Você está na página 1de 8

Oficina 4: Como os pais podem ajudar seus filhos na escola

Os pais serão conscientizados por palestras que mostrarão o estatuto da infância e do adolescente.
Será comentada ainda a nova lei sobre a proibição aos pais de dar palmadas nos filhos, deve-se tomar
cuidado para não gerar polêmica na abordagem deste tema.
Em outro tópico será mostrado, na palestra, os índices de envolvimento de crianças e adolescentes
com criminalidade no país e na comunidade em que questão. Será mostrado ainda, que a criminalidade
não depende só de condições econômicas e a importância do cuidado dos pais com seus filhos.
Outra questão tratada será a importância da educação para a formação pessoal e profissional no
futuro de uma criança. Assim, será mostrada a importância dos pais no acompanhamento escolar do filho,
e seu envolvimento principalmente na fase inicial, que é a de alfabetização.
Além das palestras, serão distribuídos pedaços de papel e caneta para quem quiser escrever
perguntas. Ao final da palestra as perguntas serão respondidas e será aberto espaço para depoimento dos
pais ou questionamento que queiram fazer.

Oficina 4: Como os pais podem ajudar seus filhos na escola


• Canetas e folhas de papel – Quantidade: a definir;
• Data show – Quantidade: 1.

Oficina 5: Transformando papel em arte

Fazer uma breve apresentação do que é o Origami e promover a sua elaboração, mostrando passo a
passo, a cada grupo no mínimo três tipos de dobraduras. (Ex: flor, cachorro, peixe). Oficina 5:
Transformando papel em arte
• 1 resma de folha A4 papel reciclado e papel colorido (nome a confirmar);
• 10 caixas de giz de cera;
• 10 caixas de lápis de cor;
• 10 estojos de canetas esferográficas;
• 10 tesouras sem ponta;
• 10 potes de tinta guache;
• 20 lápis pretos;
• 20 pincéis.
Material alternativo:
• qualquer papel, jornais, revistas, tesouras sem ponta.
Obs: Esta lista de material é para 20 pessoas por oficina. As crianças sentem-se super interessadas pelos
papéis de cores fortes.

Oficina 6: Palestra sobre Bullying

Fazer palestra informativa abrangendo os seguintes aspectos: (i) caracterização do termo bullying
e cyber bullying; (ii) riscos às pessoas que sofrem e às que praticam esse fenômeno; (iii) o que devem
fazer, professores, pais, “agredidos” e (iv) Bullying com pessoas deficientes. Apresentação de vídeo
relacionado ao bullying.

• Data show (com Notebook e caixas de som) – Quantidade: 1.

Oficina 8: Imagine e Ação (A fantasia no ambiente real)

Será realizado um jogo com as crianças, em que de cada grupo deverá associar em duplas as
cartelas referentes, respectivamente, a causa e a conseqüência das imagens disponíveis. Ao final dessa
atividade competitiva, os grupos explicarão o motivo da associação de cada dupla de cartas.

• Serão utilizadas cerca de 20 imagens – desenhadas, impressas ou recortadas – referentes aos


comportamentos de higienização, saúde/saneamento ambiental.
• Tubo de cola branca – Quantidade: a definir;
• Papéis-cartão ou cartolinas – Quantidade: aproximadamente 7;
• 4 metros de papel contact para envolver as cartelas;
• giz para quadro-negro ou um caderno com caneta para contabilizar os acertos e erros dos
participantes.

Oficina 10: Prepare as máscaras e mergulhe

Fazer uma apresentação da importância dos animais, compartilhando experiências, mostrando


passo a passo a cada grupo como fazer as máscaras e os elementos que irão compor o painel.
Oficina 10: Prepare as máscaras e mergulhe
• 1 resma de folha A4 papel reciclado;
• 5 rolos de papel crepom de cores diferentes;
• 10 caixas de giz de cera;
• 10 caixas de lápis de cor;
• 10 potes de tinta guache de cores diferentes;
• 20 lápis pretos;
• 20 rolos de papelão;
• 20 tesouras sem ponta;
• 20 folhas de jornal;
• 20 balões (bexigas);
• 20 pincéis.
Material alternativo:
• qualquer papel, jornais, revistas, giz de cera, lápis para colorir, tintas, tesouras sem ponta.
Obs: Esta lista de material é para 20 pessoas por oficina.

Oficina 11: Máscaras

Ensinar as crianças a produzir máscaras seguindo os seguintes passos: 1.


Recorte as máscaras e os furos para os olhos. 2. Use um furador de papel para fazer
pequenos furos laterais. 3. Prenda um barbante, elástico ou vareta comprida nos
furos laterais. 4. Decore a máscara da maneira que desejar.
Oficina 11:
• 10 tubos de cola pequena;
• 20 tesouras;
• Borracha;
• Lantejoulas;
• Canetinha;
• Elástico;
• Gliter de várias cores;
• Lápis de cor;
• Lápis grafite.
Material alternativo:
• Giz de cera;
• Barbante;
• Palito de churrasco grande.
Oficina 14: Reutilizando, brincando e aprendendo com música.

Num primeiro momento se fazem a seleção das matérias, “lixos” que serão utilizados na oficina.
Em seguida, faz-se a confecção dos materiais com os alunos: (Flauta, tambor, triangulo, percussão,
chocalho, tudo o que material). A oficina é encerrada com um bate-papo, onde será colocada a
importância de se reciclar, para beneficio da população, e também será trabalhada a acultura local, no que
diz respeito às músicas típicas da região.

ATIVIDADE: Vasinho Anti-dengue ( Meio Ambiente)

Objetivo: Reutilizar garrafas Pet's para produção de pequenos vasos de planta e diminuir os focos de
dengue na Cidade Estrutural.

Metodologia:

1º momento da oficina
• Exposição da oficina e dos vasinhos já confeccionado
• Palestra e debate sobre a problemática da Dengue no Distrito Federal.(1hora)

2º momento da oficina
−Os participantes colocaram a “Mão na massa”produção dos vasos anti-dengue (45 min)

Material utilizado:

• Garrafas pet
• Tesoura sem ponta
• Tinta, pincel , caneta retro projetora
• agua
• plantas para transplantar

Obs* As garrafas pet's podem ser enfeitadas de acordo com a criatividade dos participantes, pode-se
realizar, crochê , pinturas e a própria modelagem na garrafa pet

Passo a passo http://blogs.estadao.com.br/estadinho/2010/06/15/vasinho-antidengue/

1 Separe a garrafa em duas partes. Se você usou a garrafa listada, é só retirar toda a parte onde fica o
rótulo.

3) Recorte os arcos. Outra dica é fazer um corte reto em cada cantinho do arco; depois, é só dobrá-los
para fora e arredondá-los. Facilita muito!
3) Limpe a marca da canetinha com pano e álcool (peça ajuda para seus pais para mexer com o álcool).
Então, pinte com a tinta plástica (duas camadas).

4) Na parte inferior da garrafa, desenhe com a tinta relevo. Atenção: a parte de cima tem de ficar um
pouco menor do que a de baixo, para poder encaixar.

PRONTO!
Encaixe uma parte na outra e plante uma flor na metade de cima. Quando você for regá-la, a água em
excesso vai para a metade de baixo, onde o mosquito da dengue não consegue entrar e, assim, não
deposita seus ovos.

1)Programa Universidade para todos (PROUNI)

Área temática:
Educação

Órgão/Entidade responsável pelo Programa:


Ministério da Educação
Objetivo/Finalidade:
O Programa Universidade para Todos (ProUni) tem como finalidade a concessão de bolsas de estudo
integrais e parciais em cursos de graduação em instituições privadas de educação superior.

Condições para aderir ao Programa:

Podem se inscrever no processo seletivo do ProUni, referente ao 2º semestre de 2010, os candidatos não
portadores de diploma de curso superior que tenham realizado o Exame Nacional do Ensino Médio
(Enem) em 2009 e alcançado no mínimo 400 pontos na média das cinco notas (ciências da natureza e suas
tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; linguagens, códigos e suas tecnologias; matemática e
suas tecnologias e redação).

Para concorrer às bolsas integrais o candidato deve ter renda familiar de até um salário mínimo e meio
por pessoa. Para as bolsas parciais (50%) a renda familiar deve ser de até três salários mínimos por
pessoa. Além disso, o candidato deve satisfazer a pelo menos uma das condições abaixo:

•Ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública;


•Ter cursado o ensino médio completo em instituição privada, na condição de bolsista integral da
respectiva instituição;
•Ter cursado todo o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em
instituição privada, na condição de bolsista integral na instituição privada;
•Ser pessoa com deficiência;
•Ser professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e
integrando o quadro de pessoal permanente de instituição pública e que estejam concorrendo a
bolsas nos cursos de licenciatura, normal superior ou pedagogia. Nesses casos não é considerado o
critério de renda.

ATIVIDADE: Oficina Mural na Escola

Tema: Mural da Escola (comunicação)

Justificativa: Promover a construção e divulgação do mural como meio de comunicação simples e de


fácil acesso à comunidade estudantil.

Objetivo: Estimular a leitura e escrita bem como a interação da comunidade através de textos e imagens
criadas por eles mesmos.

Público alvo: Estudantes a partir dos 10 anos de idade.

Material necessário:
• Resma de papel A4, cartolina, papel crepon e pardo.
• Tesouras sem ponta de acordo com a quantidade de participantes.
• Jornais, revistas.
• Cartolina, ou folha de papel de madeira, ou folha de isopor, ou cortiça;
• Tesoura, tachinha, cola, canetas e lápis de cor;
• Cortiça de 2m(comprimento) x 1m(altura)
• Pregos e martelo.

Metodologia:
• Palestra sobre as formas de utilização do mural como meio de comunicação, planejamento da
organização (campos para divulgação de textos informativos, de imagens, classificados, etc).
(30min)
• Seleção do material a ser utilizado (produção de textos e imagens e demais recortes. (1h)
• Confecção do mural.(1h)

Resultado Esperado: Criação de um mural que promova maior interação da comunidade


estudantil e incentive hábitos de leitura e escrita da língua portuguesa e a utilização da criatividade.

ATIVIDADE – Direitos da Mulher


"Os homens distinguem-se pelo que fazem, as mulheres pelo que levam os homens a fazer." (Carlos
Drummond de Andrade - Frases e mulheres).

Introdução: A década de setenta constituiu um marco para o movimento de mulheres no Brasil, com
suas vertentes de movimento feminista, grupos de mulheres pela redemocratização do país e pela
melhoria nas condições de vida e de trabalho da população brasileira. Em 1975, comemora-se, em todo o
planeta, o Ano Internacional da Mulher e realiza-se a I Conferência Mundial da Mulher, promovida pela
Organização das Nações Unidas – ONU, instituindo-se a Década da Mulher.

Segundo a ONU - Organização das Nações Unidas - os direitos das mulheres são:
• Direito à vida
• Direito à liberdade e a segurança pessoal
• Direito à igualdade e a estar livre de todas as formas de discriminação
• Direito à liberdade de pensamento
• Direito à informação e a educação
• Direito à privacidade
• Direito à saúde e a proteção desta
• Direito a construir relacionamento conjugal e a planejar sua família
• Direito a decidir ter ou não ter filhos e quando tê-los
• Direito aos benefícios do progresso científico
• Direito à liberdade de reunião e participação política
• Direito a não ser submetida a torturas e maltrato

Objetivos: A oficina tem como objetivo principal esclarecer às mulheres sobre quais são os seus
direitos, incentivando-as a lutar pelos mesmos. Desta forma, evitando qualquer tipo de situação de vida
em que seus direitos possam estar sendo banidos de certa forma.

Oficina: A oficina seria voltada principalmente para o público de mulheres adultas por conta do
tema em questão e da seriedade do assunto tratado.
A partir da oficina seriam dadas palestras que exemplificassem os direitos que toda mulher possui.
Durante a apresentação seriam mostrados vídeos (documentários, cenas de filmes, etc.) que mostrassem
mulheres que tiveram seus direitos vetados e também de mulheres que souberam lutar pelos seus direitos.
Em uma roda, todos discutiriam o tema, relatando experiências passadas por cada uma, e dando sugestões
para resolver problemas ainda pendentes, debatendo tópicos como a violência contra a mulher e a lei
Maria da Penha. E também discutindo sobres as diferenças que ocorrem muitas vezes entre homens e
mulheres no mercado de trabalho.
Sugestão de filmes relacionados ao tema:
• Osama, 2003.

• Coco Before Chanel, 2009.


• Água, 2005.
• Terra Fria,2005.
• Nunca Mais (Enough), 2005, com Jennifer Lopez.
• Erin Brockovich - Uma mulher de talento, 2000.
• O Sorriso de Mona Lisa, 2003.

Conclusão: É muito importante para toda mulher conhecer os seus próprios direitos, podendo assim
saber como agir em situações em que se sintam ameaçadas ou quando ocorra qualquer tipo de
impedimento em relação aos seus direitos.
ATIVIDADE: Brasília em bolinhas de papel

Introdução

Os participantes irão desenhar pontos turísticos de Brasília com bolinhas de papel crepom. A
intenção é levar a cultura e um pouco da história da Capital Federal às crianças que muitas vezes
desconhecem a beleza da cidade por raramente saírem do local onde moram e ao mesmo tempo
desenvolver a criatividade delas.

Público-Alvo: crianças de 7 a 9 anos

Materiais: Fotos turísticas de Brasília, papel A4, papel crepom de diversas cores, tesoura sem ponta,
cola, lápis, balinhas e chocolates.
Metodologia: Primeiro narra-se um breve roteiro com a história de Brasília apontando os principais
pontos turísticos da cidade e mostrando as imagens às crianças. Depois separar o grupo em duplas que
deverão criar um desenho com algum dos pontos turísticos numa folha de papel A4, utilizando apenas
bolinhas de papel crepom coloridas, as quais as próprias crianças irão preparar. O lápis servirá de auxílio
para a montagem do desenho, como uma forma de esboço. A tesoura é para cortar o crepom e a cola para
fixar as bolinhas no papel A4.
Ao final pode-se criar um mini-concurso e eleger o desenho mais colorido ou criativo. Os três
primeiros lugares ganham chocolates (iguais) e as demais crianças ganham balinhas.

Duração: Uma hora (20 minutos no roteiro e explicação da tarefa; 30 minutos na elaboração dos
desenhos e; 10 minutos para o concurso

Pintura em Rosto e Brincadeiras