Você está na página 1de 10

Sistemas Fluidomecânicos – 2ª Lista de Exercícios 2017

Exercício 1: Na instalação da figura, deseja-se conhecer o desnível ∆h entre os dois reservatórios


de água. Dados: potência fornecida ao fluido N = 0,75 kW; diâmetro D = 3 cm; Q = 3 l/s; L1,2 = 2
m; L3,6 = 10 m; k1 = 1; k4 = k5 = 1,2 ; k6 = 1,6 ; ν = 10-6 m2/s ; f = 0,02 ; γ = 104 N/m3; g = 9,81 m/s2.
Determinar também a rugosidade do conduto e a altura h0 para que a pressão efetiva na entrada da
bomba seja nula.

4⋅Q 4 ⋅ 0, 003
=V = = 4, 244 m s
π ⋅ D π ⋅ 0, 0302
2

V ⋅ D 4, 244 ⋅ 0, 030 D
=
Re = = 1, 27 ⋅105 ; f = 0, 02 ⇒ = 2000 ⇒ k 1,5 ⋅10−5
=
υ 10−6 k
V2 V2 V2 L V2
H= H 2 + H P 0,2 ⇒ h0 = + hL 0,2 + h f 0,2 ⇒ h0= + ∑k ⋅ +f⋅ ⋅
2⋅ g 2⋅ g 2⋅ g D 2⋅ g
0

V2  L  4, 2442  2 
h0= ⋅ 1 + ∑ k + f ⋅ = ⋅ 1 + 1 + 0, 02 ⋅ = 3m
2⋅ g  D  2 ⋅ 9,81  0, 03 
γ ⋅ Q ⋅ H BOMBA N BOMBA ⋅η B
H 0 + H BOMBA =+
H 7 H P 0,7 ; =
N BOMBA ⇒ H BOMBA
=
ηB γ ⋅Q
750 ⋅1
=
H BOMBA = 25 m
104 ⋅ 0, 003
Exercício 2: Petróleo bruto do tipo leve, com densidade relativa de 0,85 e com viscosidade
semelhante ao óleo SAE 30 (µ = 0,2 N.s/m2 a 25 °C) é bombeado horizontalmente através de um
trecho de 2,0 km de uma tubulação com 12 in de diâmetro. A rugosidade média do tubo é de 0,01
in. A vazão em volume é de 150.000 bpd (barril de petróleo por dia, 1 barril ≅ 160 litros). Calcule a
potência para acionar a bomba, considerando seu rendimento global igual a 75%, γ = 104 N/m3, g =
9,81 m/s2.
4⋅Q 4 ⋅ 0, 2778
=V = = 3,8 m s
π ⋅ D π ⋅ 0,3052
2

V ⋅D 3,8 ⋅ 0,305 D 0,305


ρ
Re =⋅ =
850 ⋅ =4926 ; = =
1200 ⇒ f =0, 038
µ 0, 2 k 2,54 ⋅10−4

2000 3,82
=
∆h 0, 038 ⋅ ⋅ = 183, 4 m
0,305 2 ⋅ 9,81
γ ⋅ Q ⋅ H 0,85 ⋅104 ⋅ 0, 2778 ⋅183, 4
=NB = = 577416 N
η 0, 75

Exercício 3: Uma bomba de 7 estágios com vazão de 360 m3/h está situada a 1500 m de altura e a
água tem temperatura de 70 °C. Pede-se a altura máxima de aspiração para 1,35 m de perda de
carga na sucção, rotação de 1185 rpm e altura manométrica de 210 m.
Pressão atmosférica a 1500 m (Tabela): Patm = 8,54 m.c.a. = 83,75 kPa
Temperatura de 70°C (Tabela): Pv = 31,19 kPa, γ = 9586 N/m3.
210 360
=
H m = 30 m rotor; = Q = 0,1 m3 s
7 3600
P1  Pv 
hs ≤ −  + hL + h f + NPSH R 
γ γ 
1
4 n ⋅Q 2
NPSH R = σ ⋅ Hm
∆h = ∗
⇒ σ=0, 012 ⋅ nS 3
⇒ nS = 3
Hm 4
1
1185 ⋅ 0,1 2 4
nS = 3
= 29, 233 rpm ⇒ σ = 0, 012 ⋅ 29, 233 3 = 0,108
30 4
NPSH R= 0,108 ⋅ 30= 3, 24 m

83749  31888 
hs ≤ − + 1,35 + 3, 24  ⇒ hS ≤ 0,82 m
9586  9586 
Exercício 4: Determine a equação da curva característica do sistema composto por duas tubulações
em série com as seguintes características, não considerando a sucção: V = 1,2 m/s; Hg = 50 m; f=
0,02 para D1 = 250 mm e f = 0,03 para D2 = 200 mm; L1 = L2 = 300 m.
HM = H g + H Perdas ⇒ H Perdas = hf 1 + hf 2

8 ⋅ f1 ⋅ L1 ⋅ Q 2 8 ⋅ f 2 ⋅ L2 ⋅ Q 2 8 ⋅ L  f1 f 
h f 1= ; h f 2= ⇒ h f 1 + h f 2= ⋅  5 + 25  ⋅ Q 2
π 2 ⋅ g ⋅ D15 π 2 ⋅ g ⋅ D25 π ⋅ g  D1 D2 
2

8 ⋅ 300  0, 02 0, 03  2
h f 1 + h= ⋅ + 5 
⋅ Q= 2831, 6 ⋅ Q 2
f2
π ⋅ 9,81  0, 25 0, 20 
2 5

HM =
50 + 2831, 6 ⋅ Q 2

Exercício 5: Uma bomba radial pura para água tem com um rotor com 6” de diâmetro e fluxo axial
na entrada. Ela é acionada a 1.750 rpm. As pás do rotor são curvadas para trás (β2 = 65°) e têm
largura axial de ¾”. A carcaça da bomba atua como um difusor, que converte 60% da carga devida
à velocidade absoluta na saída do rotor em aumento de pressão estática. A perda de carga através da
aspiração da bomba e dos canais de descarga é de 75% da componente radial da carga de
velocidade saindo do rotor. Estime a descarga da bomba, a potência absorvida e eficiência da
bomba no ponto de máximo rendimento.

Exercício 6: A curva da bomba mostrada na figura deve operar em um sistema bombeamento de


água. O sistema apresenta uma curva característica dada por: Hman(m) = 30 + 0,035 Q2 (m3/h). (a)
Mostre na figura abaixo o ponto de operação. (b) Determinar a potência considerando que o
rendimento global é igual a 55%. (c) Determinar também a equação da curva característica de uma
bomba. Considere a massa especifica da água igual a 1000 kg/m³.
a) Para traçar a curva característica do sistema são atribuídos valores para Q na equação:
Q [m3/h] 0 8 16 24 28
Hm [m] 30 32,2 39 50 57
O ponto onde a curva característica do sistema cruza a da bomba é o ponto de operação.

( )
b) Cálculo da potência W utilizando o ponto de operação da bomba (Q = 26 m3/s)
H m =30 + 0, 035 ⋅ 262 =53, 66 m
26
ρ ⋅ g ⋅ Q ⋅ H m 1000 ⋅ 9,81 ⋅ 3600 ⋅ 53, 66
=W = = 6,9 kW
η 0,55

Exercício 7: Um sistema de bombeamento de água apresenta altura estática de aspiração de 6,0 m e


altura estática de recalque de 15,0 m. A tubulação de 90 m de comprimento é de aço, com
rugosidade 0,1 mm e diâmetro de 86 mm. A velocidade na tubulação é igual a 1,1 m/s. Considere
que a perda de carga dos acessórios é igual à perda de carga da tubulação. Selecione a bomba
adequada apresentando o diâmetro do rotor (mm) e potência disponível pelo fabricante. Determine a
potência (kW) absorvida pela bomba no ponto de operação. Massa especifica: 1000 kg/m³.
Viscosidade cinemática 1,127x10-6m²/s.
Determinar a vazão do sistema:
π ⋅ D2 π ⋅ 0, 0862
Q= ⋅ V= ⋅1,1= 6,39 ⋅10− m s= 23 m h
3 3 3

4 4
H man =hS + hL S + h f S + hR + hL R + h f R ; hL S + hL R =h f S + h f R =h f
ε 0,1 V ⋅D 1,1 ⋅ 0, 086
= =0,00116; Re = = ≅ 84000 ⇒ f = 0, 023
D 86 υ 1,127 ⋅10−6
2
L V 90 1,12
hf = f ⋅ ⋅ = 0, 023 ⋅ ⋅ =1, 48 m
D 2⋅ g 0, 086 2.9,81
H man = hS + hR + 2 ⋅ h f = 6, 00 + 15, 00 + 2 ⋅1, 48 = 23,96 m
Do gráfico para Q = 23 m3/h e Hm = 24 m obtêm-se: D = 244 mm; ηg = 51%;
23
1000 ⋅ 9,81 ⋅ ⋅ 23,96
ρ ⋅ g ⋅ Q ⋅ H
=W B = m 3600= 2944 = W 2,94 kW
ηg 0,51

Exercício 8: Um sistema deve trabalhar com uma vazão de 0,75m³/min com uma altura estática de
aspiração igual a 5m e uma altura estática de recalque igual a 25m. Estimando-se que a perda carga
total do sistema é igual a 10 m de coluna de fluido. Determine a curva característica do sistema.
Grafique na figura abaixo a curva característica e determine qual a bomba que você selecionaria
mostrando o ponto de operação. Especifique o diâmetro do rotor e o rendimento global da bomba.
Determine a potência motriz para o acionamento da bomba.
= =
Q 0, 75 m 3
=
min 45 m3 h 0, 0125 m3 s

=hS 5,=
0 m; hR 25, 0 =
m; hPerdas 10, 0 m

H man = hs + hR + hPerdas = 5, 0 + 25, 0 + 10, 0 = 40 m , para uma vazão de 45 m3/h.

H man = H g + k ⋅ Q 2 ; H g = hS + hR = 5 + 25 = 30 m

40 − 30
40 = 30 + k ⋅ 452 ⇒ k= 2
= 4,94 ⋅10−3
45

H man =30 + 4,94 ⋅10−3 ⋅ Q 2

Q [m3/h] 0 10 20 30 40 45 50 60 70
Hm [m] 30,0 30,5 32,0 34,5 37,9 40,0 42,3 47,8 54,2

O ponto de operação do sistema define o rotor da bomba de 296 mm com um rendimento


aproximado de 60 %.
45
1000 ⋅ 9,81 ⋅ ⋅ 40
 ρ ⋅ g ⋅ Q ⋅ H 3600
=WB = m
= 8175 W
ηg 0, 60

Exercício 9: Um sistema de bombeamento opera com água tendo uma altura estática de aspiração
igual a 4,0 m e uma altura estática de recalque igual a 15,37 m. A bomba opera com uma vazão
igual a 18 m³/h. A velocidade na tubulação é igual a 1,25 m/s e o comprimento da tubulação igual a
40 m. Considere que a rugosidade da tubulação e igual a 0,1 mm. O coeficiente de perda de carga
dos acessórios da tubulação de aspiração é igual a 2,0 e o coeficiente de perda de carga dos
acessórios da tubulação de recalque é igual a 3,5m. Selecione a bomba indicando ponto de operação
e calcule a potência de acionamento (kW) da bomba para as condições de operação. Massa
específica = 1000 kg/m³, viscosidade cinemática = 1,13x10-6m²/s.
Q 0, 005
Q = 18 m3 h = 0, 005 m3 s; V = 1, 25 m s ⇒ A = = = 0, 004
V 1, 25
π ⋅ D2 4⋅ A 4 ⋅ 0, 004 ε 0, 0001
=
A ⇒ D
= = = 0, 071 m; = = 0, 001401
4 π π D 0, 071
V ⋅ D 1, 25 ⋅ 0, 071
=
Re = = 78540
υ 1,13 ⋅10−6
Fórmula de Miller (5,0.103 < Re < 1.108):
−2
 ε 
5, 74  
−2
   0, 001401 5, 74  
f =
0, 25 ⋅ log  D + =
0, 25 ⋅ log  +  =
785400,9  
0, 0242
  3, 7 Re0,9     3, 7
  
L V2 40 1, 252
hf = hf S + hf R ⇒ hf = f ⋅ ⋅ = 0, 0242 ⋅ ⋅ =1, 09 m
D 2⋅ g 0, 071 2 ⋅ 9,81
V2 1, 252
hL =hL S + hL R ⇒ hL =∑ k ⋅ =( 2, 0 + 3,5 ) ⋅ =0, 44 m
2⋅ g 2 ⋅ 9,81
hPerdas = h f + hL = 1, 09 + 0, 44 = 1,53 m
=hS 4=
m; hR 15,37 m
H man = hs + hR + hPerdas = 4, 0 + 15,37 + 1,53 = 20,9 m
Do gráfico para Q = 18 m3/h e Hm = 20,9 m obtêm-se o diâmetro do rotor = 244 mm e o
rendimento aproximado de 65,5%.
18
1000 ⋅ 9,81 ⋅ ⋅ 20,9
ρ ⋅ g ⋅ Q ⋅ H
=W B = m 3600
= 1565 W
ηg 0, 655

Exercício 10: Em um sistema de bombeamento com tubulação de recalque de 103 mm de diâmetro


escoa água com velocidade de 2,0 m/s. O nível da água no reservatório de recalque encontra-se a 18
m acima do nível do reservatório de aspiração e ambos os reservatórios são abertos a atmosfera. O
vacuômetro na entrada da bomba indica uma pressão igual a -39,24 kPa e o manômetro na saída da
bomba indica uma pressão igual a 177,07 kPa. (a) Com auxilio da figura selecione a bomba
apropriada especificando o diâmetro da mesma. (b) Determine a Eq. Que representa a curva
característica deste sistema especificando a altura manométrica em (m) e a vazão em (m³/h). Traçar
no gráfico a equação característica do sistema. Massa específica 1000 kg/m³.

π ⋅ 0,1032
Q = V ⋅ A = 2, 0 ⋅ = 0, 01666 m3 s = 60 m3 h
4
A pressão vacuométrica equivale a uma pressão manométrica negativa, assim:
PR man − PS man PR man − ( − PS vac ) (177, 07 + 39,=
24 ) ⋅1000
=H man = = 22, 0 m
ρ⋅g ρ⋅g 1000 ⋅ 9,81
Do gráfico para Q = 60 m3/h e Hm = 22 m obtêm-se o diâmetro do rotor = 115 mm e o
rendimento aproximado de 70%.
b) H man = H g + k ⋅ Q 2 ; H g = hS + hR = 18 m (diferença entre os níveis dos reservatórios).
22 − 18
22 = 18 + k ⋅ 602 ⇒ k= 2
= 1,11⋅10−3
60
H man =18 + 1,11 ⋅10 3 ⋅ Q 2

Q [m3/h] 0 10 20 30 40 50 60 70
Hm [m] 18,0 18,1 18,4 19,0 19,8 20,8 22,0 23,4

Exercício 11: Um sistema de bombeamento utilizado em laboratório trabalha com uma vazão de
7,0 m³/h e apresenta uma altura estática de aspiração de 4,0m, diâmetro de 50 mm e perda de carga
na aspiração igual a 2,0 m. A bomba trabalha com rotação de 3500 rpm. Na saída da bomba o
manômetro indica 350 kPa. Considere os dois reservatórios abertos à atmosfera. Determine as
novas condições de operação quando a bomba diminui sua rotação em 5%. Massa específica igual a
1000 kg/m³.
n2= 0,95 ⋅ n1= 0,95 ⋅ 3500= 3325 rpm

Q2 n2 n2 3325
= ⇒ Q2 = Q1 ⋅ = 7, 0 ⋅ = 6, 65 m3 h
Q1 n1 n1 3500
4⋅Q 4 ⋅ 6, 65
=V = = 0,94 m s
π ⋅ D π ⋅ 0, 052
2

Pressão no vucuômetro:
 V2   0,942 
− ρ ⋅ g ⋅  hs +
Pvac = + hPerdas S  =
−1000 ⋅ 9,81⋅  4 + + 2, 0  =
−59,3 kPa
 2⋅ g   2 ⋅ 9,81 
PR man − PS man PR man − ( − PS vac ) ( 350 + 59,3 ) ⋅1000
=H man = = = 41, 7 m
ρ⋅g ρ⋅g 1000 ⋅ 9,81
2 2
H 2  n2  n 
2
 3325 
=  ⇒ H2 =H1 ⋅  2  =41, 7 ⋅   =
37, 6 m
H1  n1   n1   3500 

Exercício 12: No esquema da figura, qual deve ser a máxima cota z para que não haja cavitação
com água? Dados: Q = 10 l/s; D = 10 cm; patm = 92,4 kPa; PV = 2,36 kPa (abs); tubo de aço;
ν = 10-6 m2/s; γ = 104 N/m3.

p1 p 
hs ≤ −  V + h L + h f + NPSH r 
γ  γ 
P1 = 92,4 kPa
γ = 10.000 N/m3
Pv = 2,36 kPa
Calculo das perdas na sucção:
4Q 4 ⋅ 0,01
v= = = 1,273 m / s
πD 2
π ⋅ 0,102
vD 1,273 ⋅ 0,1
Re = = −6
= 1,27 ⋅ 105
υ 1 ⋅ 10
DH 0,1
= = 2174
k 4,6 ⋅ 10− 5
do diagrama f = 0,020

hf = f
(LS ) v 2 = 0,020
(6 + z ) 1,2732 = 0,0162(6 + z) m
D H 2g 0,10 20
Pelo método de Borda-Belanger:
v2 1,2732
hL = ∑ kL = (15 + 1) = 1,296 m
2g 20
92400  2360 
z≤ − + 0,0162(6 + z) + 1,296 
10000  10000 
z ≤ 9,24 − (0,236 + 0,0162(6 + z) + 1,296 )
z ≤ 9,24 − 0,236 − 0,0972 − 0,0162z − 1,296
1,0162z ≤ 7,6108
z ≤ 7,49 m

Exercício 13: Uma bomba projetada para trabalhar a 27 l/s e 3000 rpm encontra-se trabalhando no
seu ponto de projeto aspirando água a 15°C (ρ = 999,10 kg/m3 e Pvap = 1,707 kPa ) de um
reservatório a pressão atmosférica igual a 98,1 kPa. O instrumento na admissão da bomba acusa
uma pressão manométrica de -9,81 kPa e o manômetro na descarga 29,43 kPa. A bomba tem seu
eixo situado a 0,7 m acima do nível do líquido do reservatório de aspiração. Considere uma perda
de carga de 2 m na tubulação de sucção. Verifique se qual a maior altura de sucção admissível e se
esta bomba está cavitando.
Dados: Q = 27 l/s = 0,027 m3/s; n = 3000; P1 = 98,1 kPa; PS = -9,81 kPa; PR = 29,43 kPa;
hs = 0,7 m; hPerdas = 2 m.

P1 98,1 ⋅103 1, 707 ⋅103


= = 10,= 0 m; PV = 0,174 m
γ 999,1 ⋅ 9,81 999,1 ⋅ 9,81

=H man
(=
29, 43 + 9,81) ⋅10 3

4m
999,1 ⋅ 9,81
P1  Pv 
hs ≤ −  + hL + h f + NPSH R 
γ γ 
1
4 n ⋅Q 2
NPSH R = σ ⋅ Hm
∆h = ∗
⇒ σ=0, 012 ⋅ nS 3
⇒ nS = 3
Hm 4
3000 ⋅ 0, 027 4
nS = 3
= 174, 28 rpm ⇒ σ = 0, 012 ⋅174, 28 3 = 1,168
4
4
NPSH=
R 1,168 ⋅=
4 4, 67 m
hs ≤ 10 − ( 0,174 + 2 + 4, 67 ) ⇒ hS ≤ 3,156 m => Ok. Não Cavita.

Exercício 14: Uma bomba centrífuga opera a 1.750 rpm; o rotor tem pás curvadas para trás com
β2=60° e b2 = ½”. A uma vazão de 350 gpm a velocidade radial de saída é de 11,7 ft/s. Estime a
altura de carga que essa bomba pode produzir.

Você também pode gostar