolada eficazmente. Se existe o potencial para a
liberação de energia armazenada perigosa ou para o re-acúmulo da energia armazenada a um nível
perigoso, o empregador deve garantir que os empregados tomem medidas para evitar lesões que
possam resultar da libertação de energia armazenada. Dispositivos de bloqueio devem ser mantidos
isolando a energia na "posição off". Eles fornecem proteção, impedindo que máquinas ou
equipamentos se energizem, pois ninguém pode remove-los sem uma chave.

1 A norma refere-se a serviços e manutenção de "máquinas ou equipamentos." Embora os termos "máquina" e


"equipamento" tenham significados distintos, esta apostila utiliza o termo "máquinas" para se referir tanto para máquinas e
equipamentos. Isso é feito para fins de brevidade apenas, e os leitores não devem concluir que se destina a limitar o âmbito
de aplicação da norma. O termo "equipamento" é amplo em escopo e engloba todos os tipos de equipamentos, incluindo
equipamentos de processo, como sistemas de tubulação.

Por que é preciso se preocupar com bloqueio/etiquetagem?

Os empregados podem ser seriamente ou fatalmente feridos caso máquinas ou equipamentos em


serviço se energizem inesperadamente ou liberem energia armazenada. A OSHA é padrão no
controle de energias perigosas (bloqueio/etiquetagem), encontrado no título 29 da parte de código de
regulamentos federais (CFR) 1910.147 determina quais as etapas os empregadores devem tomar para
evitar acidentes associados à energias perigosas. A norma trata de práticas e procedimentos
necessários para desativar máquinas e evitar a liberação de energia potencialmente perigosa durante
a execução de atividades de manutenção, lubrificação, ajustes, trocas de ferramentas, etc...

Control of Hazardous Energy OSHA 3110 – 2002 (revised)


Tradução para o Português da empresa Tagout – especialista em Lockout/Tagout Página 4
Duas outras normas OSHA também contêm disposições de controlo da energia: 29 CFR 1910.269 e
1910.333. Além disso, algumas normas relativas a tipos específicos de máquinas contêm requisitos
dezenergização — tais como 29 CFR 1910.179(l)(2)(i)(c) (exigindo que as chaves devem ser
"abertas e bloqueadas na posição aberta" antes de executar a manutenção preventiva em guindastes
de pórtico e a sobrecarga). 2 parte 1910.147 aplicável em conjunto com estas normas específicas de
computador para garantir que os funcionários estarão adequadamente protegidos contra energia
perigosa.

2 A norma prevê uma exceção limitada à exigência de que os procedimentos de controle de energia devem ser
documentados. Se um empregador pode demonstrar a existência de cada um dos oito elementos listados nas
1910.147(c)(4)(i), o empregador não é necessário documentar o procedimento de controle de energia. No entanto, a
exceção encerra se circunstâncias mudam e quaisquer uns dos elementos não existem mais.

Abrangência OSHA

Como posso saber se o padrão OSHA se aplica a mim?

Se seus funcionários de manutenção ou operação de máquinas trabalham onde a energização


inesperada ou a liberação de energia armazenada pode causar um acidente, a norma provavelmente
se aplica a você. A norma aplica-se a todas as fontes de energia, incluindo, mas não se limitando a:
energia mecânica, elétrica, hidráulica, pneumática, química e térmica. A norma não abrange perigos
elétricos do trabalho, perto de ou com condutores ou equipamento nas instalações (premissa fiação)
utilização elétrico, que são delineados pela subparte s de 29 CFR parte 1910. Você pode encontrar as
disposições específicas de bloqueio e sinalização para choque elétrico e queimadura no 29 CFR parte
1910.333. Controlando a energia perigosa em instalações exclusivamente para fins de geração de
energia, transmissão e distribuição, incluindo equipamentos relacionados para comunicação ou
medição, é coberto por 29 CFR 1910.269.
A norma também não abrange a agricultura, construção civil e indústrias marítimas ou óleo e gás
bem como perfuração e assistência técnica. Outras normas relativas ao controle da energia perigosa,
no entanto, se aplicam em muitas dessas indústrias/situações.

Quando a norma não é aplicável às atividades de manutenção realizadas


em indústrias abrangidas pela parte 1910?

A norma não se aplica às atividades de serviços e manutenção geral da indústria nas seguintes
situações:
• a exposição a energia perigosa é controlada completamente desconectando o equipamento de uma
tomada elétrica e onde o funcionário fazendo o serviço ou manutenção tem controle exclusivo do
plugue. Isto se aplica somente se a eletricidade é a única forma de energia perigosa à qual os
funcionários podem ser expostos. Esta exceção abrange muitas ferramentas manuais portáteis e
cabos e plugues conectados a máquinas e equipamentos.
• Um funcionário executa operações (hot tap) em tubulações pressurizadas que distribuem gás,
vapor, água ou produtos petrolíferos, para o qual o empregador mostra o seguinte:
- continuidade do serviço é essencial;
- desligamento do sistema é impraticável;
- o empregado segue os procedimentos documentados e usa equipamento especial que fornece
proteção comprovada e eficaz.

Control of Hazardous Energy OSHA 3110 – 2002 (revised)


Tradução para o Português da empresa Tagout – especialista em Lockout/Tagout Página 5
• O funcionário está realizando pequenas alterações ou outras atividades de manutenção menores que
são rotineiras, repetitivas e integrais à produção, e que ocorrem durante as operações normais de
produção. Nestes casos, os funcionários devem ter proteção eficaz e alternativa.

Como a norma se aplica às operações de serviço e manutenção geral


indústria?

A norma aplica-se ao controle de energias perigosas quando os funcionários estão envolvidos em


atividades de serviço ou manutenção, como construção, instalando, configurando, ajustando,
inspecionando, modificando e executando manutenção de máquinas ou equipamentos.

Essas atividades incluem lubrificação de máquinas, limpeza, ajustes ou troca de ferramenta, onde os
trabalhadores possam estar expostos a energia perigosa. Se uma atividade de serviço ou manutenção
faz parte da operação normal de produção, os funcionários executando a manutenção podem estar
sujeitos a riscos normalmente não associados com a operação de produção. Embora a máquina
guardando disposições nas operações de produção mais normais subparte o de 29 CFR 1910 capa,
trabalhadores que façam atividades de manutenção durante as operações normais de produção devem
seguir procedimentos de bloqueio/etiquetagem se eles:
• removerem ou ignorar as proteções da máquina ou outros dispositivos de segurança,
• colocar qualquer parte dos seus corpos perto do ponto de operação da máquina,
• Coloque qualquer parte do seu corpo em uma zona de perigo associada as operações de máquina.
Trabalho envolvendo pequenas alterações e ajustes ou outras atividades de manutenção menores que
são rotineiras, repetitivas e integrais para a utilização de equipamentos de produção e que ocorrem
durante as operações normais de produção não é abrangido pelo bloqueio/etiquetagem padrão. Essa
exceção é limitada e se aplica apenas quando considerações económicas impedem o uso de medidas
de isolamento de energia prescrita e quando o empregador fornece e exige medidas alternativas para
assegurar a proteção eficaz e alternativa.

Sempre que a norma é aplicável, a máquina deve ser desligada e isolada de suas fontes de energia e
dispositivos de bloqueio ou etiquetagem devem ser aplicados para os dispositivos de isolamento de
energia. Além disso, as pessoas autorizadas devem tomar medidas para verificar que ele ou ela
tenham efetivamente isolado a energia. Quando há energia residual ou armazenada, as pessoas
autorizadas devem tomar medidas para tornar essa energia segura. Se existe a possibilidade de
reacumulação de energia armazenada a níveis perigosos, o empregador deve assegurar que o
trabalhador ou trabalhadores executem as etapas de verificação regularmente para detectar
reacumulação antes que ele tenha o potencial de causar lesões.

Requerimentos padrões

Quais são os requisitos da OSHA?

O padrão da OSHA estabelece requisitos mínimos de desempenho para controlar as energias


perigosas. O padrão especifica que os empregadores devem estabelecer um programa de controle da
energia para garantir que os funcionários possam isolar as máquinas de suas fontes de energia e
torná-las inoperantes antes de quaisquer serviços. Como parte de um programa de controle da
energia, os empregadores devem:

Control of Hazardous Energy OSHA 3110 – 2002 (revised)


Tradução para o Português da empresa Tagout – especialista em Lockout/Tagout Página 6
• estabelecer procedimentos de controle da energia a fim de remover o fornecimento de energia das
máquinas e para a colocação de dispositivos de bloqueio ou etiquetagem adequados nos dispositivos
de isolamento de energia para evitar a reenergização inesperada. Quando adequado, o procedimento

também deve abordar energia armazenada ou potencialmente reacumulada;


• O treinamento dos funcionários sobre o programa de controle da energia, incluindo a aplicação
segura, a utilização e a remoção dos dispositivos de bloqueio;
• auditar esses procedimentos periodicamente (no mínimo, anualmente) para garantir que eles
estejam sendo seguidos e que permaneçam eficazes na prevenção da exposição dos trabalhadores a
energia perigosa. Se os empregadores usam dispositivos de etiquetagem em máquinas que podem ser
bloqueadas, eles devem adotar medidas adicionais para fornecer o mesmo nível de proteção dos
trabalhadores que proporcionaria dispositivos de bloqueio. Dentro dos limites gerais da norma, os
empregadores têm flexibilidade para desenvolver programas e procedimentos que atendem as
necessidades de seus locais de trabalho individuais e os determinados tipos de máquinas estejam
sendo mantidas ou atendidas.

O que deve incluir um procedimento de controle da energia?

Os empregadores devem desenvolver, documentar e usar procedimentos para controlar as energias


potencialmente perigosas . 3 Os procedimentos devem explicar o que os funcionários devem saber e
fazer para controlar as energias perigosas efetivamente. Se esta informação é a mesma para várias
máquinas utilizadas em um local de trabalho, então um procedimento único de controle de energia
pode ser suficiente. Por exemplo, máquinas similares (aqueles que usam o mesmo tipo e da
magnitude de energia) que têm os tipos iguais ou semelhantes de medidas de controle podem ser
abrangidas por um único procedimento. Os empregadores devem desenvolver procedimentos de
controle de energia separados se seus locais de trabalho têm condições distintas, como várias fontes
de energia, conexões de alimentação diferentes ou diferentes sequências de controle que os
funcionários devem seguir para bloquear
vários pontos de máquinas.
Os procedimentos de controle da energia devem delinear o escopo, propósito, autorização, regras e
técnicas que os funcionários usarão para controlar as energias perigosas, bem como os meios que
serão utilizados para garantir a conformidade. Esses procedimentos devem fornecer aos funcionários,
pelo menos, as seguintes informações:
• uma instrução sobre como usar os procedimentos;
• Etapas processuais específicas para desligar, isolar e bloquear as fontes de energias perigosas; •
Etapas específicas que designa o posicionamento seguro, remoção e transferência de dispositivos de
bloqueio/etiquetagem e identificar quem tem a responsabilidade dos dispositivos de
bloqueio/etiquetagem;
• requisitos específicos para testar as máquinas para determinar e verificar a eficácia dos dispositivos
de bloqueio, dispositivos de etiquetagem e outras medidas de controle da energia.

3 A norma prevê uma exceção limitada à exigência de que os procedimentos de controle de energia sejam documentados.
Se um empregador pode demonstrar a existência de cada um dos oito elementos listados na 1910.147(c)(4)(i), não é
necessário que o empregador documente o procedimento de controle de energia. No entanto, a exceção encerra se
circunstâncias mudam e quaisquer uns dos elementos não existam mais. No apêndice a do 1910.147, OSHA fornece um
procedimento de bloqueio mínimo típico para os empregadores consultarem ao preparar seus próprios procedimentos de
controle de energia específico. O esboço é uma diretriz não mandatória para ajudar os empregadores e funcionários em
conformidade com a norma. Nada no apêndice adiciona ou retira algum dos requisitos da norma.

Control of Hazardous Energy OSHA 3110 – 2002 (revised)


Tradução para o Português da empresa Tagout – especialista em Lockout/Tagout Página 7
O que os funcionários devem fazer antes de começarem as atividades de
serviço ou manutenção?

Antes do início do serviço ou da manutenção, as seguintes etapas devem ser realizadas em sequência
e de acordo com as disposições específicas do procedimento de controle de energia do empregador:
(1) preparar-se para o desligamento;
(2) Desligar a máquina;
(3) Desconectar ou isolar a máquina a partir da fonte de energia;
(4) Aplicam-se os dispositivos de bloqueio e etiquetagem para isolar as energias perigosas;
(5) Soltar, restringir, ou tornar seguras as energias residuais perigosas. Se existe uma possibilidade
de reacumulação de energia perigosa, verificar regularmente durante o serviço e manutenção que
essa energia não tem reacumulada para níveis perigosos;
(6) verificar o isolamento e dezenergização da máquina.

O que os funcionários devem fazer antes de removerem os dispositivos de


bloqueio/etiquetagem e religar a máquina?

Os funcionários que trabalham em máquinas dezenergizadas podem ser gravemente feridos ou


mortos se alguém remove os dispositivos de bloqueio/etiquetagem e religa as máquinas sem o seu
conhecimento. Assim, é extremamente importante que todos os funcionários respeitem os
dispositivos de bloqueio/etiquetagem e que só a pessoa ou pessoas que aplicaram estes dispositivos
possam removê-los. Antes de remover os dispositivos de bloqueio/etiquetagem, os funcionários
devem tomar as seguintes medidas em conformidade com as disposições específicas do
procedimento de controle de energia do empregador:
• Inspecionar a máquina ou seus componentes para garantir que eles estão funcionalmente intactos e
que itens não essenciais sejam removidos da área;
• verifique que a todos estão posicionados com segurança e longe da máquina.
Após a remoção dos dispositivos de bloqueio/etiquetagem, mas antes de religar a máquina, o
Supervisor deve garantir que todos os funcionários que operam ou trabalham com a máquina, bem
como na área onde o serviço ou a manutenção é realizada, saibam que os dispositivos foram
removidos e que a máquina é capaz de ser religada. (Ver secções 6 e (f) de 29 CFR parte 1910.147
para requisitos específicos.) Na situação rara em que o funcionário que colocou o dispositivo de
bloqueio/sinalização é incapaz de remover esse dispositivo, outra pessoa pode removê-lo sob a
direção do empregador, desde que o empregador adere estritamente os procedimentos específicos
descritos na norma. (Ver 29 CFR 1910.147(e)(3).)

Quando eu devo usar o bloqueio e como fazê-lo?

Você deve usar um programa de bloqueio (ou programa de etiquetagem que fornece um nível de
proteção igual ao obtido através de bloqueio) sempre que seus funcionários se envolverem em
operações de serviço ou de manutenção em máquinas que são capazes de ser bloqueadas e que
exponham as energias perigosas de energização inesperada, inicialização ou liberação de energia
armazenada. A principal forma de prevenir a libertação de energia perigosa durante as atividades de
serviço e manutenção é utilizando dispositivos de isolamento de energia, como o comando manual
de disjuntores, desconectar disjuntores, bloquear válvulas. O bloqueio requer uso de um dispositivo
para conter a energia em uma posição segura e impedir que a maquina religue inadvertidamente. O

Control of Hazardous Energy OSHA 3110 – 2002 (revised)


Tradução para o Português da empresa Tagout – especialista em Lockout/Tagout Página 8
bloqueio também requer que os funcionários sigam um procedimento estabelecido para garantir que
as máquinas não religuem até que o mesmo funcionário que colocou o dispositivo de bloqueio
remova-o.

Como posso determinar se o dispositivo de isolamento de energia pode ser


bloqueado?

Um dispositivo de isolamento de energia é considerado "capaz de ser bloqueado" se satisfizerem um


dos seguintes requisitos:
• É projetado com um ferrolho ou em outra parte para o qual você pode anexar um bloqueio, como
um disjuntor elétrico com chave;
• Tem um mecanismo de bloqueio incorporado;
• pode ser bloqueado sem desmontagem, reconstrução, ou substituir o dispositivo de isolamento de
energia ou alterar permanentemente a sua capacidade de controle da energia, tal como uma válvula
bloqueável ou disjuntor.

O que eu faço se eu não puder bloquear o equipamento?

Às vezes não é possível bloquear o dispositivo de isolamento de energia associado com as máquinas.
Nesse caso, você deve fixar uma etiqueta em local mais próximo possível do dispositivo de
isolamento de energia em uma posição onde será imediatamente óbvio para qualquer um tentando
operar o dispositivo. Você também deve cumprir todas as disposições de sinalização da norma. A
etiqueta que alerta os trabalhadores para o perigo de reenergização e informa aos funcionários que a
máquina não pode funcionar até que a etiqueta seja removida em conformidade com um
procedimento estabelecido.

Que outras opções eu tenho?

Se for possível bloquear uma máquina, os


empregadores devem utilizar dispositivos de bloqueio, a menos que se elabore um
procedimento para usar etiquetagem e que forneça aos funcionários
o mesmo nível de proteção igual à prevista
por um dispositivo de bloqueio. Em um programa de etiquetagem, o empregador pode
atingir um nível idêntico de proteção por cumprir todas
etiquetagens relacionados com disposições da norma e utilizando pelo menos uma
medida adicional de segurança que impeça a reenergização inesperada.
Tais medidas podem incluir a remoção de um componente que isole a energia,
o bloqueio de um interruptor de controle abrindo o
dispositivo de desconexão ou removendo um identificador de válvula para minimizar
a possibilidade de que as máquinas possam ser inadvertidamente reenergizadas
enquanto os funcionários realizam as atividades de manutenção.

Control of Hazardous Energy OSHA 3110 – 2002 (revised)


Tradução para o Português da empresa Tagout – especialista em Lockout/Tagout Página 9
Quando dispositivos de sinalização podem ser usados em vez de
dispositivos de bloqueio?

Quando um dispositivo de isolamento de energia não pode ser bloqueado, o empregador deve
modificar ou substituir o dispositivo de isolamento de energia para torná-lo capaz de ser bloqueado
ou usar um sistema de sinalização. Sempre que os empregadores modificarem, repararem, renovarem
ou instalarem novas máquinas, eles devem garantir a instalação de dispositivos de isolamento de
energia capazes de serem bloqueados. Dispositivos de sinalização podem ser usados em dispositivos
de isolamento de energia que são capazes de ser bloqueados se o empregador desenvolver e
implementar a sinalização de uma maneira que fornece aos funcionários um nível de proteção igual
ao obtido através de um sistema de bloqueio. Ao usar um sistema de sinalização, o empregador deve
observar todas as disposições relacionadas com a sinalização padrão e treinamento dos funcionários
em limitações de alertas, bem como fornecer treinamento para todos os funcionários em controle de
energias perigosas.

Quais são as limitações dos dispositivos de sinalização?

Um dispositivo de sinalização é um aviso saliente que afirma claramente que a máquina está sendo
controlada e não deve ser operada até que a etiqueta seja removida em conformidade com um
procedimento estabelecido. O texto das etiquetas são essencialmente dispositivos de alerta e não
fornecem a contenção física de um bloqueio. Alertas, etiquetas podem evocar uma falsa sensação de
segurança. Por estas razões, a OSHA considera dispositivos de bloqueio mais seguro e mais eficaz
que os dispositivos de sinalização para proteger os trabalhadores de energias perigosas.

Quais são os requisitos para dispositivos de bloqueio/etiquetagem?

Devem ser usados apenas os dispositivos de bloqueio ou etiquetagem padrão que o empregador usa
em conjunto com os dispositivos de isolamento de energia para controle das energias perigosas. O
empregador deve fornecer esses dispositivos e devem ser identificados individualmente e não
utilizados para outros fins. Além disso, eles devem ter as seguintes características:
• duráveis suficientes para resistir às condições dos locais de trabalho. Dispositivos de etiquetagem
não devem deteriorar-se ou tornarem-se ilegíveis mesmo quando usado com componentes
corrosivos, como produtos químicos, ácido ou alcalino ou em ambientes molhados.
• Padronizados de acordo com a cor, forma ou tamanho. Dispositivos de sinalização também devem
ser padronizados de acordo com impressão e formatação. Os alertas das etiquetas devem ser legíveis
e compreensíveis por todos os funcionários. Eles devem advertir os trabalhadores sobre os riscos
caso a máquina seja energizada e sugere utilizar expressões tais como: "Não inicie," "Não abrir,"
"Não ligar," "Não energizar" ou "Não funcionar".
• Resistente suficiente para minimizar a probabilidade de remoção prematura ou acidental. Os
funcionários devem ser capazes de remover bloqueios somente pelo uso de força excessiva com
ferramentas especiais, como cortadores de parafuso ou outras ferramentas de corte de metais.
• Etiquetas devem ser não reutilizáveis, fácil travamento e não-liberado com uma força mínima de
desbloqueio 13 a 50 quilos. Etiquetas devem ser escritas à mão, e o dispositivo para prender a
etiqueta deve ser um empate de cabo de nylon de uma peça ou o seu equivalente para que ele possa
suportar todas as condições e ambientes.
• Nomeados para identificar os funcionários específicos autorizados para aplicar e removê-los.

Control of Hazardous Energy OSHA 3110 – 2002 (revised)


Tradução para o Português da empresa Tagout – especialista em Lockout/Tagout Página 10
O que os funcionários precisam saber sobre programas de
bloqueio/etiquetagem?

O treinamento deve assegurar que os funcionários compreendem a finalidade, função e restrições do


programa de controle da energia. Empregadores devem fornecer treinamento específico para as
necessidades dos funcionários "autorizados," funcionários "afetados" e "outros".
Funcionários "Autorizados" são os responsáveis pela aplicação dos procedimentos de controle da
energia ou que executem as atividades de serviço ou manutenção. Precisam de conhecimentos e
habilidades necessárias para a aplicação segura dos bloqueios e para a remoção dos dispositivos de
isolamento de energia. Eles também precisam dos seguintes treinamentos:
• reconhecimento das fontes de energias perigosas;
• conhecimento dos tipos e a magnitude das fontes de energias perigosas no local de trabalho;
• conhecimento dos procedimentos de controle de energia, incluindo os métodos e os meios para
isolar e controlar as fontes de energia.
Funcionários "Afetados" (geralmente os operadores de máquina) são os funcionários que operam as
máquinas relevantes ou cujos postos de trabalho exijam que eles estejam na área onde é realizada a
manutenção. Esses funcionários não executam a manutenção das máquinas ou atividades de
bloqueio/etiquetagem. Funcionários afetados devem receber treinamento de finalidade e utilização
dos procedimentos de controle da energia. Eles também precisam ser capazes de fazer o seguinte:
• reconhecer quando o procedimento de controlo da energia está sendo usado,
• Compreender a finalidade do procedimento.
• compreender a importância de não interferência nos dispositivos de bloqueio ou etiquetagem e não
iniciar ou usar o equipamento que tenha sido bloqueado ou etiquetado. Todos os outros funcionários
cujas operações de trabalho estão ou podem estar em uma área onde são utilizados os procedimentos
de controle da energia devem receber instruções sobre o procedimento de controle da energia e a
proibição contra a remoção de um dispositivo de bloqueio ou etiquetagem e tentar reiniciar, ligar ou
operar as máquinas. Além disso, se forem utilizados dispositivos de sinalização, todos os
funcionários devem receber treinamento sobre as limitações de alertas. (Ver 29 CFR
1910.147(c)(7)(ii).)

Quando o treinamento é necessário?

O empregador deve fornecer treinamento inicial antes de iniciar o serviço e atividades de


manutenção e deve fornecer reciclagem conforme necessário. Além disso, o empregador deve ter
evidências do treinamento e que todos os funcionários foram abrangidos pela norma. A certificação
deve conter nome e datas de treinamento de cada funcionário. Os empregadores devem fornecer
reciclagem para todos os funcionários autorizados e afetados sempre que houver uma alteração no
seguinte:
• as atribuições de trabalho,
• máquinas ou processos que apresentam um risco novo,
• procedimentos de controle da energia.
A reciclagem também é necessária sempre que uma auditoria periódica revela necessidade, ou o
empregador tenha razões para crer, que existam deficiências no conhecimento ou no procedimento
de controle da energia de um funcionário.

Control of Hazardous Energy OSHA 3110 – 2002 (revised)


Tradução para o Português da empresa Tagout – especialista em Lockout/Tagout Página 11
E se eu precisar de energia para teste das máquinas ou equipamentos?

A OSHA permite a remoção temporária de bloqueio ou etiquetagem de dispositivos e a


reenergização da máquina apenas em casos limitados e tarefas específicas que requeiram energia —
por exemplo, quando a energia é necessária para testar máquinas, equipamentos ou componentes. No
entanto, esta derrogação temporária aplica-se apenas para o tempo limitado exigido para executar a
tarefa em particular que exige energização. Empregadores devem garantir uma proteção eficaz da
energia perigosa quando empregados executam essas operações. As seguintes etapas devem ser
realizadas na sequência antes de reenergizar:
1. Limpar ferramentas e materiais das máquinas.
2. Retirar os funcionários da área ao redor das máquinas.
3. Remover os dispositivos de bloqueio ou etiquetagem conforme especificado na norma.
4. Energizar a máquina e executar os testes.
5. Desligar todos os sistemas, isolar a máquina das fontes de energia e voltar a aplicar medidas de
controle da energia caso manutenção adicional seja necessária. O empregador deve desenvolver
documento e usar procedimentos de controle da energia que estabeleça uma sequência de ações
sempre que a reenergização é necessária como parte de uma atividade de serviço ou manutenção,
uma vez que os funcionários podem estar expostos a riscos significativos durante esses períodos de
transição.

E se eu usar pessoal terceirizado para os serviços de manutenção?


Se uma empresa terceirizada é responsável pelos serviços de manutenção das máquinas, o
empregador e o terceirizado devem informar-se mutuamente dos respectivos procedimentos de
bloqueio ou etiquetagem. O terceirizado também deve assegurar que seus funcionários compreendam
e cumpram todos os requisitos do programa de controle da energia do contratante.

E se um grupo de trabalhadores realiza atividades de manutenção?


Quando um grupo ou departamento executa manutenção, eles devem usar um procedimento que
forneça um nível de proteção igual ao que é fornecido por um dispositivo de bloqueio ou sinalização
individual de todos os funcionários. Cada funcionário no grupo deve ter controle sobre as fontes de
energias perigosas enquanto ele ou ela estão envolvidos nas atividades de manutenção abrangidas
pela norma. O controle pessoal é alcançado quando cada funcionário autorizado deve colocar o
dispositivo de bloqueio/etiquetagem pessoal a um mecanismo de bloqueio de grupo em vez de
depender de um supervisor ou outra pessoa para fornecer proteção contra a energia perigosa.
Requisitos detalhados das responsabilidades individuais são fornecidos no 29 CFR
1910.147(f)(3)(ii)(A) a (D). Apêndice c da OSHA Diretiva STD 1-7.3, 29 CFR 1910.147, o controle
da energia perigosa (bloqueio/sinalização)-procedimentos de inspeção e guia interpretativo, (11 de
setembro de 1990), fornece orientação adicional.

E se ocorre uma mudança de turno durante a manutenção da máquina?

Os empregadores devem certificar-se de que existe uma continuidade de proteção, bloqueio ou


sinalização entre os turnos. Isto inclui a transferência ordenada de dispositivo de bloqueio ou
sinalização entre turnos de entrada e de saída para controle de energia perigosa. Quando dispositivos
de bloqueio ou sinalização permanecem nos pontos de isolamento de energia do turno anterior, os
funcionários do turno de entrada devem verificar por si próprios que a máquina está efetivamente

Control of Hazardous Energy OSHA 3110 – 2002 (revised)


Tradução para o Português da empresa Tagout – especialista em Lockout/Tagout Página 12
isolada e dezenergizada.

Com que frequência eu preciso rever meus procedimentos de


bloqueio/sinalização?

Os funcionários são obrigados a rever seus procedimentos pelo menos uma vez por ano para
assegurar que eles fornecem proteção adequada aos trabalhadores. Como parte da revisão, os
empregadores devem corrigir quaisquer desvios e insuficiências identificadas em seu aplicativo ou o
procedimento de controle da energia.

O que implica uma revisão?

A auditoria periódica destina-se a assegurar que os empregados estão familiarizados com as suas
responsabilidades no âmbito do procedimento e continuam a seguir os procedimentos de controle da
energia corretamente. O auditor deve ser uma pessoa autorizada não envolvida no procedimento de
controle específico que está sendo auditado. Deve ser capaz de determinar o seguinte:
• se os funcionários estão seguindo as etapas no procedimento de controle de energia;
• se os funcionários envolvidos sabem de suas responsabilidades no âmbito do procedimento;
• O procedimento é adequado para fornecer a proteção necessária, e quais melhorias poderiam ser
incluídas ou modificadas. Para um procedimento de bloqueio, a auditoria periódica deve incluir uma
revisão das responsabilidades de cada funcionário autorizado de controle da energia que está sendo
auditado. Quando é utilizada a etiquetagem, a revisão do auditor também se estende aos funcionários
afetados por causa do aumento da importância do seu papel em evitar ativação acidental ou
inadvertida da máquina. Além disso, o empregador deve atestar os auditores designados a realizar as
auditorias periódicas. A certificação deve especificar o seguinte:
• máquina ou equipamento no qual se utilizou o procedimento de controle da energia,
• data da auditoria,
• nomes dos funcionários incluídos na auditoria,
• nome da pessoa que executou a auditoria.

Que informações adicionais a OSHA fornecem sobre


bloqueio/etiquetagem?

Para obter uma compreensão mais abrangente dos requisitos de controle de energia perigosa,
empregadores e outras pessoas interessadas devem consultar o seguinte:
• normas OSHA com disposições sobre o controle de energias perigosas tais como 29 CFR 1910.147,
O controle de energia perigosa (bloqueio/etiquetagem); 29 CFR 1910.269, geração de energia
elétrica, transmissão e distribuição; e 29 CFR 1910.333, seleção e uso das práticas de trabalho.
Empregadores das indústrias marítimas, agricultura e construção civil estão dispensados das
disposições para o controle de energias perigosas contidas no 29 CFR partes, 1915, 1917, 1918, 1925
e 1926.
• Preâmbulo regulamentar 29 CFR 1910.147 (Registo Federal 54 36644 (1 de setembro de 1989)) e
1910.269 (59 Federal Register 4320 (31 de Janeiro de 1994)), que contêm comentários das partes
interessadas e explicação das disposições das normas da OSHA.
• Instruções da OSHA sobre o controle de energias perigosas — Diretiva CPL 2-1.18A, imposição da
geração de energia elétrica, transmissão, distribuição padrão (20 de outubro de 1997) e OSHA
Diretiva STD 1-7.3, 29 CFR 1910.147, o controle da energia perigosa (bloqueio/etiquetagem)-

Control of Hazardous Energy OSHA 3110 – 2002 (revised)


Tradução para o Português da empresa Tagout – especialista em Lockout/Tagout Página 13
procedimentos de inspeção e guia interpretativo, (11 de setembro de 1990).
• Cartas da OSHA de interpretação quanto à aplicação das normas relativas ao controle da energia
perigosa. A maioria destes documentos está disponível no site da OSHA em www.osha.gov.
Além disso, a OSHA oferece uma variedade de ferramentas baseadas na web para ajudar a educar os
empregadores e funcionários sobre o bloqueio/etiquetagem padrão e como aplicá-lo em seu local de
trabalho. Estes incluem o seguinte:
• O programa interativo de treinamento bloqueio/etiquetagem, que inclui um tutorial, cinco resumos
com uma discussão detalhada de bloqueio/etiquetagem com as principais questões envolvidas e
estudos de caso interativos;
• O bloqueio/etiquetagem Plus Expert Advisor, um pacote de software interativo para diagnóstico e
para ajudar os usuários a compreender e aplicar as normas OSHA que protege os trabalhadores da
libertação de energias perigosas; e
• A ferramenta eCAT (electronic Compliance Assistant Tool ) , uma ferramenta ilustrada para ajudar
as empresas a identificar e corrigir os perigos no local de trabalho. Essas ferramentas estão
disponíveis no site da OSHA em www.osha.gov. Para o programa de treinamento interativo
bloqueio/etiquetagem, clique nos Links técnicos. Para o Expert Advisor e eCAT, clique em eTools.

Termos Comumente Usados


Funcionário afetado.
Um funcionário cujo trabalho exige-lhe para explorar ou usar uma máquina ou equipamento em qual
serviço ou manutenção está sendo realizada sob bloqueio ou sinalização, ou cujo trabalho exige-lhe
para trabalhar em uma área em que essa assistência ou manutenção está sendo executada.

Funcionário autorizado.
Uma pessoa que bloqueia ou etiqueta máquinas ou equipamentos para realizar manutenção dessa
máquina ou equipamento. Um funcionário afetado torna-se um funcionário autorizado quando as
responsabilidades do funcionário incluem executar manutenção.

Capaz de ser bloqueada.


Um dispositivo de isolamento de energia é capaz de ser bloqueado se ele tem um ferrolho ou outros
elementos de fixação para que, ou por meio do qual, um bloqueio pode ser posto, ou ele tem um
mecanismo de bloqueio construído para ele. Outros dispositivos de isolamento de energia são
capazes de ser bloqueados, se o bloqueio é possível, sem a necessidade de desmantelar, reconstruir,
ou substituir o dispositivo de isolamento de energia ou alterar permanentemente sua capacidade de
controle de energia.

Energizado.
Conectada a uma fonte de energia ou contendo energia residual ou armazenada.

Dispositivo de isolamento de energia.


Um dispositivo mecânico que impede fisicamente a transmissão ou liberação de energia, incluindo,
mas não limitado ao seguinte: um disjuntor de circuito elétrico operado manualmente; um interruptor
de desconexão; uma chave operada manualmente através da qual os condutores de um circuito
podem ser desconectados de todos os condutores de abastecimento de isolamento, e, além disso,
nenhum pólo pode ser operado de forma independente; uma válvula de linha; um bloco; e qualquer
dispositivo similar usado para bloquear ou isolar energia. Botões, seletores de chaves e outros
dispositivos de controle não são dispositivos de isolamento de energia.

Control of Hazardous Energy OSHA 3110 – 2002 (revised)


Tradução para o Português da empresa Tagout – especialista em Lockout/Tagout Página 14
Fonte de energia.
Qualquer fonte de energia elétrica, mecânica, hidráulica, pneumática, química, térmica ou outra.

Hot Tap.
Um procedimento utilizado na reparação, manutenção e atividades de serviços, que envolvam a
soldagem de uma peça de equipamento (tubulações, vasos ou tanques) sob pressão, de modo a
instalar conexões ou pertences. Ele é comumente usado para substituir ou adicionar seções de
tubulação sem a interrupção do serviço para ar, gás, água, vapor e sistemas de distribuição
petroquímica.

Bloqueio.
O posicionamento de um dispositivo de bloqueio em um dispositivo de isolamento de energia, em
conformidade com um procedimento estabelecido, garantindo que o dispositivo de isolamento de
energia e o equipamento a ser controlado não podem ser operados até que o dispositivo de bloqueio
seja removido.

Dispositivo de bloqueio.
Um dispositivo que funciona como um bloqueio ou digite a tecla ou combinação de manter um
dispositivo de isolamento de energia em posição segura a fim de evitar a energização de uma
máquina ou equipamento.
Operações de produção normal.
A utilização de uma máquina ou equipamento para realizar suas funções de produção.

Serviço e/ou manutenção.


Atividades no local de trabalho, como construção, instalação, ajustes, inspeções, modificações e
manutenção e/ou manutenção de máquinas ou equipamentos. Essas atividades incluem lubrificantes,
limpeza máquinas ou equipamentos e fazendo ajustes ou alterações de ferramenta onde o funcionário
pode estar exposto a energização inesperada ou inicialização do equipamento ou liberação de
energia perigosa.

Configuração / Set up.


Qualquer trabalho realizado para preparar uma máquina ou equipamento para executar sua operação
normal de produção.

Sinalização.
A colocação de uma identificação (etiqueta) de sinalização em um dispositivo de isolamento de
energia, em conformidade com um procedimento estabelecido, para indicar que o dispositivo de
isolamento de energia e o equipamento a ser controlado não podem ser operados até que o
dispositivo de sinalização seja removido.

Dispositivo de etiquetagem.
Uma etiqueta de alerta que possui determinado desenho como uma marca e um meio de fixação, que
pode ser encaixado com segurança a um dispositivo de isolamento de energia em conformidade com
um procedimento estabelecido, para indicar que o dispositivo de isolamento de energia e o
equipamento a ser controlado não podem ser operados até que o dispositivo de etiquetagem seja
removido.

Control of Hazardous Energy OSHA 3110 – 2002 (revised)


Tradução para o Português da empresa Tagout – especialista em Lockout/Tagout Página 15
Assistência OSHA, Programas e Serviços.

Como a OSHA pode me ajudar?


A OSHA pode fornecer ajuda extensiva através de uma variedade de programas, incluindo
assistência sobre segurança e programas de saúde, planos de Governo, consultas no local de trabalho,
programas de proteção voluntária, parcerias estratégicas, treinamento, educação e mais.

Como o programa de gerenciamento da segurança e saúde pode ajudar os


empregadores e os empregados?
Gestão eficaz de proteção da saúde e segurança dos trabalhadores é um fator decisivo na redução da
amplitude e da gravidade das lesões relacionadas ao trabalho e a doenças e seus respectivos custos.
Na verdade, um programa eficaz de segurança e de saúde constitui a base da proteção dos
trabalhadores e pode economizar tempo e dinheiro — cerca de US $4 para cada dólar gasto — e
aumentar a produtividade. Para ajudar os empregadores e empregados no desenvolvimento de
programas de saúde e segurança eficaz, a OSHA publicada recomenda a segurança e diretrizes de
gestão do programa de saúde (Federal Register 54 (18): 3908-3916, 26 de Janeiro de 1989). Essas
diretrizes voluntárias podem ser aplicadas a todas as obras cobertas pela OSHA.
As orientações identificam quatro elementos gerais que são fundamentais para o desenvolvimento de
um programa de gerenciamento de segurança e de saúde bem sucedido:
• gestão de liderança e participação do pessoal,
• análise de Worksite (veja anexo no final desta apostila),
• prevenção e controle dos riscos,
• treinamento em segurança e saúde.
As diretrizes recomendam ações específicas no âmbito de cada um desses elementos gerais para
alcançar um eficaz programa de segurança e saúde. O anúncio do Federal Register está disponível
online em www.osha.gov.

Quais são os planos do Governo?

Os planos estatais são programas de segurança e saúde do trabalho aprovados pela OSHA operados
por cada um dos Estados ou territórios em vez da OSHA federal. Occupational Safety and Health
Act de 1970 (ato de OSH) incentiva os Estados a desenvolver e operar sua própria segurança do
trabalho e planos de saúde e permite a execução de estado das normas OSHA se o Estado tem um
plano aprovado. Uma vez que a OSHA aprova um plano de Estado, financia 50% dos custos de
funcionamento do programa. Os planos estatais devem fornecer padrões e programas de aplicação,
bem como as atividades de conformidade voluntária que são pelo menos tão eficazes quanto os da
OSHA federais. Existem 26 planos estatais: 23 capa ambos privado e emprego público (governos
estaduais e municipais) e 3 (Connecticut, Nova Jersey e Nova York) cobrem apenas o setor público.
Para obter mais informações sobre os planos de Estado, consulte a listagem no final desta
publicação, ou visite o site da OSHA em www.osha.gov.

Control of Hazardous Energy OSHA 3110 – 2002 (revised)


Tradução para o Português da empresa Tagout – especialista em Lockout/Tagout Página 16
Como a assistência de consulta pode ajudar os empregadores?

Além de ajudar os empregadores a identificar e corrigir riscos específicos, o serviço de consulta da


OSHA fornece livre assistência no local, no desenvolvimento e implementação eficaz no local de
trabalho em sistemas de gestão de segurança e saúde que enfatizam a prevenção de doenças e
ferimentos do trabalhador. Assistência de consulta fornecida pela OSHA inclui uma pesquisa com
risco do local de trabalho e uma avaliação de todos os aspectos de segurança existentes do
empregador e do sistema de gestão de saúde. Além disso, o serviço oferece assistência aos
empregadores no desenvolvimento e implementação de um sistema de gestão da saúde e segurança
eficaz. Os empregadores também podem receber treinamentos e serviços de educação, bem como
assistência limitada longe do local de trabalho.

Quem pode obter assistência de consulta e quanto custa?

Assistência de consulta está disponível para pequenos empresários com menos de 250 trabalhadores
em um local fixo e não mais de 500 corporativos para quem quiser ajuda em estabelecer e manter um
ambiente de trabalho seguro e saudável. Financiada em grande parte pela OSHA, o serviço é
prestado sem custo para o empregador. Desenvolvido principalmente para as pequenas empresas
com operações mais perigosas, o serviço de consulta é entregue pelos governos dos Estados que
empregam consultores de saúde e segurança profissional. Não há sanções são propostas ou citações
emitidas para os riscos identificados pelo consultor. Única obrigação do empregador é para corrigir
riscos graves todos identificados dentro do prazo acordado correção.

A OSHA garante privacidade para um empregador que solicita assistência


de consulta?

A OSHA fornece assistência de consulta para o empregador, com a garantia de que seu nome e
empresa e qualquer informação sobre o local de trabalho não serão regularmente informadas ao
pessoal de execução OSHA.

Um empregador pode ser citado por violações depois de receber


assistência de consulta?

Se um empregador não consegue eliminar ou controlar um perigo grave no prazo acordado, o gerente
de projeto de consulta deve referir a situação para o escritório de aplicação de OSHA para a ação
apropriada. Esta é uma ocorrência rara, no entanto, uma vez que os empregadores solicitaram o
serviço para o propósito expresso de identificar e corrigir os riscos nos seus locais de trabalho.

Que incentivos a OSHA fornece para quem procura de assistência de


consulta?

Sob o programa de consulta, certos empregadores exemplares podem solicitar a participação da


OSHA segurança e saúde e conquistar o reconhecimento do programa (SHARP). Elegibilidade para

Control of Hazardous Energy OSHA 3110 – 2002 (revised)


Tradução para o Português da empresa Tagout – especialista em Lockout/Tagout Página 17
participação no SHARP inclui, mas não está limitada a, recebendo uma visita de consulta serviço
completo, abrangente, corrigindo riscos todos identificados e desenvolver um sistema eficaz de
gestão da segurança e saúde. Empregadores aceitos no SHARP podem receber uma isenção de
inspeções programadas (não reclamação ou inspeções de acidente) por um período de 1 ano
inicialmente, ou 2 anos no momento da renovação. Para obter mais informações sobre a ajuda de
consulta, consulte a lista de gabinetes de consulta, começando na página 34, contato seu escritório de
OSHA regional ou área, ou visite o site da OSHA em www.osha.gov.

Quais são os programas de proteção voluntários?

Programas voluntários de proteção (VPPs) representam uma parte do esforço da OSHA para estender
a proteção do trabalhador além do mínimo exigido pelas normas da OSHA. VPP — juntamente com
serviços de consulta no local e programa de parceria estratégica (OSPP da OSHA) — representa uma
cooperativa de abordagem que, quando combinada com um programa de aplicação efetiva, expande
a proteção dos trabalhadores para ajudar a cumprir os objetivos da lei de SST.

Como funciona o VPP (Voluntary Protection Programs)?

Existem três níveis de VPPs:


Star, de mérito e de demonstração. Todos são projetados para fazer o seguinte:
• reconhecer os empregadores que têm desenvolvido e implementado sistemas de gestão de saúde e
de segurança eficaz e abrangente;
• Incentivar esses empregadores para melhorar continuamente a sua segurança e sistemas de gestão
de saúde;
• Motivar outros empregadores para alcançar excelentes resultados de segurança e de saúde da
mesma forma excepcional;
• estabelecer uma relação entre empregadores, trabalhadores e OSHA que baseia-se na cooperação.

Como o VPP ajuda os empregadores e os empregados?

A Participação no VPP pode significar o seguinte:


• números de redução de mortes do trabalhador, lesões e doenças;
• O dia de trabalho perdido geralmente a taxas de 50% abaixo das médias do setor;
• Baixa compensação dos trabalhadores e outros custos relacionados a lesões e doenças;
• Melhora na motivação para trabalhar com segurança, levando a uma melhor qualidade de vida no
trabalho;
• Comunidade positiva reconhecimento e interação;
• Reforço e revitalização das práticas de segurança e programas de saúde;
• uma relação positiva com a OSHA.

Como a OSHA monitorara as fábricas com VPP?

A OSHA sobre aplicação de VPP do empregador realiza uma avaliação no local de VPP para
verificar a segurança e os sistemas de gestão de saúde descritos são efetivamente operando no local.
A OSHA realiza avaliações no local em uma base regular, anualmente para os participantes a nível

Control of Hazardous Energy OSHA 3110 – 2002 (revised)


Tradução para o Português da empresa Tagout – especialista em Lockout/Tagout Página 18
de demonstração, em 18 meses para o mérito e cada 3 a 5 anos para a estrela. Cada fevereiro, todos
os participantes devem enviar uma cópia da sua avaliação anual mais recente para o seu escritório
regional do OSHA. Esta avaliação deve incluir registro da fábrica e de lesões e doenças do ano
anterior.

A OSHA pode inspecionar um empregador que está participando do VPP?

Sites participantes no VPP não estão agendados para as inspeções regulares, programadas. A OSHA
manipula quaisquer queixas dos trabalhadores, acidentes graves ou significativas liberações químicas
que podem ocorrer em locais VPP de acordo com processos de execução de rotina. Existe
informação adicional sobre VPP da OSHA nacional, regional e área de escritórios, listados
começando na página 34. Consulte também divulgação no site da OSHA em www.osha.gov.

Como uma parceria com a OSHA pode melhorar a saúde e segurança dos
trabalhadores?

A OSHA tomou conhecimento em primeira mão que parcerias voluntárias, cooperativas com
empregadores, trabalhadores e sindicatos podem ser uma alternativa útil e uma maneira eficaz de
reduzir doenças, lesões e mortes de trabalhadores. Isto é especialmente verdadeiro quando leva uma
parceria para o desenvolvimento e a implementação de um sistema de gestão de saúde e segurança
do trabalho abrangente.

O que é o programa de parceria estratégica OSPP (OSHA.s Strategic


Partnership Program)?

As parcerias estratégicas OSHA são alianças entre trabalho, gestão e governo para promover
melhorias na saúde e segurança no trabalho. Estas parcerias são voluntárias, cooperativas relações
entre OSHA, empregadores, representantes dos trabalhadores e outros, como sindicatos, comércio e
associações profissionais, universidades e outros órgãos do governo. OSPPs são os mais novos
membros da família da OSHA de programas de cooperação.

O que faz o OSPPs?

Estas parcerias incentivam, apoiam e reconhecem os esforços dos parceiros para eliminar os perigos
graves nos locais de trabalho e alcançar um elevado nível de saúde e segurança dos trabalhadores.
Considerando que o programa de consulta da OSHA e VPP implicam relações individuais entre
OSHA e fábricas, a maioria das parcerias estratégicas busca ter um impacto mais abrangente através
da construção de relações de cooperação com grupos de empregadores e trabalhadores.

Quais são os diferentes tipos de OSPPs?

Existem dois tipos principais:


• abrangente, que incide sobre o estabelecimento de segurança abrangente e sistemas de gestão de
saúde em parceria com fábricas;

Control of Hazardous Energy OSHA 3110 – 2002 (revised)


Tradução para o Português da empresa Tagout – especialista em Lockout/Tagout Página 19
• limitado, que ajuda a identificar e eliminar os riscos associados a doenças, lesões e mortes de
trabalhadores ou têm objetivos do que o estabelecimento de programas de saúde e segurança
abrangente de fábricas. A OSHA está interessada na criação de novos OSPPs nos níveis nacionais,
regionais e locais. A OSHA limitada também encontrou parcerias valiosas. Parcerias limitadas
podem abordar a eliminação ou controle dos riscos específicos do setor.

Quais são os benefícios da participação na OSPP?

Como o VPP, OSPP pode significar o seguinte:


• menos mortes de trabalhadores, lesões e doenças;
• Baixa compensação dos trabalhadores e outros custos relacionados a lesões e doenças;
• Melhor motivação dos empregados para trabalhar com segurança, levando a uma melhor qualidade
de vida no trabalho e maior produtividade;
• Comunidade positiva reconhecimento e interação;
• Desenvolvimento ou melhoria de segurança e sistemas de gestão de saúde;
• interação positiva com a OSHA. Para obter mais informações sobre este programa, entre em
contato com seu escritório da OSHA mais próximo ou ir para o site da Agência em www.osha.gov.

A OSHA tem treinamento em segurança e saúde no trabalho para os


empregadores e os trabalhadores?
Sim. O Instituto de formação da OSHA em Des Plaines, IL, fornece educação e formação básica e
avançada em segurança e saúde para responsáveis federais pela conformidade do Estado,
consultores estaduais, outro pessoal da agência federal e os empregadores privados, trabalhadores e
seus representantes.
Os cursos abrangem diversos temas de segurança e saúde, incluindo acidentes de origem eléctricas,
proteções de máquinas, equipamento de proteção individual, ventilação e ergonomia. A instalação
inclui salas de aula, laboratórios, uma biblioteca e uma unidade de audiovisuais. Os laboratórios
contêm várias manifestações e equipamentos, como prensas de alimentação, lojas para carpintaria e
soldagem, uma unidade de ventilação industrial completa e um laboratório de demonstração de som.
Mais de 57 cursos lidando com assuntos como segurança e saúde na indústria da construção e
métodos de conformidade com as normas OSHA estão disponíveis para o pessoal no sector privado.
Além disso, 73 escritórios de área da OSHA são centros com serviço completo, oferecendo uma
variedade de serviços informativos, como o pessoal para falar de contratos, publicações, cursos
audiovisuais sobre perigos no local de trabalho e assessoria técnica.

A OSHA dá dinheiro para organizações de treinamento e educação?

A OSHA concede subvenções através do programa de treinamento Susan Harwood Grant para
organizações sem fins lucrativos a fim de fornecer treinamento de segurança, saúde e educação para
os empregadores e os trabalhadores no local de trabalho. O foco de subsídios em programas que vai
educar os trabalhadores e os empregadores na pequena empresa (menos de 250 trabalhadores),
treinar os trabalhadores e empregadores sobre novas normas OSHA, ou de atividades de alto risco.
Os Subsídios são concedidos para 1 ano e podem ser renovados por mais 12 meses dependendo se o
beneficiário tem realizado bom trabalho.
A OSHA espera que a cada organização seja atribuído um subsídio para desenvolver um programa

Control of Hazardous Energy OSHA 3110 – 2002 (revised)


Tradução para o Português da empresa Tagout – especialista em Lockout/Tagout Página 20
de formação e educação que aborda um tema de saúde nomeada pela OSHA, o custo de recrutamento
de trabalhadores e empregadores para o treinamento em segurança. Os beneficiários também deverão
seguir-se com pessoas que têm sido treinadas para descobrir quais alterações foram feitas para
reduzir os riscos nos seus locais de trabalho como resultado do treinamento. A OSHA cada ano tem
um concurso nacional que é anunciado no Federal Register e na Internet em www.osha-slc.gov/
Training/sharwood/sharwood.html. Se você não tiver acesso à Internet, pode contatar a OSHA Office
da formação e da educação, 1555 vezes Drive, Des Plaines, IL 60018, 297–4810 (847), para obter
mais informações.

A OSHA tem outros materiais de apoio disponíveis?

Sim. A OSHA tem uma variedade de materiais e ferramentas disponíveis no seu website em
www.osha.gov. Estes incluem eTools, Expert Advisors, ferramentas de assistência electrónica
conformidade (eCATS), ligações técnicas, regulamentos, diretivas, publicações, vídeos e outras
informações para os empregadores e empregados. Programas de software e ferramentas de
assistência de conformidade da OSHA vão orientá-lo a desafiadoras questões de segurança e saúde e
problemas comuns para encontrar as melhores soluções para seu local de trabalho. Programa de
publicações abrangente da OSHA inclui mais de 100 títulos para ajudá-lo a entender os programas e
exigências OSHA. Browser Capabilities Factory. CD::-ROM da OSHA inclui normas,
interpretações, diretivas e mais e pode ser adquirido em CD-ROM do U.S. Government Printing
Office. Para encomendar, escreva para o superintendente de documentos, U.S. Government Printing
Office, Washington, DC 20402 ou telefone (202) 512–1800. Especificar as normas da OSHA,
documentos e informações técnicas em CD-ROM (ORDT), GPO para n º S/N 729-013-00000-5.

O que eu devo fazer em caso de emergência ou para registrar uma


reclamação?

Para relatar uma emergência, uma reclamação, ou procurar aconselhamento da OSHA, assistência ou
produtos, chame (800) 321–OSHA ou entre em contato com seu mais próximo OSHA regional ou
escritório de área listado no final desta publicação. O número de teletipo (TTY) é 889–5627 (877).
Você também pode arquivar uma reclamação on-line e obter mais informações sobre programas
federais e estaduais OSHA visitando o site da OSHA em www.osha.gov. Para obter mais
informações sobre bolsas, formação e educação, escreverem para: OSHA Training Institute,
escritório da formação e educação, 1555 Times Drive, Des Plaines, IL 60018; chamada (847) 297-
4810; ou consulte Outreach no site da OSHA em www.osha.gov.

OSHA Regional and Area Offices


Region I
(CT,* MA, ME, NH, RI, VT*)
JFK Federal Building
Room E-340
Boston, MA 02203
Telephone: (617) 565–9860
Region II
(NJ,* NY,* PR,* VI*)
201 Varick Street
Room 670
New York, NY 10014

Control of Hazardous Energy OSHA 3110 – 2002 (revised)


Tradução para o Português da empresa Tagout – especialista em Lockout/Tagout Página 21
Telephone: (212) 337–2378
Region III
(DC, DE, MD,* PA, VA,* WV)
The Curtis Center—Suite 740 West
170 S. Independence Mall West
Philadelphia, PA 19106-3309
Telephone: (215) 861–4900
Region IV
(AL, FL, GA, KY,* MS, NC,*
SC,* TN*)
Atlanta Federal Center
61 Forsyth Street, SW, Room 6T50
Atlanta, GA 30303
Telephone: (404) 562–2300
Region V
(IL, IN,* MI,* MN,* OH, WI)
230 South Dearborn Street
Room 3244
Chicago, IL 60604
Telephone: (312) 353–2220
Region VI
(AR, LA, MN,* OK, TX)
525 Griffin Street
Room 602
Dallas, TX 75202
Telephone: (214) 767–4731
Region VII
(IA,* KS, MO, NE)
City Center Square
1100 Main Street, Suite 800
Kansas City, MO 64105
Telephone: (816) 426–5861
Region VIII
(CO, MT, ND, SD, UT,* WY*)
1999 Broadway
Suite 1690
Denver, CO 80802-5716
Telephone: (303) 844–1600
Region IX
(American Samoa, AZ,* CA,*
Guam, HI,* NV,*
Commonwealth of the
Northern Mariana Islands)
71 Stevenson Street
4th Floor
San Francisco, CA 94105
Telephone: (415) 975–4310
Region X
(AK,* ID, OR,* WA*)
1111 Third Avenue
Suite 715
Seattle, WA 98101-3212
Telephone: (206) 553–5930
* These states and territories operate their own OSHA-approved job safety
and health programs (Connecticut, New Jersey, and New York plans cover
public employees only). States with approved programs must have a
standard that is identical to, or at least as effective as, the federal standard.

Control of Hazardous Energy OSHA 3110 – 2002 (revised)


Tradução para o Português da empresa Tagout – especialista em Lockout/Tagout Página 22
Anexo - Worksite Analysis

O que é uma análise do local de trabalho e com que freqüência deve ser
feito?

A análise do local de trabalho significa que os gerentes e empregados devem analisar todas as
condições do local de trabalho para identificar e eliminar os riscos existentes ou potenciais. Deve
haver uma pesquisa abrangente com um sistema de registro para atualizações periódicas.
Para ajudar na realização de uma análise do local de trabalho, você pode:
Solicitar uma visita de consulta gratuita OSHA;
Tornar-se consciente dos riscos em seu setor;
Criar equipes de segurança;
Incentivar a comunicação dos riscos com os empregados;
Ter um sistema adequado para relatar os riscos;
Ter pessoal treinado para realizar auditorias sobre os perigos do local de trabalho;
Assegurar que quaisquer mudanças no processo ou riscos novos serão revisadas;
Procurar ajuda de especialistas em segurança e saúde do trabalho.
Worksite análise envolve uma variedade de exames do local de trabalho para identificar não apenas
os riscos existentes, mas também as condições e operações em que as alterações poderiam criar
perigos. A gestão eficaz analisa ativamente o trabalho e o local de trabalho, para antecipar e prevenir
ocorrências prejudiciais.

Control of Hazardous Energy OSHA 3110 – 2002 (revised)


Tradução para o Português da empresa Tagout – especialista em Lockout/Tagout Página 23