Você está na página 1de 37

TEOREMA MILITAR

MARATONA DO TM- FÍSICA


PROF. IGOR FERREIRA

SEJA BEM-VINDO, FUTURO MILITAR! ESA LISTA


SERÁ RESOLVIDA NA LIVE DO DIA 18 DE
SETEMBRO À PARTIR DAS 21h. ESPERO VOCÊS!
TERÁ TAMBÉM RESOLUÇÕES DE QUESTÕES DA
ESA!!

1. (Espcex (Aman) 2020) Considere um objeto que se


desloca em movimento retilíneo uniforme durante
10 s. O desenho abaixo representa o gráfico do
a) 10 rpm.
espaço em função do tempo.
b) 20 rpm.
c) 80 rpm.
d) 90 rpm.
e) 120 rpm.

3. (Espcex (Aman) 2020) No plano inclinado abaixo,


um bloco homogêneo encontra-se sob a ação de uma
força de intensidade F = 4 N, constante e paralela ao
plano. O bloco percorre a distância AB, que é igual a
1,6 m, ao longo do plano com velocidade constante.

O espaço do objeto no instante t = 10 s, em metros, é


a) 25 m.
b) 30 m.
c) 33 m.
d) 36 m.
e) 40 m.

2. (Espcex (Aman) 2020) Duas polias, A e B, ligadas Desprezando-se o atrito, então a massa do bloco e o
por uma correia inextensível têm raios R A = 60 cm e trabalho realizado pela força peso quando o bloco se
RB = 20 cm, conforme o desenho abaixo. Admitindo desloca do ponto A para o ponto B são,
que não haja escorregamento da correia e sabendo respectivamente,
que a frequência da polia A é fA = 30 rpm, então a
frequência da polia B é Dados: adote a aceleração da gravidade g = 10 m s2 ,
3 1
sen 60 = e cos 60 =
2 2
4 3
a) kg e −8,4 J.
15
4 3
b) kg e −6,4 J.
15
2 3
c) kg e −8,4 J.
5
TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

8 3
d) kg e 7,4 J.
15
4 3
e) kg e 6,4 J.
15

4. (Espcex (Aman) 2020) O sistema de polias, sendo


uma fixa e três móveis, encontra-se em equilíbrio
estático, conforme mostra o desenho. A constante
elástica da mola, ideal, de peso desprezível, é igual a
50 N cm e a força F na extremidade da corda é de
intensidade igual a 100 N. Os fios e as polias, iguais,
são ideais. A energia mecânica dissipada pelo atrito durante a
subida do corpo na rampa, da situação 1 até a
situação 2, é

Dado: adote a aceleração da gravidade g = 10 m s2


a) 10 J.
b) 12 J.
c) 24 J.
d) 36 J.
e) 40 J.

6. (Espcex (Aman) 2020) Uma viga rígida homogênea


Z com 100 cm de comprimento e 10 N de peso está
apoiada no suporte A, em equilíbrio estático. Os
blocos X e Y são homogêneos, sendo que o peso do
bloco Y é de 20 N, conforme o desenho abaixo.

O valor do peso do corpo X e a deformação sofrida


pela mola são, respectivamente,
a) 800 N e 16 cm.
b) 400 N e 8 cm.
c) 600 N e 7 cm.
d) 800 N e 8 cm.
e) 950 N e 10 cm.

5. (Espcex (Aman) 2020) Um corpo homogêneo de O peso do bloco X é


massa 2 kg desliza sobre uma superfície horizontal, a) 10,0 N.
sem atrito, com velocidade constante de 8 m s no b) 16,5 N.
sentido indicado no desenho, caracterizando a situação c) 18,0 N.
1. d) 14,5 N.
e) 24,5 N.
A partir do ponto A, inicia a subida da rampa, onde
existe atrito. O corpo sobe até parar na situação 2, e,
nesse instante, a diferença entre as alturas dos centros 7. (Espcex (Aman) 2020) Um ponto material realiza
de gravidade (CG) nas situações 1 e 2 é 2,0 m. um movimento harmônico simples (MHS) sobre um
eixo 0x, sendo a função horária dada por:
TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

π  d) virtual, direita, menor que XY.


x = 0,08  cos  t + π  , para x em metros e t em
4  e) virtual, invertida, e do mesmo tamanho que XY.
segundos.
10. (Espcex (Aman) 2020) No triângulo retângulo
A pulsação, a fase inicial e o período do movimento isóceles XYZ, conforme desenho abaixo, em que
são, respectivamente, XZ = YZ = 3,0 cm, foram colocadas uma carga elétrica
π
a) rad s, 2π rad, 6 s. puntiforme Qx = +6 nC no vértice X e uma carga
4
elétrica puntiforme Qy = +8 nC no vértice Y.
π
b) 2π rad, rad s, 8 s.
4
π
c) rad s, π rad, 4 s.
4
d) π rad s, 2 π rad, 6 s.
π
e) rad s, π rad, 8 s.
4

8. (Espcex (Aman) 2020) Um gás ideal é comprimido


por um agente externo, ao mesmo tempo em que
recebe calor de 300 J de uma fonte térmica.

Sabendo-se que o trabalho do agente externo é de


600 J, então a variação de energia interna do gás é
a) 900 J.
b) 600 J. A intensidade do campo elétrico resultante em Z,
c) 400 J. devido às cargas já citadas é
d) 500 J.
Dados: o meio é o vácuo e a constante eletrostática do
e) 300 J.
N  m2
vácuo é k 0 = 9  109
9. (Espcex (Aman) 2020) Um objeto retilíneo e frontal C2
XY, perpendicular ao eixo principal, encontra-se a) 2  105 N C.
diante de uma lente delgada convergente. Os focos F b) 6  103 N C.
e F', os pontos antiprincipais A e A ' e o centro
c) 8  104 N C.
óptico "O" estão representados no desenho abaixo.
d) 104 N C.
e) 105 N C.

11. (Espcex (Aman) 2020) O circuito de um certo


dispositivo elétrico é formado por duas pilhas ideais,
possuindo cada uma tensão " V ", quatro lâmpadas
incandescentes, que possuem resistências elétricas
constantes e de mesmo valor, L1, L2 , L3 e L 4 , e fios
condutores de resistências desprezíveis, conforme o
desenho abaixo.

Com o objeto XY sobre o ponto antiprincipal A,


pode-se afirmar que a imagem X' Y ', desse objeto é:

Dados: OF = FA e OF ' = F ' A '


a) real, invertida, e do mesmo tamanho que XY.
b) real, invertida, maior que XY.
c) real, direita, maior que XY.
TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

metálica de massa igual a 10−6 kg e carga positiva de


10−3 C. Ela é lançada verticalmente para cima com
velocidade inicial v 0 = 50 m s, em uma região onde
há um campo elétrico uniforme apontado
verticalmente para baixo, de módulo E = 10−2 N C.

A máxima altura que a esfera alcança, em relação ao


ponto de onde foi lançada, é de

Dado: considere a aceleração da gravidade igual a


10 m s2 .
Considerando que as lâmpadas não se queimam, a) 32,5 m.
pode-se afirmar que b) 40,5 m.
a) a lâmpada L1 brilha mais que a L 2 .
c) 62,5 m.
b) todas as lâmpadas têm o mesmo brilho.
c) as lâmpadas L1, L 2 e L 3 têm o mesmo brilho.
d) 70,0 m.
d) a lâmpada L 3 brilha mais que L 2 .
e) 82,7 m.
e) nenhuma das lâmpadas tem brilho igual.

12. (Espcex (Aman) 2020) Duas espiras circulares,


concêntricas e coplanares de raios R1 = 2π m e 14. (Espcex (Aman) 2019) O gráfico abaixo está
R2 = 4 π m são percorridas, respectivamente, por associado ao movimento de uma motocicleta e de um
carro que se deslocam ao longo de uma estrada
correntes de intensidades i1 = 6 A e i2 = 8 A,
retilínea. Em t = 0 h ambos se encontram no
conforme mostra o desenho.
quilômetro 0 (zero) dessa estrada.

Com relação a esse gráfico, são feitas as seguintes


A intensidade (módulo) do vetor indução magnética no afirmações:
centro das espiras "O" é
I. A motocicleta percorre a estrada em movimento
Dado: o meio é o vácuo e a permeabilidade magnética uniformemente retardado.
T m II. Entre os instantes 0 h e 2 h, o carro e a
do vácuo μ0 = 4π  10−7
A motocicleta percorreram, respectivamente, uma
a) 2  10−7 T. distância de 60 km e 120 km.
III. A velocidade do carro aumenta 30 km h a cada
b) 3  10−7 T.
hora.
c) 6  10−7 T. IV. O carro e a motocicleta voltam a estar na mesma
d) 8  10−7 T. posição no instante t = 2 h.

e) 9  10−7 T.
Das afirmações acima está(ão) correta(s) apenas a(s)
a) IV.
13. (Espcex (Aman) 2019) Considere uma esfera
TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

b) II, III e IV. a) 30%.


c) I, III e IV. b) 50%.
d) II e III. c) 60%.
e) I e III. d) 70%.

15. (Espcex (Aman) 2019) O ponto C de uma haste e) 80%.


homogênea AB, de seção reta uniforme com massa
desprezível, está preso, através de uma mola ideal, ao 17. (Espcex (Aman) 2019) Duas esferas homogêneas
ponto D de uma parede vertical. A extremidade A da A e B, unidas por um fio ideal na posição vertical,
haste está articulada em O. A haste sustenta pesos de
encontram-se em equilíbrio estático completamente
20 N, 40 N e 60 N e está em equilíbrio estático, na
imersas em um líquido homogêneo em repouso de
horizontal, conforme representado no desenho abaixo.
densidade 1kg dm3 , contido em um recipiente
apoiado na superfície da Terra, conforme desenho
abaixo. As esferas A e B possuem, respectivamente,
as massas m A = 1kg e mB = 5 kg.

Sabendo que a deformação na mola é de 10 cm,


então o valor da constante elástica da mola é

1 3 Sabendo que a densidade da esfera B é de


Dados: sen 30 = cos 60 = ; cos 30 = sen 60 =
2 2 2,5 kg dm3 , o volume da esfera A é de
a) 1.900 N m.
b) 2.400 N m. Dado: considere a aceleração da gravidade igual a
c) 3.800 N m. 10 m s2 .
d) 4.300 N m. a) 2 dm3 .
e) 7.600 N m.
b) 3 dm3 .

16. (Espcex (Aman) 2019) Um motor tem uma c) 4 dm3 .


potência total igual a 1.500 W e eleva de 15 m um d) 5 dm3 .
volume de 9  104 L de água de um poço artesiano e) 6 dm3 .
durante 5 horas de funcionamento. O rendimento do
motor, nessa operação, é de 18. (Espcex (Aman) 2019) Dois fios inextensíveis,
paralelos, idênticos e de massas desprezíveis
Dados: considere a aceleração da gravidade igual a suspendem um bloco regular de massa 10 kg
10 m s2 e a densidade da água igual a 1kg L. formando um pêndulo vertical balístico, inicialmente
TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

em repouso. Um projetil de massa igual a 100 g, com a) 100 J.


velocidade horizontal, penetra e se aloja no bloco e, b) 125 J.
devido ao choque, o conjunto se eleva a uma altura de c) 200 J.
80 cm, conforme figura abaixo. Considere que os fios
d) 500 J.
permaneçam sempre paralelos.

e) 625 J.

21. (Espcex (Aman) 2019) Uma jovem, para fazer sua


maquiagem, comprou um espelho esférico de Gauss.
Ela observou que, quando o seu rosto está a 30 cm
do espelho, a sua imagem é direita e três vezes maior
do que o tamanho do rosto.

O tipo de espelho comprado pela jovem e o seu raio


de curvatura são, respectivamente,
a) côncavo e maior do que 60 cm.

A velocidade do projetil imediatamente antes de entrar b) convexo e maior do que 60 cm.


no bloco é c) côncavo e igual a 30 cm.
d) côncavo e menor do que 30 cm.
Dados: despreze a resistência do ar e considere a e) convexo e menor do que 30 cm.
aceleração da gravidade igual a 10 m s2 .
a) 224 m s. 22. (Espcex (Aman) 2019) No circuito desenhado
b) 320 m s. abaixo, temos três pilhas ideais ligadas em paralelo
c) 370 m s. que fornecem uma ddp igual a 25 V cada uma. Elas
d) 380 m s. alimentam três resistores ôhmicos: R1 = 10 ,
e) 404 m s. R2 = R3 = 20 . O amperímetro, o voltímetro e os fios
condutores inseridos no circuito são todos ideais. As
19. (Espcex (Aman) 2019) Com relação a um ponto leituras indicadas no amperímetro (A) e no voltímetro
material que efetua um movimento harmônico simples (V) são, respectivamente,
linear, podemos afirmar que
a) ele oscila periodicamente em torno de duas
posições de equilíbrio.

b) a sua energia mecânica varia ao longo do


movimento.
c) o seu período é diretamente proporcional à sua
frequência.
d) a sua energia mecânica é inversamente
proporcional à amplitude.
e) o período independe da amplitude de seu
movimento.
a) 5,00 A e 25,00 V.
20. (Espcex (Aman) 2019) Considere uma máquina
térmica X que executa um ciclo termodinâmico com a b) 0,50 A e 20,00 V.
realização de trabalho. O rendimento dessa máquina é c) 2,50 A e 16,66 V.
de 40% do rendimento de uma máquina Y que d) 1,25 A e 12,50 V.
funciona segundo o ciclo de Carnot, operando entre e) 3,75 A e 37,50 V.
duas fontes de calor com temperaturas de 27 C e
327 C. Durante um ciclo, o calor rejeitado pela 23. (Espcex (Aman) 2019) Dois fios longos e retilíneos
máquina X para a fonte fria é de 500 J, então o 1 e 2, fixos e paralelos entre si, estão dispostos no
trabalho realizado neste ciclo é de vácuo, em uma direção perpendicular a um plano α. O
TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

plano α contém o ponto C conforme representado no


desenho abaixo. Os fios são percorridos por correntes
elétricas constantes, de mesmo sentido, saindo do
plano α para o observador. O fio 1 é percorrido por
uma corrente elétrica de intensidade i1 = 6 A e o fio 2
por uma corrente de intensidade i2 = 8 A. O módulo
do vetor indução magnética resultante no ponto C
devido às correntes i1 e i2 é

O valor absoluto do trabalho realizado pela força de


atrito sobre o bloco é
a) 4,5 J
b) 9,0 J
c) 15 J
d) 27 J
e) 30 J

26. (Espcex (Aman) 2018) Um bloco A de massa


Dado: considere a permeabilidade magnética do vácuo 100 kg sobe, em movimento retilíneo uniforme, um
igual a 4  π  10−7 T.m A. plano inclinado que forma um ângulo de 37 com a
superfície horizontal. O bloco é puxado por um sistema
a) 8  10−7 T.
de roldanas móveis e cordas, todas ideais, e
b) 6  2  10−7 T. coplanares. O sistema mantém as cordas paralelas ao
plano inclinado enquanto é aplicada a força de
c) 4  2  10−7 T.
intensidade F na extremidade livre da corda,
d) 4  10−7 T. conforme o desenho abaixo.
e) 2  2  10−7 T.

24. (Espcex (Aman) 2019) Com relação às ondas, são


feitas as seguintes afirmações:

I. As ondas mecânicas propagam-se somente em


meios materiais.
II. As ondas eletromagnéticas propagam-se somente
no vácuo.
III. As micro-ondas são ondas que se propagam
somente em meios materiais.

Das afirmações acima está(ão) correta(s) apenas a(s)


a) I.
b) II.
c) I e III.
d) I e II.
e) II e III. Todas as cordas possuem uma de suas extremidades
fixadas em um poste que permanece imóvel quando as
25. (Espcex (Aman) 2018) Um bloco de massa igual a cordas são tracionadas.
1,5 kg é lançado sobre uma superfície horizontal plana Sabendo que o coeficiente de atrito dinâmico entre o
bloco A e o plano inclinado é de 0,50, a intensidade
com atrito com uma velocidade inicial de 6 m s em
t1 = 0 s. Ele percorre uma certa distância, numa da força F é

trajetória retilínea, até parar completamente em Dados: sen 37 = 0,60 e cos 37 = 0,80
t 2 = 5 s, conforme o gráfico abaixo.
TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

Considere a aceleração da gravidade igual a 10 m s2 . que elas estejam isoladas no vácuo e desprezando
todas as interações gravitacionais, o módulo da
a) 125 N
velocidade linear da partícula positiva em torno da
b) 200 N partícula negativa é igual a
c) 225 N
d) 300 N Dado: considere a constante eletrostática do vácuo
e) 400 N N  m2
igual a 9  109 .
C2
27. (Espcex (Aman) 2018) Um operário, na margem A a) 0,3 m s
de um riacho, quer enviar um equipamento de peso b) 0,6 m s
500 N para outro operário na margem B. c) 0,8 m s
Para isso ele utiliza uma corda ideal de comprimento d) 1,0 m s
L = 3 m, em que uma das extremidades está amarrada
e) 1,5 m s
ao equipamento e a outra a um pórtico rígido.
Na margem A, a corda forma um ângulo θ com a
perpendicular ao ponto de fixação no pórtico. 29. (Espcex (Aman) 2018) Quatro objetos esféricos
O equipamento é abandonado do repouso a uma A, B, C e D, sendo respectivamente suas massas
altura de 1,20 m em relação ao ponto mais baixo da mA , mB , mC e mD , tendo as seguintes relações
sua trajetória. Em seguida, ele entra em movimento e mA  mB e mB = mC = mD , são lançados dentro de
descreve um arco de circunferência, conforme o uma piscina contendo um líquido de densidade
desenho abaixo e chega à margem B. homogênea. Após algum tempo, os objetos ficam em
equilíbrio estático. Os objetos A e D mantêm metade
de seus volumes submersos e os objetos C e B ficam
totalmente submersos conforme o desenho abaixo.

Desprezando todas as forças de atrito e considerando


Sendo VA , VB , VC e VD os volumes dos objetos
o equipamento uma partícula, o módulo da força de
tração na corda no ponto mais baixo da trajetória é A, B, C e D, respectivamente, podemos afirmar que
a) VA = VD  VC = VB
Dado: considere a aceleração da gravidade b) VA = VD  VC  VB
g = 10 m s2 . c) VA  VD  VB = VC
a) 500 N d) VA  VD = VB = VC
b) 600 N e) VA = VD  VC  VB
c) 700 N
d) 800 N 30. (Espcex (Aman) 2018) Uma granada de mão,
e) 900 N inicialmente em repouso, explode sobre uma mesa
indestrutível, de superfície horizontal e sem atrito, e
fragmenta-se em três pedaços de massas m1, m2 e
28. (Espcex (Aman) 2018) Uma partícula com carga
m3 que adquirem velocidades coplanares entre si e
elétrica negativa igual a −10−8 C encontra-se fixa num
paralelas ao plano da mesa.
ponto do espaço. Uma segunda partícula de massa
m
igual a 0,1 g e carga elétrica positiva igual a +10−8 C Os valores das massas são m1 = m2 = m e m3 = .
2
descreve um movimento circular uniforme de raio Imediatamente após a explosão, as massas m1 e m2
10 cm em torno da primeira partícula. Considerando
adquirem as velocidades v1 e v 2 , respectivamente,
TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

cujos módulos são iguais a v, conforme o desenho barra no ponto B e a outra extremidade do cabo, fixa
abaixo. à parede vertical.
Desprezando todas as forças de atrito e considerando
que a haste encontra-se em equilíbrio estático, a força
de tração no cabo é igual a

Dados: sen 30 = cos 60 = 0,5 e


3
sen 60 = cos 30 =
2
7
a)  3N
3
8
b)  3 N
3
10
c)  3N
3
d) 6  3 N
20
e)  3N
3

32. (Espcex (Aman) 2018) Um painel coletor de


energia solar é utilizado para aquecer a água de uma
Desprezando todas as forças externas, o módulo da residência e todo o sistema tem um rendimento de
velocidade v 3 , imediatamente após a explosão é 60%. Para aumentar a temperatura em 12,0 C de
2 uma massa de água de 1.000 kg, a energia solar total
a) v
4 coletada no painel deve ser de
2
b) v Dado: considere o calor específico da água igual a
2
J
c) 2v 4,0 .
g  C
3
d)  2v a) 2,8  104 J
2
e) 2  2v b) 4,8  104 J
c) 8,0  104 J
31. (Espcex (Aman) 2018) Uma haste AB rígida,
homogênea com 4 m de comprimento e 20 N de d) 4,8  107 J
peso, encontra-se apoiada no ponto C de uma parede e) 8,0  107 J
vertical, de altura 1,5  3 m, formando
um ângulo de
30 com ela, conforme representado nos desenhos 33. (Espcex (Aman) 2018) O espelho retrovisor de um
abaixo. carro e o espelho em portas de elevador são,
geralmente, espelhos esféricos convexos. Para um
objeto real, um espelho convexo gaussiano forma uma
imagem
a) real e menor.
b) virtual e menor.
c) real e maior.
d) virtual e invertida.
e) real e direita.

34. (Espcex (Aman) 2018) O desenho abaixo


representa um circuito elétrico composto por gerador,
receptor, condutores, um voltímetro (V), todos ideais,
Para evitar o escorregamento da haste, um cabo e resistores ôhmicos.
horizontal ideal encontra-se fixo à extremidade da
TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

magnética. Sobre essa força pode-se afirmar que


a) tem a mesma direção do campo magnético, se a
carga elétrica tiver velocidade perpendicular a ele.
b) é nula se a carga elétrica estiver em repouso.
c) tem máxima intensidade se o campo magnético e a
velocidade da carga elétrica forem paralelos.
d) é nula se o campo magnético e a velocidade da
carga elétrica forem perpendiculares.
e) tem a mesma direção da velocidade da carga
elétrica.

37. (Espcex (Aman) 2017) Um trem de 150 m de


comprimento se desloca com velocidade escalar
O valor da diferença de potencial (ddp), entre os constante de 16 m s. Esse trem atravessa um túnel e
pontos F e G do circuito, medida pelo voltímetro, é leva 50 s desde a entrada até a saída completa de
igual a
dentro dele. O comprimento do túnel é de:
a) 1,0 V
a) 500 m
b) 3,0 V
b) 650 m
c) 4,0 V
c) 800 m
d) 5,0 V
d) 950 m
e) 8,0 V
e) 1.100 m

35. (Espcex (Aman) 2018) Um capacitor de


38. (Espcex (Aman) 2017) Um cubo de massa 4 kg
capacitância igual a 2μF está completamente
está inicialmente em repouso sobre um plano
carregado e possui uma diferença de potencial entre
horizontal sem atrito. Durante 3 s, aplica-se sobre o
suas armaduras de 3 V. Em seguida, este capacitor é
ligado a um resistor ôhmico por meio de fios cubo uma força constante F, horizontal e
condutores ideais, conforme representado no circuito perpendicular no centro de uma de suas faces,
abaixo, sendo completamente descarregado através do fazendo com que ele sofra um deslocamento retilíneo
resistor. de 9 m, nesse intervalo de tempo, conforme
representado no desenho abaixo.

No final do intervalo de tempo de 3 s, os módulos do


Nesta situação, a energia elétrica total transformada impulso da força F e da quantidade de movimento do
em calor pelo resistor é de cubo são respectivamente:
a) 36 N  s e 36 kg  m s
a) 1,5  10−6 J
b) 24 N  s e 36 kg  m s
b) 6,0  10−6 J
c) 24 N  s e 24 kg  m s
c) 9,0  10−6 J d) 12 N  s e 36 kg  m s
d) 12,0  10−6 J e) 12 N  s e 12 kg  m s
e) 18,0  10−6 J
39. (Espcex (Aman) 2017) Um prédio em construção,
de 20 m de altura, possui, na parte externa da obra,
36. (Espcex (Aman) 2018) Uma carga elétrica
puntiforme, no interior de um campo magnético um elevador de carga com massa total de 6 ton,
uniforme e constante, dependendo de suas condições suspenso por um cabo inextensível e de massa
cinemáticas, pode ficar sujeita à ação de uma força desprezível.
TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

O elevador se desloca, com velocidade constante, do localizado na outra extremidade da barra II, está
piso térreo até a altura de 20 m, em um intervalo de apoiado no vértice de um cone fixo no piso.
tempo igual a 10 s. Desprezando as forças dissipativas
e considerando a intensidade da aceleração da
gravidade igual a 10 m s2 , podemos afirmar que a
potência média útil desenvolvida por esse elevador é:
a) 120 kW
b) 180 kW
c) 200 kW
d) 360 kW
e) 600 kW
Os módulos das forças de contato sobre a barra I, nos
40. (Espcex (Aman) 2017) Uma esfera, sólida,
pontos A e N, são respectivamente:
homogênea e de massa 0,8 kg é abandonada de um
a) 75 N, 150 N
ponto a 4 m de altura do solo em uma rampa curva.
b) 150 N, 80 N
Uma mola ideal de constante elástica k = 400 N m é
c) 80 N, 175 N
colocada no fim dessa rampa, conforme desenho
abaixo. A esfera colide com a mola e provoca uma d) 75 N, 225 N
compressão. e) 75 N, 100 N

42. (Espcex (Aman) 2017) Um cubo homogêneo de


densidade ρ e volume V encontra-se totalmente
imerso em um líquido homogêneo de densidade ρ0
contido em um recipiente que está fixo a uma
superfície horizontal.
Uma mola ideal, de volume desprezível e constante
elástica k, tem uma de suas extremidades presa ao
centro geométrico da superfície inferior do cubo, e a
outra extremidade presa ao fundo do recipiente de
Desprezando as forças dissipativas, considerando a modo que ela fique posicionada verticalmente.
intensidade da aceleração da gravidade Um fio ideal vertical está preso ao centro geométrico
da superfície superior do cubo e passa por duas
g = 10 m s2 e que a esfera apenas desliza e não rola,
roldanas idênticas e ideais A e B. A roldana A é
a máxima deformação sofrida pela mola é de: móvel a roldana B é fixa e estão montadas conforme
a) 8 cm o desenho abaixo.
b) 16 cm Uma força vertical de intensidade F é aplicada ao eixo
c) 20 cm central da roldana A fazendo com que a distensão na
mola seja X e o sistema todo fique em equilíbrio
d) 32 cm
estático, com o cubo totalmente imerso no líquido.
e) 40 cm

41. (Espcex (Aman) 2017) O desenho abaixo


representa um sistema composto por duas barras
rígidas I e II, homogêneas e de massas desprezíveis
na posição horizontal, dentro de uma sala. O sistema
está em equilíbrio estático.
No ponto M da barra II, é colocado um peso de
200 N suspenso por um cabo de massa desprezível. A
barra I está apoiada no ponto N no vértice de um
cone fixo no piso. O ponto A da barra I toca o vértice
de um cone fixo no teto. O ponto B da barra I toca o
ponto C, na extremidade da barra II. O ponto D,
Considerando a intensidade da aceleração da
gravidade igual a g, o módulo da força F é:
TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

a) [V g(ρ0 − ρ) + kx] c) 3
b) 2[V g(ρ − ρ0 ) − kx] 2 3
d)
c) 2[V g(ρ0 + ρ) + kx] 3
d) [V g(ρ0 − ρ) − kx] e) 2 3
e) 2[V g(ρ − ρ0 ) + kx]
45. (Espcex (Aman) 2017) Uma partícula de carga q
43. (Espcex (Aman) 2017) Durante um experimento, e massa 10−6 kg foi colocada num ponto próximo à
um gás perfeito é comprimido, adiabaticamente, sendo
superfície da Terra onde existe um campo elétrico
realizado sobre ele um trabalho de 800 J. Em relação
uniforme, vertical e ascendente de intensidade
ao gás, ao final do processo, podemos afirmar que:
E = 105 N C.
a) o volume aumentou, a temperatura aumentou e a
pressão aumentou.
b) o volume diminuiu, a temperatura diminuiu e a
pressão aumentou.
c) o volume diminuiu, a temperatura aumentou e a
pressão diminuiu.
d) o volume diminuiu, a temperatura aumentou e a
pressão aumentou.
e) o volume aumentou, a temperatura aumentou e a
pressão diminuiu.

44. (Espcex (Aman) 2017) Um raio de luz Sabendo que a partícula está em equilíbrio,
monocromática propagando-se no ar incide no ponto considerando a intensidade da aceleração da gravidade
O, na superfície de um espelho, plano e horizontal, g = 10 m s2 , o valor da carga q e o seu sinal são
formando um ângulo de 30 com sua superfície. respectivamente:
Após ser refletido no ponto O desse espelho, o raio
a) 10−3 μC, negativa
incide na superfície plana e horizontal de um líquido e
sofre refração. O raio refratado forma um ângulo de b) 10−5 μC, positiva
30 com a reta normal à superfície do líquido,
c) 10−5 μC, negativa
conforme o desenho abaixo.
d) 10−4 μC, positiva
e) 10−4 μC, negativa

46. (Espcex (Aman) 2017) Um aluno irá montar um


circuito elétrico com duas lâmpadas incandescentes,
L1 e L2, de resistências elétricas constantes, que têm
as seguintes especificações técnicas fornecidas pelo
fabricante, impressas nas lâmpadas:

- L1: 30 V e 60 W;
- L2 : 30 V e 30 W.

Sabendo que o índice de refração do ar é 1, o índice


Além das duas lâmpadas, ele também usará um
de refração do líquido é: gerador ideal de tensão elétrica contínua de
60 V, um resistor ôhmico de 30  e fios condutores
3 elétricos ideais.
Dados: sen30 = 1 2 e cos 60 = 1 2; sen 60 = e
2
3 Utilizando todo material acima descrito, a configuração
cos30 = .
2 da montagem do circuito elétrico, para que as
lâmpadas funcionem corretamente com os valores
3
a) especificados pelo fabricante das lâmpadas será:
3
3
b)
2
TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

Uma espira circular condutora de raio R é colocada


entre os dois fios e é percorrida por uma corrente
elétrica i.
A espira e os fios estão no mesmo plano. O centro da
espira dista de 3R de cada fio, conforme o desenho
abaixo.

a)

b)

c)

Para que o vetor campo magnético resultante, no


d) centro da espira, seja nulo, a intensidade da corrente
elétrica i e seu sentido, tomando como referência o
desenho, são respectivamente:
i +i
a) 1 2 e horário
e) 3
i1 − i2
b) e anti-horário
47. (Espcex (Aman) 2017) O desenho abaixo 3π
representa um circuito elétrico composto por resistores i −i
c) 1 2 e horário
ôhmicos, um gerador ideal e um receptor ideal. 3π
i1 + i2
d) e horário

i +i
e) 1 2 e anti-horário

49. (Espcex (Aman) 2016) Um móvel descreve um


movimento retilíneo uniformemente acelerado. Ele
parte da posição inicial igual a 40 m com uma
velocidade de 30 m / s, no sentido contrário à
orientação positiva da trajetória, e a sua aceleração é
de 10 m / s2 no sentido positivo da trajetória. A
A potência elétrica dissipada no resistor de 4  do posição do móvel no instante 4s é
circuito é: a) 0 m
a) 0,16 W b) 40 m
b) 0,20 W c) 80 m
c) 0,40 W d) 100 m
d) 0,72 W e) 240 m
e) 0,80 W
50. (Espcex (Aman) 2016) Um projétil é lançado
48. (Espcex (Aman) 2017) Dois fios condutores obliquamente, a partir de um solo plano e horizontal,
retilíneos, muito longos e paralelos entre si, são com uma velocidade que forma com a horizontal um
percorridos por correntes elétricas de intensidade ângulo α e atinge a altura máxima de 8,45 m.
distintas, i1 e i2 , de sentidos opostos.
TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

Sabendo que, no ponto mais alto da trajetória, a com coeficiente de atrito dinâmico de 0,25 e, em
velocidade escalar do projétil é 9,0 m / s, pode-se seguida, percorre uma pista de formato circular de raio
afirmar que o alcance horizontal do lançamento é: R, sem atrito, conforme o desenho abaixo. O maior
raio R que a pista pode ter, para que o corpo faça
Dados: todo trajeto, sem perder o contato com ela é de
intensidade da aceleração da gravidade g = 10 m / s2
despreze a resistência do ar Dado: intensidade da aceleração da gravidade
a) 11,7 m g = 10 m / s2
b) 17,5 m
c) 19,4 m
d) 23,4 m
e) 30,4 m

51. (Espcex (Aman) 2016) Um satélite esférico,


homogêneo e de massa m, gira com velocidade
angular constante em torno de um planeta esférico,
homogêneo e de massa M, em uma órbita circular de
raio R e período T, conforme figura abaixo.
Considerando G a constante de gravitação universal,
a massa do planeta em função de R, T e G é: a) 8 m
b) 10 m
c) 12 m
d) 16 m
e) 20 m

53. (Espcex (Aman) 2016) Uma corda ideal AB e


uma mola ideal M sustentam, em equilíbrio, uma
esfera maciça homogênea de densidade ρ e volume
V através da corda ideal BC, sendo que a esfera
encontra-se imersa em um recipiente entre os líquidos
imiscíveis 1 e 2 de densidade ρ1 e ρ2 ,
respectivamente, conforme figura abaixo. Na posição
4 π 2 R3 de equilíbrio observa-se que 60% do volume da
a)
TG esfera está contido no líquido 1 e 40% no líquido 2.
4 π 2 R2 Considerando o módulo da aceleração da gravidade
b) igual a g, a intensidade da força de tração na corda
TG
AB é
4 π 2 R2
c)
T2 G Dados:
2 3
d)
4π R sen60 = cos30 =
2
T2 G
1
4 π2 R3 sen30 = cos60 =
e) 2
T2 G

52. (Espcex (Aman) 2016) Um corpo de massa


300 kg é abandonado, a partir do repouso, sobre uma
rampa no ponto A, que está a 40 m de altura, e
desliza sobre a rampa até o ponto B, sem atrito. Ao
terminar a rampa AB, ele continua o seu movimento e
percorre 40 m de um trecho plano e horizontal BC
TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

55. (Espcex (Aman) 2016) Um cilindro maciço e


homogêneo de peso igual a 1.000 N encontra-se
apoiado, em equilíbrio, sobre uma estrutura composta
de duas peças rígidas e iguais, DB e EA, de pesos
desprezíveis, que formam entre si um ângulo de 90,
e estão unidas por um eixo articulado em C. As
extremidades A e B estão apoiadas em um solo
plano e horizontal. O eixo divide as peças de tal modo
que DC = EC e CA = CB, conforme a figura abaixo.
Um cabo inextensível e de massa desprezível encontra-
se na posição horizontal em relação ao solo, unindo as
extremidades D e E das duas peças. Desprezando o
atrito no eixo articulado e o atrito das peças com o
solo e do cilindro com as peças, a tensão no cabo DE
é:
a) 3Vg(ρ − 0,6ρ1 − 0,4ρ2 )
b) 3Vg(ρ − 0,6ρ2 − 0,4ρ1) 2
Dados: cos 45 = sen 45 =
c) 2Vg(ρ − 0,6ρ2 − 0,4ρ1) 2
3 g é a aceleração da gravidade
d) Vg(ρ − 0,6ρ1 − 0,4ρ2 )
3
e) 2Vg(ρ − 0,6ρ1 − 0,4ρ2 )

54. (Espcex (Aman) 2016) Dois caminhões de massa


m1 = 2,0 ton e m2 = 4,0 ton, com velocidades
v1 = 30 m / s e v 2 = 20 m / s, respectivamente, e
trajetórias perpendiculares entre si, colidem em um
cruzamento no ponto G e passam a se movimentar
unidos até o ponto H, conforme a figura abaixo.
Considerando o choque perfeitamente inelástico, o
módulo da velocidade dos veículos imediatamente
após a colisão é: a) 200 N
b) 400 N
c) 500 N
d) 600 N
e) 800 N

56. (Espcex (Aman) 2016) Um estudante foi ao


oftalmologista, reclamando que, de perto, não
enxergava bem. Depois de realizar o exame, o médico
explicou que tal fato acontecia porque o ponto próximo
da vista do rapaz estava a uma distância superior a
25 cm e que ele, para corrigir o problema, deveria
usar óculos com “lentes de 2,0 graus“, isto é, lentes
possuindo vergência de 2,0 dioptrias.

Do exposto acima, pode-se concluir que o estudante


a) 30 km / h
deve usar lentes
b) 40 km / h a) divergentes com 40 cm de distância focal.
c) 60 km / h b) divergentes com 50 cm de distância focal.
d) 70 km / h c) divergentes com 25 cm de distância focal.
e) 75 km / h d) convergentes com 50 cm de distância focal.
e) convergentes com 25 cm de distância focal.
TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

d) 3,0 V
57. (Espcex (Aman) 2016) Uma pequena esfera de e) 3,3 V
massa M igual a 0,1 kg e carga elétrica q = 1,5 μ C
está, em equilíbrio estático, no interior de um campo 59. (Espcex (Aman) 2016) Num recipiente contendo
elétrico uniforme gerado por duas placas paralelas 4,0 litros de água, a uma temperatura inicial de
verticais carregadas com cargas elétricas de sinais
20 C, existe um resistor ôhmico, imerso na água, de
opostos. A esfera está suspensa por um fio isolante
preso a uma das placas conforme o desenho abaixo. A resistência elétrica R = 1 , alimentado por um
intensidade, a direção e o sentido do campo elétrico gerador ideal de força eletromotriz E = 50 V,
são, respectivamente, conforme o desenho abaixo. O sistema encontra-se ao
nível do mar.
Dados: cos θ = 0,8 e sen θ = 0,6 A transferência de calor para a água ocorre de forma
intensidade da aceleração da gravidade homogênea. Considerando as perdas de calor
g = 10 m / s2 desprezíveis para o meio, para o recipiente e para o
restante do circuito elétrico, o tempo necessário para
vaporizar 2,0 litros de água é

Dados:
calor específico da água = 4 kJ / kg C
calor latente de vaporização da água = 2.230 kJ / kg
densidade da água = 1kg / L

a) 5  105 N / C, horizontal, da direita para a esquerda.


b) 5  105 N / C, horizontal, da esquerda para a direita.
c) 9  105 N / C, horizontal, da esquerda para a direita.
d) 9  105 N / C, horizontal, da direita para a esquerda.
e) 5  105 N / C, vertical, de baixo para cima.

58. (Espcex (Aman) 2016) No circuito elétrico a) 4.080 s


desenhado abaixo, todos os resistores ôhmicos são
b) 2.040 s
iguais e têm resistência R = 1,0 . Ele é alimentado
c) 3.200 s
por uma fonte ideal de tensão contínua de E = 5,0 V.
d) 2.296 s
A diferença de potencial entre os pontos A e B é de:
e) 1.500 s

60. (Espcex (Aman) 2016) A figura abaixo representa


um fio condutor homogêneo rígido, de comprimento L
e massa M, que está em um local onde a aceleração
da gravidade tem intensidade g. O fio é sustentado
por duas molas ideais, iguais, isolantes e, cada uma,
de constante elástica k. O fio condutor está imerso em
um campo magnético uniforme de intensidade B,
perpendicular ao plano da página e saindo dela, que
age sobre o condutor, mas não sobre as molas.
a) 1,0 V
Uma corrente elétrica i passa pelo condutor e, após o
b) 2,0 V equilíbrio do sistema, cada mola apresentará uma
c) 2,5 V deformação de:
TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

Mg + 2k
a)
BiL
BiL
b)
Mg + 2k
k
c)
2(Mg + BiL)
Mg + BiL
d)
2k
2k + BiL
e)
Mg
TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

Gabarito:

Resposta da questão 1:
[C]

Cálculo da velocidade do objeto:


Δs 12 − 3
v= = v =3m s
Δt 3−0

Equação horária do espaço:


s ( t ) = s0 + vt  s ( t ) = 3 + 3t

Portanto:
s (10 ) = 3 + 3  10
 s (10 ) = 33 m

Resposta da questão 2:
[D]

Para a situação dada, temos que:


Portanto:
v A = vB
PX = 800 N
2πfA R A = 2 πfBRB
Fel = kx  400 = 50  102  x
30  60 = fB  20
x = 0,08 m = 8 cm
 fB = 90 rpm

Resposta da questão 5:
Resposta da questão 3: [C]
[B]
Pelo princípio da conservação de energia, podemos
Como o bloco se desloca com velocidade constante, escrever:
devemos ter:
Ec = Ep + Ed
mgsen 60 = F
3 mv 2
m  10  =4 = mgh + Ed
2 2
4 3 2  82
m = kg = 2  10  2 + Ed
15 2
 Ed = −24 J
Altura percorrida pelo bloco:
h 3 Observação: O sinal negativo indica que a energia foi
sen 60 = = realmente dissipada.
1,6 2
h = 0,8 3 m
Resposta da questão 6:
[E]
Logo, o trabalho será dado por:

τ = −mgh = −
4 3
 10  0,8 3 Para o equilíbrio rotacional tomando como referência o
15 ponto de apoio no suporte A, devemos ter que:
 τ = −6,4 J

Resposta da questão 4:
[D]

Esquematizando as forças, temos:


TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

PY  dYA + PZ  dZA = PX  dXA Resposta da questão 10:


20  0,46 + 10  0,06 = PX  0,4 [E]
 PX = 24,5 N Teremos a seguinte situação:

Resposta da questão 7:
[E]

Comparando a função horária dada com


x = Acos (ωt + φ0 ), obtemos:
π
ω= rad s (pulsação)
4

φ0 = π rad (fase inicial)

2π 2π
T= =  T = 8 s (período)
ω π4

Resposta da questão 8:
[A] k Q 9  109  6  10−9
Ex = 0 x =  E x = 6  104 N C
d2
( )
2
−2
3  10
Aplicando a 1ª lei da Termodinâmica com τ  0 (pois
há compressão do gás), vem: k0Qy 9  109  8  10−9
Q = τ + ΔU Ey = =  E y = 8  104 N C
(3  10 )
2 2
d −2
300 = −600 + ΔU
 ΔU = 900 J
Logo:
Resposta da questão 9:
( 6  10 ) + (8  10 )
2 2
4 4
ER =
[A]
 ER = 105 N C
Para o objeto no ponto A, a imagem será real,
invertida e do mesmo tamanho do objeto de acordo
com a figura: Resposta da questão 11:
[D]

Sejam i1, i2 , i3 e i4 respectivamente, as correntes


que passam por L1, L 2 , L3 e L4 . Temos que:
i1 = i2  i3  i4

Pois L1 e L2 estão em série e sob a mesma tensão


que L 3 , porém com maior resistência equivalente. E
i4 = i1 + i3 (ou i4 = i2 + i3 ).
TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

[II] Verdadeira. Calculando as áreas sob os gráficos,


Portanto, a única alternativa correta é a que afirma obtemos:
que a lâmpada L3 brilha mais que L 2 . 2  60
Δscarro =  Δscarro = 60 km
2
Resposta da questão 12: Δsmotocicleta = 2  60  Δsmotocicleta = 120 km
[A]
[III] Verdadeira. Calculando a aceleração do carro,
Módulos do vetor indução magnética em O devido às obtemos:
espiras: Δv 60 − 0
a= =  a = 30 km h2
μ i 4 π  10−7  6 Δt 2−0
B1 = 0 1 =  B1 = 6  10−7 T
2R1 2  2π
Portanto, podemos afirmar que a sua velocidade
μ i 4 π  10−7  8
B2 = 0 2 =  B2 = 4  10 −7 T aumenta 30 km h a cada hora.
2R2 2  4π
[IV] Falsa. De acordo com o item [II], ambos
Como os vetores têm mesmo sentido e direções percorreram distâncias distintas em 2 h.
opostas (pela regra da mão direita), segue que o
módulo do vetor indução magnética resultante é dado
por: Resposta da questão 15:
[C]
B = B1 − B2 = 6  10−7 − 4  10−7
 B = 2  10−7 T Equacionando os torques das forças atuantes na barra
para que não haja rotação no ponto A, temos:
20  1 + 40  3 + 60  4 − Fel  cos 60  2 = 0
Resposta da questão 13:
[C] 20 + 120 + 240 − Fel = 0
Fel = 380 N
Após lançado, a partícula estará sob a influência das
forças peso e elétrica, ambas na direção vertical e com
Portanto, a constante elástica da mola é:
sentido para baixo. Sendo assim, a sua aceleração
Fel = kx
possui módulo igual a:
FR = P + Fel = ma 380 = k  0,1
mg + qE = ma  k = 3800 N m
qE
a = g+ Resposta da questão 16:
m
−3 −2 [B]
10  10
a = 10 +
10−6 Massa de água elevada pelo motor:
a = 20 m s 2 m = d  V = 1 9  10 4
m = 9  10 4 kg
Portanto, a esfera alcançará uma altura de:
v 2 = v 02 + 2aΔs Cálculo da potência útil do motor:
2 2
0 = 50 − 2  20  hmáx mgh 9  104  10  15
Pu = =
40hmáx = 2500 Δt 5  3600
Pu = 750 W
 hmáx = 62,5 m

Portanto, o rendimento do motor é:


Resposta da questão 14: P 750
[D] η= u = = 0,5
Pt 1500
Analisando as afirmativas:  η = 50%
[I] Falsa. De acordo com o gráfico, a motocicleta
possui velocidade constante. Dessa forma, segue Resposta da questão 17:
em movimento uniforme. [C]

Forças atuantes nas esferas:


TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

Resposta da questão 19:


[E]

Seja a função da posição de um corpo em MHS:


x = A cos ( ωt + θ0 )

O seu período é dado por:



T=
ω

Sendo assim, podemos concluir que o seu valor


independe da amplitude do seu movimento.

Resposta da questão 20:


[B]

Pela equação da esfera B, obtemos o valor da tração Rendimento da máquina Y :


no fio: 27 + 273 300
ηY = 1 − = 1−
T + EB = PB 327 + 273 600
ηY = 0,5 = 50%
mB
T + dL g = mB g
dB
Rendimento da máquina X :
5 ηX = 0,4 ηY = 0,4  50%
T + 1  10 = 5  10
2,5 ηX = 20%
T = 30 N
Calor fornecido pela fonte quente:
Equacionando para a esfera A, obtemos: Q
E A = PA + T ηX = 1 − F
QQ
dL VA g = mA g + T 500 500
1 VA  10 = 1 10 + 30 0,2 = 1 −  −0,8 = −
QQ QQ
10VA = 40 QQ = 625 J
3
 VA = 4 dm
Portanto, o trabalho realizado neste ciclo é de:
Resposta da questão 18: τ τ
ηX =  0,2 =
[E] QQ 625
 τ = 125 J
Por conservação da energia mecânica, obtemos a
velocidade com a qual o sistema projétil + bloco se
move logo após a colisão: Resposta da questão 21:
[A]
(mP + mB ) v 2
= ( mP + mB ) gh
2 Pela equação do aumento linear, temos:
v = 2  10  0,8 = 16 p'
A=− 3=−
p'
v =4m s p 30
p' = −90 cm
Por conservação da quantidade de movimento,
obtemos a velocidade inicial do projétil: Aplicando a equação de Gauss, obtemos a distância
mP v 0 + mB  0 = ( mP + mB ) v focal:
0,1v 0 = ( 0,1 + 10 )  4 1 1 1
= +
f p p'
10,1 4
v0 = 1 1 1 1 2
0,1 = −  =
f 30 90 f 90
 v 0 = 404 m s
f = 45 cm
TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

Valor do raio de curvatura:


R = 2f = 2  45
R = 90 cm

Dessa forma, podemos concluir que o espelho é


côncavo ( f  0 ) e de raio de curvatura maior do que
60 cm.

Resposta da questão 22:


[D]

Podemos redesenhar o circuito como:


E as suas intensidades valem:
μi1 4 π  10−7  6
B1 = =  B1 = 2  10−7 T
2πd1 2π  6
μi2 4 π  10−7  8
B2 = =  B2 = 2  10−7 T
2πd2 2π  8

Sendo assim, o vetor indução magnética resultante no


ponto C é:

( 2  10 ) + ( 2  10 )
2 2
−7 −7
BR = B12 + B22 =
Bateria equivalente:
E = 25 V BR = 8  10 −14
 BR = 2 2  10 −7 T
Resistência equivalente:
20  20
Req = 10 + = 10 + 10 Resposta da questão 24:
20 + 20
[A]
Req = 20 Ω
Analisando as afirmativas:
Valor da corrente pelo amperímetro: [I] Verdadeira. As ondas mecânicas necessitam de um
E = R eq  i meio material para se propagarem, não sendo
capazes de se propagar no vácuo.
25 = 20  i
[II] Falsa. As ondas eletromagnéticas se propagam em
 i = 1,25 A meios materiais, e inclusive no vácuo.
[III] Falsa. As micro-ondas são ondas
Como em cada um dos resistores em paralelo passa eletromagnéticas. Portanto, se propagam também no
uma corrente de 0,625 A, a ddp indicada no vácuo.
voltímetro é:
V = R3  i' Resposta da questão 25:
V = 20  0,625 [D]
 V = 12,5 V
τ = ΔEc
1,5  02 1,5  62
Resposta da questão 23: τ= −  τ = −27 J
[E] 2 2
 τ = 27 J
Pela regra da mão direita, os vetores indução
magnética no ponto C são mostradas na figura
Resposta da questão 26:
abaixo: [A]
TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

VD
PB = PC = PD  ρ  g  VB = ρ  g  VC = ρ  g   2VB = 2VC
2
VA
PA  PB  ρ  g   ρ  g  VB  VA  2VB
2

Portanto:
VA  VD  VB = VC

Resposta da questão 30:


N = Pcos37 = 1000  0,8  N = 800 N [E]
F' = P sen37 + Fat = 1000  0,6 + 0,5  800  F' = 1000 N
Para a conservação da quantidade de movimento,
devemos ter:
Como há 3 roldanas, devemos ter que:
F' 1000 Q3 = Q12 + Q22  Q32 = Q12 + Q22
F= =
23 8
 F = 125 N Logo:
2
m  v 32
 v
 2 3 = ( m  v ) 2
+ ( m  v ) 2
 = v 2 + v 2  v 3 = 8v 2
Resposta da questão 27:   4
[E]  v 3 = 2 2v

Por conservação de energia, podemos determinar a


velocidade no ponto mais baixo da trajetória: Resposta da questão 31:
2 2 [C]
mv v
mgh =  10  1,2 =  v = 24 m s
2 2

No ponto mais baixo, temos que:


mv 2 50  24
T −P =  T = 500 +
R 3
 T = 900 N

Resposta da questão 28:


[A]

Para a situação descrita, temos que a força de atração


elétrica é igual a força centrípeta. Logo:
Fel = Fcp
k  Q1  Q2 m  v2
=
R2 R
9  109  10−8  10−8 10−4  v 2
=
(10 ) 10−1
2
−1

1,5 3
 v = 0,3 m s cos30 =  BC = 3 m
BC
20
Resposta da questão 29: ΣMB = 0 : 20 sen30  2 − NC  3 = 0  NC = N
[C] 3
20 3
ΣFx = 0 : T − NC cos30 = 0  T = 
Como os objetos esféricos estão em equilíbrio, devemos ter 3 2
que o peso é igual ao empuxo para cada um deles. Sendo 10 3
assim: T = N
3

Resposta da questão 32:


[E]
TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

Fm = Bqv senθ
6
m = 1000 kg = 10 g
Dada a equação da força magnética sobre a partícula,
Calor útil: temos que:
v = 0  Fm = 0.
QU = m  c  Δθ = 106  4  12  QU = 4,8  107 J

Calor total dado rendimento de 60% : Resposta da questão 37:


[B]
QU 4,8  107
η=  0,6 =
QT QT Situação 1: Trem iniciando a estrada ao túnel.
7
 QT = 8  10 J

Resposta da questão 33:


[B]

Para objetos reais, o espelho convexo sempre gera


imagem virtual, direita e menor. Situação 2: Trem finalizando a travessia do túnel.

Resposta da questão 34:


[D]

Redesenhando o circuito, temos:

O deslocamento total do trem durante a travessia foi


tal que:
S = PP' = L + 150 (1)

Como a velocidade do trem é constante, então:


S
v= = S = v  t (2)
t

Substituindo-se a equação (1) na equação (2), tem-se


Obtemos assim as equações: que:
 V = 8 − 2i1 L + 150 = v  t  L = v  t − 150 (3)

 V = 4 − 4i2 Substituindo-se os valores dos parâmetros conhecidos

 V = 4 ( i1 + i2 ) na equação (3), tem-se que:

L = v  t − 150 = 16  50 − 150 = 800 − 150 = 650 m


Resolvendo o sistema, chegamos a:
3 1
i1 = A, i2 = − A e V = 5 V
2 4 Resposta da questão 38:
[C]
Resposta da questão 35:
[C] A força F atua sobre o corpo por um intervalo de
tempo Δt = 3 s. Como F tem módulo, direção e
CV 2 2  10−6  32 sentido constantes nesse período, pode-se afirmar que
E= =
2 2 o corpo se desloca em um movimento retilíneo
 E = 9  10−6 J uniformemente variado.
A equação cinemática que descreve esse movimento é:
a
Resposta da questão 36: S = S0 + v 0 (Δt) + (Δt)2 (1)
2
[B]
TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

sendo S uma posição genérica, S0 a posição inicial,


v 0 a velocidade inicial e a a aceleração. Como o
corpo parte de repouso, v 0 = 0 m s, e partindo-se da
Segunda Lei de Newton, tem-se
F
F=maa= (2)
m

Lembrando que, como não há atrito, a força resultante


sobre o corpo é a própria força F.
Por hipótese, durante a ação da força F, o corpo se
deslocou
ΔS = S − S0 = 9 m.
Seja o plano térreo o nível de referência para a energia
potencial. As forças atuantes sobre a carga do
Logo, conclui-se que, partindo-se da equação (1) e da
elevador são as forças de tração F e peso W.
equação (2):
0 Sendo R = F + W a resultante das forças sobre a carga
a
ΔS = S − S0 = v 0 (Δt) + (Δt)2 do elevador, então:
2 τR = τF + τ W (I)
1 F  2 2 m ΔS
ΔS =   (Δt)  F = (3)
2m (Δt)2 com τR sendo o trabalho da força resultante R, τF o
trabalho da força F e τ W o trabalho da força peso
Substituindo-se os valores conhecidos na equação (3),
tem-se: W.
2 49
F= =8N O teorema do trabalho e energia diz que o trabalho
32
realizado pela força resultante sobre um corpo é igual
à variação da energia cinética do corpo, ou seja,
O módulo do impulso I da força F sobre o corpo é, τR = ΔEC = ECf − ECo (II)
por definição:
I = F Δt = 8 N  3 s = 24 Ns Como o elevador subiu a uma velocidade v o
constante, da equação (II) tem-se que:
lembrando que F é constante. melev vo2 melev vo2
O impulso é exatamente igual à variação da τR = ECf − ECo = − =0
2 2
quantidade de movimento do corpo. Sabendo que o
corpo encontra-se inicialmente em repouso, a ou seja, não houve variação da energia cinética e
quantidade de movimento inicial Q0 é dado por: τR = 0.
Q0 = m v 0 = 0 Ns
Aplicando-se esse resultado na equação (I), tem-se
Logo: que:
0 τF + τ W = τR = 0  τF = − τ W (III)
I = ΔQ = Qf − Q0  Qf = I = 24 Ns.

Como W é uma força conservativa (a única força


m conservativa), então:
Lembrando que N  s = kg  :
s τ W = EPo − EPf = 0 − melev gh = −melev gh (IV)
m
Q f = 24 kg 
s sendo melev a massa da carga do elevador, g a
aceleração da gravidade e h a altura percorrida pelo
Resposta da questão 39: elevador.
[A]
Outra forma de calcular τ W , nesse caso particular Por
definição:
τ W = W d cos θ
TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

sendo d o vetor deslocamento da carga e θ o ângulo (1), tem-se que:


entre o vetor deslocamento e a força W. kx 2
mgh = 
2
2mgh 2  0,8  10  4
 x2 = = = 0,16
k 400
 x = 0,16 = 0,4 m = 40 cm

Resposta da questão 41:


[D]

Assim, τ W = W d cos θ = (melev g) hcos180, ou Hipóteses do problema:


1. Barras rígidas e homogêneas
seja, 2. Barras com massas desprezíveis
τ W = −mgh
Para se obter as forças pedidas é necessário traçar o
que foi o mesmo resultado em (IV). diagrama de corpo rígido para a barra I e para a barra
Das equações (III) e (IV), conclui-se que: II, isoladamente:
τF = − τ W = −( −melev gh) = melev gh
τF = 6  103 [kg]  10[m s2 ]  20[m] Considere primeiramente a barra II :

τF = 1,2  106 J

A potência média útil desenvolvida pelo elevador é:


τ 1,2  106 [J]
Pútil = F = = 1,2  105 N
Δt 10[s]

ou seja, Seja RC e RD as forças normais sobre os pontos C e


Pútil = 120 kW
D, e W a força peso do bloco suspenso. Note que a
força peso da barra foi desconsiderada já que a massa
Resposta da questão 40: é desprezível.
[E] Considerando o equilíbrio de forças no eixo YY, tem-
se que:
Seja t1 o instante em que a esfera é abandonada, a
RC + RD − W = 0  RC + RD = 200 (I)
uma altura de 4 m sobre a rampa, e t 2 o instante em
que ocorre a máxima compressão da mola pela esfera. Considerando o equilíbrio de momentos em relação ao
Como as forças dissipativas foram desprezadas, então: ponto C, tem-se que:
EM1 = EM2 (1)
W 200
4 RD − 1 W = 0  RD = = = 50 N
4 4
sendo EM1 a energia mecânica do sistema no instante
t1, e EM2 a energia mecânica do sistema no instante Substituindo esse resultado na equação (I):
RC + 50 = 200  RC = 150 N (II)
t2 .

Considere agora o equilíbrio da barra I :


Em t1, EM1 = EP1 = mgh, pois a velocidade da esfera
v1 = 0 (a energia mecânica é apenas a potencial
gravitacional).

kx 2
Em t 2 , EM = , ou seja, a energia mecânica do
2 2
sistema constitui-se apenas da energia potencial
elástica acumulada na mola deformada.

Substituindo as expressões de EM1 e EM2 na equação


TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

Do equilíbrio das forças no eixo YY, tem-se que:


−R A − RB + RN = 0  RN = R A + RB (III)

Note que RB = −RC . Logo, os módulos de RB e RC


são iguais: RB = RC = 150 N
Do equilíbrio de momentos em relação ao ponto N,
tem-se que:
R 150
4 RA − 2 RB = 0  RA = B = = 75 N
2 2

Substituindo esse resultado na equação (III), tem-se:

RN = RA + RB = 75 + 150 = 225 N
E + T − W − Fel = 0, ou seja,
T = W + Fel − E (II)
Resposta da questão 42:
[E] Na equação (II), E é o módulo do empuxo do líquido
sobre o bloco, W é o módulo da força peso do bloco,
e Fel é a força elástica da mola sobre o bloco.
Como o corpo é totalmente submerso, E = ρ0 Vg,
sendo ρ0 a densidade do fluido, V o volume
deslocado do fluido, que é igual ao volume do bloco, e
g é a aceleração da gravidade. Sabe-se também que
W = mg = ρVg.
x é a distensão da mola, do que se conclui que a mola
está distendida, Fel = kx, e a força elástica é para
baixo (sobre o bloco), conforme o diagrama de corpo
rígido. Diante dessas considerações, e partindo-se das
A partir do diagrama de corpo rígido da roldana A, equações (I) e (II), tem-se:
considerando que sua massa é desprezível, uma vez F = 2T = 2[W + Fel − E] = 2[ρVg + kx − ρ0 Vg] = 2[(ρ − ρ0 )Vg + kx]
que por hipótese as duas roldanas são ideais, tem-se
que: Resposta da questão 43:
[D]

Partindo da 1ª Lei da Termodinâmica, tem-se que:


ΔU = Q − τ (1)

F=2T (I) sendo ΔU a variação da energia interna do gás, Q o


calor inserido no gás e τ o trabalho realizado pelo
Por hipótese também o fio é ideal. Logo, pode-se gás.
afirmar que é inextensível e de massa desprezível, do
que se conclui que a força de tração permanece com o Como o processo é adiabático, ou seja, sem troca de
mesmo módulo ao longo do fio. calor, Q = 0 J.
A partir do diagrama de corpo rígido do bloco
submerso, obtém-se a equação de equilíbrio a seguir:
Como o trabalho foi realizado sobre o gás, então
τ  0, ou seja, τ = −800 J.
TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

Substituindo-se esses valores na equação 1, tem-se Como os segmentos GB e FC são paralelos e o


que: segmento BC é transversal aos dois segmentos
ΔU = 0 − ( −800) = 800 J
anteriores, pode-se afirmar que os ângulos GBC e
ΔU = 800 J
BCF são alternos internos, do que se conclui que:
Para gases perfeitos, é válida a seguinte relação: BCF = GBC = α
3
ΔU = n R ΔT (2) Aplicando-se a lei de Snell para refração, tem-se que:
2
n1 sen α = n2 sen30
sendo n o número de moles do gás, R a constante
universal dos gases e ΔT a variação da temperatura Sendo, α o ângulo de incidência sobre a superfície do
do gás. líquido, o ângulo de refração igual a 30, n1
corresponde ao índice de refração do ar e n2 o índice
Como ΔU = 800 J  0, então, pela equação 2, ΔT  0.
de refração do líquido.

Como o trabalho está sendo realizado sobre o gás, ou Substituindo-se os valores dos parâmetros conhecidos
seja, o mesmo está sendo comprimido, então ΔV  0, na equação da lei de Snell, tem-se que:
quer dizer, o gás reduz de volume. 1 sen60 = n2 sen30

Da equação de Clapeyron para gases perfeitos: 3 1


= n2
nR T 2 2
pV = n R T  p = (3)
V
n2 = 3
E considerando que T aumentou ( ΔT  0) e V
diminuiu (ΔV  0), conclui-se da equação 3 que p Resposta da questão 45:
aumentou (Δp  0). [D]

Logo, o volume diminuiu, a temperatura aumentou e a


pressão aumentou.

Resposta da questão 44:


[C]

A partícula está em equilíbrio sob açăo de duas forças: a


força elétrica Fel , provocada pelo campo E; e a força peso
W.
Para que Fel equilibre W, é necessário que seja vertical e
ascendente, conforme a figura.
Assim, Fel e E possuem mesmo sentido, do que se conclui
que q  0.
Pela geometria, pode-se afirmar que:
Do equilíbrio das forças, tem-se que:
HBA + ABG = 90
mg
Fel = W  qE = mg  q = (1)
E
Logo,
α = ABG = 90 − HBA = 90 − 30 = 60 Substituindo-se os valores numéricos em (1), tem-se que:
10−6  10
Quando uma luz incide sobre uma superfície plana q= = 10−10 C
5
reflexiva, o ângulo de incidência é igual ao ângulo de 10
reflexão. Disso se conclui que:
Convertendo-se o valor para μC, tem-se:
α = ABG = GBC
TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

106 μC 60 = (15 + 30 + 30) I


q = 10−10 C  = 10−4 μC 60
1C  I1 = I2 = I = = 0,8 A
75
Resposta da questão 46:
Como se pode observar, as correntes I1 e I2 não
[C]
possuem os valores especificados, conforme a
Pelas especificações técnicas, a lâmpada L1, ao ser equação (3).
alimentada por uma tensão de 30 V, deverá consumir
[B] Incorreta.
60 W. Para a mesma tensão, L 2 deverá consumir
30 W.
A potência pode ser expressa conforme as equações
(1) e (2), a seguir:
P = VI (1)
V
ou, tendo em conta que I = :
R
2
V V
P = VI = V   = (2) Aplicando-se a lei das malhas para a malha α, tem-
R R se:
60
Conclui-se que, segundo as especificações: 60 − 15 I1 − 30 I1 = 0  I1 =  1,3 A
45
P 60 W
I1 = 1 = =2A
V1 30 V Como a corrente I1, que passa por L1, também
(3)
P2 30 W passa por L 2 , conclui-se que:
I2 = = =1A
V2 30 V I2 = I1  1,3 A

sendo I1 e I2 as correntes que devem alimentar as Esses valores das correntes I1 e I2 não
lâmpadas L1 e L 2 , respectivamente. correspondem aos valores especificados na
equação (3).
Da equação (2), conclui-se que:
V 2 302 [C] Correta.
R1 = 1 = = 15 Ω
P1 60
(4)
V 2 302
R2 = 2 = = 30 Ω
P2 30

sendo R1 e R2 as resistências das lâmpadas L1 e L 2 ,


respectivamente.
O circuito pode ser simplificado para:
Com base nos valores das correntes especificadas para
cada lâmpada e nos valores calculados das
resistências, cada alternativa será analisada.

[A] Incorreta. O circuito pode ser redesenhada da


seguinte forma equivalente:

uma vez que:


1 1 1 2 1
= + = =  Req = 15 Ω
Req 30 30 30 15

Aplicando-se a lei das malhas em α no circuito


simplificado, tem-se que:
TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

60 − 15 I1 − Req I1 = 0
60 60
I1 = = =2A
15 + 15 30

Aplicando-se a lei das malhas em β no circuito


original, tem-se que:
30 I2 − 30 I = 0  I2 = I (5)
Sendo que:
Aplicando-se lei dos nós no nó A do circuito 1 1 1 2 +1 3 1
= + = = =  Req = 10 Ω
original, tem-se que: Req 15 30 30 30 10
I1 = I2 + I (6)
Aplicando-se a lei das malhas em α, tem-se que:
Das equações (5) e (6), conclui-se que: 60 − Req I2 − 30 I2 = 0 
I 2
I2 = 1 = = 1 A 60 60
2 2  I2 = = = 1,5 A
30 + Req 30 + 10
Em suma: I1 = 2 A e I2 = 1 A, que são valores
especificados na equação (3). Logo, a alternativa Da malha β do circuito original, tem-se que:
[C] é a resposta correta. I1
15 I1 − 30 I = 0  I = (7)
2
[D] Incorreta.
Aplicando-se a lei dos nós em B (circuito original),
tem-se que:
I2 = I1 + I (8)

Combinando-se (7) e (8) chega-se ao seguinte


resultado:
I 3 2 2
I2 = I1 + I = I1 + 1 = I1  I1 = I2 =  1,5 = 1 A
2 2 3 3
Aplicando-se a lei das malhas em α, tem-se que:
60 Conclui-se assim que os valores obtidos para I1 e I2
60 − 30 I2 = 0  I2 = =2A
30
não correspondem aos valores especificados.
Da malha β, tem-se que:
Resposta da questão 47:
30 I2 − 15 I1 − 30 I1 = 0  [A]
30 I2 30  2
 I1 = =  1,3 A
15 + 30 45 Para se obter a potência elétrica dissipada no resistor
de 4  é necessário calcular a corrente elétrica do
Vê-se que nenhum dos valores obtidos para as circuito:
correntes correspondem ao especificado nas
equações (3).

[E] Incorreta.

Aplicando-se a segunda Lei de Kirchhoff (Lei das


Tensões ou Lei das Malhas) no sentido da corrente
O circuito por ser simplificado da seguinte forma:
(definida hipoteticamente) tem-se que:
TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

0 +8 −3I− 4I−6 −3I = 0 μ0 i1


B1 = (3)
10 I = 2 2π(3R)
I = 0,2 A μ i
B2 = 0 2 (4)
2π(3R)
A potência dissipada no resistor de 4  é dada por:
Pd = RI2 = 4  0,22 II. Para o caso da espira:
μ i
Bi = 0 (5)
Pd = 0,16 W 2R

Das considerações realizadas, e partindo-se da


Resposta da questão 48: equação vetorial (1), chega-se à seguinte equação
[E] escalar:
−Bi + B1 + B2 = 0  Bi = B1 + B2 (6)

Substituindo-se as equações (3), (4) e (5) em (6),


tem-se que:
μ0 i μ0 i1 μ0 i2 μ
= + = 0 (i1 + i2 )
2R 6 πR 6 πR 6 πR
2 R μ0
i= (i1 + i2 )
μ0 6 π R
i +i
i= 1 2

O campo magnético resultante sobre o ponto P
gerado pelas correntes nos dois fios longos e paralelos
e pela corrente na espira corresponde à soma vetorial Resposta da questão 49:
dos campos gerados por cada um desses elementos. [A]
Seja B1 o campo gerado pela corrente i1, B 2 o campo
Pelos dados do enunciado e pela função horária do
gerado pela corrente i2 , e Bi o campo gerado pela espaço para um MRUV, temos que:
corrente i, conclui-se que, por hipótese: a  t2
S = S0 + v 0  t +
B1 + B2 + Bi = 0 (1) 2
10  16
S = 40 − 30  4 +
Pela regra da mão direita, conclui-se que B1 tem 2
direção perpendicular ao plano do papel, e sentido , S = 40 − 120 + 80
o que ocorre também com B2 . Logo, o módulo da S=0m
resultante B1 com B2 , é:
Resposta da questão 50:
| B1 + B2 |= B1 + B2 (2)
[D]

Para que a equação (1) seja satisfeita, o campo Bi Sabendo que no ponto mais alto da trajetória (ponto
tem que ser tal que possua direção perpendicular ao de altura máxima) a componente vertical da
plano do papel e sentido oposto a B1 + B2 . velocidade é nula, pode-se calcular o tempo de descida
Com base nesse fato, e fazendo-se novamente uso da do projétil.
regra da mão direita para a corrente da espira, g  t2
ΔS = hmáx = v o y +
conclui-se que o sentido da corrente deve ser anti- 2
horário.
10  t 2
Aplicando-se a Lei de Biot-Savart para o cálculo dos 8,45 =
campos magnéticos gerados pelas correntes i1, i2 e i 2
t = 1,3 s
sobre o ponto P, tem-se que:

Como o tempo de descida é o mesmo da subida, então


I. Para os fios longos e paralelos:
temos que o tempo total do movimento é o dobro da
descida.
Analisando somente o movimento na horizontal,
TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

podemos analisa-lo como um movimento retilíneo v c 2 = vB2 + 2a  ΔS


uniforme (MRU). Assim,
ΔS = v x  t T v c 2 = 800 + 2  ( −2,5 )  40
ΔS = 9  2,6 v c 2 = 800 − 200
ΔS = 23,4 m v c 2 = 600

Resposta da questão 51: Para que um corpo consiga efetuar um loop sem que
[E] perca o contato com a pista, este deve ter uma
velocidade mínima no ponto mais alto na trajetória,
Para a situação descrita, pode-se dizer que a Força cujo o módulo deve ser
Centrípeta será igual a Força gravitacional. vmín = R  g
Assim,
Fc = Fg
Desta forma, chamando de D o ponto mais alto do
m  v2 G  M  m loop e sabendo que a altura neste ponto é igual a 2
=
R R2 vezes o raio da trajetória, temos que:
EMC = EMD
(
m  ω2  R2 ) = G Mm Ec C = EcD + EpgD
R R2
m  v C2 m  vD2
ω2  R3 = + mgh
M= 2 2
G
600 R  g
= + 10  2R
2π 2 2
Como, ω = 300 = 40R + 10R
T
50R = 600
4π2  R3
M= R = 12 m
T2  G

Resposta da questão 52: Resposta da questão 53:


[C] [E]

Analisando o movimento durante a descida (do ponto Decompondo a tração do fio, temos que:
A para o ponto B), temos que:
EMA = EMB
EpgA = EcB

m  vB2
mgh =
2
vB2 = 800

Analisando o movimento durante o movimento


retilíneo no qual existe uma força de atrito atuando,
podemos encontrar a aceleração que atua no corpo.
FR = −Fat
m  a = − (μ  m  g )
a = − ( 0,25  10 )
a = −2,5 m s2 Assim, para o equilíbrio de forças na vertical, temos
que:
Assim, usando a equação de Torricelli, podemos T  cos ( 60 ) + E1 + E2 = P
encontrar a velocidade do corpo no ponto C. T  cos ( 60 ) + ( ρ1  V1  g ) + ( ρ2  V2  g ) = m  g

Como, m = ρ  g; V1 = 0,6V, V2 = 0,4V. Temos:


TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

+ ( ρ1  ( 0,6V )  g) + ρ2  ( 0,4V )  g = ρ  V  g
T
2
T = 2 ( ρ  V  g − 0,6  ρ1  V  g − 0,4  ρ2  V  g )
T = 2  V  g ( ρ − 0,6  ρ1 − 0,4  ρ2 )

Resposta da questão 54:


[C]

Para esta análise, é necessário analisar as quantidades


de movimento dos dois caminhões vetorialmente,
conforme figura abaixo. Onde,
NDy = ND  sen ( 45 ) → Comp. Vertical de ND
NEy = NE  sen ( 45 ) → Comp. Vertical de NE

Sabendo que, devido ao ângulo formado entre os


apoios DB e EA, o esforço devido ao peso do cilindro
é dividido igualmente entre esses. Desta forma,
ND = NE = N

Assim, para o equilíbrio de forças no eixo y, temos


Assim, temos que, que:
Qf = Q12 + Q22 P = NDy + NEy
1000 = (N  cos ( 45 ) ) + (N  cos ( 45 ) )
Qf = (m1  v1 )2 + (m2  v 2 )2
1000 2
N= 
Qf = ( 2000  30 )2 + ( 4000  20 )2 2 2
N = 500 2 N
Qf = ( 60000 )2 + ( 80000 )2
Qf = 100  103 kg  m s É fácil notar também que para o equilíbrio horizontal
de forças, a Tração no fio deverá ser igual a
Assim, é possível encontrar a velocidade dos dois componente horizontal de uma das componentes
caminhões após a colisão. normal. Assim,
Qf = m  v f NEx = T
Qf T = N  cos ( 45 )
vf =
( m1 + m2 ) 2
T = 500 2 
3
100  10 2
vf = T = 500 N
6  103
100
vf = ms Resposta da questão 56:
6
ou [D]
v f = 60 km h Pelo descrito no enunciado, o estudante não
enxergava bem pois o seu ponto próximo era superior
Resposta da questão 55: a 25 cm. Este tipo de problema é característico do
[C] problema de visão chamado hipermetropia. Para
correção deste, é necessária uma lente convergente.
Decompondo as forças que estão atuando na bola,
temos que: Como é dado que a vergência da lente a ser usada é
de 2 dioptrias, temos que:
TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

1  −1  Desta forma, é possível calcular a corrente que circula


V= m
f   no circuito.
1 E 5
2= i= =
f Re q 5
f = 50 cm 3
i=3A
Resposta da questão 57:
[B] Analisando a fonte de tensão e o primeiro resistor
como sendo um gerador, temos que:
Como a carga é positiva (enunciado), as polaridades VAB = E − R  i
das placas só podem ser conforme figura abaixo, para VAB = 5 − 1 3
que a placa da esquerda “empurre” a carga para a VAB = 2 V
direita.

Resposta da questão 59:


[D]

Para que seja possível aquecer o volume total (4 litros)


de água de 20C até a temperatura de 100C, é
necessária a seguinte quantidade de calor:
Q1 = m  c  Δθ
Q1 = ( d  V )  c  Δθ

( )
Q1 = (1 4 )  4  103  (100 − 20 )
Q1 = 1280 kJ
Assim, podemos dizer que a força elétrica atuando na
carga é da esquerda para a direita. Para que seja possível evaporar 2 litros desta mesma
água, é necessária a seguinte quantidade de calor:
Como para uma carga positiva o campo elétrico e a Q2 = m  L
força elétrica têm a mesma direção e sentido, o campo Q2 = ( d  V )  L
elétrico terá direção horizontal.
(
Q2 = 1 2  2230  103 )
Assim, utilizando as relações de um triângulo, Q2 = 4460 kJ
podemos dizer que as forças atuando na esfera
eletrizada, são:
sen ( θ) Desta forma, o calor total necessário a ser fornecido
Fe
= tg ( θ) = deve ser:
P cos ( θ) QT = Q1 + Q2
E  q 0,6
=
m  g 0,8 ( ) (
QT = 1280  103 + 4460  103 )
0,6  0,1 10 QT = 5740 kJ
E=
(
0,8  1,5  10 −6
) Para o aquecimento da água, tem-se uma resistência
5
E = 5  10 N C ligado a uma fonte de tensão conforme enunciado.
Pela 1ª lei de Ohm, temos que:
U = R i
Resposta da questão 58:
[B] 50
i=
1
Calculando a resistência equivalente do circuito, temos i = 50 A
que:
Re q = 1 + ( 2 / /2 / /2 ) A potência fornecida pela resistência para a água é:
2 5
Re q = 1 +  Re q = Ω
3 3
TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

P = R  i2
P = 1 502
P = 2500 W
ou
P = 2500 J s

Ou seja, a resistência fornece a água uma energia de


2500 Joules a cada segunda. Assim, o tempo
necessário para que seja satisfeita a situação descrita
é:
Q 5740  103
t= T =
P 2500
t = 2296 s

Resposta da questão 60:


[D]

Primeiramente é necessário encontrar o sentido da


força magnética. Para tal, é direto verificar, utilizando
a regra da mão esquerda, que o sentido desta força é
vertical e para baixo.
Assim, pelo equilíbrio de forças, temos que:

Logo,
2  Fel = P + Fmag
2  (k  x ) = M  g + B  i  L
Mg + BiL
x=
2k
TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

14 .......... 183230 .... Baixa ............. Física


Resumo das questões selecionadas ............. Espcex (Aman)/2019....... Múltipla escolha
nesta atividade 15 .......... 183223 .... Média ............ Física
............. Espcex (Aman)/2019....... Múltipla escolha
Data de elaboração: 16/09/2020 às 18:04
Nome do arquivo: LIVE FÍSICA 16 .......... 183228 .... Baixa ............. Física
............. Espcex (Aman)/2019....... Múltipla escolha

Legenda: 17 .......... 183227 .... Média ............ Física


Q/Prova = número da questão na prova ............. Espcex (Aman)/2019....... Múltipla escolha
Q/DB = número da questão no banco de dados do
SuperPro® 18 .......... 183224 .... Média ............ Física
............. Espcex (Aman)/2019....... Múltipla escolha

Q/prova Q/DB Grau/Dif. Matéria 19 .......... 183231 .... Baixa ............. Física
Fonte Tipo ............. Espcex (Aman)/2019....... Múltipla escolha

20 .......... 183220 .... Média ............ Física


1............ 189543 .... Baixa ............. Física ............. Espcex (Aman)/2019....... Múltipla escolha
............. Espcex (Aman)/2020 ...... Múltipla escolha
21 .......... 183226 .... Baixa ............. Física
2............ 189535 .... Baixa ............. Física ............. Espcex (Aman)/2019....... Múltipla escolha
............. Espcex (Aman)/2020 ...... Múltipla escolha
22 .......... 183222 .... Média ............ Física
3............ 189541 .... Baixa ............. Física ............. Espcex (Aman)/2019....... Múltipla escolha
............. Espcex (Aman)/2020 ...... Múltipla escolha
23 .......... 183221 .... Média ............ Física
4............ 189536 .... Baixa ............. Física ............. Espcex (Aman)/2019....... Múltipla escolha
............. Espcex (Aman)/2020 ...... Múltipla escolha
24 .......... 183229 .... Baixa ............. Física
5............ 189544 .... Baixa ............. Física ............. Espcex (Aman)/2019....... Múltipla escolha
............. Espcex (Aman)/2020 ...... Múltipla escolha
25 .......... 174093 .... Baixa ............. Física
6............ 189537 .... Baixa ............. Física ............. Espcex (Aman)/2018....... Múltipla escolha
............. Espcex (Aman)/2020 ...... Múltipla escolha
26 .......... 174088 .... Baixa ............. Física
7............ 189542 .... Baixa ............. Física ............. Espcex (Aman)/2018....... Múltipla escolha
............. Espcex (Aman)/2020 ...... Múltipla escolha
27 .......... 174097 .... Média ............ Física
8............ 189538 .... Baixa ............. Física ............. Espcex (Aman)/2018....... Múltipla escolha
............. Espcex (Aman)/2020 ...... Múltipla escolha
28 .......... 174096 .... Baixa ............. Física
9............ 189539 .... Baixa ............. Física ............. Espcex (Aman)/2018....... Múltipla escolha
............. Espcex (Aman)/2020 ...... Múltipla escolha
29 .......... 174098 .... Baixa ............. Física
10 .......... 189540 .... Baixa ............. Física ............. Espcex (Aman)/2018....... Múltipla escolha
............. Espcex (Aman)/2020 ...... Múltipla escolha
30 .......... 174091 .... Baixa ............. Física
11 .......... 189533 .... Baixa ............. Física ............. Espcex (Aman)/2018....... Múltipla escolha
............. Espcex (Aman)/2020 ...... Múltipla escolha
31 .......... 174090 .... Média ............ Física
12 .......... 189534 .... Baixa ............. Física ............. Espcex (Aman)/2018....... Múltipla escolha
............. Espcex (Aman)/2020 ...... Múltipla escolha
32 .......... 174095 .... Baixa ............. Física
13 .......... 183225 .... Média ............ Física ............. Espcex (Aman)/2018....... Múltipla escolha
............. Espcex (Aman)/2019 ...... Múltipla escolha
TEOREMA MILITAR
MARATONA DO TM- FÍSICA
PROF. IGOR FERREIRA

33 .......... 174089 .... Baixa ............. Física 52 .......... 148589 .... Elevada ......... Física
............. Espcex (Aman)/2018 ...... Múltipla escolha ............. Espcex (Aman)/2016....... Múltipla escolha

34 .......... 174087 .... Média ............ Física 53 .......... 148593 .... Elevada ......... Física
............. Espcex (Aman)/2018 ...... Múltipla escolha ............. Espcex (Aman)/2016....... Múltipla escolha

35 .......... 174092 .... Baixa ............. Física 54 .......... 148584 .... Elevada ......... Física
............. Espcex (Aman)/2018 ...... Múltipla escolha ............. Espcex (Aman)/2016....... Múltipla escolha

36 .......... 174094 .... Baixa ............. Física 55 .......... 148583 .... Elevada ......... Física
............. Espcex (Aman)/2018 ...... Múltipla escolha ............. Espcex (Aman)/2016....... Múltipla escolha

37 .......... 163523 .... Baixa ............. Física 56 .......... 148588 .... Baixa ............. Física
............. Espcex (Aman)/2017 ...... Múltipla escolha ............. Espcex (Aman)/2016....... Múltipla escolha

38 .......... 163527 .... Baixa ............. Física 57 .......... 148590 .... Média ............ Física
............. Espcex (Aman)/2017 ...... Múltipla escolha ............. Espcex (Aman)/2016....... Múltipla escolha

39 .......... 163530 .... Média ............ Física 58 .......... 148586 .... Média ............ Física
............. Espcex (Aman)/2017 ...... Múltipla escolha ............. Espcex (Aman)/2016....... Múltipla escolha

40 .......... 163532 .... Baixa ............. Física 59 .......... 148592 .... Média ............ Física
............. Espcex (Aman)/2017 ...... Múltipla escolha ............. Espcex (Aman)/2016....... Múltipla escolha

41 .......... 163524 .... Média ............ Física 60 .......... 148585 .... Elevada ......... Física
............. Espcex (Aman)/2017 ...... Múltipla escolha ............. Espcex (Aman)/2016....... Múltipla escolha

42 .......... 163525 .... Elevada ......... Física


............. Espcex (Aman)/2017 ...... Múltipla escolha

43 .......... 163529 .... Média ............ Física


............. Espcex (Aman)/2017 ...... Múltipla escolha

44 .......... 163522 .... Baixa ............. Física


............. Espcex (Aman)/2017 ...... Múltipla escolha

45 .......... 163533 .... Baixa ............. Física


............. Espcex (Aman)/2017 ...... Múltipla escolha

46 .......... 163531 .... Média ............ Física


............. Espcex (Aman)/2017 ...... Múltipla escolha

47 .......... 163526 .... Baixa ............. Física


............. Espcex (Aman)/2017 ...... Múltipla escolha

48 .......... 163528 .... Média ............ Física


............. Espcex (Aman)/2017 ...... Múltipla escolha

49 .......... 148591 .... Baixa ............. Física


............. Espcex (Aman)/2016 ...... Múltipla escolha

50 .......... 148594 .... Média ............ Física


............. Espcex (Aman)/2016 ...... Múltipla escolha

51 .......... 148587 .... Média ............ Física


............. Espcex (Aman)/2016 ...... Múltipla escolha

Você também pode gostar